Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 24 DE Novembro 2009

“O SORTEIO não é controlado por ninguém de nós, temos que aceitar as equipas que vamos defrontar. Já conhecemos a Nigéria e isso pode ser uma vantagem para nós.

Fernando Sumbana Ministro da Juventude e Desporto e Turismo
Mas espero que isto não venha a criar qualquer tipo de tensão porque os nigerianos são de facto uma grande equipa, mas nós também demonstr]amos que temos capacidade. Tanto Moçambique como a Nigéria são compostas por excelentes jogadores”, afirmou o Ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana, fazendo uma apreciação ao grupo dos Mambas no CAN.

Para que o combinado nacional tenha uma boa prestação no CAN Sumbana defende que a preparação deve ser ainda mais acentuada.

“É importante que continuemos a trabalhar, e intensifiquemos os treinos porque os jogos serão difíceis”.

Questionado se era benéfico para os Mambas defrontarem, na primeira jornada, o Benin, aquela que é teoricamente a mais acessível do grupo, o ministro respondeu: “Se eu tivesse que dar uma opinião aos técnicos diria que não devemos menosprezar a ninguém. Devemos avançar com a mesma responsabilidade em relação a todas as equipas e considerar que no fim do jogo pode sair uma vitória, empate ou derrota. Temos que encarar todos os jogos com a mesma seriedade.”

Se a equipa nacional se bater com a mesma humildade e energia exibidos na fase de qualificação, Fernando Sumbana acredita no apuramento para os quartos-de-final. “Demonstrámos que temos capacidade. Se continuarmos com a mesma energia teremos condições para passarmos da primeira fase”.

Falando sobre o apoio que o Governo se propõe a conceder à Federação, Sumbana revelou: “Os detalhes da planificação só a própria Federação poderá dar. Mas nós (Governo) já tivemos um encontro com o organismo e procurámos ver como é que podemos conjugar esforços; conseguir uma maior mobilização de todos que queiram apoiar. Estamos a fazer um trabalho de equipa. É uma campanha de responsabilidade nacional”....

publicado por Vaxko Zakarias às 14:44
 O que é? |  O que é? | favorito

“O SORTEIO não é controlado por ninguém de nós, temos que aceitar as equipas que vamos defrontar. Já conhecemos a Nigéria e isso pode ser uma vantagem para nós.

Fernando Sumbana Ministro da Juventude e Desporto e Turismo
Mas espero que isto não venha a criar qualquer tipo de tensão porque os nigerianos são de facto uma grande equipa, mas nós também demonstr]amos que temos capacidade. Tanto Moçambique como a Nigéria são compostas por excelentes jogadores”, afirmou o Ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana, fazendo uma apreciação ao grupo dos Mambas no CAN.

Para que o combinado nacional tenha uma boa prestação no CAN Sumbana defende que a preparação deve ser ainda mais acentuada.

“É importante que continuemos a trabalhar, e intensifiquemos os treinos porque os jogos serão difíceis”.

Questionado se era benéfico para os Mambas defrontarem, na primeira jornada, o Benin, aquela que é teoricamente a mais acessível do grupo, o ministro respondeu: “Se eu tivesse que dar uma opinião aos técnicos diria que não devemos menosprezar a ninguém. Devemos avançar com a mesma responsabilidade em relação a todas as equipas e considerar que no fim do jogo pode sair uma vitória, empate ou derrota. Temos que encarar todos os jogos com a mesma seriedade.”

Se a equipa nacional se bater com a mesma humildade e energia exibidos na fase de qualificação, Fernando Sumbana acredita no apuramento para os quartos-de-final. “Demonstrámos que temos capacidade. Se continuarmos com a mesma energia teremos condições para passarmos da primeira fase”.

Falando sobre o apoio que o Governo se propõe a conceder à Federação, Sumbana revelou: “Os detalhes da planificação só a própria Federação poderá dar. Mas nós (Governo) já tivemos um encontro com o organismo e procurámos ver como é que podemos conjugar esforços; conseguir uma maior mobilização de todos que queiram apoiar. Estamos a fazer um trabalho de equipa. É uma campanha de responsabilidade nacional”....

publicado por Vaxko Zakarias às 14:44
 O que é? |  O que é? | favorito

MESMO tendo em conta o potencial das equipas do Egipto e da Nigéria, os moçambicanos estão confiantes na passagem à segunda fase do CAN-2010.

jogadores da Selecção Nacional de Futebol
Alguns dirigentes entrevistados pela nossa Reportagem disseram que os Mambas não se podem amedrontar pelos nomes dos adversários. Devem jogar o seu futebol e lutarem para vencer, porque à semelhança das outras selecções têm como meta passar à fase seguinte, algo que acontecer será pela primeira vez.

Salientar que Moçambique esteve nas fases finais dos Campeonatos Africanos de 1986, 1996 e 1998, mas não conseguiu sequer uma vitória, pelo que esta imã oportunidade ímpar de demonstrar as suas potencialidades, até porque realizou uma excelente campanha, batendo inclusivamente a poderosa Tunísia com quem empatou a um golo no CAN da África do Sul em 1996.

No entanto, importa, que se diga, que nunca a fé e a crença chegou a píncaros tão elevados. A campanha da equipa moçambicana na segunda e terceira e última fase de qualificação para o Mundial e CAN foi coroada de boas exibições diante de gigantes africanos como a Costa do Marfim, a Nigéria e Tunísia, e nesta altura nada parece amedrontar a venenosa "Mamba” que estará em Benguela, Angola, para, certamente, espalhar o seu veneno.

Esta foi, pelo menos, a mensagem que o Ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana, o Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Maputo, David Simango, e da Federação Moçambicana de Futebol, Feizal Sidat, e o vice-presidente da FMF, António Chambal, passaram numa breve apreciação ao grupo de Moçambique, que terá como adversários o Egipto, actual detentor do título, a Nigéria e o Benin.

publicado por Vaxko Zakarias às 14:38
 O que é? |  O que é? | favorito

MESMO tendo em conta o potencial das equipas do Egipto e da Nigéria, os moçambicanos estão confiantes na passagem à segunda fase do CAN-2010.

jogadores da Selecção Nacional de Futebol
Alguns dirigentes entrevistados pela nossa Reportagem disseram que os Mambas não se podem amedrontar pelos nomes dos adversários. Devem jogar o seu futebol e lutarem para vencer, porque à semelhança das outras selecções têm como meta passar à fase seguinte, algo que acontecer será pela primeira vez.

Salientar que Moçambique esteve nas fases finais dos Campeonatos Africanos de 1986, 1996 e 1998, mas não conseguiu sequer uma vitória, pelo que esta imã oportunidade ímpar de demonstrar as suas potencialidades, até porque realizou uma excelente campanha, batendo inclusivamente a poderosa Tunísia com quem empatou a um golo no CAN da África do Sul em 1996.

No entanto, importa, que se diga, que nunca a fé e a crença chegou a píncaros tão elevados. A campanha da equipa moçambicana na segunda e terceira e última fase de qualificação para o Mundial e CAN foi coroada de boas exibições diante de gigantes africanos como a Costa do Marfim, a Nigéria e Tunísia, e nesta altura nada parece amedrontar a venenosa "Mamba” que estará em Benguela, Angola, para, certamente, espalhar o seu veneno.

Esta foi, pelo menos, a mensagem que o Ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana, o Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Maputo, David Simango, e da Federação Moçambicana de Futebol, Feizal Sidat, e o vice-presidente da FMF, António Chambal, passaram numa breve apreciação ao grupo de Moçambique, que terá como adversários o Egipto, actual detentor do título, a Nigéria e o Benin.

publicado por Vaxko Zakarias às 14:38
 O que é? |  O que é? | favorito

“ESTAMOS preparados para jogar com qualquer equipa que está no CAN. O nosso grupo é equilibrado. Temos uma palavra a dizer

David Simango, Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Maputo
Espero que na hora da verdade Moçambique seja o melhor”, afirmou David Simango, Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Maputo.

Em relação ao facto de ter caído a Nigéria no grupo de Moçambique, David Simango comentou: “Já conhecemos a Nigéria. Fizemos bons jogos e deixámos boas indicações. Mas não há jogos iguais. A Nigéria tem um potencial que não podemos deixar de reconhecer e respeitar”.

Acrescentou que as “Super Águias” denotaram algumas fragilidades nos confrontos anteriores com a equipa nacional e mostram que não estão em boa forma. “A Nigéria não esteve em grande, mas talvez em Janeiro esteja melhor, por isso temos que estar precavidos”.

Simango defende que se a Nigéria pode crescer de forma Moçambique pode também daqui a sensivelmente mês e meio exibir-se ainda melhor e estar em condições de vencer, não só aos nigerianos como aos outros oponentes, nomeadamente Egipto e Benin.

publicado por Vaxko Zakarias às 14:34
 O que é? |  O que é? | favorito

“ESTAMOS preparados para jogar com qualquer equipa que está no CAN. O nosso grupo é equilibrado. Temos uma palavra a dizer

David Simango, Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Maputo
Espero que na hora da verdade Moçambique seja o melhor”, afirmou David Simango, Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Maputo.

Em relação ao facto de ter caído a Nigéria no grupo de Moçambique, David Simango comentou: “Já conhecemos a Nigéria. Fizemos bons jogos e deixámos boas indicações. Mas não há jogos iguais. A Nigéria tem um potencial que não podemos deixar de reconhecer e respeitar”.

Acrescentou que as “Super Águias” denotaram algumas fragilidades nos confrontos anteriores com a equipa nacional e mostram que não estão em boa forma. “A Nigéria não esteve em grande, mas talvez em Janeiro esteja melhor, por isso temos que estar precavidos”.

Simango defende que se a Nigéria pode crescer de forma Moçambique pode também daqui a sensivelmente mês e meio exibir-se ainda melhor e estar em condições de vencer, não só aos nigerianos como aos outros oponentes, nomeadamente Egipto e Benin.

publicado por Vaxko Zakarias às 14:34
 O que é? |  O que é? | favorito

“É PRECISO respeitar todos os adversários, embora tenhamos calhado num grupo ligeiramente acessível se compararmos ao dos Camarões e da Costa do Marfim.

Presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), Feizal Sida
O facto de conhecermos a Nigéria e o Egipto ter falhado o apuramento para o Mundial e não estar a atravessar um bom momento pode ser proveitoso para Moçambique”, análise do presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), Feizal Sidat, às selecções que cruzarão o caminho da equipa nacional na fase de grupos do CAN.

Feizal Sidat mostrou-se satisfeito pelo facto dos Mambas voltarem a encontrar a Nigéria e sobretudo por defrontarem este colosso africano na última jornada.

“Fizemos bons jogos contra a Nigéria. Os jogadores passaram a ter maior confiança nas suas capacidades e que podem realmente vencer a Nigéria. Por isso acredito que temos chances neste grupo de conseguirmos o apuramento”. Aliás, esta posição é, segundo o presidente, a mesma defendida por Tico-Tico, capitão da equipa moçambicana, com quem Feizal Sidat disse ter conversado sobre o sorteio.

“Falei com o Tico-Tico em relação ao sorteio e ele também acha que temos chances de passarmos para a segunda fase”.

Aquele dirigente é de opinião que o facto dos gigantes do grupo jogarem na primeira jornada (Egipto-Nigéria) é vantajoso na medida em que a equipa técnica nacional terá a oportunidade de tirar as últimas ilações em relação à maneira de actuar destas equipas, tidas “a prior”como as favoritas do grupo.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:36
 O que é? |  O que é? | favorito

“É PRECISO respeitar todos os adversários, embora tenhamos calhado num grupo ligeiramente acessível se compararmos ao dos Camarões e da Costa do Marfim.

Presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), Feizal Sida
O facto de conhecermos a Nigéria e o Egipto ter falhado o apuramento para o Mundial e não estar a atravessar um bom momento pode ser proveitoso para Moçambique”, análise do presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), Feizal Sidat, às selecções que cruzarão o caminho da equipa nacional na fase de grupos do CAN.

Feizal Sidat mostrou-se satisfeito pelo facto dos Mambas voltarem a encontrar a Nigéria e sobretudo por defrontarem este colosso africano na última jornada.

“Fizemos bons jogos contra a Nigéria. Os jogadores passaram a ter maior confiança nas suas capacidades e que podem realmente vencer a Nigéria. Por isso acredito que temos chances neste grupo de conseguirmos o apuramento”. Aliás, esta posição é, segundo o presidente, a mesma defendida por Tico-Tico, capitão da equipa moçambicana, com quem Feizal Sidat disse ter conversado sobre o sorteio.

“Falei com o Tico-Tico em relação ao sorteio e ele também acha que temos chances de passarmos para a segunda fase”.

Aquele dirigente é de opinião que o facto dos gigantes do grupo jogarem na primeira jornada (Egipto-Nigéria) é vantajoso na medida em que a equipa técnica nacional terá a oportunidade de tirar as últimas ilações em relação à maneira de actuar destas equipas, tidas “a prior”como as favoritas do grupo.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:36
 O que é? |  O que é? | favorito

“É UM grupo forte. Para mim, dos quatro grupos, o nosso é o segundo mais forte. Primeiro é o grupo B (Costa do Marfim, Gana, Burquina Faso e Togo), depois o nosso. Mas qualquer uma das equipas que estão no CAN quer ir ao mais longe possível.

António Chambal, vice-presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF)
Nós também não fugiremos à regra. Estaremos preparados para ir o mais longe possível se nos deixarem, porque estamos conscientes que todas as selecções jogarão para ganhar”, António Chambal, vice-presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), fazendo uma avaliação do grupo dos Mambas no CAN.

Disse ainda que Moçambique terá que enfrentar dois países (Egipto e Nigéria) que por tradição não ficam na primeira fase, um dos quais é o último campeão, o Egipto. Mas é de opinião que no futebol pode-se esperar tudo. “Ninguém diria que a Argélia fosse afastar o Egipto do Mundial. Ninguém acreditava que Moçambique fosse pôr a Tunísia fora do Mundial. No futebol tudo são incógnitas”.

Em relação ao facto da Selecção Nacional ter que enfrentar a Nigéria, Chambal afirmou ter ficado satisfeito. “Fiquei muito satisfeito por nos ter calhado a Nigéria, principalmente na última jornada”.

Questionado se considera o Benin a equipa mais acessível do grupo e aquela que os Mambas têm obrigatoriamente que ganhar, respondeu: “Não acredito que o Benin seja um adversário fraco. Não conhecemos muito bem o valor do Benin, mas sabemos que venceu o Gana na última jornada. Foi a única equipa que bateu o Gana, impedindo que fizesse uma campanha sem derrota. Então, penso que será um adversário a valer”.

Chambal disse ser benéfico o facto do Benin ser o primeiro adversário dos Mambas. “Nós não os conhecemos, nem eles nos conhecem. Vencerá a melhor equipa”.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:26
 O que é? |  O que é? | favorito

“É UM grupo forte. Para mim, dos quatro grupos, o nosso é o segundo mais forte. Primeiro é o grupo B (Costa do Marfim, Gana, Burquina Faso e Togo), depois o nosso. Mas qualquer uma das equipas que estão no CAN quer ir ao mais longe possível.

António Chambal, vice-presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF)
Nós também não fugiremos à regra. Estaremos preparados para ir o mais longe possível se nos deixarem, porque estamos conscientes que todas as selecções jogarão para ganhar”, António Chambal, vice-presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), fazendo uma avaliação do grupo dos Mambas no CAN.

Disse ainda que Moçambique terá que enfrentar dois países (Egipto e Nigéria) que por tradição não ficam na primeira fase, um dos quais é o último campeão, o Egipto. Mas é de opinião que no futebol pode-se esperar tudo. “Ninguém diria que a Argélia fosse afastar o Egipto do Mundial. Ninguém acreditava que Moçambique fosse pôr a Tunísia fora do Mundial. No futebol tudo são incógnitas”.

Em relação ao facto da Selecção Nacional ter que enfrentar a Nigéria, Chambal afirmou ter ficado satisfeito. “Fiquei muito satisfeito por nos ter calhado a Nigéria, principalmente na última jornada”.

Questionado se considera o Benin a equipa mais acessível do grupo e aquela que os Mambas têm obrigatoriamente que ganhar, respondeu: “Não acredito que o Benin seja um adversário fraco. Não conhecemos muito bem o valor do Benin, mas sabemos que venceu o Gana na última jornada. Foi a única equipa que bateu o Gana, impedindo que fizesse uma campanha sem derrota. Então, penso que será um adversário a valer”.

Chambal disse ser benéfico o facto do Benin ser o primeiro adversário dos Mambas. “Nós não os conhecemos, nem eles nos conhecem. Vencerá a melhor equipa”.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:26
 O que é? |  O que é? | favorito

ESPERAVA-SE que à terceira, consecutiva, fosse definitivamente de vez, isto é, que o cobiçado troféu ficasse eternamente nas vitrinas “alvi-negras”, neste cantinho do sul do continente.

Duplo ouro "alvi-negro" agora reduzido ao bronze
Todavia, apesar da sua bravura e de tudo ter feito de forma a renovar o título, a verdade manda dizer que o Desportivo acabou caindo a meio do percurso e o seu duplo ouro ficou reduzido a uma mera medalha de bronze. No domingo, último dia da fase final da 15ª edição da Taça dos Campeões de África, que teve lugar em Cotonou, no Benin, a turma de Nazir Salé derrotou as angolanas do Interclube de Luanda pela marca de 56-50, quedando-se na terceira posição, no epílogo de uma prova superiormente conquistada pelo First Bank, da Nigéria.

Na jornada das grandes decisões, “todo o mundo” convergia no seguinte: de facto, os finalistas First Bank e ABC, da Costa do Marfim, este último “carrasco” do Desportivo nas meias-finais, fizeram por merecer a qualidade de disputar o derradeiro desafio da competição. Tinham sido as formações mais regulares da prova e, a despeito de terem estado no mesmo Grupo “B”, travando entre sido uma batalha titânica, acabaram por provar a sua alta qualidade, perante adversários como Desportivo, Interclube e A Politécnica, que também eram candidatos ao título.

No desafio da final, as nigerianas foram francamente, muito embora as marfinenses tenham apresentado um basquetebol melhor elaborado.

Com Green Daniel ao leme do barco, o First Bank fez valer toda a sua musculatura, sagrando-se, meritoriamente, campeão africano de clubes, sucedendo o Desportivo, vitorioso nas provas de 2007, em Maputo, e de 2008, em Nairobi, curiosamente, diante do mesmo oponente, o 1º de Agosto, de Angola, que estranhamente nem sequer foi disputar a fase de qualificação, em Harare.

Nas meias-finais, no sábado, o First Bank havia vencido o Interclube por 69-65, enquanto o ABC, no tal encontro que deitou por terra todo o esforço “alvi-negro” de renovar o título, tinha ganho pela marca de 60-49.

Em relação ao outro representante do nosso país na prova, A Politécnica, ficou na quinta posição da classificação geral. As “universitárias” ganharam, sábado, ao First Deepwater, da Nigéria, por 54-51 e, no domingo, ao CSA, da Costa do Marfim, pela marca de 67-49.

A classificação final é a seguinte: 1º First Bank (campeão e medalha de ouro), 2º ABC (prata), 3º Desportivo (bronze), 4º Interclube, 5º A Politécnica, 6º CSA, 7º First Deepwater, 8º KPA do Quénia, 9º Sporting Club do Egipto e 10º Energie, do Benin, o anfitrião da competição.

LEIA E ANA FLÁVIA ENTRE AS MELHORES


O título africano não veio para Moçambique, no entanto, duas jogadoras estiveram em plano de destaque. Trata-se da debutante “alvi-negra” Leia Dongue e da experiente Ana Flávia Azinheira, de A Politécnica.

Leia Dongue, mais conhecida por Tanucha, que foi uma das revelações no Afrobásquete de Madagáscar, em Outubro passado, foi eleita Melhor Ressaltadora com 58 ressaltos, enquanto Ana Flávia Azinheira faz parte do Cinco Ideal.

A Melhor Jogadora (MVP) foi Green Daniel, do First Bank; a Melhor Marcadora Kouyate Kani, do CSA, com 126 pontos; e a Melhor Triplista Briza Silva, também do First Bank. O Energie ganhou o Prémio “Fair-Play”.

Em relação ao Cinco Ideal, fazem parte as atletas Green Daniel (First Bank), Kouyate Kani (CSA), Ana Flávia Azinheira (A Politécnica), Sadiq Rashidat (First Bank) e Fatoumata Camara (ABC).

publicado por Vaxko Zakarias às 11:18
 O que é? |  O que é? | favorito

ESPERAVA-SE que à terceira, consecutiva, fosse definitivamente de vez, isto é, que o cobiçado troféu ficasse eternamente nas vitrinas “alvi-negras”, neste cantinho do sul do continente.

Duplo ouro "alvi-negro" agora reduzido ao bronze
Todavia, apesar da sua bravura e de tudo ter feito de forma a renovar o título, a verdade manda dizer que o Desportivo acabou caindo a meio do percurso e o seu duplo ouro ficou reduzido a uma mera medalha de bronze. No domingo, último dia da fase final da 15ª edição da Taça dos Campeões de África, que teve lugar em Cotonou, no Benin, a turma de Nazir Salé derrotou as angolanas do Interclube de Luanda pela marca de 56-50, quedando-se na terceira posição, no epílogo de uma prova superiormente conquistada pelo First Bank, da Nigéria.

Na jornada das grandes decisões, “todo o mundo” convergia no seguinte: de facto, os finalistas First Bank e ABC, da Costa do Marfim, este último “carrasco” do Desportivo nas meias-finais, fizeram por merecer a qualidade de disputar o derradeiro desafio da competição. Tinham sido as formações mais regulares da prova e, a despeito de terem estado no mesmo Grupo “B”, travando entre sido uma batalha titânica, acabaram por provar a sua alta qualidade, perante adversários como Desportivo, Interclube e A Politécnica, que também eram candidatos ao título.

No desafio da final, as nigerianas foram francamente, muito embora as marfinenses tenham apresentado um basquetebol melhor elaborado.

Com Green Daniel ao leme do barco, o First Bank fez valer toda a sua musculatura, sagrando-se, meritoriamente, campeão africano de clubes, sucedendo o Desportivo, vitorioso nas provas de 2007, em Maputo, e de 2008, em Nairobi, curiosamente, diante do mesmo oponente, o 1º de Agosto, de Angola, que estranhamente nem sequer foi disputar a fase de qualificação, em Harare.

Nas meias-finais, no sábado, o First Bank havia vencido o Interclube por 69-65, enquanto o ABC, no tal encontro que deitou por terra todo o esforço “alvi-negro” de renovar o título, tinha ganho pela marca de 60-49.

Em relação ao outro representante do nosso país na prova, A Politécnica, ficou na quinta posição da classificação geral. As “universitárias” ganharam, sábado, ao First Deepwater, da Nigéria, por 54-51 e, no domingo, ao CSA, da Costa do Marfim, pela marca de 67-49.

A classificação final é a seguinte: 1º First Bank (campeão e medalha de ouro), 2º ABC (prata), 3º Desportivo (bronze), 4º Interclube, 5º A Politécnica, 6º CSA, 7º First Deepwater, 8º KPA do Quénia, 9º Sporting Club do Egipto e 10º Energie, do Benin, o anfitrião da competição.

LEIA E ANA FLÁVIA ENTRE AS MELHORES


O título africano não veio para Moçambique, no entanto, duas jogadoras estiveram em plano de destaque. Trata-se da debutante “alvi-negra” Leia Dongue e da experiente Ana Flávia Azinheira, de A Politécnica.

Leia Dongue, mais conhecida por Tanucha, que foi uma das revelações no Afrobásquete de Madagáscar, em Outubro passado, foi eleita Melhor Ressaltadora com 58 ressaltos, enquanto Ana Flávia Azinheira faz parte do Cinco Ideal.

A Melhor Jogadora (MVP) foi Green Daniel, do First Bank; a Melhor Marcadora Kouyate Kani, do CSA, com 126 pontos; e a Melhor Triplista Briza Silva, também do First Bank. O Energie ganhou o Prémio “Fair-Play”.

Em relação ao Cinco Ideal, fazem parte as atletas Green Daniel (First Bank), Kouyate Kani (CSA), Ana Flávia Azinheira (A Politécnica), Sadiq Rashidat (First Bank) e Fatoumata Camara (ABC).

publicado por Vaxko Zakarias às 11:18
 O que é? |  O que é? | favorito

SEIS clubes, nomeadamente Chelsea, FC Porto, Manchester United, Lyon, Bordéus e Sevilha, já asseguraram o apuramento a duas rondas do final da Liga dos Campeões Europeus em Futebol. Mas há emblemas históricos que correm o risco de serem eliminados, como o Barcelona, detentor do título, o Bayern de Munique e o Liverpool, que, entre si, conquistaram 12 títulos europeus.

Barcelona em apuros recebe Inter de Milão
Os desafios dos grupos E a H disputam-se hoje, enquanto os de A a D estão marcados para amanhã.

Há ainda dez vagas para atribuir e a quinta jornada poderá ser importante para definir alguns agrupamentos.

O Barcelona, detentor do troféu, corre o risco de ser eliminado precocemente. Hoje joga uma cartada decisiva, em casa, diante do Inter de Milão, sendo que uma vitória qualifica-o para os oitavos-de-final. No entanto, uma derrota do “Barça” e uma vitória do Rubin Kazan, segundo com vantagem nos confrontos directos com o Barça e com menos um ponto que o Inter, sobre o Dínamo Kiev coloca a equipa detentora do titulo afastada. Com esta conjugação de resultados, o Inter e o Rubin passarão aos oitavos-de-final. Este é o grupo mais equilibrado, pois as quatro equipas estão separadas por apenas dois pontos.

A Fiorentina, segunda classificada, do Grupo E, poderá garantir a passagem aos oitavos-de-final com um triunfo na recepção ao já apurado Olympique de Lyon. Uma vitória italiana levará ao desmoronar das esperanças do Liverpool, isto mesmo que os pentacampeões europeus consigam vencer em casa do Debreceni.

Se o Liverpool e o Lyon ganharem os respectivos encontros, os ingleses chegarão ao jogo com a Fiorentina, na sexta jornada, com dois pontos de desvantagem relativamente aos italianos, enquanto a equipa de Florença ficará automaticamente apurada se o Liverpool não ganhar em Budapeste. O Debrecen está a quatro pontos do Liverpool, pelo que terá de bater os britânicos para continuar a sonhar com o apuramento para Liga Europa.

No Grupo G, o Sevilha garantiu a passagem à fase seguinte na quarta jornada e só precisa de um ponto no encontro com o Unirea Urziceni, em Bucareste, para assegurar o primeiro lugar. Por seu lado, a equipa romena poderá garantir o segundo posto se bater os espanhóis e o Rangers conseguir um empate ou uma vitória na recepção ao Estugarda. A atribuição do segundo lugar ficará adiada para a última jornada se os alemães vencerem ou o Unirea não somar os três pontos.

No Grupo H, o Arsenal garantirá a passagem aos oitavos-de-final pela décima época consecutiva se não perder na recepção ao Standard de Liège, com uma vitória a dar aos londrinos o primeiro lugar do grupo. A equipa de László Bölöni vai tentar vencer em Londres para pressionar o Olympiakos, que está no segundo posto com dois pontos de vantagem. O AZ Alkmaar ocupa a derradeira posição, a quatro pontos do Olympiacos, mas poderá entrar na discussão do apuramento se triunfar na recepção aos gregos. O Olympiacos garante o apuramento se vencer os holandeses e o Standard não triunfar em Inglaterra.

HOJE

Grupo E: Fiorentina-Lyon e Debreceni-Liverpool

Grupo F: Barcelona-Inter de Milão e Dínamo de Kiev-Rubin Kazan;

Grupo G: Sevilha-Urineia e Rangers-Estugarda

Grupo H: Arsenal-S.Liège e AZ Alkmaar-Olympiacos

AMANHÃ

Grupo A: Bordéus-Juventus e Bayern de Munique-Maccabi Haifa;

Grupo B: CSKA de Moscovo-Wolfsburg e Manchester United-Besiktas;

Grupo C:Real Madrid-Zurique e AC Milan-Olympique de Marselha;

Grupo D: FC Porto-Chelsea e APOEL FC-Atlético de Madrid

publicado por Vaxko Zakarias às 10:53
 O que é? |  O que é? | favorito

SEIS clubes, nomeadamente Chelsea, FC Porto, Manchester United, Lyon, Bordéus e Sevilha, já asseguraram o apuramento a duas rondas do final da Liga dos Campeões Europeus em Futebol. Mas há emblemas históricos que correm o risco de serem eliminados, como o Barcelona, detentor do título, o Bayern de Munique e o Liverpool, que, entre si, conquistaram 12 títulos europeus.

Barcelona em apuros recebe Inter de Milão
Os desafios dos grupos E a H disputam-se hoje, enquanto os de A a D estão marcados para amanhã.

Há ainda dez vagas para atribuir e a quinta jornada poderá ser importante para definir alguns agrupamentos.

O Barcelona, detentor do troféu, corre o risco de ser eliminado precocemente. Hoje joga uma cartada decisiva, em casa, diante do Inter de Milão, sendo que uma vitória qualifica-o para os oitavos-de-final. No entanto, uma derrota do “Barça” e uma vitória do Rubin Kazan, segundo com vantagem nos confrontos directos com o Barça e com menos um ponto que o Inter, sobre o Dínamo Kiev coloca a equipa detentora do titulo afastada. Com esta conjugação de resultados, o Inter e o Rubin passarão aos oitavos-de-final. Este é o grupo mais equilibrado, pois as quatro equipas estão separadas por apenas dois pontos.

A Fiorentina, segunda classificada, do Grupo E, poderá garantir a passagem aos oitavos-de-final com um triunfo na recepção ao já apurado Olympique de Lyon. Uma vitória italiana levará ao desmoronar das esperanças do Liverpool, isto mesmo que os pentacampeões europeus consigam vencer em casa do Debreceni.

Se o Liverpool e o Lyon ganharem os respectivos encontros, os ingleses chegarão ao jogo com a Fiorentina, na sexta jornada, com dois pontos de desvantagem relativamente aos italianos, enquanto a equipa de Florença ficará automaticamente apurada se o Liverpool não ganhar em Budapeste. O Debrecen está a quatro pontos do Liverpool, pelo que terá de bater os britânicos para continuar a sonhar com o apuramento para Liga Europa.

No Grupo G, o Sevilha garantiu a passagem à fase seguinte na quarta jornada e só precisa de um ponto no encontro com o Unirea Urziceni, em Bucareste, para assegurar o primeiro lugar. Por seu lado, a equipa romena poderá garantir o segundo posto se bater os espanhóis e o Rangers conseguir um empate ou uma vitória na recepção ao Estugarda. A atribuição do segundo lugar ficará adiada para a última jornada se os alemães vencerem ou o Unirea não somar os três pontos.

No Grupo H, o Arsenal garantirá a passagem aos oitavos-de-final pela décima época consecutiva se não perder na recepção ao Standard de Liège, com uma vitória a dar aos londrinos o primeiro lugar do grupo. A equipa de László Bölöni vai tentar vencer em Londres para pressionar o Olympiakos, que está no segundo posto com dois pontos de vantagem. O AZ Alkmaar ocupa a derradeira posição, a quatro pontos do Olympiacos, mas poderá entrar na discussão do apuramento se triunfar na recepção aos gregos. O Olympiacos garante o apuramento se vencer os holandeses e o Standard não triunfar em Inglaterra.

HOJE

Grupo E: Fiorentina-Lyon e Debreceni-Liverpool

Grupo F: Barcelona-Inter de Milão e Dínamo de Kiev-Rubin Kazan;

Grupo G: Sevilha-Urineia e Rangers-Estugarda

Grupo H: Arsenal-S.Liège e AZ Alkmaar-Olympiacos

AMANHÃ

Grupo A: Bordéus-Juventus e Bayern de Munique-Maccabi Haifa;

Grupo B: CSKA de Moscovo-Wolfsburg e Manchester United-Besiktas;

Grupo C:Real Madrid-Zurique e AC Milan-Olympique de Marselha;

Grupo D: FC Porto-Chelsea e APOEL FC-Atlético de Madrid

publicado por Vaxko Zakarias às 10:53
 O que é? |  O que é? | favorito
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
15
19
21
22
23
27
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO