Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 07 DE Agosto 2009

FOI o adeus ao lindo sonho que a Selecção Nacional de Seniores Masculinos transportava para o Afrobásquete Líbia-2009.

FOI o adeus ao lindo sonho que a Selecção Nacional de Seniores Masculinos transportava para o Afrobásquete Líbia-2009
O sonho de melhorar a posição alcançada há dois anos, em terras angolanas. Um adeus prematuro e ditado pela derrota, ontem, frente ao Mali por 54-67, na segunda jornada do Grupo “B” da prova, na cidade de Benghazi. É um inesperado atirar da toalha ao chão, cuja salvação só pode acontecer se, milagrosamente, a turma moçambicana vencer hoje a campeoníssima africana Angola.

Desde que foi conhecido o sorteio desta competição, as conjecturas não se fizeram esperar em relação à nossa selecção: a possibilidade de transição para a segunda fase, o que passava, no mínimo, pela obtenção do terceiro lugar, decorria da discussão directa com Egipto e Mali, pois Angola, essa, inegavelmente pertence a outra galáxia.

Só que, para tristeza nossa, a turma de Carlos Alberto Niquice iniciou o Afrobásquete Líbia-2009 com uma derrota perante um dos adversários directos, o Egipto, por 10 pontos de diferença (62-72), na quarta-feira. Esperava-se, assim, pela rectificação deste revés perante os malianos, no entanto, estes já no primeiro dia evidenciaram o seu gigantismo, quando obrigaram Angola à decisão nos derradeiros minutos da contenda.

Aliás, o Mali não quis passar uma imagem de modéstia nesta prova. Para tanto, investiu bastante forte, tendo ido buscar mais de metade da equipa na França, onde os seus atletas actuam nos melhores clubes daquele país europeu. Estava claro, “a priori”, que perante este quadro a nossa selecção dificilmente poderia superar os malianos, que até no escalão feminino estão a fazer um magnífico trabalho.

Os números do triunfo do Mali não deixam dúvidas para ninguém, a avaliar pelos seguintes parciais: 18-17, 18-16, 18-8 e 13-13, totalizando 67-54. Aliás, os moçambicanos até conseguiram oferecer alguma réplica, mas terão perdido o jogo no terceiro período.

Octávio Magoliço voltou a ser o melhor marcador da equipa, com 11 pontos, seguido de Luís Barros 10, Sete Muianga 8, Samir Adam 7, Gerson Novela 7, Canivete Júnior 4, Fernando Mandlate 4 e André Velasco 3. Amarildo Matos, Siade Cossa, Custódio Muchate e J. Bispo não marcaram nenhum ponto.

Entretanto, nos outros desafios realizados ontem, Nigéria venceu África do Sul por 97-49, Congo perdeu diante dos Camarões pela marca de 56-70, enquanto Senegal bateu República Centro-Africana por 82-69. Realizaram-se também os jogos Costa do Marfim-Líbia, Egipto-Angola, Ruanda-Cabo Verde e Tunísia-Marrocos.

Hoje, último dia da primeira fase do Afrobásquete Líbia-2009, Moçambique defronta Angola, a partir das 21.30 horas, e Egipto joga com Mali, para o Grupo “B”. Os outros embates são os seguintes: Líbia-Nigéria e Costa do Marfim-África do Sul (Grupo “A”); Camarões-Senegal e Congo-Rep. Centro-Africana (“C”); Cabo Verde-Marrocos e Ruanda-Tunísia (“D”).

publicado por Vaxko Zakarias às 13:21
 O que é? |  O que é? | favorito

FOI o adeus ao lindo sonho que a Selecção Nacional de Seniores Masculinos transportava para o Afrobásquete Líbia-2009.

FOI o adeus ao lindo sonho que a Selecção Nacional de Seniores Masculinos transportava para o Afrobásquete Líbia-2009
O sonho de melhorar a posição alcançada há dois anos, em terras angolanas. Um adeus prematuro e ditado pela derrota, ontem, frente ao Mali por 54-67, na segunda jornada do Grupo “B” da prova, na cidade de Benghazi. É um inesperado atirar da toalha ao chão, cuja salvação só pode acontecer se, milagrosamente, a turma moçambicana vencer hoje a campeoníssima africana Angola.

Desde que foi conhecido o sorteio desta competição, as conjecturas não se fizeram esperar em relação à nossa selecção: a possibilidade de transição para a segunda fase, o que passava, no mínimo, pela obtenção do terceiro lugar, decorria da discussão directa com Egipto e Mali, pois Angola, essa, inegavelmente pertence a outra galáxia.

Só que, para tristeza nossa, a turma de Carlos Alberto Niquice iniciou o Afrobásquete Líbia-2009 com uma derrota perante um dos adversários directos, o Egipto, por 10 pontos de diferença (62-72), na quarta-feira. Esperava-se, assim, pela rectificação deste revés perante os malianos, no entanto, estes já no primeiro dia evidenciaram o seu gigantismo, quando obrigaram Angola à decisão nos derradeiros minutos da contenda.

Aliás, o Mali não quis passar uma imagem de modéstia nesta prova. Para tanto, investiu bastante forte, tendo ido buscar mais de metade da equipa na França, onde os seus atletas actuam nos melhores clubes daquele país europeu. Estava claro, “a priori”, que perante este quadro a nossa selecção dificilmente poderia superar os malianos, que até no escalão feminino estão a fazer um magnífico trabalho.

Os números do triunfo do Mali não deixam dúvidas para ninguém, a avaliar pelos seguintes parciais: 18-17, 18-16, 18-8 e 13-13, totalizando 67-54. Aliás, os moçambicanos até conseguiram oferecer alguma réplica, mas terão perdido o jogo no terceiro período.

Octávio Magoliço voltou a ser o melhor marcador da equipa, com 11 pontos, seguido de Luís Barros 10, Sete Muianga 8, Samir Adam 7, Gerson Novela 7, Canivete Júnior 4, Fernando Mandlate 4 e André Velasco 3. Amarildo Matos, Siade Cossa, Custódio Muchate e J. Bispo não marcaram nenhum ponto.

Entretanto, nos outros desafios realizados ontem, Nigéria venceu África do Sul por 97-49, Congo perdeu diante dos Camarões pela marca de 56-70, enquanto Senegal bateu República Centro-Africana por 82-69. Realizaram-se também os jogos Costa do Marfim-Líbia, Egipto-Angola, Ruanda-Cabo Verde e Tunísia-Marrocos.

Hoje, último dia da primeira fase do Afrobásquete Líbia-2009, Moçambique defronta Angola, a partir das 21.30 horas, e Egipto joga com Mali, para o Grupo “B”. Os outros embates são os seguintes: Líbia-Nigéria e Costa do Marfim-África do Sul (Grupo “A”); Camarões-Senegal e Congo-Rep. Centro-Africana (“C”); Cabo Verde-Marrocos e Ruanda-Tunísia (“D”).

publicado por Vaxko Zakarias às 13:21
 O que é? |  O que é? | favorito

OS vaticínios em relação a uma ponta final de campeonato imprópria para cardíacos vão caindo às catadupas, no entanto, neste momento, é absolutamente difícil avançar o nome do provável campeão nacional de futebol de 2009.

Partida de futebol entre a Liga Muçulmana e o Desportivo
À entrada para a 19ª jornada, a complicação no grupo da frente é tal que, por exemplo, não sabemos se a Liga Muçulmana continuará no comando da prova ou se teremos um novo líder, que tanto pode ser o Ferroviário, como o Desportivo.


A diferença entre o primeiro e os segundos classificados é de apenas um ponto (37-36), num fim-de-semana em que os “muçulmanos” enfrentam uma tempestuosa viagem para o sempre inconformado Chiveve, enquanto aqueles dois, tal como os também históricos Costa do Sol e Maxaquene, estarão em casa e de certa forma desafogados.

Para a Liga Muçulmana, esta é a fase que certamente não gostaria de viver. Uma fase extremamente complicada e da qual, caso sobreviva, estará em perfeitas condições de chegar ao trono.

É que, depois do Desportivo, com quem perdeu terça-feira por uma bola sem resposta, joga domingo na Beira, diante do Ferroviário local, a partir das 15.00 horas, para a seguir receber o Costa do Sol e depois visitar o Chingale. Isto somente durante o corrente mês de Agosto, pois, no início de Setembro, após o desafio dos “Mambas” com o Quénia, terá pela frente o campeão Ferroviário. Dura, duríssima missão esta de Neca e seus pupilos, a exigir deles mais profissionalismo e serenidade, até porque o primeiro lugar é cobiçado por todos os restantes participantes no Moçambola.

A deslocação à cidade da Beira constitui motivo para indisfarçadas preocupações da equipa. É verdade que os “locomotivas” não têm feito o suficiente para agradar os seus adeptos, facto inclusive reconhecido pelo técnico Akil Marcelino, ao afirmar que o actual Ferroviário não é o mesmo da primeira volta. Todavia, pensar que esta situação menos boa atravessada pelos beirenses é um convite para algum relaxamento seria puro suicídio, uma vez que “todo o mundo” sabe que Chiveve é sempre um terreno complicado.

A determinação e genica evidenciadas pelos “muçulmanos” diante do Desportivo devem ser tomadas em consideração. A equipa lutou até à exaustão. Demonstrou bravura. Inconformismo até ao derradeiro apito do árbitro e, inclusive, desfrutou de um certo domínio dos acontecimentos.

Estes factos, se forem também capitalizados na Beira, estamos em crer que o objectivo dos três pontos pode ser alcançado, embora, sublinhamos, não se afigure nada fácil. Fanuel, Chikwepo, Micas, Vling, Marito, Gabito, Masitara, Chico e companhia terão a palavra, num time que não contará com os préstimos de Paíto, expulso no desafio de terça-feira.

CONFORTO NA CAPITAL

Aparentemente ou não, a verdade manda dizer que os outros candidatos ao título encontram-se numa situação mais desafogada comparativamente à Liga Muçulmana. Não somente por actuarem nas suas próprias casas, como também, e sobretudo, pelo nível modesto dos adversários, senão vejamos: amanhã, Desportivo recebe Textáfrica, no campo do 1º de Maio; Costa do Sol joga com Ferroviário de Nacala e, no domingo, Ferroviário enfrenta Atlético Muçulmano, no Estádio da Machava, e o Maxaquene é provavelmente o único com alguma inquietação face ao adversário que terá pela frente, o Matchedje, com quem perdeu na primeira volta.

Os “alvi-negros” estão a mostrar-se como a equipa do momento. Pela qualidade do seu futebol e acima de tudo pela sequência de resultados positivos que vêm registando. São sucessos em que o nome do avançado Aníbal é incontornável, para além do vigor de Mexer, Zainadine Júnior e Emídio e da técnica de Muandro, Mayunda e Nelson. Os “fabris” da Soalpo terão, seguramente, poucos argumentos para contrapor a um time claramente galvanizado.

À espera de uma oportunidade para dar o pontapé na crise, está o Costa do Sol. A insatisfação é absolutamente visível e enfrentar o “lanterna vermelha” Ferroviário de Nacala é a melhor coisa que pode acontecer aos “canarinhos”, neste momento. É um adversário vulnerável e para os jogadores descarregarem toda a fúria que vêm carregando nas últimas jornadas. No entanto, é preciso não esquecer que o futebol é uma caixinha de surpresas e os nacalenses ganharam na ronda passada, um triunfo que pode ter trazido um novo alento à equipa.

Endiabradíssimo, o ponta-de-lança campeão nacional Jerry será uma seta venenosa apontada para a baliza do Atlético Muçulmano. A “locomotiva” voltou a estabilizar-se nos carris, com a entrada de Chiquinho Conde. A renovação do título é assunto do dia e o facto de ter ganho em Tete, à sensação HCB de Songo, foi mais uma demonstração desta nova cara do Ferroviário. Um Ferroviário impetuoso e que naturalmente está a inquietar Arnaldo Salvado e a sua rapaziada.

O Maxaquene não guarda boas recordações do Matchedje. Na primeira volta, a turma de Nacir Armando foi de uma eficiência atacante extraordinária, situação que baralhou o esquema montado pelos “tricolores”, habituados a um Matchedje eminentemente defensivo. E agora que os “militares” se soltaram como será? Em perspectiva, pois, uma partida equilibrada e disputada com muita determinação.

O mesmo deverá suceder em Tete, no frente-a-frente entre Chingale e FC Lichinga, que praticamente disputam o mesmo espaço na tabela classificativa, daí o rigor que cada um procurará implementar na sua forma de jogar. No Estádio 25 de Junho, o Ferroviário de Nampula-HCB também promete alguma vivacidade, até porque os nortenhos, pressionados face à incómoda posição que ocupam, procuram recuperar o tempo perdido, na tentativa de pelo menos garantirem a manutenção.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:06
 O que é? |  O que é? | favorito

OS vaticínios em relação a uma ponta final de campeonato imprópria para cardíacos vão caindo às catadupas, no entanto, neste momento, é absolutamente difícil avançar o nome do provável campeão nacional de futebol de 2009.

Partida de futebol entre a Liga Muçulmana e o Desportivo
À entrada para a 19ª jornada, a complicação no grupo da frente é tal que, por exemplo, não sabemos se a Liga Muçulmana continuará no comando da prova ou se teremos um novo líder, que tanto pode ser o Ferroviário, como o Desportivo.


A diferença entre o primeiro e os segundos classificados é de apenas um ponto (37-36), num fim-de-semana em que os “muçulmanos” enfrentam uma tempestuosa viagem para o sempre inconformado Chiveve, enquanto aqueles dois, tal como os também históricos Costa do Sol e Maxaquene, estarão em casa e de certa forma desafogados.

Para a Liga Muçulmana, esta é a fase que certamente não gostaria de viver. Uma fase extremamente complicada e da qual, caso sobreviva, estará em perfeitas condições de chegar ao trono.

É que, depois do Desportivo, com quem perdeu terça-feira por uma bola sem resposta, joga domingo na Beira, diante do Ferroviário local, a partir das 15.00 horas, para a seguir receber o Costa do Sol e depois visitar o Chingale. Isto somente durante o corrente mês de Agosto, pois, no início de Setembro, após o desafio dos “Mambas” com o Quénia, terá pela frente o campeão Ferroviário. Dura, duríssima missão esta de Neca e seus pupilos, a exigir deles mais profissionalismo e serenidade, até porque o primeiro lugar é cobiçado por todos os restantes participantes no Moçambola.

A deslocação à cidade da Beira constitui motivo para indisfarçadas preocupações da equipa. É verdade que os “locomotivas” não têm feito o suficiente para agradar os seus adeptos, facto inclusive reconhecido pelo técnico Akil Marcelino, ao afirmar que o actual Ferroviário não é o mesmo da primeira volta. Todavia, pensar que esta situação menos boa atravessada pelos beirenses é um convite para algum relaxamento seria puro suicídio, uma vez que “todo o mundo” sabe que Chiveve é sempre um terreno complicado.

A determinação e genica evidenciadas pelos “muçulmanos” diante do Desportivo devem ser tomadas em consideração. A equipa lutou até à exaustão. Demonstrou bravura. Inconformismo até ao derradeiro apito do árbitro e, inclusive, desfrutou de um certo domínio dos acontecimentos.

Estes factos, se forem também capitalizados na Beira, estamos em crer que o objectivo dos três pontos pode ser alcançado, embora, sublinhamos, não se afigure nada fácil. Fanuel, Chikwepo, Micas, Vling, Marito, Gabito, Masitara, Chico e companhia terão a palavra, num time que não contará com os préstimos de Paíto, expulso no desafio de terça-feira.

CONFORTO NA CAPITAL

Aparentemente ou não, a verdade manda dizer que os outros candidatos ao título encontram-se numa situação mais desafogada comparativamente à Liga Muçulmana. Não somente por actuarem nas suas próprias casas, como também, e sobretudo, pelo nível modesto dos adversários, senão vejamos: amanhã, Desportivo recebe Textáfrica, no campo do 1º de Maio; Costa do Sol joga com Ferroviário de Nacala e, no domingo, Ferroviário enfrenta Atlético Muçulmano, no Estádio da Machava, e o Maxaquene é provavelmente o único com alguma inquietação face ao adversário que terá pela frente, o Matchedje, com quem perdeu na primeira volta.

Os “alvi-negros” estão a mostrar-se como a equipa do momento. Pela qualidade do seu futebol e acima de tudo pela sequência de resultados positivos que vêm registando. São sucessos em que o nome do avançado Aníbal é incontornável, para além do vigor de Mexer, Zainadine Júnior e Emídio e da técnica de Muandro, Mayunda e Nelson. Os “fabris” da Soalpo terão, seguramente, poucos argumentos para contrapor a um time claramente galvanizado.

À espera de uma oportunidade para dar o pontapé na crise, está o Costa do Sol. A insatisfação é absolutamente visível e enfrentar o “lanterna vermelha” Ferroviário de Nacala é a melhor coisa que pode acontecer aos “canarinhos”, neste momento. É um adversário vulnerável e para os jogadores descarregarem toda a fúria que vêm carregando nas últimas jornadas. No entanto, é preciso não esquecer que o futebol é uma caixinha de surpresas e os nacalenses ganharam na ronda passada, um triunfo que pode ter trazido um novo alento à equipa.

Endiabradíssimo, o ponta-de-lança campeão nacional Jerry será uma seta venenosa apontada para a baliza do Atlético Muçulmano. A “locomotiva” voltou a estabilizar-se nos carris, com a entrada de Chiquinho Conde. A renovação do título é assunto do dia e o facto de ter ganho em Tete, à sensação HCB de Songo, foi mais uma demonstração desta nova cara do Ferroviário. Um Ferroviário impetuoso e que naturalmente está a inquietar Arnaldo Salvado e a sua rapaziada.

O Maxaquene não guarda boas recordações do Matchedje. Na primeira volta, a turma de Nacir Armando foi de uma eficiência atacante extraordinária, situação que baralhou o esquema montado pelos “tricolores”, habituados a um Matchedje eminentemente defensivo. E agora que os “militares” se soltaram como será? Em perspectiva, pois, uma partida equilibrada e disputada com muita determinação.

O mesmo deverá suceder em Tete, no frente-a-frente entre Chingale e FC Lichinga, que praticamente disputam o mesmo espaço na tabela classificativa, daí o rigor que cada um procurará implementar na sua forma de jogar. No Estádio 25 de Junho, o Ferroviário de Nampula-HCB também promete alguma vivacidade, até porque os nortenhos, pressionados face à incómoda posição que ocupam, procuram recuperar o tempo perdido, na tentativa de pelo menos garantirem a manutenção.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:06
 O que é? |  O que é? | favorito

AMANHÃ

imagem corporativa do moçambola
Campo do 1º de Maio

15.00 – Desportivo-Textáfrica

Campo do Costa do Sol

15.00 – Costa do Sol-Fer. Nacala

DOMINGO

Campo do Maxaquene (Machava)

15.00 – Maxaquene-Matchedje

Estádio da Machava

15.00 – Ferroviário-Atlético Muçulmano

Campo do Desportivo de Tete

15.00 – Chingale-FC Lichinga

Campo do Fer. Beira

15.00 – Fer. Beira-Liga Muçulmana

Estádio 25 de Junho

15.00 – Fer. Nampula-HCB de Songo

publicado por Vaxko Zakarias às 12:58
 O que é? |  O que é? | favorito

AMANHÃ

imagem corporativa do moçambola
Campo do 1º de Maio

15.00 – Desportivo-Textáfrica

Campo do Costa do Sol

15.00 – Costa do Sol-Fer. Nacala

DOMINGO

Campo do Maxaquene (Machava)

15.00 – Maxaquene-Matchedje

Estádio da Machava

15.00 – Ferroviário-Atlético Muçulmano

Campo do Desportivo de Tete

15.00 – Chingale-FC Lichinga

Campo do Fer. Beira

15.00 – Fer. Beira-Liga Muçulmana

Estádio 25 de Junho

15.00 – Fer. Nampula-HCB de Songo

publicado por Vaxko Zakarias às 12:58
 O que é? |  O que é? | favorito

A ASSEMBLEIA-GERAL para a regularização da Federação Moçambicana de Natação e consequente eleição da nova direcção, inicialmente agendada para o próximo fim-de-semana, foi adiada para uma data ainda por indicar.

Prova de natação realizada na Cidade de Maputo
Este é o segundo adiamento desde que foi constituída a Comissão Administrativa, em Outubro do ano passado, para preencher o vazio de direcção e proceder à normalização no funcionamento da instituição, para além de preparar a própria reunião magna para a eleição dos novos corpos gerentes.

A assembleia, que tem igualmente como agenda a aprovação dos estatutos federativos e do respectivo regulamento e o regimento eleitoral, relatórios de actividades e de contas da Comissão, aguarda pela decisão da Direcção Nacional dos Desportos, que acontecerá depois desta receber daquele órgão o “dossier” sobre a matéria a ser debatida no encontro.

O presidente da Comissão, Cremildo Gonçalves, esclareceu que a não realização da assembleia deveu-se à necessidade de esclarecimento sobre o número limite e perfil dos membros que devem constituir o núcleo que vai proceder à regularização da federação. Explicou ainda que o “dossier” relacionado com a assembleia já foi preparado e as associações deram o seu parecer em relação a todos os documentos.

Mussagy Jeichande antigo presidente da Federação Moçambicana de Natação( FMN)
São membros do núcleo fundador da federação as associações de Maputo Cidade e de Sofala, as únicas existentes no país, mais oito elementos a serem indicados pela comissão e que reúnam os requisitos estabelecidos pela Lei do Desporto.

De salientar que a Comissão foi criada por ordem da DND face ao vazio de direcção na instituição, provocada pela impugnação do último escrutínio realizado em 2007, devido a várias irregularidades detectadas no processo que culminou com a eleição de Yolanda Mussá, a qual liderou interinamente a instituição depois da demissão de Mussagy Jeichande do cargo de presidente da direcção.

A DND vai arbitrar o processo eleitoral, uma vez ausente a mesa da assembleia, que se destituiu com o desmembramento da direcção anterior, precursor do processo de legalização da FMN.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:54
 O que é? |  O que é? | favorito

A ASSEMBLEIA-GERAL para a regularização da Federação Moçambicana de Natação e consequente eleição da nova direcção, inicialmente agendada para o próximo fim-de-semana, foi adiada para uma data ainda por indicar.

Prova de natação realizada na Cidade de Maputo
Este é o segundo adiamento desde que foi constituída a Comissão Administrativa, em Outubro do ano passado, para preencher o vazio de direcção e proceder à normalização no funcionamento da instituição, para além de preparar a própria reunião magna para a eleição dos novos corpos gerentes.

A assembleia, que tem igualmente como agenda a aprovação dos estatutos federativos e do respectivo regulamento e o regimento eleitoral, relatórios de actividades e de contas da Comissão, aguarda pela decisão da Direcção Nacional dos Desportos, que acontecerá depois desta receber daquele órgão o “dossier” sobre a matéria a ser debatida no encontro.

O presidente da Comissão, Cremildo Gonçalves, esclareceu que a não realização da assembleia deveu-se à necessidade de esclarecimento sobre o número limite e perfil dos membros que devem constituir o núcleo que vai proceder à regularização da federação. Explicou ainda que o “dossier” relacionado com a assembleia já foi preparado e as associações deram o seu parecer em relação a todos os documentos.

Mussagy Jeichande antigo presidente da Federação Moçambicana de Natação( FMN)
São membros do núcleo fundador da federação as associações de Maputo Cidade e de Sofala, as únicas existentes no país, mais oito elementos a serem indicados pela comissão e que reúnam os requisitos estabelecidos pela Lei do Desporto.

De salientar que a Comissão foi criada por ordem da DND face ao vazio de direcção na instituição, provocada pela impugnação do último escrutínio realizado em 2007, devido a várias irregularidades detectadas no processo que culminou com a eleição de Yolanda Mussá, a qual liderou interinamente a instituição depois da demissão de Mussagy Jeichande do cargo de presidente da direcção.

A DND vai arbitrar o processo eleitoral, uma vez ausente a mesa da assembleia, que se destituiu com o desmembramento da direcção anterior, precursor do processo de legalização da FMN.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:54
 O que é? |  O que é? | favorito
Mano-Mano Muianga vai dar o nó este fim de semana
OS “estrangeiros” Kampango, Mano, Simão, Miro, Dário Khan, Tico-Tico, Dário Monteiro, Dominguez, Genito, Gonçalves Fumo e Zé Luís fazem parte da convocatória da Selecção Nacional de Futebol para o jogo amigável da próxima quarta-feira, frente à Suazilândia, que servirá de preparação dos “Mambas” para a partida com o Quénia, referente à quarta jornada do Grupo “B” de qualificação para o Mundial e CAN de 2010.

Do grupo interno, foram convocados Whisky, Momed Hagy, Danito Parruque e Jerry, do Ferroviário de Maputo; Josimar, Alvarito e Mambo, do Costa do Sol; Binó e Lamá, da Liga Muçulmana; Mexer, do Desportivo; e Campira, do Maxaquene, totalizando 22 jogadores.

Deste grupo, o grande ausente é o esquerdino Rúben, um dos preponderantes no jogo amigável entre a Selecção Nacional de Sub-23 e o combinado principal do Lesotho, em que Moçambique ganhou por 3-1, com golos marcados por Tony, o jovem ponta-de-lança do Ferroviário da Beira.

A concentração dos “Mambas” começa às 12:00 horas de segunda-feira, no Hotel Rovuma, e estão previstas duas sessões de treino no Estádio da Machava, a primeira na tarde do mesmo dia e a outra na terça-feira de manhã.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:48
 O que é? |  O que é? | favorito
Mano-Mano Muianga vai dar o nó este fim de semana
OS “estrangeiros” Kampango, Mano, Simão, Miro, Dário Khan, Tico-Tico, Dário Monteiro, Dominguez, Genito, Gonçalves Fumo e Zé Luís fazem parte da convocatória da Selecção Nacional de Futebol para o jogo amigável da próxima quarta-feira, frente à Suazilândia, que servirá de preparação dos “Mambas” para a partida com o Quénia, referente à quarta jornada do Grupo “B” de qualificação para o Mundial e CAN de 2010.

Do grupo interno, foram convocados Whisky, Momed Hagy, Danito Parruque e Jerry, do Ferroviário de Maputo; Josimar, Alvarito e Mambo, do Costa do Sol; Binó e Lamá, da Liga Muçulmana; Mexer, do Desportivo; e Campira, do Maxaquene, totalizando 22 jogadores.

Deste grupo, o grande ausente é o esquerdino Rúben, um dos preponderantes no jogo amigável entre a Selecção Nacional de Sub-23 e o combinado principal do Lesotho, em que Moçambique ganhou por 3-1, com golos marcados por Tony, o jovem ponta-de-lança do Ferroviário da Beira.

A concentração dos “Mambas” começa às 12:00 horas de segunda-feira, no Hotel Rovuma, e estão previstas duas sessões de treino no Estádio da Machava, a primeira na tarde do mesmo dia e a outra na terça-feira de manhã.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:48
 O que é? |  O que é? | favorito

ÂNGELO Jerónimo apresentou demissão do cargo de presidente do Textáfrica, segundo nos revelou ontem o próprio, apontando como razão problemas internos que tornaram o ambiente tão azedo que, inclusive, chegou a receber ameaças de morte.

Ângelo Jerónimo demite-se da presidência do Textáfrica
Entretanto, para o seu lugar foi indicado Sérgio Elias, que vinha exercendo as funções de vice-presidente.

Explicando detalhadamente os motivos que o levaram a renunciar, Ângelo Jerónimo disse que em quase 40 anos de futebol nunca tinha vivido uma situação igual. “Nos últimos dias cheguei a receber ameaças de morte. Pediram-me para deixar o Textáfrica porque entendiam que eu era o principal culpado pelos maus resultados. O ambiente tornou-se pesado e entendi que deveria pôr o meu cargo à disposição. Tenho a minha família e não posso colocar a minha vida em risco por causa do futebol, por mais que goste”.

Questionado se foi possível identificar os responsáveis por essas ameaças, respondeu: “Não, não consegui reconhecer as suas vozes, visto que foi via telefone. Mas afirmaram que iam matar-me caso não deixasse de ser presidente do Textáfrica. Creio que é um movimento interno de pessoas que há muito tempo queriam que me retirasse”.

Ângelo Jerónimo, que assumiu o cargo de presidente em 2007, quando o Textáfrica subiu para o Moçambola, sublinhou que a sua decisão é irreversível. “Nada me fará regressar ao Textáfrica, pelo menos tão já. Por aquilo que fiz por este clube, merecia mais respeito. Fui agredido verbalmente, como se fosse um malfeitor”.

Em jeito de desabafo, disse que, quando abraçou a carreira de desportista, em particular o futebol, definiu um lema: “servir o desporto e não se servir do desporto”, pelo que se mantém fiel a esse princípio.

No Moçambola-2009, ao cabo de 18 jogos, o Textáfrica soma quatro vitó­rias, três empates e 11 derrotas e ocupa a 13ª posição, portanto, na zona da despromoção. Neste percurso já registou duas trocas de treinador: Alex Alves por Miguel Júnior e agora, na semana passada, o movimento foi inverso, isto é, Miguel Júnior por Alex Alves.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:43
 O que é? |  O que é? | favorito

ÂNGELO Jerónimo apresentou demissão do cargo de presidente do Textáfrica, segundo nos revelou ontem o próprio, apontando como razão problemas internos que tornaram o ambiente tão azedo que, inclusive, chegou a receber ameaças de morte.

Ângelo Jerónimo demite-se da presidência do Textáfrica
Entretanto, para o seu lugar foi indicado Sérgio Elias, que vinha exercendo as funções de vice-presidente.

Explicando detalhadamente os motivos que o levaram a renunciar, Ângelo Jerónimo disse que em quase 40 anos de futebol nunca tinha vivido uma situação igual. “Nos últimos dias cheguei a receber ameaças de morte. Pediram-me para deixar o Textáfrica porque entendiam que eu era o principal culpado pelos maus resultados. O ambiente tornou-se pesado e entendi que deveria pôr o meu cargo à disposição. Tenho a minha família e não posso colocar a minha vida em risco por causa do futebol, por mais que goste”.

Questionado se foi possível identificar os responsáveis por essas ameaças, respondeu: “Não, não consegui reconhecer as suas vozes, visto que foi via telefone. Mas afirmaram que iam matar-me caso não deixasse de ser presidente do Textáfrica. Creio que é um movimento interno de pessoas que há muito tempo queriam que me retirasse”.

Ângelo Jerónimo, que assumiu o cargo de presidente em 2007, quando o Textáfrica subiu para o Moçambola, sublinhou que a sua decisão é irreversível. “Nada me fará regressar ao Textáfrica, pelo menos tão já. Por aquilo que fiz por este clube, merecia mais respeito. Fui agredido verbalmente, como se fosse um malfeitor”.

Em jeito de desabafo, disse que, quando abraçou a carreira de desportista, em particular o futebol, definiu um lema: “servir o desporto e não se servir do desporto”, pelo que se mantém fiel a esse princípio.

No Moçambola-2009, ao cabo de 18 jogos, o Textáfrica soma quatro vitó­rias, três empates e 11 derrotas e ocupa a 13ª posição, portanto, na zona da despromoção. Neste percurso já registou duas trocas de treinador: Alex Alves por Miguel Júnior e agora, na semana passada, o movimento foi inverso, isto é, Miguel Júnior por Alex Alves.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:43
 O que é? |  O que é? | favorito

É DIFICIL dizer quantas vezes Desportivo e Liga Muçulmana já se defrontaram. São muitos jogos, dezenas de jogos, mas um coisa é certa: todos eles são seguidos com o mesmo nível de interesse.

As competições do futsal estão comprometidas devido à crise
A expectativa à volta do encontro é sempre igual, seja qual for o momento que as equipas atravessam e em cada despique há sempre uma nova história para contar.

Hoje, quando os dois dos maiores gigantes do futsal nacional se defrontarem, a partir das 21:30 horas, no pavilhão da Universidade Eduardo Mondlane, em desafio da quinta jornada do Campeonato da Cidade de Maputo, será certamente escrita uma nova página no livro do historial da modalidade.

O embate ganha mais interesse se atender que “alvi-negros” e “muçulmanos” lideram a prova com nove pontos. Partem, portanto, em igualdade de circunstâncias em termos de pontuação e até animicamente, pois triunfaram na última jornada, embora de maneira sofrida.

Prevê-se um duelo algo amarrado nas tácticas e que poderá ser resolvido através de desequilíbrios dos jogadores mais evoluídos tecnicamente. Neste aspecto, Carlão e Russo (Desportivo), e Ramadan e Óscar (Liga Muçulmana) são tidos como os principais artistas que num passo de magia podem puxar da cartola a receita para decidir o jogo.

A abrir a ronda, Al Mahid enfrenta Académica, a partir das 19:30 horas. O Al Mahid ocupa a terceira posição com o mesmo número de pontos que Desportivo e Liga Muçulmana, mas com um jogo a mais. Em caso de vitória tirará proveito do já referenciado confronto de gigantes.

O Benfica mede forças com o 1º de Maio às 20:30 horas.

A quinta jornada encerra amanhã, com a Associação a ombrear com Atlético Muçulmano. Este encontro tem início previsto para as 18:30 horas, o único a ter lugar no campo da Liga Muçulmana.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:36
 O que é? |  O que é? | favorito

É DIFICIL dizer quantas vezes Desportivo e Liga Muçulmana já se defrontaram. São muitos jogos, dezenas de jogos, mas um coisa é certa: todos eles são seguidos com o mesmo nível de interesse.

As competições do futsal estão comprometidas devido à crise
A expectativa à volta do encontro é sempre igual, seja qual for o momento que as equipas atravessam e em cada despique há sempre uma nova história para contar.

Hoje, quando os dois dos maiores gigantes do futsal nacional se defrontarem, a partir das 21:30 horas, no pavilhão da Universidade Eduardo Mondlane, em desafio da quinta jornada do Campeonato da Cidade de Maputo, será certamente escrita uma nova página no livro do historial da modalidade.

O embate ganha mais interesse se atender que “alvi-negros” e “muçulmanos” lideram a prova com nove pontos. Partem, portanto, em igualdade de circunstâncias em termos de pontuação e até animicamente, pois triunfaram na última jornada, embora de maneira sofrida.

Prevê-se um duelo algo amarrado nas tácticas e que poderá ser resolvido através de desequilíbrios dos jogadores mais evoluídos tecnicamente. Neste aspecto, Carlão e Russo (Desportivo), e Ramadan e Óscar (Liga Muçulmana) são tidos como os principais artistas que num passo de magia podem puxar da cartola a receita para decidir o jogo.

A abrir a ronda, Al Mahid enfrenta Académica, a partir das 19:30 horas. O Al Mahid ocupa a terceira posição com o mesmo número de pontos que Desportivo e Liga Muçulmana, mas com um jogo a mais. Em caso de vitória tirará proveito do já referenciado confronto de gigantes.

O Benfica mede forças com o 1º de Maio às 20:30 horas.

A quinta jornada encerra amanhã, com a Associação a ombrear com Atlético Muçulmano. Este encontro tem início previsto para as 18:30 horas, o único a ter lugar no campo da Liga Muçulmana.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:36
 O que é? |  O que é? | favorito

A TERCEIRA prova de motocross está agendada para o próximo domingo, no Autódromo e Touring Clube de Moçambique, na qual se estima uma participação de entre 40 a 50 pilotos nas diversas categorias.

Prova de Motocroos em Maputo
Grande expectativa reina à volta desta prova, que se inicia às 8:30 e se prolongará até às 16:00 horas, envolvendo pilotos das cidades de Xai-Xai e da Beira e convidados da vizinha Suazilândia, para proporcionar mais competitividade entre os concorrentes ao pódio.

A prova de motocross, que como essência envolve motas de duas rodas, tem a particularidade de envolver igualmente motas de quatro rodas, subdivididas pelos diversos escalões, nomeadamente iniciados, juniores, seniores e veteranos.

Os concorrentes às competições de motas de duas rodas estão, por seu turno, repartidos pelas classes MX1 e MX2.

Esta é a segunda vez que os pilotos da Beira marcam presença, destacando-se na primeira, em que participaram como convidados. Não se fizeram à última, razão pela qual o número de concorrentes reduziu. A organização da prova espera, no entanto, que com a presença destes e de convidados da Suazilândia as competições ganhem outro ritmo.

De salientar são no total seis provas que corporizam o campeonato de motocross, que reaparece depois de longos anos de interregno devido à degradação da pista de motocross, reabilitada no âmbito do projecto de revitalização do autódromo que está a ser levado a cabo pelo ATCM.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:34
 O que é? |  O que é? | favorito

A TERCEIRA prova de motocross está agendada para o próximo domingo, no Autódromo e Touring Clube de Moçambique, na qual se estima uma participação de entre 40 a 50 pilotos nas diversas categorias.

Prova de Motocroos em Maputo
Grande expectativa reina à volta desta prova, que se inicia às 8:30 e se prolongará até às 16:00 horas, envolvendo pilotos das cidades de Xai-Xai e da Beira e convidados da vizinha Suazilândia, para proporcionar mais competitividade entre os concorrentes ao pódio.

A prova de motocross, que como essência envolve motas de duas rodas, tem a particularidade de envolver igualmente motas de quatro rodas, subdivididas pelos diversos escalões, nomeadamente iniciados, juniores, seniores e veteranos.

Os concorrentes às competições de motas de duas rodas estão, por seu turno, repartidos pelas classes MX1 e MX2.

Esta é a segunda vez que os pilotos da Beira marcam presença, destacando-se na primeira, em que participaram como convidados. Não se fizeram à última, razão pela qual o número de concorrentes reduziu. A organização da prova espera, no entanto, que com a presença destes e de convidados da Suazilândia as competições ganhem outro ritmo.

De salientar são no total seis provas que corporizam o campeonato de motocross, que reaparece depois de longos anos de interregno devido à degradação da pista de motocross, reabilitada no âmbito do projecto de revitalização do autódromo que está a ser levado a cabo pelo ATCM.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:34
 O que é? |  O que é? | favorito
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
16
17
21
22
23
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO