Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 27 DE Agosto 2010

AS duas formações do Chiveve na Liga Nacional de Basquetebol Vodacom estarão, este fim-de-semana, na mira dos seus adversários da capital do país, que procurarão tirar partido do factor casa para se desembaraçarem dos sempre aguerridos e “incómodos” beirenses.

Depois de ontem se ter realizado o embate entre Matolinhas e Maxaquene e, esta noite, o Costa do Sol visitar, em Quelimane, o Sporting/Soprotecção, Ferroviário e Desportivo da Beira jogarão, sucessivamente amanhã e no domingo, com os candidatos ao título Desportivo e Ferroviário de Maputo, numa dupla jornada – terceira e quarta – que tanto promete muita espectacularidade como também algumas mexidas na tabela classificativa, por enquanto liderada “ex aequo” pelas equipas treinadas por José Delfino e Horácio Martins.


Particularmente em relação aos “locomotivas” beirenses, que à semelhança dos “alvi-negros” da capital ganharam os seus dois primeiros encontros, reina uma grande expectativa em seu redor e até alguma apreensão sobre as suas actuais capacidades, depois de no campeonato transacto terrem protagonizado exibições de se lhe tirar o chapéu, tendo, inclusive, discutido a grande final com o Maxaquene até às últimas consequências. Porque são escassos os dados a seu respeito, os seus oponentes preparam-se com todo o cuidado para que não sejam surpreendidos.

O Ferroviário da Beira inicia a campanha maputense amanhã, a partir das 18.00 horas, no pavilhão dos “tricolores”, à frente do Desportivo, sinónimo de que, com o resultado que se verificar no final da contenda, a questão do comando repartido da prova já não existirá, pois o vencedor do jogo passará imediatamente à dianteira, isolado. Os “alvi-negros” apresentam-se com maior número de probabilidades de triunfar, até porque, depois de terem ultrapassado o Maxaquene dos americanos, ficaram aprovados com distinção.

No mesmo recinto, às 16.00 horas, o Ferroviário de Maputo não deverá ter grandes problemas para “despachar” o Desportivo da Beira, um time que teve uma estreia muito abaixo daquilo que se esperava, perdendo ambos os desafios.

Já em Quelimane, mais concretamente no pavilhão da Favezal, o mesmo que esta noite recebe o Sporting/Soprotecção-Costa do Sol, a partir das 21.00, a turma zambeziana terá pela frente o Maxaquene, com os detentores do título a poderem mobilizar a atenção de muitos adeptos locais, tendo como principais atractivos as suas novas aquisições estrangeiras. O jogo, amanhã, começa às 20.00 horas.

Domingo, será um dia de verdadeira maratona basquetebolística na “catedral”, senão vejamos: Desportivo de Maputo-Desportivo da Beira (15.00 horas), Matolinhas-Costa do Sol (17.00) e Ferroviário de Maputo-Ferroviário da Beira (19.00), com este último a ser um despique susceptível de grande interesse.
publicado por Vaxko Zakarias às 12:09
 O que é? |  O que é? | favorito

OS surpreendentes resultados dos quartos-de-final da Taça de Moçambique, para além da natural influência na própria prova, a segunda maior do calendário futebolístico nacional, obrigam as equipas a uma atitude diferente em relação ao Moçambola-2010, atirando mais achas à fogueira da discussão do título, que se perspectiva mais ao rubro nas jornadas que se seguem.

É que, por exemplo, se a Liga Muçulmana já estava somente com os olhos postos na sua carreira no campeonato, de que é comandante isolado, o Ferroviário de Maputo ainda se via em duas frentes, qualquer delas com possibilidades de renovar o reinado, mas agora, com a derrota em Vilankulo, o seu campo se reduziu para um único caminho, curiosamente, onde será obrigado a escalar uma montanha dificílima para atingir o cume.


Agora em igualdade de circunstâncias, isto é, ambos virados apenas para o Moçambola, Liga Muçulmana e Ferroviário de Maputo vêem-se agora numa luta titânica e na qual se encontram a seis pontos do líder. Mas a turma de Artur Semedo, a despeito do sossego no topo, entende – e muito bem – que ainda não chegou o momento do relaxamento, daí as suas contas se centrarem para a conquista do maior número possível de pontos, única garantia para o almejado título.

Na 19ª jornada, nenhuma formação da capital do país efectua uma viagem para além das fronteiras da cidade, sinónimo de que teremos embates entre si, a começar pelo Liga Muçulmana-Costa do Sol, amanhã, a partir das 15.00 horas, no campo dos “muçulmanos”, até ao Matchedje-Desportivo, domingo, no relvado dos “canarinhos”. Os outros dois, Ferroviário e Maxaquene, recebem adversários doutros pontos do país, respectivamente Ferroviário de Pemba e HCB do Songo.

O encontro entre Liga Muçulmana e Costa do Sol será um autêntico tira-teimas, senão vejamos: na primeira volta, os “muçulmanos” triunfaram de forma categórica, naquilo que ainda era um ensaio para a sua assumpção como sérios concorrentes ao primeiro lugar; mas, na Taça de Moçambique, os “canarinhos” vingaram-se e levaram a melhor, deitando abaixo o sonho dos pupilos de Semedo em relação a uma presença vitoriosa também nesta competição.

Ora, frente-a-frente pela terceira vez amanhã, a pergunta que se coloca é a seguinte: quem ganhará, em definitivo, a guerra entre si, já que se regista um empate nas batalhas que foram travando? Teoricamente, a Liga Muçulmana apresenta-se em melhores condições de sair do seu campo com os três pontos na algibeira, a avaliar pela alegria competitiva que apresenta em cada jornada, particularmente agora que se vê na iminência de conquistar o campeonato. Porém, porque os “canarinhos” são verdadeiramente imprevisíveis, isto é, são capazes do bom e do mau, a prudência deverá ser a bandeira de intervenção de Neco, Mayunda, Cantoná, Carlitos, Fanuel, Micas, Maurício e companhia.



PONTAPÉ NA CRISE?


Apesar da crise que já se assume, o Ferroviário de Maputo terá uma ronda de certo modo tranquila e que pode ajudar na transfiguração que se espera da equipa. O seu adversário, Ferroviário de Pemba, embora esteja empolgado em virtude dos bons resultados que vem conseguindo desde que começou a jogar no seu terreno, não deverá ser um time à altura de atrapalhar a mudança que Chiquinho Conde e seus homens pretendem ver concretizada, de modo que a chama do título não se esfume tão cedo.

Será necessário trabalhar muito e, acima de tudo, resgatar a grande capacidade de aproveitamento de oportunidades que os vinha caracterizando, nomeadamente através de Jerry, Luís e Ítalo. Igualmente, impor-se-á, amanhã, que tire partido do factor Estádio da Machava para o triunfo que pode representar um pontapé na crise.

Nada está definido quanto ao terceiro posto, todavia, não resta a menor dúvida que Maxaquene e HCB do Songo vêm se digladiando por esse lugar. Neste momento, as duas equipas somam o mesmo número de pontos (34), daí que quem vencer no embate entre si, aprazado para domingo, no relvado dos “tricolores”, na Machava, passará à dianteira com uma vantagem de três pontos.

Do ponto de vista de inspiração, Maxaquene e HCB encontram-se em alta e os percalços que tiveram não deverão ter influência no seu embate. Para os “tricolores”, em particular, serão 90 minutos de vingança da derrota sofrida no Estádio 27 de Novembro, no Songo, na primeira volta.

Sempre à procura de aproximação aos lugares cimeiros estão Matchedje e Desportivo. São adversários nesta jornada, em partida marcada para domingo, no campo do Costa do Sol. Os altos e baixos que caracterizam a sua caminhada não inspiram muita confiança e nem tão pouco um prognóstico quanto ao vencedor. Os “alvi-negros”, no entanto, devem precaver-se da possível super tarde de Gregório, curiosamente, emprestado pelo Desportivo aos “militares”.

Nos restantes confrontos, atenção especial ao Ferroviário da Beira-Vilankulo FC, amanhã, no Chiveve, em que a discussão reside nos lugares do meio da tabela. Os inhambanenses atravessem um bom período de forma, comprovado por duas vitórias perante os grandes Maxaquene e Ferroviário de Maputo.

Na Soalpo, mais um “derby” da zona centro, entre Textáfrica e Sporting, enquanto no Estádio Municipal 1º de Maio enfrentar-se-ão FC Lichinga e Atlético Muçulmano. Dois desafios essencialmente equilibrados, mas com algum favoritismo para os visitados.
publicado por Vaxko Zakarias às 11:38
 O que é? |  O que é? | favorito

João Chissano e Mano-Mano foram ontem confirmados pela Federação Moçambicana de Futebol (FMF) como treinadores adjuntos da selecção nacional de futebol, os “Mambas” que no próximo dia 5 de Setembro defronta, no Estádio da Machava, a sua congénere líbia em jornada inaugural das eliminatórias para o Campeonato Africano das Nações Gabão/Guiné-Equatorial-2012.


Com a confirmação para o cargo daqueles dois jovens técnicos, Mart Nooij treinador principal da equipa de todos nós deixa de ser um único cérebro a ocupar-se da questão da Líbia sendo que a equipa vai começar a trabalhar em conjunto a partir da próxima semana.




Na última quarta-feira, o técnico holandês ao serviço da selecção nacional reuniu-se com a FMF com a finalidade de se estudar o programa de preparação dos “Mambas” a iniciar já na segunda-feira, assim como o plano de chegada dos atletas convocados e que estejam a actuar no estrangeiro, por sinal a maioria, de acordo com a lista divulgada pelo seleccionador nacional.

No começo de um novo ciclo da selecção nacional de futebol, Mart Nooij sempre manifestou o desejo de trabalhar com a dupla dos dois jovens técnicos agora confirmados, os quais possuem uma larga experiência e com uma carreira de sucesso. No entanto, a sua contratação emperrava face à disponibilidade financeira aparentemente manifestada pelas instituições envolvidas no processo, nomeadamente o Ministério da Juventude e Desportos e a Federação Moçambicana de Futebol.
publicado por Vaxko Zakarias às 11:31
 O que é? |  O que é? | favorito

DESPORTIVO-Liga Muçulmana eis o desafio mais aguardado por todos os que apreciam o futsal. Amanhã estes dois gigantes jogam a partir das 21.30 horas no remodelado pavilhão dos “muçulmanos” em partida pontuável para a segunda jornada do Campeonato da Cidade de Maputo.

Em perspectiva um jogo emotivo, renhido e repleto de lances espectaculares, aspectos que têm caracterizado duelos entre estes “colossos” do futsal a nível da cidade de Maputo e nacional.

Os “alvi-negros” e os “muçulmanos” estão empatados na primeira posição com três pontos fruto das goleadas alcançadas na jornada inaugural frente ao Maxaquene (6-1) e U.P. (9-1), respectivamente.

Nos jogos disputados esta temporada, o Desportivo tem-se superiorizado à Liga, este facto espelha-se na conquista da Supertaça e Torneio da Abertura. Mas agora voltam a cruzar-se numa luta que promete ser titânica pelo troféu mais cobiçado a nível da capital do país.

Noutros desafios da ronda, a Associação joga com o Estrela Vermelha, a partir das 19,30 horas, enquanto a U. Pedagógica mede forças com o Al Mahid às 20.30 horas.
publicado por Vaxko Zakarias às 11:23
 O que é? |  O que é? | favorito

O porta-voz da Assembleia Municipal garantiu que, com a viabilização do pedido, o Maxaquene poderá rentabilizar o espaço, mas deverão ser observados rigorosamente os aspectos ambientais.

A Assembleia Municipal da Cidade de Maputo acaba de aprovar a mudança de actividade na parcela onde está o campo de futebol do Maxaquene (baixa), onde a colectividade detém um DUAT (Título de Uso e Aproveitamento da Terra) que lhe confere o poder.

Segundo Samuel Mudumela, porta-voz da Assembleia Municipal da Cidade de Maputo, o espaço autorizado para a mudança do ramo de actividade compreende o campo de futebol com bancadas, a antiga sede social do clube e casas de construção precária ali existentes.

A nossa fonte disse ainda que, no pedido feito às autoridades municipais, o clube de Desportos da Maxaquene sustentou que o actual campo de futebol não reúne condições para a prática da actividade, de acordo com os regulamentos da Confederação Africana de Futebol (CAF) e da Federação Internacional de Futebol Amador-FIFA.

A Assembleia Municipal, reunida na sua nona sessão ordinária, apreciou e aprovou a proposta de mudança de actividade do campo de futebol do Clube de Desportos da Maxaquene. Como fundamentos, o Maxaquene alega que o actual campo existente não reúne condições para a prática de futebol, isto de acordo com os regulamentos da CAF e da FIFA. É uma das passagens da petição do Maxaquene. Depois, as dez comissões que constituem a Assembleia Municipal (...) apreciaram e, por unanimidade, houve convergência na concordância com algumas recomendações. O que posso acrescentar é que a área que constituiu objecto de análise possui infra-estruturas sociais como a antiga casa de construção precária no talhão 121, com as parcelas devidamente indicadas dentro da petição.”

Crescêncio José
publicado por Vaxko Zakarias às 10:59
 O que é? |  O que é? | favorito

 


OS surpreendentes resultados dos quartos-de-final da Taça de Moçambique, para além da natural influência na própria prova, a segunda maior do calendário futebolístico nacional, obrigam as equipas a uma atitude diferente em relação ao Moçambola-2010, atirando mais achas à fogueira da discussão do título, que se perspectiva mais ao rubro nas jornadas que se seguem.

É que, por exemplo, se a Liga Muçulmana já estava somente com os olhos postos na sua carreira no campeonato, de que é comandante isolado, o Ferroviário de Maputo ainda se via em duas frentes, qualquer delas com possibilidades de renovar o reinado, mas agora, com a derrota em Vilankulo, o seu campo se reduziu para um único caminho, curiosamente, onde será obrigado a escalar uma montanha dificílima para atingir o cume.


Agora em igualdade de circunstâncias, isto é, ambos virados apenas para o Moçambola, Liga Muçulmana e Ferroviário de Maputo vêem-se agora numa luta titânica e na qual se encontram a seis pontos do líder. Mas a turma de Artur Semedo, a despeito do sossego no topo, entende – e muito bem – que ainda não chegou o momento do relaxamento, daí as suas contas se centrarem para a conquista do maior número possível de pontos, única garantia para o almejado título.

Na 19ª jornada, nenhuma formação da capital do país efectua uma viagem para além das fronteiras da cidade, sinónimo de que teremos embates entre si, a começar pelo Liga Muçulmana-Costa do Sol, amanhã, a partir das 15.00 horas, no campo dos “muçulmanos”, até ao Matchedje-Desportivo, domingo, no relvado dos “canarinhos”. Os outros dois, Ferroviário e Maxaquene, recebem adversários doutros pontos do país, respectivamente Ferroviário de Pemba e HCB do Songo.

O encontro entre Liga Muçulmana e Costa do Sol será um autêntico tira-teimas, senão vejamos: na primeira volta, os “muçulmanos” triunfaram de forma categórica, naquilo que ainda era um ensaio para a sua assumpção como sérios concorrentes ao primeiro lugar; mas, na Taça de Moçambique, os “canarinhos” vingaram-se e levaram a melhor, deitando abaixo o sonho dos pupilos de Semedo em relação a uma presença vitoriosa também nesta competição.

Ora, frente-a-frente pela terceira vez amanhã, a pergunta que se coloca é a seguinte: quem ganhará, em definitivo, a guerra entre si, já que se regista um empate nas batalhas que foram travando? Teoricamente, a Liga Muçulmana apresenta-se em melhores condições de sair do seu campo com os três pontos na algibeira, a avaliar pela alegria competitiva que apresenta em cada jornada, particularmente agora que se vê na iminência de conquistar o campeonato. Porém, porque os “canarinhos” são verdadeiramente imprevisíveis, isto é, são capazes do bom e do mau, a prudência deverá ser a bandeira de intervenção de Neco, Mayunda, Cantoná, Carlitos, Fanuel, Micas, Maurício e companhia.



PONTAPÉ NA CRISE?


Apesar da crise que já se assume, o Ferroviário de Maputo terá uma ronda de certo modo tranquila e que pode ajudar na transfiguração que se espera da equipa. O seu adversário, Ferroviário de Pemba, embora esteja empolgado em virtude dos bons resultados que vem conseguindo desde que começou a jogar no seu terreno, não deverá ser um time à altura de atrapalhar a mudança que Chiquinho Conde e seus homens pretendem ver concretizada, de modo que a chama do título não se esfume tão cedo.

Será necessário trabalhar muito e, acima de tudo, resgatar a grande capacidade de aproveitamento de oportunidades que os vinha caracterizando, nomeadamente através de Jerry, Luís e Ítalo. Igualmente, impor-se-á, amanhã, que tire partido do factor Estádio da Machava para o triunfo que pode representar um pontapé na crise.

Nada está definido quanto ao terceiro posto, todavia, não resta a menor dúvida que Maxaquene e HCB do Songo vêm se digladiando por esse lugar. Neste momento, as duas equipas somam o mesmo número de pontos (34), daí que quem vencer no embate entre si, aprazado para domingo, no relvado dos “tricolores”, na Machava, passará à dianteira com uma vantagem de três pontos.

Do ponto de vista de inspiração, Maxaquene e HCB encontram-se em alta e os percalços que tiveram não deverão ter influência no seu embate. Para os “tricolores”, em particular, serão 90 minutos de vingança da derrota sofrida no Estádio 27 de Novembro, no Songo, na primeira volta.

Sempre à procura de aproximação aos lugares cimeiros estão Matchedje e Desportivo. São adversários nesta jornada, em partida marcada para domingo, no campo do Costa do Sol. Os altos e baixos que caracterizam a sua caminhada não inspiram muita confiança e nem tão pouco um prognóstico quanto ao vencedor. Os “alvi-negros”, no entanto, devem precaver-se da possível super tarde de Gregório, curiosamente, emprestado pelo Desportivo aos “militares”.

Nos restantes confrontos, atenção especial ao Ferroviário da Beira-Vilankulo FC, amanhã, no Chiveve, em que a discussão reside nos lugares do meio da tabela. Os inhambanenses atravessem um bom período de forma, comprovado por duas vitórias perante os grandes Maxaquene e Ferroviário de Maputo.

Na Soalpo, mais um “derby” da zona centro, entre Textáfrica e Sporting, enquanto no Estádio Municipal 1º de Maio enfrentar-se-ão FC Lichinga e Atlético Muçulmano. Dois desafios essencialmente equilibrados, mas com algum favoritismo para os visitados.
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:43
 O que é? |  O que é? | favorito



O “dossier” de contratação dos seleccionadores nacionais-adjuntos será fechado, em princípio, esta sexta-feira, segundo apurou o “O País” de fonte ligada ao processo. Depois do Ministério da Juventude e Desportos (MJD) ter manifestado indisponibilidade financeira para pagar as remunerações dos adjuntos de Mart Nooij, designadamente Mano-Mano e João Chissano, que iriam auferir USD 7 500,00 cada, tal como ficara acordado, houve uma maratona de reuniões com vista a arranjar-se uma solução para que o técnico holandês trabalhe com os seus adjuntos no embate com a Líbia, a 5 de Setembro, no Estádio da Machava.

Assim, a Federação Moçambicana de Futebol apresentou como proposta o valor de 140 mil meticais brutos para cada, sendo que a remuneração de um dos adjuntos será com o remanescente do valor disponibilizados pela HCB para o salário do seleccionador nacional: 25 mil dólares norte-americanos.

A FMF, que foi colhida de surpresa com a comunicação do MJD sobre a falta de fundos para o pagamento dos adjuntos de Mart Nooij, vai procurar ainda fundos para o pagamento de outro adjunto.
publicado por Vaxko Zakarias às 10:35
 O que é? |  O que é? | favorito

 


João Chissano e Mano-Mano foram ontem confirmados pela Federação Moçambicana de Futebol (FMF) como treinadores adjuntos da selecção nacional de futebol, os “Mambas” que no próximo dia 5 de Setembro defronta, no Estádio da Machava, a sua congénere líbia em jornada inaugural das eliminatórias para o Campeonato Africano das Nações Gabão/Guiné-Equatorial-2012.


Com a confirmação para o cargo daqueles dois jovens técnicos, Mart Nooij treinador principal da equipa de todos nós deixa de ser um único cérebro a ocupar-se da questão da Líbia sendo que a equipa vai começar a trabalhar em conjunto a partir da próxima semana.




Na última quarta-feira, o técnico holandês ao serviço da selecção nacional reuniu-se com a FMF com a finalidade de se estudar o programa de preparação dos “Mambas” a iniciar já na segunda-feira, assim como o plano de chegada dos atletas convocados e que estejam a actuar no estrangeiro, por sinal a maioria, de acordo com a lista divulgada pelo seleccionador nacional.

No começo de um novo ciclo da selecção nacional de futebol, Mart Nooij sempre manifestou o desejo de trabalhar com a dupla dos dois jovens técnicos agora confirmados, os quais possuem uma larga experiência e com uma carreira de sucesso. No entanto, a sua contratação emperrava face à disponibilidade financeira aparentemente manifestada pelas instituições envolvidas no processo, nomeadamente o Ministério da Juventude e Desportos e a Federação Moçambicana de Futebol.
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:33
 O que é? |  O que é? | favorito

 


DESPORTIVO-Liga Muçulmana eis o desafio mais aguardado por todos os que apreciam o futsal. Amanhã estes dois gigantes jogam a partir das 21.30 horas no remodelado pavilhão dos “muçulmanos” em partida pontuável para a segunda jornada do Campeonato da Cidade de Maputo.

Em perspectiva um jogo emotivo, renhido e repleto de lances espectaculares, aspectos que têm caracterizado duelos entre estes “colossos” do futsal a nível da cidade de Maputo e nacional.

Os “alvi-negros” e os “muçulmanos” estão empatados na primeira posição com três pontos fruto das goleadas alcançadas na jornada inaugural frente ao Maxaquene (6-1) e U.P. (9-1), respectivamente.

Nos jogos disputados esta temporada, o Desportivo tem-se superiorizado à Liga, este facto espelha-se na conquista da Supertaça e Torneio da Abertura. Mas agora voltam a cruzar-se numa luta que promete ser titânica pelo troféu mais cobiçado a nível da capital do país.

Noutros desafios da ronda, a Associação joga com o Estrela Vermelha, a partir das 19,30 horas, enquanto a U. Pedagógica mede forças com o Al Mahid às 20.30 horas.
 
Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 10:24
 O que é? |  O que é? | favorito

 


O porta-voz da Assembleia Municipal garantiu que, com a viabilização do pedido, o Maxaquene poderá rentabilizar o espaço, mas deverão ser observados rigorosamente os aspectos ambientais.

A Assembleia Municipal da Cidade de Maputo acaba de aprovar a mudança de actividade na parcela onde está o campo de futebol do Maxaquene (baixa), onde a colectividade detém um DUAT (Título de Uso e Aproveitamento da Terra) que lhe confere o poder.

Segundo Samuel Mudumela, porta-voz da Assembleia Municipal da Cidade de Maputo, o espaço autorizado para a mudança do ramo de actividade compreende o campo de futebol com bancadas, a antiga sede social do clube e casas de construção precária ali existentes.

A nossa fonte disse ainda que, no pedido feito às autoridades municipais, o clube de Desportos da Maxaquene sustentou que o actual campo de futebol não reúne condições para a prática da actividade, de acordo com os regulamentos da Confederação Africana de Futebol (CAF) e da Federação Internacional de Futebol Amador-FIFA.

A Assembleia Municipal, reunida na sua nona sessão ordinária, apreciou e aprovou a proposta de mudança de actividade do campo de futebol do Clube de Desportos da Maxaquene. Como fundamentos, o Maxaquene alega que o actual campo existente não reúne condições para a prática de futebol, isto de acordo com os regulamentos da CAF e da FIFA. É uma das passagens da petição do Maxaquene. Depois, as dez comissões que constituem a Assembleia Municipal (...) apreciaram e, por unanimidade, houve convergência na concordância com algumas recomendações. O que posso acrescentar é que a área que constituiu objecto de análise possui infra-estruturas sociais como a antiga casa de construção precária no talhão 121, com as parcelas devidamente indicadas dentro da petição.”

Crescêncio José
 
 
Fonte:O Pais
publicado por Vaxko Zakarias às 10:02
 O que é? |  O que é? | favorito
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
17
19
21
22
24
26
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO