Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 16 DE Junho 2009

A Itália, campeã mundial de futebol, assumiu esta segunda-feira a liderança do grupo B da Taça Confederações, ao bater os Estados Unidos por 3-1, depois de ter estado em desvantagem no jogo da primeira jornada, disputado em Pretória.

A Itália é a selecção com a média
O avançado Giuseppe Rossi, natural de New Jersey, foi o "carrasco" da selecção do seu país natal, ao marcar dois dos três golos transalpinos, depois de ter substituído o médio Gattuso, aos 57 minutos.

Um minuto mais tarde, aos 58, Rossi restabeleceu o empate 1-1, respondendo ao tento inaugural de Landon Donovan, aos 41, na marcação de uma grande penalidade, numa altura em que os Estados Unidos já alinhavam com apenas 10 jogadores, devido à expulsão de Clarck, aos 33.

Um remate de longe do médio De Rossi, aos 73 minutos, permitiu à campeã mundial consumar a reviravolta no marcador, cabendo a Rossi bisar, em período de compensação (94), correspondendo a uma boa jogada de Andrea Pirlo.

A Itália assumiu o comando do grupo B da Taça Confederações, que decorre na África do Sul, palco do Mundial2010, em igualdade pontual com o Braseil, vencedor do confronto com o Egipto, por sofrido 4-3.

Jogo no Estádio Loftus Versfeld, em Pretória.

Estados Unidos - Itália, 1-3.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Donovan, 41 minutos (g.p.).

1-1, Rossi, 58.

1-2, De Rossi, 73.

1-3, Rossi, 94.

Estados Unidos: Howard, Bornstein (Klejstan, 86), Onyewu, DeMerit, Spector, Dempsey, Bradley, Clark, Feilhaber (Beasley, 72), Donovan e Altidore (Davies, 66).

Itália: Buffon, Grosso, Chiellini, Legrottaglie, Zambrotta, Gattuso (Rossi, 57), Pirlo, De Rossi, Iaquinta, Gilardino (Toni, 69) e Camoranesi (Montolivo, 57).

Árbitro: Pablo Pozo (Chile).

Acção disciplinar: cartão amarelo para Legrottaglie (10), Bornstein (20), Grosso (35). Cartão vermelho directo para Clark (33).

publicado por Vaxko Zakarias às 16:14
 O que é? |  O que é? | favorito

A Itália, campeã mundial de futebol, assumiu esta segunda-feira a liderança do grupo B da Taça Confederações, ao bater os Estados Unidos por 3-1, depois de ter estado em desvantagem no jogo da primeira jornada, disputado em Pretória.

A Itália é a selecção com a média
O avançado Giuseppe Rossi, natural de New Jersey, foi o "carrasco" da selecção do seu país natal, ao marcar dois dos três golos transalpinos, depois de ter substituído o médio Gattuso, aos 57 minutos.

Um minuto mais tarde, aos 58, Rossi restabeleceu o empate 1-1, respondendo ao tento inaugural de Landon Donovan, aos 41, na marcação de uma grande penalidade, numa altura em que os Estados Unidos já alinhavam com apenas 10 jogadores, devido à expulsão de Clarck, aos 33.

Um remate de longe do médio De Rossi, aos 73 minutos, permitiu à campeã mundial consumar a reviravolta no marcador, cabendo a Rossi bisar, em período de compensação (94), correspondendo a uma boa jogada de Andrea Pirlo.

A Itália assumiu o comando do grupo B da Taça Confederações, que decorre na África do Sul, palco do Mundial2010, em igualdade pontual com o Braseil, vencedor do confronto com o Egipto, por sofrido 4-3.

Jogo no Estádio Loftus Versfeld, em Pretória.

Estados Unidos - Itália, 1-3.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Donovan, 41 minutos (g.p.).

1-1, Rossi, 58.

1-2, De Rossi, 73.

1-3, Rossi, 94.

Estados Unidos: Howard, Bornstein (Klejstan, 86), Onyewu, DeMerit, Spector, Dempsey, Bradley, Clark, Feilhaber (Beasley, 72), Donovan e Altidore (Davies, 66).

Itália: Buffon, Grosso, Chiellini, Legrottaglie, Zambrotta, Gattuso (Rossi, 57), Pirlo, De Rossi, Iaquinta, Gilardino (Toni, 69) e Camoranesi (Montolivo, 57).

Árbitro: Pablo Pozo (Chile).

Acção disciplinar: cartão amarelo para Legrottaglie (10), Bornstein (20), Grosso (35). Cartão vermelho directo para Clark (33).

publicado por Vaxko Zakarias às 16:14
 O que é? |  O que é? | favorito

MAS TÉCNICO ADMITE CONDICIONANTES DO MERCADO

Paulo Bento não desiste da luta pelo título e recusa a ideia de que a partida da Taça de Portugal pode ter mais importância
Paulo Bento tem as prioridades definidas quanto à formação do plantel para a próxima temporada e uma das suas pretensões prende-se com a permanência de João Moutinho no plantel para 2009/10, conforme deixou expresso no programa "Dia Seguinte", da SIC Notícias. O técnico admitiu, no entanto, que podem surgir condicionantes.

"Quero ter o João Moutinho na próxima época", começou por esclarecer o técnico leonino colocado perante a questão pelo painel de comentadores do programa, mostrando-se conhecedor "das condicionantes" que podem surgir, isto é, propostas irrecusáveis.

O treinador, de 39 anos, foi, aliás, o primeiro a reconhecer que "o Sporting não tem as condições financeiras dos concorrentes diretos", lembrando que no trajeto que já percorreu a sua equipa "foi competitiva, quase conseguindo superar o FC Porto e sendo sempre superior ao Benfica". Um facto que não o deixou satisfeito, porque, como referiu, "o objetivo é ganhar".

Já quanto a Miguel Veloso, o técnico sportinguista foi claro. "Tem contrato e está sujeito a transferir-se. Se ficar, será tratado como sempre, jogando na posição que melhor serve a equipa."

publicado por Vaxko Zakarias às 14:31
 O que é? |  O que é? | favorito

MAS TÉCNICO ADMITE CONDICIONANTES DO MERCADO

Paulo Bento não desiste da luta pelo título e recusa a ideia de que a partida da Taça de Portugal pode ter mais importância
Paulo Bento tem as prioridades definidas quanto à formação do plantel para a próxima temporada e uma das suas pretensões prende-se com a permanência de João Moutinho no plantel para 2009/10, conforme deixou expresso no programa "Dia Seguinte", da SIC Notícias. O técnico admitiu, no entanto, que podem surgir condicionantes.

"Quero ter o João Moutinho na próxima época", começou por esclarecer o técnico leonino colocado perante a questão pelo painel de comentadores do programa, mostrando-se conhecedor "das condicionantes" que podem surgir, isto é, propostas irrecusáveis.

O treinador, de 39 anos, foi, aliás, o primeiro a reconhecer que "o Sporting não tem as condições financeiras dos concorrentes diretos", lembrando que no trajeto que já percorreu a sua equipa "foi competitiva, quase conseguindo superar o FC Porto e sendo sempre superior ao Benfica". Um facto que não o deixou satisfeito, porque, como referiu, "o objetivo é ganhar".

Já quanto a Miguel Veloso, o técnico sportinguista foi claro. "Tem contrato e está sujeito a transferir-se. Se ficar, será tratado como sempre, jogando na posição que melhor serve a equipa."

publicado por Vaxko Zakarias às 14:31
 O que é? |  O que é? | favorito

TÉCNICO CONTRA CRÍTICAS À TRANSFERÊNCIA DE RONALDO



Mourinho: «Sentia mais pressão quando treinava o FC Porto»
A transferência de Cristiano Ronaldo para o Real Madrid, por 94 milhões de euros, continua a dar que falar um pouco por todo o mundo, mas José Mourinho recusa criticar os valores envolvidos no negócio e considera mesmo que as pessoas envolvidas no futebol devem "estar caladas". Ainda assim, o técnico do Inter admite que a nível político e social pode haver comentários críticos "perfeitamente aceitáveis".

"Não me consigo pôr numa posição crítica. Têm dinheiro, pagam. O Manchester aceitou, o Cristiano aceitou. O Cristiano está contente, o Manchester está contente, senão não vendia. O Real paga, se paga é porque está contente. Portanto, não vejo que nós, do futebol, possamos ser críticos", afirmou Mourinho em entrevista à Agência Lusa publicada esta terça-feira.

O técnico português não considera estes negócios "um drama" a nível desportivo, porque "sempre houve clubes mais ricos do que outros" mas "a nível político, a nível social, pode haver outro tipo de comentários perfeitamente aceitáveis". "Nós, do futebol, devemos estar calados, frisou.

José Mourinho alerta, no entanto, que estes avultados investimentos em jogadores não garantem vitórias aos clubes mais poderosos. "Ninguém pode provar hoje que o Real Madrid vai ser campeão de Espanha ou vai ser campeão europeu no próximo ano", lembrou.

A terminar, o treinador reconheceu ainda que "no futebol existem sempre soluções para a crise" nos clubes de primeira linha e "quem vai pagar a crise são os clubes mais pequenos, são os jogadores de salários mais pequenos".

publicado por Vaxko Zakarias às 13:15
 O que é? |  O que é? | favorito

TÉCNICO CONTRA CRÍTICAS À TRANSFERÊNCIA DE RONALDO



Mourinho: «Sentia mais pressão quando treinava o FC Porto»
A transferência de Cristiano Ronaldo para o Real Madrid, por 94 milhões de euros, continua a dar que falar um pouco por todo o mundo, mas José Mourinho recusa criticar os valores envolvidos no negócio e considera mesmo que as pessoas envolvidas no futebol devem "estar caladas". Ainda assim, o técnico do Inter admite que a nível político e social pode haver comentários críticos "perfeitamente aceitáveis".

"Não me consigo pôr numa posição crítica. Têm dinheiro, pagam. O Manchester aceitou, o Cristiano aceitou. O Cristiano está contente, o Manchester está contente, senão não vendia. O Real paga, se paga é porque está contente. Portanto, não vejo que nós, do futebol, possamos ser críticos", afirmou Mourinho em entrevista à Agência Lusa publicada esta terça-feira.

O técnico português não considera estes negócios "um drama" a nível desportivo, porque "sempre houve clubes mais ricos do que outros" mas "a nível político, a nível social, pode haver outro tipo de comentários perfeitamente aceitáveis". "Nós, do futebol, devemos estar calados, frisou.

José Mourinho alerta, no entanto, que estes avultados investimentos em jogadores não garantem vitórias aos clubes mais poderosos. "Ninguém pode provar hoje que o Real Madrid vai ser campeão de Espanha ou vai ser campeão europeu no próximo ano", lembrou.

A terminar, o treinador reconheceu ainda que "no futebol existem sempre soluções para a crise" nos clubes de primeira linha e "quem vai pagar a crise são os clubes mais pequenos, são os jogadores de salários mais pequenos".

publicado por Vaxko Zakarias às 13:15
 O que é? |  O que é? | favorito

OS Mambas já estão na Etiópia, onde deverão renovar o veneno para uma picadela ao Quénia, no próximo sábado, em jogo da terceira e última jornada da primeira volta do Grupo B de qualificação para o CAN e Mundial de 2010.

O onze que actuou contra a Tunísia
A Selecção Nacional, ciente das dificuldades que poderá encontrar em Nairobi, prepara o jogo num terreno cujas características físicas são idênticas às do Quénia, com todos jogadores à disposição, à excepção de Miro e Kampango, castigados por acumulações de cartolinas amarelas e que para os seus lugares foram chamados Alvarito e Lamá.

Mart Nooij vai certamente aproveitar esta ocasião para ensaiar vários sistemas tácticos, atendendo que o Quénia está carente de pontos e vem duma pesada derrota diante da Nigéria, por 0-3, depois de ter perdido em casa, com a Tunísia por 1-2.

Os Mambas, apesar de terem se exibido acima do normal, em Tunis, na ronda anterior, onde perderam por 0-2, precisam de melhorar em muitos aspectos, principalmente no sector atacante, onde Dário Monteiro precisa urgentemente de companhia, porque a jogar sozinho dificilmente conseguirá transpor aqueles “latagões”. Para tal, Dominguez e Tico-Tico devem subir no terreno para aproveitarem as sobras dadas as suas reconhecidas habilidades.

Contudo, mais do que ninguém, Mart Nooij sabe que já não se podem perder pontos, sob o risco de se ficar fora até do CAN, onde vão os três primeiros classificados de cada grupo.

ADEPTOS EM MASSA

Enquanto isso, moçambicanos provenientes de vários quadrantes do mundo estarão em Nairobi para apoiar a equipa de todos nós. De Maputo partirá um voo charter numa excursão programada pela Golden Travel.

Contrariamente ao que aconteceu nas viagens para a Tanzania e Botswana, a caravana partirá no sábado de manhã, próprio dia do jogo, e só regressará no dia seguinte, portanto domingo.

Segundo os promotores desta viagem, os adeptos dos Mambas terão tudo a seu dispor, desde os bilhetes do voo, de ingresso ao campo, vistos de entrada, passeios turísticos, até a um jantar com os jogadores da selecção, logo após a partida, independentemente do resultado.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:29
 O que é? |  O que é? | favorito

OS Mambas já estão na Etiópia, onde deverão renovar o veneno para uma picadela ao Quénia, no próximo sábado, em jogo da terceira e última jornada da primeira volta do Grupo B de qualificação para o CAN e Mundial de 2010.

O onze que actuou contra a Tunísia
A Selecção Nacional, ciente das dificuldades que poderá encontrar em Nairobi, prepara o jogo num terreno cujas características físicas são idênticas às do Quénia, com todos jogadores à disposição, à excepção de Miro e Kampango, castigados por acumulações de cartolinas amarelas e que para os seus lugares foram chamados Alvarito e Lamá.

Mart Nooij vai certamente aproveitar esta ocasião para ensaiar vários sistemas tácticos, atendendo que o Quénia está carente de pontos e vem duma pesada derrota diante da Nigéria, por 0-3, depois de ter perdido em casa, com a Tunísia por 1-2.

Os Mambas, apesar de terem se exibido acima do normal, em Tunis, na ronda anterior, onde perderam por 0-2, precisam de melhorar em muitos aspectos, principalmente no sector atacante, onde Dário Monteiro precisa urgentemente de companhia, porque a jogar sozinho dificilmente conseguirá transpor aqueles “latagões”. Para tal, Dominguez e Tico-Tico devem subir no terreno para aproveitarem as sobras dadas as suas reconhecidas habilidades.

Contudo, mais do que ninguém, Mart Nooij sabe que já não se podem perder pontos, sob o risco de se ficar fora até do CAN, onde vão os três primeiros classificados de cada grupo.

ADEPTOS EM MASSA

Enquanto isso, moçambicanos provenientes de vários quadrantes do mundo estarão em Nairobi para apoiar a equipa de todos nós. De Maputo partirá um voo charter numa excursão programada pela Golden Travel.

Contrariamente ao que aconteceu nas viagens para a Tanzania e Botswana, a caravana partirá no sábado de manhã, próprio dia do jogo, e só regressará no dia seguinte, portanto domingo.

Segundo os promotores desta viagem, os adeptos dos Mambas terão tudo a seu dispor, desde os bilhetes do voo, de ingresso ao campo, vistos de entrada, passeios turísticos, até a um jantar com os jogadores da selecção, logo após a partida, independentemente do resultado.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:29
 O que é? |  O que é? | favorito

PERANTE os padrinhos e convivas, que incluíam naturalmente os familiares, amigos e boa gente ligada ao futebol, Celso Halilo Abdul jurou fidelidade, amor, respeito e compreensão à sua esposa, Marisa.

O casal Mano e Marisa ladeado pelos padrinhos (I. Pascoal)
Esta fez o mesmo em relação ao seu marido. O casal trocou alianças, numa cerimónia iniciada no período da manhã de sábado, com o chamado “nikai”, o casamento tradicional maometano. Seguiram-se as fotografias e um concorrido copo d’água nos jardins do Centro Internacional de Conferências Joaquim Chissano.

Para a família, tratava-se do enlace matrimonial de Celso Halilo Abdul. Para a tribo do futebol, de Mano, o vigoroso central dos “Mambas”, que no intervalo entre os jogos contra Tunísia e Quénia ofereceu à sua esposa aquilo que esta já aguardava ansiosamente: o casamento formal, pois já vivem juntos faz algum tempo, com os seus dois filhos.

Visivelmente satisfeito, o casal foi distribuindo largos sorrisos aos convidados e, no “Joaquim Chissano”, contou com a visita de saudação dos colegas de Mano na Selecção Nacional. Foi um momento particularmente emocionante, tanto para os nubentes como para os jogadores, ao verem o seu companheiro a inscrever-se no “clube dos casados”.

Numa semana especialmente dedicada à família por parte dos “Mambas”, outro jogador que respira felicidade é Dominguez: o menino-maravilha acaba de ser pai pela primeira vez, facto marcante para a sua vida, até porque acontece numa altura em que a sua carreira de futebolista está em alta, com a conquista do segundo campeonato sul-africano e exibições de alto nível na selecção.

Ao casamenteiro Mano e ao babado pai Dominguez, o “Notícias” deseja as maiores felicidades na sua vida e, claro, vitória no próximo sábado, em Nairobi.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:19
 O que é? |  O que é? | favorito

PERANTE os padrinhos e convivas, que incluíam naturalmente os familiares, amigos e boa gente ligada ao futebol, Celso Halilo Abdul jurou fidelidade, amor, respeito e compreensão à sua esposa, Marisa.

O casal Mano e Marisa ladeado pelos padrinhos (I. Pascoal)
Esta fez o mesmo em relação ao seu marido. O casal trocou alianças, numa cerimónia iniciada no período da manhã de sábado, com o chamado “nikai”, o casamento tradicional maometano. Seguiram-se as fotografias e um concorrido copo d’água nos jardins do Centro Internacional de Conferências Joaquim Chissano.

Para a família, tratava-se do enlace matrimonial de Celso Halilo Abdul. Para a tribo do futebol, de Mano, o vigoroso central dos “Mambas”, que no intervalo entre os jogos contra Tunísia e Quénia ofereceu à sua esposa aquilo que esta já aguardava ansiosamente: o casamento formal, pois já vivem juntos faz algum tempo, com os seus dois filhos.

Visivelmente satisfeito, o casal foi distribuindo largos sorrisos aos convidados e, no “Joaquim Chissano”, contou com a visita de saudação dos colegas de Mano na Selecção Nacional. Foi um momento particularmente emocionante, tanto para os nubentes como para os jogadores, ao verem o seu companheiro a inscrever-se no “clube dos casados”.

Numa semana especialmente dedicada à família por parte dos “Mambas”, outro jogador que respira felicidade é Dominguez: o menino-maravilha acaba de ser pai pela primeira vez, facto marcante para a sua vida, até porque acontece numa altura em que a sua carreira de futebolista está em alta, com a conquista do segundo campeonato sul-africano e exibições de alto nível na selecção.

Ao casamenteiro Mano e ao babado pai Dominguez, o “Notícias” deseja as maiores felicidades na sua vida e, claro, vitória no próximo sábado, em Nairobi.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:19
 O que é? |  O que é? | favorito

O CAMPEONATO Africano de Basquetebol de Seniores Femininos, a ter lugar em Madagáscar, acaba de sofrer um adiamento, ao transitar de Setembro para Outubro.

O CAMPEONATO Africano de Basquetebol de Seniores Femininos
Este facto, segundo deu a conhecer a Federação Internacional de Basquetebol (FIBA-África), tem a ver com questões organizativas apresentadas pelo país anfitrião, sabido que os malgaxes vivem uma certa instabilidade política, após a insurreição que levou ao derrube do presidente Marc Ravalomanana e a subida ao poder do jovem Andry Rajoelina, antigo edil da Câmara de Antananarivo, a capital.

Inicialmente marcado para decorrer de 5 a 15 de Setembro, o Afrobásquete de femininos devia suceder logo a seguir o de masculinos, a realizar-se entre 5 e 15 de Agosto, na Líbia. Embora tenha aceite o adiamento para Outubro, a FIBA-África viu-se de certo modo desconfortada, pois tem também os seus prazos para a entrega dos nomes dos representantes do continente no Campeonato do Mundo.

Entretanto, apesar desta situação, de modo algum a Selecção Nacional irá abrandar o ritmo da sua preparação. Aliás, antes pelo contrário, o volume de treinos vai aumentar, segundo revelou o técnico Nazir Salé, isto porque a equipa tem também em vista a participação na II edição dos Jogos da Lusofonia, marcados para Julho próximo, em Lisboa.

Com duas sessões matinais por semana, à segunda e terça-feira, a selecção tem vindo a treinar com as seguintes unidades: Ana Flávia Azinheira, Amélia Macamo, Cecília Henrique, Aleia Rachide, Tânia Wachene (A Politécnica), Anabela Cossa, Kátia Halar, Ondina Nhampossa, Nádia Rodrigues, Valerdina Manhonga, Leia Dongue (Desportivo), Deolinda Gimo, Zinóbia Machanguana, Nádia Zucule e Rute Muianga (Ferroviário) e Esmeralda Casimiro (Maxaquene).

CENTENA “ALVI-NEGRA”

Com os masculinos à espera dos quartos-de-final, o Campeonato de Basquetebol de Seniores da Cidade de Maputo conheceu apenas a efectivação de partidas na categoria de femininos. E o Desportivo, na sua senda goleadora, chegou novamente à centena de pontos, ao derrotar o Eagles pela marca de 153-7, um resultado que espelha claramente o grande desnível entre os dois contendores.

Nos outros desafios em que estiveram envolvidos os também candidatos ao título Ferroviário e A Politécnica A, as “locomotivas” bateram Académica por 81-42 e as “universitárias” **venceram Maxaquene (77-35) e Eagles (182-11).

Ainda a contar para esta jornada dupla, “tricolores” derrotaram A Politécnica B por 68-56, depois destas terem batido Académica pela marca de 68-43.

Na classificação, Desportivo e A Politécnica A estão empatados na liderança com 15 pontos, seguidos do Ferroviário com 13.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:57
 O que é? |  O que é? | favorito

O CAMPEONATO Africano de Basquetebol de Seniores Femininos, a ter lugar em Madagáscar, acaba de sofrer um adiamento, ao transitar de Setembro para Outubro.

O CAMPEONATO Africano de Basquetebol de Seniores Femininos
Este facto, segundo deu a conhecer a Federação Internacional de Basquetebol (FIBA-África), tem a ver com questões organizativas apresentadas pelo país anfitrião, sabido que os malgaxes vivem uma certa instabilidade política, após a insurreição que levou ao derrube do presidente Marc Ravalomanana e a subida ao poder do jovem Andry Rajoelina, antigo edil da Câmara de Antananarivo, a capital.

Inicialmente marcado para decorrer de 5 a 15 de Setembro, o Afrobásquete de femininos devia suceder logo a seguir o de masculinos, a realizar-se entre 5 e 15 de Agosto, na Líbia. Embora tenha aceite o adiamento para Outubro, a FIBA-África viu-se de certo modo desconfortada, pois tem também os seus prazos para a entrega dos nomes dos representantes do continente no Campeonato do Mundo.

Entretanto, apesar desta situação, de modo algum a Selecção Nacional irá abrandar o ritmo da sua preparação. Aliás, antes pelo contrário, o volume de treinos vai aumentar, segundo revelou o técnico Nazir Salé, isto porque a equipa tem também em vista a participação na II edição dos Jogos da Lusofonia, marcados para Julho próximo, em Lisboa.

Com duas sessões matinais por semana, à segunda e terça-feira, a selecção tem vindo a treinar com as seguintes unidades: Ana Flávia Azinheira, Amélia Macamo, Cecília Henrique, Aleia Rachide, Tânia Wachene (A Politécnica), Anabela Cossa, Kátia Halar, Ondina Nhampossa, Nádia Rodrigues, Valerdina Manhonga, Leia Dongue (Desportivo), Deolinda Gimo, Zinóbia Machanguana, Nádia Zucule e Rute Muianga (Ferroviário) e Esmeralda Casimiro (Maxaquene).

CENTENA “ALVI-NEGRA”

Com os masculinos à espera dos quartos-de-final, o Campeonato de Basquetebol de Seniores da Cidade de Maputo conheceu apenas a efectivação de partidas na categoria de femininos. E o Desportivo, na sua senda goleadora, chegou novamente à centena de pontos, ao derrotar o Eagles pela marca de 153-7, um resultado que espelha claramente o grande desnível entre os dois contendores.

Nos outros desafios em que estiveram envolvidos os também candidatos ao título Ferroviário e A Politécnica A, as “locomotivas” bateram Académica por 81-42 e as “universitárias” **venceram Maxaquene (77-35) e Eagles (182-11).

Ainda a contar para esta jornada dupla, “tricolores” derrotaram A Politécnica B por 68-56, depois destas terem batido Académica pela marca de 68-43.

Na classificação, Desportivo e A Politécnica A estão empatados na liderança com 15 pontos, seguidos do Ferroviário com 13.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:57
 O que é? |  O que é? | favorito

O CAMPEONATO Africano de Basquetebol da categoria de Sub-16, em masculinos, a realizar-se em Maputo, poderá sofrer uma alteração de datas, passando de Julho para Setembro, segundo manifestação nesse sentido expressa pela Federação Moçambicana da modalidade à entidade responsável pela bola-ao-cesto no continente.

O adiamento tem a ver com a proximidade das datas de realização de diferentes provas continentais e intercontinentais e nas quais o nosso país será chamado a participar.

São exemplos, neste caso, entre Julho e Agosto, os Jogos da Lusofonia, em Lisboa-2009, o Afrobásquete Feminino de Sub-16, no Senegal e o de seniores masculinos, na Líbia.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:30
 O que é? |  O que é? | favorito

O CAMPEONATO Africano de Basquetebol da categoria de Sub-16, em masculinos, a realizar-se em Maputo, poderá sofrer uma alteração de datas, passando de Julho para Setembro, segundo manifestação nesse sentido expressa pela Federação Moçambicana da modalidade à entidade responsável pela bola-ao-cesto no continente.

O adiamento tem a ver com a proximidade das datas de realização de diferentes provas continentais e intercontinentais e nas quais o nosso país será chamado a participar.

São exemplos, neste caso, entre Julho e Agosto, os Jogos da Lusofonia, em Lisboa-2009, o Afrobásquete Feminino de Sub-16, no Senegal e o de seniores masculinos, na Líbia.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:30
 O que é? |  O que é? | favorito

MARAVILHOSAMENTE impressionado, eis como se considerou o Ministro brasileiro do Turismo, Luiz Barretto, no final da deslocação que ontem à tarde efectuou às obras de construção do Estádio Nacional.

Ministro brasileiro do Turismo, na visita ontem ao Estádio Nacional
Acompanhado pelo seu homólogo moçambicano, Fernando Sumbana Júnior, o visitante afirmou que turismo e desporto são duas faces da mesma moeda, duas áreas que se complementam e com uma importância muito grande no desenvolvimento dos países, apontando o empreendimento em curso no Zimpeto como um passo de coragem e de comprometimento do Governo moçambicano na promoção do seu desporto.


Para tanto, apontou o facto de o país se preparar para atrair turistas e desportistas por ocasião do Campeonato do Mundo de 2010, na vizinha África do Sul, assim como os Jogos Africanos de 2011, em Maputo.

“Este investimento, agora virado para determinados objectivos imediatos, será uma herança e um legado incomensuráveis para a juventude do vosso país.

Mas também será uma porta para a atracção de turistas, quer nacionais quer estrangeiros, considerando que, tal como me elucidaram, vai aqui nascer uma cidadela desportiva”, referiu Luiz Barretto.

Segundo o ministro brasileiro, a sua deslocação a Moçambique está enquadrada na visita que efectua à África do Sul, neste momento palco da Taça das Confederações, tendo em vista conhecer a organização deste país em relação ao “Mundial”, isto porque em 2014 a prova decorrerá no Brasil.

No quadro das relações multifacetadas entre Moçambique e Brasil, Fernando Sumbana anunciou, entretanto, a vinda a Maputo, na próxima sexta-feira, do ministro dos Desportos daquele país latino-americano. Na imagem, os ministros Barretto e Sumbana, tendo a maqueta do Estádio Nacional, ouvem as explicações do director da Obra, Celse Mabjaia.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:24
 O que é? |  O que é? | favorito

MARAVILHOSAMENTE impressionado, eis como se considerou o Ministro brasileiro do Turismo, Luiz Barretto, no final da deslocação que ontem à tarde efectuou às obras de construção do Estádio Nacional.

Ministro brasileiro do Turismo, na visita ontem ao Estádio Nacional
Acompanhado pelo seu homólogo moçambicano, Fernando Sumbana Júnior, o visitante afirmou que turismo e desporto são duas faces da mesma moeda, duas áreas que se complementam e com uma importância muito grande no desenvolvimento dos países, apontando o empreendimento em curso no Zimpeto como um passo de coragem e de comprometimento do Governo moçambicano na promoção do seu desporto.


Para tanto, apontou o facto de o país se preparar para atrair turistas e desportistas por ocasião do Campeonato do Mundo de 2010, na vizinha África do Sul, assim como os Jogos Africanos de 2011, em Maputo.

“Este investimento, agora virado para determinados objectivos imediatos, será uma herança e um legado incomensuráveis para a juventude do vosso país.

Mas também será uma porta para a atracção de turistas, quer nacionais quer estrangeiros, considerando que, tal como me elucidaram, vai aqui nascer uma cidadela desportiva”, referiu Luiz Barretto.

Segundo o ministro brasileiro, a sua deslocação a Moçambique está enquadrada na visita que efectua à África do Sul, neste momento palco da Taça das Confederações, tendo em vista conhecer a organização deste país em relação ao “Mundial”, isto porque em 2014 a prova decorrerá no Brasil.

No quadro das relações multifacetadas entre Moçambique e Brasil, Fernando Sumbana anunciou, entretanto, a vinda a Maputo, na próxima sexta-feira, do ministro dos Desportos daquele país latino-americano. Na imagem, os ministros Barretto e Sumbana, tendo a maqueta do Estádio Nacional, ouvem as explicações do director da Obra, Celse Mabjaia.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:24
 O que é? |  O que é? | favorito

O BRASIL não terá convencido a quem assistiu, ontem, a sua estreia frente ao Egipto, em desafio da primeira jornada do Grupo B da Taça das Confederações, mas, mesmo assim, conseguiu a vitória: graças a um golo de Kaká, de penálti, já sob o apito final, que colocou o marcador em 4-3.

Esta selecção brasileira, recheada ...
Kaká acabou por ser o protagonista do jogo, ao marcar o primeiro e o último golo da selecção “canarinha”, que sofreu para levar de vencida uma formação egípcia que jogou de igual para igual e vendeu cara a derrota.

Luís Fabiano e Juan marcaram os outros para o Brasil, actual campeão do torneio. Zidan (duas vezes) e Shawky fizeram os golos dos “Faraós”, campeões de África, que mereciam outra sorte pelo futebol de primeira que apresentaram frente ao pentacampeões do mundo.

Noutro jogo do grupo, Itália venceu Estados Unidos, por.

RESULTADOS 1ª JORNADA

Grupo A: África do Sul-Iraque (0-0) e Espanha-Nova Zelândia (5-0).

Grupo B: Egipto-Brasil (3-4) e EUA-Itália (1-3)

AMANHÃ (17/06/09)

16.00 h - Espanha-Iraque (Mangaung/Bloemfontein)
20.30 h – África do Sul-Nova Zelândia (Rustenburgo)

publicado por Vaxko Zakarias às 11:12
 O que é? |  O que é? | favorito

O BRASIL não terá convencido a quem assistiu, ontem, a sua estreia frente ao Egipto, em desafio da primeira jornada do Grupo B da Taça das Confederações, mas, mesmo assim, conseguiu a vitória: graças a um golo de Kaká, de penálti, já sob o apito final, que colocou o marcador em 4-3.

Esta selecção brasileira, recheada ...
Kaká acabou por ser o protagonista do jogo, ao marcar o primeiro e o último golo da selecção “canarinha”, que sofreu para levar de vencida uma formação egípcia que jogou de igual para igual e vendeu cara a derrota.

Luís Fabiano e Juan marcaram os outros para o Brasil, actual campeão do torneio. Zidan (duas vezes) e Shawky fizeram os golos dos “Faraós”, campeões de África, que mereciam outra sorte pelo futebol de primeira que apresentaram frente ao pentacampeões do mundo.

Noutro jogo do grupo, Itália venceu Estados Unidos, por.

RESULTADOS 1ª JORNADA

Grupo A: África do Sul-Iraque (0-0) e Espanha-Nova Zelândia (5-0).

Grupo B: Egipto-Brasil (3-4) e EUA-Itália (1-3)

AMANHÃ (17/06/09)

16.00 h - Espanha-Iraque (Mangaung/Bloemfontein)
20.30 h – África do Sul-Nova Zelândia (Rustenburgo)

publicado por Vaxko Zakarias às 11:12
 O que é? |  O que é? | favorito

OS Los Angeles Lakers conquistaram o 15º título na NBA, vencendo (99-86) o jogo cinco da final do “playoff” diante dos Orlando Magic que, pese uma temporada sensacional, falharam no momento da decisão, escreve o jornal português Record.

O ARMADOR Kobe Bryant deixou claro com que determinação se prepara para defender os Estados Unidos nos Jogos Olímpicos.
Sem margem para errar depois da evitável derrota no duelo anterior - ao optar por não fazer falta quando lideravam por três pontos a escassos 11 segundos do final do jogo... cometeram um deslize fulcral que lhes valeu uma derrota no prolongamento - a formação da Florida ainda mostrou, durante período e meio, que tinha capacidade para voltar à Califórnia para discutir, pelo menos, mais uma partida. Mas, quando a turma de Phil Jackson acelerou durante o segundo parcial, os Magic desorientaram-se ao ponto de, rapidamente, ser óbvio que as dúvidas iriam acabar pouco depois.

Com um ataque sólido, Orlando liderou o primeiro período (28-26). E não fosse Kobe Bryant estar atento desde o começo e talvez os pupilos de Stan Van Gundy lograssem uma vantagem maior no final dos 12 minutos.

No segundo parcial, até aos 40-36, a partida continuava idêntica. Orlando jogava de forma colectiva e mesmo sem ter o poste Dwight Howard em jornada de franca inspiração, mostrava argumentos suficientes para alcançar o segundo sucesso na final. Só que, de repente, os Lakers elevaram o nível do seu jogo. Fizeram 16-0 em cerca de quatro minutos e, basicamente, o assunto resolveu-se.

A perder por 10 ao intervalo (46-56), Orlando precisava de encontrar energia suplementar para acreditar na reviravolta. E se foi verdade que rapidamente reduziram para cinco pontos de atraso, um triplo oportuno de Lamar Odom teve o condão de fazer despertar de novo a equipa de Los Angeles que, com classe, tratou de "sprintar" para o título.

À entrada do derradeiro parcial, os Lakers tinham 15 pontos de avanço. Bastava saber gerir a vantagem. E foi isso que fizeram, perante o evidente desespero dos Magic que, mentalmente, não recuperaram da derrota no embate anterior.

Os jogadores de Orlando, melhor que ninguém, sabiam que podiam ter chegado ao jogo cinco com a série empatada 2-2 ou mesmo com 3-1 a seu favor se recordarmos o lançamento falhado por Lee nos derradeiros instantes da partida dois. Porém, a realidade mostrava um cenário bem diferente: 3-1 para os Lakers. E isso, de forma bem visível, foi sempre um obstáculo adicional para a equipa da casa neste último compromisso da época.

Kobe Bryant, como de costume, foi a grande figura do embate, somando 30 pontos, seis ressaltos, cinco assistências, quatro desarmes de lançamento e duas bolas recuperadas. Mas, o resto da equipa soube auxiliá-lo nos momentos decisivos. Paul Gasol (14 pontos e 15 ressaltos), Lamar Odom (17+10), Trevor Ariza (15 pontos, oito dos quais no tal parcial de 16-0 que ajudou a resolver o jogo logo no segundo período) e Derek Fisher (13 pontos) foram outras peças essenciais.

Nos Magic, a má percentagem de lançamentos triplos (só oito conversões em 27 tentativas, sendo que nos últimos minutos marcaram três "tiros") e da linha de lance-livre (16-10), aliada ao fraco rendimento do “gigante” Howard (só 11 pontos e 10 ressaltos), impediram que a equipa pudesse conseguir algo mais.

A falta de discernimento, resultante da frustração dos atletas, ajudou a que a temporada não continuasse. Mas, a bem da verdade, é justo apontar, desde já, esta equipa como uma das potenciais candidatas para a próxima época

publicado por Vaxko Zakarias às 10:48
 O que é? |  O que é? | favorito

OS Los Angeles Lakers conquistaram o 15º título na NBA, vencendo (99-86) o jogo cinco da final do “playoff” diante dos Orlando Magic que, pese uma temporada sensacional, falharam no momento da decisão, escreve o jornal português Record.

O ARMADOR Kobe Bryant deixou claro com que determinação se prepara para defender os Estados Unidos nos Jogos Olímpicos.
Sem margem para errar depois da evitável derrota no duelo anterior - ao optar por não fazer falta quando lideravam por três pontos a escassos 11 segundos do final do jogo... cometeram um deslize fulcral que lhes valeu uma derrota no prolongamento - a formação da Florida ainda mostrou, durante período e meio, que tinha capacidade para voltar à Califórnia para discutir, pelo menos, mais uma partida. Mas, quando a turma de Phil Jackson acelerou durante o segundo parcial, os Magic desorientaram-se ao ponto de, rapidamente, ser óbvio que as dúvidas iriam acabar pouco depois.

Com um ataque sólido, Orlando liderou o primeiro período (28-26). E não fosse Kobe Bryant estar atento desde o começo e talvez os pupilos de Stan Van Gundy lograssem uma vantagem maior no final dos 12 minutos.

No segundo parcial, até aos 40-36, a partida continuava idêntica. Orlando jogava de forma colectiva e mesmo sem ter o poste Dwight Howard em jornada de franca inspiração, mostrava argumentos suficientes para alcançar o segundo sucesso na final. Só que, de repente, os Lakers elevaram o nível do seu jogo. Fizeram 16-0 em cerca de quatro minutos e, basicamente, o assunto resolveu-se.

A perder por 10 ao intervalo (46-56), Orlando precisava de encontrar energia suplementar para acreditar na reviravolta. E se foi verdade que rapidamente reduziram para cinco pontos de atraso, um triplo oportuno de Lamar Odom teve o condão de fazer despertar de novo a equipa de Los Angeles que, com classe, tratou de "sprintar" para o título.

À entrada do derradeiro parcial, os Lakers tinham 15 pontos de avanço. Bastava saber gerir a vantagem. E foi isso que fizeram, perante o evidente desespero dos Magic que, mentalmente, não recuperaram da derrota no embate anterior.

Os jogadores de Orlando, melhor que ninguém, sabiam que podiam ter chegado ao jogo cinco com a série empatada 2-2 ou mesmo com 3-1 a seu favor se recordarmos o lançamento falhado por Lee nos derradeiros instantes da partida dois. Porém, a realidade mostrava um cenário bem diferente: 3-1 para os Lakers. E isso, de forma bem visível, foi sempre um obstáculo adicional para a equipa da casa neste último compromisso da época.

Kobe Bryant, como de costume, foi a grande figura do embate, somando 30 pontos, seis ressaltos, cinco assistências, quatro desarmes de lançamento e duas bolas recuperadas. Mas, o resto da equipa soube auxiliá-lo nos momentos decisivos. Paul Gasol (14 pontos e 15 ressaltos), Lamar Odom (17+10), Trevor Ariza (15 pontos, oito dos quais no tal parcial de 16-0 que ajudou a resolver o jogo logo no segundo período) e Derek Fisher (13 pontos) foram outras peças essenciais.

Nos Magic, a má percentagem de lançamentos triplos (só oito conversões em 27 tentativas, sendo que nos últimos minutos marcaram três "tiros") e da linha de lance-livre (16-10), aliada ao fraco rendimento do “gigante” Howard (só 11 pontos e 10 ressaltos), impediram que a equipa pudesse conseguir algo mais.

A falta de discernimento, resultante da frustração dos atletas, ajudou a que a temporada não continuasse. Mas, a bem da verdade, é justo apontar, desde já, esta equipa como uma das potenciais candidatas para a próxima época

publicado por Vaxko Zakarias às 10:48
 O que é? |  O que é? | favorito
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
15
20
21
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO