Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 29 DE Abril 2011

 

Edson Madeira

O JUDOCA nacional Edson Madeira conquistou a primeira posição no torneio denominado “AIX”, a decorrer em Paris, França, onde se prepara juntamente com Bruno Luzia e Neuso Sigaúque, tendo em vista a participação nos Jogos Africanos a decorrerem na capital do país de 3 a 18 de Setembro.

 

 

Edson Madeira, a maior esperança do judo nacional na conquista de uma medalha na X edição dos Jogos Africanos, competiu na categoria de menos de 73 quilos, tendo arrecadado o troféu ao serviço da equipa francesa do Saint Genevieve Sports.

 

Já Neuso Sigaúque, a combater na categoria de menos de 60 quilos, ocupou a terceira posição, enquanto Bruno Luzia, a competir nos menos de 66 quilos, teve uma prestação mais modesta ocupando o quinto lugar.

 

Os três judocas irão efectuar o estágio competitivo na capital francesa durante dois meses e devem realizar mais combates que lhes confiram maior rodagem.

 

Para além de se prepararem para os Jogos Africanos, Madeira, Luzia e Sigaúque estagiam a pensar na qualificação para as Olimpíadas de Londres a terem lugar em próximo ano.

Participaram no torneio “AIX” 16 equipas, sendo 13 da França, enquanto a África do Sul, Inglaterra e Espanha se fizeram representar por um cada.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 12:04
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Nacionais de atletismo no Estádio do Zimpeto

 

 

O ESTÁDIO Nacional do Zimpeto acolherá pela primeira vez uma grande prova de atletismo depois de no passado sábado ter sido inaugurado com uma partida de futebol entre as selecções de Moçambique e Tanzania. Trata-se dos campeonatos nacionais de atletismo em seniores, juniores e juvenis, em ambos os sexos, a realizarem-se de 3 a 8 de Maio.

 

 

Nesta altura, de acordo com Guilherme Nhamposse, Secretário-Geral da Federação Moçambicana de Atletismo, as equipas estão a se inscrever. Estima-se que participem cerca de 100 atletas.

 

Aquele dirigente, que assegurou estar tudo preparado para que as provas decorreram sem sobressaltos, revelou que as províncias do norte do país, nomeadamente Cabo Delgado, Niassa e Nampula, poderão não tomar parte no evento devido a problemas financeiros.

 

Até este momento as províncias do norte do país ainda não confirmaram a sua presença. Ao que parece enfrentam problemas financeiros que se prendem com o pagamento de transporte à cidade do Maputo, visto que para esta competição a FMA suportará as despesas de alojamento e alimentação”.

Assim sendo, os “nacionais” contarão com a participação das províncias do centro (Manica, Sofala, Zambézia e Tete) e sul (Inhambane, Gaza e Maputo) e ainda da cidade do Maputo.

 

Segundo Nhamposse, estes “nacionais” servirão de preparação para os atletas que integrarem a selecção nacional que participará nos Jogos Africanos.

 

O Matchedje, em masculinos, e o Ferroviário, em femininos, foram os grandes vencedores da última edição dos campeonatos nacionais.

Entretanto, amanhã à tarde, a Associação de Atletismo da Cidade do Maputo promove no Estádio Nacional do Zimpeto um torneio que servirá de preparação para os atletas da capital do país para os campeonatos nacionais.
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 11:57
 O que é? |  O que é? | favorito

 

seleção moçambicana de hoquei

 

A SELECÇÃO Nacional de Hóquei em Patins defronta os Estados Unidos na jornada inaugural do Campeonato do Mundo do Grupo A a realizar-se em San Juan, Argentina, de 24 de Setembro a 1 de Outubro.

 

O desafio está aprazado para o dia 25 de Setembro, um dia depois do Suíça-Holanda, partida abrirá a 66ª edição da mais importante competição de hóquei a nível de selecções.

 

A turma moçambicana está inclusa no Grupo C onde para além dos Estados Unidos terá pela frente Portugal e Angola.

O encontro diante de Portugal, formação mais difícil do grupo está agendado para o dia 26 de Setembro. A selecção encerra a primeira fase enfrentando a sua arqui-rival Angola.

 

O primeiro jogo contra EUA é tido como crucial para aquilo que é o objectivo dos hoquistas nacionais: qualificação para a segunda fase (quartos-de-final). Começar a ganhar é fundamental para as inspirações da equipa nacional, pelo que um outro desfecho pode comprometer a meta traçada.

 

No entanto, é preciso relembrar que o combinado nacional não guarda boas recordações do último jogo com os Estados Unidos. No Mundial de Montreux, Suíça – 2007, sofreu um surpreendente desaire (3-5) motivo pelo qual estará que estar atento até porque os americanos são os actuais campeões do mundo do Grupo B.

 

A confirmar-se um triunfo sobre os Estados Unidos o jogo decisivo será, em princípio, contra a selecção angolana na última jornada. Será a segunda vez consecutiva que Moçambique esgrimirá forças com a formação angolana.

No Campeonato do Mundo passado realizado em Vigo, Espanha – 2009, registou-se uma igualdade a dois golos numa partida bastante emotiva. É de se esperar para a esta edição outro embate renhido entre dois países irmãos mas que guardam uma rivalidade de muitos anos a nível desportivo.

 

Caso a selecção transite para os quartos-de-final como segunda classificada, deverá defrontar o primeiro do Grupo D, que é composto pelas selecções do Brasil, França, Inglaterra e Colômbia.

CHILE NA ROTA DOS CAMPEÕES

 
O Chile apadrinhará a estreia da Espanha, detentora do título, em partida do Grupo A.

Os espanhóis devem passear a classe frente aos chilenos e a Holanda, seu segundo adversário. Os tricampeões encerram a sua participação na fase de grupos defrontando a difícil selecção da Suíça.

 

A Espanha vem dominando o panorama do hóquei mundial. Reflexos disso são os três títulos alcançados nas últimas edições (San José/EUA -2005; Montreux/Suíça-2007 e Vigo/Espanha – 2009). Os principais concorrentes, nomeadamente Portugal, Argentina e Itália têm-se limitado a assistir os espanhóis a passearem classe.

 

Apesar da hegemonia espanhola, os portugueses continuam a ser os recordistas com 15 títulos contra 14 do vizinho. A Itália e Argentina partilham a terceira posição com quatro troféus, enquanto a Inglaterra soma dois. 

 

ANFITRIÕES FRENTE AOS ALEMÃES


A Argentina, que surge na posição de anfitriã, recebe no Estádio Cubierto Aldo Cantoni, palco do mundial, a formação alemã. Os argentinos, que perseguem o título há 11 anos, vão procurar voltar a levantar o canecão intramuros, e frente a turma europeia tem possibilidades de fazer uma estreia auspiciosa.

 

A última vez que o país das pampas sagrou-se campeão, foi em 1999 em Réus, Espanha.

Para além da Alemanha, a jovem selecção argentina terá como adversários a África do Sul, que faz a sua estreia num Mundial do Grupo A, e por último a Itália, naquele que é o jogo mais aliciante da fase de grupos. 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

 

publicado por Vaxko Zakarias às 11:51
 O que é? |  O que é? | favorito
Quinta-feira, 28 DE Abril 2011

 

 

Logotipo do COJA

O Governo decidiu aumentar o orçamento do Comité Organizador dos Jogos Africanos, COJA, que anteriormente havia conhecido um corte de 60 milhões de dólares.

 

 

Inicialmente o COJA tinha um orçamento de cerca de 250 milhões de meticais para a realização dos X Jogos Africanos. O orçamento viria a ser reduzido para cerca de 193 milhões devido a crise financeira. No entanto, parece que o Governo reconheceu o risco que o corte representa, por isso, esta terça-feira e em Conselho de Ministros decidiu aumentar o orçamento do COJA:

 

O valor a acrescentar não foi, por agora, divulgado mas está no Orçamento do Estado rectificativo elaborado pelo Governo.

 

Refira-se que o corte do salário deixou, principalmente, as federações desportivas preocupadas porque algumas tiveram cortes nos seus orçamentos de preparação de atletas para os jogos, mais do que a metade. A federação mais afectada é a de futebol que viu seu orçamento reduzir de 24 milhões de Meticais, para oito.

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 15:12
 O que é? |  O que é? | favorito

 

canoagem em chidenguele

 

A FEDERAÇÃO Moçambicana de Vela e Canoagem (FMVC) passou a contar desde terça-feira com 34 barcos de competição à luz de um acordo assinado com a Confederação Africana de Canoagem e o COJA no âmbito da realização dos Jogos Africanos a decorrerem na cidade do Maputo de 3 a 18 de Setembro próximo.

 

O mesmo acordo prevê a oferta de uma pista completa composta por cabos e bóias e o envio ao país de seis técnicos para a montagem e ensaio da pista durante cerca de 15 dias.

 

Ainda dentro do quadro das responsabilidades da confederação africana da modalidade ficou acordado que deverá custear as despesas de aluguer de barcos a motor que irão permitir a deslocação dos técnicos que farão a montagem da referida pista.

 

Por seu turno, a FMCV e o COJA comprometem-se a garantir o desalfandegamento dos materiais desportivos em alusão, o transporte e o armazenamento. Devem igualmente garantir todas as obras de engenharias necessárias para a instalação da pista, como a casa de barco, vestiários, pontões dentre outros trabalhos.

 

O documento estabelece ainda que cabe às agremiações a tarefa de garantir o alojamento, alimentação e o transporte ao local dos técnicos, bem como disponibilizar dois barcos parta montagem da pista e quatro para apoio a competição.

 

A FMVC a parte mais beneficiada, representada pelo vice-presidente, Décio José, que mostrou-se muito satisfeito com a oferta do material. “Precisávamos deste impulso para iniciarmos o nosso trabalho mais competitivo. Ainda não tínhamos uma pista que nos permitisse treinar de forma mais adequada e de encontro a realidade da modalidade de alta competição”.

 

Por outro lado, o presidente da Confederação Africana, João Costa Alegre, disse estar animado pelo facto da canoagem fazer parte dos Jogos Africanos e pelo facto de a competição realizar-se pela primeira vez num país lusófono. “O facto deste grandioso acontecimento decorrer em Moçambique, um país lusófono, agrada-me. A Confederação de Canoagem continuará a dar todo o apoio necessário para que a modalidade em Moçambique seja uma realidade e venha para ficar”.

 

Já Solomone Cossa, director geral do COJA, disse que este apoio serve de estímulo para a canoagem que apesar de ser um desporto pouco conhecido, fará parte dos Jogos Africanos na esperança de que venha a consolidar-se no futuro para dar alegrias ao país.    

Refira-se que a lagoa de Nhambavale, no posto administrativo de Chidenguele, na província de Gaza, será palco das provas de canoagem.

Nesta altura a selecção prepara-se com 13 atletas.
Fonte:Jornal Noticias

 

publicado por Vaxko Zakarias às 14:54
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

Clube Ferroviario do Maputo

O FERROVIÁRIO do Maputo descarrilou ontem na Beira, ao perder diante do seu homónimo, por 0-2, na conclusão da sétima jornada da primeira volta do Moçambola-2011. Enquanto isso, o Maxaquene consolidou a liderança da prova, já com mais três pontos em relação à dupla tetense Chingale e HCB.

 

 
A Liga Muçulmana, por sua vez, foi a Xinavane arrancar três preciosos pontos, ao vencer, por 1-0, o Incomáti. Os “tricolores” passaram a somar 17 pontos, a Liga Muçulmana pulou do sétimo para o quarto lugar com 11 pontos, os mesmos do quinto, Desportivo, que perdeu domingo frente ao Vilankulo. Os “locomotivas” beirenses, que à entrada para esta ronda estavam em último lugar, passaram para o décimo primeiro, com sete. 
Fonte:Jornal Noticias

 

 

 

 
 
publicado por Vaxko Zakarias às 14:45
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Clube de Desportos da Maxaquene

 

 

O ALUCINANTE futebol do Maxaquene deixou o adversário completamente atarantado. O Ferroviário de Nampula, que havia montado uma estratégia defensiva que inicialmente dava a entender ser bastante segura e impenetrável, acabou cedendo e os seus jogadores até vestiram a camisola… “tricolor”. 

 

 

Senão vejamos: no lance do primeiro golo o central Stélio desvia claramente a trajectória do esférico, após um livre bem executado por Gabito; no segundo, mérito inteirinho para Liberty, que desferiu um autêntico canhão praticamente a meio do meio-campo, mas David estava ligeiramente adiantado na sua baliza; já no terceiro, meus senhores, o “frango” foi da inteira responsabilidade do guarda-redes, na sequência de um forte remate rasteiro de Kito.

 

Ora, tendo em conta estes factos e considerando que, na presente sétima jornada, à excepção da Liga Muçulmana, que foi ontem a Xinavane derrotar o Incomáti, os outros tradicionais candidatos ao título, nomeadamente Ferroviário, Costa do Sol e Desportivo, perderam, é lícito concluir que todos acabaram por jogar para o Maxaquene, que, face aos “locomotivas” nampulenses, manteve a mesma bitola, isto é, um futebol veloz, toques à primeira e constantes mudanças de flanco, para além de um aprimorado trabalho técnico que o adversário não teve chance de ripostar.

 

Confessamos que os nortenhos, que efectuaram o primeiro desafio após a chicotada psicológica que ditou o afastamento de Mussá Osman, entraram com uma rede defensiva a partir do meio terreno contrário, precisamente para não oferecer muito campo de manobra ao seu oponente. Com o veterano Nelinho a comandar as operações na zona nevrálgica, até Chana e Patrick, os dois homens do ataque, participavam nas acções de fechar as saídas maxaquenenses.

 

Todavia, não passou de sucesso efémero, com o agravante de ter tido um duro revés: a saída forçada de Chana, primeiro, e depois de Hipo, ambos por lesão. É verdade que os “tricolores” enfrentaram dificuldades para lidar com a defesa à zona, já que falhavam as infiltrações por intermédio de Betinho e de Reginaldo, mesmo com o esférico bem elaborado cá atrás e no meio-campo, porém, a partir da altura em que aconteceu o primeiro golo, com a intervenção do agora inevitável Gabito – um central e tantos -, tudo passou a ser mais claro para a equipa de Arnaldo Salvado.

 

Os “tricolores” explanaram o seu futebol pragmático e envolvente, com a participação de todos os integrantes da equipa. Aliás, é incrível como o Maxaquene ataca e defende num bloco coeso e participado, ora do lado direito, ora do esquerdo ou então do corredor central. Mais: a espontaneidade de alguns jogadores confundiu os adversários, sendo disso exemplo os golos de Liberty – um golão de primeira categoria – e de Kito, praticamente sem ensaio.

 

O árbitro podia merecer nota alta, só que não lhe perdoamos algumas hesitações que, mesmo não influenciado o desfecho da contenda, não tinham razão de ser.

 

FICHA DO JOGO:


Árbitro: João Armando, coadjuvado por Adão Chitache e José Mhula. Quarto árbitro: Virgílio Absalão

 

MAXAQUENE – Soarito; Vasil, Campira, Gabito e Eusébio (Payó); Macamito, Kito, Mfiki (Manuelito) e Liberty; Betinho e Reginaldo (Filipe)

 

FER. NAMPULA – David; Hipo (Marius), Stélio, Mambucho e Dondo; Paúnde, Nelinho, Tchitcho (Venâncio) e Edmundo; Chana (Binó) e Patrick

 

Acção disciplinar: cartão amarelo para Edmundo, Betinho e Marius

 

Golos: 1-0, Stélio (23 min.), na própria baliza; 2-0, Liberty (55 min.); 3-0, Kito (66 min.)
  • Alexandre Zandamela
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:21
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Ferroviario da beira

 

A ANSIEDADE dominou os minutos iniciais em ambos os conjuntos. Os donos da casa pareciam mais competentes, mas os visitantes é que chegaram primeiro com algum perigo à baliza adversária.

 

O treinador do Ferroviário do Maputo era o homem mais impaciente do dia, ao ver os seus pupilos a falharem várias oportunidades de golo diante de um Ferroviário da Beira que não estava no seu dia, sobretudo nos sectores defensivo e atacante, mas praticava um bom futebol no meio-campo.

 

Transcorridos 20 minutos, os visitantes começaram a fazer uma pressão assustadora, mas foi sol de pouca dura, porque os beirenses procuraram sempre contrariar o adversário, só que eram infelizes na concretização, com Félix e Zicco a não atinarem com a baliza.

 

Na etapa complementar a história repetiu-se, com as duas formações mais tímidas, mas com o Ferroviário da Beira mais adulto, ao ponto de, no minuto 76, Michael efectuar um belo cruzamento, numa altura em que os defesas e o guarda-redes visitantes estavam distraídos, pensando que Steven estava em posição irregular. Este não precisou de muito esforço e tocou subtilmente a bola que lentamente foi morrer no fundo da baliza defendida por Pinto, devolvendo a alegria aos locais.

 

Os beirenses já estavam moralizados e procuraram provar a sua superioridade, facto que veio a resultar no minuto 86. Mais uma vez, o zimbabweano Michael fez um cruzamento e Nené o resto. Era a primeira vitória do Ferroviário da Beira no Moçambola-2011.

Quanto à arbitragem, mesmo com algumas falhas, em nada influenciou no resultado.

 

FICHA TÉCNICA


Árbitro: Dionísio Dongaze, auxiliado por Mário Albino e Daniel Calavete. Quarto árbitro: Gimo Patrício

 

FER. BEIRA – Gervásio I; Gervásio II, Ninito, Chico e Faife; Nené, Óscar (Jerry), Timbe (Aulito) e Michael; Félix (Steven) e Zicco

 

FER. MAPUTO – Pinto; Butana, Fred II (Jotamo), Chico e Fred I; Whisky, Dário e Vling; Sonito (Aníbal), Amílcar (Kaclid) e Luís

 

Acção disciplinar: cartão amarelo para Jotamo, Butana, Fred I e Michael

 

Golos: 1-0, Steven (76 min.); 2-0, Nené (86 min.)

  • Eduardo Sixpence
Fonte:Jornal Noticias

 

publicado por Vaxko Zakarias às 10:02
 O que é? |  O que é? | favorito

 

COPA COCA-COLA - Chókwè goleador em Gaza

 

 

COM o entusiasmo e calor que lhe são peculiares, a Copa Coca-Cola está agora em Gaza. A rapaziada local está eufórica e ontem compareceu em massa no campo do Ferroviário de Xai-Xai, onde se viveu uma grande festa a marcar o início da fase provincial. Das quatro partidas realizadas, destaque para a goleada infligida pela Escola Secundária de Chókwè à sua congénere da Macia por cinco bolas sem resposta, transitando tranquilamente para a etapa seguinte.

 

Competitiva, a prova em Gaza está a ser objecto de grande interesse e a mobilizar verdadeiras claques que do princípio ao fim puxam pelos seus colegas. Nos outros embates dos quartos-de-final, Escola Secundária de Chicumbane bateu Manjacaze por 3-0, no desempate através de pontapés da marca de grande penalidade, após igualdade a uma bola no final do tempo regulamentar; Inhamissa levou de vencida Tavene por uma bola sem resposta e Graça Machel derrotou Mabalane por 3-2.

 

Hoje, os ânimos estarão ao rubro, pois as meias-finais, como se sabe, são a porta para se chegar à almejada final. No primeiro embate, frente-a-frente teremos Chicumbane e Inhamissa, para, a seguir, se defrontarem Graça Machel e Chókwè.

 

Em relação aos femininos, tomam parte na Copa Coca-Cola gazense as Escolas Secundárias de Mabalane, John Issa, Tavene e Chibuto. Hoje, Mabalane joga com Tavene e John Issa terá pela frente Chibuto.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

 

publicado por Vaxko Zakarias às 09:52
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Sporting-de-Nampula.

A DISPUTA do Campeonato Provincial de Futebol de Nampula, o “Nampulense 2011” que esta época é realizada em três zonas, ficou amputada com a não realização da partida entre o Hospital Central e a Casa Issufo, devido a uma atitude irreflectida, desdenhosa e até lamentável, dos dirigentes da actual direcção do Sporting de Nampula, que proibiu inexplicavelmente, a efectivação deste jogo que havia sido marcado para o Estádio 25 de Setembro, colocando para o efeito uma viatura no meio do recinto do jogo.

 

 

Segundo os actuais dirigentes da direcção leonina, liderados por António Uacueia, esta foi a forma ideal de forçar a equipa do Hospital Central de Nampula para contribuir no pagamento das despesas de limpeza e vistoria do Estádio 25 de Setembro, campo indicado pelas três equipas como “seu” quando jogam em casa no presente campeonato.

 

A atitude não só causou estranheza e até certo ponto repúdio por parte dos desportistas nampulenses, questionando-se até que ponto o Sporting de Nampula tem poderes legitimados para impedir a realização de uma partida oficial de futebol ou qualquer outro evento naquele recinto que não é sua pertença, mas sim do Conselho Municipal local que neste caso nem foi chamado a dirimir este imbróglio que ainda vai fazer correr muita tinta.

 

Pese embora este triste episódio, outras partidas do “Nampulense 2011” que haviam sido agendadas para o passado fim-de-semana, a turma primo divisionária do Corredor De Desenvolvimento do Norte (CDN Futebol Clube), pela zona B, surpreendentemente, lidera a prova com um total de quatro pontos, venceu o Sporting por duas bolas a uma. Nesta zona, com três pontos cada seguem Hospital Central, Sporting e o Benfica; Casa Issufo com apenas um ponto.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:38
 O que é? |  O que é? | favorito
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
16
17
22
23
24
25
30
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO