Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 22 DE Junho 2009

A FORÇA aglutinadora dos “Mambas” foi uma vez mais vincada no sábado. Nas cidades e vilas, nos bairros e na via pública, os moçambicanos mostraram a sua devoção pelos “Mambas” e a certeza de que os objectivos por si perseguidos, e que afinal são de todos nós, serão conseguidos.

Fernando Sumbana Ministro da Juventude e Desporto
Através dos “Mambas”, todos nós, moçambicanos, vimo-nos orgulhosamente identificados na mesma bandeira e a nossa auto-estima mais elevada”, palavras do Ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana, falando na cerimónia de abertura do 9º Conselho Coordenador do seu sector, a decorrer desde ontem em Chidenguele, província de Gaza.

Perante os quadros seniores do ministério, directores nacionais e provinciais, chefes de departamento e de outros organismos sob tutela da instituição, assim como convidados do Comité Olímpico de Moçambique, Fundo de Promoção Desportiva, Conselhos Nacionais do Desportos e da Juventude, agências das Nações Unidas, entre outros, Sumbana afirmou que, apesar da derrota sofrida no Quénia o país continua firme na sua crença em relação à prossecução dos objectivos traçados pela Selecção Nacional de Futebol, nomeadamente a qualificação para os Campeonatos do Mundo, na África do Sul, e de África, em Angola.

No seu discurso, que faz uma retrospectiva das principais actividades levadas a cabo pelo seu pelouro em relação ao programa quinquenal do Governo 2005-2009, o ministro da Juventude e Desportos disse que, no quadro da estratégia de revitalização do desporto, foi lançado o projecto FUT-21, que contou com a aderência de vários parceiros.

Segundo ele, concebido para duas vertentes, o desporto nas camadas de formação e o apoio às actividades das selecções nacionais de futebol, a sua implementação veio contribuir sobremaneira para a elevação do nível competitivo dos “Mambas”, hoje uma referência no “ranking” africano.

“A despedida de Maria de Lurdes Mutola, o maior ícone do desporto nacional, das pistas de atletismo, após uma dourada carreira internacional de duas décadas, constituiu um dos momentos marcantes do nosso desporto no quinquénio prestes a terminar. Em reconhecimento aos seus feitos inigualáveis, o Estado moçambicano homenageou a atleta e glorificou-a com o título de Herói do Trabalho da República de Moçambique”, considerou aquele governante.

PAÍS ENGRANDECIDO

No seu primeiro conselho coordenador a dirigir na qualidade de ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana fez referência a uma série de acontecimentos que, segundo ele, engrandeceram o país, nomeadamente as conquistas da selecção de hóquei em patins, que com o título mundial do Grupo “B” conquistado em 2006 regressou à elite planetária da modalidade; do basquetebol feminino, dando como exemplos os dois campeonatos africanos de clubes ganhos pelo Desportivo e as medalhas de prata d’A Politécnica nas Universíadas Africanas.

“As modalidades de luta, nomeadamente judo, tang soo do e tae kwon do, a despeito de pouco divulgadas no país, deram um magnífico exemplo da perseverança dos seus praticantes, arrecadando títulos em diferentes frentes continentais e mundiais”, sublinhou.

Na sua intervenção, Sumbana disse ainda que tendo em conta a realização do Campeonato do Mundo de Futebol de 2010 na vinha África do Sul, o país está a desenvolver uma série de acções, turísticas, desportivas e de serviços, para a atracção de selecções que queiram efectuar o seu estágio de climatização antes da prova, que acontecerá um ano antes de Moçambique acolher a X Edição dos Jogos Africanos, na sequência da eleição feita pelo Conselho Superior do Desporto de África, após a desistência da Zâmbia.

Realizando-se sob o lema “Juventude inspirada nos ideais de Eduardo Mondlane”, Sumbana fez uma analogia ao facto de o presente Conselho Coordenador do Ministério da Juventude e Desportos se iniciar precisamente um dia depois de, na Aldeia de Nwadjahane, no mesmo distrito de Manjacaze, ter decorrido mais uma homenagem ao Doutor Eduardo Chivambo Mondlane, Arquitecto da Unidade Nacional, por ocasião do seu octogésimo aniversário natalício.

“Intelectual de prestigiada reputação, político e pensador com uma visão iluminada, nacionalista devotado e firme na causa libertadora do seu país e de África, o Doutor Eduardo Chivambo Mondlane, com os seus ideais perenes, continua a ser uma fonte de inspiração inesgotável da nossa juventude. Uma juventude cada vez mais comprometida com o desenvolvimento e o bem-estar dos cidadãos”, disse.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:45
 O que é? |  O que é? | favorito

A FORÇA aglutinadora dos “Mambas” foi uma vez mais vincada no sábado. Nas cidades e vilas, nos bairros e na via pública, os moçambicanos mostraram a sua devoção pelos “Mambas” e a certeza de que os objectivos por si perseguidos, e que afinal são de todos nós, serão conseguidos.

Fernando Sumbana Ministro da Juventude e Desporto
Através dos “Mambas”, todos nós, moçambicanos, vimo-nos orgulhosamente identificados na mesma bandeira e a nossa auto-estima mais elevada”, palavras do Ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana, falando na cerimónia de abertura do 9º Conselho Coordenador do seu sector, a decorrer desde ontem em Chidenguele, província de Gaza.

Perante os quadros seniores do ministério, directores nacionais e provinciais, chefes de departamento e de outros organismos sob tutela da instituição, assim como convidados do Comité Olímpico de Moçambique, Fundo de Promoção Desportiva, Conselhos Nacionais do Desportos e da Juventude, agências das Nações Unidas, entre outros, Sumbana afirmou que, apesar da derrota sofrida no Quénia o país continua firme na sua crença em relação à prossecução dos objectivos traçados pela Selecção Nacional de Futebol, nomeadamente a qualificação para os Campeonatos do Mundo, na África do Sul, e de África, em Angola.

No seu discurso, que faz uma retrospectiva das principais actividades levadas a cabo pelo seu pelouro em relação ao programa quinquenal do Governo 2005-2009, o ministro da Juventude e Desportos disse que, no quadro da estratégia de revitalização do desporto, foi lançado o projecto FUT-21, que contou com a aderência de vários parceiros.

Segundo ele, concebido para duas vertentes, o desporto nas camadas de formação e o apoio às actividades das selecções nacionais de futebol, a sua implementação veio contribuir sobremaneira para a elevação do nível competitivo dos “Mambas”, hoje uma referência no “ranking” africano.

“A despedida de Maria de Lurdes Mutola, o maior ícone do desporto nacional, das pistas de atletismo, após uma dourada carreira internacional de duas décadas, constituiu um dos momentos marcantes do nosso desporto no quinquénio prestes a terminar. Em reconhecimento aos seus feitos inigualáveis, o Estado moçambicano homenageou a atleta e glorificou-a com o título de Herói do Trabalho da República de Moçambique”, considerou aquele governante.

PAÍS ENGRANDECIDO

No seu primeiro conselho coordenador a dirigir na qualidade de ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana fez referência a uma série de acontecimentos que, segundo ele, engrandeceram o país, nomeadamente as conquistas da selecção de hóquei em patins, que com o título mundial do Grupo “B” conquistado em 2006 regressou à elite planetária da modalidade; do basquetebol feminino, dando como exemplos os dois campeonatos africanos de clubes ganhos pelo Desportivo e as medalhas de prata d’A Politécnica nas Universíadas Africanas.

“As modalidades de luta, nomeadamente judo, tang soo do e tae kwon do, a despeito de pouco divulgadas no país, deram um magnífico exemplo da perseverança dos seus praticantes, arrecadando títulos em diferentes frentes continentais e mundiais”, sublinhou.

Na sua intervenção, Sumbana disse ainda que tendo em conta a realização do Campeonato do Mundo de Futebol de 2010 na vinha África do Sul, o país está a desenvolver uma série de acções, turísticas, desportivas e de serviços, para a atracção de selecções que queiram efectuar o seu estágio de climatização antes da prova, que acontecerá um ano antes de Moçambique acolher a X Edição dos Jogos Africanos, na sequência da eleição feita pelo Conselho Superior do Desporto de África, após a desistência da Zâmbia.

Realizando-se sob o lema “Juventude inspirada nos ideais de Eduardo Mondlane”, Sumbana fez uma analogia ao facto de o presente Conselho Coordenador do Ministério da Juventude e Desportos se iniciar precisamente um dia depois de, na Aldeia de Nwadjahane, no mesmo distrito de Manjacaze, ter decorrido mais uma homenagem ao Doutor Eduardo Chivambo Mondlane, Arquitecto da Unidade Nacional, por ocasião do seu octogésimo aniversário natalício.

“Intelectual de prestigiada reputação, político e pensador com uma visão iluminada, nacionalista devotado e firme na causa libertadora do seu país e de África, o Doutor Eduardo Chivambo Mondlane, com os seus ideais perenes, continua a ser uma fonte de inspiração inesgotável da nossa juventude. Uma juventude cada vez mais comprometida com o desenvolvimento e o bem-estar dos cidadãos”, disse.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:45
 O que é? |  O que é? | favorito

OS jogadores da Coreia do Norte foram recebidos como heróis em Pyongyang, após terem assegurado a presença no Mundial-2010, mais de 40 anos depois do apuramento para a fase final do Campeonato do Mundo em Inglaterra-1966.

guarda-redes Ri Myong Guk
Bandas de música e flores aguardavam os herdeiros dos “Mosquitos Vermelhos” de 1966, que na quarta-feira asseguraram o apuramento para a África do Sul, ao empatarem a zero na Arábia Saudita.

Os “Mosquitos Vermelhos” foram a grande surpresa no Mundial-1966, em que derrotaram a Itália e acabaram afastados num jogo dramático com Portugal, em que estiveram a ganhar por 3-0, perdendo por 5-3, com quatro golos de Eusébio.

O êxito da equipa nacional de futebol da Coreia do Norte foi pretexto para mais um desfile de júbilo no sábado diante do Presidente Kim Jong Il e para declarações patrióticas dos jogadores.

“Enquanto estive na baliza, senti-me a defender as portas da minha pátria”, disse o guarda-redes Ri Myong Guk.

“Os nossos futebolistas jogaram muito bem”, comentou o treinador Kim Jong Hun. “Estavam com forte poder mental e a necessária devoção de espírito para finalmente conseguirem a qualificação para a fase final”.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:14
 O que é? |  O que é? | favorito

OS jogadores da Coreia do Norte foram recebidos como heróis em Pyongyang, após terem assegurado a presença no Mundial-2010, mais de 40 anos depois do apuramento para a fase final do Campeonato do Mundo em Inglaterra-1966.

guarda-redes Ri Myong Guk
Bandas de música e flores aguardavam os herdeiros dos “Mosquitos Vermelhos” de 1966, que na quarta-feira asseguraram o apuramento para a África do Sul, ao empatarem a zero na Arábia Saudita.

Os “Mosquitos Vermelhos” foram a grande surpresa no Mundial-1966, em que derrotaram a Itália e acabaram afastados num jogo dramático com Portugal, em que estiveram a ganhar por 3-0, perdendo por 5-3, com quatro golos de Eusébio.

O êxito da equipa nacional de futebol da Coreia do Norte foi pretexto para mais um desfile de júbilo no sábado diante do Presidente Kim Jong Il e para declarações patrióticas dos jogadores.

“Enquanto estive na baliza, senti-me a defender as portas da minha pátria”, disse o guarda-redes Ri Myong Guk.

“Os nossos futebolistas jogaram muito bem”, comentou o treinador Kim Jong Hun. “Estavam com forte poder mental e a necessária devoção de espírito para finalmente conseguirem a qualificação para a fase final”.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:14
 O que é? |  O que é? | favorito

ACTUAL campeã europeia e líder do “ranking” de selecções da FIFA, a Espanha, entrou para a história ao conseguir a 15ª vitória consecutiva, deixando para trás, de vez, a marca de 14 triunfos seguidos que dividia com o Brasil.

Adepto da Selecção Sul Africana
A vítima da “fúria”, este sábado, foi a África do Sul, derrotada por 2-0, no Estádio Free State, em Bloemfontein, em jogo do Grupo A da Taça das Confederações, prova que está a ser organizada justamente pelos sul-africanos. Estes, beneficiando do empate cedido pelo Iraque diante da Nova Zelândia, conseguiram o apuramento para as meias-finais.

Além de estabelecer um novo recorde de vitórias consecutivas, a Espanha igualou o escrete canarinho noutra marca invejável: o de 35 jogos seguidos sem uma derrota.

Apurados antecipadamente para as meias-finais, os espanhóis ganharam com golos de David Villa, aos 52 minutos, e Llorente, aos 72. Villa, apesar de ter deixado a sua marca de goleador, falhou um penalte aos 51 minutos, quando o resultado ainda era 0-0.

Apesar do revés, a África do Sul também garantiu um lugar nas meias-finais, já que o Iraque não conseguiu superar a Nova Zelândia, em Joanesburgo. Um triunfo teria colocado a selecção do Médio Oriente na próxima fase da competição.
Ontem à noite, a fase de grupos da Taça das Confederações ficou concluída com os jogos do Grupo B: Itália-Brasil (3-0) e Egipto-Estados Unidos (0-3).

publicado por Vaxko Zakarias às 10:33
 O que é? |  O que é? | favorito

ACTUAL campeã europeia e líder do “ranking” de selecções da FIFA, a Espanha, entrou para a história ao conseguir a 15ª vitória consecutiva, deixando para trás, de vez, a marca de 14 triunfos seguidos que dividia com o Brasil.

Adepto da Selecção Sul Africana
A vítima da “fúria”, este sábado, foi a África do Sul, derrotada por 2-0, no Estádio Free State, em Bloemfontein, em jogo do Grupo A da Taça das Confederações, prova que está a ser organizada justamente pelos sul-africanos. Estes, beneficiando do empate cedido pelo Iraque diante da Nova Zelândia, conseguiram o apuramento para as meias-finais.

Além de estabelecer um novo recorde de vitórias consecutivas, a Espanha igualou o escrete canarinho noutra marca invejável: o de 35 jogos seguidos sem uma derrota.

Apurados antecipadamente para as meias-finais, os espanhóis ganharam com golos de David Villa, aos 52 minutos, e Llorente, aos 72. Villa, apesar de ter deixado a sua marca de goleador, falhou um penalte aos 51 minutos, quando o resultado ainda era 0-0.

Apesar do revés, a África do Sul também garantiu um lugar nas meias-finais, já que o Iraque não conseguiu superar a Nova Zelândia, em Joanesburgo. Um triunfo teria colocado a selecção do Médio Oriente na próxima fase da competição.
Ontem à noite, a fase de grupos da Taça das Confederações ficou concluída com os jogos do Grupo B: Itália-Brasil (3-0) e Egipto-Estados Unidos (0-3).

publicado por Vaxko Zakarias às 10:33
 O que é? |  O que é? | favorito

O INTERNACIONAL camaronês Samuel Eto'o juntou-se à luta contra a xenofobia e o racismo na África do Sul, ao tornar-se em embaixador de boa vontade do "Movement One", segundo um comunicado da Organização Internacional das Migrações (OIM) distribuído em Lusaka.

SAMUEL Eto
Samuel Eto'o deve, para o efeito, deslocar-se a 24 de Junho corrente à África do Sul, no quadro do lançamento duma campanha conjunta da sua fundação e da OIM, indica o comunicado.

O “Movement One” é uma campanha de mudança social patrocinada pelo arcebispo Desmond Tutu visando promover a unidade e os direitos humanos na África do Sul e em África.

Esta iniciativa da OIM segue-se às violências xenófobas que fizeram 62 mortos e milhares de deslocados em Maio de 2008 na África do Sul.

Durante a sua estada na África do Sul, Samuel Eto'o deverá realizar uma conferência de imprensa, visitar as zonas afectadas pela violência xenófoba e assistir a uma cerimónia de mobilização de fundos em Joanesburgo.

Eleito três vezes Melhor Futebolista Africano do Ano, duplo vencedor do Campeonato Africano das Nações (CAN) e da Liga dos Campeões Europeus com o seu clube, o Barcelona, várias vezes campeão de Espanha, Samuel Eto'o é sem dúvida uma das personalidades mais influentes para a juventude africana.

Os recentes ataques racistas de que ele foi vítima na Europa não lhe impediram de se impor como um dos melhores goleadores do mundo. Ele é neste sentido considerado como um actor importante da luta contra o racismo no mundo.

Nos próximos anos a Fundação Samuel Eto'o trabalhará em colaboração com o Movement One e com parceiros, dos quais a OIM e as outras agências das Nações Unidas, para lutar contra o racismo e a xenofobia por intermédio dos desportos e do diálogo na África do Sul e em África.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:21
 O que é? |  O que é? | favorito

O INTERNACIONAL camaronês Samuel Eto'o juntou-se à luta contra a xenofobia e o racismo na África do Sul, ao tornar-se em embaixador de boa vontade do "Movement One", segundo um comunicado da Organização Internacional das Migrações (OIM) distribuído em Lusaka.

SAMUEL Eto
Samuel Eto'o deve, para o efeito, deslocar-se a 24 de Junho corrente à África do Sul, no quadro do lançamento duma campanha conjunta da sua fundação e da OIM, indica o comunicado.

O “Movement One” é uma campanha de mudança social patrocinada pelo arcebispo Desmond Tutu visando promover a unidade e os direitos humanos na África do Sul e em África.

Esta iniciativa da OIM segue-se às violências xenófobas que fizeram 62 mortos e milhares de deslocados em Maio de 2008 na África do Sul.

Durante a sua estada na África do Sul, Samuel Eto'o deverá realizar uma conferência de imprensa, visitar as zonas afectadas pela violência xenófoba e assistir a uma cerimónia de mobilização de fundos em Joanesburgo.

Eleito três vezes Melhor Futebolista Africano do Ano, duplo vencedor do Campeonato Africano das Nações (CAN) e da Liga dos Campeões Europeus com o seu clube, o Barcelona, várias vezes campeão de Espanha, Samuel Eto'o é sem dúvida uma das personalidades mais influentes para a juventude africana.

Os recentes ataques racistas de que ele foi vítima na Europa não lhe impediram de se impor como um dos melhores goleadores do mundo. Ele é neste sentido considerado como um actor importante da luta contra o racismo no mundo.

Nos próximos anos a Fundação Samuel Eto'o trabalhará em colaboração com o Movement One e com parceiros, dos quais a OIM e as outras agências das Nações Unidas, para lutar contra o racismo e a xenofobia por intermédio dos desportos e do diálogo na África do Sul e em África.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:21
 O que é? |  O que é? | favorito

O ALEMAÃO Sebastian Vettel alcançou ontem a sua terceira vitória na Fórmula 1, ao vencer o Grande Prémio da Grã-Bretanha, em Silverstone, onde a Red Bull-Renault conseguiu uma "dobradinha" com o segundo lugar do australiano Mark Webber.

O ALEMÃO Sebastian Vettel alcançou ontem a sua terceira vitória na Fórmula 1, ao vencer o Grande Prémio da Grã-Bretanha
Vettel, que completa 22 anos em 3 de Julho e somou a primeira vitória no Grande Prémio de Itália do ano passado, largou da "pole position" e dominou completamente a oitava corrida do Campeonato do Mundo, que terminou com 15,188 segundos de vantagem sobre o companheiro de equipa.

O alemão venceu pela primeira vez em piso seco e confirma-se como o único piloto que este ano foi capaz de ganhar Grandes Prémios além de Jenson Button: o inglês da BrawnGP-Mercedes venceu seis provas e Vettel já ganhara na China, onde Webber também deu uma "dobradinha" à Red Bull-Renault.

Numa corrida em que a BrawnGP-Mercedes não teve qualquer hipótese de discutir a vitória, o brasileiro Rubens Barrichello minimizou a derrota da equipa de Ross Brawn, ao ser terceiro a 41,175 segundos de Vettel, enquanto Button terminou apenas em sexto, o lugar da grelha em que largara.

Nos restantes lugares pontuáveis ficaram o brasileiro da Ferrari Felipe Massa (quarto), o alemão da Williams-Toyota Nico Rosberg (quinto), o italiano da Toyota Jarno Trulli (sétimo) e o finlandês da Ferrari Kimi Raikkonen (oitavo).

Após a oitava prova, Jenson Button lidera o Campeonato do Mundo de Pilotos, com 64 pontos, seguido de Rubens Barrichello, com 41, de Sebastian Vettel, com 39, e de Mark Webber, com 35,5.

O Mundial de Construtores é claramente dominado pela BrawnGP-Mercedes, que soma 105 pontos, contra 74,5 da Red Bull-Renault, segunda classificada.
A próxima prova é o Grande Prémio da Alemanha, que se disputa em 12 de Julho no circuito de Nurburgring.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:12
 O que é? |  O que é? | favorito

O ALEMAÃO Sebastian Vettel alcançou ontem a sua terceira vitória na Fórmula 1, ao vencer o Grande Prémio da Grã-Bretanha, em Silverstone, onde a Red Bull-Renault conseguiu uma "dobradinha" com o segundo lugar do australiano Mark Webber.

O ALEMÃO Sebastian Vettel alcançou ontem a sua terceira vitória na Fórmula 1, ao vencer o Grande Prémio da Grã-Bretanha
Vettel, que completa 22 anos em 3 de Julho e somou a primeira vitória no Grande Prémio de Itália do ano passado, largou da "pole position" e dominou completamente a oitava corrida do Campeonato do Mundo, que terminou com 15,188 segundos de vantagem sobre o companheiro de equipa.

O alemão venceu pela primeira vez em piso seco e confirma-se como o único piloto que este ano foi capaz de ganhar Grandes Prémios além de Jenson Button: o inglês da BrawnGP-Mercedes venceu seis provas e Vettel já ganhara na China, onde Webber também deu uma "dobradinha" à Red Bull-Renault.

Numa corrida em que a BrawnGP-Mercedes não teve qualquer hipótese de discutir a vitória, o brasileiro Rubens Barrichello minimizou a derrota da equipa de Ross Brawn, ao ser terceiro a 41,175 segundos de Vettel, enquanto Button terminou apenas em sexto, o lugar da grelha em que largara.

Nos restantes lugares pontuáveis ficaram o brasileiro da Ferrari Felipe Massa (quarto), o alemão da Williams-Toyota Nico Rosberg (quinto), o italiano da Toyota Jarno Trulli (sétimo) e o finlandês da Ferrari Kimi Raikkonen (oitavo).

Após a oitava prova, Jenson Button lidera o Campeonato do Mundo de Pilotos, com 64 pontos, seguido de Rubens Barrichello, com 41, de Sebastian Vettel, com 39, e de Mark Webber, com 35,5.

O Mundial de Construtores é claramente dominado pela BrawnGP-Mercedes, que soma 105 pontos, contra 74,5 da Red Bull-Renault, segunda classificada.
A próxima prova é o Grande Prémio da Alemanha, que se disputa em 12 de Julho no circuito de Nurburgring.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:12
 O que é? |  O que é? | favorito

O Brasil tem como recorde mundial 45 jogos consecutivos sem perder e não os 35 igualados sábado pela Espanha, de acordo, entre outros, com os registos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Esta selecção brasileira, recheada ...
Para o organismo que superintende o futebol “canarinho”, o jogo em que, alegadamente, fecha em 35 embates a invencibilidade da selecção pentacampeã mundial, a 21 de Janeiro de 1996, com o México (0-2), foi jogada pela formação olímpica.

Nos registos da CBF, investigados pela Agência Lusa, o embate com os mexicanos e outros três, da CONCACAF Gold Cup (12 a 21 de Janeiro de 1996), não entram nos números da formação principal, pelo que a série de jogos sem perder prolonga-se até 1997.

Excluindo estes quatro embates e incluindo um particular de 27 de Setembro de 1995 com a Roménia (2-2 em Belo Horizonte), que também não é consensual, já que a federação romena alega ter actuado com a equipa B, o Brasil soma 45 jogos seguidos sem perder.

Dando por válidos os números da CBF, o Brasil não parou de somar entre 16 de Dezembro de 1993 (1-0 no México, em Guadalajara) e 30 de Abril de 1997 (4-0 também ao México, em Miami).

Assim, e depois de um desaire por 2-1 em Colónia, frente à Alemanha, num particular (17 de Novembro de 1993), o Brasil “pontuou” em 45 jogos de “rajada”: o ponto final aconteceu a 30 de Maio de 1997, em Oslo, onde a Noruega venceu por 4-2.

Um golo de Peter Rudi, dois de Tore André Flo e um de Egil Ostenstad selaram a vitória da Noruega, a única equipa que jamais perdeu com o Brasil (duas vitórias e dois empates), enquanto Djalminha e Romário apontaram os insuficientes tentos dos então campeão mundiais em título.

Este será, assim, um jogo histórico, de acordo com a CBF, mas também de outras publicações, entre as quais o “Almanack of World Football 2007”, uma publicação oficial licenciada pela FIFA.

Na página 247, dedicada ao Brasil, o recorde de invencibilidade da selecção “canarinha” surge com 45 jogos e entre 1993 e 1997.

O livro “Selecção Brasileira 1914-2006”, editado pela CBF, também ignora os quatro jogos da CONCACAF Gold Cup de 1996 como tendo sido disputados pela principal selecção brasileira.

Para o “European Football Yearbook 97/98”, também foi a Noruega que acabou com o recorde dos brasileiros, como se pode ler na página 721, dedicada aos nórdicos.

“(...) brilhante triunfo por 4-2 contra o Brasil, que sofreu a primeira derrota em três anos como detentor do título Mundial (conquistado nos Estados Unidos, em 1994)”, escreve a referida publicação.

No dia do embate com a Noruega, também a Agência Lusa, citando as agências internacionais, relata que o detentor do título Mundial Brasil sofreu a “primeira derrota em mais de três anos e meio”.

Caso prevaleça esta versão, a Espanha não poderá quarta-feira, nas meias-finais da Taça das Confederações, bater o recorde de jogos consecutivos sem perder do Brasil, face aos “canarinhos”, à Itália ou ao Egipto, embora os espanhóis prometam... muito mais jogos sem perder.

publicado por Vaxko Zakarias às 09:57
 O que é? |  O que é? | favorito

O Brasil tem como recorde mundial 45 jogos consecutivos sem perder e não os 35 igualados sábado pela Espanha, de acordo, entre outros, com os registos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Esta selecção brasileira, recheada ...
Para o organismo que superintende o futebol “canarinho”, o jogo em que, alegadamente, fecha em 35 embates a invencibilidade da selecção pentacampeã mundial, a 21 de Janeiro de 1996, com o México (0-2), foi jogada pela formação olímpica.

Nos registos da CBF, investigados pela Agência Lusa, o embate com os mexicanos e outros três, da CONCACAF Gold Cup (12 a 21 de Janeiro de 1996), não entram nos números da formação principal, pelo que a série de jogos sem perder prolonga-se até 1997.

Excluindo estes quatro embates e incluindo um particular de 27 de Setembro de 1995 com a Roménia (2-2 em Belo Horizonte), que também não é consensual, já que a federação romena alega ter actuado com a equipa B, o Brasil soma 45 jogos seguidos sem perder.

Dando por válidos os números da CBF, o Brasil não parou de somar entre 16 de Dezembro de 1993 (1-0 no México, em Guadalajara) e 30 de Abril de 1997 (4-0 também ao México, em Miami).

Assim, e depois de um desaire por 2-1 em Colónia, frente à Alemanha, num particular (17 de Novembro de 1993), o Brasil “pontuou” em 45 jogos de “rajada”: o ponto final aconteceu a 30 de Maio de 1997, em Oslo, onde a Noruega venceu por 4-2.

Um golo de Peter Rudi, dois de Tore André Flo e um de Egil Ostenstad selaram a vitória da Noruega, a única equipa que jamais perdeu com o Brasil (duas vitórias e dois empates), enquanto Djalminha e Romário apontaram os insuficientes tentos dos então campeão mundiais em título.

Este será, assim, um jogo histórico, de acordo com a CBF, mas também de outras publicações, entre as quais o “Almanack of World Football 2007”, uma publicação oficial licenciada pela FIFA.

Na página 247, dedicada ao Brasil, o recorde de invencibilidade da selecção “canarinha” surge com 45 jogos e entre 1993 e 1997.

O livro “Selecção Brasileira 1914-2006”, editado pela CBF, também ignora os quatro jogos da CONCACAF Gold Cup de 1996 como tendo sido disputados pela principal selecção brasileira.

Para o “European Football Yearbook 97/98”, também foi a Noruega que acabou com o recorde dos brasileiros, como se pode ler na página 721, dedicada aos nórdicos.

“(...) brilhante triunfo por 4-2 contra o Brasil, que sofreu a primeira derrota em três anos como detentor do título Mundial (conquistado nos Estados Unidos, em 1994)”, escreve a referida publicação.

No dia do embate com a Noruega, também a Agência Lusa, citando as agências internacionais, relata que o detentor do título Mundial Brasil sofreu a “primeira derrota em mais de três anos e meio”.

Caso prevaleça esta versão, a Espanha não poderá quarta-feira, nas meias-finais da Taça das Confederações, bater o recorde de jogos consecutivos sem perder do Brasil, face aos “canarinhos”, à Itália ou ao Egipto, embora os espanhóis prometam... muito mais jogos sem perder.

publicado por Vaxko Zakarias às 09:57
 O que é? |  O que é? | favorito
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
15
20
21
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO