Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 03 DE Junho 2011
Arte Chinesa

DEZENAS de karatecas chineses fizeram na noite da última sexta-feira, uma demonstração brilhante, levando ao delírio o público que acorreu em massa ao Centro Cultural da Universidade Eduardo Mondlane, no quadro da criação de uma academia de artes marciais em Moçambique.

 

A apresentação dos profissionais das artes marciais durou pouco mais de uma hora, tempo que acabou sabendo a pouco dada a qualidade demonstrada pelos “artistas”.

 

A cerimónia contou com a presença do embaixador da China, Huang Fu, que vibrou com a agilidade demonstrada pelos seus compatriotas.

Para além das artes marciais, os presentes puderam, igualmente deleitar-se com uma demonstração de capoeiristas, afectos ao Grupo de Capoeira de Moçambique.

 

 

A presença dos karatecas chineses na capital do país aconteceu no âmbito do bom relacionamento entre os Governos moçambicano e chinês, que desta forma, aproveitaram para fortalecer o intercâmbio nas vertentes desportiva e cultural.

 

 

Durante a sua estadia no país, o grupo manteve encontros com os responsáveis do Ministério da Juventude e Desportos e do Comité Olímpico, com objectivo de promover as artes marciais em Moçambique e a criação de uma academia das artes marciais.

Refira-se que a arte marcial nasceu na China e se desenvolveu com a nação chinesa, tendo virado gradualmente um fenómeno cultural especial. Ela combina perfeitamente o debate, o exercício físico, a diversão e as teorias filosóficas.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:29
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

 

Suleimane, Intiaz e Yassin

O DESPORTO é, por excelência, um poço de amizades. Um poço inesgotável onde também se cultiva a amizade, a tolerância e o convívio entre pessoas de diferentes estratos sociais. É verdade que no momento da competição, os intervenientes se olham como adversários, cada um ávido pelo triunfo, porém, depois disso, abraçam-se e voltam à irmandade que, afinal, devia ser apanágio de todos os seres humanos.

 

Mas o desporto é também feito por pessoas da mesma família. Da mesma casta. Entre pais, irmãos, primos, cunhados, sobrinhos, etc., mesmo que pertençam a emblemas diferentes. Nessa ocasião, quando se encontram em campo, de pais, irmãos e primos não têm rigorosamente nada, pois aí o mais importante é desportivamente superar o outro, defender a sua camisola, todavia, em casa, sentam-se à mesma mesa e comem o mesmo prato, sem quaisquer ressentimentos em relação ao resultado que se tenha verificado no jogo.

 

Há pelo mundo fora vários exemplos de famílias desta natureza, tal como acontece entre nós com uma triangular ligação familiar envolvendo pessoas bem conhecidas no nosso futebol e ligadas a clubes que, curiosamente, nas duas últimas edições do Moçambola travaram uma rivalidade inesperada, como vimos entre Vilankulo FC, Liga Muçulmana e Maxaquene.

 

Vejamos o labirintoso triângulo:

 

Yassin Amuge, patrono do Vilankulo FC, é sobrinho de Intiaz Amuge, vice-presidente do Maxaquene, e ambos são sócios dos “tricolores”. Yassin, antes de comprar o clube inhambanense, já era sócio do Maxaquene, com o cartão número 14. Foi inscrito pelo seu pai há 28 anos, na mesma altura em que Suleimane Amuge, presidente do Município de Vilankulo e irmão do Intiaz Amuge, adquiria o seu cartão de sócio nº 12 e sua esposa, Fátima Dessai, se tornava também sócia dos “tricolores”, com o nº 13.

 

Fátima Dessai, por seu turno, é irmã mais nova de Firosa Dessai, esposa de agente-FIFA Shafi Sidat, irmão de Rafique Sidat, presidente da Liga Muçulmana, e de Feizal Sidat, presidente da Federação Moçambicana de Futebol.

 

Yassin Amuge é também sobrinho de Shafi Sidat e de Abdul Omar, actual treinador do Vilankulo FC. Abdul Omar é marido de Fátima Amuge, irmã do seu pai, Suleimane Amuge e funcionária de uma das empresas de Yassin Amuge.

 

E, como o futebol faz família e une as pessoas, o dirigente “tricolor” Intiaz Amuge recebeu há dias, durante o lançamento da revista “Vilankulo”, o cartão de sócio do clube da terra que o viu nascer.

 

 

Sou dirigente do Maxaquene, é verdade, mas nada obsta que seja sócio do clube da minha terra”, assim reagiu Intiaz Amuge, após receber o cartão de sócio do Vilankulo FC, acrescentando: “O meu irmão Suleimane Amuge é um dos primeiros sócios do Maxaquene e foi ele quem fundou e patrocinou a revista “ Maxacas”, com o falecido jornalista Ângelo Oliveira. Portanto, fui sempre do Maxaquene e sempre serei do Maxaquene, mas não posso deixar de me identificar com as cores da terra”.

 

Para Shafi Sidat, quando as pessoas estão no desporto não é para criar inimigos, muito menos deixar de falar ou de conviver com familiares e amigos.

 

 

Fui e sempre serei familiar dos Amuge. Antes de me tornar agente-FIFA e dos meus irmãos serem presidentes da Liga Muçulmana e da FMF, eu já era concunhado de Suleimane Amuge, amigo do seu filho Yassin Amuge e, por via disso, também familiar de Intiaz, daí não haver motivos para cortar estas ligações familiares em nome da imparcialidade”, disse Shafi.

 

Quanto a nós, e em nome da imparcialidade desportiva, oxalá que este triângulo familiar seja realmente salutar e acima de qualquer suspeita, sobretudo quando chega a hora das decisões no Moçambola.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:19
 O que é? |  O que é? | favorito
maxaquene
ÀS portas da fase nacional, os “colossos” entram em cena. Depois de as jornadas anteriores terem sido dirimidas por formações de menor escalão, a hora e a vez cabe aos principais emblemas da capital, nomeadamente os do Moçambola, num fim-de-semana em que serão apuradas os que seguem em frente na Taça de Moçambique.
 
É verdade que o desafio que mais catalisa as atenções dos adeptos do jogo da bola somente acontecerá na quarta-feira, envolvendo Liga Muçulmana e Maxaquene, dois dos sérios candidatos à conquista da segunda maior competição do calendário futebolístico nacional, porém, entre amanhã e domingo estão aprazados jogos susceptíveis de chamar a atenção de “todo o mundo”, até porque, tratando-se de uma prova a eliminar, o interesse e a expectativa são outros.

Para além da Liga Muçulmana e do Maxaquene, a derradeira eliminatória da Fase da Cidade de Maputo da Taça de Moçambique contempla as outras quatro formações do Moçambola, designadamente Desportivo, Costa do Sol, Ferroviário e Matchedje. Do escalão inferior, e após terem disputado as jornadas antecedentes, sobreviveram Nova Aliança, 1º de Maio e Académica, que também estão com os olhos virados para a etapa nacional.

 

 

 

 

 

Num frente-a-frente entre dois conjuntos do Moçambola, marcado para domingo, no relvado dos “tricolores”, na Machava, a partir das 14.00 horas, Matchedje e Ferroviário irão protagonizar uma partida que se perspectiva bastante renhida, daí a imprevisibilidade em relação ao seu desfecho. No Campeonato Nacional, encontraram-se na quarta jornada, no Estádio da Machava, num jogo que foi impróprio para cardíacos, dada a forma como os golos foram acontecendo e, sobretudo, pela reviravolta levada a cabo pelos “locomotivas”, que acabaram ganhando por 3-2.

 

 

Amanhã, o Desportivo, a equipa que melhores e riquíssimos dividendos colheu nas últimas jornadas do campeonato, ao ponto de ficar a dois pontos do líder Maxaquene e concorrer ao título de campeão de Inverno, de certo modo poderá estar folgado face ao modesto Nova Aliança, com quem jogará no campo do 1º de Maio. Noutros tempos, nos bons velhos tempos do Nova Aliança, talvez não falássemos com propriedade em relação ao favoritismo “alvi-negro”, mas hoje a diferença competitiva é bastante acentuada, a menos que aconteça uma surpresa, que, aliás, é própria da Taça.

 

Não muito desafogado estará o Costa do Sol, que igualmente joga amanhã, em casa, tendo como adversário o Estrela Vermelha. Será um reencontro entre dois conjuntos que se conhecem muito bem, mas o destino quis que nesta altura estivessem em provas de escalões diferentes, levando a que, por via disso, se depositasse o favoritismo na conta dos “canarinhos”. Só que estes não gozam de boa saúde competitiva e os “alaranjados”, líderes do Campeonato da Cidade do Maputo, poderão se aproveitar desse facto para tentar a qualificação.

 

 

Envolvendo formações da mesma prova, teremos também o desafio entre Académica e 1º de Maio, amanhã, no campo dos “alvi-rubros”. Decorridas quatro jornadas do campeonato, estão separados por dois pontos (7-5), à melhor para o 1º de Maio, que este ano aposta numa temporada de sucesso.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:07
 O que é? |  O que é? | favorito
xadrez

AS selecções estrangeiras, que participarão a partir de amanhã, no Campeonato Africano de Xadrez já estão em Maputo. Trata-se do Egipto e da Costa do Marfim, que desembarcaram ontem, sendo que durante o dia de hoje devem chegar as restantes, nomeadamente Angola, Argélia, Botswana, África do Sul, Uganda, Zâmbia, Zimbabwe e Nigéria.

 

À semelhança dos xadrezistas estrangeiros, deve ficar hoje completo, o lote dos três árbitros internacionais. O juiz português, Carlos Dias, chegou ontem ao país, e aguarda-se, hoje, a vinda de um sul-africano e ugandês.

 

Segundo Pedro Chambule, presidente da Federação Moçambicana de Xadrez (FMX), está praticamente tudo a postos para a competição ser um sucesso pelo menos do ponto de vista organizativo, visto que na vertente desportiva não é de se esperar por resultados positivos.

 

Nesta altura estamos a criar todas as condições para que as diversas comitivas estrangeiras se acomodem da melhor maneira. Posso dizer que as condições estão praticamente criadas. Vamos competir e tentaremos dar o nosso melhor, embora seja muito difícil conquistarmos medalhas”, disse Chambule.

 

As equipas nacionais, masculina e feminina, continuam a treinar na sede da FMX, e ontem efectuaram o penúltimo ensaio antes de entrarem em acção.

 

Moçambique estará representado no evento, em masculinos, por Donaldo Paiva, Mateus Viageiro e Miguel Maconi, e, em femininos, por Ana Malonda, Vânia Vilhete, Graça Tivane, Jesse Michel e Josefa Mahotas.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:59
 O que é? |  O que é? | favorito
voleibol na cidade de Maputo

A COMISSÃO Gestora de Voleibol, que vinha dirigindo os destinos da modalidade na cidade de Maputo, apresentou demissão, na sequência do incumprimento dos clubes no processo de inscrições para o campeonato.

 

A Comissão, então presidida por Elísio Ferreira, tinha monitorando a modalidade desde Fevereiro, em virtude de não haver candidatos à presidência da Associação de Voleibol da Cidade de Maputo (AVCM), no entanto viu-se à nora para gerir a modalidade tendo atirado a toalha ao chão depois de os clubes não terem se filiado para participarem no campeonato, facto que levou ao cancelamento da primeira jornada.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:42
 O que é? |  O que é? | favorito
Mart Nooij

 

O treinador dos Mambas, o holandês Mart Nooij, dispensou, na última quarta-feira, cinco atletas que se encontravam no conjunto dos 23 eleitos para o embate de amanhã com a selecção zambiana, no seu próprio reduto.
Trata-se dos guarda-redes Guirugo, atacantes Mbinho e Hélder Pelembe, médio Manuelito e defesa central Fanuel. 

Estes atletas não terão convencido o treinador holandês. Consta que alguns desses atletas não chegaram a ter oportunidade de se mostrarem ao seleccionador. Tais são os casos de Fanuel e de Manuelito que chegaram tarde.

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 10:21
 O que é? |  O que é? | favorito
tags:

Moçambola 2011 - 12ª Jornada

Pos. Equipaaaaaaaaaa J V E D GM GS P
1 Maxaquene 12 7 4 1 17 6 25
2 Desp. de Maputo 12 7 2 3 13 6 23
3 Liga Muçulmana 12 6 4 2 14 7 22
4 Chingale de Tete 12 5 5 2 12 9 20
5 HCB de Songo 12 4 5 3 9 6 17
6 Costa do Sol 12 5 2 5 12 13 17
7 Incomáti 12 5 2 5 8 12 17
8 Fer. de Maputo 12 4 3 5 14 15 15
9 Vilankulos FC 12 3 3 5 13 12 15
10 Fer. da Beira 12 3 6 3 6 7 15
11 Fer. de Nampula 12 4 1 6 17 18 13
12 Sporting da Beira 12 3 3 6 7 14 12
13 Atl. Muçulmano 12 2 3 7 8 16 09
14 Matchedje 12 2 3 7 10 19 09

 

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 10:14
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

 

Ferroviario vs Matchejedje

 

 

Os campos do Maxaquene, 1° de Maio e da Liga Muçulmana são os palcos de atenção da terceira eliminatória da Taça de Moçambqiue a nível da cidade de Maputo, mas com destaque para o campo dos “muçulmanos” por acolher o campeão nacional diante do actual líder do Moçambola-2011.

 

 

O prazer de um clássico é incomensurável. Gladiadores históricos, venerados pelo povo, de olhos nos olhos. Qualquer adepto anseia por momentos destes, seja qual for o contexto da peleja. Mais: desta vez é a eliminar entre a Liga Muçulmana e o Maxaquene.

O que é, afinal, um clássico? É um duelo entre duas equipas enraizadas e coroadas na história de determinado país. Nos próximos dias, temos vários jogos da Taça de Moçambique por este país fora para seguir com muita atenção. Como é óbvio, o destaque vai para a partida Liga Muçulmana vs Maxaquene.

 

 

Mas vamos pela sequência. A nível da cidade de Maputo, joga-se para a terceira eliminatória da Taça de Moçambique em futebol este fim-de-semana, com a efectivação de três partidas.

 

Trata-se dos desafios Desportivo de Maputo vs Nova Aliança, no Estádio 1o de Maio Standard Bank; Académica vs 1° de Maio, no campo do Maxaquene na baixa da cidade; e do Costa do Sol vs Estrela Vermelha, no relvado sintético dos “canarinhos” na zona da praia.

Este fim-de-semana, as atenções estarão viradas para a partida marcada para o campo do Maxaquene, na baixa, entre o Ferroviário de Maputo e o Matchedje, pois estão em confronto duas equipas que militam no Moçambola.

 

Quarta-feira próxima, no campo da Liga Muçulmana, no bairro da Matola Hanhane, jogam o actual campeão nacional e o actual líder do Moçambola. Um jogo sempre especial, que nenhuma das partes admite perder, sobretudo neste caso, pois quem perder fica automaticamente afastado da possibilidade de conquistar a segunda prova mais importante do futebol moçambicana.

 

Todos os olhos vão pousar sobre o relvado “muçulmano” na Matola Hanhane. A Liga Muçulmana  leva vantagem sobre a equipa de José Arnaldo Salvado pelo facto de ser campeão nacional em título e porque joga no seu terreno.

 

Província de Maputo procura representante

 

 

 

 Na província de Maputo, o Atlético Muçulmano da Matola e o Djuba FC de Beleluane vão disputar a final da fase provincial de Maputo da Taça de Moçambique em futebol, no campo do Maxaquene, na Machava, este sábado.

 

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 10:06
 O que é? |  O que é? | favorito
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO