Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 27 DE Abril 2011

 

José Dimitri, inspector-geral do MJD

 

O INSPECTOR-GERAL do Ministério da Juventude e Desportos, José Dimitri, considera de muito importante a promoção de cursos de formação para os dirigentes desportivos, concretamente dos clubes e outras associações desportivas, com vista a que, como gestores do desporto, tenham uma visão ampla e correcta para o desenvolvimento do desporto. Dimitri fez este pronunciamento falando a jornalistas há dias na cidade de Nampula, no termo da sua visita àquele ponto do país.

 

José Dimitri disse ter constatado que na província de Nampula as actividades ligadas à formação, que está sendo feita de forma massiva, particularmente dos técnicos desportivos, decorrem duma forma acelerada, o que não parece acontecer com os dirigentes da área desportiva.

Todavia, o inspector-geral do Ministério da Juventude e Desportos entende que também é necessário que não se limite apenas a formação de técnicos de nível básico, mas também doutros níveis, como 2 ou 3, isto para se poder mudar o actual cenário para o desenvolvimento do próprio desporto.

 

 “Por isso, o que deixamos como recomendação na província de Nampula, é que é preciso capitalizar a formação dos dirigentes desportivos, pois que estes são gestores do desporto, e sendo assim, é que têm que capitalizar os conhecimentos para transmitir ou melhor dirigir os projectos que existem nas associações e clubes”, anotou José Dimitri.

 

 Num outro desenvolvimento a fonte referiu o facto de igualmente ter verificado que a província de Nampula precisa de trabalhar muito na área do desporto, para que se possa contribuir para o desenvolvimento de todas as modalidades e consequentemente conseguir bons resultados nas competições.

 

  “É que não basta participar por participar numa competição, por exemplo nacional, mas é preciso que em algum momento se crie uma estratégia a nível da província, de modo a que cada campeonato que participa de qualquer modalidade tenha resultados positivos, e isso, como disse, faz-se através de uma estratégia de formação de dirigentes incluindo técnicos”, frisou o inspector-geral do Ministério da Juventude e Desportos.

 

Por conseguinte, José Dimitri reconheceu que tudo isso requer recursos financeiros, mas recomendou também para que além daqueles que são disponibilizados pelo Governo, as pessoas ligadas ao desporto na província de Nampula, criem parceiras com agentes económicos locais, na perspectiva de igualmente darem o seu contributo para o desenvolvimento do desporto em Nampula.
Fonte:Jornal Noticias

 

publicado por Vaxko Zakarias às 11:37
 O que é? |  O que é? | favorito

 

maxaquene vs Ferroviario

 

 

MAXAQUENE-FERROVIÁRIO DE NAMPULA, Ferroviário da Beira-Ferroviário de Maputo e Incomáti-Liga Muçulmana são os encontros que encerram esta tarde (a partir das 15.00 horas) a sétima jornada do Moçambola-2011. E todos os intervenientes estão de olho nos três pontos!

 

Adiados no último fim-de-semana em virtude de alguns dos seus jogadores se encontrarem ao serviço na Selecção Nacional que na inauguração, sábado, do Estádio Nacional do Zimpeto venceu a Tanzania, por 2-0, estes jogos revestem-se de grande importância porque envolvem três equipas que concorrem para o título, por um lado, e, por outro, porque são susceptíveis de provocar mexidas de vulto na classificação actual.

 

 

Sabe-se, no entanto, que o Maxaquene, independentemente do resultado que vier a conseguir esta tarde, vai continuar líder da prova. O mesmo já não se pode dizer do Ferroviário de Maputo e da Liga Muçulmana que têm deslocações bem difíceis para Beira e Xinavane.

Pelo sim ou pelo não, as equipas de Maputo (cidade) são favoritas nestes confrontos de hoje.
Fonte:Jornal Noticias

 

publicado por Vaxko Zakarias às 11:20
 O que é? |  O que é? | favorito

 

maxaque vs Liga

A LIGA Muçulmana vai ter que desbravar o canavial de Xinavane se de lá quiser regressar com os três preciosos pontos em disputa.

 

 

Com alguns problemas de balneário, a Liga Muçulmana tem pautado por altos e baixos nos últimos jogos, o que não deixa satisfeita a direcção da colectividade que “enterrou” muito dinheiro, inclusivamente a pensar numa equipa de África, mas que foi afastada prematuramente das competições continentais.

 

Esse mal-estar que se vive no seio da Liga Muçulmana, até certo ponto, poder ser, e muito bem, aproveitado pelo Incomáti, apesar de também não corresponder em casa.

 

Na classificação actual a Liga ocupa a sétima posição com oito pontos, enquanto o Incomáti está em 11º com sete. Como se pode depreender a diferença pontual entre si é apenas de um ponto.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:57
 O que é? |  O que é? | favorito

O FERROVIÁRIO de Gaza estreou-se na presente temporada futebolística vencendo na chamada capital económica da província, a formação da Associação Desportiva de Chókwè (ADC) pela marca tangencial de uma bola sem resposta, naquilo que marcou a abertura oficial do Campeonato Provincial da modalidade.

 

Nas outras partidas, e a contar para o mesmo certame, o Costa do Sol e o Teka Mahala perderam, por 1-4 e 0-2, diante do Clube de Mandlakaze e Clube de Chibuto, respectivamente.

 

Refira-se que o presente certame conta apenas com a participação de oito equipas devido à ausência do Ferroviário de Mabalane afastado, segundo informações avançadas pela Associação Provincial de Futebol, pelo facto de não ter feito as inscrições dentro dos prazos previstos, e do Clube de Bilene, que desistiu da prova por razões ainda por esclarecer.

 

O próximo fim-de-semana estará exclusivamente dedicada à realização da fase provincial da Taça de Moçambique, com os desafios Ferroviário-Associação Desportiva de Chókwè, Clube de Gaza-Chibuto, Mandlakaze-Estrela Vermelha e Teka Mahala-Costa do Sol.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:53
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Equipe da Escola Islamica

 

DESTA vez, a supremacia das formações das capitais provinciais foi superada. A rapaziada dos distritos também se esmerou e chegou ao pedestal de honra. Em Inhambane, Massinga quis mostrar que o estatuto de distrito mais populoso não é por mera casualidade. Também de futebol os jovens estudantes locais entendem, e o clímax disso foi a conquista do título provincial da Copa Coca-Cola pela Escola Secundária da Massinga, tendo a coroação ocorrido no sábado, no campo de Muelé.

 

Numa final bastante concorrida e quando as expectativas gerais apontavam para o triunfo da turma que praticamente jogava em casa, a Escola Secundária Emília Daússe, da cidade de Inhambane, eis que os jovens da Massinga, empertigados, contrariam esse vaticínio, ganhando por 3-2. Aliás, tal como claramente reflectem os números, tratou-se realmente de um jogo muito renhido e equilibrado, o que prestigia a vitória dos massinguenses.

 

Nas meias-finais, Emília Daússe venceu Muelé por 4-1, no duelo entre duas escolas da cidade de Inhambane, enquanto Massinga derrotou Quissico pela marca de 3-1, numa prova em que das oito formações participantes seis representavam os seus distritos, designadamente Quissico (Zavala), Jangamo, Mabote, Massinga, Graça Machel (Govuro) e Doane (Funhalouro).

 

No início da competição as duas equipas da capital provincial foram claramente goleadoras: Muelé derrotou Graça Machel por 6-2 e Emília Daússe levou de vencida Doane por cinco bolas sem resposta. Jangamo e Massinga empataram sem abertura de contagem, tendo nos penaltes a rapaziada de Massinga ganho por 3-2. Quissico e Mabote empataram a uma bola, para no desempate os zavalenses vencerem por 3-2.

Em femininos, o título provincial da Copa Coca-Cola em Inhambane foi para Maxixe, mercê do triunfo na final da Escola Secundária de Chambone por 3-1, no desafio contra 3 de Fevereiro.

 

Nas meias-finais, Chambone bateu 1º de Maio de Chicuque por uma bola sem resposta e 3 de Fevereiro derrotou Muelé por 4-3, no desempate através de pontapés da marca de grande penalidade, depois do nulo no tempo regulamentar.

Refira-se que, depois de Inhambane, a Copa Coca-Cola escala esta semana a província de Gaza.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

 

publicado por Vaxko Zakarias às 10:39
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Mbombo Njoya (J. Capela)

QUANDO faltam sensivelmente seis meses para a realização dos Jogos Africanos de Maputo 2011, as expectativas em torno da prova sobem de nível. Na abertura ontem da 42ª Sessão Ordinária do SCSA (Conselho Superior do Desporto em África, Zona VI), na cidade do Maputo, ficou assente que os homens fortes do desporto em África estão satisfeitos com o trabalho que está a ser desenvolvido pelo Governo.

 

 
 O discurso do presidente honorário vitalício, Mbombo Njoya, é bem elucidativo da crença que o Continente Africano deposita no potencial do país para a organização da 10ª edição dos Jogos Africanos. “O encontro de hoje representa uma oportunidade excepcional para dar o impulso aos Jogos Africanos.

á total convicção de que Moçambique vai escrever o seu nome na história do desporto africano. Está num bom caminho”, disse Mbombo Njoya, acrescentando que os Jogos Africanos serão uma oportunidade para África mostrar a sua identidade e para reforçar as relações de amizade.

Njoya elogiou o facto de o Governo estar a cumprir com a sua responsabilidade, tendo ressalvado que tal determinação reflecte o cometimento que Moçambique tem pelo desporto no Continente Africano.

 

O enaltecimento ao trabalho que vem sendo realizado para a concretização da maior competição desportiva de África foi igualmente sublinhado pelo secretário-geral do SCSA-Zona VI, Sonstone Kashiba. “Estamos convencidos que Moçambique é capaz de cumprir os objectivos traçados à semelhança da Argélia que acolheu a competição em 2009 e o fez com sucesso”.

 

O encontro teve como representante máximo do Governo, o Ministro da Juventude e Desportos, Pedrito Caetano, que teceu rasgados elogios ao esforço abnegado que o Presidente da República de Moçambique, Armando Guebuza, tem despendido para que os Jogos Africanos sejam um verdadeiro êxito.

 

Afirmou, cheio de convicção, que Moçambique será um exemplo de irmandade nos Jogos Africanos.

Na reunião, que termina hoje, estão em cima da mesa para análise e discussão vários temas como apresentação do relatório e contas do exercício de 2010; aprovação do orçamento para 2011; relatório do COJA sobre actividades preparatórias dos Jogos Africanos; memorando sobre a proposta para os 11° Jogos Africanos e ainda o relatório sobre a dissolução do SCSA.

 

Hoje realiza-se a cerimónia de encerramento e promete ser muito concorrida visto que será feito um informe mais pormenorizado sobre o trabalho que feito até então, sobretudo a nível de infra-estruturas. Os pontos que serão alvo de abordagem são: aprovação do relatório do Comité Executivo; leitura do comunicado final; leitura de resoluções e monções e, para finalizar, o presidente em exercício do SCSA- Zona VI, Jacques Yvon Ndolou, fará observações finais.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:23
 O que é? |  O que é? | favorito

Moçambola 2011 - 7ª Jornada

Pos. Equipaaaaaaaaaa J V E D GM GS P
1 Maxaquene 6 4 2 0 11 3 14
2 HCB de Songo 7 4 2 1 5 3 14
3 Chingale de Tete 7 4 2 1 7 5 14
4 Desp. de Maputo 7 3 2 2 6 4 11
5 Fer. de Maputo 6 3 1 2 9 7 10
6 Costa do Sol 7 3 1 3 5 7 10
7 Liga Muçulmana 6 2 2 2 6 5 08
8 Sporting da Beira 7 2 2 3 4 8 08
9 Incomáti 6 2 1 3 5 6 07
10 Fer. de Nampula 6 2 1 3 12 10 07
11 At. Muçulmano 7 2 1 4 8 12 07
12 Vilankulo FC 7 2 1 4 4 5 07
13 Matchedje 7 2 0 5 9 12 06
14 Fer. da Beira 6 0 4 2 2 3 04

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 10:07
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

 

Nhambaval, província de  Gaza, vão acolher as provas de canoagem

 

 

 

 

Neste momento decorrem negociações entre a Direcção do COJA e a empresa que se vai encarregar das obras e tudo indica que a empreitada pode ser adjudicada este mês.

 

A  pouco menos de 130 dias do início dos Décimos Jogos Africanos, as obras de construção e reabilitação das infra-estruturas que em Nhambaval, província de  Gaza, vão acolher as provas de canoagem e remo só se iniciam no final deste mês.

 

As obras de construção de hangar para embarcações, balneários entre outras acções - na Lagoa de Nhambaval, palco das provas de remo e canoagem,  no  Posto Administrativo de Chidenguele, na província de Gaza - deverão ter início nos finais deste mês. Este e outros detalhes desta acção foram anunciados pelo director Adjunto do COJA, Penalva César.

 

Neste momento decorrem negociações entre a Direcção do COJA e a empresa que se vai encarregar das obras e tudo indica que a empreitada pode ser adjudicada este mês. O director adjunto do Coja assegurou ainda que o intinerário para as competições das provas de remo e canoagem já foi estabelecido, faltando a sua colocação na Lagoa de Nhambavale.

 

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 09:55
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

Paito

 

 

 

 

vice-líder do campeonato helvético até começou melhor e inaugurou o marcador pelo central português Jorge Teixeira, aos 26’

O lateral esquerdo Paíto e o seu Neuchâtel Xamax apuraram-se, esta segunda-feira, para a final da Taça da Suíça, na sequência de uma vitória sobre o favorito FC Zurique, no desempate por penáltis.
Será a quinta final para o Neuchâtel, que perdeu sempre os anteriores jogos decisivos.

O vice-líder do campeonato helvético até começou melhor e inaugurou o marcador pelo central português Jorge Teixeira, aos 26’.

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 09:51
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

jovens disponíveis para trabalhar como voluntários

 

 

 

A juventude moçambicana propõe a dar o seu contributo na organização dos Décimos Jogos Africanos que o país acolhe de 3 a 18 de Setembro de 2011. Cinco mil jovens predispõem-se a trabalhar como voluntários no mega evento desportivo continental.

 

Os jovens pretendem mostrar desta forma a sua disponibilidade para o sucesso das chamadas olimpíadas africanas.

Esta e outras informações relacionadas com o trabalho voluntário foram anunciadas por Carlos Mussanhane, secretário para a Área de Cooperação e Desenvolvimento na OJM (Organização da Juventude Moçambicana).

 

A OJM tem, neste momento, em todo o país, já disponíveis para integrar o movimento de voluntários, jovens que vão suportar as várias áreas adistritas aos Jogos Africanos. Nós entendemos que, como a maior e a mais antiga organização juvenil deste Moçambique, não podíamos ficar à leste daquilo que se está a passar em termos de movimento exponencial e de crescimento desta campanha rumo aos Jogos Africanos.

 

Desta feita, temos já disponíveis membros, simpatizantes e militantes da nossa organização que vão dar suporte quantitativo e qualitativo. Naturalmente que como OJM estamos à disposição das entidades que vão regular o movimento voluntário neste processo dos Jogos Africanos.  Já interagimos naturalmente com o Ministério da Juventude e desporto, COJA e Conselho Nacional da Juventude, apresentando esta nossa predisposição para podermos dar o nosso contributo com aquilo que for necessário”, disse Mussanhane.

 

 

Crescêncio José

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 09:36
 O que é? |  O que é? | favorito
Após um adiamento de três partidas, ditado pela actividade dos “Mambas” na cerimónia de inauguração do Estádio Nacional de Zimpeto, o Moçambola-2011 está de regresso, levando a sua característica emoção aos diferentes campos do país.
Ferroviario-de-Maputo-vs-F-da-Beira

Hoje, terão lugar partidas de acerto do calendário referente à sétima jornada, com a particularidade de envolverem os principais candidatos ao título e que são os maiores fornecedores de jogadores à Selecção Nacional.

 Para completar a presente etapa de acerto, esta tarde, a partir das 15h00, os ilustres Liga Muçulmana e Ferroviário de Maputo vão para os “infernos”, Xinavane e Beira, respectivamente, onde lhes esperam Incomáti e Ferroviário da Beira, sucessivamente. Para completar, o Maxaquene recebe o Ferroviário de Nampula no seu campo da Machava.

Inicialmente previstos para o passado fim-de-semana, e adiados por força regulamentar no tocante ao número de jogadores que cada equipa cede à selecção, portanto sem proteccionismo que algumas vozes chegaram a alegar que estes três desafios não se realizaram em devido tempo em virtude de o Ferroviário de Maputo, Maxaquene e Liga Muçulmana possuírem nos “Mambas” atletas em número superior a dois: Whisky, Pinto e Chico (no caso dos locomotivas), Campira, Genito e Hélder Pelembe (para os tricolores), Momed Hagy, Jerry, Carlitos e  Mayunda  (nos muçulmanos).

Volvidos três dias após ao histórico ( Moçambique - Tanzania,2-0), com dois golos de Jerry, as equipas regressam à rotina, e espera-se que não haja comprometimento da qualidade de espectáculos nos relvados de Xinavane, Chiveve e Machava, numa altura em que se espera que o Estádio Nacional de Zimpeto sirva de um reactor do estágio de desenvolvimento do nosso futebol, sobretudo o Moçambola, prova em causa nos despiques desta tarde.

Sem nenhuma vantagem pontual sobre os seus novos perseguidores (Chingale e HCB de Songo), o Maxaquene é obrigado a pontuar diante do Ferroviário de Nampula de modo a regressar à condição de líder isolado e não com vantagem regulamentar, pois as três equipas que o ocupam os lugares do pódio têm o mesmo número de pontos: catorze.

 

 

Crescêncio José

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 09:28
 O que é? |  O que é? | favorito

SR. DIRECTOR!

 

 

Estadio Nacional do Zimpeto

O Estádio Nacional do Zimpeto, inaugurado em 23 de Abril corrente, é o palco da X Edição dos Jogos Pan-Africanos Maputo 2011, a decorrer de 3 a 18 de Setembro, que na óptica de várias figuras ligadas ao desporto, sobretudo do futebol, consideram-no como sendo o maior empreendimento em termos de infra-estruturas, aliado ao facto de ser o maior ganho que tivemos desde 1975, devido aos elevados custos de investimentos em obras orçadas em cerca de US$ 57 milhões, fruto da parceria sino-moçambicana.

 

 

No dia da sua inauguração estiveram presentes no local várias individualidades do panorama político, social e económico nacional, etc., incluindo o Chefe do Estado, Armando Emílio Guebuza, que dirigiu a inauguração oficial do mesmo. O ponto mais alto da cerimónia foi a realização de uma partida de futebol, envolvendo as selecções nacionais de Moçambique e da Tanzânia, com vitória a sorrir para os anfitriões, por duas bolas sem resposta, cujos golos foram apontados em cada uma das etapas do jogo pelo atacante Jerry, baptizando-o da melhor maneira possível em plena semana santa para os cristãos, onde o público não se fez de rogado e acolheu em massa para testemunhar o acto, terminando com o lançamento do fogo de artificio.

 

 

Facto curioso é que após o término do jogo de futebol, tanto a TV pública, assim como a sua  principal concorrente que tem como slogan “onde a gente se vê”, reportaram casos de cadeiras vandalizadas. Segundo os dados da TV pública foram cerca de 100 cadeiras, a sua concorrente avança com cerca de 300 cadeiras, demonstrando as dúvidas e disparidades na informação exacta em termos de números para o público que acompanhou toda a cerimónia pelos canais que cobriram o evento.

 

 

Isto levanta dúvidas e polémicas para os cidadãos, visto que o empreendimento de que tanto se falou desde 2005, quando o país se predispôs a concorrer para a organização da XXVII edição do Campeonato Africano das Nações, vulgo CAN-2010, cuja organização foi ganha pelos kambas angolanos, onde a nossa selecção participou e mais uma vez não foi para além da fase de grupos, sobretudo pelos esforços empreendidos pelo Governo para levar adiante a empreitada que veio a calhar com a desistência dos homens da terra do KK na organização do badalado evento que terá lugar no 3° trimestre do ano em curso, suspeitando-se que o material seja de baixa qualidade e, mais uma vez, falhou-se na escolha do mesmo, pelo facto de se preocupar em apetrechar a “nova catedral do futebol moçambicano” com material sem qualidade e duvidando-se dos critérios usados na compra do mesmo.

 

Outro facto tem a ver com o comportamento dos utentes do mesmo, que se fizeram presentes no local, forçando-os com toda massa corporal para algo sensível, como as imagens dos dois canais acima supracitados documentaram, onde chega-se à conclusão de que estes têm uma quota-parte.

 

 

Os desafios que se levantam na actualidade têm a ver com o facto de a sua manutenção, contanto que não devemos construir infra-estruturas só para acolher eventos desportivos, correndo o risco de termos um “elefante branco”, pelo facto de não ser usado para vários fins, e sem saber quem irá fazer a gestão do mesmo, se é o Governo, sector privado ou se se avançará para o modelo de gestão mista.

 

O mesmo pode ser usado para a realização dos jogos do campeonato nacional de futebol, vulgo Moçambola, que na minha óptica deveria haver dois jogos por semana, sendo um no sábado e outro no domingo, aproveitando a luz artificial para se jogar no período nocturno, para que o mesmo seja rentável e sustentável a médio e longo prazos, aliado ao facto de rotular os nossos atletas a esta realidade, visto que quando vão jogar com os adversários de outros países têm revelado grandes dificuldades em jogar neste período.

  • Paulo Gomes
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 09:05
 O que é? |  O que é? | favorito
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
16
17
22
23
24
25
30
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO