Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 06 DE Novembro 2009

HABITUALMENTE, vemos o Estádio da Machava a rebentar pelas costuras quando se trata dos “Mambas”.

Casa cheia no Vale do Infulene!
O exemplo mais flagrante, este ano, foi-nos oferecido pelo 29 de Março, dia do ainda conservado na nossa retina Moçambique-Nigéria. Quando se trata de competições domésticas, dificilmente enchemos a “catedral”, salvo honrosas excepções. No entanto, pelo fervilhar quotidiano em redor do emblemático Ferroviário-Desportivo deste domingo, a partir das 15:00 horas, que para além da titânica discussão do título entre as duas formações mais regulares do Moçambola-2009 se aguarda um espectáculo doutra galáxia, espera-se casa cheia no Vale do Infulene.

Os atractivos são dos mais variados: nas quatro linhas, testemunharemos a inquestionável classe de Danito Parruque e Nelinho, Momed Hagy e Muandro, Jotamo e Mexer, Jerry e Aníbal, Luís e Binó, Maurício e Muandro, Whisky e Zainadine Júnior, sob a batuta de dois homens que já provaram a sua competência profissional, Chiquinho Conde e Artur Semedo.

Nas bancadas, claques verdadeiramente fervorosas e que do primeiro ao último minuto não descansarão no apoio às suas equipas, naturalmente festejando no fim aquela cujo clube ter-se-á sagrado campeão nacional. Em ambas as hostes, a preparação deste grandioso embate vai ganhando mais seriedade, com os artistas a assumirem a tarde de domingo com uma responsabilidade extraordinária. Espera-se um grande espectáculo de futebol e que o público que lotará o Estádio da Machava saia satisfeito e com a sua expectativa integralmente preenchida.

Pormenor do Estádio Machava
Fora da componente iminentemente competitiva, o Ferroviário, na qualidade de anfitrião, desdobra-se em várias acções de organização, de forma que tudo se desenrole a contento. É dentro desta perspectiva que, tendo em atenção a enchente que se espera, colocará à disposição dos espectadores 30 mil bilhetes, ao preço único de 50 meticais, os quais poderão ser adquiridos a partir desta manhã, em diversos pontos da capital do país, com destaque para a sede do clube, Estação Central dos Caminhos de Ferro, campo do Ferroviário da Baixa e, no próprio dia do jogo, no Estádio da Machava, cujos portões abrirão às 12.30 horas.

As crianças até aos 14 anos terão entrada gratuita, no portão que normalmente lhes é destinado, o chamado “Soweto”. Petizes de diversos orfanatos, num total de 200, estarão também no Vale do Infulene, no âmbito do projecto “Locomotiva de Esperança”.

Ao todo, espera-se cerca de cinco mil crianças que marcarão a sua presença nesta festa do Moçambola-2009, com o apuramento do respectivo vencedor. Para permitir ao público o fácil acesso ao “teatro das operações”, os “locomotivas” coordenaram com os Transportes Públicos de Maputo para o reforço de carreiras, a partir de vários bairros da cidade.

Entretanto, a 26ª e derradeira jornada do Moçambola-2009 terá, noutros relvados, também motivos de atracção, com particular realce para os palcos que acolherão, igualmente no domingo, desafios em que estará em discussão a permanência no escalão principal.

Referimo-nos, concretamente, ao Estádio Municipal 1º de Maio, onde jogarão FC Lichinga e Atlético Muçulmano; campo do Ferroviário da Beira, com os donos da casa a receberem o Textáfrica; e campo do Desportivo de Tete, local do jogo entre Chingale e Ferroviário de Nampula. Até aqui, somente é conhecido um despromovido, o Ferroviário de Nacala, que espera pelos seus “acompanhantes”.

Na lista figuram FC Lichinga, Atlético Muçulmano, Textáfrica, Chingale e Ferroviário de Nampula. Portanto, como se pode depreender, deste quinteto dois emblemas serão riscados do campeonato do próximo ano, pelo que, à semelhança do Estádio da Machava, espera-se nesses embates muita luta e, no fim, alegria de uns e tristeza de outros.

Ainda no domingo, os “locomotivas” de Nacala jogarão com a HCB de Songo, enquanto amanhã terão lugar duas partidas sem qualquer interferência na discussão à volta do título e da permanência: Costa do Sol-Maxaquene, no relvado dos “canarinhos”, e Liga Muçulmana-Matchedje, no campo dos “tricolores”, na Machava.

CALENDÁRIO DA 26ª JORNADA

AMANHÃ

Campo do Costa do Sol

15.00h – Costa do Sol-Maxaquene

Campo do Maxaquene (Machava)

15.00h – Liga Muçulmana-Matchedje

DOMINGO

Estádio da Machava

15.00h – Fer. Maputo-Desportivo

Campo do Fer. Beira

15.00h – Fer. Beira-Textáfrica

Campo do Desportivo de Tete

15.00h – Chingale-Fer. Nampula

Estádio 25 de Junho

15.00h – Fer. Nacala-HCB de Songo

Estádio Municipal 1º de Maio

15.00h – FC Lichinga-Atlético Muçulmano

publicado por Vaxko Zakarias às 11:37
 O que é? |  O que é? | favorito

HABITUALMENTE, vemos o Estádio da Machava a rebentar pelas costuras quando se trata dos “Mambas”.

Casa cheia no Vale do Infulene!
O exemplo mais flagrante, este ano, foi-nos oferecido pelo 29 de Março, dia do ainda conservado na nossa retina Moçambique-Nigéria. Quando se trata de competições domésticas, dificilmente enchemos a “catedral”, salvo honrosas excepções. No entanto, pelo fervilhar quotidiano em redor do emblemático Ferroviário-Desportivo deste domingo, a partir das 15:00 horas, que para além da titânica discussão do título entre as duas formações mais regulares do Moçambola-2009 se aguarda um espectáculo doutra galáxia, espera-se casa cheia no Vale do Infulene.

Os atractivos são dos mais variados: nas quatro linhas, testemunharemos a inquestionável classe de Danito Parruque e Nelinho, Momed Hagy e Muandro, Jotamo e Mexer, Jerry e Aníbal, Luís e Binó, Maurício e Muandro, Whisky e Zainadine Júnior, sob a batuta de dois homens que já provaram a sua competência profissional, Chiquinho Conde e Artur Semedo.

Nas bancadas, claques verdadeiramente fervorosas e que do primeiro ao último minuto não descansarão no apoio às suas equipas, naturalmente festejando no fim aquela cujo clube ter-se-á sagrado campeão nacional. Em ambas as hostes, a preparação deste grandioso embate vai ganhando mais seriedade, com os artistas a assumirem a tarde de domingo com uma responsabilidade extraordinária. Espera-se um grande espectáculo de futebol e que o público que lotará o Estádio da Machava saia satisfeito e com a sua expectativa integralmente preenchida.

Pormenor do Estádio Machava
Fora da componente iminentemente competitiva, o Ferroviário, na qualidade de anfitrião, desdobra-se em várias acções de organização, de forma que tudo se desenrole a contento. É dentro desta perspectiva que, tendo em atenção a enchente que se espera, colocará à disposição dos espectadores 30 mil bilhetes, ao preço único de 50 meticais, os quais poderão ser adquiridos a partir desta manhã, em diversos pontos da capital do país, com destaque para a sede do clube, Estação Central dos Caminhos de Ferro, campo do Ferroviário da Baixa e, no próprio dia do jogo, no Estádio da Machava, cujos portões abrirão às 12.30 horas.

As crianças até aos 14 anos terão entrada gratuita, no portão que normalmente lhes é destinado, o chamado “Soweto”. Petizes de diversos orfanatos, num total de 200, estarão também no Vale do Infulene, no âmbito do projecto “Locomotiva de Esperança”.

Ao todo, espera-se cerca de cinco mil crianças que marcarão a sua presença nesta festa do Moçambola-2009, com o apuramento do respectivo vencedor. Para permitir ao público o fácil acesso ao “teatro das operações”, os “locomotivas” coordenaram com os Transportes Públicos de Maputo para o reforço de carreiras, a partir de vários bairros da cidade.

Entretanto, a 26ª e derradeira jornada do Moçambola-2009 terá, noutros relvados, também motivos de atracção, com particular realce para os palcos que acolherão, igualmente no domingo, desafios em que estará em discussão a permanência no escalão principal.

Referimo-nos, concretamente, ao Estádio Municipal 1º de Maio, onde jogarão FC Lichinga e Atlético Muçulmano; campo do Ferroviário da Beira, com os donos da casa a receberem o Textáfrica; e campo do Desportivo de Tete, local do jogo entre Chingale e Ferroviário de Nampula. Até aqui, somente é conhecido um despromovido, o Ferroviário de Nacala, que espera pelos seus “acompanhantes”.

Na lista figuram FC Lichinga, Atlético Muçulmano, Textáfrica, Chingale e Ferroviário de Nampula. Portanto, como se pode depreender, deste quinteto dois emblemas serão riscados do campeonato do próximo ano, pelo que, à semelhança do Estádio da Machava, espera-se nesses embates muita luta e, no fim, alegria de uns e tristeza de outros.

Ainda no domingo, os “locomotivas” de Nacala jogarão com a HCB de Songo, enquanto amanhã terão lugar duas partidas sem qualquer interferência na discussão à volta do título e da permanência: Costa do Sol-Maxaquene, no relvado dos “canarinhos”, e Liga Muçulmana-Matchedje, no campo dos “tricolores”, na Machava.

CALENDÁRIO DA 26ª JORNADA

AMANHÃ

Campo do Costa do Sol

15.00h – Costa do Sol-Maxaquene

Campo do Maxaquene (Machava)

15.00h – Liga Muçulmana-Matchedje

DOMINGO

Estádio da Machava

15.00h – Fer. Maputo-Desportivo

Campo do Fer. Beira

15.00h – Fer. Beira-Textáfrica

Campo do Desportivo de Tete

15.00h – Chingale-Fer. Nampula

Estádio 25 de Junho

15.00h – Fer. Nacala-HCB de Songo

Estádio Municipal 1º de Maio

15.00h – FC Lichinga-Atlético Muçulmano

publicado por Vaxko Zakarias às 11:37
 O que é? |  O que é? | favorito

COM o dedo indicador direito ainda banhado de tinta indelével e com o qual expressaram indelevelmente – passe a redundância – a sua cidadania, o seu dever cívico de votar e de tomar parte num sufrágio universal, uma das faces mais sublimes das democracias contemporâneas, os moçambicanos continuam a viver dias verdadeiramente festivos.

imagem corporativa do moçambola
Foi a campanha eleitoral, envolta num ambiente de festa e de grande confraternização. Seguiu-se o dia do próprio acto eleitoral, a legitimar os futuros governantes do país. Agora, neste fim-de-semana e nos subsequentes, a festa aglutinará os moçambicanos em redor da mais popular modalidade desportiva: o futebol. O ópio do povo. O ópio que, de lés-a-lés, proporcionará ao povo inesquecíveis momentos de euforia, de exaltação ao seu coração clubístico, mas também, e acima de tudo, da sua moçambicanidade.

Tendo como palco da festa o mítico Estádio da Machava, desfilarão, sucessivamente, três marcantes e magníficos momentos: a finalíssima do Moçambola-2009, já este domingo, com a decisão a ser dirimida entre Ferroviário e Desportivo; o ansiosamente aguardado e memorável 14 de Novembro, que poderá assinalar a qualificação dos “Mambas” para o CAN Angola-2010, quando nesse dia defrontar a Tunísia; e, por fim, a sempre apetecível final da Taça de Moçambique, que este ano tem a particularidade de envolver os colossos Costa do Sol e Ferroviário, curiosamente, os campeões nacionais das duas últimas temporadas.

Imagem Corporativa do CAN 2010
Extraordinário, dramático, jogos que foram um autêntico hino ao futebol, constantes mudanças na tabela classificativa, incertezas e até episódios caricatos com a arbitragem, o Moçambola-2009 tem sido o reencontro da nação em várias latitudes. O orgulho do nosso futebol.

A marca registada e inquestionável da forma como os nossos futebolistas evoluem nas quatro linhas, assim como da paixão que a modalidade representa para este povo, que, mesmo obrigado pela globalização a dedicar uma parte da sua atenção a outros mundos, nunca dá costas àquilo que realmente lhe orgulha. Domingo a domingo, mesmo nas zonas mais recônditas, o campeonato é vivido efusivamente e com a mesma dimensão daqueles que, bafejados pela sorte, têm a oportunidade de acompanhar os jogos “in loco”.

Na hora da decisão do título, este domingo, numa tarde em que, paralelamente, se conhecerão os outros dois clubes despromovidos para o escalão secundário, a acompanhar o já excomungado Ferroviário de Nacala, a nossa expectativa reside no seguinte: a festa, para que de facto seja uma verdadeira festa, independentemente dos vencedores e dos vencidos, é imperioso que as decisões sejam proporcionadas pelos jogadores e somente nas quatro linhas.

As artimanhas, os jogos de bastidores, o apelidado sistema, entre outras maquinações que foram sendo badaladas ao longo do campeonato, não são aqui chamadas, se efectivamente queremos um campeão e uma festa dignos desse nome; se realmente pretendemos que as equipas hoje na corda bamba continuem na prova por mérito próprio e sem quaisquer interferências externas.

Pretendemos, deste modo, chamar a atenção para o puro desportivismo, pois, apesar de reconhecermos que nalgumas situações terá havido exageros, ou melhor, procurar-se nos homens do apito bodes expiatórios, é lícito sublinhar que as arbitragens, grosso modo, terão contribuído para a má propaganda deste nosso lindo castelo que é o Moçambola.

Terão contribuído para a promoção de vencedores de desafios sem no entanto o merecerem. Terão feito desmoronar sonhos que implicaram um aturado trabalho ao longo da semana.

Mas não vão, este domingo, estragar a festa que o povo, seja deste ou daquele clube, vem preparando com todo o requinte. Ferroviário e Desportivo, indubitavelmente as equipas mais regulares da prova, merecem o título. Só não se pode, porém, entregar a ambos. Mesmo assim, duma coisa temos a máxima certeza. O vencedor do Moçambola-2009 sê-lo-á com todo o mérito.

Tanto “locomotivas” como “alvi-negros” tiveram ao longo do campeonato uma ascensão espantosa, superando adversários que chegaram a ser catalogados de campeões antecipados. A sua presença na majestosa festa do Vale do Infulene não somente é um justo prémio a essa sua progressão como também o espelho da perseverança e da crença num resultado cada vez melhor em cada jornada.

As emblemáticas semanas deste Novembro futebolístico terão o seu clímax no dia 14, quando o Vale do Infulene, uma dúzia de anos depois, voltar a testemunhar o apuramento de Moçambique para a fase final do Campeonato Africano das Nações.

Sabemos e compreendemos que é importante não embandeirar em arco, pois a Tunísia vem a Maputo com os olhos postos na qualificação para o Mundial da vizinha África do Sul e o Quénia, no seu terreno, não será nenhuma pêra-doce para os titubeantes nigerianos, no entanto, ninguém duvida que as maiores probabilidades de vitória e de consequente transição residem do nosso lado.

A uma semana dessa jornada que se augura inesquecível, Moçambique mobilizam-se como em nenhum outro momento havia acontecido. O país quer estar em Angola e com esse feito se presentear a si próprio pelos êxitos que tem vindo a alcançar em diversas esferas – a mais recente e exemplar das quais o escrutínio de 28 de Outubro.

Moçambique e os moçambicanos querem e merecem estar no CAN-2010. A confiança na sua selecção é absoluta. E o 14 de Novembro testemunhará essa extraordinária empatia, admiração e voto maciço nos “Mambas”.

ALEXANDRE ZANDAMELA

publicado por Vaxko Zakarias às 11:27
 O que é? |  O que é? | favorito

COM o dedo indicador direito ainda banhado de tinta indelével e com o qual expressaram indelevelmente – passe a redundância – a sua cidadania, o seu dever cívico de votar e de tomar parte num sufrágio universal, uma das faces mais sublimes das democracias contemporâneas, os moçambicanos continuam a viver dias verdadeiramente festivos.

imagem corporativa do moçambola
Foi a campanha eleitoral, envolta num ambiente de festa e de grande confraternização. Seguiu-se o dia do próprio acto eleitoral, a legitimar os futuros governantes do país. Agora, neste fim-de-semana e nos subsequentes, a festa aglutinará os moçambicanos em redor da mais popular modalidade desportiva: o futebol. O ópio do povo. O ópio que, de lés-a-lés, proporcionará ao povo inesquecíveis momentos de euforia, de exaltação ao seu coração clubístico, mas também, e acima de tudo, da sua moçambicanidade.

Tendo como palco da festa o mítico Estádio da Machava, desfilarão, sucessivamente, três marcantes e magníficos momentos: a finalíssima do Moçambola-2009, já este domingo, com a decisão a ser dirimida entre Ferroviário e Desportivo; o ansiosamente aguardado e memorável 14 de Novembro, que poderá assinalar a qualificação dos “Mambas” para o CAN Angola-2010, quando nesse dia defrontar a Tunísia; e, por fim, a sempre apetecível final da Taça de Moçambique, que este ano tem a particularidade de envolver os colossos Costa do Sol e Ferroviário, curiosamente, os campeões nacionais das duas últimas temporadas.

Imagem Corporativa do CAN 2010
Extraordinário, dramático, jogos que foram um autêntico hino ao futebol, constantes mudanças na tabela classificativa, incertezas e até episódios caricatos com a arbitragem, o Moçambola-2009 tem sido o reencontro da nação em várias latitudes. O orgulho do nosso futebol.

A marca registada e inquestionável da forma como os nossos futebolistas evoluem nas quatro linhas, assim como da paixão que a modalidade representa para este povo, que, mesmo obrigado pela globalização a dedicar uma parte da sua atenção a outros mundos, nunca dá costas àquilo que realmente lhe orgulha. Domingo a domingo, mesmo nas zonas mais recônditas, o campeonato é vivido efusivamente e com a mesma dimensão daqueles que, bafejados pela sorte, têm a oportunidade de acompanhar os jogos “in loco”.

Na hora da decisão do título, este domingo, numa tarde em que, paralelamente, se conhecerão os outros dois clubes despromovidos para o escalão secundário, a acompanhar o já excomungado Ferroviário de Nacala, a nossa expectativa reside no seguinte: a festa, para que de facto seja uma verdadeira festa, independentemente dos vencedores e dos vencidos, é imperioso que as decisões sejam proporcionadas pelos jogadores e somente nas quatro linhas.

As artimanhas, os jogos de bastidores, o apelidado sistema, entre outras maquinações que foram sendo badaladas ao longo do campeonato, não são aqui chamadas, se efectivamente queremos um campeão e uma festa dignos desse nome; se realmente pretendemos que as equipas hoje na corda bamba continuem na prova por mérito próprio e sem quaisquer interferências externas.

Pretendemos, deste modo, chamar a atenção para o puro desportivismo, pois, apesar de reconhecermos que nalgumas situações terá havido exageros, ou melhor, procurar-se nos homens do apito bodes expiatórios, é lícito sublinhar que as arbitragens, grosso modo, terão contribuído para a má propaganda deste nosso lindo castelo que é o Moçambola.

Terão contribuído para a promoção de vencedores de desafios sem no entanto o merecerem. Terão feito desmoronar sonhos que implicaram um aturado trabalho ao longo da semana.

Mas não vão, este domingo, estragar a festa que o povo, seja deste ou daquele clube, vem preparando com todo o requinte. Ferroviário e Desportivo, indubitavelmente as equipas mais regulares da prova, merecem o título. Só não se pode, porém, entregar a ambos. Mesmo assim, duma coisa temos a máxima certeza. O vencedor do Moçambola-2009 sê-lo-á com todo o mérito.

Tanto “locomotivas” como “alvi-negros” tiveram ao longo do campeonato uma ascensão espantosa, superando adversários que chegaram a ser catalogados de campeões antecipados. A sua presença na majestosa festa do Vale do Infulene não somente é um justo prémio a essa sua progressão como também o espelho da perseverança e da crença num resultado cada vez melhor em cada jornada.

As emblemáticas semanas deste Novembro futebolístico terão o seu clímax no dia 14, quando o Vale do Infulene, uma dúzia de anos depois, voltar a testemunhar o apuramento de Moçambique para a fase final do Campeonato Africano das Nações.

Sabemos e compreendemos que é importante não embandeirar em arco, pois a Tunísia vem a Maputo com os olhos postos na qualificação para o Mundial da vizinha África do Sul e o Quénia, no seu terreno, não será nenhuma pêra-doce para os titubeantes nigerianos, no entanto, ninguém duvida que as maiores probabilidades de vitória e de consequente transição residem do nosso lado.

A uma semana dessa jornada que se augura inesquecível, Moçambique mobilizam-se como em nenhum outro momento havia acontecido. O país quer estar em Angola e com esse feito se presentear a si próprio pelos êxitos que tem vindo a alcançar em diversas esferas – a mais recente e exemplar das quais o escrutínio de 28 de Outubro.

Moçambique e os moçambicanos querem e merecem estar no CAN-2010. A confiança na sua selecção é absoluta. E o 14 de Novembro testemunhará essa extraordinária empatia, admiração e voto maciço nos “Mambas”.

ALEXANDRE ZANDAMELA

publicado por Vaxko Zakarias às 11:27
 O que é? |  O que é? | favorito

OS desportos náuticos, com particular realce para vela e canoagem, poderão ganhar um novo impulso, a partir da sua massificação e desmistificação de determinados estigmas relacionados com o mar por parte da população.

Guides Cossa e Inácio Bernardo rubricam o memorando
Tendo em conta esta perspectiva, o Ministério da Juventude e Desportos (MJD) e a Escola Superior de Ciências Náuticas (ESCN) rubricaram ontem um memorando de entendimento, cuja finalidade é fazer com que esta instituição de ensino tenha o necessário envolvimento na activação destas modalidades.

Como primeiro passo, o Ministério cedeu à Escola Superior de Ciências Náuticas a gestão do Centro Náutico da Catembe, outrora um dos grandes pólos de dinamização daqueles desportos. Doravante, o que se pretende é que Catembe volte a ser um espaço privilegiado para a prática da vela, da canoagem, do remo, da natação, entre outras disciplinas, com os canos virados para a massificação, nomeadamente os jovens.

Acima de tudo, conforme foi destacado no acto da assinatura do referido memorando, através dos Directores Nacional dos Desportos, Inácio Bernardo, e da Escola Náutica, Guides Cossa, pretende-se explorar ao máximo o potencial existente ao longo da baía de Maputo, onde se têm destacado vários praticantes, mas a título recreativo.

O Ministério da Juventude e Desportos, pensando nos Jogos Africanos de Maputo-2011, nos quais a vela e a canoagem deverão ser contempladas, decidiu abraçar este novo projecto, firmando uma aliança com a Escola Superior de Ciências Náuticas, que possui gente de facto interessada nesta matéria, bem como os Clubes Marítimo e Naval, tradicionais praticantes destas modalidades e que foram convidados ao acto da assinatura do memorando.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:21
 O que é? |  O que é? | favorito

OS desportos náuticos, com particular realce para vela e canoagem, poderão ganhar um novo impulso, a partir da sua massificação e desmistificação de determinados estigmas relacionados com o mar por parte da população.

Guides Cossa e Inácio Bernardo rubricam o memorando
Tendo em conta esta perspectiva, o Ministério da Juventude e Desportos (MJD) e a Escola Superior de Ciências Náuticas (ESCN) rubricaram ontem um memorando de entendimento, cuja finalidade é fazer com que esta instituição de ensino tenha o necessário envolvimento na activação destas modalidades.

Como primeiro passo, o Ministério cedeu à Escola Superior de Ciências Náuticas a gestão do Centro Náutico da Catembe, outrora um dos grandes pólos de dinamização daqueles desportos. Doravante, o que se pretende é que Catembe volte a ser um espaço privilegiado para a prática da vela, da canoagem, do remo, da natação, entre outras disciplinas, com os canos virados para a massificação, nomeadamente os jovens.

Acima de tudo, conforme foi destacado no acto da assinatura do referido memorando, através dos Directores Nacional dos Desportos, Inácio Bernardo, e da Escola Náutica, Guides Cossa, pretende-se explorar ao máximo o potencial existente ao longo da baía de Maputo, onde se têm destacado vários praticantes, mas a título recreativo.

O Ministério da Juventude e Desportos, pensando nos Jogos Africanos de Maputo-2011, nos quais a vela e a canoagem deverão ser contempladas, decidiu abraçar este novo projecto, firmando uma aliança com a Escola Superior de Ciências Náuticas, que possui gente de facto interessada nesta matéria, bem como os Clubes Marítimo e Naval, tradicionais praticantes destas modalidades e que foram convidados ao acto da assinatura do memorando.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:21
 O que é? |  O que é? | favorito

O fecho da fase regular da Liga Nacional de Basquetebol Vodacom será a pé-coxinho. A ausência do Ferroviário de Maputo, em Harare a disputar a fase zonal de apuramernto para a Taça dos Campeões de África, obrigou a uma programação fora do comum da 14ª e última jornada desta etapa.

Jogo de Basquetebol entre a Real Sociedade e o Ferroviario de Maputo
Deste modo, este fim-de-semana, mais concretyamebnte amanhã, terá lugar apenas uma partida, entre Benfica de Quelimane e Real Sociedade, a patryir das 20.30 horas, no pavilhão da Favezal.

Trata-se do dueltro entre os dois últimos classificados da prova, com o Benfica na penúltima piosdição, com 15 pontos, e a Real Sociedade “lanterna vermelha”, com 14, apostando ambos numa concklusão com alguma galhardia, já que se sabe que não transitam para as meias-finais.

Enquanto a Liga Nacional de Basquetebopl ainda não marcou a data do grandioso desafio entre Desportivo e Ferroviário, o dia 13 do mês em curso está reservado para dois jogos, a saber: Ferroviário da Beira-Desportivo da Beira, no Pavilhão dos Desportos da capital sofalense, e Costa do Sol-Maxaquuene, no recinto do Estrela Vermeklha, em Maputo.

Estes embates poderão alterar o posicionamento final das equipas, dependenmdo dos seus desfechos, no entanto, seguro é o apuranmento para os “Play-off” do Ferroviário de Maputo, Desportivo, Maxaquene e Ferroviário da Beira.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:18
 O que é? |  O que é? | favorito

O fecho da fase regular da Liga Nacional de Basquetebol Vodacom será a pé-coxinho. A ausência do Ferroviário de Maputo, em Harare a disputar a fase zonal de apuramernto para a Taça dos Campeões de África, obrigou a uma programação fora do comum da 14ª e última jornada desta etapa.

Jogo de Basquetebol entre a Real Sociedade e o Ferroviario de Maputo
Deste modo, este fim-de-semana, mais concretyamebnte amanhã, terá lugar apenas uma partida, entre Benfica de Quelimane e Real Sociedade, a patryir das 20.30 horas, no pavilhão da Favezal.

Trata-se do dueltro entre os dois últimos classificados da prova, com o Benfica na penúltima piosdição, com 15 pontos, e a Real Sociedade “lanterna vermelha”, com 14, apostando ambos numa concklusão com alguma galhardia, já que se sabe que não transitam para as meias-finais.

Enquanto a Liga Nacional de Basquetebopl ainda não marcou a data do grandioso desafio entre Desportivo e Ferroviário, o dia 13 do mês em curso está reservado para dois jogos, a saber: Ferroviário da Beira-Desportivo da Beira, no Pavilhão dos Desportos da capital sofalense, e Costa do Sol-Maxaquuene, no recinto do Estrela Vermeklha, em Maputo.

Estes embates poderão alterar o posicionamento final das equipas, dependenmdo dos seus desfechos, no entanto, seguro é o apuranmento para os “Play-off” do Ferroviário de Maputo, Desportivo, Maxaquene e Ferroviário da Beira.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:18
 O que é? |  O que é? | favorito

O KARTÓDROMO do Automóvel Touring Clube de Moçambique (ATCM) acolhe, domingo, a nona e penúltima prova do Campeonato de Karts da Cidade de Maputo mcel, ao fim da qual poderão surgir novos líderes, sobretudo na classe GP Júnior, onde a rivalidade é muito grande entre a dupla da frente.

Um dos momentos interessantes da oitava prova do campeonato
Isto leva a crer que a decisão do título poderá ficar para a última jornada, uma vez que as possibilidades são igualmente partilhadas entre as duplas da frente nas classes Max Júnior e Max Challenge.

No entanto, o líder da classe GP Júnior, Aidan Hughes, comanda com vantagem de apenas três pontos em relação a Tiaz de Matos. Na classe Max Júnior, a diferença entre Megan Prinsloo, a única feminina no campeonato, e Benjamim Heineke é de 27 pontos. Quem se sente algo seguro é Connor Hughes, que comanda a classe Max Challenge com vantagem de 39 pontos em relação a Bruno Campos.

Feitas as contas, a nona prova pode ser determinante para os concorrentes ao título, sobretudo para Connor Hughes, que apenas precisa de manter a vantagem que detém para não ser surpreendido por Bruno Campos na derradeira batalha.

Em apuros está Aidan Hughes, que pode perder a liderança a favor de Tiaz de Matos. Enquanto isto, Megan Prinsloo deve redobrar esforços para evitar a cada vez mais aproximação de Benjamin Heineke, que não perdeu desde que entrou na competição, há seis jornadas.

CLASSFICAÇÕES ACTUAIS

GP Júnior

1º Aidan Hughes - 305 pontos

2º Tiaz de Matos - 302 pontos

3º Tomás Brazuna - 246 pontos

Max Júnior

1º Megan Prinsloo - 296 pontos

2º Benjamim Heineke - 269 pontos

3º Manuel Brazuna - 244 pontos

Max Challenge

1º Connor Hughes - 293 pontos

2º Bruno Campos - 254 pontos

3º Norberto Varinde - 204 ponto
publicado por Vaxko Zakarias às 11:12
 O que é? |  O que é? | favorito

O KARTÓDROMO do Automóvel Touring Clube de Moçambique (ATCM) acolhe, domingo, a nona e penúltima prova do Campeonato de Karts da Cidade de Maputo mcel, ao fim da qual poderão surgir novos líderes, sobretudo na classe GP Júnior, onde a rivalidade é muito grande entre a dupla da frente.

Um dos momentos interessantes da oitava prova do campeonato
Isto leva a crer que a decisão do título poderá ficar para a última jornada, uma vez que as possibilidades são igualmente partilhadas entre as duplas da frente nas classes Max Júnior e Max Challenge.

No entanto, o líder da classe GP Júnior, Aidan Hughes, comanda com vantagem de apenas três pontos em relação a Tiaz de Matos. Na classe Max Júnior, a diferença entre Megan Prinsloo, a única feminina no campeonato, e Benjamim Heineke é de 27 pontos. Quem se sente algo seguro é Connor Hughes, que comanda a classe Max Challenge com vantagem de 39 pontos em relação a Bruno Campos.

Feitas as contas, a nona prova pode ser determinante para os concorrentes ao título, sobretudo para Connor Hughes, que apenas precisa de manter a vantagem que detém para não ser surpreendido por Bruno Campos na derradeira batalha.

Em apuros está Aidan Hughes, que pode perder a liderança a favor de Tiaz de Matos. Enquanto isto, Megan Prinsloo deve redobrar esforços para evitar a cada vez mais aproximação de Benjamin Heineke, que não perdeu desde que entrou na competição, há seis jornadas.

CLASSFICAÇÕES ACTUAIS

GP Júnior

1º Aidan Hughes - 305 pontos

2º Tiaz de Matos - 302 pontos

3º Tomás Brazuna - 246 pontos

Max Júnior

1º Megan Prinsloo - 296 pontos

2º Benjamim Heineke - 269 pontos

3º Manuel Brazuna - 244 pontos

Max Challenge

1º Connor Hughes - 293 pontos

2º Bruno Campos - 254 pontos

3º Norberto Varinde - 204 ponto
publicado por Vaxko Zakarias às 11:12
 O que é? |  O que é? | favorito

LYON e Sevilha, pelos Grupos “E” e “G”, respectivamente, apuraram-se, quarta-feira, para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões Europeus, depois de, na véspera, Chelsea, FC Porto, Manchester United e Bordéus terem assegurado a passagem.

A história repetiu-se, Sevilha volta a erguer o troféu.
Um golo de Lisandro deu a igualdade ao Lyon frente ao Liverpool e o bilhete de passagem para os oitavos-de-final pela sétima época consecutiva. O Sevilha, por sua vez, apurou-se graças ao empate diante do Estugarda. Jesus Navas marcou o golo para equipa espanhola.

RUSSOS VOLTAM A PARAR BARCELONA

Depois da derrota de 2-1 em Camp Nou, há duas semanas, o Barcelona, detentor do troféu, dominou o encontro realizado em Kazan e logo nos instantes iniciais viu Zlatan Ibrahimović atirar ao poste. O guarda-redes do Rubin, Sergei Ryzhikov, e a sua defesa estiveram em destaque ao anular todas as investidas do detentor do troféu e, do outro lado, Victor Valdés também teve oportunidade para brilhar, principalmente na segunda metade.

O Barça não perdeu em nenhuma das cinco deslocações efectuadas à Rússia e averbou o oitavo jogo fora de casa na prova sem perder, mas o nulo fez a formação de Kurban Berdyev ultrapassá-lo na classificação, apesar de estar com os mesmos cinco pontos, antes de receber o Inter de Milão a 24 de Novembro, dia em que o Rubin faz o mesmo ao Dínamo de Kiev.

Resultados da 4ª jornada e classificações:

Terça-feira

Grupo A: Bayern de Munique-Bordéus (0-2) e Maccabi Haifa-Juventus (0-1)

Classificação: Bordéus, 10; Juventus, 8; Bayern, 4; Maccabi Haifa, 0

Grupo B: Manchester United-CSKA Moscovo (3-3) e Besiktas-Wolfsburg (0-3)

Classificação: Man United, 10; Wolfsburgo, 7; CSKA Moscovo, 4; Besiktas, 1

Grupo C: AC Milan-Real Madrid (1-1) e Marselha-Zurique (6-1)

Classificação: Milan, 7; Real Madrid, 7; Marselha, 6; FC Zurique, 3

Grupo D: APOEL FC-FC Porto (0-1) e Atlético de Madrid-Chelsea (2-2)

Classificação: Chelsea, 10; F.C. Porto, 9; At. Madrid, 2; APOEL, 1

Quarta-feira

Grupo E: Fiorentina-Debreceni(5-2) e Lyon-Liverpool (1-1)

Classificação: Lyon, 10; Fiorentina, 9; Liverpool, 4; Debrecen, 0

Grupo F: Rubin Kazan-Barcelona (0-0) e Dínamo de Kiev-Inter de Milão (1-2)

Classificação: Inter, 6; Rubin Kazan, 5; Barcelona, 5; D. Kiev, 4

Grupo G: Unirea Urziceni-Rangers (1-1) e Sevilha-Estugarda (1-1)

Classificação: Sevilha, 10; Unirea Urziceni, 5; Estugarda, 3; Rangers, 2

Grupo H: Arsenal-AZ Alkmaar (4-1) e Standard de Liège-Olympiacos FC (2-0).

Classificação: Arsenal, 10; Olimpiacos, 6; Standard, 5;AZ Alkmaar, 2

publicado por Vaxko Zakarias às 11:09
 O que é? |  O que é? | favorito

LYON e Sevilha, pelos Grupos “E” e “G”, respectivamente, apuraram-se, quarta-feira, para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões Europeus, depois de, na véspera, Chelsea, FC Porto, Manchester United e Bordéus terem assegurado a passagem.

A história repetiu-se, Sevilha volta a erguer o troféu.
Um golo de Lisandro deu a igualdade ao Lyon frente ao Liverpool e o bilhete de passagem para os oitavos-de-final pela sétima época consecutiva. O Sevilha, por sua vez, apurou-se graças ao empate diante do Estugarda. Jesus Navas marcou o golo para equipa espanhola.

RUSSOS VOLTAM A PARAR BARCELONA

Depois da derrota de 2-1 em Camp Nou, há duas semanas, o Barcelona, detentor do troféu, dominou o encontro realizado em Kazan e logo nos instantes iniciais viu Zlatan Ibrahimović atirar ao poste. O guarda-redes do Rubin, Sergei Ryzhikov, e a sua defesa estiveram em destaque ao anular todas as investidas do detentor do troféu e, do outro lado, Victor Valdés também teve oportunidade para brilhar, principalmente na segunda metade.

O Barça não perdeu em nenhuma das cinco deslocações efectuadas à Rússia e averbou o oitavo jogo fora de casa na prova sem perder, mas o nulo fez a formação de Kurban Berdyev ultrapassá-lo na classificação, apesar de estar com os mesmos cinco pontos, antes de receber o Inter de Milão a 24 de Novembro, dia em que o Rubin faz o mesmo ao Dínamo de Kiev.

Resultados da 4ª jornada e classificações:

Terça-feira

Grupo A: Bayern de Munique-Bordéus (0-2) e Maccabi Haifa-Juventus (0-1)

Classificação: Bordéus, 10; Juventus, 8; Bayern, 4; Maccabi Haifa, 0

Grupo B: Manchester United-CSKA Moscovo (3-3) e Besiktas-Wolfsburg (0-3)

Classificação: Man United, 10; Wolfsburgo, 7; CSKA Moscovo, 4; Besiktas, 1

Grupo C: AC Milan-Real Madrid (1-1) e Marselha-Zurique (6-1)

Classificação: Milan, 7; Real Madrid, 7; Marselha, 6; FC Zurique, 3

Grupo D: APOEL FC-FC Porto (0-1) e Atlético de Madrid-Chelsea (2-2)

Classificação: Chelsea, 10; F.C. Porto, 9; At. Madrid, 2; APOEL, 1

Quarta-feira

Grupo E: Fiorentina-Debreceni(5-2) e Lyon-Liverpool (1-1)

Classificação: Lyon, 10; Fiorentina, 9; Liverpool, 4; Debrecen, 0

Grupo F: Rubin Kazan-Barcelona (0-0) e Dínamo de Kiev-Inter de Milão (1-2)

Classificação: Inter, 6; Rubin Kazan, 5; Barcelona, 5; D. Kiev, 4

Grupo G: Unirea Urziceni-Rangers (1-1) e Sevilha-Estugarda (1-1)

Classificação: Sevilha, 10; Unirea Urziceni, 5; Estugarda, 3; Rangers, 2

Grupo H: Arsenal-AZ Alkmaar (4-1) e Standard de Liège-Olympiacos FC (2-0).

Classificação: Arsenal, 10; Olimpiacos, 6; Standard, 5;AZ Alkmaar, 2

publicado por Vaxko Zakarias às 11:09
 O que é? |  O que é? | favorito

O NOVO campeão africano de clubes de futebol será encontrado amanhã, na cidade congolesa de Lubumbashi, quando a formação local do TP Mazembe receber o Heartland, da Nigéria, na segunda “mão” da final da competição. Apesar de actuarem fora de portas, os nigerianos estão mais próximos do título, mercê da sua vitória, em casa, por 2-1, necessitando somente de conservar esta vantagem.

selecção de futebol da nigeria
No entanto, a apreensão no seio do time é uma realidade, dado que o triunfo obtido em Owerri, seu terreno, apresenta-se escasso e os congoleses apostarão tudo para anulá-lo. Aliás, ao TP Mazembe, um dos clubes emblemáticos da RD Congo, a vitória por uma bola sem resposta é suficiente, tendo em conta o golo marcado no estádio do adversário.

Nesse embate, disputado no pretérito sábado, em Owerri, o TP Mazembe adiantou-se no marcador aos 22 minutos, por intermédio de Mbutu Mabi, que silenciou por completo os adeptos locais. Mas o Heartland imediatamente se redimiu, empatando a partida dois minutos depois, através da estrela King Osanga. O tento que selou a vitória nigeriana foi da autoria do goleador Uche Agba, aos 76 minutos.

Entretanto, o treinador da turma congolesa, Diego Garzitto, acusou a arbitragem pela derrota, afirmando que não gostou da maneira como os juízes frustraram os esforços dos seus atletas. “A arbitragem favoreceu excessivamente o Heartland e fez com que os meus jogadores ficassem nervosos. Mas não há problema, porque jogámos bem e falta-nos o jogo da segunda “mão”, em casa. O futebol é, às vezes, bizarro, mas estou confiante que estamos a um passo do troféu”, afirmou.

Por seu turno, o técnico do Heartland, Kelechi Emeteole, declarou-se optimista numa vitória final da sua equipa, apesar da sua fraca vantagem.

O vencedor da Liga dos Campeões receberá um prémio de um milhão e quinhentos mil dólares norte-americanos e representará África na Campeonato Mundial de Clubes, a ter lugar no próximo mês de Dezembro, nos Emirados Árabes Unidos.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:03
 O que é? |  O que é? | favorito

O NOVO campeão africano de clubes de futebol será encontrado amanhã, na cidade congolesa de Lubumbashi, quando a formação local do TP Mazembe receber o Heartland, da Nigéria, na segunda “mão” da final da competição. Apesar de actuarem fora de portas, os nigerianos estão mais próximos do título, mercê da sua vitória, em casa, por 2-1, necessitando somente de conservar esta vantagem.

selecção de futebol da nigeria
No entanto, a apreensão no seio do time é uma realidade, dado que o triunfo obtido em Owerri, seu terreno, apresenta-se escasso e os congoleses apostarão tudo para anulá-lo. Aliás, ao TP Mazembe, um dos clubes emblemáticos da RD Congo, a vitória por uma bola sem resposta é suficiente, tendo em conta o golo marcado no estádio do adversário.

Nesse embate, disputado no pretérito sábado, em Owerri, o TP Mazembe adiantou-se no marcador aos 22 minutos, por intermédio de Mbutu Mabi, que silenciou por completo os adeptos locais. Mas o Heartland imediatamente se redimiu, empatando a partida dois minutos depois, através da estrela King Osanga. O tento que selou a vitória nigeriana foi da autoria do goleador Uche Agba, aos 76 minutos.

Entretanto, o treinador da turma congolesa, Diego Garzitto, acusou a arbitragem pela derrota, afirmando que não gostou da maneira como os juízes frustraram os esforços dos seus atletas. “A arbitragem favoreceu excessivamente o Heartland e fez com que os meus jogadores ficassem nervosos. Mas não há problema, porque jogámos bem e falta-nos o jogo da segunda “mão”, em casa. O futebol é, às vezes, bizarro, mas estou confiante que estamos a um passo do troféu”, afirmou.

Por seu turno, o técnico do Heartland, Kelechi Emeteole, declarou-se optimista numa vitória final da sua equipa, apesar da sua fraca vantagem.

O vencedor da Liga dos Campeões receberá um prémio de um milhão e quinhentos mil dólares norte-americanos e representará África na Campeonato Mundial de Clubes, a ter lugar no próximo mês de Dezembro, nos Emirados Árabes Unidos.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:03
 O que é? |  O que é? | favorito
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
15
19
21
22
23
27
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO