Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 15 DE Setembro 2009

O PILOTO Connor Hughes continua imparável no Campeonato da Karts mcel da cidade de Maputo, tendo para o efeito dominado a sétima prova, domingo, no kartódromo do Automóvel e Touring Clube de Moçambique (ATCM).

Campeonato de karting movimenta Maputo
Com este desfecho, Hughes conserva uma vantagem considerável em relação aos seus mais directos perseguidores na classe Max Challenge, nomeadamente Bruno Campos e Norberto Varinde Júnior. Aliás, o piloto voltou a vincar a sua supremacia na classe máxima, tendo dominado as três mangas que contam para a classificação de cada prova. Connor Hughes teve um arranque menos bom, ao registar sete pontos, na primeira ronda, mas foi esmagador nas três mangas seguintes, em cada uma das quais atingiu a pontuação máxima (15 pontos).

Enquanto isso, o seu principal opositor, Bruno Campos, voltou a regredir ao registar uma fraca prestação projectando-se para fora dos lugares cimeiros da derradeira prova (quarta posição), atrás de Norberto Varinde Júnior e Pedro Perino.

Mesmo assim, manteve-se na segunda posição na classificação geral face a boa vantagem que detinha em relação a Norberto Varinde Júnior. Porém, a vantagem que detém neste momento em relação àquele já não é confortável, para além de que está paulatinamente a perder a luta pelo título a favor de Connor Hughes.

Norberto Varinde Júnior teve um início excelente ao dominar a primeira manga, mais não conseguiu manter o mesmo ritmo, perdendo o confronto directo com Connor Hughes.

Concluída a sétima prova, Connor Hughes comanda com 264 pontos, Bruno Campos contabiliza 224, enquanto Norberto Varinde Júnior soma 204.

HEINEKE NO ENCALÇO DE MEGAN PRINSLOO

Finalmente Benjamin Heineke logrou um dos seus principais objectivos desde que se estreou no campeonato, isto na classe Júnior Max. E fê-lo na finda prova na qual pulou da quarta para a segunda posição, agora no encalço de Megan Prinsloo, que é o actual líder da categoria.

Heineke tem sido fenomenal desde que se lançou na corrida, na terceira prova, ou seja não perde desde que se fez ao campeonato, isto por força da vontade e espírito de sacrifício que tem caracterizado a sua exibição na pista.

Por exemplo, à sua entrada nesta prova, Heineke encarou uma forte oposição de Prinsloo, como é natural, perdendo a primeira manga a favor deste. Mas foi extraordinário nas três mangas seguintes, as quais dominou completamente, reduzindo a distância e a desvantagem pontual que o separavam do comando.

Heineke reúne 224 pontos – menos 35 que Megan Prinsloo (259) -, tendo com este desfecho trocado de posição com Manuel Brazuna (212 pontos), que antes da conclusão da sétima prova era o segundo classificado. Por seu turno, Fredie Nunes, que mesmo com este novo cenário continua a sonhar pelo título, mantém o terceiro lugar agora com 214 pontos. Nunes não teve a melhor prestação devido a problemas mecânicos no seu kart logo no arranque, não tendo, por isso, conseguido pontuar na primeira manga.

AIDAN HUGHES TREME MAS NÃO CAI NOS GP JÚNIOR

O piloto Aidan Hughes tremeu, mas não caiu. Quem estremeceu o líder da classe GP Júnior foi Tiaz de Matos, com quem partilhou o domínio da sétima prova. Os dois pilotos terminaram empatados em pontos, facto que permitiu que Aidan Hughes mantivesse na liderança do campeonato com 266 pontos, tendo no encalço Tiaz de Matos com 256.

Quem se atrasou na corrida é Tomás Brazuna (221), que acabou não competindo devido a problemas mecânicos no seu kart. Brazuna era o detentor do segundo posto, mas, com este desfecho, desceu um degrau e tem nas costas Victor Figueiredo (212), que foi o terceiro melhor piloto da sétima prova.

Como se pode depreender, as próximas três provas que faltam para a conclusão do campeonato serão decisivas no que respeita a quem, entre o trio da frente nas três classes será vencedor.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:28
 O que é? |  O que é? | favorito

O PILOTO Connor Hughes continua imparável no Campeonato da Karts mcel da cidade de Maputo, tendo para o efeito dominado a sétima prova, domingo, no kartódromo do Automóvel e Touring Clube de Moçambique (ATCM).

Campeonato de karting movimenta Maputo
Com este desfecho, Hughes conserva uma vantagem considerável em relação aos seus mais directos perseguidores na classe Max Challenge, nomeadamente Bruno Campos e Norberto Varinde Júnior. Aliás, o piloto voltou a vincar a sua supremacia na classe máxima, tendo dominado as três mangas que contam para a classificação de cada prova. Connor Hughes teve um arranque menos bom, ao registar sete pontos, na primeira ronda, mas foi esmagador nas três mangas seguintes, em cada uma das quais atingiu a pontuação máxima (15 pontos).

Enquanto isso, o seu principal opositor, Bruno Campos, voltou a regredir ao registar uma fraca prestação projectando-se para fora dos lugares cimeiros da derradeira prova (quarta posição), atrás de Norberto Varinde Júnior e Pedro Perino.

Mesmo assim, manteve-se na segunda posição na classificação geral face a boa vantagem que detinha em relação a Norberto Varinde Júnior. Porém, a vantagem que detém neste momento em relação àquele já não é confortável, para além de que está paulatinamente a perder a luta pelo título a favor de Connor Hughes.

Norberto Varinde Júnior teve um início excelente ao dominar a primeira manga, mais não conseguiu manter o mesmo ritmo, perdendo o confronto directo com Connor Hughes.

Concluída a sétima prova, Connor Hughes comanda com 264 pontos, Bruno Campos contabiliza 224, enquanto Norberto Varinde Júnior soma 204.

HEINEKE NO ENCALÇO DE MEGAN PRINSLOO

Finalmente Benjamin Heineke logrou um dos seus principais objectivos desde que se estreou no campeonato, isto na classe Júnior Max. E fê-lo na finda prova na qual pulou da quarta para a segunda posição, agora no encalço de Megan Prinsloo, que é o actual líder da categoria.

Heineke tem sido fenomenal desde que se lançou na corrida, na terceira prova, ou seja não perde desde que se fez ao campeonato, isto por força da vontade e espírito de sacrifício que tem caracterizado a sua exibição na pista.

Por exemplo, à sua entrada nesta prova, Heineke encarou uma forte oposição de Prinsloo, como é natural, perdendo a primeira manga a favor deste. Mas foi extraordinário nas três mangas seguintes, as quais dominou completamente, reduzindo a distância e a desvantagem pontual que o separavam do comando.

Heineke reúne 224 pontos – menos 35 que Megan Prinsloo (259) -, tendo com este desfecho trocado de posição com Manuel Brazuna (212 pontos), que antes da conclusão da sétima prova era o segundo classificado. Por seu turno, Fredie Nunes, que mesmo com este novo cenário continua a sonhar pelo título, mantém o terceiro lugar agora com 214 pontos. Nunes não teve a melhor prestação devido a problemas mecânicos no seu kart logo no arranque, não tendo, por isso, conseguido pontuar na primeira manga.

AIDAN HUGHES TREME MAS NÃO CAI NOS GP JÚNIOR

O piloto Aidan Hughes tremeu, mas não caiu. Quem estremeceu o líder da classe GP Júnior foi Tiaz de Matos, com quem partilhou o domínio da sétima prova. Os dois pilotos terminaram empatados em pontos, facto que permitiu que Aidan Hughes mantivesse na liderança do campeonato com 266 pontos, tendo no encalço Tiaz de Matos com 256.

Quem se atrasou na corrida é Tomás Brazuna (221), que acabou não competindo devido a problemas mecânicos no seu kart. Brazuna era o detentor do segundo posto, mas, com este desfecho, desceu um degrau e tem nas costas Victor Figueiredo (212), que foi o terceiro melhor piloto da sétima prova.

Como se pode depreender, as próximas três provas que faltam para a conclusão do campeonato serão decisivas no que respeita a quem, entre o trio da frente nas três classes será vencedor.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:28
 O que é? |  O que é? | favorito

A FASE de grupos da Liga dos Campeões Europues arranca hoje e logo com alguns jogos que prometem grandes emoções, entre os quais o Chelsea-FC Porto, equipas que já travaram despiques interessantes em edições anteriores. O jogo realiza-se no Estádio Stamford Bridge, às 20.45 (Maputo).

Chelsea-FC Porto um “prato” delicioso
Chelsea e FC Porto têm vindo a realizar boas exibições nos respectivos campeonatos, pelo que se advinha uma luta titânica pelos três pontos. Jogadores como Drogba, Anelka, do lado do Chelsea, Hulk e Falcão, do FC Porto, poderão fazer a diferença. Este encontro faz parte do Grupo “D” onde estão inseridos o Atlético de Madrid e o Apoel do Chipre, que hoje medem forças.

Para esta terça-feira estão igualmente agendados os encontros do Grupo “A”, onde a Juventus vai receber o Bordéus, enquanto o Maccabi Haifa vai defrontar o Bayern de Munique, agora treinado por Louis Van Gaal.

//Eis o calendário completo dos jogos:

HOJE

Grupo A - Juventus-Bordéus e Maccabi Haifa-Bayern de Munique.

Grupo B – Wolfsburg-CSKA Moscovo e Besiktas-Manchester United.

Grupo C- FC Zurique-Real Madrid e Marselha-AC Milan.

Grupo D - Chelsea-FC Porto e Atlético de Madrid-APOEL FC.

AMANHÃ

Grupo E - Liverpool- Debreceni VSC e Lyon- Fiorentina.

Grupo F - Inter de Milão- Barcelona e Dínamo de Kiev- FC Rubin Kazan.

Grupo G - Estugarda-Rangers FC e Sevilha-FC Unirea Urziceni.

Grupo H - Olympiacos FC- AZ Alkmaar e Standard de Liège-Arsenal.

CARAS NOVAS

O Rubin é uma das oito equipas que se estreia na fase de grupos da prova. De todos os estreantes, é o FC Zurique aquele que terá o teste mais complicado, esperando-o uma recepção ao Real Madrid, nove vezes campeão europeu, terça-feira, no arranque do Grupo C.

E, depois da visita de Cristiano Ronaldo, Kaká e companhia, a vida não ficará muito mais fácil para os campeões suíços, que terão ainda de defrontar Olympique de Marselha e AC Milan, equipas que se irão encontrar no Stade Vélodrome na outra partida da jornada inaugural do grupo.

FAVORITOS DE COSTUME

Embora sejam muitas as caras novas em prova, as favoritas continuam a ser os mesmos de sempre. O Manchester United vai procurar esquecer a desilusão da derrota na final de Roma com uma vitória no seu primeiro encontro europeu desta temporada, por sinal uma sempre complicada visita à Turquia para defrontar o Besiktas.

O Wolfsburg, campeão alemão, enfrenta o PFC CSKA de Moscovo na outra partida do Grupo B. Na turma moscovita, destaque para o novo treinador Juande Ramos, que substituiu Zico no cargo apenas cinco dias antes do encontro.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:24
 O que é? |  O que é? | favorito

A FASE de grupos da Liga dos Campeões Europues arranca hoje e logo com alguns jogos que prometem grandes emoções, entre os quais o Chelsea-FC Porto, equipas que já travaram despiques interessantes em edições anteriores. O jogo realiza-se no Estádio Stamford Bridge, às 20.45 (Maputo).

Chelsea-FC Porto um “prato” delicioso
Chelsea e FC Porto têm vindo a realizar boas exibições nos respectivos campeonatos, pelo que se advinha uma luta titânica pelos três pontos. Jogadores como Drogba, Anelka, do lado do Chelsea, Hulk e Falcão, do FC Porto, poderão fazer a diferença. Este encontro faz parte do Grupo “D” onde estão inseridos o Atlético de Madrid e o Apoel do Chipre, que hoje medem forças.

Para esta terça-feira estão igualmente agendados os encontros do Grupo “A”, onde a Juventus vai receber o Bordéus, enquanto o Maccabi Haifa vai defrontar o Bayern de Munique, agora treinado por Louis Van Gaal.

//Eis o calendário completo dos jogos:

HOJE

Grupo A - Juventus-Bordéus e Maccabi Haifa-Bayern de Munique.

Grupo B – Wolfsburg-CSKA Moscovo e Besiktas-Manchester United.

Grupo C- FC Zurique-Real Madrid e Marselha-AC Milan.

Grupo D - Chelsea-FC Porto e Atlético de Madrid-APOEL FC.

AMANHÃ

Grupo E - Liverpool- Debreceni VSC e Lyon- Fiorentina.

Grupo F - Inter de Milão- Barcelona e Dínamo de Kiev- FC Rubin Kazan.

Grupo G - Estugarda-Rangers FC e Sevilha-FC Unirea Urziceni.

Grupo H - Olympiacos FC- AZ Alkmaar e Standard de Liège-Arsenal.

CARAS NOVAS

O Rubin é uma das oito equipas que se estreia na fase de grupos da prova. De todos os estreantes, é o FC Zurique aquele que terá o teste mais complicado, esperando-o uma recepção ao Real Madrid, nove vezes campeão europeu, terça-feira, no arranque do Grupo C.

E, depois da visita de Cristiano Ronaldo, Kaká e companhia, a vida não ficará muito mais fácil para os campeões suíços, que terão ainda de defrontar Olympique de Marselha e AC Milan, equipas que se irão encontrar no Stade Vélodrome na outra partida da jornada inaugural do grupo.

FAVORITOS DE COSTUME

Embora sejam muitas as caras novas em prova, as favoritas continuam a ser os mesmos de sempre. O Manchester United vai procurar esquecer a desilusão da derrota na final de Roma com uma vitória no seu primeiro encontro europeu desta temporada, por sinal uma sempre complicada visita à Turquia para defrontar o Besiktas.

O Wolfsburg, campeão alemão, enfrenta o PFC CSKA de Moscovo na outra partida do Grupo B. Na turma moscovita, destaque para o novo treinador Juande Ramos, que substituiu Zico no cargo apenas cinco dias antes do encontro.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:24
 O que é? |  O que é? | favorito

AS vitórias dos grandes candidatos Ferroviário, Desportivo e Maxaquene, que formam o triunvirato sobre o qual recaem as maiores atenções da disputadíssima Liga Nacional de Basquetebol Vodacom, praticamente já deixaram de constituir ponto de referência nas sucessivas jornadas desta prova.

Jogo de Basquebol entre Real Sociedade e Benfica de Quelimane
Isto porque outros concorrentes também assumem o protagonismo e vão mostrando que não estão no campeonato como meros figurantes. Do Chiveve, veio a chamada de atenção para o respeito que se exige aos seus representantes, com particular realce para os “locomotivas”, que numa partida empolgante levaram de vencida o Costa do Sol, seu adversário directo, pela marca de 100-92, remetendo para a segunda volta a decisão entre si.

Mas quem continua tranquilo no comando isolado da Liga Nacional de Basquetebol Vodacom é o campeão Ferroviário, disposto a não oferecer tréguas a ninguém, numa altura em que falta apenas uma jornada para a conclusão da primeira volta.

Aliás, de acordo com o figurino da prova, os “locomotivas” de Carlos Alberto Niquice (Bitcho) sabem perfeitamente que, terminando esta etapa regular na primeira posição, nas meias-finais, a serem disputadas no sistema de “play-off” à melhor de três, terão pela frente o quarto classificado, evitando desse modo “alvi-negros” e “tricolores”, com quem trava uma luta interessante pela conquista do título.

Defrontando desta vez, em mais uma jornada dupla, formações modestas, o Ferroviário não se poupou a esforços, atingindo a centena de pontos com toda a naturalidade: 106-52 ao Benfica de Quelimane, “lanterna vermelha” do campeonato, e 100-64 à Real Sociedade, de quem se esperava mais dinamismo na competição e quiçá lutar pela quarta vaga de qualificação para as meias-finais.

Não acontecendo esta possibilidade com a Real Sociedade, está o Ferroviário da Beira como equipa-sensação, tendo na noite de sexta-feira, frente ao Costa do Sol, interpretado um desafio a todos os títulos espectacular e com a incerteza quanto ao vencedor a prevalecer até à buzina. Foi, aliás, uma das melhores partidas até aqui realizadas na presente Liga Vodacom, com os “locomotivas”, mais desenvoltos nos minutos finais, a alcançarem meritoriamente o triunfo, chegando exactamente aos 100 pontos.

Maxaquene e Desportivo também não tiveram sobressaltos. Os “tricolores” castigaram os dois conjuntos beirenses, batendo o Desportivo por 123-46 e o Ferroviário pela marca de 76-71, com os “locomotivas” a lutarem até à exaustão pelo melhor resultado possível. Já os “alvi-negros” foram superiores à Real Sociedade por 92-67 e ao Benfica de Quelimane pelo “score” de 90-67.

A Liga Nacional de Basquetebol Vodacom conhecerá no próximo fim-de-semana a conclusão da primeira volta, com a disputa da sétima jornada.

Trata-se de uma ronda que se perspectiva bastante renhida, pois estarão frente-a-frente, de um lado, os quatro grandes da capital do país, e, do outro, os beirenses e os dois últimos classificados. Objectivamente, teremos os embates Ferroviário-Desportivo, em que estará em causa a a questão da liderança, Maxaquene-Costa do Sol, Ferroviário da Beira-Desportivo da Beira e Real Sociedade-Benfica de Quelimane.

FINAL DE FEMININOS

Balde de água fria para a A Politécnica e renascimento das cinzas do Ferroviário, eis como se podem analisar as meias-finais do Campeonato de Basquetebol da Cidade de Maputo em Seniores Femininos. É que, se no confronto entre estes dois conjuntos, praticamente se conjecturava a transição das “universitárias”, uma tese sustentada, sobretudo, a partir do seu triunfo na jornada inaugural, a verdade manda dizer que as “locomotivas” acabaram por dar a volta ao texto, empatando a eliminatória e, na “negra”, saírem vitoriosas.

Deste modo, temos como finalistas Desportivo e Ferroviário, que, igualmente à melhor de três, começam a discutir o título amanhã, quarta-feira, pelas 20.30 horas, no pavilhão das “alvi-negras”, ficando A Politécnica e Maxaquene na disputa do terceiro lugar, com o primeiro embate às 18.45.

Segundo o estabelecido pela Associação de Basquetebol da Cidade de Maputo, o segundo frente-a-frente verificar-se-á na quinta-feira, no pavilhão do Estrela Vermelha, e o terceiro embate, caso seja necessário, está já marcado para sábado.

O Desportivo, que juntamente com A Politécnica se qualificou para a fase final da Taça dos Campeões de África, em Novembro próximo, no Benin, não teve quaisquer problemas diante do Maxaquene, com dois triunfos consecutivos: 90-31 e 67-35. Já era aguardada a transição das”alvi-negras”, dada a diferença de ritmo competitivo com as “tricolores”.

Entre A Politécnica e Ferroviário, que reúnem nos seus planteis algumas das melhores basquetistas do nosso país, aguardava-se uma luta extremamente renhida, que, aliás, viria de facto a acontecer. No primeiro encontro, as “universitárias” venceram por 74-42, uma diferença de 32 pontos que deixou no ar a sensação de que teriam a missão facilitada, até porque a reacção das “locomotivas” tinha sido inexistente.

Veio o segundo jogo e a redenção do Ferroviário., ganhando por 67-60. Com a eliminatória empatada, era necessário o recurso ao terceiro jogo, no qual as “locomotivas” se transfiguraram, fazendo recordar os seus não remotos tempos áureos. O triunfo por 78-68 assentou-lhes muitíssimo bem, assim como a própria qualificação para a final, no epílogo de uma partida em que estiveram em evidência as estrelas Nika Gemo, Deolinda Gimo e Zinóbia Machanguana.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:59
 O que é? |  O que é? | favorito

AS vitórias dos grandes candidatos Ferroviário, Desportivo e Maxaquene, que formam o triunvirato sobre o qual recaem as maiores atenções da disputadíssima Liga Nacional de Basquetebol Vodacom, praticamente já deixaram de constituir ponto de referência nas sucessivas jornadas desta prova.

Jogo de Basquebol entre Real Sociedade e Benfica de Quelimane
Isto porque outros concorrentes também assumem o protagonismo e vão mostrando que não estão no campeonato como meros figurantes. Do Chiveve, veio a chamada de atenção para o respeito que se exige aos seus representantes, com particular realce para os “locomotivas”, que numa partida empolgante levaram de vencida o Costa do Sol, seu adversário directo, pela marca de 100-92, remetendo para a segunda volta a decisão entre si.

Mas quem continua tranquilo no comando isolado da Liga Nacional de Basquetebol Vodacom é o campeão Ferroviário, disposto a não oferecer tréguas a ninguém, numa altura em que falta apenas uma jornada para a conclusão da primeira volta.

Aliás, de acordo com o figurino da prova, os “locomotivas” de Carlos Alberto Niquice (Bitcho) sabem perfeitamente que, terminando esta etapa regular na primeira posição, nas meias-finais, a serem disputadas no sistema de “play-off” à melhor de três, terão pela frente o quarto classificado, evitando desse modo “alvi-negros” e “tricolores”, com quem trava uma luta interessante pela conquista do título.

Defrontando desta vez, em mais uma jornada dupla, formações modestas, o Ferroviário não se poupou a esforços, atingindo a centena de pontos com toda a naturalidade: 106-52 ao Benfica de Quelimane, “lanterna vermelha” do campeonato, e 100-64 à Real Sociedade, de quem se esperava mais dinamismo na competição e quiçá lutar pela quarta vaga de qualificação para as meias-finais.

Não acontecendo esta possibilidade com a Real Sociedade, está o Ferroviário da Beira como equipa-sensação, tendo na noite de sexta-feira, frente ao Costa do Sol, interpretado um desafio a todos os títulos espectacular e com a incerteza quanto ao vencedor a prevalecer até à buzina. Foi, aliás, uma das melhores partidas até aqui realizadas na presente Liga Vodacom, com os “locomotivas”, mais desenvoltos nos minutos finais, a alcançarem meritoriamente o triunfo, chegando exactamente aos 100 pontos.

Maxaquene e Desportivo também não tiveram sobressaltos. Os “tricolores” castigaram os dois conjuntos beirenses, batendo o Desportivo por 123-46 e o Ferroviário pela marca de 76-71, com os “locomotivas” a lutarem até à exaustão pelo melhor resultado possível. Já os “alvi-negros” foram superiores à Real Sociedade por 92-67 e ao Benfica de Quelimane pelo “score” de 90-67.

A Liga Nacional de Basquetebol Vodacom conhecerá no próximo fim-de-semana a conclusão da primeira volta, com a disputa da sétima jornada.

Trata-se de uma ronda que se perspectiva bastante renhida, pois estarão frente-a-frente, de um lado, os quatro grandes da capital do país, e, do outro, os beirenses e os dois últimos classificados. Objectivamente, teremos os embates Ferroviário-Desportivo, em que estará em causa a a questão da liderança, Maxaquene-Costa do Sol, Ferroviário da Beira-Desportivo da Beira e Real Sociedade-Benfica de Quelimane.

FINAL DE FEMININOS

Balde de água fria para a A Politécnica e renascimento das cinzas do Ferroviário, eis como se podem analisar as meias-finais do Campeonato de Basquetebol da Cidade de Maputo em Seniores Femininos. É que, se no confronto entre estes dois conjuntos, praticamente se conjecturava a transição das “universitárias”, uma tese sustentada, sobretudo, a partir do seu triunfo na jornada inaugural, a verdade manda dizer que as “locomotivas” acabaram por dar a volta ao texto, empatando a eliminatória e, na “negra”, saírem vitoriosas.

Deste modo, temos como finalistas Desportivo e Ferroviário, que, igualmente à melhor de três, começam a discutir o título amanhã, quarta-feira, pelas 20.30 horas, no pavilhão das “alvi-negras”, ficando A Politécnica e Maxaquene na disputa do terceiro lugar, com o primeiro embate às 18.45.

Segundo o estabelecido pela Associação de Basquetebol da Cidade de Maputo, o segundo frente-a-frente verificar-se-á na quinta-feira, no pavilhão do Estrela Vermelha, e o terceiro embate, caso seja necessário, está já marcado para sábado.

O Desportivo, que juntamente com A Politécnica se qualificou para a fase final da Taça dos Campeões de África, em Novembro próximo, no Benin, não teve quaisquer problemas diante do Maxaquene, com dois triunfos consecutivos: 90-31 e 67-35. Já era aguardada a transição das”alvi-negras”, dada a diferença de ritmo competitivo com as “tricolores”.

Entre A Politécnica e Ferroviário, que reúnem nos seus planteis algumas das melhores basquetistas do nosso país, aguardava-se uma luta extremamente renhida, que, aliás, viria de facto a acontecer. No primeiro encontro, as “universitárias” venceram por 74-42, uma diferença de 32 pontos que deixou no ar a sensação de que teriam a missão facilitada, até porque a reacção das “locomotivas” tinha sido inexistente.

Veio o segundo jogo e a redenção do Ferroviário., ganhando por 67-60. Com a eliminatória empatada, era necessário o recurso ao terceiro jogo, no qual as “locomotivas” se transfiguraram, fazendo recordar os seus não remotos tempos áureos. O triunfo por 78-68 assentou-lhes muitíssimo bem, assim como a própria qualificação para a final, no epílogo de uma partida em que estiveram em evidência as estrelas Nika Gemo, Deolinda Gimo e Zinóbia Machanguana.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:59
 O que é? |  O que é? | favorito

CONTINUA a senda vitoriosa do Desportivo no Campeonato de Futsal da Cidade de Maputo. Já lá vão nove jogos só a ganhar e de forma arrasadora. Desta vez a vítima foi o Benfica, que sofreu uma humilhação (6-0), em desafio da décima jornada, que marcou o início da segunda volta.

Grandes emoções são vividas no campeonato de Futsal da cidade
Os “alvi-negros” tinham fechado a primeira volta com um triunfo de 9-2 sobre a Associação, o que espelha bem a supremacia de uma águia que parece ter plumas de pavão.

O Desportivo soma 27 pontos, seguido pela Liga Muçulmana com 21, e que ficou de fora desta jornada devido ao número ímpar de equipas.

Na luta pela terceira posição, que a par da primeira e segunda, dá acesso ao Campeonato Nacional, Atlético, Al Mahid e Académica ganharam todos.

O Atlético, que à entrada para esta ronda estava melhor posicionado, teve que vestir o fato-macaco para bater o 1º de Maio, por 4-2. Aliás, Al Mahid e Académica tiveram igualmente que arregaçar as mangas para bater Associação e Mahafil pela mesmo resultado 3-1.

O Atlético ocupa a terceira posição com 19 pontos, seguido pelo Al Mahid e Académica, ambos com 16 pontos.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:24
 O que é? |  O que é? | favorito

CONTINUA a senda vitoriosa do Desportivo no Campeonato de Futsal da Cidade de Maputo. Já lá vão nove jogos só a ganhar e de forma arrasadora. Desta vez a vítima foi o Benfica, que sofreu uma humilhação (6-0), em desafio da décima jornada, que marcou o início da segunda volta.

Grandes emoções são vividas no campeonato de Futsal da cidade
Os “alvi-negros” tinham fechado a primeira volta com um triunfo de 9-2 sobre a Associação, o que espelha bem a supremacia de uma águia que parece ter plumas de pavão.

O Desportivo soma 27 pontos, seguido pela Liga Muçulmana com 21, e que ficou de fora desta jornada devido ao número ímpar de equipas.

Na luta pela terceira posição, que a par da primeira e segunda, dá acesso ao Campeonato Nacional, Atlético, Al Mahid e Académica ganharam todos.

O Atlético, que à entrada para esta ronda estava melhor posicionado, teve que vestir o fato-macaco para bater o 1º de Maio, por 4-2. Aliás, Al Mahid e Académica tiveram igualmente que arregaçar as mangas para bater Associação e Mahafil pela mesmo resultado 3-1.

O Atlético ocupa a terceira posição com 19 pontos, seguido pelo Al Mahid e Académica, ambos com 16 pontos.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:24
 O que é? |  O que é? | favorito

FALTAS de comparências estão a manchar a ponta final do “Provincial” de Inhambane. Nova Aliança e Liga Muçulmana, ambos da Maxixe, até gazetam jogos na sua própria casa.

Esta é a equipe pricncipal do  Vilankulo FC
A situação é responsabilizada à Associação Provincial de Futebol que aceitou que clubes sem capacidade para fazer até um campeonato recreativo entrassem para a alta competição.

Vilankulo FC, líder incontestável da prova, 47 pontos, mais seis de avanço sobre o Ferroviário de Inhambane que surge na segunda posição e seu adversário esta semana, entrou já na fase da preparação de jogos da “poule” de apuramento, patrocinando viagens e outras despesas aos seus adversários.

No último fim-da-semana assumiu todas as despesas do Nova Aliança para viajar e jogar em Vilankulo, onde perdeu por três bolas sem resposta. Foi o mesmo Nova Aliança que na primeira jornada, na Maxixe, simplesmente gazeteou o jogo com todos atletas concentrados na sede do clube. O VFC chegou até de fazer o alinhamento do campo do adversário, mas debalde, pois o Nova Aliança apenas foi fazer jogo-treino depois de consumada a falta de comparência.

Quem não aceitou patrocínio do VFC foi Zualo FC de Homoíne que não se deslocou a Vilankulo na última quarta-feira, o que conferiu vitória aos pupilos de Flin que têm, na sua contabilidade, nove pontos ganhos por gazeta dos adversários.

Flin, necessitando de rodar a sua equipa, convenceu o patronato a ajudar as equipas sem condições de se deslocar a Vilankulo, pois a sua formação não pode perder ritmo competitivo tal como aconteceu quando o campeonato ficou interrompido para dar lugar à reabilitação do pelado da Maxixe.

O “Provincial” de Inhambane, que é disputado por onze equipas, registou no último fim-de-semana falta de comparência da Liga Muçulmana que, por meio de cartas, tem vindo a comunicar a Associação Provincial de Futebol da falta de fundos. O Ferroviário de Inhambane foi a Maxixe cilindrar o Arsenal de Chicuque por nove bolas sem resposta, o Palmeira de Chilacua empatou a zero bola com Temusa Costa do Sol e Liga Muçulmana da Maxixe ficou em casa num jogo que deveria realizar na sua própria cidade.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:14
 O que é? |  O que é? | favorito

FALTAS de comparências estão a manchar a ponta final do “Provincial” de Inhambane. Nova Aliança e Liga Muçulmana, ambos da Maxixe, até gazetam jogos na sua própria casa.

Esta é a equipe pricncipal do  Vilankulo FC
A situação é responsabilizada à Associação Provincial de Futebol que aceitou que clubes sem capacidade para fazer até um campeonato recreativo entrassem para a alta competição.

Vilankulo FC, líder incontestável da prova, 47 pontos, mais seis de avanço sobre o Ferroviário de Inhambane que surge na segunda posição e seu adversário esta semana, entrou já na fase da preparação de jogos da “poule” de apuramento, patrocinando viagens e outras despesas aos seus adversários.

No último fim-da-semana assumiu todas as despesas do Nova Aliança para viajar e jogar em Vilankulo, onde perdeu por três bolas sem resposta. Foi o mesmo Nova Aliança que na primeira jornada, na Maxixe, simplesmente gazeteou o jogo com todos atletas concentrados na sede do clube. O VFC chegou até de fazer o alinhamento do campo do adversário, mas debalde, pois o Nova Aliança apenas foi fazer jogo-treino depois de consumada a falta de comparência.

Quem não aceitou patrocínio do VFC foi Zualo FC de Homoíne que não se deslocou a Vilankulo na última quarta-feira, o que conferiu vitória aos pupilos de Flin que têm, na sua contabilidade, nove pontos ganhos por gazeta dos adversários.

Flin, necessitando de rodar a sua equipa, convenceu o patronato a ajudar as equipas sem condições de se deslocar a Vilankulo, pois a sua formação não pode perder ritmo competitivo tal como aconteceu quando o campeonato ficou interrompido para dar lugar à reabilitação do pelado da Maxixe.

O “Provincial” de Inhambane, que é disputado por onze equipas, registou no último fim-de-semana falta de comparência da Liga Muçulmana que, por meio de cartas, tem vindo a comunicar a Associação Provincial de Futebol da falta de fundos. O Ferroviário de Inhambane foi a Maxixe cilindrar o Arsenal de Chicuque por nove bolas sem resposta, o Palmeira de Chilacua empatou a zero bola com Temusa Costa do Sol e Liga Muçulmana da Maxixe ficou em casa num jogo que deveria realizar na sua própria cidade.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:14
 O que é? |  O que é? | favorito

Quinta jornada

Imagem Corporativa da liga vodacom
Maxaquene-Desportivo Beira (123-46)

Ferroviário-Benfica Quelimane (106-52)

Costa do Sol-Fer. Beira (92-100)

Desportivo-Real Sociedade (92-67)

Sexta jornada

Feroviário-Real Sociedade (100-64)

Desportivo-Benfica Quelimane (90-67)

Maxaquene-Fer. Beira (76-71)

Costa do Sol-Desportivo Beira (82-56)

J V D BOLAS P

FERROVIÁRIO 6 6 0 557-396 12

Desportivo 6 5 1 544-432 11

Maxaquene 6 5 1 444-310 11

Fer. Beira 6 3 3 477-420 09

Costa do Sol 6 3 3 448-416 09

Desp. Beira 6 2 4 309-483 08

Real Sociedade 6 0 6 424-370 06

Benfica Quelimane 6 0 6 347-471 06

PRÓXIMA JORNADA (7ª)

Ferroviário-Desportivo

Real Sociedade-Benfica Quelimane

Maxaquene-Costa do Sol

Ferroviário Beira-Desportivo Beira

publicado por Vaxko Zakarias às 11:00
 O que é? |  O que é? | favorito

Quinta jornada

Imagem Corporativa da liga vodacom
Maxaquene-Desportivo Beira (123-46)

Ferroviário-Benfica Quelimane (106-52)

Costa do Sol-Fer. Beira (92-100)

Desportivo-Real Sociedade (92-67)

Sexta jornada

Feroviário-Real Sociedade (100-64)

Desportivo-Benfica Quelimane (90-67)

Maxaquene-Fer. Beira (76-71)

Costa do Sol-Desportivo Beira (82-56)

J V D BOLAS P

FERROVIÁRIO 6 6 0 557-396 12

Desportivo 6 5 1 544-432 11

Maxaquene 6 5 1 444-310 11

Fer. Beira 6 3 3 477-420 09

Costa do Sol 6 3 3 448-416 09

Desp. Beira 6 2 4 309-483 08

Real Sociedade 6 0 6 424-370 06

Benfica Quelimane 6 0 6 347-471 06

PRÓXIMA JORNADA (7ª)

Ferroviário-Desportivo

Real Sociedade-Benfica Quelimane

Maxaquene-Costa do Sol

Ferroviário Beira-Desportivo Beira

publicado por Vaxko Zakarias às 11:00
 O que é? |  O que é? | favorito

COM uma estratégia eficiente, o brasileiro Rubens Barrichello venceu o Grande Prémio da Itália, no circuito de Monza, domingo, e se aproximou do líder Jenson Button na classificação geral da Fórmula 1. O piloto inglês chegou em segundo lugar, à frente do finlandês Kimi Raikkonen.

o brasileiro Rubens Barrichello venceu o Grande Prémio da Itália
Barrichello chegou aos 66 pontos e reduziu de 16 para 14 pontos a vantagem de Button, 80, na liderança do campeonato. Com o resultado de ontem, os dois pilotos da Brawn GP praticamente monopolizaram a luta pelo título, faltando quatro voltas para o fim da temporada.

Terceiro classificado geral, o alemão Sebastian Vettel fez uma corrida discreta. Chegou a sair da pista no final e terminou em oitavo, somando um ponto (54). O seu companheiro de Red Bull, o australiano Mark Webber, abandonou ainda na primeira volta e não somou pontos, seguindo na quarta posição, com 51,5.

Barrichello venceu a prova com uma boa estratégia, definida ainda no treino classificatório. Ao contrário das corridas anteriores, o brasileiro, que saiu em quinto lugar, decidiu por apenas uma parada nos “boxes”. Assim, apostou em largar com o carro mais pesado por causa do combustível, abdicando de uma posição mais favorável no “grid” de largada.

A estratégia começou a dar resultado com as paradas iniciais de Lewis Hamilton, Adrian Sutil e Kimi Raikkonen, os três primeiros classificados. Barrichello, que passou Heikki Kovalainen na largada, chegou a ficar na ponta após os “pit stops” dos três pilotos.

Com o pneu adequado e o carro mais leve, o brasileiro abriu vantagem na liderança antes de fazer a sua única paragem na prova. Voltou em quarto lugar, mas soube esperar a segunda paragem de Hamilton, Raikkonen e Sutil para voltar à ponta na volta 37 e assegurar a sua segunda vitória na temporada e a 11.ª da carreira.

A próxima etapa da F-1 será disputada no dia 27, na corrida “nocturna” de Singapura. Faltarão ainda três etapas para o fim da temporada: Japão, Brasil e Abu Dabi.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:49
 O que é? |  O que é? | favorito

COM uma estratégia eficiente, o brasileiro Rubens Barrichello venceu o Grande Prémio da Itália, no circuito de Monza, domingo, e se aproximou do líder Jenson Button na classificação geral da Fórmula 1. O piloto inglês chegou em segundo lugar, à frente do finlandês Kimi Raikkonen.

o brasileiro Rubens Barrichello venceu o Grande Prémio da Itália
Barrichello chegou aos 66 pontos e reduziu de 16 para 14 pontos a vantagem de Button, 80, na liderança do campeonato. Com o resultado de ontem, os dois pilotos da Brawn GP praticamente monopolizaram a luta pelo título, faltando quatro voltas para o fim da temporada.

Terceiro classificado geral, o alemão Sebastian Vettel fez uma corrida discreta. Chegou a sair da pista no final e terminou em oitavo, somando um ponto (54). O seu companheiro de Red Bull, o australiano Mark Webber, abandonou ainda na primeira volta e não somou pontos, seguindo na quarta posição, com 51,5.

Barrichello venceu a prova com uma boa estratégia, definida ainda no treino classificatório. Ao contrário das corridas anteriores, o brasileiro, que saiu em quinto lugar, decidiu por apenas uma parada nos “boxes”. Assim, apostou em largar com o carro mais pesado por causa do combustível, abdicando de uma posição mais favorável no “grid” de largada.

A estratégia começou a dar resultado com as paradas iniciais de Lewis Hamilton, Adrian Sutil e Kimi Raikkonen, os três primeiros classificados. Barrichello, que passou Heikki Kovalainen na largada, chegou a ficar na ponta após os “pit stops” dos três pilotos.

Com o pneu adequado e o carro mais leve, o brasileiro abriu vantagem na liderança antes de fazer a sua única paragem na prova. Voltou em quarto lugar, mas soube esperar a segunda paragem de Hamilton, Raikkonen e Sutil para voltar à ponta na volta 37 e assegurar a sua segunda vitória na temporada e a 11.ª da carreira.

A próxima etapa da F-1 será disputada no dia 27, na corrida “nocturna” de Singapura. Faltarão ainda três etapas para o fim da temporada: Japão, Brasil e Abu Dabi.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:49
 O que é? |  O que é? | favorito
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
19
20
21
25
26
27
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO