Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 02 DE Fevereiro 2011

Águias super embaladasESTARÁ, desta vez, A Politécnica à altura de travar o voo super embalado da “águia”? Pois, esta é a pergunta que se coloca em relação ao grande embate das meias-finais, logo à noite, depois de o Desportivo ter categoricamente ultrapassado todos os adversários, no decurso da primeira fase.

 
 

Destemidas, as “alvi-negras” não dão tréguas a ninguém e, invictas, asseguraram a transição para as meias-finais na qualidade de primeiras classificadas do Campeonato Nacional de Basquetebol de Seniores Femininos. E, segunda-feira, após ter fechado a primeira etapa da prova com uma vitória sobre A Politécnica pela marca de 59-43, a turma de Nazir Salé volta a cruzar-se, esta noite, às 19.15 horas, no seu pavilhão, com as “universitárias”.


No caso específico do presente embate, a sua importância tem um carácter transcendental, dado que irá determinar quem segue para a final do campeonato, agendada para amanhã, feriado nacional. Aliás, se no primeiro, praticamente, interessava saber gerir o resultado de modo a garantir a qualificação para esta nova etapa, já o desafio de hoje tem a particularidade de ser a eliminar, pelo que somente a vitória interessa a cada um dos contendores para poder estar na discussão directa do título.

 

Indubitavelmente, as campeãs nacionais são favoritas, não somente pela sua carreira excepcional como também pelo grande nível competitivo que as suas atletas apresentam. O fosso entre o Desportivo e as outras equipas é claramente visível e, no caso concreto de A Politécnica, apesar de contar com algumas das melhores executantes do país, no momento decisivo não consegue contrariar a embalagem “alvi-negra”.

 

Após ter vencido as quelimanenses da Soprotecção na sua estreia na prova, a turma de Valerdina Manhonga, Anabela Cossa, Leia Dongue, Odélia Mafanela, Filomena Micato e da nova coqueluche Inguivild Mucauro entrou num colete-de-forças, pois era colocada perante os outros times da capital do país. Apesar disso, em três dias conasecutrivos saiu-se lindamente, senão vejamos: bateu Ferroviário pela marca de 82-55, derrotou Maxaquene por 79-51 e levou de vencida A Politécnica por 59-43, vincando desse modo a sua reconhecida supremacia.

 

Particularmente em relação ao confronto com as “locomotivas”, que procuram recuperar o estatuto de rainhas, as “alvi-negras” foram implacáveis e de uma eficiência fora de série, deitando abaixo todas as chances de o Ferroviário sonhar com uma vitória. Aliás, a diferença de 27 pontos espelha de forma clara e inequívoca o domínio do Desportivo.

 

Surpresa para uns, nem tanto para outros, tendo em conta a fase revolucionária em que se encontra o Maxaquene, foi a sua vitória sobre A Politécnica pela marca de 64-41. À partida, as “universitárias” é que reuniam o maior número de probabilidades de triunfar, só que, na hora da verdade, as “tricolores” demonstraram que de facto têm equipa para discutir algo mais precioso neste campeonato.

 

E a verdade prova dessa asserção teremos esta noite, quando o Maxaquene, que bateu a Soprotecção na segunda-feira por 68-33, defrontar o Ferroviário, às 17.15 horas, também para as meias-finais. No primeiro confronto entre ambos, as “locomotivas” ganharam pela marca de 71-53.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:36
 O que é? |  O que é? | favorito

AS contas lançadas por Artur Semedo são contrárias ao optimismo que o técnico sustenta em relação à transição da pré-eliminatória da Liga dos Campeões Africanos, facto que passa por uma vitória por números acima de três golos de diferença sobre o Zesco United, da Zâmbia, no jogo da segunda “mão”, em Maputo, no dia 13 do mês em curso

Zesco United

.

 
 

A vantagem de três bolas que a equipa zambiana detém neste momento torna caricatos os pronunciamentos de Semedo, primeiro porque o Zesco já tirou ilações sobre o adversário e vai se preparar com todo o requinte para o golpe final; segundo porque tem experiência acumulada neste tipo de competições, desde que ascendeu ao topo do futebol zambiano, ao conquistar dois títulos consecutivos, em 2007 e 2008, tendo atingido a fase de grupos da Liga dos Campeões em 2009, ano em que, no entanto, terminaria em segundo na Liga do seu país, sagrando-se novamente campeão no ano passado.

 

O Zesco é, por todos estes motivos, um dos principais contribuintes da selecção zambiana e conta, igualmente, com alguns jogadores nas selecções secundárias, facto que lhe confere um estatuto nobre entre os clubes tradicionais daquele país, casos do Power Dynamos, Green Buffaloes, Zenaco FC e Nchanga Rangers.

 

O campeão zambiano dispõe de uma equipa maioritariamente jovem, cujo potencial é alicerçado por internacionais com experiência acumulada, casos do guarda-redes Jacob Banda, dos centrais Billy Mwanza, Steven Kabamba e Chileshe Kangwa, do meio-campista Nicholas Zulu e do atacante Jackson Mwanza, autor do segundo golo.

Com alguma semelhança, a Liga Muçulmana dispõe de um forte esquadrão de jogadores que evoluem na Selecção Nacional e também com experiência acumulada, casos do ponta-de-lança Dário Monteiro, do central Fanuel e do médio Momed Hagy, para além de novas estrelas como o “trinco” Carlitos e os artilheiros Maurício e Jerry. Porém, este naipe de atletas ainda não se traduziu num conjunto balanceado, porque, infelizmente, a época futebolística nacional está no início e, apesar de a Liga ter apostado em muitas aquisições, estas ainda estão no processo de enquadramento.

 

Contudo, a Liga, consciente destas adversidades, concedeu à equipa um estágio preparatório, que incluiu várias competições durante quase um mês na vizinha África do Sul, à busca de forma e entrosamento, bem como para proporcionar a interacção entre os jogadores para o seu rápido enquadramento e assimilação da metodologia e processos do modelo de jogo.

ESTRATÉGIA FALHADA

 
 
 

A derrota da Liga pode resumir-se na falha de estratégia assumida por Artur Semedo, perante a diversidade de opções de que dispõe, o que vai requerer do técnico uma grande capacidade de definir a equipa ideal.


A opção por Nelinho, na baliza, em detrimento de Gervásio, terá sido um erro de palmatória. Nelinho foi muito pouco utilizado pelo Maxaquene na época transacta, enquanto Gervásio, requisitado do Desportivo, foi titular durante toda a temporada.

 

A exclusão de Neco, titular na baliza da Liga durante quase toda a época passada, dos 20 pré-seleccionados para o jogo com Zesco, foi outro erro de estratégia, uma vez que este estava igualmente bem rodado que Nelinho.

 

A adaptação de Cantoná a lateral – um ala por excelência - para assumir missões defensivas, em detrimento de Silvério (foi regular toda a época passada), traduziu-se nas lacunas que se verificaram ao longo do prélio no sistema defensivo. Isto não justifica, porém, a negra actuação dos “centrais”, que se resumiu em erros tácticos graves, tornando a defesa permeável pelo corredor central, onde Aguiar e Fanuel se desentenderam por completo, abrindo brechas para o adversário.


A falha na estratégia teve igualmente a ver com o receio de arriscar de início, lançando as pedras mais preponderantes, algumas das quais recentemente adquiridas, casos de Dário Monteiro, Momed Hagy e Telinho, um jovem médio adquirido ao Ferroviário de Pemba e que deu muito nas vistas durante o estágio na RAS.

 

Aliás, a entrada de Dário, Telinho e Nelson (transitou da época passada

 

) trouxe uma nova dinâmica ao jogo ofensivo da Liga na segunda parte, período em que a turma moçambicana contrabalançou o rumo dos acontecimentos no terreno. Outra falha de estratégia foi a insistência perante erros de palmatória cometidos pelos centrais, com maior incidência para Fanuel, que podia ser trocado por Narciso.

 

A exclusão de Silvério dos 18 elegíveis para o onze inicial, o lateral direito que a Liga foi buscar ao Costa do Sol e titular durante a época passada, para colocar no seu lugar Cantoná, que, como dissemos, jogou sempre como ala, foi outro erro de estratégia de Semedo neste embate.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:17
 O que é? |  O que é? | favorito

Artur Semedo falou de mudanças na equipa, que passam por mexidas na forma como se apresentou, ou seja, na busca de outras opções para o jogo da segunda “Artur Semedo”. As mudanças serão feitas em todos os sectores, com destaque para o mais recuado, incluindo a baliza.

 

O presidente da Liga Muçulmana, Rafik Sidat, assegurou a contratação de mais jogadores para reforçar a equipa, uma vez detectadas as principais lacunas depois do estágio e do jogo com o Zesco. Sidat falou da chegada de um guarda-redes da selecção malawiana e de mais dois zimbabweanos (guarda-redes e defesa central).

 

O presidente da Liga acredita na possibilidade de transição para a outra fase, mas pouco esperava por um desaire na Zâmbia. “Estava convencido que fôssemos empatar para podermos resolver a eliminatória em Maputo. Mas calhou-nos o pior”, disse.

 

Questionado se estava satisfeito com o resultado, face ao investimento feito para a aquisição de um plantel de luxo e o estágio concedido para a preparação da equipa na África do Sul, Sidat respondeu que não se pode julgar o investimento apenas num jogo, e evitou tecer comentários quanto à estratégia definida por Artur Semedo para o embate com o campeão zambiano.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:11
 O que é? |  O que é? | favorito

Jogo entre o Ferroviario e Desportivo do MaputoCAI o pano amanhã à tarde, no campo do 1º de Maio, sobre o Torneio “O Treinador”, primeira prova futebolística do ano na capital do país, sob organização da Associação dos Treinadores de Futebol de Moçambique e da Associação da modalidade da Cidade do Maputo.

 
 

Com o Ferroviário em perfeitas condições de conquistar a prova, a prova encerra com os “locomotivas” a defrontarem o Atlético Muçulmano, a partir das 16.00 horas, partida antecedida do embate entre Matchedje e Incomáti, às 14.00.

 

A formação treinada por Chiquinho Conde lidera a competição, com quatro pontos, mercê de uma vitória e um empate. Venceu o Matchedje na jornada inaugural por 2-1 e na segunda registou uma igualdade com o novo primodivisionário Incomáti sem abertura de contagem.

Atlético Muçulmano e Matchedje vão na segunda posição com três pontos, tendo na jornada de domingo ganho os “militares” por uma bola sem resposta.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 09:03
 O que é? |  O que é? | favorito

UMA comissão presidida por Elísio Ferreira irá dirigir até ao final deste ano os destinos do voleibol na capital do país, em virtude de não haver candidatos à presidência da associação da modalidade na cidade do Maputo (AVCM).

 
 Jogos da CPLP

 

Na ausência de candidatos à presidência, a família do voleibol, reunida sábado em assembleia-geral, decidiu-se pela criação de uma estrutura gestora da modalidade e capaz de manter os praticantes em actividade, num ano que será marcante para o desporto moçambicano, se se atender que decorrerão os Jogos Africanos na capital do país em Setembro.

 

Elísio Ferreira, atleta da equipa da mCel, será, por enquanto, o homem-forte da modalidade na cidade do Maputo.

 

Ele substitui Kalid Cassam, que renunciou ao cargo de presidente da AVCM no mês passado, depois de ter sido alvo de acusações por parte de alguns dirigentes, que puseram em causa a sua imparcialidade por também ser treinador da Académica.

Kalid estava a cumprir o segundo ano do seu segundo mandato.

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 08:47
 O que é? |  O que é? | favorito
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
19
20
21
26
27
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO