Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 01 DE Março 2011
Jumisse em grande no Ermis Aradipou



 

Jumisse, após representar três emblemas nacionais, transferiu-se para o Portimonense  e agora está no Ermis Aradipou do Chipre.

 

 


O internacional moçambicano Eduardo Jumisse, que na reabertura do mercado de transferências na Europa se transferiu por empréstimo do Portimonense (Portugal) para Ermis Aradipou (Chipre), continua a ser a principal opção  do técnico português João Carlos Pereira. 

 

No passado sábado, dia 26 de Fevereiro, Jumisse foi titularíssimo (jogou 90 minutos) no empate a uma bola entre o Ermis Aradipou e AEK Larnaca, em desafio a contar para a 23ª jornada do campeonato cipriota de futebol.


O Ermis Aradipou ainda esteve a vencer, tendo-se adiantado no marcador aos 28 minutos, por intermédio do brasileiro Wender. No entanto, nove minutos volvidos, ou seja, no minuto 38, os visitantes chegaram ao empate, com golo da autoria do camaronês  Njongo Priso.

 

Fnte:O Pais

publicado por Vaxko Zakarias às 15:17
 O que é? |  O que é? | favorito

O SUCESSO na organização dos Jogos Africanos de Maputo-2011 está garantido, segundo convicção do Vice-Ministro da Juventude e Desportos, Carlos Sousa, fazendo a apreciação sobre “demarches” à volta da preparação do evento, depois da visita do presidente da Associação dos Comités Nacionais Olímpicos de África (ACNOA), o costa-marfinense Lassana Palenfo.

Carlos Sousa (dir.) com Lassana Palenfo
 
 

Segundo deu a entender, a ACNOA está empenhada em garantir o sucesso do evento e vai fazer deslocar, em breve, uma equipa técnica ao país para trabalhar com o Comité Organizador dos Jogos Africanos (COJA), para ver quais são os pontos fortes e fracos no processo de organização do evento, de modo a direccionar os respectivos apoios.

 

Carlos Sousa anotou que a ACNOA garantiu, como primeiro passo, o apoio financeiro, habitualmente destinado aos organizadores dos Jogos, bem como disponibilizar equipamento desportivo para a realização das provas e material para a homologação dos resultados.

 

O governante salientou que esta é uma questão central em todo o processo de organização dos Jogos, tendo em conta que a homologação permite que os participantes tenham as suas marcas devidamente certificadas e registadas pelo Comité Olímpico Internacional (COI). Carlos Sousa disse que a ACNOA está disposta a levar a cabo acções de formação dos árbitros e de todas as mesas de júri, uma confirmação do seu comprometimento em garantir o apoio em todo o processo.

 

A ACNOA vai, igualmente, trabalhar com os Comités Olímpicos africanos com vista à utilização dos meios possíveis do sistema de Internet do COI e também nos aspectos de comunicação com as federações desportivas nacionais. “

”, assegurou.

 

PUBLICITAÇÃO DOS JOGOS

 
 

Questionado se a fraca publicitação dos Jogos Africanos teria sido alguma vez debatida de forma directa ou indirecta com a ACNOA, Carlos Sousa afirmou que a abordagem foi apenas a nível da comunicação, que é um aspecto vital no processo, sendo que aquele é um assunto que deve ser tratado a nível interno.

 

Levantou-se apenas um ponto que sempre é fulcral no processo de organização deste tipo de jogos, que é a comunicação entre os países, usando os meios que o COI já tem disponíveis para a interacção com os comités olímpicos nacionais”, esclareceu.

Carlos Sousa contou que se está, neste momento, a trabalhar sobre o ponto de vista de comunicação e imagem dos Jogos.

 

Estamos a trabalhar com diversas estações televisivas internacionais, e o COI e a ACNOA já colocaram ao nosso dispor os seus meios habituais de comunicação com os grandes meios de comunicação internacional”, elucidou, ajuntando que “nesta coisa da publicitação dos Jogos estamos todos no mesmo barco e a Comunicação Social tem um papel importante neste processo”.

COJA TEM NOVO DIRECTOR-ADJUNTO

 
 

O MINISTRO da Juventude e Desportos, Pedrito Caetano, nomeou Manuel Herculano Pene para exercer o cargo de Director-Adjunto para a Área Administrativa da Comissão Executiva do COJA-Maputo-2011.


Manuel Pene é funcionário do Estado e, antes da sua nomeação para este novo cargo, era Inspector do Ministério das Finanças. Antes, foi Director do Plano e Finanças da Província do Maputo e trabalhou, igualmente, na Contabilidade Pública.

 

O novo homem do triunvirato da cúpula do COJA substitui no cargo Teófilo Nhangumela, exonerado pelo Ministro da Juventude e Desportos na passada quinta-feira. Recorde-se que o outro Director-Adjunto do Comité Organizador dos Jogos Africanos é Penalva Cezar, que responde pela área desportiva, enquanto o Director-Geral é José Salomone Cossa.


Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 15:05
 O que é? |  O que é? | favorito

Ferroviário de Maputo com o troféuA TAÇA de Honra/Sojogo, que terminou domingo com a vitória do Ferroviário de Maputo, após derrotar na final o Matchedje por 2-1, foi muito bem disputada e faz antever um Moçambola bastante competitivo.

 
 

Na prova, houve emoção e surpresas. Quem diria, por exemplo, que a galáctica Liga Muçulmana, campeã nacional, ficasse pelo caminho ainda na primeira fase? A lógica de que os mais fortes são sempre superiores não esteve presente. Matchedje e Desportivo, com plantéis menos apetrechados, comparativamente à Liga Muçulmana, Ferroviário de Maputo, Maxaquene e Costa do Sol, deram muito boa conta de si.

 

Os “militares”, quinto classificados no Moçambola-2010, exibiram uma estrutura sólida, onde o espírito de conjunto é a arma principal, enquanto os “alvi-negros” brindaram o público, nalgumas vezes, com aquele seu futebol envolvente, jogado ao primeiro toque. Já se faz sentir a mão de Augusto Matine, um treinador que prima pelo futebol alegre e audaz. 

 

Com o Ferroviário a conquistar a Taça de Honra, coube ao Matchedje dois prémios individuais, designadamente de melhor guarda-redes (Zacarias) e de melhor marcador (Jair). Cada um recebeu a quantia de cinco mil meticais, enquanto o Desportivo amealhou dez mil, ao ser distinguida com o prémio “fair-play”. 

 

O aviso à navegação aos principais candidatos ao título foi dado na Taça de Honra. No sábado, já será a doer, com o início da prova rainha do futebol nacional, que movimentará as 14 melhores equipas do país.

MESMO “A FEIJÕES”TEMOS QUE GANHAR

 
 

CHIQUINHO Conde era um treinador satisfeito no final da partida contra o Matchedje. Não era para menos, pois a sua equipa tinha acabado de conquistar a Taça de Honra/Sojogo, o segundo troféu da época, depois de ter vencido o Torneio “O Treinador”.

O técnico sublinhou a importância de ganhar, mesmo que seja “a feijões”.

 

É bom criar o hábito de ganhar. Vamos com humildade e tranquilidade, sem fazer muito barulho, unir a equipa para que de facto consigamos levar a locomotiva a bom porto”.

 

Acrescentou que a equipa está de parabéns, apesar de reconhecer que terá cometido um e outro erro. “No cômputo geral estivemos bem. É verdade que precisamos de rever alguns pormenores que, com mais jogos, acredito que vamos superar”.

 

A finalizar, Chiquinho realçou a importância de ter havido uma boa interacção com o público. “Tivemos um bom estágio na África do Sul e, hoje (domingo), estamos a terminar com jogos de controlo frente a equipas que são do nosso campeonato e perante o nosso público. Não tínhamos tido ainda esta interacção para sentir o pulsar”.

COMETEMOS UM ERRO FATAL

 
 

MERECÍAMOS um outro resultado. Tivemos muitas oportunidades flagrantes de golo, na primeira parte, não concretizámos e acabámos facilitando no lance que deu a vitória ao Ferroviário”, afirmou Frederico dos Santos, treinador do Matchedje.

 

Falando sobre o Moçambola, disse que a equipa “militar” irá lutar para garantir a manutenção o mais rápido possível. “É de esperar um Matchedje aguerrido, que anda à procura dos melhores resultados e de resolver a questão da manutenção o mais cedo possível, comparativamente ao ano passado”.

FOI UMA FINAL EMOCIONANTE

 
 

 “A FINAL foi muito emocionante. O jogo terminou, mas o público ainda estava nas bancadas para ver o final da festa, o que é um bom sinal. Por isso, a avaliação que faço da Taça de Honra/Sojogo é bastante positiva”, disse Vítor Miguel, presidente da Associação de Futebol da Cidade do Maputo.

 

Vítor Miguel sublinha que os prémios servem para incentivar os jogadores, embora reconheça que mereçam mais. “Os jogadores devem ser estimulados. É verdade que ainda é pouco, mas creio que ajuda a minimizar as dificuldades das equipas”.

  • Ivo Tavares
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 09:13
 O que é? |  O que é? | favorito

Jonte entre o Maxaquene e a LigaAS equipas participantes no Moçambola poderão viajar este ano por via terrestre para realizarem os seus jogos em Vilankulo caso as conversações entre a Liga Moçambicana de Futebol (LMF) e as Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) não surtam efeitos positivos, segundo deu a entender ontem a direcção da LMF numa conferência de imprensa convocada para o efeito.

 
 

As LAM, segundo o Secretário de Direcção da Liga Moçambicana, Moisés Mabunda, já comunicaram à LMF que durante este mês de Março não haverá voos para Vilankulo, em virtude de se encontrarem em manutenção.

 

Contudo, a LMF prossegue com negociações de modo a encontrar uma saída. Uma das hipóteses que a Liga coloca é transportar as equipas por via terrestre até que se chegue a um entendimento com as Linhas Aéreas de Moçambique, mesmo que isso não esteja dentro das suas previsões.

 

Outro factor que inquieta a LMF é o agravamento das taxas de transporte para o dobro. Se no ano passado os custos rondavam os 14 milhões de meticais, este ano prevê-se que só de transporte se gaste 32 milhões, o que, segundo a LMF, está aquém das suas capacidades, apelando aos parceiros para que reforcem o bolo para que a prova máxima do futebol nacional não fique manchada.

 

Mesmo assim, a Liga Moçambicana de Futebol, através do seu vice-presidente, Augusto Pombane, assegurou que o Moçambola vai arrancar no próximo fim-de-semana com ou sem dificuldades.

ÁRBITROS, DOR DE CABEÇA!

 
 

Muito se tem falado sobre os árbitros. As últimas informações indicavam que os árbitros passariam à gestão da Liga Moçambicana de Futebol, mas esta instituição deu a entender na conferência de imprensa de ontem que o assunto é muito delicado e que precisa de uma análise profunda.


Mabunda disse, na ocasião, que o assunto está a ser tratado com todo o cuidado, porque até agora nada ficou acordado entre a LMF e a Federação Moçambicana de Futebol (FMF), gestora da Comissão Nacional de Árbitros (CNAF).

 

A FMF solicitou um encontro connosco para manifestar o seu desejo de passarmos a gerir os árbitros do Moçambola. Mas nada ficou formalizado. E por se tratar de um assunto delicado, dissemos a eles que deveriam formalizar por escrito tal intenção, o que não aconteceu até hoje”, disse Mabunda.

 

Num outro desenvolvimento, o Secretário de Direcção da LMF afirmou que “nós vamos continuar a tratar os árbitros como vínhamos fazendo nos anos anteriores até que a situação se esclareça em definitivo, porque a termos que acolher os árbitros tinha que ser do consenso dos 14 clubes do Moçambola em assembleia-geral, assunto que não foi discutido na última reunião da LMF. Aliás, a FIFA recomenda que os árbitros devem estar sob a gestão das federações nacionais. A ter que haver uma alteração também tinha que ser em assembleia-geral da FMF”.

 

Em todo caso, a Liga Moçambicana de Futebol garante que o Moçambola vai decorrer sem sobressaltos, pelo menos, no que respeita à arbitragem.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 08:59
 O que é? |  O que é? | favorito

SELECÇÃO Nacional de Futebol de Sub-23 MambinhasA SELECÇÃO Nacional de Futebol de Sub-23 perdeu domingo, em Maseru, com a equipa principal do Lesotho por 2-1, em jogo amigável de preparação dos “Mambinhas” para a primeira eliminatória de apuramento para os Jogos Olímpicos de Londres-2012, frente a Marrocos, a 26 deste mês, em Rabat.

 
 

Este foi o segundo e último jogo mais importante de controlo que os “Mambinhas” efectuaram antes do embate com os marroquinos. O primeiro aconteceu diante do Zimbabwe, em Novembro do ano passado, em Maputo, no qual saíram derrotados por 3-0.

Enquanto isso, a selecção de Sub-17 recebe a sua congénere do Estado alemão da Baviera, amanhã, no campo da Academia Mário Esteves Coluna, na Namaacha, e depois de amanhã, no relvado do Costa do Sol.


Os dois embates estão inseridos no protocolo entre as federações moçambicana e bávara, visando intercâmbios anuais com vista à troca de experiência e projecção das duas selecções com vista a futuros compromissos.

 

O intercâmbio entre as duas selecções iniciou-se no ano passado, com a vinda a Maputo da turma germânica e deslocação dos “Mambinhas” a Munique. Desta vez, para além dos jogos aprazados, os bávaros farão uma visita ao campo do Albasine, reabilitado com o seu apoio, no âmbito do projecto visando a identificação e projecção de talentos na comunidade local.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 08:52
 O que é? |  O que é? | favorito
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
19
20
21
22
26
27
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO