Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 11 DE Agosto 2009

A DUPLA Amélia e Rezia, em federados femininos, conquistou no último domingo, na praia da Costa do Sol (zona da Miramar), o Torneio de Vólei de Praia denominado “ARA-Sul” ao vencer na final Guigui e Constância.

O par Amélia/Rezia  MILHARES DE METICAIS PARA OS VENCEDORES
A terceira posição foi ocupada pela dupla composta por Sátira e Joaquina.

Não se realizaram as partidas de federados masculinos visto que a maioria dos jogadores está ao serviço da selecção de voleibol de sala que parte hoje para Tunis para disputar a última fase de apuramento para o “Mundial”.

Em Sub-16, a prova foi ganha por Jojó e Isidro, em masculinos. Na vertente escolar, Maxaquene e Força do Povo, em masculinos e femininos, respectivamente estiveram em evidência.

Na classe recreativa, o triunfo coube aos Novatos.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:50
 O que é? |  O que é? | favorito

A DUPLA Amélia e Rezia, em federados femininos, conquistou no último domingo, na praia da Costa do Sol (zona da Miramar), o Torneio de Vólei de Praia denominado “ARA-Sul” ao vencer na final Guigui e Constância.

O par Amélia/Rezia  MILHARES DE METICAIS PARA OS VENCEDORES
A terceira posição foi ocupada pela dupla composta por Sátira e Joaquina.

Não se realizaram as partidas de federados masculinos visto que a maioria dos jogadores está ao serviço da selecção de voleibol de sala que parte hoje para Tunis para disputar a última fase de apuramento para o “Mundial”.

Em Sub-16, a prova foi ganha por Jojó e Isidro, em masculinos. Na vertente escolar, Maxaquene e Força do Povo, em masculinos e femininos, respectivamente estiveram em evidência.

Na classe recreativa, o triunfo coube aos Novatos.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:50
 O que é? |  O que é? | favorito

PRONTO! Terminou a participação da Selecção Nacional de Seniores Masculinos no Afrobásquete Líbia-2009. Foi, uma vez mais, uma participação sem glória e absolutamente longe de alcançar os seus objectivos de melhorar as classificações das edições anteriores.

O atleta Barros em alta
Pois, à semelhança do que sucedeu há dois anos, em Angola, Moçambique acabou na 14ª e antepenúltima posição, tendo ontem perdido diante de Cabo Verde pela marca de 61-94.

A turma nacional, que no seu grupo registou somente derrotas, sucessivamente frente ao Egipto, Mali e Angola, redimiu-se deste castigo quando no domingo venceu África do Sul por dois pontos (69-67), mas ontem, para a atribuição do 13º e do 14º lugares, caiu perante os cabo-verdianos.

Mas se Moçambique, que não era candidato a nenhum lugar de destaque, repetiu o posto do último Afrobásquete, Cabo Verde terá sido a maior decepção, se considerarmos que há dois anos foi medalha de bronze (terceiro lugar), para agora conhecer tão pesada descida para a 13ª posição.

No desafio entre estas duas selecções lusófonas, realizado em Tripoli, a marcha do marcador foi o seguinte, considerando Moçambique em primeiro: 17-21, 18-20, 7-35 e 19-18, terminando com o “score” de 61-94. Como se pode depreender, o grande défice da equipa de Carlos Alberto Niquice verificou-se no terceiro período, durante o qual apenas marcou sete pontos, contra 35 dos cabo-verdianos, naquela que terá sido a maior diferença pontual que aconteceu ao longo dos 40 minutos da contenda.

Individualmente, Custódio Muchate contribuiu com 16 pontos e Octávio Magoliço com 12, enquanto Fernando Mandlate registou 10 pontos.

CAMPEONATO DA CIDADE

O Campeonato de Basquetebol da Cidade de Maputo em Seniores Femininos conclui na próxima sexta-feira a sua primeira fase, tendo como prato-forte o embate entre Desportivo e Ferroviário. No mesmo dia, “A Politécnica” terá pela frente a sua equipa “B” e Eagles jogará com Académica.

Na sexta jornada, disputada fim-de-semana, destaque para o facto de as “locomotivas” terem chegado à “chapa 100”, ao esmagar a modesta formação do Eagles pela marca de 132-21. O Desportivo esteve à beira da centena, ao ganhar à “A Politécnica” “B” por 93-40, enquanto Maxaquene, candidato ao quarto posto que também direito à transição para a segunda fase, venceu Académica por 61-37.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:41
 O que é? |  O que é? | favorito

PRONTO! Terminou a participação da Selecção Nacional de Seniores Masculinos no Afrobásquete Líbia-2009. Foi, uma vez mais, uma participação sem glória e absolutamente longe de alcançar os seus objectivos de melhorar as classificações das edições anteriores.

O atleta Barros em alta
Pois, à semelhança do que sucedeu há dois anos, em Angola, Moçambique acabou na 14ª e antepenúltima posição, tendo ontem perdido diante de Cabo Verde pela marca de 61-94.

A turma nacional, que no seu grupo registou somente derrotas, sucessivamente frente ao Egipto, Mali e Angola, redimiu-se deste castigo quando no domingo venceu África do Sul por dois pontos (69-67), mas ontem, para a atribuição do 13º e do 14º lugares, caiu perante os cabo-verdianos.

Mas se Moçambique, que não era candidato a nenhum lugar de destaque, repetiu o posto do último Afrobásquete, Cabo Verde terá sido a maior decepção, se considerarmos que há dois anos foi medalha de bronze (terceiro lugar), para agora conhecer tão pesada descida para a 13ª posição.

No desafio entre estas duas selecções lusófonas, realizado em Tripoli, a marcha do marcador foi o seguinte, considerando Moçambique em primeiro: 17-21, 18-20, 7-35 e 19-18, terminando com o “score” de 61-94. Como se pode depreender, o grande défice da equipa de Carlos Alberto Niquice verificou-se no terceiro período, durante o qual apenas marcou sete pontos, contra 35 dos cabo-verdianos, naquela que terá sido a maior diferença pontual que aconteceu ao longo dos 40 minutos da contenda.

Individualmente, Custódio Muchate contribuiu com 16 pontos e Octávio Magoliço com 12, enquanto Fernando Mandlate registou 10 pontos.

CAMPEONATO DA CIDADE

O Campeonato de Basquetebol da Cidade de Maputo em Seniores Femininos conclui na próxima sexta-feira a sua primeira fase, tendo como prato-forte o embate entre Desportivo e Ferroviário. No mesmo dia, “A Politécnica” terá pela frente a sua equipa “B” e Eagles jogará com Académica.

Na sexta jornada, disputada fim-de-semana, destaque para o facto de as “locomotivas” terem chegado à “chapa 100”, ao esmagar a modesta formação do Eagles pela marca de 132-21. O Desportivo esteve à beira da centena, ao ganhar à “A Politécnica” “B” por 93-40, enquanto Maxaquene, candidato ao quarto posto que também direito à transição para a segunda fase, venceu Académica por 61-37.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:41
 O que é? |  O que é? | favorito

O SORTEIO da Taça de Moçambique/mcel realiza-se hoje a partir das 19.00 horas numa das unidades hoteleiras da capital do país.

A cerimónia estava aprazada para ontem, mas devido a motivos organizativos foi alterada para o princípio da noite de hoje.

Recorde-se que as equipas apuradas para os quartos-de-final da segunda maior competição futebolística do país são Ferroviário de Maputo, Costa do Sol e Atlético Muçulmano (zona sul); Ferroviário da Beira, HCB de Songo e Têxtil do Púnguè (zona centro) e Ferroviário de Nacala (zona norte).

O Atlético Muçulmano é o actual detentor do título.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:32
 O que é? |  O que é? | favorito

O SORTEIO da Taça de Moçambique/mcel realiza-se hoje a partir das 19.00 horas numa das unidades hoteleiras da capital do país.

A cerimónia estava aprazada para ontem, mas devido a motivos organizativos foi alterada para o princípio da noite de hoje.

Recorde-se que as equipas apuradas para os quartos-de-final da segunda maior competição futebolística do país são Ferroviário de Maputo, Costa do Sol e Atlético Muçulmano (zona sul); Ferroviário da Beira, HCB de Songo e Têxtil do Púnguè (zona centro) e Ferroviário de Nacala (zona norte).

O Atlético Muçulmano é o actual detentor do título.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:32
 O que é? |  O que é? | favorito

NO desafio de gigantes, o Desportivo acabou sendo o mais forte vencendo a Liga Muçulmana, por 3-1, em desafio da quinta jornada do Campeonato de Futsal da Cidade de Maputo, realizado no pretérito fim-de-semana.

É verdade que

A COMISSÃO de Futebol de Cinco, vulgo futsal, da cidade de Maputo é acusada de arrogância.
o triunfo dos “alvi-negros” ainda não decide nada em termos da luta pelo título, mas é certo que se tratou de um passo gigantesco rumo a esse objectivo, visto que lideram isolados a prova com 12 pontos, mais três que a Liga e não dependem de terceiros.

RUSSO MARCA DIFERENÇA

Russo, curiosamente ex-jogador da Liga Muçulmana, foi a grande figura do encontro ao marcar dois golos e oferecer a Carlão o outro. Russo, que trocou no início da época a camisola “muçulmana” pela “alvi-negra”, começa a revelar-se como a “arma” secreta do Desportivo. É que o avançado começou o jogo no banco e tal como tinha acontecido na jornada anterior frente ao Al Mahid, saltou do banco para catapultar os “alvi-negros” para uma vitória sofrida, mas convincente.

O Desportivo teve o maior controlo do jogo. Apresentou uma melhor estrutura táctica e valeu-se do facto de Inácio Sambo com a sua experiência mexido e bem na equipa em momentos capitais. Exemplo disso foi a entrada de Russo numa altura em que as coisas estavam complicadas.

Manucho marcou o tento solitário da Liga Muçulmana.

AL MAHID GOLEADO

Esta ronda produziu uma grande surpresa, a derrota do Al Mahid frente à Académica, por 1-5. Tratou-se de uma vitória surpreendente dos “estudantes”, até pelos números exagerados. O Al Mahid é o terceiro classificado e vinha realizando boas exibições, uma das quais na partida anterior diante do Desportivo.

O Benfica venceu o 1º de Maio, por 4-1, enquanto no encerramento da jornada o Atlético bateu a Associação, por 5-4.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:18
 O que é? |  O que é? | favorito

NO desafio de gigantes, o Desportivo acabou sendo o mais forte vencendo a Liga Muçulmana, por 3-1, em desafio da quinta jornada do Campeonato de Futsal da Cidade de Maputo, realizado no pretérito fim-de-semana.

É verdade que

A COMISSÃO de Futebol de Cinco, vulgo futsal, da cidade de Maputo é acusada de arrogância.
o triunfo dos “alvi-negros” ainda não decide nada em termos da luta pelo título, mas é certo que se tratou de um passo gigantesco rumo a esse objectivo, visto que lideram isolados a prova com 12 pontos, mais três que a Liga e não dependem de terceiros.

RUSSO MARCA DIFERENÇA

Russo, curiosamente ex-jogador da Liga Muçulmana, foi a grande figura do encontro ao marcar dois golos e oferecer a Carlão o outro. Russo, que trocou no início da época a camisola “muçulmana” pela “alvi-negra”, começa a revelar-se como a “arma” secreta do Desportivo. É que o avançado começou o jogo no banco e tal como tinha acontecido na jornada anterior frente ao Al Mahid, saltou do banco para catapultar os “alvi-negros” para uma vitória sofrida, mas convincente.

O Desportivo teve o maior controlo do jogo. Apresentou uma melhor estrutura táctica e valeu-se do facto de Inácio Sambo com a sua experiência mexido e bem na equipa em momentos capitais. Exemplo disso foi a entrada de Russo numa altura em que as coisas estavam complicadas.

Manucho marcou o tento solitário da Liga Muçulmana.

AL MAHID GOLEADO

Esta ronda produziu uma grande surpresa, a derrota do Al Mahid frente à Académica, por 1-5. Tratou-se de uma vitória surpreendente dos “estudantes”, até pelos números exagerados. O Al Mahid é o terceiro classificado e vinha realizando boas exibições, uma das quais na partida anterior diante do Desportivo.

O Benfica venceu o 1º de Maio, por 4-1, enquanto no encerramento da jornada o Atlético bateu a Associação, por 5-4.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:18
 O que é? |  O que é? | favorito

O “PROVINCIAL” de futebol de Maputo está ao rubro com três equipas, nomeadamente Incomáti, Manhiça e Xinavane a dividirem a liderança quando faltam apenas quatro jornadas para o final.

Em desafios da sexta jornada da segunda volta realizadas no último fim-de-semana todos lograram vencer e de forma folgada. O Clube de Xinavane foi o que mais se evidenciou ao golear o Binó FC, por 5-0. Manhiça, por sua vez, bateu Marragra, por 4-1, enquanto o Incomáti ganhou ao Marracuene, por 3-1.

O trio lidera com 35 pontos, embora o Incomáti tenha o melhor “goal-average” (diferença nos golos marcados e sofridos).

Numa ronda repleta de golos, Djuba FC foi o que mais esteve com a pontaria afinada na goleada de 7-0 sobre o Simba, último classificado. O Desportivo da Matola venceu o Liber Bulls, por 4-1.

Esta foi a jornada mais produtiva em termos de golos. Foram ao todo marcados 26 golos, sendo que 23 pertenceram as equipas da casa.

SPORTING DE MONAPO NÃO LARGA LIDERANÇA

O Sporting de Monapo, cujos dirigentes já vieram a público dizer que o seu objectivo nesta prova é lutar para se apurar à fase da região norte do país, com vista à sua participação no Moçambola do próximo ano, não desgruda do primeiro lugar. Desde que assumiu a liderança do “Provincial” de Nampula, no início da segunda volta, o Sporting não mais largou, e já está a três jornadas no “top”.

Na décima terceira ronda, disputada fim-de-semana, a equipa de Monapo recebeu e venceu, por uma bola a zero, o Benfica de Angoche, o que lhe permite somar 33 pontos, mais um que o Desportivo de Nacala, que bateu no campo da Bela Vista, o Sporting de Nampula, por 2-0.

Na cidade de Nampula aconteceu uma partida emotiva no confronto entre o Benfica e a Casa Issufo, em que os “encarnados” quase eram surpreendidos. É que depois de estarem a ganhar, por 3-0, permitiram que a equipa adversária marcasse dois golos e ficasse muito perto da igualdade.

Com esta derrota, a Casa Issufo poderá ter hipotecado a hipótese de conquistar um dos dois primeiros lugares que dão acesso a “poule” de apuramento da zona norte para o Moçambola.

Noutras partidas que serviram apenas para o cumprimento de calendário, a equipa da Ilha de Moçambique nem precisou de jogar para somar os três pontos, visto que Sporting da Faina faltou.

A turma do Hospital Central vencia em terreno alheio, por 1-0, o Benfica de Monapo, enquanto em Angoche, a turma do ACD derrotava, por 3-0, o Sporting local.

EIS A CLASSIFICAÇÃO:

Sporting de Monapo (33 pontos); Desportivo de Nacala (32); Sporting de Nampula (27); Benfica de Nampula (26); Moçambique FC (26); Casa Issufo (25); Benfica de Monapo (18); Angoche Clube de Desportos (18); Hospital Central (15); Sporting de Angoche(15); Benfica de Angoche (15) e Sporting da Faina (2).

publicado por Vaxko Zakarias às 12:11
 O que é? |  O que é? | favorito

O “PROVINCIAL” de futebol de Maputo está ao rubro com três equipas, nomeadamente Incomáti, Manhiça e Xinavane a dividirem a liderança quando faltam apenas quatro jornadas para o final.

Em desafios da sexta jornada da segunda volta realizadas no último fim-de-semana todos lograram vencer e de forma folgada. O Clube de Xinavane foi o que mais se evidenciou ao golear o Binó FC, por 5-0. Manhiça, por sua vez, bateu Marragra, por 4-1, enquanto o Incomáti ganhou ao Marracuene, por 3-1.

O trio lidera com 35 pontos, embora o Incomáti tenha o melhor “goal-average” (diferença nos golos marcados e sofridos).

Numa ronda repleta de golos, Djuba FC foi o que mais esteve com a pontaria afinada na goleada de 7-0 sobre o Simba, último classificado. O Desportivo da Matola venceu o Liber Bulls, por 4-1.

Esta foi a jornada mais produtiva em termos de golos. Foram ao todo marcados 26 golos, sendo que 23 pertenceram as equipas da casa.

SPORTING DE MONAPO NÃO LARGA LIDERANÇA

O Sporting de Monapo, cujos dirigentes já vieram a público dizer que o seu objectivo nesta prova é lutar para se apurar à fase da região norte do país, com vista à sua participação no Moçambola do próximo ano, não desgruda do primeiro lugar. Desde que assumiu a liderança do “Provincial” de Nampula, no início da segunda volta, o Sporting não mais largou, e já está a três jornadas no “top”.

Na décima terceira ronda, disputada fim-de-semana, a equipa de Monapo recebeu e venceu, por uma bola a zero, o Benfica de Angoche, o que lhe permite somar 33 pontos, mais um que o Desportivo de Nacala, que bateu no campo da Bela Vista, o Sporting de Nampula, por 2-0.

Na cidade de Nampula aconteceu uma partida emotiva no confronto entre o Benfica e a Casa Issufo, em que os “encarnados” quase eram surpreendidos. É que depois de estarem a ganhar, por 3-0, permitiram que a equipa adversária marcasse dois golos e ficasse muito perto da igualdade.

Com esta derrota, a Casa Issufo poderá ter hipotecado a hipótese de conquistar um dos dois primeiros lugares que dão acesso a “poule” de apuramento da zona norte para o Moçambola.

Noutras partidas que serviram apenas para o cumprimento de calendário, a equipa da Ilha de Moçambique nem precisou de jogar para somar os três pontos, visto que Sporting da Faina faltou.

A turma do Hospital Central vencia em terreno alheio, por 1-0, o Benfica de Monapo, enquanto em Angoche, a turma do ACD derrotava, por 3-0, o Sporting local.

EIS A CLASSIFICAÇÃO:

Sporting de Monapo (33 pontos); Desportivo de Nacala (32); Sporting de Nampula (27); Benfica de Nampula (26); Moçambique FC (26); Casa Issufo (25); Benfica de Monapo (18); Angoche Clube de Desportos (18); Hospital Central (15); Sporting de Angoche(15); Benfica de Angoche (15) e Sporting da Faina (2).

publicado por Vaxko Zakarias às 12:11
 O que é? |  O que é? | favorito

O FC PORTO venceu domingo o Paços de Ferreira por 2-0, em Aveiro, e conquistou a 16ª Supertaça Cândido de Oliveira do seu historial. Ernesto Farías, após “brinde” de Cássio, e Bruno Alves apontaram os golos do triunfo portista na segunda parte.

O FC PORTO venceu domingo o Paços de Ferreira por 2-0
O P. Ferreira apresentou-se no “Municipal” aveirense já com quatro jogos oficiais disputados – nas pré-eliminatórias de acesso à Liga Europa – e o bom ritmo competitivo da equipa de Paulo Sérgio foi notório na primeira parte.

Exibição desinibida e com fluidez na troca da bola colocou sérias dificuldades ao FC Porto, e poderia ter resultado em golo em duas ocasiões, por Baiano (3) e Cristiano (8).

Os tetracampeões nacionais, que disputavam em Aveiro o seu primeiro compromisso oficial da época – após cinco vitórias, um empate e uma derrota nos jogos de preparação – entraram no jogo estranhamente apáticos e sem capacidade para reagir à dinâmica pacense. “Rasgos” individuais de Hulk (22) – concluído com remate de Belluschi – e Varela (23) quebraram a inércia azul-e-branca e obrigaram Cássio a dizer “presente”, dando início a período de supremacia que seria expectável desde o pontapé de saída.

Jesualdo Ferreira lançou Farías para a segunda parte, em detrimento de Belluschi, e a aposta revelou-se certeira. O avançado argentino precisou apenas de 14 minutos para fazer funcionar o marcador, aproveitando da melhor maneira “brinde” de Cássio – o guarda-redes brasileiro quis recrear-se com a bola em zona proibida e... foi buscá-la ao fundo das redes.

O golo foi rude golpe para o Paços, que se eclipsou enquanto equipa aguerrida e personalizada. O FC Porto agigantou-se e dispôs de várias ocasiões para dilatar a vantagem, o que acabou por acontecer ao “cair do pano”, com um cabeceamento fulgurante de Bruno Alves.

MOURINHO PERDE COM A LÁZIO

O Inter de Milão perdeu sábado com a Lazio por 1-2, em Pequim, no jogo que decidiu a Supertaça italiana. A equipa de José Mourinho foi superior, dispôs de um sem-número de ocasiões de golos mas acabou derrotada.

A “avalanche” ofensiva do Inter, sobretudo na segunda parte, foi incrível, sucedendo-se os lances de perigo junto da baliza do conjunto romano. Os pupilos de Mourinho encostaram o adversário “às cordas” e tudo fizeram para desfazer o nulo.

A Lazio acabaria por ganhar vantagem no marcador por intermédio de Matuzalem, na sequência de um livre apontado para a área e com uma grande dose de sorte à mistura – a bola encaminhou-se para a baliza depois de embater na face do jogador “laziale”. Três minutos volvidos, a equipa da capital voltaria a chegar ao golo, agora por Rocchi, através de um “chapéu” de belo efeito a Júlio César.

Mesmo a perder por dois golos, a equipa de Mourinho nunca se rendeu e manteve a baliza da Lazio sob constante perigo. Eto’o, com uma “bomba” na área após passe de calcanhar de Bolatelli, fez o 1-2 e devolveu a esperança aos “nerazzurri”, que ainda festejaram um segundo golo de Milito. O lance, contudo, foi anulado por fora-de-jogo de Eto’o, que fez um ligeiro desvio na bola antes desta se encaminhar para o fundo das redes.

O técnico português falhou assim a conquista do seu terceiro troféu italiano, depois de ter arrecadado a Supertaça de 2008, frente à Roma, e o scudetto em 2008/09.

… E NA INGLATERRA O CANECÃO FOI PARA O CHELSEA

A época não podia ter começado da melhor maneira para Carlo Ancelotti, conquistando a Supertaça ao Manchester United. Golos de Nani e Ricardo Carvalho em partida resolvida nos penaltes (2-2 aos 90m, 4-1 nas grandes penalidades).

Depois de um empate a dois golos ao fim de 90 minutos, foi necessário recorrer a grandes penalidades, com o Manchester a falhar por duas vezes.

Nani, logo aos 10 minutos, com um excelente remate de longe após jogada individual, marcou o primeiro golo. O Manchester controlou bem toda a primeira parte, apesar de esforços de Essien e Malouda para chegar ao empate.

O empate chegou aos 52, por Ricardo Carvalho, a marcar de cabeça e a aproveitar a má saída do guarda-redes Foster. Vinte minutos depois, o Chelsea colocou-se em vantagem pela primeira vez, com Lampard a marcar após ser servido por Drogba, num lance contestado pelos jogadores do Manchester por alegada falta de Ballack sobre o defesa Evra.

Já no tempo de compensação, Rooney fez o empate, isolando-se pela esquerda a passe de Giggs. Apito final e equipas ao centro, para os penaltes.

Lampard não falhou o primeiro remate, enquanto Giggs permitiu a defesa de Cech. Ballack também não falhou para o Chelsea, Carrick fez o primeiro para o Manchester. Drogba marcou igualmente e Evra rematou fraco, com Cech a agarrar. Por fim, Kalou bateu Foster e foi tempo de festa para os blues. (Textos e Foto da Redacção de A Bola).

publicado por Vaxko Zakarias às 12:02
 O que é? |  O que é? | favorito

O FC PORTO venceu domingo o Paços de Ferreira por 2-0, em Aveiro, e conquistou a 16ª Supertaça Cândido de Oliveira do seu historial. Ernesto Farías, após “brinde” de Cássio, e Bruno Alves apontaram os golos do triunfo portista na segunda parte.

O FC PORTO venceu domingo o Paços de Ferreira por 2-0
O P. Ferreira apresentou-se no “Municipal” aveirense já com quatro jogos oficiais disputados – nas pré-eliminatórias de acesso à Liga Europa – e o bom ritmo competitivo da equipa de Paulo Sérgio foi notório na primeira parte.

Exibição desinibida e com fluidez na troca da bola colocou sérias dificuldades ao FC Porto, e poderia ter resultado em golo em duas ocasiões, por Baiano (3) e Cristiano (8).

Os tetracampeões nacionais, que disputavam em Aveiro o seu primeiro compromisso oficial da época – após cinco vitórias, um empate e uma derrota nos jogos de preparação – entraram no jogo estranhamente apáticos e sem capacidade para reagir à dinâmica pacense. “Rasgos” individuais de Hulk (22) – concluído com remate de Belluschi – e Varela (23) quebraram a inércia azul-e-branca e obrigaram Cássio a dizer “presente”, dando início a período de supremacia que seria expectável desde o pontapé de saída.

Jesualdo Ferreira lançou Farías para a segunda parte, em detrimento de Belluschi, e a aposta revelou-se certeira. O avançado argentino precisou apenas de 14 minutos para fazer funcionar o marcador, aproveitando da melhor maneira “brinde” de Cássio – o guarda-redes brasileiro quis recrear-se com a bola em zona proibida e... foi buscá-la ao fundo das redes.

O golo foi rude golpe para o Paços, que se eclipsou enquanto equipa aguerrida e personalizada. O FC Porto agigantou-se e dispôs de várias ocasiões para dilatar a vantagem, o que acabou por acontecer ao “cair do pano”, com um cabeceamento fulgurante de Bruno Alves.

MOURINHO PERDE COM A LÁZIO

O Inter de Milão perdeu sábado com a Lazio por 1-2, em Pequim, no jogo que decidiu a Supertaça italiana. A equipa de José Mourinho foi superior, dispôs de um sem-número de ocasiões de golos mas acabou derrotada.

A “avalanche” ofensiva do Inter, sobretudo na segunda parte, foi incrível, sucedendo-se os lances de perigo junto da baliza do conjunto romano. Os pupilos de Mourinho encostaram o adversário “às cordas” e tudo fizeram para desfazer o nulo.

A Lazio acabaria por ganhar vantagem no marcador por intermédio de Matuzalem, na sequência de um livre apontado para a área e com uma grande dose de sorte à mistura – a bola encaminhou-se para a baliza depois de embater na face do jogador “laziale”. Três minutos volvidos, a equipa da capital voltaria a chegar ao golo, agora por Rocchi, através de um “chapéu” de belo efeito a Júlio César.

Mesmo a perder por dois golos, a equipa de Mourinho nunca se rendeu e manteve a baliza da Lazio sob constante perigo. Eto’o, com uma “bomba” na área após passe de calcanhar de Bolatelli, fez o 1-2 e devolveu a esperança aos “nerazzurri”, que ainda festejaram um segundo golo de Milito. O lance, contudo, foi anulado por fora-de-jogo de Eto’o, que fez um ligeiro desvio na bola antes desta se encaminhar para o fundo das redes.

O técnico português falhou assim a conquista do seu terceiro troféu italiano, depois de ter arrecadado a Supertaça de 2008, frente à Roma, e o scudetto em 2008/09.

… E NA INGLATERRA O CANECÃO FOI PARA O CHELSEA

A época não podia ter começado da melhor maneira para Carlo Ancelotti, conquistando a Supertaça ao Manchester United. Golos de Nani e Ricardo Carvalho em partida resolvida nos penaltes (2-2 aos 90m, 4-1 nas grandes penalidades).

Depois de um empate a dois golos ao fim de 90 minutos, foi necessário recorrer a grandes penalidades, com o Manchester a falhar por duas vezes.

Nani, logo aos 10 minutos, com um excelente remate de longe após jogada individual, marcou o primeiro golo. O Manchester controlou bem toda a primeira parte, apesar de esforços de Essien e Malouda para chegar ao empate.

O empate chegou aos 52, por Ricardo Carvalho, a marcar de cabeça e a aproveitar a má saída do guarda-redes Foster. Vinte minutos depois, o Chelsea colocou-se em vantagem pela primeira vez, com Lampard a marcar após ser servido por Drogba, num lance contestado pelos jogadores do Manchester por alegada falta de Ballack sobre o defesa Evra.

Já no tempo de compensação, Rooney fez o empate, isolando-se pela esquerda a passe de Giggs. Apito final e equipas ao centro, para os penaltes.

Lampard não falhou o primeiro remate, enquanto Giggs permitiu a defesa de Cech. Ballack também não falhou para o Chelsea, Carrick fez o primeiro para o Manchester. Drogba marcou igualmente e Evra rematou fraco, com Cech a agarrar. Por fim, Kalou bateu Foster e foi tempo de festa para os blues. (Textos e Foto da Redacção de A Bola).

publicado por Vaxko Zakarias às 12:02
 O que é? |  O que é? | favorito
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
16
17
21
22
23
29
30
31
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO