Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 17 DE Julho 2009

O COSTA do Sol e a Liga Muçulmana, que comandam o Moçambola com 31 pontos, terão este fim-de-semana exames dificeis quando defrontarem fora de portas o HCB e o FC Lichinha, respectivamentem, em desafios pontuáveis para a 16ª jornada do Moçambola

A caminho de Harare, o campeão nacional fixa "base" no Chiveve
Os “canarinhos”, que estão em vantagem no goal-average, vêm tendo uma semana algo conturbada devido a uma alegada má utilização de Mambo no embate anterior frente ao Matchdje, terão que vestir o fato-macaco para vencer uma destemida formação da HCB, que jogo-após-jogo vem demonstrado estar a subir de forma e estar neste campeonato para discutir o resultado dos jogos com seja qual for o adversário. Na primeira volta, os “canarinhos” venceram no seu reduto por 2-0.

A Liga Muçulmana, por sua vez, desloca-se ao Niassa, para defrontar o FC Lichinga, um opositor tradicionalmente difícil de superar quando se apresenta diante do seu público. No entanto, os representantes da província que acolhe agora o V Festival Nacional de Jogos Escolares, que já vai no terceiro treinador está época, está longe de ser aquela equipa que nos últimos anos provocou dissabores às equipa grandes.

Na jornada passada o FC de Lichinga foi a Nampula vencer o Ferroviário de Nacala por 3-1 num jogo em que jogou parte considerável da partida reduzido a nove unidades. Na primeira volta, a Liga Muçulmana goleou o Lichinga, por 4-0.

Caso “canarinhos” e “muçulmanos” percam, o Ferroviário e o Desportivo podem passar a comandar o Moçambola, mas para tal terão que derrotar, respectivamente, o Textáfrica e o Ferroviário de Nacala.

Sol brilhante, vivo e fantástico contra a Liga Muçulmana
“Locomotivas” e “alvi-negros” jogam fora e têm por isso tarefas algo complicadas, principalmente o Desportivo, que vai enfrentar uma equipa moralizada com a vitória de quarta-feira na Taça de Moçambique frente ao FC Lichinga.

Na primeira volta, o Ferroviário perdeu em casa com o Textáfrica, por 0-2, naquela que constituiu a primeira surpresa da prova. O Desportivo, por seu turno, ganhou, por 2-0.

O Maxaquene é das equipas grandes a única que joga em casa. Terá pela frente o Ferroviário de Nampula. Os “tricolores” estão a realizar uma prestação repleta de solavancos, resultantes também de trocas sucessivas de treinadores (Litos, Zoran Petric) e pelo ambiente algo turvo a nível da direcção do clube.

Os “tricolores” ocupam unm modesto sétimo lugar e procuram com Zainadine ao leme vencer os nampulenses, que na primeira volta impuseram um empate a duas bolas.

Na única partida agendada para amanhã o Atlético Muçulmano recebe o Ferroviário da Beira. Os “muçulmanos” vêm de uma vitória animadora frente ao Desportivo a contar para a Taça de Moçambique. Mas doutro lado estará um Ferroviário da Beira altamente personalizado que de certeza fará de tudo para sair com os três pontos. Na primeira volta, “muçulmanos” e beirenses empataram a um golo.

Noutro desafio, o Matchedje defronta o Chingale de Tete. Ambas formações partem moralizadas para este despique, visto que os “militares” impuseram um empate ao “colosso” Costa do Sol, enquanto o tetenses fuigiram aos lugares de despromoção ao baterem em casa o Textáfrica, por 2-1.

CLASSIFICAÇÃO E JOGOS DA 16ª JORNADA

CLASSIFICAÇÃO

J V E D B P

1º COSTA DO SOL 15 9 3 2 21-6 31

2º Liga Muçulmana 15 10 1 4 19-7 31

3º Fer. Maputo 15 9 2 4 25-13 29

4º Desportivo 15 8 5 2 14-7 29

5º Ferroviário da Beira 15 5 8 2 10-6 23

6º HCB de Songo 15 6 5 4 9-8 23

7º Maxaquene 15 6 4 5 13-9 22

8º FC Lichinga 15 5 4 6 13-21 22

9º Matchedje 15 4 6 5 8-10 18

10º Atlético Muçulmano 15 4 6 5 6-10 18

11º Chingale 15 3 5 7 13-17 14

12º Textáfrica 15 4 1 10 9-15 13

13º Ferroviário de Nampula 15 1 7 7 6-13 10

14º Ferroviário de Nacala 15 1 2 12 5-26 05

//JOGOS E ÁRBITROS DA 16ª JORNADA

AMANHÃ

Campo do Maxaquene (Baixa)

15.00 - Atlético – Ferroviário da Beira

Árbitros: Araújo Martinho, auxiliado por Hneriques Langa e Estrela Gonçalves. Quarto árbitro: Felisberto José

DOMINGO

Campo do Maxaquene (Machava)

15.00 h - Maxaquene-Fer. Nampula

Árbitros: Abdul Gani, auxiliado por Adão Chitache e Eduardo Gatoma. Quarto árbitro: Amosse Lazaro

Campo da Soalpo

15.00 h - Textáfrica-Fer. Maputo

Estádio da Machava

15.00 h -Matchedje-Chingale

Árbitros: Angélica Farias, auxiliado por Edmundo Macamo e Daniel Filipe. Quarto árbitro: Estêvão Matsinhe

Campo do Desportivo de Tete

15.00 h -HCB-Costa do Sol

Árbitros: Ainad Ussene, auxliado por Arsénio Marengula e Carlos Paulino. Quarto árbitro: Isabel Abreu.

Campo Municipal de Lichinga

15.00 h -FC Lichinga- Liga Muçulmana

Árbitros. Aureliano Mabote, auxiliado por Agostinho Pelembe e Baltazar Hilário. Quarto árbitro: Orlando Januário

Estádio 25 de Junho

15.00 h - Fer.Nacala – Desportivo

Árbitros: António Massango, auxiliado por Alberto Miambo e Daniel Viegas. Quarto árbitro. Dionísio Dongaze

publicado por Vaxko Zakarias às 11:45
 O que é? |  O que é? | favorito

O COSTA do Sol e a Liga Muçulmana, que comandam o Moçambola com 31 pontos, terão este fim-de-semana exames dificeis quando defrontarem fora de portas o HCB e o FC Lichinha, respectivamentem, em desafios pontuáveis para a 16ª jornada do Moçambola

A caminho de Harare, o campeão nacional fixa "base" no Chiveve
Os “canarinhos”, que estão em vantagem no goal-average, vêm tendo uma semana algo conturbada devido a uma alegada má utilização de Mambo no embate anterior frente ao Matchdje, terão que vestir o fato-macaco para vencer uma destemida formação da HCB, que jogo-após-jogo vem demonstrado estar a subir de forma e estar neste campeonato para discutir o resultado dos jogos com seja qual for o adversário. Na primeira volta, os “canarinhos” venceram no seu reduto por 2-0.

A Liga Muçulmana, por sua vez, desloca-se ao Niassa, para defrontar o FC Lichinga, um opositor tradicionalmente difícil de superar quando se apresenta diante do seu público. No entanto, os representantes da província que acolhe agora o V Festival Nacional de Jogos Escolares, que já vai no terceiro treinador está época, está longe de ser aquela equipa que nos últimos anos provocou dissabores às equipa grandes.

Na jornada passada o FC de Lichinga foi a Nampula vencer o Ferroviário de Nacala por 3-1 num jogo em que jogou parte considerável da partida reduzido a nove unidades. Na primeira volta, a Liga Muçulmana goleou o Lichinga, por 4-0.

Caso “canarinhos” e “muçulmanos” percam, o Ferroviário e o Desportivo podem passar a comandar o Moçambola, mas para tal terão que derrotar, respectivamente, o Textáfrica e o Ferroviário de Nacala.

Sol brilhante, vivo e fantástico contra a Liga Muçulmana
“Locomotivas” e “alvi-negros” jogam fora e têm por isso tarefas algo complicadas, principalmente o Desportivo, que vai enfrentar uma equipa moralizada com a vitória de quarta-feira na Taça de Moçambique frente ao FC Lichinga.

Na primeira volta, o Ferroviário perdeu em casa com o Textáfrica, por 0-2, naquela que constituiu a primeira surpresa da prova. O Desportivo, por seu turno, ganhou, por 2-0.

O Maxaquene é das equipas grandes a única que joga em casa. Terá pela frente o Ferroviário de Nampula. Os “tricolores” estão a realizar uma prestação repleta de solavancos, resultantes também de trocas sucessivas de treinadores (Litos, Zoran Petric) e pelo ambiente algo turvo a nível da direcção do clube.

Os “tricolores” ocupam unm modesto sétimo lugar e procuram com Zainadine ao leme vencer os nampulenses, que na primeira volta impuseram um empate a duas bolas.

Na única partida agendada para amanhã o Atlético Muçulmano recebe o Ferroviário da Beira. Os “muçulmanos” vêm de uma vitória animadora frente ao Desportivo a contar para a Taça de Moçambique. Mas doutro lado estará um Ferroviário da Beira altamente personalizado que de certeza fará de tudo para sair com os três pontos. Na primeira volta, “muçulmanos” e beirenses empataram a um golo.

Noutro desafio, o Matchedje defronta o Chingale de Tete. Ambas formações partem moralizadas para este despique, visto que os “militares” impuseram um empate ao “colosso” Costa do Sol, enquanto o tetenses fuigiram aos lugares de despromoção ao baterem em casa o Textáfrica, por 2-1.

CLASSIFICAÇÃO E JOGOS DA 16ª JORNADA

CLASSIFICAÇÃO

J V E D B P

1º COSTA DO SOL 15 9 3 2 21-6 31

2º Liga Muçulmana 15 10 1 4 19-7 31

3º Fer. Maputo 15 9 2 4 25-13 29

4º Desportivo 15 8 5 2 14-7 29

5º Ferroviário da Beira 15 5 8 2 10-6 23

6º HCB de Songo 15 6 5 4 9-8 23

7º Maxaquene 15 6 4 5 13-9 22

8º FC Lichinga 15 5 4 6 13-21 22

9º Matchedje 15 4 6 5 8-10 18

10º Atlético Muçulmano 15 4 6 5 6-10 18

11º Chingale 15 3 5 7 13-17 14

12º Textáfrica 15 4 1 10 9-15 13

13º Ferroviário de Nampula 15 1 7 7 6-13 10

14º Ferroviário de Nacala 15 1 2 12 5-26 05

//JOGOS E ÁRBITROS DA 16ª JORNADA

AMANHÃ

Campo do Maxaquene (Baixa)

15.00 - Atlético – Ferroviário da Beira

Árbitros: Araújo Martinho, auxiliado por Hneriques Langa e Estrela Gonçalves. Quarto árbitro: Felisberto José

DOMINGO

Campo do Maxaquene (Machava)

15.00 h - Maxaquene-Fer. Nampula

Árbitros: Abdul Gani, auxiliado por Adão Chitache e Eduardo Gatoma. Quarto árbitro: Amosse Lazaro

Campo da Soalpo

15.00 h - Textáfrica-Fer. Maputo

Estádio da Machava

15.00 h -Matchedje-Chingale

Árbitros: Angélica Farias, auxiliado por Edmundo Macamo e Daniel Filipe. Quarto árbitro: Estêvão Matsinhe

Campo do Desportivo de Tete

15.00 h -HCB-Costa do Sol

Árbitros: Ainad Ussene, auxliado por Arsénio Marengula e Carlos Paulino. Quarto árbitro: Isabel Abreu.

Campo Municipal de Lichinga

15.00 h -FC Lichinga- Liga Muçulmana

Árbitros. Aureliano Mabote, auxiliado por Agostinho Pelembe e Baltazar Hilário. Quarto árbitro: Orlando Januário

Estádio 25 de Junho

15.00 h - Fer.Nacala – Desportivo

Árbitros: António Massango, auxiliado por Alberto Miambo e Daniel Viegas. Quarto árbitro. Dionísio Dongaze

publicado por Vaxko Zakarias às 11:45
 O que é? |  O que é? | favorito

A DUPLA moçambicana de voleibol constituída por Délcio Soares e Augusto Cherinda foi afastada, na noite de ontem na praia de Oeiras, na segunda ronda deste torneio dos segundos Jogos da Lusofonia, pelo poderoso duo português (Miguel Maia/João Brenha).

Dupla Miguel Maia/João Brenha
A Selecção Nacional havia vencido no período da manhã uma dupla cabo-verdiana, por 2-0, com os parciais de 21-15 e 21-15. Ainda ontem, Edson Barrama, do Taekwondo, foi afastado prematuramente por um atleta da Índia, enquanto o seu companheiro de equipa Nicolau Sambo, só entra em prova na tarde de hoje.

A avaliar por aquilo que tem sido a prestação moçambicana, tudo indica que apenas ficará nas três medalhas já conquistadas (uma de prata e duas de bronze). Em basquetebol feminino, onde residiam as esperanças, a Selecção Nacional vem baqueando de jornada em jornada, somando por derrotas os dois jogos já realizados, primeiro frente a Portugal e depois ao Brasil.

Em futebol, dos três jogos já efectuados, os “Mambinhas” de sub-20 apenas arrecadaram uma vitória, por sinal, frente à equipa mais fraca da competição. Hoje, à excepção de Edson Barrama e da dupla de voleibol que ainda vai lutar pelos lugares do meio da tabela, as restantes selecções moçambicanas estarão de folga, quando caminhamos já para o final desta edição.

QUADRO DE RESULTADOS E CLASSIFICAÇÕES ACTUAIS

BASQUETEBOL

1º Portugal (6 pontos), 2º Brasil (4), 3º Angola (3), 4º Moçambique (2) e 5º Cabo Verde

RESULTADOS: Angola, 40-Portugal, 53; Brasil 74-Cabo Verde, 21; Angola, 71-Cabo Verde, 22; Portugal, 71-Moçambique, 62; Brasil, 58-Moçambique, 53 e Cabo Verde, 42-Portugal, 63

PRÓXIMOS JOGOS: Cabo Verde-Moçambique; Angola-Brasil; Brasil-Portugal e Angola Moçambique.

FUTEBOL

CLASSIFICAÇÃO: 1º Cabo Verde (6 pontos), 2º Angola (6), 3º Portugal (3), 4º Moçambique (3) e 5º Índia (0).

RESULTADOS: Índia, 0-Moçambqiue, 2; Cabo Verde, 1-Portugal, 0; Angola, 5-Moçambique, 0; Portugal, 2-Moçambique, 0 e Índia, 0-Angola, 2

PRÓXIMOS JOGOS: Portugal-Índia, Cabo Verde-Angola, Cabo Verde-Moçambique e Portugal-Angola

Gil Carvalho, em Lisboa

publicado por Vaxko Zakarias às 11:15
 O que é? |  O que é? | favorito

A DUPLA moçambicana de voleibol constituída por Délcio Soares e Augusto Cherinda foi afastada, na noite de ontem na praia de Oeiras, na segunda ronda deste torneio dos segundos Jogos da Lusofonia, pelo poderoso duo português (Miguel Maia/João Brenha).

Dupla Miguel Maia/João Brenha
A Selecção Nacional havia vencido no período da manhã uma dupla cabo-verdiana, por 2-0, com os parciais de 21-15 e 21-15. Ainda ontem, Edson Barrama, do Taekwondo, foi afastado prematuramente por um atleta da Índia, enquanto o seu companheiro de equipa Nicolau Sambo, só entra em prova na tarde de hoje.

A avaliar por aquilo que tem sido a prestação moçambicana, tudo indica que apenas ficará nas três medalhas já conquistadas (uma de prata e duas de bronze). Em basquetebol feminino, onde residiam as esperanças, a Selecção Nacional vem baqueando de jornada em jornada, somando por derrotas os dois jogos já realizados, primeiro frente a Portugal e depois ao Brasil.

Em futebol, dos três jogos já efectuados, os “Mambinhas” de sub-20 apenas arrecadaram uma vitória, por sinal, frente à equipa mais fraca da competição. Hoje, à excepção de Edson Barrama e da dupla de voleibol que ainda vai lutar pelos lugares do meio da tabela, as restantes selecções moçambicanas estarão de folga, quando caminhamos já para o final desta edição.

QUADRO DE RESULTADOS E CLASSIFICAÇÕES ACTUAIS

BASQUETEBOL

1º Portugal (6 pontos), 2º Brasil (4), 3º Angola (3), 4º Moçambique (2) e 5º Cabo Verde

RESULTADOS: Angola, 40-Portugal, 53; Brasil 74-Cabo Verde, 21; Angola, 71-Cabo Verde, 22; Portugal, 71-Moçambique, 62; Brasil, 58-Moçambique, 53 e Cabo Verde, 42-Portugal, 63

PRÓXIMOS JOGOS: Cabo Verde-Moçambique; Angola-Brasil; Brasil-Portugal e Angola Moçambique.

FUTEBOL

CLASSIFICAÇÃO: 1º Cabo Verde (6 pontos), 2º Angola (6), 3º Portugal (3), 4º Moçambique (3) e 5º Índia (0).

RESULTADOS: Índia, 0-Moçambqiue, 2; Cabo Verde, 1-Portugal, 0; Angola, 5-Moçambique, 0; Portugal, 2-Moçambique, 0 e Índia, 0-Angola, 2

PRÓXIMOS JOGOS: Portugal-Índia, Cabo Verde-Angola, Cabo Verde-Moçambique e Portugal-Angola

Gil Carvalho, em Lisboa

publicado por Vaxko Zakarias às 11:15
 O que é? |  O que é? | favorito

HOJE é o dia em que as emoções no IX Festival Nacional dos Jogos Desportivos Escolares subirão de tom, pois serão decididos os finalistas de cinco das seis modalidades que corporizam o evento cujo palco é a capital do Niassa, Lichinga

 Niassa em queda livre após entrada empolgante
Trata-se de um dia em que a alegria e a tristeza se misturarão entre as selecções que lograram chegar a esta fase, depois de um percurso bastante delicado que sempre caracteriza a primeira fase deste que é o maior movimento desportivo escolar do país.

O dia de hoje torna-se ainda muito importante para aquelas selecções que não conseguiram almejar os principais objectivos que perseguiam neste evento e que, por essa razão, não conseguiram maior espaço nestas meias-finais, caso concreto da província anfitriã, que tem na modalidade de atletismo, que entra em cena a partir de hoje, para salvar a sua honra.

Aliás, os anfitriões deram o aviso de que estão em condições de travar uma forte luta entre os que pela tradição têm ocupado o pódio nesta que é uma das modalidades mais atractivas deste evento, casos de Manica e Tete. Niassa dominou as provas de demonstração que marcaram a cerimónia da inauguração da pista de Lichinga, no passado sábado.

Mais do que tudo que se espera do dia de hoje, as grandes expectativas estão obviamente à volta das semifinais nas modalidades de futebol e basquetebol, que preencherão os principais palcos destes jogos, nomeadamente o Campo Municipal 1º de Maio e o Pavilhão de Lichinga, que têm acolhido um grande número de espectadores locais.

Zambézia, como anunciámos anteriormente, estará em peso nestas meias-finais, com destaque para futebol masculino e basquetebol masculino e feminino, andebol e voleibol masculinos e já está nas finais de xadrez, em ambos sexos, em que terá como adversários Inhambane e Manica, respectivamente. As finais de xadrez têm a particularidade de serem as primeiras. Realizam-se esta tarde, no IFAPA.

Este será prenúncio de um vencedor antecipado? Tudo indica que sim, mas as contas por si esclarecerão o resto e tudo começa por hoje, em que terá que vincar a supremacia exibida ao longo da primeira fase.

Hoje é por sinal o dia mais importante para os anfitriões que têm a confiança depositada apenas na equipa de futebol feminino, que dominou a série A e que disputará o acesso à final com Manica, segundo apurado da série B, a partir das 14.45 horas.

Niassa, que teve inicialmente um percurso brilhante no futebol masculino, quebrou o ritmo perdendo dois jogos dos cinco previstos, falhando desta feita uma das vagas para as meias-finais. Ficou em terceiro lugar também na série A.

Niassa falhou quase nas mesmas circunstâncias o apuramento em basquetebol masculino, onde claramente demonstrou que tem valores e, por sinal, deu réplica aos principais intervenientes da sua série, por sinal, os favoritos à conquista do título, nomeadamente Zambézia e Maputo Cidade. Com este desfecho, a presença do Niassa nas meias-finais resume-se ao futebol e xadrez feminino.

Aliás, a situação do Niassa piorou ontem, ao ser afastado por Manica na meia-final antecipada de xadrez, o que pode precipitá-lo para os lugares da cauda na classificação geral, caso não saiba redimir-se em atletismo.

Enquanto isso, Maputo-Cidade, que veio para este festival defender o título absoluto, tem nas modalidades de basquetebol masculino e feminino, andebol masculino, voleibol masculino e feminino o seu sonho de renovar as esperanças em relação ao pódio, depois de ter sido afastado completamente em futebol.

Tudo é possível, já que é um dos que têm maior presença nas meias-finais, e tem igualmente hoje uma missão espinhosa para a defesa dos seus objectivos.

É que, para além de Zambézia, temos Manica, que marcou presença nas modalidades de futebol, basquetebol e voleibol masculino e feminino, respectivamente.

Com este cenário, as previsões indicam que o vencedor absoluto desta edição poderá sair destas três províncias, mas o atletismo poderá, pela sua natureza, alterar este cenário, porque comporta maior número de provas e os menos cotados e mais fortes nesta modalidade podem aproveitar-se disso.

PROVAS DE VELOCIDADE DOMINAM 1º DIA DE CORRIDAS

O primeiro dia de competições, em atletismo, será dominado por provas de velocidade, nomeadamente eliminatórias nas corridas de 60 e 80 metros em ambos sexos e que se prolongarão por todo dia. No que respeita a provas de resistência, apenas estão agendadas finais directas em 1500 metros masculinos e femininos.

Estão igualmente agendadas provas de meio-fundo, designadamente eliminatórias em 400 metros masculinos e feminino (eliminatórias), para além de finais directas nas competições de salto em comprimento e lançamento de peso.

O dia seguinte será, por seu turno, dominado por provas de resistência, designadamente eliminatórias dos 1000, 1500 e 4x100 metros, em ambos sexos, que serão antecedidos de finais de 60 metros, finais de salto em comprimento e altura e lançamento de peso. Este dia está reservado igualmente para eliminatórias em 200 e 800 metros, finais directas em 3000 e 5000 metros, no arremesso de bola e finais de 100 metros.

As competições de atletismo encerram domingo, com finais em 80, 200, 400, 800, 1000, 5000 e 4x100 metros; salto em comprimento e altura e lançamento de peso.

C. MAPUTO VENCEDORA ABSLOUTA EM GINÁSTICA

Um facto que nunca tivemos oportunidade de anunciar é que, paralelamente às modalidades que são comuns neste evento, estiveram pela primeira em palco competições de ginástica, disciplina lançada na última edição em Quelimane através de demonstração. As provas de ginástica iniciaram segunda-feira e, pela sua natureza, terminaram mais cedo que as restantes modalidades. As finais foram disputadas na quarta-feira e os vencedores foram anunciados ontem.

A cidade de Maputo sagrou-se vencedora absoluta ao dominar as provas individuais e de pares, em ambos sexos, reunindo 15 pontos, à frente de Maputo-Província (14), que foi o seu principal concorrente. A terceira posição coube a Inhambane.

A cerimónia de distribuição de prémios individuais e colectivos tem lugar esta tarde, no Pavilhão Municipal. O vencedor absoluto receberá um troféu, para além de medalhas conquistadas individualmente.

JOGOS DAS MEIAS-FINAIS FUTEBOL

HOJE

MASCULINOS

Estádio Municipal 1º de Maio

13.00 h – Manica (1º Série B) – Gaza (2º Série A)

14.45 h – Zambézia (1º Série A) – Nampula (2º Série B)

FEMININOS

Campo do Instituto Agrário

13.00 h – Gaza (2º Série A) – Inhambane (1º Série B)

14.45 h – Niassa (1º Série A) – Manica (2º Série B)

BASQUETEBOL

AMANHÃ

MASCULINOS

Pavilhão de Lichinga

11.00 h – Zambézia (1º Série A) – Manica (2º Série B)

17.00 h – Tete (1º Série B) – Maputo Cidade (2º Série A)

FEMININOS

Pavilhão de Lichinga

9.00 h – Zambézia (1º Série A) – Sofala (2º Série B)

15.00 h – Manica (1º Série B) – Maputo Cidade (2º Série A)

ANDEBOL

HOJE

MASCULINOS

Campo Anexo ao Pavilhão Municipal

14.00 h – Maputo Cidade (1º Série A) – Inhambane (2º Série B)

15.30 h – Nampula (1º Série B) – Zambézia (2º Série A)

FEMININOS

Secundária Eduardo Mondlane

14.00 h – Cabo Delgado (1º Série A) – Inhambane (2º Série B)

15.30 h – Sofala (1º Série B) – Gaza (2º Série A)

VOLEIBOL

HOJE

MASCULINOS

Escola Secundária de Nomba

13.00 h – Zambézia (1º Série A) – Nampula (2º Série B)

14.30 h – Manica (1º Série B) – Maputo Cidade (2º Série A)

FEMININOS

Escola Secundária de Nomba

9.00 h – Maputo Cidade (1º Série A) – Nampula (2º Série B)

10.30 h – Manica (1º Série B) – Maputo Província (2º Série A)

XADREZ

ONTEM

MASCULINOS

Maputo Província – Inhambane (0,5-0,5a)

Manica – Zambézia (0-1)

a) O desempate foi realizado no sistema de sorteio tendo vencido Inhambane

Salvador Nhantumbo, em Lichinga

publicado por Vaxko Zakarias às 10:49
 O que é? |  O que é? | favorito

HOJE é o dia em que as emoções no IX Festival Nacional dos Jogos Desportivos Escolares subirão de tom, pois serão decididos os finalistas de cinco das seis modalidades que corporizam o evento cujo palco é a capital do Niassa, Lichinga

 Niassa em queda livre após entrada empolgante
Trata-se de um dia em que a alegria e a tristeza se misturarão entre as selecções que lograram chegar a esta fase, depois de um percurso bastante delicado que sempre caracteriza a primeira fase deste que é o maior movimento desportivo escolar do país.

O dia de hoje torna-se ainda muito importante para aquelas selecções que não conseguiram almejar os principais objectivos que perseguiam neste evento e que, por essa razão, não conseguiram maior espaço nestas meias-finais, caso concreto da província anfitriã, que tem na modalidade de atletismo, que entra em cena a partir de hoje, para salvar a sua honra.

Aliás, os anfitriões deram o aviso de que estão em condições de travar uma forte luta entre os que pela tradição têm ocupado o pódio nesta que é uma das modalidades mais atractivas deste evento, casos de Manica e Tete. Niassa dominou as provas de demonstração que marcaram a cerimónia da inauguração da pista de Lichinga, no passado sábado.

Mais do que tudo que se espera do dia de hoje, as grandes expectativas estão obviamente à volta das semifinais nas modalidades de futebol e basquetebol, que preencherão os principais palcos destes jogos, nomeadamente o Campo Municipal 1º de Maio e o Pavilhão de Lichinga, que têm acolhido um grande número de espectadores locais.

Zambézia, como anunciámos anteriormente, estará em peso nestas meias-finais, com destaque para futebol masculino e basquetebol masculino e feminino, andebol e voleibol masculinos e já está nas finais de xadrez, em ambos sexos, em que terá como adversários Inhambane e Manica, respectivamente. As finais de xadrez têm a particularidade de serem as primeiras. Realizam-se esta tarde, no IFAPA.

Este será prenúncio de um vencedor antecipado? Tudo indica que sim, mas as contas por si esclarecerão o resto e tudo começa por hoje, em que terá que vincar a supremacia exibida ao longo da primeira fase.

Hoje é por sinal o dia mais importante para os anfitriões que têm a confiança depositada apenas na equipa de futebol feminino, que dominou a série A e que disputará o acesso à final com Manica, segundo apurado da série B, a partir das 14.45 horas.

Niassa, que teve inicialmente um percurso brilhante no futebol masculino, quebrou o ritmo perdendo dois jogos dos cinco previstos, falhando desta feita uma das vagas para as meias-finais. Ficou em terceiro lugar também na série A.

Niassa falhou quase nas mesmas circunstâncias o apuramento em basquetebol masculino, onde claramente demonstrou que tem valores e, por sinal, deu réplica aos principais intervenientes da sua série, por sinal, os favoritos à conquista do título, nomeadamente Zambézia e Maputo Cidade. Com este desfecho, a presença do Niassa nas meias-finais resume-se ao futebol e xadrez feminino.

Aliás, a situação do Niassa piorou ontem, ao ser afastado por Manica na meia-final antecipada de xadrez, o que pode precipitá-lo para os lugares da cauda na classificação geral, caso não saiba redimir-se em atletismo.

Enquanto isso, Maputo-Cidade, que veio para este festival defender o título absoluto, tem nas modalidades de basquetebol masculino e feminino, andebol masculino, voleibol masculino e feminino o seu sonho de renovar as esperanças em relação ao pódio, depois de ter sido afastado completamente em futebol.

Tudo é possível, já que é um dos que têm maior presença nas meias-finais, e tem igualmente hoje uma missão espinhosa para a defesa dos seus objectivos.

É que, para além de Zambézia, temos Manica, que marcou presença nas modalidades de futebol, basquetebol e voleibol masculino e feminino, respectivamente.

Com este cenário, as previsões indicam que o vencedor absoluto desta edição poderá sair destas três províncias, mas o atletismo poderá, pela sua natureza, alterar este cenário, porque comporta maior número de provas e os menos cotados e mais fortes nesta modalidade podem aproveitar-se disso.

PROVAS DE VELOCIDADE DOMINAM 1º DIA DE CORRIDAS

O primeiro dia de competições, em atletismo, será dominado por provas de velocidade, nomeadamente eliminatórias nas corridas de 60 e 80 metros em ambos sexos e que se prolongarão por todo dia. No que respeita a provas de resistência, apenas estão agendadas finais directas em 1500 metros masculinos e femininos.

Estão igualmente agendadas provas de meio-fundo, designadamente eliminatórias em 400 metros masculinos e feminino (eliminatórias), para além de finais directas nas competições de salto em comprimento e lançamento de peso.

O dia seguinte será, por seu turno, dominado por provas de resistência, designadamente eliminatórias dos 1000, 1500 e 4x100 metros, em ambos sexos, que serão antecedidos de finais de 60 metros, finais de salto em comprimento e altura e lançamento de peso. Este dia está reservado igualmente para eliminatórias em 200 e 800 metros, finais directas em 3000 e 5000 metros, no arremesso de bola e finais de 100 metros.

As competições de atletismo encerram domingo, com finais em 80, 200, 400, 800, 1000, 5000 e 4x100 metros; salto em comprimento e altura e lançamento de peso.

C. MAPUTO VENCEDORA ABSLOUTA EM GINÁSTICA

Um facto que nunca tivemos oportunidade de anunciar é que, paralelamente às modalidades que são comuns neste evento, estiveram pela primeira em palco competições de ginástica, disciplina lançada na última edição em Quelimane através de demonstração. As provas de ginástica iniciaram segunda-feira e, pela sua natureza, terminaram mais cedo que as restantes modalidades. As finais foram disputadas na quarta-feira e os vencedores foram anunciados ontem.

A cidade de Maputo sagrou-se vencedora absoluta ao dominar as provas individuais e de pares, em ambos sexos, reunindo 15 pontos, à frente de Maputo-Província (14), que foi o seu principal concorrente. A terceira posição coube a Inhambane.

A cerimónia de distribuição de prémios individuais e colectivos tem lugar esta tarde, no Pavilhão Municipal. O vencedor absoluto receberá um troféu, para além de medalhas conquistadas individualmente.

JOGOS DAS MEIAS-FINAIS FUTEBOL

HOJE

MASCULINOS

Estádio Municipal 1º de Maio

13.00 h – Manica (1º Série B) – Gaza (2º Série A)

14.45 h – Zambézia (1º Série A) – Nampula (2º Série B)

FEMININOS

Campo do Instituto Agrário

13.00 h – Gaza (2º Série A) – Inhambane (1º Série B)

14.45 h – Niassa (1º Série A) – Manica (2º Série B)

BASQUETEBOL

AMANHÃ

MASCULINOS

Pavilhão de Lichinga

11.00 h – Zambézia (1º Série A) – Manica (2º Série B)

17.00 h – Tete (1º Série B) – Maputo Cidade (2º Série A)

FEMININOS

Pavilhão de Lichinga

9.00 h – Zambézia (1º Série A) – Sofala (2º Série B)

15.00 h – Manica (1º Série B) – Maputo Cidade (2º Série A)

ANDEBOL

HOJE

MASCULINOS

Campo Anexo ao Pavilhão Municipal

14.00 h – Maputo Cidade (1º Série A) – Inhambane (2º Série B)

15.30 h – Nampula (1º Série B) – Zambézia (2º Série A)

FEMININOS

Secundária Eduardo Mondlane

14.00 h – Cabo Delgado (1º Série A) – Inhambane (2º Série B)

15.30 h – Sofala (1º Série B) – Gaza (2º Série A)

VOLEIBOL

HOJE

MASCULINOS

Escola Secundária de Nomba

13.00 h – Zambézia (1º Série A) – Nampula (2º Série B)

14.30 h – Manica (1º Série B) – Maputo Cidade (2º Série A)

FEMININOS

Escola Secundária de Nomba

9.00 h – Maputo Cidade (1º Série A) – Nampula (2º Série B)

10.30 h – Manica (1º Série B) – Maputo Província (2º Série A)

XADREZ

ONTEM

MASCULINOS

Maputo Província – Inhambane (0,5-0,5a)

Manica – Zambézia (0-1)

a) O desempate foi realizado no sistema de sorteio tendo vencido Inhambane

Salvador Nhantumbo, em Lichinga

publicado por Vaxko Zakarias às 10:49
 O que é? |  O que é? | favorito

ROMÁRIO voltou a centrar as atenções da Imprensa brasileira e, desta feita, não pelos melhores motivos.

Romário homenageado pela selecção brasileira
O ex-internacional brasileiro passou a noite de terça para quarta-feira numa cela da 16.ª delegacia (esquadra) do Rio de Janeiro - na Barra da Tijuca - por não ter pago a pensão alimentar à ex-mulher, Mónica Santoro, com quem teve dois filhos.

O valor em causa é equivalente a cerca de 1,2 milhão de meticais, verba entretanto já liquidada por Romário.

Certo é que a dívida inicial o obrigou a passar uma noite na cela.

"Ele dormiu no chão, num pano, e está um pouco debilitado pelo cansaço. Foi tratado igual aos outros presos", disse o delegado (comandante de esquadra) Carlos Augusto Monteiro.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:26
 O que é? |  O que é? | favorito

ROMÁRIO voltou a centrar as atenções da Imprensa brasileira e, desta feita, não pelos melhores motivos.

Romário homenageado pela selecção brasileira
O ex-internacional brasileiro passou a noite de terça para quarta-feira numa cela da 16.ª delegacia (esquadra) do Rio de Janeiro - na Barra da Tijuca - por não ter pago a pensão alimentar à ex-mulher, Mónica Santoro, com quem teve dois filhos.

O valor em causa é equivalente a cerca de 1,2 milhão de meticais, verba entretanto já liquidada por Romário.

Certo é que a dívida inicial o obrigou a passar uma noite na cela.

"Ele dormiu no chão, num pano, e está um pouco debilitado pelo cansaço. Foi tratado igual aos outros presos", disse o delegado (comandante de esquadra) Carlos Augusto Monteiro.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:26
 O que é? |  O que é? | favorito
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
18
19
25
26
27
29
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO