Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 09 DE Março 2011

 

Arbitros

 

 

 

Diz que a nomeação de árbitros para o Moçambola será feita pela LMF

António Chambal, vice-presidente da FMF para alta competição, diz que a agremiação de que é dirigente apenas vai fazer supervisão dos  homens do apito.

É um caso que irá fazer correr muita tinta! Em comunicado oficial número  025/FMF/D/2010, datado de 2 de Março, a Federação Moçambicana de Futebol (FMF)  reitera que, a partir da presente época, a nomeação de árbitros  seleccionados para  dirigirem os  jogos do Moçambola será feita pela Liga Moçambicana de Futebol (LMF), gestora da prova.

 

A Federação Moçambicana de Futebol refere, noutra passagem do comunicado, que se mantem sobre a competência da Comissão Nacional de Árbitros (CNAF) a nomeação ou indicação de delegados técnicos para os jogos desta prova. Ora, este posicionamento da FMF foi questionado pela Comissão Nacional de Árbitros de Futebol, que no final do encontro que manteve com a Liga Moçambicana de Futebol, no passado 1 de Março, defendeu que a passagem da gestão da arbitragem para o órgão gestor do Moçambola  seria uma transgressão aos regulamentos da FIFA. Vai daí que, na primeira jornada do Moçambola-2011, a CNAF tenha nomeado os árbitros para apitarem os jogos.

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 10:04
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Horacio Martins

 

 

 

 

Com a Abertura da Escola Superior  de Ciências do Desporto .Novos horizontes abrem-se no desporto moçambicano, com a abertura da Escola Superior de Ciências do Desporto, que funciona no Campus universitário da UEM.


Três novos cursos para a área de educação física estão, desde ontem, a ser leccionados na maior e mais antiga universidade moçambicana, UEM. Trata-se de desporto adaptado e saúde; treino desportivo e gestão desportiva.

 

A abertura do ano lectivo do primeiro curso de licenciatura em Ciência do Desporto na Universidade Eduardo Mondlane (UEM) foi dirigida pelo magnífico reitor, Padre Filipe Couto, que na ocasião defendeu que o desporto bem feito constitui um fermento para a saúde física e mental.

 

A escolha do desporto vai ajudar a mim, aos docentes e aos estudantes a termos menos vícios, porque o desporto bem feito ensina a ter uma disciplina. Também ajuda os estudantes a aprenderem melhor, e ajuda os professores a planificarem melhor e, ainda, de uma certa forma, a terem melhor disciplina. Nós estamos certos que a escolha do desporto vai ser um fermento da disciplina de saúde física, mas também mental. A título de exemplo, uma estudante disse que o desporto vai diminuir vícios, quais não disse. Esta escolha é muito importante, pois vamos formar pessoas que vão dar conta do recado na nossa sociedade”, clarificou Couto.

 

A Escola Superior de Ciências do Desporto nasce numa altura em que o mundo se debate com a crise financeira e o país observa algumas medidas de austeridade. Dentro deste enquadramento, o Professor Doutor Macuácua, vice-reitor da UEM para a área administrativa, explica como foi possível a sua criação: “Alguns recursos existem antes da crise financeira mundial. Temos docentes, temos campos e pavilhão. Estes recursos já existiam antes da crise. O que vamos fazer é a optimização destes recursos. O acréscimo que é preciso fazer  passa necessariamente por algum esforço, mas é um programa que a UEM já tinha previsto  no seu plano estratégico, no tocante à diversificação de  acções de formação e assegurar maior acesso à Universidade Eduardo Mondlane.”

 

no ano lectivo inaugural, o  curso - com duração de três anos - vai contar com uma frequência de 105 estudantes, assistidos por sete professores efectivos e ainda um número não especificado de docentes assistentes.

 

Segundo apurou o jornal “O País”, mais de 400 candidatos concorreram, por via de exame, a esta formação, mas só 90 foram admitidos. Os restantes 15 foram admitidos por via de entrevistas, por se tratar de pessoas que já trabalham no desporto, exercendo diferentes funções.

 O curso  está direccionado à especialização, como explica Cremildo Gonçalvez, coordenador da comissão instaladora da  Escola Superior de Ciências do desporto. “Não é um curso superior de educação física, conforme os generalistas, mas um curso virado para a especialização. No final, vamos ter treinadores formados e especializados para uma determinada modalidade, isto é, treinadores desportivos virados para a técnica. Portanto, o curso de treino desportivo é uma licenciatura, com especialização em três anos numa determinada modalidade, que pode ser futebol, basquetebol, andebol, natação, voleibol ou atletismo. A partir do terceiro semestre, o estudante opta por uma modalidade a que se vai se dedicar na metodologia de treinamento.”

 

Cremildo Gonçalves deu ainda detalhes do curso do desporto adaptado nos seguintes termos. “Este curso está mais virado para a orientação na área de aeróbica, ginástica, desporto adaptado, reabilitação física e recuperação de pessoas com problemas de lesões e problemas cardiovasculares”.

 

Crescêncio José

 

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 09:53
 O que é? |  O que é? | favorito

 

 

Venildo Mussane, presidente da CNAF

 

 

 

O que faltou aqui foi o diálogo. É por isso mesmo que tivemos este encontro entre as duas partes  para concertarmos alguns aspectos”.


No passado dia 1 de Março, a Liga Moçambicana de Futebol (LMF) e a Comissão Nacional de Árbitros de Futebol (CNAF) reuniram-se com o objectivo de fazerem algumas concertações.  No final do encontro, havido na sede da Liga Moçambicana de Futebol, o qual durou cerca de  hora e meia, Venildo Mussane, presidente da CNAF, referiu que “a passagem da gestão da arbitragem para a Liga Moçambicana de Futebol seria uma transgressão aos regulamentos da FIFA”.  Mussane indicou ainda que “o que faltou aqui foi o diálogo. É por isso mesmo que tivemos este encontro entre as duas partes  para concertarmos alguns aspectos”, explicou.

O presidente da CNAF avançou, na ocasião, que “o encontro foi produtivo e está decidido que a gestão da arbitragem do Moçambola não vai passar para a Liga Moçambicana de Futebol, pois isto nunca foi visto em qualquer ponto do mundo”,  sentenciou.

 

Fonte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 09:24
 O que é? |  O que é? | favorito

Torneio nadador completo

A VIGÉSIMA quarta edição do Torneio Nadador Completo, que se realiza fim-de-semana, na piscina Raimundo Franisse, na Associação de Natação da Cidade do Maputo, vai colocar frente-a-frente a velha e a nova geração, que lutarão pelos lugares do pódio com direito a fabulosos prémios, desde troféus, material e equipamento desportivo até val

ores monetários.

 
 

A experiência do ano passado, que consistiu na abertura deste evento para os

demais interessados, parece ter sido boa, pois Sofala vai, novamente, se fazer representar pelos Clubes Ferroviário da Beira e Náutico, que se juntarão aos maputenses Golfinhos, Ferroviário, Desportivo e Tubarões.

 

Estima-se que venham a participar neste torneio 200 nadadores, mas com o senão de os forasteiros não pontuarem para o “Nadador Completo”, ou seja, Ferroviário e Náutico da Beira participam na qualidade de convidados, daí que não serão classificados nem premiados.

O torneio trará à tona mais uma evidência entre os clubes rivais a nível da cidade do Maputo, nomeadamente Golfinhos, campeão em título da capital e nacional, e Ferroviário, que ganhou a última prova organizada pela ANCM, denominada Torneio de Especialistas ou Manuel Tomé.

De salientar que os últimos nadadores completos são Elton Naiene, do Golfinhos, e Géssica Stagno, que este ano deixou o Golfinhos para defender as cores do Tubarões.

 

 

.
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 09:14
 O que é? |  O que é? | favorito

O INÍCIO do Torneio de Abertura de Futebol da Cidade do Maputo foi marcado por surpresas, com a Académica e 1° de Maio, favoritos a conquistar o troféu, a serem derrotados em casa.

 
 

Estudantes” e “alvi-rubros” perderam, respectivamente, frente a Águias Especiais e Beira-Mar da Catembe pelo mesmo resultado (0-2), em partidas das séries A e B.

 

Águias Especiais lidera a sua série a par do Estrela Vermelha, que venceu a formação das Mahotas por 1-0.

O Beira-Mar, por seu turno, comanda isolado seguido pela União e Mahafil, que empataram a zero golo.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:06
 O que é? |  O que é? | favorito


Victorino Xavier

LITERALMENTE Vilankulo parou no último fim-de-semana para dar início ao campeonato nacional de futebol da primeira divisão, vulgo Moçambola. Várias individualidades idas de quase todas partes do país deslocaram-se àquela pequena vila turística para estarem na festa do começo de mais uma prova futebolística.

 
 

De parabéns está a Liga Moçambicana de Futebol, instituição organizadora da festa que soube fazer melhor escolha anuindo ao pedido do Vilankulo FC para anfitrião do evento.

 

Tudo foi feito até ao pormenor. A bola já rola, já há golos, as lágrimas também começaram, as surpresas nas quatro linhas estão aí.

No seu estilo característico, com a mania de sempre atender bem aos visitantes, afinal Vilankulo é tida como capital turística de Inhambane, os responsáveis do representante de Inhambane no Moçambola estiveram em cima dos acontecimentos, foram verdadeiros obreiros de uma festa que marcou o início do segundo mandato do Alberto Simango Júnior à frente da Liga Moçambicana de Futebol, porque correspondeu às expectativas dos clubes.

 

Cumprindo as boas regras de casa, Vilankulo não ficou de braços cruzados à espera que o organismo responsável do evento levasse tudo da capital do país, não senhor. Depois de a Liga fazer constar a Liza James para abrilhantar a festa, Vilankulo respondeu com a Gabriela, duas artistas na actualidade da música ligeira moçambicana. Vilankulo explodiu de alegria, pois estas “estrelas” da nossa música não se pouparam, mostraram a sua classe. O estádio ficou cheio que nem havia mais lugar para uma agulha. Foi uma verdadeira festa jamais vista na região norte de Inhambane.

 

Foi apenas um dia que a Liga e Vilankulo FC de mãos dadas proporcionaram horas diferentes não só aos residentes daquela vila que, certamente gravaram na sua memória o 5 de Março de 2011, mas também aos hóspedes que em algumas horas foram turistas, ficaram com saudades de um dia voltarem a escalar o local para um descanso merecido.

 

A realização deste grande evento desportivo confirmava um casamento perfeito do desporto e turismo.

Facto curioso é que o VFC entrou na história do futebol nacional porque esteve envolvida no encerramento da época futebolística nacional em 2010 ao defrontar o Maxaquene na final da Taça de Moçambique, por sinal o vice-campeão nacional, e este ano abriu o campeonato desta feita com o campeão nacional em título, vejam só com o mesmo árbitro que também apitou o último jogo do ano passado, José Maria Rachide, da província de Gaza.

 

De facto, sábado passado foi feito um pouco de tudo, mais de 200 pessoas escalaram as cinco estâncias turísticas, nomeadamente, Hotel Massunguine, Centro de Conferências, Vilankulo Beach Lodge, Pensão Central e Complexo Nhafudo, além de outros locais que os hóspedes levados a Vilankulo pelo futebol, de maneira individual visitaram. O já movimento diário tido como desusado naquela vila, sábado passado, esteve ao rubro, era a capital do Moçambola, motivos mais que suficientes para fogo de anfitriões.

 

Para marcar de facto a festa, a derrota do dono da festa provocou acidente. Um professor adepto ferrenho da equipa da casa foi levado de emergência do estádio minutos depois do golo do Dário Monteiro ao hospital onde não chegou com vida. Diz-se que o professor teve um ataque cardíaco, pois esperava tudo naquele momento menos o golo na baliza da sua equipa. Não aguentou, caiu e sucumbiu a caminho do hospital.

O patrono do VFC entregou um cheque no valor de 10 mil meticais para as despesas fúnebres do professor, que no memorável jogo contra o Maxaquene no ano passado, fugiu do hospital onde recebia soro e foi assistir a partida, tendo no fim do jogo voltado de novo a sua cama no hospital rural de Vilankulo.

 

Bem, são coisas de Vilankulo, coisas de futebol, emoção do desporto-rei, o desporto das multidões. Mas o que é importante é que naquele sábado, ganhou o futebol e o turismo que estão andar de mãos dadas. A Liga Moçambicana saiu-se bem, fez a melhor escolha para abertura da época 2011.

 

Victorino Xavier

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 08:57
 O que é? |  O que é? | favorito

 

Ferroviario de NampulaO FERROVIÁRIO de Nampula, único representante da zona norte no Moçambola-2011, recebeu, sábado, equipamento desportivo oferecido pelo Banco Terra.Esta parceria enquadra-se nos programas daquela instituição bancária virados para a promoção do desporto entre os jovens no país, como uma ferramenta para aumentar o desenvolvimento das capacidades físicas dos mesmos.

 
 

 

Numa primeira fase, o apoio consistirá no fornecimento de equipamento oficial de futebol, especialmente para o Moçambola, e outro alternativo para os treinos diários. O material desportivo oferecido ao Ferroviário de Nampula é constituído por bolas, fatos de treino, botas, sacolas de viagem, caneleiras, entre outros artigos.

 

Na ocasião, Aquiles Dimene, membro do Conselho de Administração do Banco Terra em Moçambique, revelou que o acordo é válido por uma época, podendo ser renovado. Sem revelar o montante gasto para a aquisição do material, Dimene disse que aquela instituição bancária estava aberta a reforçar o apoio.

 

Agradecemos a abertura do Ferroviário de Nampula por ter colaborado com o Banco Terra para a celebração do contrato. Vamos estender o nosso apoio a outras modalidades desportivas, como é o caso do karaté, em que Moçambique já tem campeões mundiais e africanos”, sublinhou Aquiles Dimene.

 

Por seu turno, o vice-presidente para alta competição do Ferroviário de Nampula, Luís Munguambe, agradeceu ao Banco Terra pelo gesto e disse que a sua agremiação desportiva será mais aguerrida na presente temporada futebolística.

 

Referiu que a escolha da sua colectividade para a oferta deste material representa uma grande responsabilidade e que a sua equipa irá dignificar o nome do clube e do banco que o apoia.

Munguambe afirmou que o Ferroviário de Nampula tem necessidades, mas que a prioridade para o Moçambola é o equipamento principal e o alternativo.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 08:51
 O que é? |  O que é? | favorito

O PRESIDENTE do Conselho Superior do Desporto em África (SCSA), o congolês Jacques Ndholo, encontra-se de novo na capital moçambicana, com a finalidade de se inteirar do andamento dos trabalhos da organização dos X Jogos Africanos de Maputo-2011, que decorrerão entre os dias 3 e 18 de Setembro.

 
 

Ndholo, também Ministro dos Desportos do Congo Brazzaville, reuniu-se ontem e hoje com a cúpula do Comité Organizador dos Jogos Africanos (COJA) e visitou as infra-estruturas em construção e em reabilitação, para “in loco” se aperceber do grau de preparação do evento, quando estamos a seis meses da sua concretização.

 

A visita de Jacques Ndholo a Moçambique acontece a um mês da realização da terceira reunião conjunta entre o Governo moçambicano, COJA, SCSA, Federações Internacionais e Confederações Africanas, assim como outros organismos internacionais e continentais envolvidos nos Jogos Africanos. Este encontro vai fazer uma avaliação final das condições que Maputo oferece para acolher a maior festa desportiva africana.

 

É a segunda vez que o presidente do SCSA visita o nosso país, no quadro da preparação dos Jogos Africanos. A primeira aconteceu no ano passado e coincidiu com a realização da segunda reunião conjunta.
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 08:45
 O que é? |  O que é? | favorito

tenistas mocambicanos

ESTÃO renovadas as esperanças de o ténis moçambicano voltar a viver momentos marcantes, com o relançamento das relações entre a Federação Internacional da modalidade (ITF) e a instituição que tutela esta disciplina desportiva no país (FMT), com vista à garantia de apoios que aquela vinha prestando ao nosso país.

 
 

A confirmação foi feita através do envio do oficial de ténis para a região austral, o sul-africano Rian Kruger, que se encontra em Maputo desde domingo, para se inteirar do estágio da modalidade no país e da organização/preparação dos Jogos Africanos de Maputo-2011.

O representante da ITF assegurou o envio de material/equipamento diverso para o relançamento do mini-ténis, projecto que produziu novos talentos a nível de algumas províncias que praticam a modalidade, com destaque para Niassa e Nampula, que, a seguir à cidade do Maputo, movimentam mais tenistas.

 

Para o efeito, a FMT vai receber, este mês, raquetes, bolas e redes para relançar o projecto do mini-ténis escolar ainda este ano.

Rian Kruger vai, por outro lado, se inteirar do plano interno da FMT e traz um programa que esta instituição irá abraçar na área da formação, bem como abordará com os dirigentes nacionais as novas regras do ténis no plano das inovações feitas pela ITF no plano competitivo. Estas medidas foram anunciadas no decorrer da assembleia-geral desta organização desportiva mundial, realizada nos meados do ano passado, nos Estados Unidos da América.

 

Foi nesta assembleia que se relançou o contacto entre as duas instituições, com a readmissão da FMT para membro de pleno direito da ITF, após dois anos de suspensão devido à ausência de uma Direcção.

 

Entretanto, chega amanhã, à capital do país, o técnico de arbitragem sul-africano Anton Rens, com o objectivo de orientar a formação de árbitros nacionais durante quatro dias, nas instalações do Clube de Ténis de Maputo.
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 08:36
 O que é? |  O que é? | favorito
tags:

Os jovens da Eduardo Mondlane

O PERCURSO pelo país de lés-a-lés, que está sendo levado a cabo no âmbito da Copa Coca-Cola, está a ser de facto uma realidade, com esta festa futebolística dos jovens estudantes das escolas secundárias e técnicas a ser vivida com muito entusiasmo e determinação dentro das quatro linhas. No Niassa, a primeira província a receber o evento este ano, a competição já lá vai e esta foi absolutamente dominada pela Escola Secundária Eduardo Mondlane, enquanto Nampula vai viver as emoções da prova a partir de amanhã.

 
 

Depois de cinco dias de uma competição que, sobretudo, valeu pela entrega total dos jogadores na busca do melhor resultado possível, tendo como perspectiva a qualificação para a fase final, o título acabou pertencendo à turma da Eduardo Mondlane, que inegavelmente se cotou como a melhor formação do torneio.

 

Numa final que teve como palco o Estádio Municipal 1º de Maio, em Lichinga, na presença do Director Provincial da Juventude e Desportos, Tomé António Enes, responsáveis do sector da Educação, da empresa patrocinadora, a Coca-Cola, e do seu parceiro na organização do evento, a Prosport, e da Associação Provincial de Futebol do Niassa, desceram ao relvado as Escolas Secundárias Eduardo Mondlane e do Distrito do Lago, com a primeira a vencer por duas bolas sem resposta, fazendo jus a uma carreira sempre pautada por exibições de grande nível e que foram francamente superiores às dos seus adversários.

 

Com o público ansioso de ver futebol em Lichinga, a final contou com a presença de numerosos e excitantes espectadores, que incansavelmente iam prestando apoio às suas escolas predilectas. Foi um ambiente bastante vivo e interessante, tendo atingido o clímax com a coroação dos jovens futebolistas da Eduardo Mondlane, que ganharam o direito de disputar a fase nacional.

 

No seu percurso vitorioso, Eduardo Mondlane começou por bater Escola Secundária Amizade por uma bola sem resposta, a seguir venceu Paulo Samuel Kankhomba por 4-3, no desempate através de pontapés da marca de grande penalidade, após igualdade (1-1) no final do tempo regulamentar. Já na final, derrotou Lago por 2-0.

 

Pela primeira na Copa Coca-Cola, o escalão feminino também teve uma contribuição bastante grande na festa vivida no Niassa, com as meninas da Escola Secundária de Muchanga a sagrarem-se campeãs, mercê do triunfo na final sobre o Instituto Industrial e Comercial Ngungunhana por 2-1.

 

A turma de Muchenga, que antes havia batido Amizade por 2-1, vai igualmente representar Niassa na fase nacional.

Entretanto, em Nampula, a prova arranca amanhã, sendo precedida hoje pela reunião técnica, na qual serão conhecidas as formações participantes e definido o calendário de jogos.
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 08:29
 O que é? |  O que é? | favorito
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
19
20
21
22
26
27
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO