Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 15 DE Junho 2011

 

A PRESTAÇÃO dos xadrezistas nacionais na nona e última jornada do Campeonato Africano da modalidade, que segunda-feira terminou, esteve entre o bom e o mau com as vitórias e derrotas a equipararem-se, ou seja dos seis jogadores três ganharam e os restantes saíram derrotados nos respectivos cruzamentos.

 

Vânia Vilhete a direita
 

Vânia Vilhete, a melhor entre os nacionais, confirmou tal façanha ao bater na despedida a zambiana Azel Salomon, terminando, deste modo, na sexta posição com cinco pontos.

 

Mas a maior proeza do último dia foi protagonizada por Donaldo Paiva, que venceu o angolano Erikson Roberto, campeão africano de juniores. O jovem xadrezista moçambicano terminou em 13° lugar, a segunda melhor classificação entre os seus compatriotas.

O outro triunfo nacional veio das mãos de Miguel Maconi. O mestre bateu o ugandês Luggya Vianney. Já o outro mestre, Mateus Viajeiro, caiu no cruzamento com o angolano Ediberto Domingos.

 

Graça Tivane e Ana Malenda caíram diante das sul-africanas Tshepang Tlale e Frick Denise, respectivamente.

O “Africano” acabou sendo dominado por egípcios, com Ahmed Adly a sagrar-se campeão, em masculinos, e Khaled Mona, em femininos.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 14:12
 O que é? |  O que é? | favorito

 

É MAIS fácil e cómodo demitir o treinador do que afastar 25 jogadores. Assim se expressou, com voz embargada e melancólica, Chiquinho Conde, conjecturando um possível despedimento do Ferroviário, no final de uma primeira volta em que vários técnicos, pagando cara a factura do insucesso das suas equipas, passaram de bestiais a bestas.

Chiquinho Conde
 

No Ferroviário, campeão há bem pouco tempo (2008 e 2009), os resultados não aparecem. De candidato natural ao título, agora faz as contas entre uma eventual descida ao poço – o que seria um autêntico escândalo – e a simples manutenção, à semelhança do horizonte das formações modestas. É verdade que a crise de resultados nos “locomotivas” já vinha acontecendo, no entanto, se agudizou na derradeira jornada da primeira volta do Moçambola-2011, quando, em pleno Estádio da Machava, perderam diante do Ferroviário de Nampula por 2-1.

 

O facto representou imediatamente a queda para a incómoda 11ª posição, assim como um coro de vozes contestando a pessoa de Chiquinho Conde. Verticalmente, embora se percebesse no seu timbre de voz um desconforto total, o jovem técnico afirmou que estaria na disposição de deixar o lugar, caso o entendimento dos dirigentes do clube fosse esse, pois, sendo ele o timoneiro, é, em primeira e última instância, o responsável pelos maus resultados que se verificam na equipa.

 

 

Chiquinho Conde, campeão nacional pelo Ferroviário em 2009, sente o seu chão a cavar-se, daí estar, doravante, dependente do voto de confiança, ou então da sua sumária retirada, por parte da Direcção “locomotiva”, encabeçada por Adelino Mesquita. Preparado para qualquer dos dois cenários, o “mister” entende que é mais fácil e cómodo afastar o treinador, quando os resultados desportivos não aparecem, do que mandar embora um plantel de 25 jogadores.

 

Esta semana, que marca o início da segunda volta do campeonato, com o Ferroviário a jogar pela terceira vez consecutiva no Vale do Infulene, recebendo o Sporting, pode ser decisiva para o futuro do treinador. Aliás, estamos em crer que o assunto terá sido objecto de debate na reunião semanal da Direcção do clube, ontem à noite.

 

 

E isto ocorre numa altura em que a pressão sobre a equipa subiu de tom, havendo círculos que não aceitam a desculpa da saída dos internacionais Momed Hagy e Jerry como motivo para a actual triste situação, defendendo que Mahomed, Pinto, Jotamo, Chico, Fred, Vling, Whisky, Danito Parruque, Butana, Zabula, Buramo, Tchitcho, Sonito, Luís, Valdo, Dário Chissano, só para citar os mais sonantes, são nomes suficientemente à altura de fazer uma prova sem sobressaltos.

 

OS JÁ… BESTAS!


Mussá Osman
 

Se no final da primeira volta do Moçambola-2011 Chiquinho Conde ainda está entre o bestial e o besta, colegas seus há que com o ritmo da caminhada foram perdendo a pedalada, transformando-se em bestas. As exigências do campeonato, repartidas entre os que lutam pelo título e os que se batem pela manutenção, acabam ditando que os treinadores sejam os bodes expiatórios dos insucessos das respectivas formações, mesmo se reconhecendo, nalguns casos, a absoluta inoperância e ausência de estratégias pragmáticas das direcções de clubes.

 

 

E porque, parafraseando Chiquinho Conde, é mais fácil e cómodo demitir o treinador do que afastar 25 jogadores, ao longo da primeira volta cinco técnicos foram vítimas de “chicotada psicológica”. Trata-se de Mussá Osman, que “abriu” o ciclo no Ferroviário de Nampula, Frederico dos Santos, no Matchedje, Abdul Omar, no Sporting, Miguel dos Santos, no Vilankulo FC, e Garrincha, no Atlético Muçulmano.

 

 

Mussá Osman, técnico referenciado e com dois títulos nacionais, um no Ferroviário de Nampula e outro no Ferroviário do Maputo, apesar de ter começado com duas goleadas de 5-1 que ficaram na história do campeonato, viu-se demitido intempestivamente, num processo que surpreendeu muita gente, dado que os “locomotivas” da capital do norte estavam bem encaminhados e posicionados em sétimo. Para explicar as razões da ocorrência, os dirigentes do clube, na altura, engasgaram-se e acabaram por implementar sem reticências a sua decisão.

 

 

Aleixo Fumo, então adjunto, ainda conduziu a equipa transitoriamente, antes da chegada do brasileiro Alex Alves, coadjuvado por Sataca. Coincidência ou não, o certo é que a equipa está neste momento em oitavo lugar, em clara ascendência, depois de ter experimentado a zona da despromoção.

 

 

Na sua primeira experiência a solo, Frederico dos Santos terá sido uma verdadeira decepção no Matchedje. Começou em último e… terminou em último. Isto é, na jornada inaugural perdeu e, até à altura do seu afastamento, não tinha conseguido tirar os “militares” da cauda da tabela classificativa. E, como o Matchedje tinha este ano aspirações mais latas, após o quinto lugar no pretérito campeonato, dificilmente o técnico resistira a uma “chicotada psicológica”. Foi substituído por Flin, mas este também não consegue fazer melhor, continuando o time abaixo da linha de água.

 

 

MISTERIOSO OMAR

 

 

 

Fred

 

 

No Sporting, nunca se percebeu se Abdul Omar foi demitido ou então ele próprio se demitiu. É que, após uma partida contra o Costa do Sol, na Beira, disse que pretendia voltar para casa, em Vilankulo, sem invocar, no entanto, quaisquer desfasamentos com os dirigentes do clube. A verdade é que Omar acabou saindo mesmo e, quando se pensava que fosse para casa com a finalidade de repousar e reflectir sobre o seu futuro, eis que é anunciado como novo técnico do Vilankulo FC, em substituição de Miguel dos Santos.

 

 

Deu para entender que, afinal de contas, aquela tempestade num copo vazio que provocou no Chiveve era um pretexto para sair rapidamente do Sporting, porquanto o seu destino já estava traçado.

 

E já há muito estava traçado o destino de Miguel dos Santos no Vilankulo FC, considerando o percurso pouco animador da equipa, cuja meta é superar o sexto lugar do ano passado. Na apresentação de Abdul Omar, o patrono da colectividade, Yassin Amuge, voltou a vincar este objectivo, pelo que o novo “mister” tem uma missão bastante árdua nesta segunda volta.

 

Uma derrota numa competição que não é o Moçambola ditou a demissão de Garrincha do Atlético Muçulmano. A equipa foi afastada da Taça de Moçambique pelo Djuba FC, situação que agravou ainda mais a já débil manutenção do técnico à frente dos “muçulmanos”, acabando por fazer funcionar a “chicotada”.

 

Na última posição do campeonato, o Atlético acredita numa miraculosa reversão da situação, tendo chamado para essa “missão impossível” Frederico dos Santos, que assim volta à cena, curiosamente, para dirigir o “lanterna vermelha”, tal como deixou o Matchedje.

Uma cara nova, de nacionalidade portuguesa, acaba de chegar ao Moçambola-2011. Trata-se de Manuel Braga, timoneiro do Sporting, que, para a sua triste sina, teve uma estreia desastrosa: goleada por 5-1 no Songo, diante da HCB, coincidentemente, treinada pelo seu compatriota Vítor Urbano.

 

 

Sem saber exactamente o que acontecerá à frente, porque o futuro é imprevisível, mantêm os seus postos Arnaldo Salvado no Maxaquene, Artur Semedo na Liga Muçulmana, Augusto Matine no Desportivo, Sérgio Faife no Chingale, David Mandigora no Costa do Sol, Vítor Urbano na HCB, Hilário Manjate no Incomáti, Akil Marcelino no Ferroviário da Beira e Chiquinho Conde – até ver – no Ferroviário do Maputo.

  • Alexandre Zandamela
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 14:00
 O que é? |  O que é? | favorito

O ESTRELA Vermelha manteve-se na liderança do Campeonato de Futebol da Cidade do Maputo (Liga GWM) ao vencer, fora, o Mahafil, por 1-0, em partida da sétima jornada.

 

 

O Estrela soma 13 pontos, os mesmos que o 1° de Maio, que também bateu o Beira-Mar, por 4-1.

Os “alaranjados” levam vantagem no “goal-average” e pelo facto de terem um jogo a menos em relação aos “

1 de Maio

” que são nesta altura os mais próximos concorrentes ao título.

 

O Ferroviário das Mahotas venceu o Nova Aliança, por 3-2, no desafio mais emocionante da ronda, enquanto Académica superou União FC, por 2-0.

 

As Águias Especiais ficaram de fora devido ao número ímpar de equipas.

Na próxima jornada (8ª) estão programados os seguintes jogos: Académica-Águias Especiais; Estrela Vermelha-União FC; Nova Aliança-Mahafil e Beira-Mar-F.Mahotas.

 

                                                CLASSIFICAÇÃO


                                        J        V        E       D          B        P


ESTRELA                  6      6      1      1      12-1   13

1º de Maio               7      4      1      2      10-6   13

Fer. Mahotas            6      3      2      1      8-8     11

Águias Especiais       6      3      1      2      10-7  10

Académica               7      2      3      2       5-5     9

Nova Aliança             6      2      2      2       8-7     8

Mahafil                     6        2      1      3      5-7     7

União FC                   6      0      3      3      4-8     3

Beira-Mar                  4      0      2      3      4-17   2

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 13:51
 O que é? |  O que é? | favorito

Clube de Gaza

 

 

O CLUBE de Gaza isolou-se na liderança do Campeonato Provincial de Futebol, ao golear, no fim-de-semana, o Tecamahala por 4-1, tendo beneficiado do deslize de um dos seus mais directos opositores, o Clube de Chibuto, que não foi além de um empate sem golos frente ao Mandlakazi.

Nesta quinta ronda do certame realce para o facto de o Ferroviário de Gaza se ter aproximado do grupo da frente, mercê da difícil e suada vitória por 1-0 sobre a jovem formação do Estrela Vermelha, que está a dar excelentes indicações de um aturado trabalho de base.

Os “locomotivas” somam 10 pontos, os mesmos do Clube de Mandlakazi, a maior revelação deste campeonato e que continua firme nos lugares cimeiros.

 

Enquanto isso, a Associação Desportiva do Chókwè (ADC) vingou-se – e de que maneira! – no confronto com o Costa do Sol, seu “carrasco” na Taça de Moçambique, cilindrando-o por 7-0.

 

Jafar, do Clube de Gaza, lidera a lista dos melhores marcadores com nove golos.

A próxima jornada contempla os jogos Mandlakazi-Estrela Vermelha, Costa do Sol-Chibuto, Clube de Gaza-ADC e Tecamahala-Ferroviário.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:32
 O que é? |  O que é? | favorito

AO vencer o Vila Pita, por duas bolas sem resposta, com golos de David e Hélder, o Palmeiras FC de Quelimane qualificou-se domingo último para a fase regional centro da Taça de Moçambique.

 

O jogo era de alto risco para os dois contendores e impróprio para cardíacos. Tanto o Vila Pita, praticante do melhor futebol desta temporada, como o Palmeiras FC tinham fortes intenções de puxar para as suas hostes as honras da prova, depois de deixarem pelo caminho muitos concorrentes.

 

Os primeiros dez minutos do jogo foram de muita pressão sobre o homem na posse da bola e as duas colectividades concentraram as suas investidas no meio-campo. Nem todos os passes saíam bem e os intérpretes da filosofia traçada pelos treinadores estavam algo nervosos.

Um ligeiro ascendente atacante pertenceu ao Palmeiras pelo menos durante meia hora. O Vila Pita esmerou-se e voltou a equilibrar a balança até final do primeiro período.

 

Na segunda metade, a toada de jogo manteve-se. Porém, numa desatenção da defensiva contrária, David, do Palmeiras, fez anichar o esférico na baliza contrária. Depois deste golo, o Palmeiras ganhou mais alento e força anímica tentando por várias vezes empurrar o adversário para o seu reduto mais recuado.

 

O Vila Pita sacudiu a pressão e estava disposto a estragar a festa do adversário quando aos trinta e nove minutos obrigou o adversário a fazer falta na pequena área. Todavia, o castigo máximo não resultou em golo porque o esférico passou por cima do travessão.

 

 

A dez minutos do fim do jogo, Hélder viria a elevar a contagem para dois a zero, na sequência de uma recarga após um falhanço na conversão de um penalte. Resultado justo que premia a rapaziada do Palmeiras, que está na alta competição pelo secundo ano consecutivo. A festa foi rija na sede do clube pela noite adentro.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:24
 O que é? |  O que é? | favorito
Nigeriana

A NIGÉRIA pretende conquistar 12 medalhas no atletismo nos Jogos Africanos Maputo 2011, uma meta inferior às 18 obtidas na edição anterior na Argélia em 2007. Esta informação foi dada pelo director técnico da Federação Nigeriana de Atletismo (AFN), Sunday Bada.

 

Sunday Bada explicou esta redução dos objectivos pela má preparação dos atletas nacionais para estes jogos.

“Graças a algumas provas estamos apostados em ganhar dez a 12 medalhas, mas fizemos melhor no passado”, disse ontem Sunday Bada, citado pelo jornal "Punch".

 

Não estamos suficientemente preparados para ganhar 18 medalhas como o fizemos no passado, mas vamos para ganhar as provas de “sprint” e manter a Nigéria na tabela das medalhas. Somos um país de estafetas. A tradição existe, portanto devemos ganhar estas provas bem como vencer o salto em comprimento e a corrida dos 100 metros feminino”, afirmou o director técnico da AFN.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:14
 O que é? |  O que é? | favorito
Neca

NECA, ex-treinador da Liga Muçulmana, irá orientar o Churchill Brothers, clube da primeira divisão indiana, na próxima temporada.

 

O técnico português, que orientou a Liga na época 2009, já terá estabelecido um acordo por uma época, devendo apenas faltar a assinatura do contrato.

 

Temos um acordo com Neca. Será o nosso treinador na próxima temporada”, afirmou Churchill Alemão, presidente do clube, ao “The Times of India”.

O agente do treinador português, Raul Gomes, confirmou o acordo com a equipa indiana. “Neca está entusiasmado em treinar na Índia e o Churchill Brothers é uma oportunidade fantástica. Estou certo de que correrá muito bem”, afirmou.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 11:09
 O que é? |  O que é? | favorito

Preparação para os jogos africanos

 

Faltam precisamente 80 dias para o início dos X Jogos Africanos que o país vai acolher em Setembro próximo entre os dia 3 e 18. Neste percurso da contagem decrescente, a Federação Moçambicana de Ciclismo (FMC) já divulgou o itinerário a ser seguido durante as competições desta modalidade. Mas nem tudo é um mar-de-rosas, pois a selecção moçambicana é atormentada por toda a sorte de dificuldades, com particular realce para a falta de bicicletas recomendadas para a alta competição.

 

A falta de tempo e bicicletas recomendáveis para competição são aspectos que, na opinião do pré-seleccionado Vicente Fernando,dificultam uma boa preparação dos ciclistas moçambicanos, tendo em vista a sua participação nos X Jogos Africanos. A título elucidativo, basta referir que Vicente Fernando treina com uma bicicleta pessoal que pesa 12 kg, mas que deveria ter uma com opeso mínimode 7/8 Kg.

 

Vicente Fernando, que liderou uma parte do percurso da prova do último fim-de-semana de preparação e que é um dos pré-seleccionados, garantiu que com uma boa bicicleta os seus resultados e desempenhos seriam outros, pois se considera bastante forte e com vontade de fazer mais e melhor. “O ciclismo é uma disciplina desportiva bem difícil, apesar de algumas pessoas pensarem que é uma coisa muito fácil.

 

 

 

Crescêncio José

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 09:15
 O que é? |  O que é? | favorito
grandes pedaladas em maputo

Depois da chegada de José de Alves Cunha, a equipa nacional vai entrar na última etapa da preparação!


Cidade de Maputo-Namaacha-Maputo; Marracuene-cidade de Maputo e Matola-cidade de Maputo são os locais por onde a “fina-flor” do ciclismo africano irá pedalar em busca da glória reconhecida pela conquista das almejadas medalhas.

Moçambique conta com uma pré-selecção composta por nove ciclistas, designadamente, Miguel Teixeira (campeão nacional), Gustava de Silva, João Cuambe, Fernando Macume, António Fonseca (da cidade de Maputo), João da Glória, Arone Jaulane (da Beira),  Mussá Rachide (de Quelimane) e José Alves Cunha (da Inglaterra). Este último deverá juntar-se ao combinado nacional em Julho.


Depois da chegada de José de Alves Cunha, a equipa nacional vai entrar na última etapa da preparação. Nessa altura serão eleitos os seis ciclistas que vão dar corpo à selecção moçambicana, que vai competir por equipas e individualmente.

 

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 09:06
 O que é? |  O que é? | favorito
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO