Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 29 DE Janeiro 2010



O FIM da aventura angolana no CAN fez-se com lágrimas, mas também com esperança no futuro. Nem tudo correu conforme previsto, mas os “Palancas Negras” espevitaram um povo que sonhava vê-los na final.

O capitão André Makanga não esconde a dualidade de sentimentos. Por um lado, a "tristeza por Angola não ter chegado mais além", mas, por outro, "satisfeito com o desempenho dos seus colegas".

André reafirmou o "nível exemplar do CAN e espera que as novas infra-estruturas venham a ser determinantes para que os nossos dirigentes possam apostar na formação e no futuro possamos vir a ter uma selecção mais forte".

Já Rui Marques ficou "satisfeito pela forma como decorreu o Campeonato das Nações Africanas, com todo o entusiasmo do público e com as infra-estruturas que foram criadas para ajudar no desenvolvimento do futebol angolano".

O titular da baliza angolana, Carlos, que teve uma participação positiva, que poderá até lhe abrir outras portas para a sua carreira. Mas, para já, Carlos apenas pensa no Rio Ave: "Só penso em ajudar o clube, depois no final da época se verá."
publicado por Vaxko Zakarias às 12:35
 O que é? |  O que é? | favorito


A Confederação Africana de Futebol (CAF) está a considerar alterar as datas das próximas edições do CAN. Em questão está o facto de a competição africana coincidir com um ano em que se disputa um Campeonato Mundial.

O Presidente da CAF, Issa Hayatou, afirmou que a mudança está planeada para a edição de 2014, que passaria a ser disputada em 2013. A razão desta mudança prende-se com as constantes críticas de treinadores e dirigentes de clubes europeus. Em face das críticas, a CAF já havia implementado alterações à estrutura da prova deste ano, passando esta a ser disputada na última semana de Janeiro, em vez de ser na segunda semana de Fevereiro como em 2008.

Um porta-voz da CAF afirmou que nada será decidido antes do próximo mês e apenas se a Líbia, país que albergará a edição de 2014, aceitar a mudança.

De realçar que a edição de 2012, realizada em co-organização entre Guiné Equatorial e Gabão, não será afectada.
publicado por Vaxko Zakarias às 12:30
 O que é? |  O que é? | favorito
O COMITÉ Organizador do Campeonato Africano das Nações (COCAN) vai oferecer à equipa campeã e ao melhor jogador troféus especiais durante a cerimónia de encerramento do CAN, a serem atribuídos pela Rede Africana de Educação para Todos.

Segundo um comunicado do COCAN, a iniciativa visa incentivar os talentos do futebol africano e promover os objectivos de educação para todos, com os olhos no próximo Mundial, a disputar-se em Junho deste ano na África do Sul.
publicado por Vaxko Zakarias às 12:26
 O que é? |  O que é? | favorito


O DIRECTOR de Comunicação da Confederação Africana de Futebol (CAF), Habuba Souleiman, felicitou ontem, em Luanda, os órgãos de comunicação social, nacionais e estrangeiros, pela cobertura positiva do Campeonato Africano das Nações.

Habuba Souleiman manifestou este agrado quando falava no seminário de capacitação técnico-profissional dirigido aos jornalistas desportivos nacionais, organizado pelo Centro de Formação de Jornalistas (Cefojor) e a Associação de Imprensa Desportiva Angolana (AIDA), no âmbito da 27ª edição do CAN.

Na sua intervenção, o director de comunicação da CAF fez também alusão a alguns constrangimentos, como o desrespeito de normas internacionais de cobertura desportiva, por porte de profissionais, que atrapalham o trabalho da organização e dos jogadores.

Por este facto, defendeu a necessidade da observância por todos os jornalistas das normas internacionais, bem como dos prazos para execução dos trabalhos e locais para a circulação em cada um dos vários eventos no quadro da prova.

Durante o seminário abordou com os presentes, entre outros assuntos, as regras estabelecidas e o posicionamento dos distintos profissionais (repórteres fotográficos, operadores de câmara e jornalistas).

Falando também sobre o nível de cobertura, o consultor de imprensa desportiva brasileiro Laércio Roma mostrou-se satisfeito, quando abordava o painel sobre Imprensa e Rádio.

Laércio Roma disse que apesar de algumas dificuldades, como o acesso às fontes e outros entraves próprios numa competição do género, “a cobertura que tem sido feita pelos profissionais é muito boa”.

Por este motivo, realçou o grande envolvimento, qualidade e profissionalismo nos trabalhos de cobertura da competição.
publicado por Vaxko Zakarias às 12:17
 O que é? |  O que é? | favorito


O CAMPEONATO Nacional de Boxe, adiado por diversas vezes por razões que até hoje ninguém as soube explicar, acabou acontecendo em Maputo e não em Nampula, como estava inicialmente previsto, debaixo de um improviso que até manchou a própria dimensão do evento.

Os pugilistas não estiveram nos seus melhores momentos, principalmente os das províncias que denotaram clara falta de rodagem. Aliás, a diferença de nível competitivo entre os “boxeiros” de Maputo e das restantes províncias é abismal. Enquanto os da capital realizam normalmente jogos, os das províncias nada têm feito, intensificando a sua preparação quando se aproxima um evento de caráter nacional, como alguns revelaram à nossa Reportagem.

O único representante de Gaza disse que desde 2006 nunca realizou um combate. Imagine-se para uma modalidade como é esta em que todos os cuidados são poucos. Na primeira ronda, a nossa Reportagem testemunhou o abandono do ringue, ainda no primeiro assalto, dum pugilista de Sofala, supostamente acometido por diarreia.

Mas antes, haviam sido anunciados casos de irregularidades nas pesagens. A mais gravosa foi a dum atleta do Ferroviário, cujo nome não nos revelaram, que decidiu, não se sabe a mando de quem e para que efeitos, introduzir pedras no “bikini” no acto das pesagens, mas que acabou sendo descoberto e desqualificado, não se sabendo que futuro lhe reserva a modalidade.

As irregularidades foram aos montes. Os árbitros, como sempre, foram os mais visados. É que alguns nem sabem interpretar as normas, acabando por influenciar nas decisões finais dos jogos.

A título de exemplo, é que no encontro dos 48kg, da final, Alberto Tomás, de Manica, depois de ter levado tanta tareia com o jovem promissor da Academia Lucas Sinoia, Filipe José (atenção a este jovem!), foi-lhe atribuída a vitória, ficando uma vez mais claro que quem está desactualizado nas regras do boxe é a arbitragem.

ÁRBITRO PALHAÇO

Só quem viu é que pode acreditar no que vamos aqui retratar. Decorria o último combate da noite entre Sérgio Hassane e Isac Dimande, ambos do Ferroviário, para a divisão dos 91kg, quando o árbitro de Nampula virou-se para a mesa de júri e acenou para Jorge Amade e outros juízes a perguntar o que fazia naquela situação do jogo.

Virou um autêntico palhaço no meio dum público que vibrava intensamente com os golpes. Será que com estes árbitros podemos desenvolver a modalidade? Até porque este árbitro não é culpado. O culpado é quem o colocou entre aqueles quatro cantos do ringue. E, como isso não bastasse, no final, ergueu o punho de Sérgio Hassane quando, na verdade, o vencedor tinha sido Isac Dimande – mais uma aberração!

Para se compreender melhor o quão foi improvisado o Campeonato Nacional, basta acrescentar que por cima do ringue não havia iluminação e o próprio rectângulo de jogos estava com vários remendos e ia cedendo para um lado ao longo dos combates. O tapete que cobre o palco de madeira não estava em condições, fazendo com que os pugilistas tropeçassem constantemente. As cordas não estavam igualmente esticadas.

Para uma modalidade tão sensível como é o boxe exige-se muita seriedade.

LIMÓNIO E MACITELA OS MELHORES DA PROVA

Entretanto, Filipe Limónio e Fracisco Daniel Macitela foram eleitos os melhores do torneio, numa votação de dirigentes, treinadores e árbitros.

Filipe Limónio foi galardoado como o melhor árbitro, enquanto Francisco Macitela, do Matchedje, na divisão dos 69kg, foi agraciado com o título de melhor pugilista do torneio.
publicado por Vaxko Zakarias às 12:08
 O que é? |  O que é? | favorito


DIA-APÓS-DIA, o Ferroviário de Maputo tem vindo a acelerar a sua preparação. O ritmo é nesta altura mais acelerado, comparativamente a outros “teams” devido a sua participação na Liga dos Campeões Africanos, onde terá pela frente o AC Mitsamiouli das Ilhas Comores, a 14 de Fevereiro próximo.

Já se nota um certo dinamismo na elaboração de algumas jogadas. O entrosamento é bom, até porque o campeão nacional não perdeu nenhum jogador fundamental da época passada. Mas quem nesta altura tem se destacado de forma positiva e mesmo admirável nos treinos são as novas caras.

As referências do novo plantel, Marufo (ex-Costa do Sol), Imo (ex-Desportivo) e Itálo (ex-Textáfrica), todos eles com características ofensivas, têm se destacado nos treinos e deixam mostras de ser uma mais-valia para o Ferroviário no ataque ao “tri” e ao acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões. Outra mais-valia para o Ferroviário tem a ver com a integração nos treinos de Danito Parruque, Momed Hagy e Whisky, internacionais moçambicanos que estiveram ao serviço dos “Mambas” no CAN.

Para além dos jogadores já referidos, o campeão nacional reforçou-se com Cândido (ex-FC Chibuto), Cassoko (ex-Académica), Victor e Rafael, este dois últimos brasileiros.

Mas nem tudo são boas notícias para o “staff” técnico, visto que Joca e Faife, com problemas físicos, não estão em perfeitas condições de darem o seu contributo.

Os treinos têm decorrido no campo da baixa sob a orientação de Chiquinho Conde e Caló, que se mostram rigorosos na forma como os jogadores abordam o jogo em todos os sectores (defesa, meio-campo e ataque).

Refira-se que durante o estágio pré-competitivo na África do Sul, semana passada, os “locomotivas” realizaram cinco jogos e os resultados não foram positivos: derrotas com o Moroka Swallows (1-3), Bidvest Wits (1-3), AmaZulu (0-3) e Jomo Cosmos (1-2). Conseguiu apenas um empate com o Jomo Cosmos (2-2).

Mesmo assim, Chiquinho Conde avaliou o estágio como tendo sido positivo na medida em que serviu para integrar os reforços.
publicado por Vaxko Zakarias às 11:52
 O que é? |  O que é? | favorito


OS dois sportingues, o de Braga e de Portugal, protagonizam hoje, a partir das 22:45 horas, o desafio mais apetitoso da 17ª jornada da Liga Portuguesa de Futebol.

Os bracarenses, líderes da prova com 39 pontos, terão em casa, no estádio 1° de Maio, no Minho, um verdadeiro teste ao estatuto que usufruem neste momento.

Recebem um Sporting que está crescendo de forma e jogará para recuperar os pontos perdidos, após um primeiro terço de campeonato desastrado. Somaram derrotas inesperadas, uma das quais em Alvalade, frente a este mesmo Braga. Os “leões” ocupam a quarta posição com 27 pontos.

O FC Porto, detentor do título, desloca-se a Madeira para medir forças com o Nacional. Os “dragões” não atravessam um bom período de forma. Na última jornada empataram, em casa, a uma bola, frente ao Paços de Ferreira. Antevê-se uma tarefa espinhosa para os comandados de Jesualdo Ferreira, que por sinal têm sentido muitas dificuldades nos embates com os nacionalistas.

Dos candidatos ao título, o Benfica é o último a entrar em acção amanhã, recebendo no seu reduto o V.Guimarães. Os “encarnados” têm realizado boas exibições aliadas às vitórias volumosas. O ataque é a principal arma do actual segundo classificado e se não se aplicarem a fundo os vimaranenses terão muitas dificuldades para arrancarem pelo menos um empate.

O Benfica soma 39 pontos os mesmos que o Braga.

JOGOS DA 17ª JORNADA

HOJE

Sp. Braga-Sporting 22:45

AMANHÃ

Naval-Belenenses 18:00

U. Leiria-Olhanense 18:00

Nacional-FC Porto 19:00

Benfica-V. Guimarães 21:15

DOMINGO

V. Setúbal-Rio Ave 18:00

P. Ferreira-Académica 20:00

SEGUNDA-FEIRA

Leixões-Marítimo 22:15
publicado por Vaxko Zakarias às 11:49
 O que é? |  O que é? | favorito


 

O FIM da aventura angolana no CAN fez-se com lágrimas, mas também com esperança no futuro. Nem tudo correu conforme previsto, mas os “Palancas Negras” espevitaram um povo que sonhava vê-los na final.

 

A selecção angolana apurou-se para os quartos

O capitão André Makanga não esconde a dualidade de sentimentos.

 

Por um lado, a "tristeza por Angola não ter chegado mais além", mas, por outro, "satisfeito com o desempenho dos seus colegas".

 

André reafirmou o "nível exemplar do CAN e espera que as novas infra-estruturas venham a ser determinantes para que os nossos dirigentes possam apostar na formação e no futuro possamos vir a ter uma selecção mais forte".

 

Já Rui Marques ficou "satisfeito pela forma como decorreu o Campeonato das Nações Africanas, com todo o entusiasmo do público e com as infra-estruturas que foram criadas para ajudar no desenvolvimento do futebol angolano".

 

O titular da baliza angolana, Carlos, que teve uma participação positiva, que poderá até lhe abrir outras portas para a sua carreira. Mas, para já, Carlos apenas pensa no Rio Ave: "Só penso em ajudar o clube, depois no final da época se verá."

publicado por Vaxko Zakarias às 10:40
 O que é? |  O que é? | favorito


 

A Confederação Africana de Futebol (CAF) está a considerar alterar as datas das próximas edições do CAN. Em questão está o facto de a competição africana coincidir com um ano em que se disputa um Campeonato Mundial.

 

Presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF) Issa Hayatou

O Presidente da CAF, Issa Hayatou, afirmou que a mudança está planeada para a edição de 2014, que passaria a ser disputada em 2013. A razão desta mudança prende-se com as constantes críticas de treinadores e dirigentes de clubes europeus.

 

Em face das críticas, a CAF já havia implementado alterações à estrutura da prova deste ano, passando esta a ser disputada na última semana de Janeiro, em vez de ser na segunda semana de Fevereiro como em 2008.

 

Um porta-voz da CAF afirmou que nada será decidido antes do próximo mês e apenas se a Líbia, país que albergará a edição de 2014, aceitar a mudança.

De realçar que a edição de 2012, realizada em co-organização entre Guiné Equatorial e Gabão, não será afectada.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:39
 O que é? |  O que é? | favorito

 

O COMITÉ Organizador do Campeonato Africano das Nações (COCAN) vai oferecer à equipa campeã e ao melhor jogador troféus especiais durante a cerimónia de encerramento do CAN, a serem atribuídos pela Rede Africana de Educação para Todos.

 

Segundo um comunicado do COCAN, a iniciativa visa incentivar os talentos do futebol africano e promover os objectivos de educação para todos, com os olhos no próximo Mundial, a disputar-se em Junho deste ano na África do Sul.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:37
 O que é? |  O que é? | favorito
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
16
17
23
24
30
31
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO