Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 15 DE Março 2011

 

Dario Monteiro

SR. DIRECTOR!

 

 

No entanto, no que concerne aos fundos disponibilizados pelas empresas públicas, entendo que um dos exercícios passa por estas repensarem nas suas políticas de redistribuição dos recursos no desporto federado, visto que como já fiz menção até agora, somente factores históricos e geográficos se destacam como os mais preponderantes na diferenciação do acesso aos fundos.

 
 

Evidentemente que em outras partes do mundo principalmente em estados liberais ou por outra em estados mínimos, regulados pelo mercado, o papel do Estado não é patrocinar clubes federados no que quer que seja, principalmente para os que militam na alta competição, mas, entre nós, isso parece um cenário fora de cogitação.

 

Em contextos liberais, um dos papeis do Estado seria o de garantir condições para a realização de competições que não tivesse suporte das federações, na medida em que existe um grande número de praticantes de várias modalidades desportivas que não se encontram abrangidas pelas federações, bem como, apoiar e criar organismos que paralelamente a um desenvolvimento técnico-desportivo garantem a prática cultural do desporto.

 

No nosso contexto factos recentes mostram claramente a necessidade de intervenção do Estado, por exemplo, mediante a crise financeira instalada no Ferroviário de Inhambane que disputava a poule do acesso ao Moçambola deste ano pela zona sul, o Governo provincial de Inhambane teve que intervir, passando a patrocinar deslocações, alimentação, alojamento até prémios de jogos.

 

Pese embora, em ambos modelos de patrocínio se verifique uma grande diferenciação no acesso aos fundos e perante a grande leveza com que tem sido encarada a distinção pública e privada, penso ser razoável nesta situação se esclarecer e colocar balizas nesta problemática. Sendo que, na minha óptica, o programa de privatização que ocorreu em vários sectores de actividades não ocorreu no desporto e só agora é que se verifica tal tendência na actividade e, por conseguinte, no futebol.

 

Depois do período das nacionalizações, o Estado teve que adoptar um plano de reabilitação económica e social sob a pressão do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional, onde um dos pressupostos do plano visava liberalizar progressivamente a economia e, em particular, lançar o programa de privatização.

 

É de referir que, nem todas medidas levadas a cabo pelas instituições da Bretton Woods, surtiram os efeitos desejados em quase todos sectores sociais, como o de educação e da saúde constituem até ao momento um verdadeiro cancro tanto para o Estado, sociedade civil e organizações não governamentais na luta para eliminar as desigualdades de acesso a esses serviços considerados básicos.

 

Por outro, o desafio que se nos coloca é a necessidade de repensarmos sobre os nossos movimentos de associativismo desportivo (o perfil dos sócios), assim como na capacidade dos clubes em angariar patrocinadores e, por conseguinte, sobre a gestão que é feita dos recursos disponíveis. A questão dos atrasos salariais e dos respectivos prémios que se verificaram no Moçambola do ano passado, no Futebol Clube de Lichinga e Têxtil África do Chimoio, sendo que estes não constituem casos insólitos no nosso futebol, ficou evidente a incapacidade dos sócios, adeptos e outros agentes desportivos em dar uma resposta satisfatória à estas questões.

 

Portanto, urge aqui tomar a sociedade para compreender o desporto (futebol), tomando-o como facto social total a montante e a jusante da sua relação com o mundo da vida.

  • Adelino Silvestre Moiane

Fonte:Jornal Noticias

 

 

publicado por Vaxko Zakarias às 11:56
 O que é? |  O que é? | favorito

O seleccionador nacional de basquetebol masculino sub-16, Miguel Guambe, afirmou ser sua pretensão preparar a selecção nacional sub-16 para uma representação condigna no Afrobasket-2011.


A selecção nacional de basquetebol nacional sub-16, que em 2009 ocupou a quinta posição na I edição do Campeonato Africano da categoria - Maputo-2009 - propõe-se atingir lugares do pódio e, consequentemente, melhorar a classificação no “Africano” de 2011. 

 

Para o efeito, o grupo de trabalho cumpre o ciclo preparatório que começou no passado dia 19 de Fevereiro, que deverá terminar a 26 de Março, dias antes de viajarem para Lusaka, onde de 8 a 15 de Abril vai tomar parte nas eliminatórias a nível da Zona VI de África.

 

O seleccionador nacional de basquetebol masculino sub-16, Miguel Guambe, disse ser objectivo preparar a selecção nacional sub-16 para uma representação condigna no “Afrobasket” de 2011, estabelecendo uma equipa multidisciplinar de preparação contínua das selecções dos escalões de formação, preparando-as convenientemente para o seu crescimento competitivo, bem como definir o modelo de jogo e sua implementação a partir das selecções deste escalão, onde as habilidades latentes estão a despontar.

 

 Falando ao “O País”, Miguel Guambe referiu-se aos planos ideais: “Para constituirmos uma verdadeira selecção nacional, propomos que se realize, em todas as províncias que se pratica basquetebol, uma pesquisa de talentos, de modo a integrá-los na equipa, e propomos que os mesmos estejam baseados em Maputo. para tal, chamamos atenção para a necessidade de os alojar, alimentar e garantir a continuidade dos seus estudos”.

 

Guambe disse ainda prever a participação no Torneio de Abertura, com equipas do escalão sub-18, em Março. Propomo-nos também a realizar jogos amigáveis com as selecções da Suazilândia e África do Sul, antes das eliminatórias previstas para de 8 a 15 de Abril, na Zâmbia.

Cientes que nos qualificaremos para a fase final, manteremos a preparação com a integração da equipa nas competições do escalão sub-18, e com sessões de treino semanais até 15 dias antes da competição, altura em que propomos outro estágio com vista aos últimos acertos”, explicou Miguel Guambe. Com 18 basquetebolistas, a selecção nacional vai entrar em mais uma semana de preparação.

 

Para terminar, Miguel Guambe recordou que os 12 atletas que vai levar a Lusaka durante a fase de qualificação vão merecer a sua confiança para a campanha final, pois é um grupo onde há muita polivalência em termos de lugares a ocupar, mas, igualmente, cada jogador tem a posição na qual os níveis de rendimento são bem equilibrados, nos aspectos ofensivos e defensivos.

 

 Outro dado importante é que esta selecção conta com três jogadores que têm experiência internacional, dado que tomaram parte no “Africano” de 2009 e nos Jogos da CPLP. Referimo-nos a Elton Ubisse, Yuri Chambal e Hugo Martins.

 

Assim, os basquetebolistas Pheneas Saimone, Frengue, Getimane e Govind Nangal são os eleitos para a posição um. Elton Ubisse, Yuri Chambal e Loren Langa vão alternar na ocupação da posição dois. Breaton Francisco, Hugo Martins, Klaus Bunguele e Raimundo Timba constituem as opções para a posição três. Castro Vilankulos, Carlos Albino, Heraclito Cofi e Yuran Mate são os indicados para a posição quatro. Yuran Timane, Pelucio Nassane, Herin Anselmo e Wilson Cotela bater-se-ão pela ocupação da posição cinco.

 

A anterior edição do “Africano” de masculinos sub-16, realizado em Maputo, em 2009, foi ganho por Angola, tendo Moçambique ocupado a quinta posição.

 

Para fortificar a selecção e melhoria desta quinta posição, prevê-se a realização, ainda este mês, de sessões de treino semanais e participação no torneio de Abertura Sub-18, em paralelo com a pesquisa de talentos nas províncias.

 

Crescêncio José

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 09:43
 O que é? |  O que é? | favorito

Vai decorrer a formação de jogadores a partir da base, na categoria de sub-10

O vice-presidente da Federação  Moçambicana de Ténis (FMT),  Virgílio Tivame, revelou que Moçambique ainda carece de talentos, por isso, brevemente, vai decorrer a formação de jogadores a partir da base, na categoria de sub-10,  para que, pelo menos até 2016, ano dos jogos olímpicos, estejam formados tenistas para a alta competição.

Federação  Moçambicana de Ténis (FMT)

 

Numa entrevista exclusiva ao jornal “o país”, Tivane avançou que a formação vai movimentar cerca de 500 crianças, um número, porém, que ainda não responde às expectativas do organismo, dado que no Malawi, por exemplo, a formação do género movimenta cerca

de 10 mil crianças e adolescentes.

 

No concernente ao material, o mesmo é composto por raquetes, bolas de diferentes cores e redes, doado pela  Federação Internacional de Ténis(FIT), o qual chega à capital ainda esta semana.

 

De referir que uma das prioridades do actual elenco que dirige a FMT é potenciar a formação não só para os sub -10, como também para a categoria dos sub-16, as quais vão beneficiar de formação intensiva.

 

Entretanto, a falta de infra-estruturas constitui uma dor de cabeça para os dirigentes da agremiação.

 

Tivane avançou que, até Maio, numa reunião conjunta entre a entidade que dirige e a FIT, os nacionais devem apresentar uma proposta para a criação da futura sede nacional de ténis, no município da Matola. O projecto engloba, para além do edifício de raiz, dez campos de ténis e ginásio. 

 

Outra acção é a recuperação de campos em avançado estado de degradação, em quase todo o país, estimados em pouco mais de 47. na Beira, a título de exemplo, no total são oito os campos degradados, mas, após a reabilitação, o  pequeno complexo desportivo vai ser sede de ténis na região centro do país.

 

Espera-se que o ténis se posiocione em lugares de pódio nos jogos africanos, mas Tivane avançou que “não são todos os atletas que estão ao mesmo nível de competividade”.

 

Recordar que, durante um mês, um treinador de nacionalidade portuguesa efectuou um trabalho com pouco mais de oito tenistas seleccionados, onde corrigiu aspectos tecnico-tácticos. A fase a seguir vai consistir na participação dos seleccionados em torneios de preparação na  Àfrica do Sul, a fim de lhes dotar de elevados níveis competitividade.

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 09:23
 O que é? |  O que é? | favorito

É VERDADE que ainda é cedo, muito cedo mesmo, para fazer quaisquer prognósticos e conjecturas em relação ao desfecho do Moçambola-2011, no entanto, não deixa de ser motivo de indignação o facto de o Costa do Sol já se encontrar no precipício, precisamente como lanterna vermelha.

logo do costa do sol
 
Decorridas duas jornadas, os “canarinhos” registam igual número de derrotas, a primeira, em Tete, diante do Chingale, por uma bola sem resposta, e a segunda, neste domingo, no seu campo, face a um Maxaquene super empolgado, por 3-0. Moral da história: o Costa do Sol é o último classificado, sem nenhum ponto e nem sequer um golo marcado, tendo sofrido quatro. Neste momento, também se encontram abaixo da linha de água Matchedje e Vilankulo, curiosamente, quinto e sexto classificados do campeonato do ano passado.
 
Mas o sofrimento da equipa do zimbabweano David Mandigora parece não ter um fim à vista, pois no próximo domingo, para a terceira jornada, desloca-se ao dificílimo Chiveve, onde vai defrontar um Ferroviário da Beira que, após a travessia do deserto em 2010, conseguiu agora reunir um naipe de jogadores de grande valia, com a finalidade de resgatar a sua condição de candidato ao título colocado no segundo degrau da escada de partida.
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 09:17
 O que é? |  O que é? | favorito

NO epílogo de uma final bastante emocionante, seguida com muito interesse por parte do numeroso público estudantil, e não só, que se deslocou, sábado de manhã, ao Estádio Carvalho Duarte, a Escola Secundária 12 de Outubro revalidou o título provincial de Nampula da Copa Coca-Cola em futebol. Face a uma resistente formação de Namicopo, os campeões ganharam meritoriamente por 3-2.

COPA COCA-COLA - 12 de Outubro revalida numa final emocionante
 
 

Tendo em conta o percurso das duas formações e a avaliar também pelo grande nível competitivo que demonstraram na prova, o desfecho era absolutamente imprevisível, razão mais do que suficiente para que muitos adeptos se fizessem presente nesta final, ávidos de conhecer o campeão provincial e representante de Nampula na fase nacional. A partida foi extremamente renhida, com os jogadores de ambos os conjuntos a baterem-se com denodo em busca da vitória.

 

No derradeiro apito do árbitro, a explosão de alegria pertenceu aos jovens estudantes da 12 de Outubro, inequivocamente melhor esclarecidos e mais regulares, não somente na final como também em toda a prova. Mesmo assim, ficou a chamada de atenção de Namicopo de que em próximas ocasiões pode perfeitamente arrebatar o título.

 

 

No que aos femininos diz respeito, o título nampulense foi conquistado pela Escola Secundária Marcelino dos Santos, que na final bateu Muatala por duas bolas sem resposta, ganhando também o direito de representar Nampula na fase nacional.

 

Entretanto, depois de Niassa e Nampula, a nona edição da Copa Coca-Cola em futebol prossegue o seu périplo pela Zona Norte do país, iniciando amanhã, em Pemba, a disputa da fase provincial de Cabo Delgado.
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 09:07
 O que é? |  O que é? | favorito
Estadio do Vilankulp FC

ESTÁDIO 27 de Novembro, na vila do Songo, entradas gratuitas e público a abarrotar as bancadas, a HCB sofreu e transpirou seriamente para levar de vencida o Vilankulo FC por uma bola sem resposta.

 
 

Foi uma partida bem disputa, com apenas duas histórias, sendo a primeira parte dominada pela formação da casa e a segunda metade a pertencer aos visitantes, que não conseguiram chegar ao empate por ingenuidade dos seus atacantes.

 

O jogo começou com a HCB a tentar um “pressing” muito forte sobre o reduto mais recuado dos visitantes, onde Mavó e Andro davam dores de cabeça aos defensores Edgar e José, que não conseguiam travar os arranques do veterano Mavó, principalmente pelo flanco esquerdo, donde saíam cruzamentos venenosos para a pequena área do Vilankulo. E, como resultado dessa pressão, o golo não tardou, tendo acontecido aos 23 minutos, por intermédio de Marlon, a corresponder a um cruzamento de Mavó.

 

No entanto, os pupilos de Miguel

dos Santos não se sentiram intimidados, tendo partido para o ataque. E em tom de equilíbrio, terminou a primeira parte, com os donos da casa em vantagem no marcador.

 

Veio a segunda parte e, com uma outra postura no jogo, o Vilankulo domou o adversário, desbobinando um futebol mais esclarecido e objectivo, com a HCB e a sua arma Mavó a demonstrarem falta de pernas para correrem, até porque estavam totalmente encolhidos na sua área defensiva, a tentar prematuramente assegurar o resultado.

 

Como resultado disso, o caudal ofensivo do Vilankulo cresceu e o empate só não apareceu devido à precipitação e falta de frieza por parte dos seus atacantes, principalmente Sérgio, que acabara de entrar, pois, por duas vezes, recebeu o esférico de Bila e frente-a-frente com o guarda-redes Dionísio chutou por cima do travessão e ao lado.


 

Os jogadores da HCB já não existiam no campo. Ficaram todos concentrados na sua grande área, incluindo Mavó, que durante a primeira parte correu muito e proporcionou o golo da vitória à sua equipa.

A equipa arbitragem não teve influência no resultado.

 

FICHA TÉCNICA


Árbitro: Virgílio Absalão, auxiliado por Ivo Francisco e Domingos Machava. Quarto árbitro: Ribeiro Manuel.

 

HCB – Dionísio; Belmiro, Rogério, Calima e Antoninho, Dangalira, Alick e Elídio; Andro, Marlon e Mavó. Alinharam ainda Diogo, Kikas e Mabiwa.

 

VILANKULO – Victor; Edgar, José, Gonçalves e Bila; Eurico, Charles e Sadique; Belo, Mathlombe e Jossias. Foram usados os suplentes Sérgio e Betinho.

 

Acção disciplinar: cartão amarelo para Diogo, Mabiwa e Bila.

 

Golo: Marlon, aos 23 minutos.

  • Bernardo Carlos

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 08:57
 O que é? |  O que é? | favorito
Naftal Chongo (centro)

NEM tudo é uma catástrofe no desporto moçambicano. A despeito dos maus resultados que têm caracterizado o desempenho dos nossos clubes e selecções nas competições internacionais, a classe da arbitragem luta por conseguir o prestígio do país, tal como o fará o juiz internacional da bola-ao-cesto Naftal Chongo, seleccionado para dirigir a 10ª edição do Campeonato do Mundo de Basquetebol Masculino em Sub-19, a decorrer entre os dias 30 de Junho e 10 de Julho, na Letónia.

 
 

A nomeação de Naftal Chongo, que, à semelhança doutro árbitro internacional moçambicano Abreu João, vive e trabalha na África do Sul, é resultado do seu excelente desempenho em provas internacionais de grande vulto, facto que levou a Federação Internacional de Basquetebol a incluí-lo no grupo dos juízes que dirigirão este Mundial, que terá como palco as cidades de Liepaja, Valmiera e Riga, a capital da Letónia.

 

O campeonato será disputado por 16 selecções, com o Continente aAfricano a ser representado por dois países do norte, designadamente Egipto e Tunísia, há pouco tempo palco de manifestações a favor da restauração da democracia. As outras equipas são: Austrália, Argentina, Brasil, Canadá, China, Taiwan, Croácia, Coreia, Estados Unidos da América, Letónia, Lituânia, Polónia, Rússia e Sérvia.

Naftal Chongo estará baseado em Valmiera, sede dos Grupos A e B.
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 08:50
 O que é? |  O que é? | favorito

 

logo do Estrela Vermelha do Maputo

O ESTRELA Vermelha assumiu, domingo, a liderança do Torneio de Abertura em futebol da cidade do Maputo, ao golear o Nova Aliança por 3-0, em partida da segunda jornada da série A. Os “alaranjados”, que estavam empatados em pontos com Águias Especiais, estão agora isolados no topo da tabela classificativa, com vantagem de dois pontos sobre o segundo.

 

 
 

No seu jogo, as Águias Especiais não foram além da igualdade a um golo frente ao Ferroviário das Mahotas.

Estes foram os únicos jogos da ronda, uma vez que a Associação de Futebol da Cidade do Maputo (AFCM), organizadora da prova, projectou os jogos da série B, com menos equipas, para este fim-de-semana, com vista a permitir que os dois agrupamentos concluam a primeira fase em simultâneo.

 

Assim sendo, Beira-Mar da Catembe, líder da série, vai receber no sábado, em sua casa, o Mahafil. Enquanto a União FC medirá forças com o 1º de Maio, “lanterna vermelha” do grupo, no campo da Académica.

No encalço do Beira-Mar está a dupla União FC e Mahafil, que partilha a segunda posição.

 

CLASSIFICAÇÃO ACTUAL


                                 J      V     E     D     B     P                    SÉRIE A

ESTRELA                        2          2          0          0          4-0       6

Águias Especiais             2          1          1          0          3-1       4

Mahotas                        2          0          1          1          1-2       1

Académica                     1          0          0          1          0-2       0

Nova Aliança                  1          0          0          1          0-3       0

 

                                                                                          SÉRIE B

BEIRA-MAR                     1          1          0          0          2-0       3

União FC                        1          0          1          0          0-0       1

Mahafil                           1          0          1          0          0-0       1

1º de Maio                      1          0          0          1          0-2       0
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 08:42
 O que é? |  O que é? | favorito
logo itf

 

TRINTA e cinco candidatos a árbitros de ténis beneficiaram semana finda de um curso de Nível I orientado pelo sul-africano Anton Rens, técnico da Federação Internacional de Ténis (ITF) para arbitragem em África.

 
 

Parte dos árbitros que obtiveram melhor desempenho irá fazer parte, em Maio, do curso de Nível 2 em Durban, na África do Sul. Em princípio, 10 juízes de cadeira seguirão para Durban para a formação mais apurada que lhes conferirá dirigirem provas de carácter regional.

 

A direcção da Federação Moçambicana de Ténis tem desde Janeiro último vindo a desenvolver planos de acções de formação para treinadores e árbitros no âmbito da preparação para os Jogos Africanos.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 08:20
 O que é? |  O que é? | favorito
tags:
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
19
20
21
22
26
27
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO