Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 09 DE Julho 2009

UMA vitória hoje, sobre a Holanda, garante a manutenção do nosso país no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins do Grupo A.

Kiko no meio de vários adversários, no embate frente à Colômbia
O desafio decisivo realiza-se a partir das 16.30 horas, no Pavilhão Municipal de Desportos de Pontevedra, e conta para o apuramento do nono classificado, a melhor posição que o combinado nacional pode alcançar depois de falhada a qualificação para os quartos-de-final. Serão 50 minutos bastante árduos, tempo que a turma moçambicana tem para tentar ganhar aos holandeses e assegurar a manutenção.


Moçambique, que até à última jornada chegou a sonhar com a qualificação para os “quartos”, tem a obrigação de não só assegurar a manutenção bem como entrar na luta pela nona posição. É imperioso que se reerga, começando por vencer os holandeses, que teoricamente são uma das equipas mais acessíveis.

Na edição passada, realizada há dois anos em Montreux, na Suíça, Moçambique passou pela mesma situação, isto é, não conseguiu transitar para os quartos-de-final, mas depois teve uma prestação brilhante, tendo ganho três jogos consecutivos (Alemanha, Inglaterra e Andorra), que lhe valeram o nono lugar. Acabou sendo o campeão do grupo da “consolação”, que apura do nono ao 16º classificado.

MONTEVIDEU TRAZ BOAS RECORDAÇÕES

A última vez que Moçambique e Holanda se encontraram foi no “Mundial” do Grupo B, disputado em Montevideu, no Uruguai. A equipa nacional venceu a holandesa por 5-2, na final que a consagrou como campeã do mundo.

Os jogadores moçambicanos têm, assim, motivos de sobra para entrar em campo cheios de confiança e com moral elevada, até porque a Holanda mostrou-se muito fraca na fase de grupos, tendo perdido todos os três jogos, designadamente frente à Suíça (0-4), Brasil (0-6) e Andorra (2-6). Marcou dois golos e sofreu 16. Indicadores que espelham o quão esta “laranja” é modesta.

É bem provável que José Barberá faça alinhar a mesma equipa que até este momento tem entrado de início. Assim sendo, Nuno Adrião será o guarda-redes, enquanto Bruno Adrião, Bruno Pimentel, José Soares e Paulo Pereira serão os jogadores de campo.

Outros embates de apuramento do nono classificado são os seguintes: Andorra-Colômbia, Chile-Inglaterra e Alemanha-EUA.

A CAMINHO DE PONTEVEDRA

O afastamento dos quartos-de-final levou a selecção a mudar de cidade e de palco de jogos. Assim, esta manhã (três horas antes do início do desafio), a comitiva nacional fará uma viagem de cerca de 20 quilómetros, deixando a híper turística cidade de Vigo para Pontevedra.

Aliás, todas as equipas que estavam em Vigo e não conseguiram transitar para os “quartos”, nomeadamente Moçambique, Colômbia, Andorra e Holanda, seguem para Pontevedra. Percurso contrário farão as selecções de Portugal, Itália, França e Argentina, que seguem em frente e ganharam o direito de jogar na cidade-sede deste Campeonato do Mundo.

Ivo Tavares, em Vigo

publicado por Vaxko Zakarias às 13:51
 O que é? |  O que é? | favorito

UMA vitória hoje, sobre a Holanda, garante a manutenção do nosso país no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins do Grupo A.

Kiko no meio de vários adversários, no embate frente à Colômbia
O desafio decisivo realiza-se a partir das 16.30 horas, no Pavilhão Municipal de Desportos de Pontevedra, e conta para o apuramento do nono classificado, a melhor posição que o combinado nacional pode alcançar depois de falhada a qualificação para os quartos-de-final. Serão 50 minutos bastante árduos, tempo que a turma moçambicana tem para tentar ganhar aos holandeses e assegurar a manutenção.


Moçambique, que até à última jornada chegou a sonhar com a qualificação para os “quartos”, tem a obrigação de não só assegurar a manutenção bem como entrar na luta pela nona posição. É imperioso que se reerga, começando por vencer os holandeses, que teoricamente são uma das equipas mais acessíveis.

Na edição passada, realizada há dois anos em Montreux, na Suíça, Moçambique passou pela mesma situação, isto é, não conseguiu transitar para os quartos-de-final, mas depois teve uma prestação brilhante, tendo ganho três jogos consecutivos (Alemanha, Inglaterra e Andorra), que lhe valeram o nono lugar. Acabou sendo o campeão do grupo da “consolação”, que apura do nono ao 16º classificado.

MONTEVIDEU TRAZ BOAS RECORDAÇÕES

A última vez que Moçambique e Holanda se encontraram foi no “Mundial” do Grupo B, disputado em Montevideu, no Uruguai. A equipa nacional venceu a holandesa por 5-2, na final que a consagrou como campeã do mundo.

Os jogadores moçambicanos têm, assim, motivos de sobra para entrar em campo cheios de confiança e com moral elevada, até porque a Holanda mostrou-se muito fraca na fase de grupos, tendo perdido todos os três jogos, designadamente frente à Suíça (0-4), Brasil (0-6) e Andorra (2-6). Marcou dois golos e sofreu 16. Indicadores que espelham o quão esta “laranja” é modesta.

É bem provável que José Barberá faça alinhar a mesma equipa que até este momento tem entrado de início. Assim sendo, Nuno Adrião será o guarda-redes, enquanto Bruno Adrião, Bruno Pimentel, José Soares e Paulo Pereira serão os jogadores de campo.

Outros embates de apuramento do nono classificado são os seguintes: Andorra-Colômbia, Chile-Inglaterra e Alemanha-EUA.

A CAMINHO DE PONTEVEDRA

O afastamento dos quartos-de-final levou a selecção a mudar de cidade e de palco de jogos. Assim, esta manhã (três horas antes do início do desafio), a comitiva nacional fará uma viagem de cerca de 20 quilómetros, deixando a híper turística cidade de Vigo para Pontevedra.

Aliás, todas as equipas que estavam em Vigo e não conseguiram transitar para os “quartos”, nomeadamente Moçambique, Colômbia, Andorra e Holanda, seguem para Pontevedra. Percurso contrário farão as selecções de Portugal, Itália, França e Argentina, que seguem em frente e ganharam o direito de jogar na cidade-sede deste Campeonato do Mundo.

Ivo Tavares, em Vigo

publicado por Vaxko Zakarias às 13:51
 O que é? |  O que é? | favorito

HARRO Strusberg, presidente do Comité Internacional de Hóquei em Patins, reiterou, ontem, a indicação de Moçambique como organizador do Campeonato Mundial de 2011. Tal

O PRESIDENTE do Comité Internacional de Hóquei em Patins, Harro Strucksberg.
Tal confirmação foi feita no decurso da Assembleia do CIRH, que tinha como ponto principal da agenda a apresentação a Moçambique do contrato-programa com vista a acolher a prova.

Havia muita expectativa à volta da eleição de Moçambique, visto que nos últimos dias circulava uma notícia segundo a qual a Federação Moçambicana de Patinagem (FMP) tinha uma dívida de 10 mil euros referente à acumulação das quotas anuais. Mas este facto foi prontamente desmentido pelo vice-presidente Nicolau Manjate.

“Não constitui verdade que a Federação deve ao Comité Internacional 10 mil euros. Nós temos todas as contas em dia. Aliás, se não tivéssemos nem sequer estaríamos aqui a participar no '"Mundial"'. Na conversa que mantive com o presidente do CIRH em nenhum momento me falou sobre essa dívida. Passámos em revista muitos assuntos ligados à organização e ele ficou satisfeito com o que foi apresentado, tendo de vez ficado assente que Moçambique irá mesmo organizar a prova”.

Manjate disse ainda que Moçambique voltou a mostrar que reúne todas as condições para organizar o evento. “Mostrámos que temos as quotas em dia. Somos membros do Comité Internacional e contamos com várias participações em Campeonatos do Mundo do Grupo A.

Segundo ele, o contrato-programa entregue pelo CIRH será analisado e, até Agosto, prazo estipulado para a oficialização do compromisso, será dada uma resposta, que, segundo este dirigente, será positiva, a menos que ocorra algo de anormal.

“Nós podíamos ter assinado o contrato e firmado de vez o compromisso de organizar a prova, mas, como temos tempo, preferimos analisar, nos organizar melhor e depois dar uma resposta, que será positiva, porque a possibilidade de não acolhermos o evento é neste momento nula”.

Harro Strusberg, presidente do CIRH, efectuou, no ano passado, uma visita de trabalho a Moçambique, para se inteirar sobre as condições infra-estruturais, alojamento e vias de acesso. Ficou satisfeito com o nível de alojamento, mas chamou a atenção para que se trabalhe na reabilitação dos campos.

Ivo Tavares, em Vigo

publicado por Vaxko Zakarias às 13:45
 O que é? |  O que é? | favorito

HARRO Strusberg, presidente do Comité Internacional de Hóquei em Patins, reiterou, ontem, a indicação de Moçambique como organizador do Campeonato Mundial de 2011. Tal

O PRESIDENTE do Comité Internacional de Hóquei em Patins, Harro Strucksberg.
Tal confirmação foi feita no decurso da Assembleia do CIRH, que tinha como ponto principal da agenda a apresentação a Moçambique do contrato-programa com vista a acolher a prova.

Havia muita expectativa à volta da eleição de Moçambique, visto que nos últimos dias circulava uma notícia segundo a qual a Federação Moçambicana de Patinagem (FMP) tinha uma dívida de 10 mil euros referente à acumulação das quotas anuais. Mas este facto foi prontamente desmentido pelo vice-presidente Nicolau Manjate.

“Não constitui verdade que a Federação deve ao Comité Internacional 10 mil euros. Nós temos todas as contas em dia. Aliás, se não tivéssemos nem sequer estaríamos aqui a participar no '"Mundial"'. Na conversa que mantive com o presidente do CIRH em nenhum momento me falou sobre essa dívida. Passámos em revista muitos assuntos ligados à organização e ele ficou satisfeito com o que foi apresentado, tendo de vez ficado assente que Moçambique irá mesmo organizar a prova”.

Manjate disse ainda que Moçambique voltou a mostrar que reúne todas as condições para organizar o evento. “Mostrámos que temos as quotas em dia. Somos membros do Comité Internacional e contamos com várias participações em Campeonatos do Mundo do Grupo A.

Segundo ele, o contrato-programa entregue pelo CIRH será analisado e, até Agosto, prazo estipulado para a oficialização do compromisso, será dada uma resposta, que, segundo este dirigente, será positiva, a menos que ocorra algo de anormal.

“Nós podíamos ter assinado o contrato e firmado de vez o compromisso de organizar a prova, mas, como temos tempo, preferimos analisar, nos organizar melhor e depois dar uma resposta, que será positiva, porque a possibilidade de não acolhermos o evento é neste momento nula”.

Harro Strusberg, presidente do CIRH, efectuou, no ano passado, uma visita de trabalho a Moçambique, para se inteirar sobre as condições infra-estruturais, alojamento e vias de acesso. Ficou satisfeito com o nível de alojamento, mas chamou a atenção para que se trabalhe na reabilitação dos campos.

Ivo Tavares, em Vigo

publicado por Vaxko Zakarias às 13:45
 O que é? |  O que é? | favorito

VERGONHOSA, esta é a análise que no mínimo pode ser feita em relação à decisão do Comité Internacional de Hóquei em Patins (CIRH) face ao protesto que a Federação Moçambicana submeteu para chamar a atenção ao facto de o atleta angolano João Pinto estar a jogar irregularmente, pois representou Portugal em menos de três anos - período estabelecido para um jogador representar um outro país.

logotipo do Comité Internacional de Hóquei em Patins (CIRH
Em resposta ao protesto, o CIRH confirma que o jogador actuou ilegalmente contra Moçambique e Colômbia, mas, conforme se esperava, não tirou os quatro pontos à selecção angolana (vitória sobre colombianos e empate com moçambicanos), tendo tomado como medida a retirada de João Pinto do “Mundial” e uma multa de 500 euros, a ser paga pela Federação angolana.

Na íntegra, eis a decisão do CIRH:

Efectuadas as investigações correspondentes do CIRH ficou comprovado que o jogador João Pinto Santos efectivamente jogou pela equipa portuguesa (Campeonato da Europa Sub-23, em Saint Omer, França, realizado entre 28 de Agosto e 2 de Setembro de 2006), sem por isso esperar passar os três anos permitidos pelo CIRH para puder representar um outro país, incorrendo assim a uma violação das regras da FIRS/IOS.

Posto isto, o CIRH decidiu: Que a selecção de hóquei em patins de Angola deixe imediatamente de utilizar o jogador no Campeonato do Mundo e tenha que pagar uma multa de 500 euros antes do próximo jogo.

O tal próximo embate já se realizou e foi contra Espanha, tendo João Pinto não jogado. Mas o facto é que os moçambicanos ficaram perplexos com a decisão do CIRH, classificando-a de vergonhosa, pois esperava-se que Angola até fosse suspensa da competição ou, no mínimo, que perdesse os pontos conquistados.

Mas, segundo o seleccionador nacional, o espanhol José Barberá, as irregularidades da equipa angolana parecem não parar por aqui, já que Tiago Sousa e André Centeno jogaram por Portugal na Taça Latina, no ano passado, um dado confirmado pelo próprio seleccionador angolano, o português Luís Sénica.

O caso de Tiago Sousa e André Centeno é ainda mais gritante, já que representaram a selecção sénior e, por mais que passem três anos, não podem jogar por um outro país. Este é um processo que promete fazer correr muita tinta, visto que ainda hoje deverá chegar às mãos do CIRH uma outra carta de protesto.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:39
 O que é? |  O que é? | favorito

VERGONHOSA, esta é a análise que no mínimo pode ser feita em relação à decisão do Comité Internacional de Hóquei em Patins (CIRH) face ao protesto que a Federação Moçambicana submeteu para chamar a atenção ao facto de o atleta angolano João Pinto estar a jogar irregularmente, pois representou Portugal em menos de três anos - período estabelecido para um jogador representar um outro país.

logotipo do Comité Internacional de Hóquei em Patins (CIRH
Em resposta ao protesto, o CIRH confirma que o jogador actuou ilegalmente contra Moçambique e Colômbia, mas, conforme se esperava, não tirou os quatro pontos à selecção angolana (vitória sobre colombianos e empate com moçambicanos), tendo tomado como medida a retirada de João Pinto do “Mundial” e uma multa de 500 euros, a ser paga pela Federação angolana.

Na íntegra, eis a decisão do CIRH:

Efectuadas as investigações correspondentes do CIRH ficou comprovado que o jogador João Pinto Santos efectivamente jogou pela equipa portuguesa (Campeonato da Europa Sub-23, em Saint Omer, França, realizado entre 28 de Agosto e 2 de Setembro de 2006), sem por isso esperar passar os três anos permitidos pelo CIRH para puder representar um outro país, incorrendo assim a uma violação das regras da FIRS/IOS.

Posto isto, o CIRH decidiu: Que a selecção de hóquei em patins de Angola deixe imediatamente de utilizar o jogador no Campeonato do Mundo e tenha que pagar uma multa de 500 euros antes do próximo jogo.

O tal próximo embate já se realizou e foi contra Espanha, tendo João Pinto não jogado. Mas o facto é que os moçambicanos ficaram perplexos com a decisão do CIRH, classificando-a de vergonhosa, pois esperava-se que Angola até fosse suspensa da competição ou, no mínimo, que perdesse os pontos conquistados.

Mas, segundo o seleccionador nacional, o espanhol José Barberá, as irregularidades da equipa angolana parecem não parar por aqui, já que Tiago Sousa e André Centeno jogaram por Portugal na Taça Latina, no ano passado, um dado confirmado pelo próprio seleccionador angolano, o português Luís Sénica.

O caso de Tiago Sousa e André Centeno é ainda mais gritante, já que representaram a selecção sénior e, por mais que passem três anos, não podem jogar por um outro país. Este é um processo que promete fazer correr muita tinta, visto que ainda hoje deverá chegar às mãos do CIRH uma outra carta de protesto.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:39
 O que é? |  O que é? | favorito

OS quartos-de-final, que hoje se iniciam, têm agendada uma partida que não era esperada assim tão cedo. Trata-se do embate entre Espanha e Suíça, campeã e vice-campeã mundial de Montreux-2007, respectivamente, num desafio em que os espanhóis ganharam por 7-1.

HÓQUEI EM PATINS
Os finalistas da edição passada cruzam-se prematuramente porque a Suíça se deixou surpreender no seu grupo pelo Brasil, que acabou como líder, relegando os helvéticos para a segunda posição, facto que originou um cruzamento com a Espanha, primeiro do Grupo A.

Será, portanto, o desafio dos quartos-de-final a ser seguido com mais atenção. Os espanhóis são favoritos a seguir em frente, a avaliar pelo seu potencial que ficou bem vincado na fase de grupos. O mesmo já não se pode dizer em relação à Suíça, que esteve muitos furos abaixo do que mostrou em Montreux e só conseguiu o apuramento graças a uma vitória sofrida sobre Andorra por 3-2.

Destaque ainda para o confronto entre Argentina e Itália, selecções que já se sagraram campeãs do mundo. Este será, “a priori”, o embate mais equilibrado desta fase, dado o nível equiparado de ambos os conjuntos.

Encontro entre duas formações lusófonas é o Brasil-Angola, que, a julgar pelo último resultado entre ambos, pode-se dizer que os brasileiros são claramente favoritos, se se atender que em Montreux venceram por 7-1, nesta mesma fase. Mas é provável que a história não se repita, até porque Angola está forte e bateu-se com denodo diante da Espanha.

Por seu turno, Portugal defronta França, após ter perdido com Argentina por 2-3, na última jornada da fase de grupos. Já os franceses são uma das equipas que ainda não perderam na prova e que evoluíram muito nos últimos anos. No “Mundial” passado, Portugal sofreu para bater a França (3-2). Nos últimos tempos, a equipa lusa tem tido muitas dificuldades para vencer a formação gaulesa.

Ivo Tavares, em Vigo

publicado por Vaxko Zakarias às 13:31
 O que é? |  O que é? | favorito

OS quartos-de-final, que hoje se iniciam, têm agendada uma partida que não era esperada assim tão cedo. Trata-se do embate entre Espanha e Suíça, campeã e vice-campeã mundial de Montreux-2007, respectivamente, num desafio em que os espanhóis ganharam por 7-1.

HÓQUEI EM PATINS
Os finalistas da edição passada cruzam-se prematuramente porque a Suíça se deixou surpreender no seu grupo pelo Brasil, que acabou como líder, relegando os helvéticos para a segunda posição, facto que originou um cruzamento com a Espanha, primeiro do Grupo A.

Será, portanto, o desafio dos quartos-de-final a ser seguido com mais atenção. Os espanhóis são favoritos a seguir em frente, a avaliar pelo seu potencial que ficou bem vincado na fase de grupos. O mesmo já não se pode dizer em relação à Suíça, que esteve muitos furos abaixo do que mostrou em Montreux e só conseguiu o apuramento graças a uma vitória sofrida sobre Andorra por 3-2.

Destaque ainda para o confronto entre Argentina e Itália, selecções que já se sagraram campeãs do mundo. Este será, “a priori”, o embate mais equilibrado desta fase, dado o nível equiparado de ambos os conjuntos.

Encontro entre duas formações lusófonas é o Brasil-Angola, que, a julgar pelo último resultado entre ambos, pode-se dizer que os brasileiros são claramente favoritos, se se atender que em Montreux venceram por 7-1, nesta mesma fase. Mas é provável que a história não se repita, até porque Angola está forte e bateu-se com denodo diante da Espanha.

Por seu turno, Portugal defronta França, após ter perdido com Argentina por 2-3, na última jornada da fase de grupos. Já os franceses são uma das equipas que ainda não perderam na prova e que evoluíram muito nos últimos anos. No “Mundial” passado, Portugal sofreu para bater a França (3-2). Nos últimos tempos, a equipa lusa tem tido muitas dificuldades para vencer a formação gaulesa.

Ivo Tavares, em Vigo

publicado por Vaxko Zakarias às 13:31
 O que é? |  O que é? | favorito

VIGO (quartos-de-final)

vigo
16:30 – Brasil-Angola

18:15 – Argentina-Itália

19:45 – Espanha-Suíça

21:30 – França-Portugal

PONTEVEDRA (apuramento do nono ao 16º lugar)

16:30 - Moçambique-Holanda

18:15 - Andorra-Colômbia

19:45 – Chile-Inglaterra

21:30 - Alemanha-EUA

Ivo Tavares, em Vigo

publicado por Vaxko Zakarias às 13:24
 O que é? |  O que é? | favorito

VIGO (quartos-de-final)

vigo
16:30 – Brasil-Angola

18:15 – Argentina-Itália

19:45 – Espanha-Suíça

21:30 – França-Portugal

PONTEVEDRA (apuramento do nono ao 16º lugar)

16:30 - Moçambique-Holanda

18:15 - Andorra-Colômbia

19:45 – Chile-Inglaterra

21:30 - Alemanha-EUA

Ivo Tavares, em Vigo

publicado por Vaxko Zakarias às 13:24
 O que é? |  O que é? | favorito

JOVENS estudantes de Maputo cidade e província ficaram aproximadamente 10 horas retidos no Aeroporto de Mavalane devido ao atraso de voos das Linhas Aéreas de Moçambique.

Delegação de Gaza na despedidapara os Jogos escolares (J. Capela)
Esta situação provocou uma grande preocupação aos jovens atletas que, transtornados, tiveram que contactar os seus encarregados de educação, uma vez que nem a organização do vento, neste caso o Ministério da Educação e Cultura (MEC), e os serviços das LAM estiveram à altura de prestar a devida atenção, que passaram momentos de fome, sendo que os voos estavam marcados para as primeiras horas da manhã de terça-feira.

O director de programas especiais, Eurico Banze, lamentou o sucedido, atirando toda responsabilidade às LAM. Disse, mais adiante, que houve igualmente desinformação por parte de algumas pessoas que tentaram criar especulações para dar a entender que há problemas na organização do evento.

Esclareceu que Maputo cidade e província chegaram à Lichinga na data prevista (terça-feira) e que estão bem acomodados. Uma parte das delegações de Sofala e Manica também chegou no mesmo dia, enquanto Gaza aterrou ontem.

As delegações de Tete, Zambézia e Nampula, as únicas que vão por via terrestre, iniciaram a viagem terça-feira e eram esperadas ontem em Lichinga. Segundo Banze, todas as comitivas deverão chegar à capital provincial do Niassa até amanhã.

O porta-voz dos Jogos, Júlio Mendes, afirmou, por seu turno, que, apesar das dificuldades próprias de uma cidade ainda em crescimento, Lichinga está pronta para acolher os jogos.

Disse que os campos estão disponíveis e que neste momento decorrem ensaios nos locais escolhidos para acomodar os jogos, com especial atenção para o Estádio Municipal de Lichinga, recinto que acolherá a cerimónia de abertura, que contará com perto de seis mil pessoas.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:17
 O que é? |  O que é? | favorito

JOVENS estudantes de Maputo cidade e província ficaram aproximadamente 10 horas retidos no Aeroporto de Mavalane devido ao atraso de voos das Linhas Aéreas de Moçambique.

Delegação de Gaza na despedidapara os Jogos escolares (J. Capela)
Esta situação provocou uma grande preocupação aos jovens atletas que, transtornados, tiveram que contactar os seus encarregados de educação, uma vez que nem a organização do vento, neste caso o Ministério da Educação e Cultura (MEC), e os serviços das LAM estiveram à altura de prestar a devida atenção, que passaram momentos de fome, sendo que os voos estavam marcados para as primeiras horas da manhã de terça-feira.

O director de programas especiais, Eurico Banze, lamentou o sucedido, atirando toda responsabilidade às LAM. Disse, mais adiante, que houve igualmente desinformação por parte de algumas pessoas que tentaram criar especulações para dar a entender que há problemas na organização do evento.

Esclareceu que Maputo cidade e província chegaram à Lichinga na data prevista (terça-feira) e que estão bem acomodados. Uma parte das delegações de Sofala e Manica também chegou no mesmo dia, enquanto Gaza aterrou ontem.

As delegações de Tete, Zambézia e Nampula, as únicas que vão por via terrestre, iniciaram a viagem terça-feira e eram esperadas ontem em Lichinga. Segundo Banze, todas as comitivas deverão chegar à capital provincial do Niassa até amanhã.

O porta-voz dos Jogos, Júlio Mendes, afirmou, por seu turno, que, apesar das dificuldades próprias de uma cidade ainda em crescimento, Lichinga está pronta para acolher os jogos.

Disse que os campos estão disponíveis e que neste momento decorrem ensaios nos locais escolhidos para acomodar os jogos, com especial atenção para o Estádio Municipal de Lichinga, recinto que acolherá a cerimónia de abertura, que contará com perto de seis mil pessoas.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:17
 O que é? |  O que é? | favorito


Eduardo Gonçalves e Jannat Bique os melhores pontuados
OS pequenos nadadores Jannat e Allan Bique, agora inscritos no recém-criado Núcleo de Natação da Matola, e Shakil Fakir, do Clube Golfinhos de Maputo e que se encontra no centro de alto-rendimento em Pretória, participam desde ontem até domingo num torneio em Kings Park, na cidade sul-africana de Durban, cumprindo o seu plano de rodagem individual iniciado ano passado, através da sua presença em provas abertas que se realizam naquele país vizinho em piscinas de 50 metros, tendo como meta alcançar tempos que lhes permitam sonhar com os Jogos Olímpicos.
Shakil Fakir, de nove anos, disse ter vivido uma experiência difícil, mas  salutar para os desafios do futuro
Para o efeito, os irmãos Bique têm beneficiado da gemelagem que Matola tem com algumas associações desportivas sul-africanas e de um acordo para o seu respectivo acompanhamento pelo técnico sul-africano Ruk Neethling, proprietário de uma academia e que esteve cinco vezes nos Jogos Olímpicos.

Jannat e Allan Bique encontram-se na África do Sul desde o último fim-de-semana e foram submetidos a testes pelo técnico sul-africano, particularmente para este torneio, atendendo que a época competitiva interna continua encerrada no país.

Este é um dos cinco torneios na agenda dos irmãos Bique este ano, sendo dois em Durban e três em Nelspruit.
Ruk Neethling interessou-se pelos irmãos Bique para representar o seu clube –Players - no torneio “Mphumalanga Champs” em 2007.

O “namoro” concretizou-se durante o Torneio Internacional “Golfinhos Sprinter”, realizado ano passado, em Maputo, em que o técnico sul-africano esteve presente. Com este acordo, os dois pequenos nadadores devem participar em vários eventos sul-africanos.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:12
 O que é? |  O que é? | favorito


Eduardo Gonçalves e Jannat Bique os melhores pontuados
OS pequenos nadadores Jannat e Allan Bique, agora inscritos no recém-criado Núcleo de Natação da Matola, e Shakil Fakir, do Clube Golfinhos de Maputo e que se encontra no centro de alto-rendimento em Pretória, participam desde ontem até domingo num torneio em Kings Park, na cidade sul-africana de Durban, cumprindo o seu plano de rodagem individual iniciado ano passado, através da sua presença em provas abertas que se realizam naquele país vizinho em piscinas de 50 metros, tendo como meta alcançar tempos que lhes permitam sonhar com os Jogos Olímpicos.
Shakil Fakir, de nove anos, disse ter vivido uma experiência difícil, mas  salutar para os desafios do futuro
Para o efeito, os irmãos Bique têm beneficiado da gemelagem que Matola tem com algumas associações desportivas sul-africanas e de um acordo para o seu respectivo acompanhamento pelo técnico sul-africano Ruk Neethling, proprietário de uma academia e que esteve cinco vezes nos Jogos Olímpicos.

Jannat e Allan Bique encontram-se na África do Sul desde o último fim-de-semana e foram submetidos a testes pelo técnico sul-africano, particularmente para este torneio, atendendo que a época competitiva interna continua encerrada no país.

Este é um dos cinco torneios na agenda dos irmãos Bique este ano, sendo dois em Durban e três em Nelspruit.
Ruk Neethling interessou-se pelos irmãos Bique para representar o seu clube –Players - no torneio “Mphumalanga Champs” em 2007.

O “namoro” concretizou-se durante o Torneio Internacional “Golfinhos Sprinter”, realizado ano passado, em Maputo, em que o técnico sul-africano esteve presente. Com este acordo, os dois pequenos nadadores devem participar em vários eventos sul-africanos.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:12
 O que é? |  O que é? | favorito

A DELEGAÇÃO moçambicana aos segundos Jogos da Lusofonia a terem lugar de 11 a 20 deste mês, em Lisboa, seguiu ontem para Portugal.

As meninas de basquetebol na festa da primeira edição dos Jogos da Lusofonia
Trata-se de atletas, técnicos, médicos/massagistas e dirigentes que durante cerca de 10 dias vão lutar não só pelas medalhas e taças, mas também por representar o país condignamente em todos os capítulos, sobretudo o desportivo.Moçambique vai tomar parte neste evento com quatro modalidades, nomeadamente futebol (selecção de Sub-20), basquetebol masculino e feminino (selecções A), atletismo masculino e feminino, taekwondo e voleibol de praia (uma dupla masculina).

A comitiva nacional vai ter que enfrentar, neste que é considerado o maior evento internacional multidesportivo alguma vez realizado em Portugal, as suas congéneres de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné-Equatorial, Índia, Macau (China), Portugal, São Tomé e Príncipe, Sri Lanka e Timor-Leste.

Todos estes países vão competir, para além das modalidades que Moçambique leva, em desporto para deficientes (demonstração), futsal, judo, ténis de mesa, voleibol de sala, nos Concelhos de Almada, Lisboa e Oeiras.

Sob o lema “A união mais forte que a vitória”, será apresentado um espectáculo inesquecível, com a participação de centenas de patinadores, ginastas e bailarinos, em que serão enfatizados os principais símbolos da lusofonia: a língua, as palavras e o mar.

Mais de 1300 atletas e oficiais provenientes dos 12 países e regiões participantes vão desfilar por um palco em que estará presente o espírito da Lusofonia.

Será acesa a luz que representa a chama olímpica, com a participação da Banda da Armada e serão hasteadas as bandeiras que representam a Lusofonia, para além do Hino Oficial dos Jogos.No final, um impressionante momento pirotécnico vai encher de luz e cor o Pavilhão Atlântico. Serão mais de 2000 os intervenientes na cerimónia que marcará o arranque deste grandioso encontro desportivo.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:04
 O que é? |  O que é? | favorito

A DELEGAÇÃO moçambicana aos segundos Jogos da Lusofonia a terem lugar de 11 a 20 deste mês, em Lisboa, seguiu ontem para Portugal.

As meninas de basquetebol na festa da primeira edição dos Jogos da Lusofonia
Trata-se de atletas, técnicos, médicos/massagistas e dirigentes que durante cerca de 10 dias vão lutar não só pelas medalhas e taças, mas também por representar o país condignamente em todos os capítulos, sobretudo o desportivo.Moçambique vai tomar parte neste evento com quatro modalidades, nomeadamente futebol (selecção de Sub-20), basquetebol masculino e feminino (selecções A), atletismo masculino e feminino, taekwondo e voleibol de praia (uma dupla masculina).

A comitiva nacional vai ter que enfrentar, neste que é considerado o maior evento internacional multidesportivo alguma vez realizado em Portugal, as suas congéneres de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné-Equatorial, Índia, Macau (China), Portugal, São Tomé e Príncipe, Sri Lanka e Timor-Leste.

Todos estes países vão competir, para além das modalidades que Moçambique leva, em desporto para deficientes (demonstração), futsal, judo, ténis de mesa, voleibol de sala, nos Concelhos de Almada, Lisboa e Oeiras.

Sob o lema “A união mais forte que a vitória”, será apresentado um espectáculo inesquecível, com a participação de centenas de patinadores, ginastas e bailarinos, em que serão enfatizados os principais símbolos da lusofonia: a língua, as palavras e o mar.

Mais de 1300 atletas e oficiais provenientes dos 12 países e regiões participantes vão desfilar por um palco em que estará presente o espírito da Lusofonia.

Será acesa a luz que representa a chama olímpica, com a participação da Banda da Armada e serão hasteadas as bandeiras que representam a Lusofonia, para além do Hino Oficial dos Jogos.No final, um impressionante momento pirotécnico vai encher de luz e cor o Pavilhão Atlântico. Serão mais de 2000 os intervenientes na cerimónia que marcará o arranque deste grandioso encontro desportivo.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:04
 O que é? |  O que é? | favorito

VINTE e cinco pugilistas foram chamados para a Selecção Nacional que se prepara para várias frentes internacionais que se avizinham.

Boxe regressa aos palcos
Trata-se de 17 masculinos e oito femininos que deverão se apresentar amanhã, pelas 14:30 horas, na sede da Federação Moçambicana da modalidade para o início dos trabalhos preparatórios.

Eis a lista dos convocados

FERROVIÁRIO: Valdo António, Cremildo Artur, Legan José, George Manjate, Sérgio Assane, Isac Dimande e Almeida Duval

MATCHEDJE: Juliano F. Máquina, Álvaro Germano, António Watch, Francisco F. Máquina e Gento F. Máquina

ACADEMIA LUCAS SINOIA: Cássimo Abdul

ACADEMIA PAULO JORGE: André Simar

INHAMBANE: Inocêncio José Macamo

BEIRA: Jacinto Alberto Araújo e Ussene Alberto Djamo

FEMININOS:

ACADEMIA LUCAS SINOIA: Maria Manuela Chambule, Margarida Cardoso Machava, Rofina Felizarda Cossa, Fátima António Macamo e Mimi Jorge

NAMPULA: Rosa Maria Manuel

MATCHEDJE: Flora Augusto Manuel

publicado por Vaxko Zakarias às 12:57
 O que é? |  O que é? | favorito

VINTE e cinco pugilistas foram chamados para a Selecção Nacional que se prepara para várias frentes internacionais que se avizinham.

Boxe regressa aos palcos
Trata-se de 17 masculinos e oito femininos que deverão se apresentar amanhã, pelas 14:30 horas, na sede da Federação Moçambicana da modalidade para o início dos trabalhos preparatórios.

Eis a lista dos convocados

FERROVIÁRIO: Valdo António, Cremildo Artur, Legan José, George Manjate, Sérgio Assane, Isac Dimande e Almeida Duval

MATCHEDJE: Juliano F. Máquina, Álvaro Germano, António Watch, Francisco F. Máquina e Gento F. Máquina

ACADEMIA LUCAS SINOIA: Cássimo Abdul

ACADEMIA PAULO JORGE: André Simar

INHAMBANE: Inocêncio José Macamo

BEIRA: Jacinto Alberto Araújo e Ussene Alberto Djamo

FEMININOS:

ACADEMIA LUCAS SINOIA: Maria Manuela Chambule, Margarida Cardoso Machava, Rofina Felizarda Cossa, Fátima António Macamo e Mimi Jorge

NAMPULA: Rosa Maria Manuel

MATCHEDJE: Flora Augusto Manuel

publicado por Vaxko Zakarias às 12:57
 O que é? |  O que é? | favorito

A COBERTURA do Campeonato do Mundo de Futebol de 2010, a ter lugar na África do Sul, é tema de um seminário de capacitação que decorre desde a passada segunda-feira, em Maputo, promovido pela Federação Internacional de Futebol (FIFA) e direccionado a jornalistas dos países africanos de língua portuguesa.

Logotipo do Mundial 2010
Orientado por Aldo Gambôa, jornalista brasileiro da Agência France Press, o evento tem em vista municiar os participantes de capacidades técnicas e de outros conhecimentos relevantes para o seu melhor desempenho no tocante à cobertura do mais alto evento futebolístico mundial.

Para além de jornalistas moçambicanos tomam parte no seminário repórteres oriundos de Angola e de S. Tomé e Príncipe, prevendo-se ainda a participação de representantes de Cabo Verde e da Guiné-Bissau.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:51
 O que é? |  O que é? | favorito

A COBERTURA do Campeonato do Mundo de Futebol de 2010, a ter lugar na África do Sul, é tema de um seminário de capacitação que decorre desde a passada segunda-feira, em Maputo, promovido pela Federação Internacional de Futebol (FIFA) e direccionado a jornalistas dos países africanos de língua portuguesa.

Logotipo do Mundial 2010
Orientado por Aldo Gambôa, jornalista brasileiro da Agência France Press, o evento tem em vista municiar os participantes de capacidades técnicas e de outros conhecimentos relevantes para o seu melhor desempenho no tocante à cobertura do mais alto evento futebolístico mundial.

Para além de jornalistas moçambicanos tomam parte no seminário repórteres oriundos de Angola e de S. Tomé e Príncipe, prevendo-se ainda a participação de representantes de Cabo Verde e da Guiné-Bissau.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:51
 O que é? |  O que é? | favorito

12 dos 23 pré-convocados não se fizeram presentes

Selecção Nacinal de Futebol Mambas

esta quarta-feira no relvado dos “canarinhos”. Trata-se de jogadores do Costa do Sol e da Liga Muçulmana

Foi um regresso atribula­do ao trabalho o que a selecção nacional de fu­tebol, os Mambas, teve ontem, naquele que foi o primeiro de três treinos da equipa de todos nós, tendo em vista aos com­promissos que se avizinham, nomeadamente, os amigáveis com o Zimbabwe ou Namíbia, os jogos da COSAFA e das qua­lificações para o CAN-Interno e CAN de Angola e Mundial da África do Sul.

O dia não correu como o previsto por uma razão sim­ples: as equipas do Costa do Sol e da Liga Muçulmana pura e simplesmente furtaram-se de dispensar as suas “estrelas”, por alegadamente terem só na última segunda-feira regressa­do das deslocações que efectu­aram no fim-de-semana fora de Maputo (Chimoio e Tete, respectivamente), no cumpri­mento da 14ª jornada do Mo­çambola-2009.

Contactada, a Federação Mo­çambicana de Futebol, FMF, confirmou tal versão dos factos. No entanto, são justificações que não convencem Miguel Chau, o único elemento do colegial técnico dos Mambas presente na sessão de ontem, já que Amad Chababe e Mart No­oij estão a caminho de Portugal com os sub-20.

“Quero pensar que esta é mais uma atitude de protecção aos jogadores pelos clubes, do que uma justificação plausível”, começou por dizer Chau, para depois acrescentar que “alguns jogadores aqui presentes estive­ram ao serviço dos respectivos clubes, muito mais longe de Maputo (referindo-se aos do Desportivo que jogaram em Lichinga), mas não apresenta­ram dificuldades em dispor os seus jogadores à selecção nacio­nal”.

Miguel Chau deixou pre­ver qualquer tipo de sanção a estes dois clubes, mas avançou que tal seria objecto de abor­dagem quer por parte da equi­pa técnica, quanto da própria FMF. Adiante, o seleccionador nacional-adjunto disse que os treinos às terças-feiras são para prosseguir, até porque há com­promissos por cumprir lá mais para frente, tais são os casos dos jogos da COSAFA, CAN-In­terno, só para citar alguns.

Objectivos continuam os mesmos

MIGUEL Chau, técnico-adjunto dos **“Mambas”**
Apesar de o dia ter sido mar­cado por ausências, o que de alguma forma beliscou o curso normal do planeado, os objec­tivos últimos dos Mambas con­tinuam os de sempre, tal como referiu nas entrelinhas Miguel Chau.

“Nós temos vindo a dizer e voltamos a reiterar que tudo o que projectamos continua na ordem do dia. O desaire em Nai­rob, serviu de lição para nós. Os próximos compromissos de­vem servir de curativo para as feridas. Pretendemos pontuar o máximo em casa, de modo a conseguirmos a qualificação para o CAN de Angola.

Comprometido treino da próxima semana

A segunda sessão de treinos da selecção nacional de futebol de Mocambique, marcada para a próxima semana, corre risco de se não realizar. É que com a realização do jogo entre a Liga Muçulmana de Maputo e o Ferroviário, também da capi­tal do país, a contar para a Taça de Moçambique, fase zonal, a equipa técnica ver-se-à na im­possibilidade de contar com jogadores destas duas equipas (nove dos “locomotivas” e qua­tro dos “muçulmanos”), deven­do a equipa técnica contar com menos da metade dos convoca­dos das equipas que militam no Moçambola

Jerry quer ser “Mamba”

Torneio da COSAFA : Sub-20 a caminho da RAS(C.Bila)

Jerry, avançado do Ferroviário de Maputo, melhor marcador do Moçambola-2009, foi a grande novidade. O jogador, que já representou as se­lecções de sub-17 e sub-20, viu agora reconhecida a sua qualidade e ascensão. Miguel Chau não poupou elogios ao “locomotiva”, tendo negado que a sua chamada teria sido fruto da pressão da imprensa.

O jogador, por seu turno, mostrou-se satisfeito por ter sido con­vocado e disse que se sentia em casa, “até porque a maioria dos jogadores aqui presentes são do Ferroviário. É bom estar aqui, vou dar o meu máximo para justificar a minha chamada”, concluiu.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:47
 O que é? |  O que é? | favorito

12 dos 23 pré-convocados não se fizeram presentes

Selecção Nacinal de Futebol Mambas

esta quarta-feira no relvado dos “canarinhos”. Trata-se de jogadores do Costa do Sol e da Liga Muçulmana

Foi um regresso atribula­do ao trabalho o que a selecção nacional de fu­tebol, os Mambas, teve ontem, naquele que foi o primeiro de três treinos da equipa de todos nós, tendo em vista aos com­promissos que se avizinham, nomeadamente, os amigáveis com o Zimbabwe ou Namíbia, os jogos da COSAFA e das qua­lificações para o CAN-Interno e CAN de Angola e Mundial da África do Sul.

O dia não correu como o previsto por uma razão sim­ples: as equipas do Costa do Sol e da Liga Muçulmana pura e simplesmente furtaram-se de dispensar as suas “estrelas”, por alegadamente terem só na última segunda-feira regressa­do das deslocações que efectu­aram no fim-de-semana fora de Maputo (Chimoio e Tete, respectivamente), no cumpri­mento da 14ª jornada do Mo­çambola-2009.

Contactada, a Federação Mo­çambicana de Futebol, FMF, confirmou tal versão dos factos. No entanto, são justificações que não convencem Miguel Chau, o único elemento do colegial técnico dos Mambas presente na sessão de ontem, já que Amad Chababe e Mart No­oij estão a caminho de Portugal com os sub-20.

“Quero pensar que esta é mais uma atitude de protecção aos jogadores pelos clubes, do que uma justificação plausível”, começou por dizer Chau, para depois acrescentar que “alguns jogadores aqui presentes estive­ram ao serviço dos respectivos clubes, muito mais longe de Maputo (referindo-se aos do Desportivo que jogaram em Lichinga), mas não apresenta­ram dificuldades em dispor os seus jogadores à selecção nacio­nal”.

Miguel Chau deixou pre­ver qualquer tipo de sanção a estes dois clubes, mas avançou que tal seria objecto de abor­dagem quer por parte da equi­pa técnica, quanto da própria FMF. Adiante, o seleccionador nacional-adjunto disse que os treinos às terças-feiras são para prosseguir, até porque há com­promissos por cumprir lá mais para frente, tais são os casos dos jogos da COSAFA, CAN-In­terno, só para citar alguns.

Objectivos continuam os mesmos

MIGUEL Chau, técnico-adjunto dos **“Mambas”**
Apesar de o dia ter sido mar­cado por ausências, o que de alguma forma beliscou o curso normal do planeado, os objec­tivos últimos dos Mambas con­tinuam os de sempre, tal como referiu nas entrelinhas Miguel Chau.

“Nós temos vindo a dizer e voltamos a reiterar que tudo o que projectamos continua na ordem do dia. O desaire em Nai­rob, serviu de lição para nós. Os próximos compromissos de­vem servir de curativo para as feridas. Pretendemos pontuar o máximo em casa, de modo a conseguirmos a qualificação para o CAN de Angola.

Comprometido treino da próxima semana

A segunda sessão de treinos da selecção nacional de futebol de Mocambique, marcada para a próxima semana, corre risco de se não realizar. É que com a realização do jogo entre a Liga Muçulmana de Maputo e o Ferroviário, também da capi­tal do país, a contar para a Taça de Moçambique, fase zonal, a equipa técnica ver-se-à na im­possibilidade de contar com jogadores destas duas equipas (nove dos “locomotivas” e qua­tro dos “muçulmanos”), deven­do a equipa técnica contar com menos da metade dos convoca­dos das equipas que militam no Moçambola

Jerry quer ser “Mamba”

Torneio da COSAFA : Sub-20 a caminho da RAS(C.Bila)

Jerry, avançado do Ferroviário de Maputo, melhor marcador do Moçambola-2009, foi a grande novidade. O jogador, que já representou as se­lecções de sub-17 e sub-20, viu agora reconhecida a sua qualidade e ascensão. Miguel Chau não poupou elogios ao “locomotiva”, tendo negado que a sua chamada teria sido fruto da pressão da imprensa.

O jogador, por seu turno, mostrou-se satisfeito por ter sido con­vocado e disse que se sentia em casa, “até porque a maioria dos jogadores aqui presentes são do Ferroviário. É bom estar aqui, vou dar o meu máximo para justificar a minha chamada”, concluiu.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:47
 O que é? |  O que é? | favorito

II Jogos da Lusofonia 2009: Delegação moçambicana deixou hoje Maputo

Imagem Corporativa dos 2º.s Jogos da Lusofonia
Unidos pelo desporto e pela língua portuguesa que abarca cerca de 260 milhões de falantes, 12 países disputam de 11 a 19 de Julho a segunda edição dos Jogos da Lu­sofonia, cuja sede será a capital portuguesa, Lisboa.

Moçambi­que, Angola, Brasil, Cabo Ver­de, Guiné-Bissau, Guiné Equa­torial, Índia, Macau, Portugal, São Tomé e Príncipe, Sirilanka e Timor Leste, são os países que competirão em nove modalida­des desportivas, nomeadamente: atletismo, basquetebol, futebol, futsal, voleibol, judo, taekwon­do, hóquei em campo e ténis de mesa.

Dos mais de 1000 atletas e trei­nadores esperados nesta com­petição, Moçambique far-se-à representar por 55 atletas e 10 treinadores, sendo esta a maior delegação desportiva que repre­senta o país além fronteiras, nos últimos anos. A comitiva moçam­bicana deixa esta manhã Maputo com destino a Lisboa onde, du­rante dois dias, vai aclimatizar-se antes do arranque da prova.

Basquetebol principal destaque

O CONCEITUADO técnico de basquetebol Nazir Salé, da formação sénior feminina do Desportivo, actual campeã de África de clubes
A delegação moçambicana que vai participar nos II Jogos da Lusofonia é composta por atletas de cinco modalidades, designa­damente, atletismo, basquetebol, voleibol de praia, futebol, judo e taekwondo, e o principal desta­que vai para a “bola ao cesto”, que se faz representar por duas selecções: seniores feminina e masculina. A equipa feminina, orientada por Nazir Salé, procu­rará revalidar o título conquis­tado em Macau, em 2006 (vide artigo abaixo).
Kurt Couto no pódio (ARTUR FERREIRA)
Especial atenção também será depositada na prestação do atle­tismo que se faz representar por Kurt Couto (400 metros barrei­ras que leva para prova o tempo de 49.12 segundos) e Leonor Piúza (800 metros com o tempo de 2:00:96 minutos), sendo que esta última conquistou a meda­lha de ouro na primeira edição da prova. Quanto ao futebol, referir que os Mambinhas tentarão dar o seu melhor perante adversários de peso como Brasil, Portugal e Angola. A equipa orientada por Amad Chababe contará com o apoio técnico do seleccionador nacional principal, Mart Nooij, que sairá directamente da Ho­landa para Portugal para se jun­tar ao restante da comitiva
publicado por Vaxko Zakarias às 12:19
 O que é? |  O que é? | favorito

II Jogos da Lusofonia 2009: Delegação moçambicana deixou hoje Maputo

Imagem Corporativa dos 2º.s Jogos da Lusofonia
Unidos pelo desporto e pela língua portuguesa que abarca cerca de 260 milhões de falantes, 12 países disputam de 11 a 19 de Julho a segunda edição dos Jogos da Lu­sofonia, cuja sede será a capital portuguesa, Lisboa.

Moçambi­que, Angola, Brasil, Cabo Ver­de, Guiné-Bissau, Guiné Equa­torial, Índia, Macau, Portugal, São Tomé e Príncipe, Sirilanka e Timor Leste, são os países que competirão em nove modalida­des desportivas, nomeadamente: atletismo, basquetebol, futebol, futsal, voleibol, judo, taekwon­do, hóquei em campo e ténis de mesa.

Dos mais de 1000 atletas e trei­nadores esperados nesta com­petição, Moçambique far-se-à representar por 55 atletas e 10 treinadores, sendo esta a maior delegação desportiva que repre­senta o país além fronteiras, nos últimos anos. A comitiva moçam­bicana deixa esta manhã Maputo com destino a Lisboa onde, du­rante dois dias, vai aclimatizar-se antes do arranque da prova.

Basquetebol principal destaque

O CONCEITUADO técnico de basquetebol Nazir Salé, da formação sénior feminina do Desportivo, actual campeã de África de clubes
A delegação moçambicana que vai participar nos II Jogos da Lusofonia é composta por atletas de cinco modalidades, designa­damente, atletismo, basquetebol, voleibol de praia, futebol, judo e taekwondo, e o principal desta­que vai para a “bola ao cesto”, que se faz representar por duas selecções: seniores feminina e masculina. A equipa feminina, orientada por Nazir Salé, procu­rará revalidar o título conquis­tado em Macau, em 2006 (vide artigo abaixo).
Kurt Couto no pódio (ARTUR FERREIRA)
Especial atenção também será depositada na prestação do atle­tismo que se faz representar por Kurt Couto (400 metros barrei­ras que leva para prova o tempo de 49.12 segundos) e Leonor Piúza (800 metros com o tempo de 2:00:96 minutos), sendo que esta última conquistou a meda­lha de ouro na primeira edição da prova. Quanto ao futebol, referir que os Mambinhas tentarão dar o seu melhor perante adversários de peso como Brasil, Portugal e Angola. A equipa orientada por Amad Chababe contará com o apoio técnico do seleccionador nacional principal, Mart Nooij, que sairá directamente da Ho­landa para Portugal para se jun­tar ao restante da comitiva
publicado por Vaxko Zakarias às 12:19
 O que é? |  O que é? | favorito
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
18
19
25
26
27
29
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO