Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 05 DE Novembro 2009

CHIQUINHO Conde voltou a vincar que depois de tudo o que o Ferroviário conseguiu fazer na presente edição do Moçambola não há espaço para dar o ouro ao bandido, recordando a sua anterior declaração de que “não vamos morrer na praia”, o que implicitamente quer dizer que os “locomotivas” não esperam outra coisa senão a conquista do título no embate com o Desportivo.

 Não vamos dar ouro ao bandido - Chiquinho Conde, treinador do Ferroviário
O técnico recordou que o Ferroviário estava a sete pontos da Liga Muçulmana, na altura líder, quando ele assumiu o comando técnico, realçando que a equipa sofreu tanto que não pode vacilar neste momento em que tem quase o “pássaro nas mãos”.

Chiquinho Conde não assumiu o favoritismo, mas anotou que o Ferroviário se sente mais confortado em termos de classificação do que antes, facto que lhe faz crer na possibilidade de a sua equipa concretizar o objectivo que persegue.

Ajuntou que se sente feliz por chegar a uma final que pode vir a ganhar.

Quanto à expectativa à volta do jogo, Chiquinho sublinhou que as finais são para ganhar e que o Desportivo é livre de pensar da mesma maneira.

“Pelo percurso que fizemos estamos melhor do que antes. Há grande expectativa no público e este jogo constitui um bom atractivo para os amantes de futebol e caberá aos artistas explanarem em campo o que sabem”, comentou.

O único receio de Chiquinho Conde, apesar de ter todo o seu plantel saudável, é que a equipa não renda o desejado.

Confrontado com o facto de o Desportivo ter-se saído bem frente ao Ferroviário nalgumas finais, Chiquinho Conde respondeu que as estatísticas não lhe dizem nada.

“Para mim, as estatísticas valem o que valem. Encaro este jogo com maior tranquilidade”.

Questionado se o facto de o Ferroviário ser campeão em título não lhe criava alguma pressão, aquele técnico afiançou que a pressão sempre acaba havendo, mas defendeu que o mais importante é concretizar o objectivo que se persegue, que é o da conquista do campeonato.

“Quem vai à guerra é para ganhar, mas em nenhum momento o inimigo vai ensinar como ganhar. Temos é que estar preparados”, frisou.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:50
 O que é? |  O que é? | favorito

CHIQUINHO Conde voltou a vincar que depois de tudo o que o Ferroviário conseguiu fazer na presente edição do Moçambola não há espaço para dar o ouro ao bandido, recordando a sua anterior declaração de que “não vamos morrer na praia”, o que implicitamente quer dizer que os “locomotivas” não esperam outra coisa senão a conquista do título no embate com o Desportivo.

 Não vamos dar ouro ao bandido - Chiquinho Conde, treinador do Ferroviário
O técnico recordou que o Ferroviário estava a sete pontos da Liga Muçulmana, na altura líder, quando ele assumiu o comando técnico, realçando que a equipa sofreu tanto que não pode vacilar neste momento em que tem quase o “pássaro nas mãos”.

Chiquinho Conde não assumiu o favoritismo, mas anotou que o Ferroviário se sente mais confortado em termos de classificação do que antes, facto que lhe faz crer na possibilidade de a sua equipa concretizar o objectivo que persegue.

Ajuntou que se sente feliz por chegar a uma final que pode vir a ganhar.

Quanto à expectativa à volta do jogo, Chiquinho sublinhou que as finais são para ganhar e que o Desportivo é livre de pensar da mesma maneira.

“Pelo percurso que fizemos estamos melhor do que antes. Há grande expectativa no público e este jogo constitui um bom atractivo para os amantes de futebol e caberá aos artistas explanarem em campo o que sabem”, comentou.

O único receio de Chiquinho Conde, apesar de ter todo o seu plantel saudável, é que a equipa não renda o desejado.

Confrontado com o facto de o Desportivo ter-se saído bem frente ao Ferroviário nalgumas finais, Chiquinho Conde respondeu que as estatísticas não lhe dizem nada.

“Para mim, as estatísticas valem o que valem. Encaro este jogo com maior tranquilidade”.

Questionado se o facto de o Ferroviário ser campeão em título não lhe criava alguma pressão, aquele técnico afiançou que a pressão sempre acaba havendo, mas defendeu que o mais importante é concretizar o objectivo que se persegue, que é o da conquista do campeonato.

“Quem vai à guerra é para ganhar, mas em nenhum momento o inimigo vai ensinar como ganhar. Temos é que estar preparados”, frisou.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:50
 O que é? |  O que é? | favorito

terminar e será no domingo. Mas tudo continua em aberto. O título será decidido entre o Ferroviário e o Desportivo, no Estádio da Machava, numa partida imprópria para cardíacos.

O Desportivo de Maputo vai apresentar o seu protesto formal à Confederação Africana de Futebol, CAF
A CADA minuto que passa os nervos sobem à flor da pele. O Moçambola-2009 está mesmo prestes aOs dois contendores preparam-se ao pormenor para este duelo. E ambos já anunciaram publicamente que vão jogar para ganhar, mesmo para o Ferroviário, que o empate lhe bastará para conquistar o canecão.

As respectivas equipas técnicas desenham vários cenários para o que der e vier. O Desportivo, por exemplo, realizou ontem um encontro amigável com o Atlético Muçulmano para ensaiar algumas jogadas e até certo ponto saiu-se bem, não pelo resultado, mas porque Semedo foi capaz de experimentar alguns jogadores para posições onde julga que estão desfalcados neste momento.

Destes poucos saiem
Lá na cauda da tabela classificativa a aflição também é enorme. O próprio Atlético, ao aceitar o confronto com o Desportivo, queria rodar a equipa, porque vai a Lichinga lutar pela manutenção. Muitos “teams” ainda têm a corda ao pescoço e caso não aproveitem estes últimos dias para os acertos vão ter que jogar nos “quarteirões”. É caso para dizer que este Moçambola-2009 vai ser disputado até ao último segundo!
publicado por Vaxko Zakarias às 15:39
 O que é? |  O que é? | favorito

terminar e será no domingo. Mas tudo continua em aberto. O título será decidido entre o Ferroviário e o Desportivo, no Estádio da Machava, numa partida imprópria para cardíacos.

O Desportivo de Maputo vai apresentar o seu protesto formal à Confederação Africana de Futebol, CAF
A CADA minuto que passa os nervos sobem à flor da pele. O Moçambola-2009 está mesmo prestes aOs dois contendores preparam-se ao pormenor para este duelo. E ambos já anunciaram publicamente que vão jogar para ganhar, mesmo para o Ferroviário, que o empate lhe bastará para conquistar o canecão.

As respectivas equipas técnicas desenham vários cenários para o que der e vier. O Desportivo, por exemplo, realizou ontem um encontro amigável com o Atlético Muçulmano para ensaiar algumas jogadas e até certo ponto saiu-se bem, não pelo resultado, mas porque Semedo foi capaz de experimentar alguns jogadores para posições onde julga que estão desfalcados neste momento.

Destes poucos saiem
Lá na cauda da tabela classificativa a aflição também é enorme. O próprio Atlético, ao aceitar o confronto com o Desportivo, queria rodar a equipa, porque vai a Lichinga lutar pela manutenção. Muitos “teams” ainda têm a corda ao pescoço e caso não aproveitem estes últimos dias para os acertos vão ter que jogar nos “quarteirões”. É caso para dizer que este Moçambola-2009 vai ser disputado até ao último segundo!
publicado por Vaxko Zakarias às 15:39
 O que é? |  O que é? | favorito

GANHAR é sempre bom, seja qual for a importância do jogo. Dá confiança e moraliza a equipa para os desafios seguintes. Foi assim o Desportivo ontem diante do Atlético Muçulmano (2-1), em partida de preparação para o confronto do domingo com o Ferroviário.

“Alvi-negros” vão acertando o passe
O encontro amistoso entre o Desportivo e o Atlético, diviado em três partes, de 30 minutos cada, foi presenciado por perto de vinte adeptos “alvi-negros” que aplaudiram lances bem executados, seguindo expectantes o que se ia passando dentro das quatro linhas.

Apesar de a relva estar mal, tratada, assistiu-se a um jogo com alguns pormenores técnicos notáveis e algumas jogadas de belo efeito com destaque para o lance individual protagonizado pelo jovem Bito, que já na terceira e última etapa da partida passou por um defensor com uma bela finta, e depois esgueirou-se que nem “rato” para fuzilar às redes “muçulmanas”, fazendo um 1-0. Tratou-se de uma aposta certa de Artur Semedo que tinha feito entrar Bito para o lugar de Aníbal no reatar da terceira parte.

Bito, curiosamente ex-Ferroviário de Maputo, veio dar uma sacudidela no jogo que estava algo monótono, ao imprimir velocidade e força ao ataque do Desportivo. Foi numa jogada de muita crença que o atacante ganhou na disputa de bola com um defesa, ofereceu-a a Imo e este, por sua vez, fez o passe de morte para Isac que tratou de avolumar o “score” para 2-0.

COMEÇAR EM 3X5X2 TERMINAR EM 4X4X2

Na primeira parte, Semedo surpreendeu ao colocar a sua equipa a jogar com três centrais: Mexer, Zainadine Júnior e Emídio. No meio-campo alinharam Nelinho, Muandro, Nelson, Isac e Tchitcho.

As despesas do ataque estavam entregues a Aníbal e Binó. Mas com as entradas de Mayunda para o lugar de Nelson e de Aubrey e Maninho para os de Zainadine e Mexer, respectivamente, voltou-se ao habitual sistema, o clássico de 4X4X2.

Com esta alteração, o jogo do Desportivo ganhou forma, passando a ser mais mecanizado e com muitos lances de perigo a surgirem naturalmente.

JAIMITO NA BALIZA?

A possibilidade de Jaimito ser o guarda-redes titular foi comentada no treino de terça-feira. E como não há fumo sem fogo, no de ontem aquele guarda-redes foi chamado a integrar a primeira equipa. O “keeper”, que esteve parado alguns meses devido á lesão, parece estar completamente recuperado e em condições de “roubar” a baliza a Marcelino. Recorde-se que antes de se lesionar Jaimito vinha sendo o titular.

ZAINADINE APOSTA PARA DIREITA

As dúvidas em relação a quem caberá ocupar o lado direito da defesa do Desportivo face às ausências de Josué e Secanhe (lesionados) vão diminuindo a cada treino que passa com a inclusão de Zainadine Júnior, que tendo sido utilizado frequentemente na zona central, ao longo da época, é um jogador que actua com o mesma à vontade na direita. Ontem esta probabilidade foi uma realidade com o internacional moçambicano a ocupar esse lugar.

CONVERSA COM OS JOGADORES

Após o jogo Semedo falou com os seus pupilos talvez corrigindo alguns lances ofensivos e defensivos. Aliás, o golo que o Desportivo sofreu mereceu uma reprimenda ao sector defensivo com Maninho, que até fez um bom jogo, a ser chamado à responsabilidade, já que se notou nele alguma apatia na cobertura a Baúte que rematou sem marcação.

A turma “alvi-negra” prossegue hoje a sua preparação com um treino no campo do Costa do Sol.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:29
 O que é? |  O que é? | favorito

GANHAR é sempre bom, seja qual for a importância do jogo. Dá confiança e moraliza a equipa para os desafios seguintes. Foi assim o Desportivo ontem diante do Atlético Muçulmano (2-1), em partida de preparação para o confronto do domingo com o Ferroviário.

“Alvi-negros” vão acertando o passe
O encontro amistoso entre o Desportivo e o Atlético, diviado em três partes, de 30 minutos cada, foi presenciado por perto de vinte adeptos “alvi-negros” que aplaudiram lances bem executados, seguindo expectantes o que se ia passando dentro das quatro linhas.

Apesar de a relva estar mal, tratada, assistiu-se a um jogo com alguns pormenores técnicos notáveis e algumas jogadas de belo efeito com destaque para o lance individual protagonizado pelo jovem Bito, que já na terceira e última etapa da partida passou por um defensor com uma bela finta, e depois esgueirou-se que nem “rato” para fuzilar às redes “muçulmanas”, fazendo um 1-0. Tratou-se de uma aposta certa de Artur Semedo que tinha feito entrar Bito para o lugar de Aníbal no reatar da terceira parte.

Bito, curiosamente ex-Ferroviário de Maputo, veio dar uma sacudidela no jogo que estava algo monótono, ao imprimir velocidade e força ao ataque do Desportivo. Foi numa jogada de muita crença que o atacante ganhou na disputa de bola com um defesa, ofereceu-a a Imo e este, por sua vez, fez o passe de morte para Isac que tratou de avolumar o “score” para 2-0.

COMEÇAR EM 3X5X2 TERMINAR EM 4X4X2

Na primeira parte, Semedo surpreendeu ao colocar a sua equipa a jogar com três centrais: Mexer, Zainadine Júnior e Emídio. No meio-campo alinharam Nelinho, Muandro, Nelson, Isac e Tchitcho.

As despesas do ataque estavam entregues a Aníbal e Binó. Mas com as entradas de Mayunda para o lugar de Nelson e de Aubrey e Maninho para os de Zainadine e Mexer, respectivamente, voltou-se ao habitual sistema, o clássico de 4X4X2.

Com esta alteração, o jogo do Desportivo ganhou forma, passando a ser mais mecanizado e com muitos lances de perigo a surgirem naturalmente.

JAIMITO NA BALIZA?

A possibilidade de Jaimito ser o guarda-redes titular foi comentada no treino de terça-feira. E como não há fumo sem fogo, no de ontem aquele guarda-redes foi chamado a integrar a primeira equipa. O “keeper”, que esteve parado alguns meses devido á lesão, parece estar completamente recuperado e em condições de “roubar” a baliza a Marcelino. Recorde-se que antes de se lesionar Jaimito vinha sendo o titular.

ZAINADINE APOSTA PARA DIREITA

As dúvidas em relação a quem caberá ocupar o lado direito da defesa do Desportivo face às ausências de Josué e Secanhe (lesionados) vão diminuindo a cada treino que passa com a inclusão de Zainadine Júnior, que tendo sido utilizado frequentemente na zona central, ao longo da época, é um jogador que actua com o mesma à vontade na direita. Ontem esta probabilidade foi uma realidade com o internacional moçambicano a ocupar esse lugar.

CONVERSA COM OS JOGADORES

Após o jogo Semedo falou com os seus pupilos talvez corrigindo alguns lances ofensivos e defensivos. Aliás, o golo que o Desportivo sofreu mereceu uma reprimenda ao sector defensivo com Maninho, que até fez um bom jogo, a ser chamado à responsabilidade, já que se notou nele alguma apatia na cobertura a Baúte que rematou sem marcação.

A turma “alvi-negra” prossegue hoje a sua preparação com um treino no campo do Costa do Sol.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:29
 O que é? |  O que é? | favorito

“ESTE é um jogo em que o mínimo erro poderá ser fatal. Creio que a equipa que cometer menos erros vencerá o jogo e será campeão”, Nelinho, capitão do Desportivo, abordando o desafio de domingo diante do Ferroviário.

Nelinho, capitão do Desportivo
Em relação ao decurso do treino, Nelinho mostrou-se satisfeito com a produção de todo o grupo, assegurando que o empenho tem sido total. “A equipa está a preparar-se normalmente como o vem fazendo ao longo do campeonato. Não se mudou nada na forma de trabalhar. Sabemos que é um jogo difícil e que decidirá o título, mas queremos encarar este desafio com a maior naturalidade possível”.

Sobre a postura do Desportivo, Nelinho defende que “vai ser de uma equipa que procurará do primeiro ao último minuto vencer. Vamos entrar em campo com o único objectivo de vencer, porque este é o único resultado que nos interessa”.

Nelinho, que procurará conquistar o seu terceiro título no Desportivo, é da opinião de que a pressão está dos dois lados. “As duas equipas são constituídas por jogadores de bom nível, por isso a pressão é igual. Temos as mesmas responsabilidades”.

Concluindo, Nelinho pediu ao público, em particular aos adeptos do Desportivo, como décimo segundo jogador, para que acorram em massa ao Estádio da Machava.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:14
 O que é? |  O que é? | favorito

“ESTE é um jogo em que o mínimo erro poderá ser fatal. Creio que a equipa que cometer menos erros vencerá o jogo e será campeão”, Nelinho, capitão do Desportivo, abordando o desafio de domingo diante do Ferroviário.

Nelinho, capitão do Desportivo
Em relação ao decurso do treino, Nelinho mostrou-se satisfeito com a produção de todo o grupo, assegurando que o empenho tem sido total. “A equipa está a preparar-se normalmente como o vem fazendo ao longo do campeonato. Não se mudou nada na forma de trabalhar. Sabemos que é um jogo difícil e que decidirá o título, mas queremos encarar este desafio com a maior naturalidade possível”.

Sobre a postura do Desportivo, Nelinho defende que “vai ser de uma equipa que procurará do primeiro ao último minuto vencer. Vamos entrar em campo com o único objectivo de vencer, porque este é o único resultado que nos interessa”.

Nelinho, que procurará conquistar o seu terceiro título no Desportivo, é da opinião de que a pressão está dos dois lados. “As duas equipas são constituídas por jogadores de bom nível, por isso a pressão é igual. Temos as mesmas responsabilidades”.

Concluindo, Nelinho pediu ao público, em particular aos adeptos do Desportivo, como décimo segundo jogador, para que acorram em massa ao Estádio da Machava.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:14
 O que é? |  O que é? | favorito

O DEFESA central Jotamo referiu que nada mais que a vitória interessará à sua equipa e dissipou quaisquer equívocos dos que pensam que o Ferroviário jogará para o empate que basta lhe conquistar o título.

O gigante e o baixinho numa luta interessante (C. Bila)
Afirmou que a equipa vai entrar, como tem sido seu apanágio, para ganhar e convidou os adeptos para irem em massa ao Estádio da Machava para viver “in loco” o espectáculo de futebol.

Jotamo disse, noutra abordagem, que é seu maior desejo ser pela segunda vez consecutiva campeão pelo Ferroviário e que o facto de ter que defrontar um Desportivo pelo qual já lutou pelo título não lhe inquieta.

“Neste momento estou a defender as cores do Ferroviário e o mais importante para mim neste jogo é fazer o melhor”, reiterou.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:06
 O que é? |  O que é? | favorito

O DEFESA central Jotamo referiu que nada mais que a vitória interessará à sua equipa e dissipou quaisquer equívocos dos que pensam que o Ferroviário jogará para o empate que basta lhe conquistar o título.

O gigante e o baixinho numa luta interessante (C. Bila)
Afirmou que a equipa vai entrar, como tem sido seu apanágio, para ganhar e convidou os adeptos para irem em massa ao Estádio da Machava para viver “in loco” o espectáculo de futebol.

Jotamo disse, noutra abordagem, que é seu maior desejo ser pela segunda vez consecutiva campeão pelo Ferroviário e que o facto de ter que defrontar um Desportivo pelo qual já lutou pelo título não lhe inquieta.

“Neste momento estou a defender as cores do Ferroviário e o mais importante para mim neste jogo é fazer o melhor”, reiterou.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:06
 O que é? |  O que é? | favorito

“HÁ muitos jogadores neste Desportivo que ainda não foram campeões nacionais, pelo que a vontade de atingir tal feito é enorme.

 Vítor, guarda-redes do Desportivo
A motivação para este jogo está no limite. Todos querem participar e dar o seu contributo para que no domingo a festa seja “alvi-negra”, afirmou Vítor, guarda-redes do Desportivo, falando sobre o ambiente que rodeia o confronto com os “locomotivas”.

Aquele “keeper” disse que é necessário haver muita concentração em todos os sectores. “Temos que entrar em campo com o interesse de marcar golos, porque precisamos de vencer. Mas não nos podemos esquecer da defesa. Temos que ser pacientes e não nos deixarmos levar pela ansiedade e nervosismo”.

Questionado sobre o lado para onde vai pender a pressão, respondeu: “A pressão está do lado do Ferroviário. É o detentor do título e está na primeira posição. Nós vamos entrar em campo desinibidos e com o objectivo de lhes impedir de revalidar o título.”

publicado por Vaxko Zakarias às 15:02
 O que é? |  O que é? | favorito

“HÁ muitos jogadores neste Desportivo que ainda não foram campeões nacionais, pelo que a vontade de atingir tal feito é enorme.

 Vítor, guarda-redes do Desportivo
A motivação para este jogo está no limite. Todos querem participar e dar o seu contributo para que no domingo a festa seja “alvi-negra”, afirmou Vítor, guarda-redes do Desportivo, falando sobre o ambiente que rodeia o confronto com os “locomotivas”.

Aquele “keeper” disse que é necessário haver muita concentração em todos os sectores. “Temos que entrar em campo com o interesse de marcar golos, porque precisamos de vencer. Mas não nos podemos esquecer da defesa. Temos que ser pacientes e não nos deixarmos levar pela ansiedade e nervosismo”.

Questionado sobre o lado para onde vai pender a pressão, respondeu: “A pressão está do lado do Ferroviário. É o detentor do título e está na primeira posição. Nós vamos entrar em campo desinibidos e com o objectivo de lhes impedir de revalidar o título.”

publicado por Vaxko Zakarias às 15:02
 O que é? |  O que é? | favorito

COM os olhos postos na qualificação para a fase final, facto que vai agora tentar pela quinta vez consecutiva, o Ferroviário disputa a partir de hoje, em Harare, as eliminatórias da Zona VI da Taça dos Campeões de África em Basquetebol de Seniores Masculinos, numa competição que até ao dia 14 reunirá na capital zimbabweana oito formações em representação de diversos países da região austral do continente.

Basquetebol: “locomotivas” na final da Liga Nacional
Tetracampeões nacionais e agora líderes, “ex-aequo” com o Desportivo, da fase regular da Liga Nacional de Basquetebol Vodacom, os “locomotivas”, que se encontram no “teatro das operações” desde ontem, viajaram com todo o seu esquadrão e com a forte convicção de superar os obstáculos que irão enfrentar, nomeadamente os representantes de Angola, país que detém a hegemonia continental no capítulo da bola-ao-cesto.

Para a fase final, a decorrer entre os dias 11 e 20 de Dezembro, em Kigali, Ruanda, apuram-se duas equipas e, em Harare, para além do Ferroviário, encontram-se o 1º de Agosto, Petro de Luanda e ASA, de Angola, dois representantes do Zimbabwe, um da África do Sul e outro da Zâmbia.

Segundo projecções iniciais, o nosso país devia contar também com a participação do Maxaquene, na qualidade de vice-campeão nacional, mas este, na hora de decidir pelo embarque, anunciou a sua desistência.

A participação moçambicana nas fases finais da Taça dos Campeões de África em Seniores Masculinos tem sido bastante rara, após o título conquistado pelo Maxaquene, em 1994, pois os nossos representantes são afastados pelos angolanos na etapa zonal. O último bafejado pela sorte foi o Ferroviário da Beira, que, após ocupar o terceiro lugar, atrás do 1º de Agosto e do Petro de Luanda, numa competição havida em Maputo, foi repescado para a etapa crucial, realizada em Angola.

Já em femininos, o cenário é outro. Para além do Maxaquene e da Académica, o Desportivo é bicampeão (2007 e 2008), estando agora a preparar-se para defender o título, numa prova em que tomará parte juntamente com A Politécnica, a partir da próxima semana, em Cotonou, capital do Benin.

publicado por Vaxko Zakarias às 14:35
 O que é? |  O que é? | favorito

COM os olhos postos na qualificação para a fase final, facto que vai agora tentar pela quinta vez consecutiva, o Ferroviário disputa a partir de hoje, em Harare, as eliminatórias da Zona VI da Taça dos Campeões de África em Basquetebol de Seniores Masculinos, numa competição que até ao dia 14 reunirá na capital zimbabweana oito formações em representação de diversos países da região austral do continente.

Basquetebol: “locomotivas” na final da Liga Nacional
Tetracampeões nacionais e agora líderes, “ex-aequo” com o Desportivo, da fase regular da Liga Nacional de Basquetebol Vodacom, os “locomotivas”, que se encontram no “teatro das operações” desde ontem, viajaram com todo o seu esquadrão e com a forte convicção de superar os obstáculos que irão enfrentar, nomeadamente os representantes de Angola, país que detém a hegemonia continental no capítulo da bola-ao-cesto.

Para a fase final, a decorrer entre os dias 11 e 20 de Dezembro, em Kigali, Ruanda, apuram-se duas equipas e, em Harare, para além do Ferroviário, encontram-se o 1º de Agosto, Petro de Luanda e ASA, de Angola, dois representantes do Zimbabwe, um da África do Sul e outro da Zâmbia.

Segundo projecções iniciais, o nosso país devia contar também com a participação do Maxaquene, na qualidade de vice-campeão nacional, mas este, na hora de decidir pelo embarque, anunciou a sua desistência.

A participação moçambicana nas fases finais da Taça dos Campeões de África em Seniores Masculinos tem sido bastante rara, após o título conquistado pelo Maxaquene, em 1994, pois os nossos representantes são afastados pelos angolanos na etapa zonal. O último bafejado pela sorte foi o Ferroviário da Beira, que, após ocupar o terceiro lugar, atrás do 1º de Agosto e do Petro de Luanda, numa competição havida em Maputo, foi repescado para a etapa crucial, realizada em Angola.

Já em femininos, o cenário é outro. Para além do Maxaquene e da Académica, o Desportivo é bicampeão (2007 e 2008), estando agora a preparar-se para defender o título, numa prova em que tomará parte juntamente com A Politécnica, a partir da próxima semana, em Cotonou, capital do Benin.

publicado por Vaxko Zakarias às 14:35
 O que é? |  O que é? | favorito
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
15
19
21
22
23
27
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO