Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 11 DE Agosto 2009

A DUPLA Amélia e Rezia, em federados femininos, conquistou no último domingo, na praia da Costa do Sol (zona da Miramar), o Torneio de Vólei de Praia denominado “ARA-Sul” ao vencer na final Guigui e Constância.

O par Amélia/Rezia  MILHARES DE METICAIS PARA OS VENCEDORES
A terceira posição foi ocupada pela dupla composta por Sátira e Joaquina.

Não se realizaram as partidas de federados masculinos visto que a maioria dos jogadores está ao serviço da selecção de voleibol de sala que parte hoje para Tunis para disputar a última fase de apuramento para o “Mundial”.

Em Sub-16, a prova foi ganha por Jojó e Isidro, em masculinos. Na vertente escolar, Maxaquene e Força do Povo, em masculinos e femininos, respectivamente estiveram em evidência.

Na classe recreativa, o triunfo coube aos Novatos.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:50
 O que é? |  O que é? | favorito

A DUPLA Amélia e Rezia, em federados femininos, conquistou no último domingo, na praia da Costa do Sol (zona da Miramar), o Torneio de Vólei de Praia denominado “ARA-Sul” ao vencer na final Guigui e Constância.

O par Amélia/Rezia  MILHARES DE METICAIS PARA OS VENCEDORES
A terceira posição foi ocupada pela dupla composta por Sátira e Joaquina.

Não se realizaram as partidas de federados masculinos visto que a maioria dos jogadores está ao serviço da selecção de voleibol de sala que parte hoje para Tunis para disputar a última fase de apuramento para o “Mundial”.

Em Sub-16, a prova foi ganha por Jojó e Isidro, em masculinos. Na vertente escolar, Maxaquene e Força do Povo, em masculinos e femininos, respectivamente estiveram em evidência.

Na classe recreativa, o triunfo coube aos Novatos.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:50
 O que é? |  O que é? | favorito

PRONTO! Terminou a participação da Selecção Nacional de Seniores Masculinos no Afrobásquete Líbia-2009. Foi, uma vez mais, uma participação sem glória e absolutamente longe de alcançar os seus objectivos de melhorar as classificações das edições anteriores.

O atleta Barros em alta
Pois, à semelhança do que sucedeu há dois anos, em Angola, Moçambique acabou na 14ª e antepenúltima posição, tendo ontem perdido diante de Cabo Verde pela marca de 61-94.

A turma nacional, que no seu grupo registou somente derrotas, sucessivamente frente ao Egipto, Mali e Angola, redimiu-se deste castigo quando no domingo venceu África do Sul por dois pontos (69-67), mas ontem, para a atribuição do 13º e do 14º lugares, caiu perante os cabo-verdianos.

Mas se Moçambique, que não era candidato a nenhum lugar de destaque, repetiu o posto do último Afrobásquete, Cabo Verde terá sido a maior decepção, se considerarmos que há dois anos foi medalha de bronze (terceiro lugar), para agora conhecer tão pesada descida para a 13ª posição.

No desafio entre estas duas selecções lusófonas, realizado em Tripoli, a marcha do marcador foi o seguinte, considerando Moçambique em primeiro: 17-21, 18-20, 7-35 e 19-18, terminando com o “score” de 61-94. Como se pode depreender, o grande défice da equipa de Carlos Alberto Niquice verificou-se no terceiro período, durante o qual apenas marcou sete pontos, contra 35 dos cabo-verdianos, naquela que terá sido a maior diferença pontual que aconteceu ao longo dos 40 minutos da contenda.

Individualmente, Custódio Muchate contribuiu com 16 pontos e Octávio Magoliço com 12, enquanto Fernando Mandlate registou 10 pontos.

CAMPEONATO DA CIDADE

O Campeonato de Basquetebol da Cidade de Maputo em Seniores Femininos conclui na próxima sexta-feira a sua primeira fase, tendo como prato-forte o embate entre Desportivo e Ferroviário. No mesmo dia, “A Politécnica” terá pela frente a sua equipa “B” e Eagles jogará com Académica.

Na sexta jornada, disputada fim-de-semana, destaque para o facto de as “locomotivas” terem chegado à “chapa 100”, ao esmagar a modesta formação do Eagles pela marca de 132-21. O Desportivo esteve à beira da centena, ao ganhar à “A Politécnica” “B” por 93-40, enquanto Maxaquene, candidato ao quarto posto que também direito à transição para a segunda fase, venceu Académica por 61-37.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:41
 O que é? |  O que é? | favorito

PRONTO! Terminou a participação da Selecção Nacional de Seniores Masculinos no Afrobásquete Líbia-2009. Foi, uma vez mais, uma participação sem glória e absolutamente longe de alcançar os seus objectivos de melhorar as classificações das edições anteriores.

O atleta Barros em alta
Pois, à semelhança do que sucedeu há dois anos, em Angola, Moçambique acabou na 14ª e antepenúltima posição, tendo ontem perdido diante de Cabo Verde pela marca de 61-94.

A turma nacional, que no seu grupo registou somente derrotas, sucessivamente frente ao Egipto, Mali e Angola, redimiu-se deste castigo quando no domingo venceu África do Sul por dois pontos (69-67), mas ontem, para a atribuição do 13º e do 14º lugares, caiu perante os cabo-verdianos.

Mas se Moçambique, que não era candidato a nenhum lugar de destaque, repetiu o posto do último Afrobásquete, Cabo Verde terá sido a maior decepção, se considerarmos que há dois anos foi medalha de bronze (terceiro lugar), para agora conhecer tão pesada descida para a 13ª posição.

No desafio entre estas duas selecções lusófonas, realizado em Tripoli, a marcha do marcador foi o seguinte, considerando Moçambique em primeiro: 17-21, 18-20, 7-35 e 19-18, terminando com o “score” de 61-94. Como se pode depreender, o grande défice da equipa de Carlos Alberto Niquice verificou-se no terceiro período, durante o qual apenas marcou sete pontos, contra 35 dos cabo-verdianos, naquela que terá sido a maior diferença pontual que aconteceu ao longo dos 40 minutos da contenda.

Individualmente, Custódio Muchate contribuiu com 16 pontos e Octávio Magoliço com 12, enquanto Fernando Mandlate registou 10 pontos.

CAMPEONATO DA CIDADE

O Campeonato de Basquetebol da Cidade de Maputo em Seniores Femininos conclui na próxima sexta-feira a sua primeira fase, tendo como prato-forte o embate entre Desportivo e Ferroviário. No mesmo dia, “A Politécnica” terá pela frente a sua equipa “B” e Eagles jogará com Académica.

Na sexta jornada, disputada fim-de-semana, destaque para o facto de as “locomotivas” terem chegado à “chapa 100”, ao esmagar a modesta formação do Eagles pela marca de 132-21. O Desportivo esteve à beira da centena, ao ganhar à “A Politécnica” “B” por 93-40, enquanto Maxaquene, candidato ao quarto posto que também direito à transição para a segunda fase, venceu Académica por 61-37.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:41
 O que é? |  O que é? | favorito

O SORTEIO da Taça de Moçambique/mcel realiza-se hoje a partir das 19.00 horas numa das unidades hoteleiras da capital do país.

A cerimónia estava aprazada para ontem, mas devido a motivos organizativos foi alterada para o princípio da noite de hoje.

Recorde-se que as equipas apuradas para os quartos-de-final da segunda maior competição futebolística do país são Ferroviário de Maputo, Costa do Sol e Atlético Muçulmano (zona sul); Ferroviário da Beira, HCB de Songo e Têxtil do Púnguè (zona centro) e Ferroviário de Nacala (zona norte).

O Atlético Muçulmano é o actual detentor do título.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:32
 O que é? |  O que é? | favorito

O SORTEIO da Taça de Moçambique/mcel realiza-se hoje a partir das 19.00 horas numa das unidades hoteleiras da capital do país.

A cerimónia estava aprazada para ontem, mas devido a motivos organizativos foi alterada para o princípio da noite de hoje.

Recorde-se que as equipas apuradas para os quartos-de-final da segunda maior competição futebolística do país são Ferroviário de Maputo, Costa do Sol e Atlético Muçulmano (zona sul); Ferroviário da Beira, HCB de Songo e Têxtil do Púnguè (zona centro) e Ferroviário de Nacala (zona norte).

O Atlético Muçulmano é o actual detentor do título.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:32
 O que é? |  O que é? | favorito

NO desafio de gigantes, o Desportivo acabou sendo o mais forte vencendo a Liga Muçulmana, por 3-1, em desafio da quinta jornada do Campeonato de Futsal da Cidade de Maputo, realizado no pretérito fim-de-semana.

É verdade que

A COMISSÃO de Futebol de Cinco, vulgo futsal, da cidade de Maputo é acusada de arrogância.
o triunfo dos “alvi-negros” ainda não decide nada em termos da luta pelo título, mas é certo que se tratou de um passo gigantesco rumo a esse objectivo, visto que lideram isolados a prova com 12 pontos, mais três que a Liga e não dependem de terceiros.

RUSSO MARCA DIFERENÇA

Russo, curiosamente ex-jogador da Liga Muçulmana, foi a grande figura do encontro ao marcar dois golos e oferecer a Carlão o outro. Russo, que trocou no início da época a camisola “muçulmana” pela “alvi-negra”, começa a revelar-se como a “arma” secreta do Desportivo. É que o avançado começou o jogo no banco e tal como tinha acontecido na jornada anterior frente ao Al Mahid, saltou do banco para catapultar os “alvi-negros” para uma vitória sofrida, mas convincente.

O Desportivo teve o maior controlo do jogo. Apresentou uma melhor estrutura táctica e valeu-se do facto de Inácio Sambo com a sua experiência mexido e bem na equipa em momentos capitais. Exemplo disso foi a entrada de Russo numa altura em que as coisas estavam complicadas.

Manucho marcou o tento solitário da Liga Muçulmana.

AL MAHID GOLEADO

Esta ronda produziu uma grande surpresa, a derrota do Al Mahid frente à Académica, por 1-5. Tratou-se de uma vitória surpreendente dos “estudantes”, até pelos números exagerados. O Al Mahid é o terceiro classificado e vinha realizando boas exibições, uma das quais na partida anterior diante do Desportivo.

O Benfica venceu o 1º de Maio, por 4-1, enquanto no encerramento da jornada o Atlético bateu a Associação, por 5-4.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:18
 O que é? |  O que é? | favorito

NO desafio de gigantes, o Desportivo acabou sendo o mais forte vencendo a Liga Muçulmana, por 3-1, em desafio da quinta jornada do Campeonato de Futsal da Cidade de Maputo, realizado no pretérito fim-de-semana.

É verdade que

A COMISSÃO de Futebol de Cinco, vulgo futsal, da cidade de Maputo é acusada de arrogância.
o triunfo dos “alvi-negros” ainda não decide nada em termos da luta pelo título, mas é certo que se tratou de um passo gigantesco rumo a esse objectivo, visto que lideram isolados a prova com 12 pontos, mais três que a Liga e não dependem de terceiros.

RUSSO MARCA DIFERENÇA

Russo, curiosamente ex-jogador da Liga Muçulmana, foi a grande figura do encontro ao marcar dois golos e oferecer a Carlão o outro. Russo, que trocou no início da época a camisola “muçulmana” pela “alvi-negra”, começa a revelar-se como a “arma” secreta do Desportivo. É que o avançado começou o jogo no banco e tal como tinha acontecido na jornada anterior frente ao Al Mahid, saltou do banco para catapultar os “alvi-negros” para uma vitória sofrida, mas convincente.

O Desportivo teve o maior controlo do jogo. Apresentou uma melhor estrutura táctica e valeu-se do facto de Inácio Sambo com a sua experiência mexido e bem na equipa em momentos capitais. Exemplo disso foi a entrada de Russo numa altura em que as coisas estavam complicadas.

Manucho marcou o tento solitário da Liga Muçulmana.

AL MAHID GOLEADO

Esta ronda produziu uma grande surpresa, a derrota do Al Mahid frente à Académica, por 1-5. Tratou-se de uma vitória surpreendente dos “estudantes”, até pelos números exagerados. O Al Mahid é o terceiro classificado e vinha realizando boas exibições, uma das quais na partida anterior diante do Desportivo.

O Benfica venceu o 1º de Maio, por 4-1, enquanto no encerramento da jornada o Atlético bateu a Associação, por 5-4.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:18
 O que é? |  O que é? | favorito

O “PROVINCIAL” de futebol de Maputo está ao rubro com três equipas, nomeadamente Incomáti, Manhiça e Xinavane a dividirem a liderança quando faltam apenas quatro jornadas para o final.

Em desafios da sexta jornada da segunda volta realizadas no último fim-de-semana todos lograram vencer e de forma folgada. O Clube de Xinavane foi o que mais se evidenciou ao golear o Binó FC, por 5-0. Manhiça, por sua vez, bateu Marragra, por 4-1, enquanto o Incomáti ganhou ao Marracuene, por 3-1.

O trio lidera com 35 pontos, embora o Incomáti tenha o melhor “goal-average” (diferença nos golos marcados e sofridos).

Numa ronda repleta de golos, Djuba FC foi o que mais esteve com a pontaria afinada na goleada de 7-0 sobre o Simba, último classificado. O Desportivo da Matola venceu o Liber Bulls, por 4-1.

Esta foi a jornada mais produtiva em termos de golos. Foram ao todo marcados 26 golos, sendo que 23 pertenceram as equipas da casa.

SPORTING DE MONAPO NÃO LARGA LIDERANÇA

O Sporting de Monapo, cujos dirigentes já vieram a público dizer que o seu objectivo nesta prova é lutar para se apurar à fase da região norte do país, com vista à sua participação no Moçambola do próximo ano, não desgruda do primeiro lugar. Desde que assumiu a liderança do “Provincial” de Nampula, no início da segunda volta, o Sporting não mais largou, e já está a três jornadas no “top”.

Na décima terceira ronda, disputada fim-de-semana, a equipa de Monapo recebeu e venceu, por uma bola a zero, o Benfica de Angoche, o que lhe permite somar 33 pontos, mais um que o Desportivo de Nacala, que bateu no campo da Bela Vista, o Sporting de Nampula, por 2-0.

Na cidade de Nampula aconteceu uma partida emotiva no confronto entre o Benfica e a Casa Issufo, em que os “encarnados” quase eram surpreendidos. É que depois de estarem a ganhar, por 3-0, permitiram que a equipa adversária marcasse dois golos e ficasse muito perto da igualdade.

Com esta derrota, a Casa Issufo poderá ter hipotecado a hipótese de conquistar um dos dois primeiros lugares que dão acesso a “poule” de apuramento da zona norte para o Moçambola.

Noutras partidas que serviram apenas para o cumprimento de calendário, a equipa da Ilha de Moçambique nem precisou de jogar para somar os três pontos, visto que Sporting da Faina faltou.

A turma do Hospital Central vencia em terreno alheio, por 1-0, o Benfica de Monapo, enquanto em Angoche, a turma do ACD derrotava, por 3-0, o Sporting local.

EIS A CLASSIFICAÇÃO:

Sporting de Monapo (33 pontos); Desportivo de Nacala (32); Sporting de Nampula (27); Benfica de Nampula (26); Moçambique FC (26); Casa Issufo (25); Benfica de Monapo (18); Angoche Clube de Desportos (18); Hospital Central (15); Sporting de Angoche(15); Benfica de Angoche (15) e Sporting da Faina (2).

publicado por Vaxko Zakarias às 12:11
 O que é? |  O que é? | favorito

O “PROVINCIAL” de futebol de Maputo está ao rubro com três equipas, nomeadamente Incomáti, Manhiça e Xinavane a dividirem a liderança quando faltam apenas quatro jornadas para o final.

Em desafios da sexta jornada da segunda volta realizadas no último fim-de-semana todos lograram vencer e de forma folgada. O Clube de Xinavane foi o que mais se evidenciou ao golear o Binó FC, por 5-0. Manhiça, por sua vez, bateu Marragra, por 4-1, enquanto o Incomáti ganhou ao Marracuene, por 3-1.

O trio lidera com 35 pontos, embora o Incomáti tenha o melhor “goal-average” (diferença nos golos marcados e sofridos).

Numa ronda repleta de golos, Djuba FC foi o que mais esteve com a pontaria afinada na goleada de 7-0 sobre o Simba, último classificado. O Desportivo da Matola venceu o Liber Bulls, por 4-1.

Esta foi a jornada mais produtiva em termos de golos. Foram ao todo marcados 26 golos, sendo que 23 pertenceram as equipas da casa.

SPORTING DE MONAPO NÃO LARGA LIDERANÇA

O Sporting de Monapo, cujos dirigentes já vieram a público dizer que o seu objectivo nesta prova é lutar para se apurar à fase da região norte do país, com vista à sua participação no Moçambola do próximo ano, não desgruda do primeiro lugar. Desde que assumiu a liderança do “Provincial” de Nampula, no início da segunda volta, o Sporting não mais largou, e já está a três jornadas no “top”.

Na décima terceira ronda, disputada fim-de-semana, a equipa de Monapo recebeu e venceu, por uma bola a zero, o Benfica de Angoche, o que lhe permite somar 33 pontos, mais um que o Desportivo de Nacala, que bateu no campo da Bela Vista, o Sporting de Nampula, por 2-0.

Na cidade de Nampula aconteceu uma partida emotiva no confronto entre o Benfica e a Casa Issufo, em que os “encarnados” quase eram surpreendidos. É que depois de estarem a ganhar, por 3-0, permitiram que a equipa adversária marcasse dois golos e ficasse muito perto da igualdade.

Com esta derrota, a Casa Issufo poderá ter hipotecado a hipótese de conquistar um dos dois primeiros lugares que dão acesso a “poule” de apuramento da zona norte para o Moçambola.

Noutras partidas que serviram apenas para o cumprimento de calendário, a equipa da Ilha de Moçambique nem precisou de jogar para somar os três pontos, visto que Sporting da Faina faltou.

A turma do Hospital Central vencia em terreno alheio, por 1-0, o Benfica de Monapo, enquanto em Angoche, a turma do ACD derrotava, por 3-0, o Sporting local.

EIS A CLASSIFICAÇÃO:

Sporting de Monapo (33 pontos); Desportivo de Nacala (32); Sporting de Nampula (27); Benfica de Nampula (26); Moçambique FC (26); Casa Issufo (25); Benfica de Monapo (18); Angoche Clube de Desportos (18); Hospital Central (15); Sporting de Angoche(15); Benfica de Angoche (15) e Sporting da Faina (2).

publicado por Vaxko Zakarias às 12:11
 O que é? |  O que é? | favorito

O FC PORTO venceu domingo o Paços de Ferreira por 2-0, em Aveiro, e conquistou a 16ª Supertaça Cândido de Oliveira do seu historial. Ernesto Farías, após “brinde” de Cássio, e Bruno Alves apontaram os golos do triunfo portista na segunda parte.

O FC PORTO venceu domingo o Paços de Ferreira por 2-0
O P. Ferreira apresentou-se no “Municipal” aveirense já com quatro jogos oficiais disputados – nas pré-eliminatórias de acesso à Liga Europa – e o bom ritmo competitivo da equipa de Paulo Sérgio foi notório na primeira parte.

Exibição desinibida e com fluidez na troca da bola colocou sérias dificuldades ao FC Porto, e poderia ter resultado em golo em duas ocasiões, por Baiano (3) e Cristiano (8).

Os tetracampeões nacionais, que disputavam em Aveiro o seu primeiro compromisso oficial da época – após cinco vitórias, um empate e uma derrota nos jogos de preparação – entraram no jogo estranhamente apáticos e sem capacidade para reagir à dinâmica pacense. “Rasgos” individuais de Hulk (22) – concluído com remate de Belluschi – e Varela (23) quebraram a inércia azul-e-branca e obrigaram Cássio a dizer “presente”, dando início a período de supremacia que seria expectável desde o pontapé de saída.

Jesualdo Ferreira lançou Farías para a segunda parte, em detrimento de Belluschi, e a aposta revelou-se certeira. O avançado argentino precisou apenas de 14 minutos para fazer funcionar o marcador, aproveitando da melhor maneira “brinde” de Cássio – o guarda-redes brasileiro quis recrear-se com a bola em zona proibida e... foi buscá-la ao fundo das redes.

O golo foi rude golpe para o Paços, que se eclipsou enquanto equipa aguerrida e personalizada. O FC Porto agigantou-se e dispôs de várias ocasiões para dilatar a vantagem, o que acabou por acontecer ao “cair do pano”, com um cabeceamento fulgurante de Bruno Alves.

MOURINHO PERDE COM A LÁZIO

O Inter de Milão perdeu sábado com a Lazio por 1-2, em Pequim, no jogo que decidiu a Supertaça italiana. A equipa de José Mourinho foi superior, dispôs de um sem-número de ocasiões de golos mas acabou derrotada.

A “avalanche” ofensiva do Inter, sobretudo na segunda parte, foi incrível, sucedendo-se os lances de perigo junto da baliza do conjunto romano. Os pupilos de Mourinho encostaram o adversário “às cordas” e tudo fizeram para desfazer o nulo.

A Lazio acabaria por ganhar vantagem no marcador por intermédio de Matuzalem, na sequência de um livre apontado para a área e com uma grande dose de sorte à mistura – a bola encaminhou-se para a baliza depois de embater na face do jogador “laziale”. Três minutos volvidos, a equipa da capital voltaria a chegar ao golo, agora por Rocchi, através de um “chapéu” de belo efeito a Júlio César.

Mesmo a perder por dois golos, a equipa de Mourinho nunca se rendeu e manteve a baliza da Lazio sob constante perigo. Eto’o, com uma “bomba” na área após passe de calcanhar de Bolatelli, fez o 1-2 e devolveu a esperança aos “nerazzurri”, que ainda festejaram um segundo golo de Milito. O lance, contudo, foi anulado por fora-de-jogo de Eto’o, que fez um ligeiro desvio na bola antes desta se encaminhar para o fundo das redes.

O técnico português falhou assim a conquista do seu terceiro troféu italiano, depois de ter arrecadado a Supertaça de 2008, frente à Roma, e o scudetto em 2008/09.

… E NA INGLATERRA O CANECÃO FOI PARA O CHELSEA

A época não podia ter começado da melhor maneira para Carlo Ancelotti, conquistando a Supertaça ao Manchester United. Golos de Nani e Ricardo Carvalho em partida resolvida nos penaltes (2-2 aos 90m, 4-1 nas grandes penalidades).

Depois de um empate a dois golos ao fim de 90 minutos, foi necessário recorrer a grandes penalidades, com o Manchester a falhar por duas vezes.

Nani, logo aos 10 minutos, com um excelente remate de longe após jogada individual, marcou o primeiro golo. O Manchester controlou bem toda a primeira parte, apesar de esforços de Essien e Malouda para chegar ao empate.

O empate chegou aos 52, por Ricardo Carvalho, a marcar de cabeça e a aproveitar a má saída do guarda-redes Foster. Vinte minutos depois, o Chelsea colocou-se em vantagem pela primeira vez, com Lampard a marcar após ser servido por Drogba, num lance contestado pelos jogadores do Manchester por alegada falta de Ballack sobre o defesa Evra.

Já no tempo de compensação, Rooney fez o empate, isolando-se pela esquerda a passe de Giggs. Apito final e equipas ao centro, para os penaltes.

Lampard não falhou o primeiro remate, enquanto Giggs permitiu a defesa de Cech. Ballack também não falhou para o Chelsea, Carrick fez o primeiro para o Manchester. Drogba marcou igualmente e Evra rematou fraco, com Cech a agarrar. Por fim, Kalou bateu Foster e foi tempo de festa para os blues. (Textos e Foto da Redacção de A Bola).

publicado por Vaxko Zakarias às 12:02
 O que é? |  O que é? | favorito

O FC PORTO venceu domingo o Paços de Ferreira por 2-0, em Aveiro, e conquistou a 16ª Supertaça Cândido de Oliveira do seu historial. Ernesto Farías, após “brinde” de Cássio, e Bruno Alves apontaram os golos do triunfo portista na segunda parte.

O FC PORTO venceu domingo o Paços de Ferreira por 2-0
O P. Ferreira apresentou-se no “Municipal” aveirense já com quatro jogos oficiais disputados – nas pré-eliminatórias de acesso à Liga Europa – e o bom ritmo competitivo da equipa de Paulo Sérgio foi notório na primeira parte.

Exibição desinibida e com fluidez na troca da bola colocou sérias dificuldades ao FC Porto, e poderia ter resultado em golo em duas ocasiões, por Baiano (3) e Cristiano (8).

Os tetracampeões nacionais, que disputavam em Aveiro o seu primeiro compromisso oficial da época – após cinco vitórias, um empate e uma derrota nos jogos de preparação – entraram no jogo estranhamente apáticos e sem capacidade para reagir à dinâmica pacense. “Rasgos” individuais de Hulk (22) – concluído com remate de Belluschi – e Varela (23) quebraram a inércia azul-e-branca e obrigaram Cássio a dizer “presente”, dando início a período de supremacia que seria expectável desde o pontapé de saída.

Jesualdo Ferreira lançou Farías para a segunda parte, em detrimento de Belluschi, e a aposta revelou-se certeira. O avançado argentino precisou apenas de 14 minutos para fazer funcionar o marcador, aproveitando da melhor maneira “brinde” de Cássio – o guarda-redes brasileiro quis recrear-se com a bola em zona proibida e... foi buscá-la ao fundo das redes.

O golo foi rude golpe para o Paços, que se eclipsou enquanto equipa aguerrida e personalizada. O FC Porto agigantou-se e dispôs de várias ocasiões para dilatar a vantagem, o que acabou por acontecer ao “cair do pano”, com um cabeceamento fulgurante de Bruno Alves.

MOURINHO PERDE COM A LÁZIO

O Inter de Milão perdeu sábado com a Lazio por 1-2, em Pequim, no jogo que decidiu a Supertaça italiana. A equipa de José Mourinho foi superior, dispôs de um sem-número de ocasiões de golos mas acabou derrotada.

A “avalanche” ofensiva do Inter, sobretudo na segunda parte, foi incrível, sucedendo-se os lances de perigo junto da baliza do conjunto romano. Os pupilos de Mourinho encostaram o adversário “às cordas” e tudo fizeram para desfazer o nulo.

A Lazio acabaria por ganhar vantagem no marcador por intermédio de Matuzalem, na sequência de um livre apontado para a área e com uma grande dose de sorte à mistura – a bola encaminhou-se para a baliza depois de embater na face do jogador “laziale”. Três minutos volvidos, a equipa da capital voltaria a chegar ao golo, agora por Rocchi, através de um “chapéu” de belo efeito a Júlio César.

Mesmo a perder por dois golos, a equipa de Mourinho nunca se rendeu e manteve a baliza da Lazio sob constante perigo. Eto’o, com uma “bomba” na área após passe de calcanhar de Bolatelli, fez o 1-2 e devolveu a esperança aos “nerazzurri”, que ainda festejaram um segundo golo de Milito. O lance, contudo, foi anulado por fora-de-jogo de Eto’o, que fez um ligeiro desvio na bola antes desta se encaminhar para o fundo das redes.

O técnico português falhou assim a conquista do seu terceiro troféu italiano, depois de ter arrecadado a Supertaça de 2008, frente à Roma, e o scudetto em 2008/09.

… E NA INGLATERRA O CANECÃO FOI PARA O CHELSEA

A época não podia ter começado da melhor maneira para Carlo Ancelotti, conquistando a Supertaça ao Manchester United. Golos de Nani e Ricardo Carvalho em partida resolvida nos penaltes (2-2 aos 90m, 4-1 nas grandes penalidades).

Depois de um empate a dois golos ao fim de 90 minutos, foi necessário recorrer a grandes penalidades, com o Manchester a falhar por duas vezes.

Nani, logo aos 10 minutos, com um excelente remate de longe após jogada individual, marcou o primeiro golo. O Manchester controlou bem toda a primeira parte, apesar de esforços de Essien e Malouda para chegar ao empate.

O empate chegou aos 52, por Ricardo Carvalho, a marcar de cabeça e a aproveitar a má saída do guarda-redes Foster. Vinte minutos depois, o Chelsea colocou-se em vantagem pela primeira vez, com Lampard a marcar após ser servido por Drogba, num lance contestado pelos jogadores do Manchester por alegada falta de Ballack sobre o defesa Evra.

Já no tempo de compensação, Rooney fez o empate, isolando-se pela esquerda a passe de Giggs. Apito final e equipas ao centro, para os penaltes.

Lampard não falhou o primeiro remate, enquanto Giggs permitiu a defesa de Cech. Ballack também não falhou para o Chelsea, Carrick fez o primeiro para o Manchester. Drogba marcou igualmente e Evra rematou fraco, com Cech a agarrar. Por fim, Kalou bateu Foster e foi tempo de festa para os blues. (Textos e Foto da Redacção de A Bola).

publicado por Vaxko Zakarias às 12:02
 O que é? |  O que é? | favorito
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
16
17
21
22
23
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO