Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 13 DE Julho 2009

NIASSA deu o aviso de que está preparado para todos os desafios e de que em casa nenhum forasteiro irá mandar no IX Festival Nacional dos Jogos Desportivos Escolares, que decorrem na capital Lichinga. Isto justifica-se pelo número considerável de vitórias conseguidas na sua estreia sábado, dominando o primeiro dia de competições.

Hoje é o terceiro dia de competições e o termómetro poderá começar a esclarecer a situação de cada um dos participantes e sinais sobre o que poderá ser o seu futuro.

No entanto, a província do Niassa deu o primeiro aviso durante a inauguração da pista, na manhã do mesmo dia, pelo Presidente da República, Armando Guebuza, quando, contra todas as expectativas, denominou quase todas as corridas de demonstração, nomeadamente 100, 1500 metros, salto em cumprimento e lançamento de peso.

No mesmo dia, Niassa brindou o seu público com vitórias nas modalidades de futebol masculino e feminino, basquetebol masculino e feminino, voleibol masculino e feminino, xadrez masculino e feminino. Isto já constitui preocupação para os que à priori aparecem como favoritos e para aqueles que querem fazer valer a hegemonia imposta na última edição que teve lugar em Quelimane, casos de Maputo-cidade, vencedor absoluto. Isto por si já demonstra que a tradição pode ser quebrada e que todo cuidado é pouco para os que foram à Lichinga na condição de favoritos.

Depois de estar no pódio nas provas de demonstração em atletismo, Niassa fez vida negra a Gaza em futebol, a quem dominou completamente, sendo que o resultado foi um expressivo 3-0. Aliás, este foi o resultado mais volumoso registado na modalidade rainha na ronda inaugural e que foi dominada por empates (três em cinco jogos).

Com o Estádio Municipal 1º de Maio repleto, a equipa anfitriã fez vibrar o seu público e esta vitória marcava o início de uma epopeia que iria até à noite, na qual os anfitriões novamente deram graça à sua raça, já na modalidade de basquetebol, em que foram igualmente demolidores ao superarem novamente Gaza com uma vantagem de 34 pontos (64-30).

CIDADE DE MAPUTO MANDA NO BASQUETEBOL

Maputo-cidade voltou a vincar que em basquetebol é superior, contrariamente ao que acontece no futebol, onde claramente não pode dizer que tem hegemonia, pois as surpresas são cada vez mais constantes nestes jogos. Porém, é óbvio que não seria Gaza a fazer frente aos jogadores da capital do país na bola-ao-cesto, acabando esta província por ser cilindrada: 107-36, no mais expressivo resultado de todos os encontros da ronda inaugural.

Em futebol, como já nos referimos, já não se pode falar de tradicionais e, no caso concreto, Cabo Delgado ombreou e acabou impondo um empate (0-0) à cidade de Maputo, em masculinos. A hegemonia da capital do país prevaleceu igualemte em andebol e voleibol.

Quem teve um mau começo foi Maputo-província, com empate em futebol masculino, derrota em basquetebol e voleibol masculino e feminino frente a Zambézia e Maputo-cidade, respectivamente. Esteve bem apenas em andebol, em que venceu a província anfitriã em ambos sexos.
RESULTADOS (sábado e ontem)

Maputo, Segunda-Feira, 13 de Julho de 2009:: Notícias

FUTEBOL MASCULINO FUTEBOL FEMININO

SÉRIE A SÉRIE A

Maputo-província – Zambézia (0-0) Maputo-província – Zambézia (2-1)

Niassa – Gaza (3-0) Niassa – Gaza (1-0)

Niassa – Maputo-província (0-1) Niassa – Maputo-província (0-1)

Zambézia-Maputo-cidade (2-0) Zambézia-Maputo-cidade (0-1)

Gaza-Cabo Delgado (1-0) Gaza-Cabo Delgado (4-1)

Cabo Delgado – Maputo-cidade (0-0) Cabo Delgado – Maputo-cidade (0-2)

SÉRIE B SÉRIE B

Manica – Tete (2-2) Manica – Tete (2-0)

Nampula – Sofala (1-0) Nampula – Sofala (2-2)

Nampula – Tete (1-0) Nampula – Tete (2-0)

Inhambane-Manica (1-2) Inhambane-Manica (2-1)

BASQUETEBOL MASCULINO BASQUETEBOL FEMININO

SÉRIE A SÉRIE A

Maputo -província – Zambézia (47-72) Gaza – Maputo-cidade (12-35)

Gaza – Maputo-cidade (36-107) Cabo Delgado – Niassa (13-60)

Cabo Delgado – Niassa (30-64) Maputo -província – Zambézia (21-48)

SÉRIE B SÉRIE B

Inhambane – Tete (55-70) Inhambane – Tete (34-17)

Manica – Sofala (63-62) Manica – Sofala (44-25)

ANDEBOL MASCULINO ANDEBOL FEMININO

SÉRIE A SÉRIE A

Maputo -província – Niassa (28-20) Maputo -província – Niassa (22-12)

Cabo Delgado – Maputo-cidade (22-27) Cabo Delgado – Maputo-cidade (24-22)

Gaza – Zambézia (41-36) Gaza – Zambézia (21-4)

SÉRIE B SÉRIE B

Manica – Sofala (31-23) Manica – Sofala (12-22)

Nampula – Inhambane (36-33) Nampula – Inhambane (15-17)

VOLEIBOL MASCULINO VOLEIBOL FEMININO

SÉRIA A SÉRIE A

Niassa – Gaza (2-0) Niassa – Gaza (2-0)

Maputo Cidade – Maputo Província (2-0) Maputo Cidade – Maputo Província (2-1)

Cabo Delgado – Zambézia (0-2) Cabo Delgado – Zambézia (1-2)

XADREZ MASCULINO * XADREZ FEMININO

SÉRIE A SÉRIE A

Niassa – Maputo-cidade (1-1) Niassa – Maputo-cidade (2-0)

Gaza – Zambézia (0-2) Gaza – Zambézia (0-2)

Maputo-província – Cabo Delgado (2-0) Maputo-província – Cabo Delgado (2-0)

SÉRIE B SÉRIE B

Nampula – Inhambane (0-2) Nampula – Inhambane (1-1)

Tete – Manica (1-1) Tete – Manica (1-1)

* Salvador Nhantumbo, em Lichinga

publicado por Vaxko Zakarias às 13:55
 O que é? |  O que é? | favorito

NIASSA deu o aviso de que está preparado para todos os desafios e de que em casa nenhum forasteiro irá mandar no IX Festival Nacional dos Jogos Desportivos Escolares, que decorrem na capital Lichinga. Isto justifica-se pelo número considerável de vitórias conseguidas na sua estreia sábado, dominando o primeiro dia de competições.

Hoje é o terceiro dia de competições e o termómetro poderá começar a esclarecer a situação de cada um dos participantes e sinais sobre o que poderá ser o seu futuro.

No entanto, a província do Niassa deu o primeiro aviso durante a inauguração da pista, na manhã do mesmo dia, pelo Presidente da República, Armando Guebuza, quando, contra todas as expectativas, denominou quase todas as corridas de demonstração, nomeadamente 100, 1500 metros, salto em cumprimento e lançamento de peso.

No mesmo dia, Niassa brindou o seu público com vitórias nas modalidades de futebol masculino e feminino, basquetebol masculino e feminino, voleibol masculino e feminino, xadrez masculino e feminino. Isto já constitui preocupação para os que à priori aparecem como favoritos e para aqueles que querem fazer valer a hegemonia imposta na última edição que teve lugar em Quelimane, casos de Maputo-cidade, vencedor absoluto. Isto por si já demonstra que a tradição pode ser quebrada e que todo cuidado é pouco para os que foram à Lichinga na condição de favoritos.

Depois de estar no pódio nas provas de demonstração em atletismo, Niassa fez vida negra a Gaza em futebol, a quem dominou completamente, sendo que o resultado foi um expressivo 3-0. Aliás, este foi o resultado mais volumoso registado na modalidade rainha na ronda inaugural e que foi dominada por empates (três em cinco jogos).

Com o Estádio Municipal 1º de Maio repleto, a equipa anfitriã fez vibrar o seu público e esta vitória marcava o início de uma epopeia que iria até à noite, na qual os anfitriões novamente deram graça à sua raça, já na modalidade de basquetebol, em que foram igualmente demolidores ao superarem novamente Gaza com uma vantagem de 34 pontos (64-30).

CIDADE DE MAPUTO MANDA NO BASQUETEBOL

Maputo-cidade voltou a vincar que em basquetebol é superior, contrariamente ao que acontece no futebol, onde claramente não pode dizer que tem hegemonia, pois as surpresas são cada vez mais constantes nestes jogos. Porém, é óbvio que não seria Gaza a fazer frente aos jogadores da capital do país na bola-ao-cesto, acabando esta província por ser cilindrada: 107-36, no mais expressivo resultado de todos os encontros da ronda inaugural.

Em futebol, como já nos referimos, já não se pode falar de tradicionais e, no caso concreto, Cabo Delgado ombreou e acabou impondo um empate (0-0) à cidade de Maputo, em masculinos. A hegemonia da capital do país prevaleceu igualemte em andebol e voleibol.

Quem teve um mau começo foi Maputo-província, com empate em futebol masculino, derrota em basquetebol e voleibol masculino e feminino frente a Zambézia e Maputo-cidade, respectivamente. Esteve bem apenas em andebol, em que venceu a província anfitriã em ambos sexos.
RESULTADOS (sábado e ontem)

Maputo, Segunda-Feira, 13 de Julho de 2009:: Notícias

FUTEBOL MASCULINO FUTEBOL FEMININO

SÉRIE A SÉRIE A

Maputo-província – Zambézia (0-0) Maputo-província – Zambézia (2-1)

Niassa – Gaza (3-0) Niassa – Gaza (1-0)

Niassa – Maputo-província (0-1) Niassa – Maputo-província (0-1)

Zambézia-Maputo-cidade (2-0) Zambézia-Maputo-cidade (0-1)

Gaza-Cabo Delgado (1-0) Gaza-Cabo Delgado (4-1)

Cabo Delgado – Maputo-cidade (0-0) Cabo Delgado – Maputo-cidade (0-2)

SÉRIE B SÉRIE B

Manica – Tete (2-2) Manica – Tete (2-0)

Nampula – Sofala (1-0) Nampula – Sofala (2-2)

Nampula – Tete (1-0) Nampula – Tete (2-0)

Inhambane-Manica (1-2) Inhambane-Manica (2-1)

BASQUETEBOL MASCULINO BASQUETEBOL FEMININO

SÉRIE A SÉRIE A

Maputo -província – Zambézia (47-72) Gaza – Maputo-cidade (12-35)

Gaza – Maputo-cidade (36-107) Cabo Delgado – Niassa (13-60)

Cabo Delgado – Niassa (30-64) Maputo -província – Zambézia (21-48)

SÉRIE B SÉRIE B

Inhambane – Tete (55-70) Inhambane – Tete (34-17)

Manica – Sofala (63-62) Manica – Sofala (44-25)

ANDEBOL MASCULINO ANDEBOL FEMININO

SÉRIE A SÉRIE A

Maputo -província – Niassa (28-20) Maputo -província – Niassa (22-12)

Cabo Delgado – Maputo-cidade (22-27) Cabo Delgado – Maputo-cidade (24-22)

Gaza – Zambézia (41-36) Gaza – Zambézia (21-4)

SÉRIE B SÉRIE B

Manica – Sofala (31-23) Manica – Sofala (12-22)

Nampula – Inhambane (36-33) Nampula – Inhambane (15-17)

VOLEIBOL MASCULINO VOLEIBOL FEMININO

SÉRIA A SÉRIE A

Niassa – Gaza (2-0) Niassa – Gaza (2-0)

Maputo Cidade – Maputo Província (2-0) Maputo Cidade – Maputo Província (2-1)

Cabo Delgado – Zambézia (0-2) Cabo Delgado – Zambézia (1-2)

XADREZ MASCULINO * XADREZ FEMININO

SÉRIE A SÉRIE A

Niassa – Maputo-cidade (1-1) Niassa – Maputo-cidade (2-0)

Gaza – Zambézia (0-2) Gaza – Zambézia (0-2)

Maputo-província – Cabo Delgado (2-0) Maputo-província – Cabo Delgado (2-0)

SÉRIE B SÉRIE B

Nampula – Inhambane (0-2) Nampula – Inhambane (1-1)

Tete – Manica (1-1) Tete – Manica (1-1)

* Salvador Nhantumbo, em Lichinga

publicado por Vaxko Zakarias às 13:55
 O que é? |  O que é? | favorito

A Liga Muçulmana alcançou o Costa do Sol na liderança do Moçambola, após a disputa da décima quinta jornada do certame.

Sol brilhante, vivo e fantástico contra a Liga Muçulmana
A jornada fica no entanto marcada pela vitória do Ferroviário de Maputo sobre o Maxaquene por dois a zero, resultado que peca apenas por ser escasso pela produção ofensiva da turma de Chiquinho Conde, técnico que, tudo indica, poderá ser confirmado para continuar no leme da equipa até o final da prova, uma vez fazer seis pontos nos dois jogos que dirigiu os locomotivas. Em contraste, o Maxaquene não tem motivos para sorrir com o sérvio Zoran Pesic, já que desde que está ao leme do barco “tricolor” ainda não conhece o sabor da vitória. É caso para dizer que Pesic ainda não nos pôde dizer como se diz vitória em sérvio.

O Desportivo é outra formação que continua em crescendo e a espreitar a liderança, tendo derrotado ontem o Ferroviário de Nampula por um a zero. O Costa do Sol escorregou sábado e consentiu uma igualdade a zero diante do Matchedje, mesmo resultado verificado na primeira volta. Outra repetição da primeira volta aconteceu no desfecho do embate entre Liga Muçulmana e Atlético Muçulmano, com a vitória do conjunto do Prof.

Neca por dois a zero. O Chingale de Tete livrou-se, após longas jornadas, da zona de despromoção, mercê da vitória sobre o Textáfrica por duas bolas a uma, trocando de posição justamente com os “frabris” do Chimoio agora na zona de perigo. Na Beira registou-se um nulo entre o Ferroviário local e HCB de Songo, enquanto em Nampula, o Ferroviário de Nacala averbou mais uma derrota, desta vez por um a três a favor do FC Lichinga.

Após esta jornada, Costa do Sol e Liga Muçulmana seguem em frente com 31 pontos, seguidos do Ferroviário de Maputo e Desportivo, ambos com 29, Ferroviário da Beira e HCB de Songo, 23, FC Lichinga, 22, Atlético e Matchedje, 18, Chingale, 14, Textáfrica 13, pontos, Ferroviário de Nampula, 10, e Ferroviário de Nacala, como lanterna vermelha, com apenas com apenas cinco pontos.

Na próxima jornada, teremos os desafios Maxaquene-Ferroviário de Nampula, Textáfrica-Ferroviário de Maputo, Matchedje-Chingale, HCB-Costa do Sol, Atlético-Ferroviário da Beira, FC Lichinga-Liga Muçulmana e Ferroviário de Nacala-Desportivo.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:50
 O que é? |  O que é? | favorito

A Liga Muçulmana alcançou o Costa do Sol na liderança do Moçambola, após a disputa da décima quinta jornada do certame.

Sol brilhante, vivo e fantástico contra a Liga Muçulmana
A jornada fica no entanto marcada pela vitória do Ferroviário de Maputo sobre o Maxaquene por dois a zero, resultado que peca apenas por ser escasso pela produção ofensiva da turma de Chiquinho Conde, técnico que, tudo indica, poderá ser confirmado para continuar no leme da equipa até o final da prova, uma vez fazer seis pontos nos dois jogos que dirigiu os locomotivas. Em contraste, o Maxaquene não tem motivos para sorrir com o sérvio Zoran Pesic, já que desde que está ao leme do barco “tricolor” ainda não conhece o sabor da vitória. É caso para dizer que Pesic ainda não nos pôde dizer como se diz vitória em sérvio.

O Desportivo é outra formação que continua em crescendo e a espreitar a liderança, tendo derrotado ontem o Ferroviário de Nampula por um a zero. O Costa do Sol escorregou sábado e consentiu uma igualdade a zero diante do Matchedje, mesmo resultado verificado na primeira volta. Outra repetição da primeira volta aconteceu no desfecho do embate entre Liga Muçulmana e Atlético Muçulmano, com a vitória do conjunto do Prof.

Neca por dois a zero. O Chingale de Tete livrou-se, após longas jornadas, da zona de despromoção, mercê da vitória sobre o Textáfrica por duas bolas a uma, trocando de posição justamente com os “frabris” do Chimoio agora na zona de perigo. Na Beira registou-se um nulo entre o Ferroviário local e HCB de Songo, enquanto em Nampula, o Ferroviário de Nacala averbou mais uma derrota, desta vez por um a três a favor do FC Lichinga.

Após esta jornada, Costa do Sol e Liga Muçulmana seguem em frente com 31 pontos, seguidos do Ferroviário de Maputo e Desportivo, ambos com 29, Ferroviário da Beira e HCB de Songo, 23, FC Lichinga, 22, Atlético e Matchedje, 18, Chingale, 14, Textáfrica 13, pontos, Ferroviário de Nampula, 10, e Ferroviário de Nacala, como lanterna vermelha, com apenas com apenas cinco pontos.

Na próxima jornada, teremos os desafios Maxaquene-Ferroviário de Nampula, Textáfrica-Ferroviário de Maputo, Matchedje-Chingale, HCB-Costa do Sol, Atlético-Ferroviário da Beira, FC Lichinga-Liga Muçulmana e Ferroviário de Nacala-Desportivo.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:50
 O que é? |  O que é? | favorito

O TREINADOR sérvio do Maxaquene, Zoran Pesic, tem bastantes motivos para agradecer os atacantes Jerry e Luís, do Ferroviário de Maputo, por estes lhe terem poupado duma goleada histórica no confronto entre os dois emblemas na tarde de ontem em casa dos “locomotivas”.

Torneio da COSAFA : Sub-20 a caminho da RAS(C.Bila)
O número assinalável de adeptos que se fez ao Estádio da Machava esperava ver um embate à altura de dois grandes conjuntos candidatos ao título (Pesic disse claramente quando pegou na equipa há três jornadas que o seu objectivo era esse). Mas não foi isso o que aconteceu durante largos minutos do desafio.

Os “locomotivas”, rejuvenescidos com Chiquinho Conde no comando técnico, tomaram, conta do jogo logo no primeiro instante, ganhando a disputa das jogadas no miolo do terreno e criando muito perigo na baliza de Soarito.

Só no primeiro quarto de hora o melhor artilheiro do campeonato, Jerry, em parceria com Luís, esbanjaram quatro oportunidades claríssimas de golo, sendo que em duas situações haviam até passado pelo guarda-redes Soarito.

Mas onde estavam os jogadores do Maxaquene para aquele domínio avassalador do Ferroviário? Os “tricolores” apostaram na troca de bola na zona intermediária, longe da baliza a guarda do tanzaniano Mohamed.

Macamito, Kito e o sul-africano Simanga perdiam a batalha da intermediária para Danito, Momed Hagy e Maurício, facto que anulou a existência de Hélder Cuinica e Lakay no ataque.

Para agravar a situação, Zoran Pesic apostou numa defesa em linha, homem a homem, sem qualquer líbero para fazer as emendas. E mesmo com os desperdícios de Jerry e Luís não corrigiu a situação.

E pagou caro. Aos 45 minutos, o Maxaquene perde a bola no ataque e numa jogada rápida o Ferroviário coloca o esférico no terreno adversário, com quatro elementos de ataque contra apenas um defesa, no caso Faria, que é batido com facilidade e surge Luís, finalmente, a inauguram o marcador.

O mesmo Luís selaria o resultado final aos 74 minutos, numa altura que o Maxaquene procurava o empate, mas de forma desorganizada e atabalhoada, sempre a privilegiar jogadas inofensivas no miolo do terreno.

A turma de Chiquinho Conde ainda se beneficiou duma grande penalidade, mas Jerry, em tarde menos inspirada, permitiu a defesa de Soarito. O Maxaquene ficou convencido e aceitou a derrota, de forma que o remate frouxo de Jumisse, já no final do jogo, serviu apenas para confirmar a incredulidade da equipa num resultado diferente.

A equipa de arbitragem, chefiada por Arão Júnior, fez um trabalho aceitável. No lance da jogada em que terá anulado um golo ao Maxaquene, ficámos com a impressão de que Hélder Cuinica estava fora-de-jogo.

FICHA TÉCNICA

FER. MAPUTO - Mohamed, Zabula (Butana), Tony, Jotamo, Fredy, Hagy, Wisky, Maurício (Mendes), Danito, Luís (Artur Manhica) e Jerry.

MAXAQUENE - Soarito, Kiki, Tony, Faria, Eusébio, Mustafa (Jumisse), Simanga, Kito (Rafael), Macamito, Lakay e Hélder Cuinica (Reginaldo).

ACÇÃO DISCIPLINAR : Cartões amarelos para Wisky, Kiki e Lakay.

Custódio Mugabe

publicado por Vaxko Zakarias às 13:44
 O que é? |  O que é? | favorito

O TREINADOR sérvio do Maxaquene, Zoran Pesic, tem bastantes motivos para agradecer os atacantes Jerry e Luís, do Ferroviário de Maputo, por estes lhe terem poupado duma goleada histórica no confronto entre os dois emblemas na tarde de ontem em casa dos “locomotivas”.

Torneio da COSAFA : Sub-20 a caminho da RAS(C.Bila)
O número assinalável de adeptos que se fez ao Estádio da Machava esperava ver um embate à altura de dois grandes conjuntos candidatos ao título (Pesic disse claramente quando pegou na equipa há três jornadas que o seu objectivo era esse). Mas não foi isso o que aconteceu durante largos minutos do desafio.

Os “locomotivas”, rejuvenescidos com Chiquinho Conde no comando técnico, tomaram, conta do jogo logo no primeiro instante, ganhando a disputa das jogadas no miolo do terreno e criando muito perigo na baliza de Soarito.

Só no primeiro quarto de hora o melhor artilheiro do campeonato, Jerry, em parceria com Luís, esbanjaram quatro oportunidades claríssimas de golo, sendo que em duas situações haviam até passado pelo guarda-redes Soarito.

Mas onde estavam os jogadores do Maxaquene para aquele domínio avassalador do Ferroviário? Os “tricolores” apostaram na troca de bola na zona intermediária, longe da baliza a guarda do tanzaniano Mohamed.

Macamito, Kito e o sul-africano Simanga perdiam a batalha da intermediária para Danito, Momed Hagy e Maurício, facto que anulou a existência de Hélder Cuinica e Lakay no ataque.

Para agravar a situação, Zoran Pesic apostou numa defesa em linha, homem a homem, sem qualquer líbero para fazer as emendas. E mesmo com os desperdícios de Jerry e Luís não corrigiu a situação.

E pagou caro. Aos 45 minutos, o Maxaquene perde a bola no ataque e numa jogada rápida o Ferroviário coloca o esférico no terreno adversário, com quatro elementos de ataque contra apenas um defesa, no caso Faria, que é batido com facilidade e surge Luís, finalmente, a inauguram o marcador.

O mesmo Luís selaria o resultado final aos 74 minutos, numa altura que o Maxaquene procurava o empate, mas de forma desorganizada e atabalhoada, sempre a privilegiar jogadas inofensivas no miolo do terreno.

A turma de Chiquinho Conde ainda se beneficiou duma grande penalidade, mas Jerry, em tarde menos inspirada, permitiu a defesa de Soarito. O Maxaquene ficou convencido e aceitou a derrota, de forma que o remate frouxo de Jumisse, já no final do jogo, serviu apenas para confirmar a incredulidade da equipa num resultado diferente.

A equipa de arbitragem, chefiada por Arão Júnior, fez um trabalho aceitável. No lance da jogada em que terá anulado um golo ao Maxaquene, ficámos com a impressão de que Hélder Cuinica estava fora-de-jogo.

FICHA TÉCNICA

FER. MAPUTO - Mohamed, Zabula (Butana), Tony, Jotamo, Fredy, Hagy, Wisky, Maurício (Mendes), Danito, Luís (Artur Manhica) e Jerry.

MAXAQUENE - Soarito, Kiki, Tony, Faria, Eusébio, Mustafa (Jumisse), Simanga, Kito (Rafael), Macamito, Lakay e Hélder Cuinica (Reginaldo).

ACÇÃO DISCIPLINAR : Cartões amarelos para Wisky, Kiki e Lakay.

Custódio Mugabe

publicado por Vaxko Zakarias às 13:44
 O que é? |  O que é? | favorito

RESULTADOS

imagem corporativa do moçambola
Desportivo - Fer. Nampula (1-0)

Fer. Maputo - Maxaquene (2-0)

Chingale - Textáfrica (2-1)

Costa do Sol - Matchedje (0-0)

Fer.Beira - HCB (0-0)

Liga Muçulmano - Atlético (2-0)

Fer. Nacala - FC Lichinga (1-3)

CLASSIFICAÇÃO

J V E D B P

1º COSTA DO SOL 15 9 3 2 21-6 31

2º Liga Muçulmana 15 10 1 4 19-7 31

3º Fer. Maputo 15 9 2 4 25-13 29

4º Desportivo 15 8 5 2 14-7 29

5º Ferroviário da Beira 15 5 8 2 10-6 23

6º HCB de Songo 15 6 5 4 9-8 23

7º Maxaquene 15 6 4 5 13-9 22

8º FC Lichinga 15 5 4 6 13-21 22

9º Matchedje 15 4 6 5 8-10 18

10º Atlético Muçulmano 15 4 6 5 6-10 18

11º Chingale 15 3 5 7 13-17 14

12º Textáfrica 15 4 1 10 9-15 13

13º Ferroviário de Nampula 15 1 7 7 6-13 10

14º Ferroviário de Nacala 15 1 2 12 5-26 05

PRÓXIMA JORNADA (16ª)

SÁBADO

Atlético – Ferroviário da Beira

DOMINGO

Maxaquene-Fer. Nampula

Textáfrica-Fer. Maputo

Matchedje-Chingale

HCB-Costa do Sol

Atlético-Fer.Beira

FC Lichinga- Liga Muçulmana

Fer.Nacala - Desportivo

publicado por Vaxko Zakarias às 13:37
 O que é? |  O que é? | favorito

RESULTADOS

imagem corporativa do moçambola
Desportivo - Fer. Nampula (1-0)

Fer. Maputo - Maxaquene (2-0)

Chingale - Textáfrica (2-1)

Costa do Sol - Matchedje (0-0)

Fer.Beira - HCB (0-0)

Liga Muçulmano - Atlético (2-0)

Fer. Nacala - FC Lichinga (1-3)

CLASSIFICAÇÃO

J V E D B P

1º COSTA DO SOL 15 9 3 2 21-6 31

2º Liga Muçulmana 15 10 1 4 19-7 31

3º Fer. Maputo 15 9 2 4 25-13 29

4º Desportivo 15 8 5 2 14-7 29

5º Ferroviário da Beira 15 5 8 2 10-6 23

6º HCB de Songo 15 6 5 4 9-8 23

7º Maxaquene 15 6 4 5 13-9 22

8º FC Lichinga 15 5 4 6 13-21 22

9º Matchedje 15 4 6 5 8-10 18

10º Atlético Muçulmano 15 4 6 5 6-10 18

11º Chingale 15 3 5 7 13-17 14

12º Textáfrica 15 4 1 10 9-15 13

13º Ferroviário de Nampula 15 1 7 7 6-13 10

14º Ferroviário de Nacala 15 1 2 12 5-26 05

PRÓXIMA JORNADA (16ª)

SÁBADO

Atlético – Ferroviário da Beira

DOMINGO

Maxaquene-Fer. Nampula

Textáfrica-Fer. Maputo

Matchedje-Chingale

HCB-Costa do Sol

Atlético-Fer.Beira

FC Lichinga- Liga Muçulmana

Fer.Nacala - Desportivo

publicado por Vaxko Zakarias às 13:37
 O que é? |  O que é? | favorito

ANTES da partida para esta segunda edição dos Jogos da Lusofonia houve divergências de opinião entre os dirigentes desportivos moçambicanos.

Só que, logo à primeira, e diante dos mais fracos, bateu com o “focinho” na tabela
Uns defendiam a exclusão do basquetebol masculino no torneio, outros sustentavam a tese de que os rapazes deviam fazer parte da delegação, até porque este torneio seria-lhes muito benéfico para a sua preparação para o Campeonato Africano que se realiza já próximo mês na Líbia. A segunda hipótese acabou vincando e cá o básquete masculino veio.

Só que, logo à primeira, e diante dos mais fracos, bateu com o “focinho” na tabela, perdendo com a Guiné-Bissau, por 67-73, e ficando automaticamente fora da corrida do título, correndo inclusivamente o risco de ficar em último na sexta-feira na luta com São Tomé e Príncipe pelo sétimo lugar. O futebol entrou bem. Na estreia, sábado, os “Mambinhas” de Sub-20 venceram a Índia, por 2-0. Mas ontem perderam diante de Angola, por uns expressivos 5-0. Hoje é a vez do atletismo, com Kurt Couto e Leonor Piúza a entrarem em prova, no único dia reservado a esta modalidade.

A derrota de sábado veio a provar que a selecção nacional de basquetebol sénior masculina, a um mês do Campeonato Africano, Líbia-2009, não está em condições de prestigiar o país, seja em qual for o evento que tomar parte. É que neste torneio da Lusofonia Moçambique foi colocado no grupo dos mais fracos juntamente com a Guiné-Bissau, Macau e São Tomé e Príncipe, do qual se deveriam apurar os dois que se juntariam a Portugal, Angola, Brasil e Cabo Verde.

Quem assim pensou teve a sua razão, pois nem deste grupo, do segundo plano, conseguimos sair. Que vergonha(!), perdemos frente a uma Guiné-Bissau que nem do panorama basquetebolístico africano consta.

No outro jogo, Macau derrotou São Tomé e Príncipe, por 107-77. Assim, Guiné-Bissau e Macau juntaram-se aos “colossos” Portugal, Angola, Brasil e Cabo Verde que vão disputar o título. E caso Moçambique não vença São Tomé e Príncipe, na sexta-feira, será o último deste evento da Lusofonia.

O BIS DE MANINHO

Numa tarde bastante quente, Moçambique derrotou sábado, na sua estreia, a Índia, por 2-0, numa partida em que Maninho foi a grande estrela ao apontar os dois tentos, sendo o primeiro na etapa inicial e o segundo na parte conclusiva. Enquanto tantos outros ficaram por marcar!

O dia foi negro para os portugueses, que depois de tanto falarem acabaram por sucumbir diante de Cabo Verde, por uma bola sem resposta, golo de “penalty” conseguido nos derradeiros minutos.

Depois de ontem termos jogado com Angola, hoje teremos pela frente Portugal, naquilo que será a última presença nacional nesta modalidade.

KURT E LEONOR: QUEM VAI AO PÓDIO?

Leonor Piuza uma das nossas esperanças do Atletismo Nacional
Contrariamente ao que tem sido habitual neste tipo de eventos, o atletismo não será a última modalidade a entrar em acção, pois foi programada para o dia de hoje, dado o número reduzido de competidores.

Assim, Kurt Couto, nos 400 metros barreiras, e Leonor Piúza, nos 800, os únicos representantes nacionais até então, vão tentar as primeiras medalhas para Moçambique.

A questão que se coloca é a seguinte: quem subirá ao pódio? Se forem os dois, melhor…

Para Moçambique, a estreia na olimpíada chinesa aconteceu ontem, através do judoca Edson Madeira, derrotado pelo holandês Dex Elmont
Entretanto, as outras modalidades individuais em que o nosso país se faz presente, nomeadamente judo (Edson Madeira e Bruno Luzia) e taekwondo (Edson Barama e Nicolau Sambo) só arrancam amanhã e quinta-feira, respectivamente.

Em basquetebol feminino, onde estão centradas as esperanças de conquistar uma medalha de ouro, Moçambique estreia-se amanhã diante do anfitrião.

Gil Carvalho, em Lisboa

publicado por Vaxko Zakarias às 11:20
 O que é? |  O que é? | favorito

ANTES da partida para esta segunda edição dos Jogos da Lusofonia houve divergências de opinião entre os dirigentes desportivos moçambicanos.

Só que, logo à primeira, e diante dos mais fracos, bateu com o “focinho” na tabela
Uns defendiam a exclusão do basquetebol masculino no torneio, outros sustentavam a tese de que os rapazes deviam fazer parte da delegação, até porque este torneio seria-lhes muito benéfico para a sua preparação para o Campeonato Africano que se realiza já próximo mês na Líbia. A segunda hipótese acabou vincando e cá o básquete masculino veio.

Só que, logo à primeira, e diante dos mais fracos, bateu com o “focinho” na tabela, perdendo com a Guiné-Bissau, por 67-73, e ficando automaticamente fora da corrida do título, correndo inclusivamente o risco de ficar em último na sexta-feira na luta com São Tomé e Príncipe pelo sétimo lugar. O futebol entrou bem. Na estreia, sábado, os “Mambinhas” de Sub-20 venceram a Índia, por 2-0. Mas ontem perderam diante de Angola, por uns expressivos 5-0. Hoje é a vez do atletismo, com Kurt Couto e Leonor Piúza a entrarem em prova, no único dia reservado a esta modalidade.

A derrota de sábado veio a provar que a selecção nacional de basquetebol sénior masculina, a um mês do Campeonato Africano, Líbia-2009, não está em condições de prestigiar o país, seja em qual for o evento que tomar parte. É que neste torneio da Lusofonia Moçambique foi colocado no grupo dos mais fracos juntamente com a Guiné-Bissau, Macau e São Tomé e Príncipe, do qual se deveriam apurar os dois que se juntariam a Portugal, Angola, Brasil e Cabo Verde.

Quem assim pensou teve a sua razão, pois nem deste grupo, do segundo plano, conseguimos sair. Que vergonha(!), perdemos frente a uma Guiné-Bissau que nem do panorama basquetebolístico africano consta.

No outro jogo, Macau derrotou São Tomé e Príncipe, por 107-77. Assim, Guiné-Bissau e Macau juntaram-se aos “colossos” Portugal, Angola, Brasil e Cabo Verde que vão disputar o título. E caso Moçambique não vença São Tomé e Príncipe, na sexta-feira, será o último deste evento da Lusofonia.

O BIS DE MANINHO

Numa tarde bastante quente, Moçambique derrotou sábado, na sua estreia, a Índia, por 2-0, numa partida em que Maninho foi a grande estrela ao apontar os dois tentos, sendo o primeiro na etapa inicial e o segundo na parte conclusiva. Enquanto tantos outros ficaram por marcar!

O dia foi negro para os portugueses, que depois de tanto falarem acabaram por sucumbir diante de Cabo Verde, por uma bola sem resposta, golo de “penalty” conseguido nos derradeiros minutos.

Depois de ontem termos jogado com Angola, hoje teremos pela frente Portugal, naquilo que será a última presença nacional nesta modalidade.

KURT E LEONOR: QUEM VAI AO PÓDIO?

Leonor Piuza uma das nossas esperanças do Atletismo Nacional
Contrariamente ao que tem sido habitual neste tipo de eventos, o atletismo não será a última modalidade a entrar em acção, pois foi programada para o dia de hoje, dado o número reduzido de competidores.

Assim, Kurt Couto, nos 400 metros barreiras, e Leonor Piúza, nos 800, os únicos representantes nacionais até então, vão tentar as primeiras medalhas para Moçambique.

A questão que se coloca é a seguinte: quem subirá ao pódio? Se forem os dois, melhor…

Para Moçambique, a estreia na olimpíada chinesa aconteceu ontem, através do judoca Edson Madeira, derrotado pelo holandês Dex Elmont
Entretanto, as outras modalidades individuais em que o nosso país se faz presente, nomeadamente judo (Edson Madeira e Bruno Luzia) e taekwondo (Edson Barama e Nicolau Sambo) só arrancam amanhã e quinta-feira, respectivamente.

Em basquetebol feminino, onde estão centradas as esperanças de conquistar uma medalha de ouro, Moçambique estreia-se amanhã diante do anfitrião.

Gil Carvalho, em Lisboa

publicado por Vaxko Zakarias às 11:20
 O que é? |  O que é? | favorito

A LIGA Muçulmana alcançou o Costa do Sol na primeira posição do Moçambola, mercê da vitória sobre o Atlético por dois a zero e empate dos “canarinhos” frente ao Matchedje sem abertura do marcador.

A LIGA Muçulmana alcançou o Costa do Sol
No “derby” da jornada, o Ferroviário de Maputo derrotou o Maxaquene por dois a zero, somando assim a segunda vitória consecutiva na era de Chiquinho Conde. Este resultado permite aos “locomotivas” reduzirem para apenas dois pontos a distância dos líderes, mesma situação do Desportivo, que derrotou o Ferroviário de Nampula por uma bola sem resposta.

Na Beira, o Ferroviário local empatou sem golos com o HCB de Songo, enquanto o Chingale fugiu da zona de despromoção fruto do triunfo em casa sobre o Textáfrica de Chimoio por dois a um. O FC Lichinga venceu o Ferroviário de Nacala na sua deslocação a Nampula, por 3-1.

Concluída a décima quinta jornada, Costa do Sol e Liga Muçulmana seguem à frente igualados com 31 pontos, seguidos da dupla Ferroviário de Maputo e Desportivo, ambos com 29 pontos, Ferroviário da Beira e HCB de Songo, 23 pontos, FC Lichinga (22 pontos), Atlético e Matchedje (18 pontos), Chingale (14 pontos), Textáfrica (13 pontos), Ferroviário de Nampula (10 pontos) e Ferroviário de Nacala mantém-se na última posição com apenas cinco pontos.

Na próxima jornada temos os desafios Maxaquene – Ferroviário de Nampula, Textáfrica – Ferroviário de Maputo, Matchedje – Chingale, HCB – Costa do Sol, Atlético – Ferroviário da Beira, FC Lichinga – Liga Muçulmana e Ferroviário de Nacala – Desportivo.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:57
 O que é? |  O que é? | favorito

A LIGA Muçulmana alcançou o Costa do Sol na primeira posição do Moçambola, mercê da vitória sobre o Atlético por dois a zero e empate dos “canarinhos” frente ao Matchedje sem abertura do marcador.

A LIGA Muçulmana alcançou o Costa do Sol
No “derby” da jornada, o Ferroviário de Maputo derrotou o Maxaquene por dois a zero, somando assim a segunda vitória consecutiva na era de Chiquinho Conde. Este resultado permite aos “locomotivas” reduzirem para apenas dois pontos a distância dos líderes, mesma situação do Desportivo, que derrotou o Ferroviário de Nampula por uma bola sem resposta.

Na Beira, o Ferroviário local empatou sem golos com o HCB de Songo, enquanto o Chingale fugiu da zona de despromoção fruto do triunfo em casa sobre o Textáfrica de Chimoio por dois a um. O FC Lichinga venceu o Ferroviário de Nacala na sua deslocação a Nampula, por 3-1.

Concluída a décima quinta jornada, Costa do Sol e Liga Muçulmana seguem à frente igualados com 31 pontos, seguidos da dupla Ferroviário de Maputo e Desportivo, ambos com 29 pontos, Ferroviário da Beira e HCB de Songo, 23 pontos, FC Lichinga (22 pontos), Atlético e Matchedje (18 pontos), Chingale (14 pontos), Textáfrica (13 pontos), Ferroviário de Nampula (10 pontos) e Ferroviário de Nacala mantém-se na última posição com apenas cinco pontos.

Na próxima jornada temos os desafios Maxaquene – Ferroviário de Nampula, Textáfrica – Ferroviário de Maputo, Matchedje – Chingale, HCB – Costa do Sol, Atlético – Ferroviário da Beira, FC Lichinga – Liga Muçulmana e Ferroviário de Nacala – Desportivo.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:57
 O que é? |  O que é? | favorito
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
18
19
25
26
27
29
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO