Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 11 DE Fevereiro 2009

NÃO é ainda o desafio da sensacionalmente aguardada derradeira fase de qualificação para o CAN e Mundial de 2010, porém, trata-se de uma partida de capital importância e encarada com muita seriedade pela Selecção Nacional de Futebol.



O adversário chama-se Malawi e apresentar-se-á, esta tarde, no Estádio da Machava, a partir das 15.00 horas, também com todo o seu arsenal, pois, à semelhança dos Mambas, encontra-se a aquilatar a sua forma, tendo em vista os compromissos programados para Março próximo, altura em que, no dia 29, a turmamoçambicana receberá a visita da Nigéria.


Depois de terem iniciado o ciclo de preparação na segunda-feira, os comandados do holandês Mart Nooij observaram ontem um treino matinal, após o primeiro ter sido no período da tarde. Segundo testemunhámos, a entrega dos jogadores é total e a disposição é óptima, reinando no seio do grupo uma forte motivação pela vitória.

À excepção do guarda-redes Kampango, impedido pelo seu clube, alegadamente porque ontem tinha um jogo, todos os elementos convocados encontram-se à disposição da equipa técnica, tendo o último a chegar sido o gregoSimão, que desembarcou a meio da tarde de ontem.

O tempo de ensaio colectivo foi pouco, mas tal não constitui grande preocupação, uma vez que os jogadores conhecem-se perfeitamente, excluindo algumas unidades novas ora chamadas à experiência, como é o caso do jovem alvi-negro Isac. Acima de tudo, o que o treinador pretendia era o desenho de certos esquemas tácticos e a movimentação da equipa na globalidade, cuidados que estão os aspectos físicos nos respectivos clubes.

No Vale do Infulene, espera-se uma formação bastante ousada do ponto de vista ofensivo e que faça golos, aliás, o principal óbice dos Mambas. Os jogadores estão conscientes de que, a despeito de não se tratar de uma partida pontuável para uma prova, é imperioso que ganhem, uma plataforma para a elevação dos seus índices de confiança, numa altura em que se aguarda a visita dos nigerianos, cuja selecção tem uma cotação internacional acima da nossa.

Em função daquilo que pudemos observar, com Kampango indisponível, o dono da baliza, esta tarde, deverá ser Binó, que este ano se transferiu do Chinada para a Liga Muçulmana. Trata-se de uma estratégia visando experimentar outras pedras novas susceptíveis de substituir Kampango, depois de Marcelino, ora regressado ao Desportivo, ter dado boas indicações na época passada quando foi chamado a ocupar os postes.

Na retaguarda, e com Paíto ausente devido a uma lesão, o lado direito será ocupado por Dário Khan e o esquerdo por Miro, cabendo a Fanuel e Mano a zona central. À frente destes estará Simão e, ligeiramente adiantados, Nelinho, Carlitos e Dominguez. Os pontas-de-lança serão os inevitáveis Tico-Tico e Dário Monteiro. 

A equipa técnica acredita que inicialmente irá fazer alinhar este onze e, caso haja alguma mudança, ocorrerá na zona nevrálgica, sacrificando-se um médio defensivo (Carlitos ou Nelinho) por um atacante, no caso, Josimar, a apresentar uma boa forma.

No banco estarão Marcelino, Zé Luís, Mexer, Ruben, Alvarito, Josimar, Nito e Maninho. Foram dispensados Sonito, Campira, Payó e Isac.

ATENÇÃO AO MALAWI! 

A selecção malawiana efectuou, ontem à tarde, um treino de adaptação ao relvado do Estádio da Machava. Tanto quanto se sabe, são um grupo muito forte e bem estruturado fisicamente. A equipa técnica dos Mambasacredita que será uma partida extremamente difícil para ambos os contendores, cujo objectivo é vencer, até porque os nossos vizinhos do noroeste estão também na fase de qualificação para o CAN e Mundial de 2010.

Porque interessa aos treinadores ir observando mais jogadores, razão da abrangente convocatória para o embate frente aos malawianos, assim como dotar o time de mais competitividade, está previsto um outro jogo no dia 18 de Março, provavelmente contra a África do Sul, em Maputo.

Em relação ao encontro desta tarde, o árbitro virá da Suazilândia, tendo como assistentes juízes locais. Os bilhetes de ingresso estarão à venda ao preço único de 50 meticais.
publicado por Vaxko Zakarias às 12:33
 O que é? |  O que é? | favorito

NÃO é ainda o desafio da sensacionalmente aguardada derradeira fase de qualificação para o CAN e Mundial de 2010, porém, trata-se de uma partida de capital importância e encarada com muita seriedade pela Selecção Nacional de Futebol.



O adversário chama-se Malawi e apresentar-se-á, esta tarde, no Estádio da Machava, a partir das 15.00 horas, também com todo o seu arsenal, pois, à semelhança dos Mambas, encontra-se a aquilatar a sua forma, tendo em vista os compromissos programados para Março próximo, altura em que, no dia 29, a turmamoçambicana receberá a visita da Nigéria.


Depois de terem iniciado o ciclo de preparação na segunda-feira, os comandados do holandês Mart Nooij observaram ontem um treino matinal, após o primeiro ter sido no período da tarde. Segundo testemunhámos, a entrega dos jogadores é total e a disposição é óptima, reinando no seio do grupo uma forte motivação pela vitória.

À excepção do guarda-redes Kampango, impedido pelo seu clube, alegadamente porque ontem tinha um jogo, todos os elementos convocados encontram-se à disposição da equipa técnica, tendo o último a chegar sido o gregoSimão, que desembarcou a meio da tarde de ontem.

O tempo de ensaio colectivo foi pouco, mas tal não constitui grande preocupação, uma vez que os jogadores conhecem-se perfeitamente, excluindo algumas unidades novas ora chamadas à experiência, como é o caso do jovem alvi-negro Isac. Acima de tudo, o que o treinador pretendia era o desenho de certos esquemas tácticos e a movimentação da equipa na globalidade, cuidados que estão os aspectos físicos nos respectivos clubes.

No Vale do Infulene, espera-se uma formação bastante ousada do ponto de vista ofensivo e que faça golos, aliás, o principal óbice dos Mambas. Os jogadores estão conscientes de que, a despeito de não se tratar de uma partida pontuável para uma prova, é imperioso que ganhem, uma plataforma para a elevação dos seus índices de confiança, numa altura em que se aguarda a visita dos nigerianos, cuja selecção tem uma cotação internacional acima da nossa.

Em função daquilo que pudemos observar, com Kampango indisponível, o dono da baliza, esta tarde, deverá ser Binó, que este ano se transferiu do Chinada para a Liga Muçulmana. Trata-se de uma estratégia visando experimentar outras pedras novas susceptíveis de substituir Kampango, depois de Marcelino, ora regressado ao Desportivo, ter dado boas indicações na época passada quando foi chamado a ocupar os postes.

Na retaguarda, e com Paíto ausente devido a uma lesão, o lado direito será ocupado por Dário Khan e o esquerdo por Miro, cabendo a Fanuel e Mano a zona central. À frente destes estará Simão e, ligeiramente adiantados, Nelinho, Carlitos e Dominguez. Os pontas-de-lança serão os inevitáveis Tico-Tico e Dário Monteiro. 

A equipa técnica acredita que inicialmente irá fazer alinhar este onze e, caso haja alguma mudança, ocorrerá na zona nevrálgica, sacrificando-se um médio defensivo (Carlitos ou Nelinho) por um atacante, no caso, Josimar, a apresentar uma boa forma.

No banco estarão Marcelino, Zé Luís, Mexer, Ruben, Alvarito, Josimar, Nito e Maninho. Foram dispensados Sonito, Campira, Payó e Isac.

ATENÇÃO AO MALAWI! 

A selecção malawiana efectuou, ontem à tarde, um treino de adaptação ao relvado do Estádio da Machava. Tanto quanto se sabe, são um grupo muito forte e bem estruturado fisicamente. A equipa técnica dos Mambasacredita que será uma partida extremamente difícil para ambos os contendores, cujo objectivo é vencer, até porque os nossos vizinhos do noroeste estão também na fase de qualificação para o CAN e Mundial de 2010.

Porque interessa aos treinadores ir observando mais jogadores, razão da abrangente convocatória para o embate frente aos malawianos, assim como dotar o time de mais competitividade, está previsto um outro jogo no dia 18 de Março, provavelmente contra a África do Sul, em Maputo.

Em relação ao encontro desta tarde, o árbitro virá da Suazilândia, tendo como assistentes juízes locais. Os bilhetes de ingresso estarão à venda ao preço único de 50 meticais.
publicado por Vaxko Zakarias às 12:33
 O que é? |  O que é? | favorito

O FERROVIÁRIO de Maputo, um dos representantes moçambicanos nas Afrotaças, segue esta manhã para Joanesburgo, de onde partirá ao final da tarde para a capital ugandesa, onde domingo vai lutar pela passagem à primeira eliminatória da Liga dos Campoões Africanos diante do Kampala City.


A missão é mesmo de grande risco, atendendo que o resultado conseguido na primeira mão, no dia 1 deste mês, no Estádio da Machava, foi à tangente (2-1). Esta vitória, que os locomotivastransportam na bagagem, precisa de ser gerida no terreno do adversário para que Moçambique continue nesta que é a mais importante prova africana de clubes.


O Ferroviário, por aquilo que tem feito desde o princípio desta época, merece um resultado positivo em Kampala, até porque o adversário não é de outra galáxia, avaliando pelo jogo da primeira mão.

Aliás, Paulo Camargo, o técnico brasileiro ao serviço dos locomotivas, disse estar satisfeito com o rendimento dos seus jogadores e considerou a conquista da Supertaça moralizadora para o confronto do próximo domingo.~

SUPERTAÇA MORALIZA-NOS

A vitória do Ferroviário sobre o Atlético Muçulmano, por 3-1, no domingo, na final da Supertaça, e que consequentemente ditou a primeira conquista dos locomotivas esta época, abre boas perspectivas para o desafio frente ao Kampala City a contar para a segunda mão da primeira eliminatória da Liga dos Campeões Africanos. Esta é a visão do técnico Paulo Camargo. Este é o primeiro título do brasileiro, a nível individual, no seu segundo ano a trabalhar no futebol moçambicano.

Ganhar é sempre bom. Moraliza-nos para os próximos desafios. A seguir teremos o Kampala City, um adversário muito forte, demonstrou isso aqui em Maputo, na primeira mão, mas sinto que estamos a cada treino a melhorar as novas movimentações. 

Os jogadores vão ficando mais soltos, pelo que nesse jogo das Afrotaças é de se esperar um Ferroviário ainda mais dinâmico comparativamente ao da primeira mão, disse, acrescentando que o Ferroviário tem vindo a trabalhar arduamente.

Aliás, Paulo Camargo afirmou que as boas prestações da equipa locomotiva nos jogos até então efectuados são reveladores do grande espírito de trabalho e de união que norteia o ambiente do campeão nacional. ;Os jogadores têm demonstrado uma invejável dedicação nos treinos. É notável a forma como procuram melhorar os índices de execução bem como um melhor enquadramento táctico, acentuou.

No que diz respeito ao primeiro aspecto, destacou a boa forma do médio esquerdo Maurício, que, segundo ele se tem notabilizado como um exímio marcador de livres. No jogo frente ao Atlético Muçulmano voltou a fazer gosto ao pé depois de o ter feito diante dos ugandeses do Kampala City, contribuindo desta forma para a vitória à tangente do Ferroviário (2-1).

QUANTIDADE ALIADA À QUALIDADE

A boa disposição e confiança são palavras que por estas alturas dominam as hostes locomotivas. Paulo Camargo é um homem feliz. Teve uma estreia auspiciosa na turma verde-e-branca ao conquistar a terceira prova nacional mais importante quando se fala de competições de top.

Motivos para sorrir existem de sobra, segundo refere o técnico brasileiro, visto que está a formar um conjunto onde a quantidade tem-se aliado à qualidade, o que deixa ainda mais animado e fá-lo olhar para o futuro com bons olhos.

Estou satisfeito com o plantel que tenho à disposição. São 25 jogadores que compõem a equipa e todos são de excelente qualidade, dificultando as minhas escolhas. No jogo frente ao Atlético não pude contar com Jerry (a cumprir castigo disciplinar) e para o seu lugar entrou Artur e devo dizer que não se notou muito esta ausência, pois este deu conta do recado, o que me deixa satisfeito já que ficou assente que posso contar com todo o grupo, frisou.

O certo é que a excelente qualidade dos jogadores funciona paradoxalmente como uma boa dor de cabeça para Paulo Camargo que se mostrou satisfeito com a produção da equipa e manifestou o desejo de ver os jogadores manterem os níveis de empenho por forma a crescerem jogo-a-jogo.

OLHAR PARA A BASE

Para manter a boa estrutura locomotiva, Camargo é de opinião que a direcção e técnicos devem olhar para a base, em particular os juniores, visto que são estes que têm saltado para os seniores.

É importante que se comece a valorizar ainda mais os atletas da casa, pois existem bons valores que precisam apenas de ser potenciados, disse.

Esta época, o Ferroviário reforçou-se com jogadores com credenciais firmadas no futebol nacional, como são os casos de Mendes e Néne (ex-Ferroviário da Beira), o internacional moçambicano Hening Comé. Opções que podem se justificar com o facto de nesta época os locomotivas terem que participar nas competições africanas onde se exibe jogadores com algum ritmo competitivo e habituados a embates internacionais.

Eis a lista dos convocados para este jogo:

Rodrigo, Pinto, Whisky, Zabula, Nadjuco, Maurício, Jotamo, Tchaka, Jerry, Butana, Joca, Danito, Momed, Jair, Tony, Faife, Fredy e Mendes.
publicado por Vaxko Zakarias às 12:18
 O que é? |  O que é? | favorito

O FERROVIÁRIO de Maputo, um dos representantes moçambicanos nas Afrotaças, segue esta manhã para Joanesburgo, de onde partirá ao final da tarde para a capital ugandesa, onde domingo vai lutar pela passagem à primeira eliminatória da Liga dos Campoões Africanos diante do Kampala City.


A missão é mesmo de grande risco, atendendo que o resultado conseguido na primeira mão, no dia 1 deste mês, no Estádio da Machava, foi à tangente (2-1). Esta vitória, que os locomotivastransportam na bagagem, precisa de ser gerida no terreno do adversário para que Moçambique continue nesta que é a mais importante prova africana de clubes.


O Ferroviário, por aquilo que tem feito desde o princípio desta época, merece um resultado positivo em Kampala, até porque o adversário não é de outra galáxia, avaliando pelo jogo da primeira mão.

Aliás, Paulo Camargo, o técnico brasileiro ao serviço dos locomotivas, disse estar satisfeito com o rendimento dos seus jogadores e considerou a conquista da Supertaça moralizadora para o confronto do próximo domingo.~

SUPERTAÇA MORALIZA-NOS

A vitória do Ferroviário sobre o Atlético Muçulmano, por 3-1, no domingo, na final da Supertaça, e que consequentemente ditou a primeira conquista dos locomotivas esta época, abre boas perspectivas para o desafio frente ao Kampala City a contar para a segunda mão da primeira eliminatória da Liga dos Campeões Africanos. Esta é a visão do técnico Paulo Camargo. Este é o primeiro título do brasileiro, a nível individual, no seu segundo ano a trabalhar no futebol moçambicano.

Ganhar é sempre bom. Moraliza-nos para os próximos desafios. A seguir teremos o Kampala City, um adversário muito forte, demonstrou isso aqui em Maputo, na primeira mão, mas sinto que estamos a cada treino a melhorar as novas movimentações. 

Os jogadores vão ficando mais soltos, pelo que nesse jogo das Afrotaças é de se esperar um Ferroviário ainda mais dinâmico comparativamente ao da primeira mão, disse, acrescentando que o Ferroviário tem vindo a trabalhar arduamente.

Aliás, Paulo Camargo afirmou que as boas prestações da equipa locomotiva nos jogos até então efectuados são reveladores do grande espírito de trabalho e de união que norteia o ambiente do campeão nacional. ;Os jogadores têm demonstrado uma invejável dedicação nos treinos. É notável a forma como procuram melhorar os índices de execução bem como um melhor enquadramento táctico, acentuou.

No que diz respeito ao primeiro aspecto, destacou a boa forma do médio esquerdo Maurício, que, segundo ele se tem notabilizado como um exímio marcador de livres. No jogo frente ao Atlético Muçulmano voltou a fazer gosto ao pé depois de o ter feito diante dos ugandeses do Kampala City, contribuindo desta forma para a vitória à tangente do Ferroviário (2-1).

QUANTIDADE ALIADA À QUALIDADE

A boa disposição e confiança são palavras que por estas alturas dominam as hostes locomotivas. Paulo Camargo é um homem feliz. Teve uma estreia auspiciosa na turma verde-e-branca ao conquistar a terceira prova nacional mais importante quando se fala de competições de top.

Motivos para sorrir existem de sobra, segundo refere o técnico brasileiro, visto que está a formar um conjunto onde a quantidade tem-se aliado à qualidade, o que deixa ainda mais animado e fá-lo olhar para o futuro com bons olhos.

Estou satisfeito com o plantel que tenho à disposição. São 25 jogadores que compõem a equipa e todos são de excelente qualidade, dificultando as minhas escolhas. No jogo frente ao Atlético não pude contar com Jerry (a cumprir castigo disciplinar) e para o seu lugar entrou Artur e devo dizer que não se notou muito esta ausência, pois este deu conta do recado, o que me deixa satisfeito já que ficou assente que posso contar com todo o grupo, frisou.

O certo é que a excelente qualidade dos jogadores funciona paradoxalmente como uma boa dor de cabeça para Paulo Camargo que se mostrou satisfeito com a produção da equipa e manifestou o desejo de ver os jogadores manterem os níveis de empenho por forma a crescerem jogo-a-jogo.

OLHAR PARA A BASE

Para manter a boa estrutura locomotiva, Camargo é de opinião que a direcção e técnicos devem olhar para a base, em particular os juniores, visto que são estes que têm saltado para os seniores.

É importante que se comece a valorizar ainda mais os atletas da casa, pois existem bons valores que precisam apenas de ser potenciados, disse.

Esta época, o Ferroviário reforçou-se com jogadores com credenciais firmadas no futebol nacional, como são os casos de Mendes e Néne (ex-Ferroviário da Beira), o internacional moçambicano Hening Comé. Opções que podem se justificar com o facto de nesta época os locomotivas terem que participar nas competições africanas onde se exibe jogadores com algum ritmo competitivo e habituados a embates internacionais.

Eis a lista dos convocados para este jogo:

Rodrigo, Pinto, Whisky, Zabula, Nadjuco, Maurício, Jotamo, Tchaka, Jerry, Butana, Joca, Danito, Momed, Jair, Tony, Faife, Fredy e Mendes.
publicado por Vaxko Zakarias às 12:18
 O que é? |  O que é? | favorito

PARA muitos, Fernando Sumbana Júnior é apenas aquele Ministro do Turismo que zelosamente vem exercendo o cargo há dois mandatos, procurando na medida do possível exportar a imagem turística do país e fazer com que Moçambique figure por excelência na rota dos grandes pontos turísticos do planeta.


No entanto, para os que o conhecem sabem que desportivamente é também uma referência numa modalidade que em 2008 nos representou nos Jogos Olímpicos de Beijing: o judo. 


Praticante e presidente da Federação Moçambicana de Judo, o novo Ministro da Juventude e Desportos não somente se sentirá como peixe na água no pelouro que ora abraça como também, na qualidade de responsável da comissão interministerial do Mundial de 2010, continuará a dirigir e impulsionar este movimento já na cadeira das duas áreas envolvidas na preparação do certame: turismo e desporto.

Ontem, na sua tomada de posse, ouviu do Presidente da República, Armando Guebuza, as devidas recomendações em torno daquilo que o país deve fazer para obter vantagens do Mundial sul-africano. Fernando Sumbana conhece perfeitamente o dossier e promete trabalhar incansavelmente para o sucesso do mesmo, até porque o Ministério da Juventude e Desportos tem quadros à altura de responder cabalmente a esta missão, parafraseando-o.

Aliás, reconhece que assumir dois ministérios é uma enorme responsabilidade e um desafio que saberá dar continuidade, tendo em conta o trabalho levado a cabo pelo seu antecessor. É um desafio e uma responsabilidade assumir dois ministérios. Mas, acima de tudo, é um sinal de confiança do Chefe do Estado, pelo que vou colocar todas as minhas energias e o meu melhor na direcção destes ministérios. Vou dar continuidade a todo o trabalho iniciado pelo meu antecessor, disse.

UM LEGADO ORGULHOSO

Paralelamente às grandes missões que aguardam o novo titular da pasta da Juventude e Desportos, o Presidente da República teceu rasgados elogios a David Simango, que deixou o cargo para assumir a presidência do município de Maputo, na sequência da sua vitória nas eleições autárquicas de 19 de Novembro passado. Segundo Guebuza, após quatro anos, Simango deixa um MJD com os seus diversos sectores revitalizados e galvanizados e a produzirem resultados de crescente impacto.

O Chefe do Estado enumerou as obras em curso do Estádio Nacional, do novo edifício do ministério, as múltiplas medalhas conquistas por Moçambique em diferentes modalidades, a Declaração de Cheringoma, o crescente movimento dos jovens para os distritos, o reforço da capacidade institucional das associações juvenis para intervirem em acções de educação cívica e patriótica.

Mas o Presidente da República fez também referência às qualidades de Sumbana como ministro, dizendo que, ao longo da sua carreira, ele tem demonstrado capacidade de liderar equipas para produzirem resultados de grande impacto, uma cultura de trabalho que, estamos certos, transportará para o Ministério da Juventude e Desportos .

Temos a certeza que o ministro Fernando Sumbana Júnior, que passa a assumir a Direcção do MJD, irá dar continuidade a esta obra do seu antecessor, nas suas várias vertentes, afirmou, acrescentando: No MJD, encontrará quadros com energias e capacidade e motivados para lhe prestar todo o apoio necessário na prossecução da sua nobre missão. Como temos sublinhado, as melhores soluções resultam quase sempre do diálogo e da participação colectiva, num trabalho e espírito de equipa.
publicado por Vaxko Zakarias às 12:03
 O que é? |  O que é? | favorito

PARA muitos, Fernando Sumbana Júnior é apenas aquele Ministro do Turismo que zelosamente vem exercendo o cargo há dois mandatos, procurando na medida do possível exportar a imagem turística do país e fazer com que Moçambique figure por excelência na rota dos grandes pontos turísticos do planeta.


No entanto, para os que o conhecem sabem que desportivamente é também uma referência numa modalidade que em 2008 nos representou nos Jogos Olímpicos de Beijing: o judo. 


Praticante e presidente da Federação Moçambicana de Judo, o novo Ministro da Juventude e Desportos não somente se sentirá como peixe na água no pelouro que ora abraça como também, na qualidade de responsável da comissão interministerial do Mundial de 2010, continuará a dirigir e impulsionar este movimento já na cadeira das duas áreas envolvidas na preparação do certame: turismo e desporto.

Ontem, na sua tomada de posse, ouviu do Presidente da República, Armando Guebuza, as devidas recomendações em torno daquilo que o país deve fazer para obter vantagens do Mundial sul-africano. Fernando Sumbana conhece perfeitamente o dossier e promete trabalhar incansavelmente para o sucesso do mesmo, até porque o Ministério da Juventude e Desportos tem quadros à altura de responder cabalmente a esta missão, parafraseando-o.

Aliás, reconhece que assumir dois ministérios é uma enorme responsabilidade e um desafio que saberá dar continuidade, tendo em conta o trabalho levado a cabo pelo seu antecessor. É um desafio e uma responsabilidade assumir dois ministérios. Mas, acima de tudo, é um sinal de confiança do Chefe do Estado, pelo que vou colocar todas as minhas energias e o meu melhor na direcção destes ministérios. Vou dar continuidade a todo o trabalho iniciado pelo meu antecessor, disse.

UM LEGADO ORGULHOSO

Paralelamente às grandes missões que aguardam o novo titular da pasta da Juventude e Desportos, o Presidente da República teceu rasgados elogios a David Simango, que deixou o cargo para assumir a presidência do município de Maputo, na sequência da sua vitória nas eleições autárquicas de 19 de Novembro passado. Segundo Guebuza, após quatro anos, Simango deixa um MJD com os seus diversos sectores revitalizados e galvanizados e a produzirem resultados de crescente impacto.

O Chefe do Estado enumerou as obras em curso do Estádio Nacional, do novo edifício do ministério, as múltiplas medalhas conquistas por Moçambique em diferentes modalidades, a Declaração de Cheringoma, o crescente movimento dos jovens para os distritos, o reforço da capacidade institucional das associações juvenis para intervirem em acções de educação cívica e patriótica.

Mas o Presidente da República fez também referência às qualidades de Sumbana como ministro, dizendo que, ao longo da sua carreira, ele tem demonstrado capacidade de liderar equipas para produzirem resultados de grande impacto, uma cultura de trabalho que, estamos certos, transportará para o Ministério da Juventude e Desportos .

Temos a certeza que o ministro Fernando Sumbana Júnior, que passa a assumir a Direcção do MJD, irá dar continuidade a esta obra do seu antecessor, nas suas várias vertentes, afirmou, acrescentando: No MJD, encontrará quadros com energias e capacidade e motivados para lhe prestar todo o apoio necessário na prossecução da sua nobre missão. Como temos sublinhado, as melhores soluções resultam quase sempre do diálogo e da participação colectiva, num trabalho e espírito de equipa.
publicado por Vaxko Zakarias às 12:03
 O que é? |  O que é? | favorito

OS ingleses do Marylebone Cricket Club (MCC), um dos melhores clubes do Reino Unido, e que se encontra no país para intercâmbio com as equipas nacionais, inserido nos 100 anos da Federação Internacional da modalidade (ICC), está a passear a sua classe.


Ao fim de duas jornadas conseguiu o mesmo número de vitórias frente à Selecção Nacional principal, com a vantagem de 35 pontos (139-104), isto no domingo, no campo da Cometal Mometal, depois de no primeiro dia, sábado, terem superado Rio Matola, no mesmo recinto, uma das melhores equipas da Liga Nacional de Criquet, por 73-72.


Ontem, a equipa inglesa defrontou a selecção mista de sub-19, envolvendo nacionais e sul-africanos, no Parque dos Continuadores, ao fim do qual obteve uma vantagem esmagadora (160 runs), visto que ganhou por 235-75.

O intercâmbio interrompe hoje e manhã para dar lugar aos eventos sociais, que compreendem visitas a algumas escolas que praticam o criquet, encontros com dirigentes desportivos e a comissão de árbitros. Está igualmente prevista a realização de workshops sobre a modalidade.

Os jogos prosseguem sexta-feira, sábado e domingo, este último dia reservado para a grande final, no Parque dos Continuadores
publicado por Vaxko Zakarias às 11:42
 O que é? |  O que é? | favorito

OS ingleses do Marylebone Cricket Club (MCC), um dos melhores clubes do Reino Unido, e que se encontra no país para intercâmbio com as equipas nacionais, inserido nos 100 anos da Federação Internacional da modalidade (ICC), está a passear a sua classe.


Ao fim de duas jornadas conseguiu o mesmo número de vitórias frente à Selecção Nacional principal, com a vantagem de 35 pontos (139-104), isto no domingo, no campo da Cometal Mometal, depois de no primeiro dia, sábado, terem superado Rio Matola, no mesmo recinto, uma das melhores equipas da Liga Nacional de Criquet, por 73-72.


Ontem, a equipa inglesa defrontou a selecção mista de sub-19, envolvendo nacionais e sul-africanos, no Parque dos Continuadores, ao fim do qual obteve uma vantagem esmagadora (160 runs), visto que ganhou por 235-75.

O intercâmbio interrompe hoje e manhã para dar lugar aos eventos sociais, que compreendem visitas a algumas escolas que praticam o criquet, encontros com dirigentes desportivos e a comissão de árbitros. Está igualmente prevista a realização de workshops sobre a modalidade.

Os jogos prosseguem sexta-feira, sábado e domingo, este último dia reservado para a grande final, no Parque dos Continuadores
publicado por Vaxko Zakarias às 11:42
 O que é? |  O que é? | favorito



Concebido para impulsionar a modalidade nos escalões inferiores (10-12 anos, em ambos os sexos), o evento vai ganhando popularidade cada ano que passa e nalguns locais, como a cidade de Maputo, já é uma tradição, pois vai na sua quarta edição.

Neste momento, há muita movimentação nas escolas para a formação das equipas, estando já os campos que vão acolher os jogos, nomeadamente os Ferroviários de Maputo e Beira e a Universidade Católica de Nampula, reabilitados pelo patrocinador.

A este movimento juntou-se um outro amante do basquetebol, Manuel Durão, antigo atleta do Desportivo de Maputo e ex-presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol, que vai fornecer sumos Parmalat/Santal à criançada.

O Torneio vai decorrer de 9 de Maio a 27 de Junho.
publicado por Vaxko Zakarias às 11:36
 O que é? |  O que é? | favorito



Concebido para impulsionar a modalidade nos escalões inferiores (10-12 anos, em ambos os sexos), o evento vai ganhando popularidade cada ano que passa e nalguns locais, como a cidade de Maputo, já é uma tradição, pois vai na sua quarta edição.

Neste momento, há muita movimentação nas escolas para a formação das equipas, estando já os campos que vão acolher os jogos, nomeadamente os Ferroviários de Maputo e Beira e a Universidade Católica de Nampula, reabilitados pelo patrocinador.

A este movimento juntou-se um outro amante do basquetebol, Manuel Durão, antigo atleta do Desportivo de Maputo e ex-presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol, que vai fornecer sumos Parmalat/Santal à criançada.

O Torneio vai decorrer de 9 de Maio a 27 de Junho.
publicado por Vaxko Zakarias às 11:36
 O que é? |  O que é? | favorito




OS jogadores do Pegaso baixaram os calções em pleno jogo frente ao Real Madrid C, que se disputou domingo na cidade desportiva dos merengues.


Esta foi a forma do clube originário de Madrid reivindicar três meses de salários em atraso. A iniciativa dos jogadores do Pegaso foi aplaudida pelos jogadores do Real Madrid C, que apoiaram e impediram o árbitro de admoestar os adversários.
publicado por Vaxko Zakarias às 11:35
 O que é? |  O que é? | favorito




OS jogadores do Pegaso baixaram os calções em pleno jogo frente ao Real Madrid C, que se disputou domingo na cidade desportiva dos merengues.


Esta foi a forma do clube originário de Madrid reivindicar três meses de salários em atraso. A iniciativa dos jogadores do Pegaso foi aplaudida pelos jogadores do Real Madrid C, que apoiaram e impediram o árbitro de admoestar os adversários.
publicado por Vaxko Zakarias às 11:35
 O que é? |  O que é? | favorito

LUIZ Felipe Scolari reagiu assim à sua saída do Chelsea: Agradeço a oportunidade de ter trabalhado no Chelsea e no futebol inglês. Foi uma experiência muito valiosa. Lamento que a convivência com todos não tenha sido duradoura


Desejo sorte para o Chelsea nas três competições que está disputando, prossegue o ex-seleccionador nacional, numa nota em que é ainda divulgada uma tabela com os seus resultados no clube londrino. Em 41 jogos, teve 24 vitórias, 12 empates e 5 derrotas, quatro das quais na Premier League.


Scolari diz também que irá continuar para já em Inglaterra: Aproveito para informar que seguirei morando em Londres, e em breve atenderei a Imprensa.

INDEMNIZAÇÃO MILIONÁRIA

O despedimento do Chelsea não trouxe só más notícias para Luiz Felipe Scolari. O brasileiro tinha contrato por três épocas, cumpriu pouco mais de metade de uma, pelo que terá que ser indemnizado pelas restantes duas temporadas e meia.

O jornal Telegraph fez as contas e concluiu que a rescisão do treinador custará cerca de 15 milhões de libras, o que é pouco mais de 17 milhões de euros. Isto porque Scolari tinha um contrato de 7,70 milhões de euros por cada uma das três épocas.

A rescisão de Scolari saiu bem mais dispendiosa, de resto, do que Mourinho e Avram Grant. Pela rescisão dos dois anteriores treinadores o Chelsea terá pago 28 milhões de euros (valores a confirmar sexta-feira, quando for divulgado o relatório e contas).

Ora resta dizer que três treinadores em cerca de ano e meio não são só uma má notícia desportivamente. Pelas rescisões de Scolari, Mourinho e Avram Grant (este cinco meses após ter assinado contrato de quatro épocas) o Chelsea terá gasto cerca de 45 milhões.
publicado por Vaxko Zakarias às 11:10
 O que é? |  O que é? | favorito

LUIZ Felipe Scolari reagiu assim à sua saída do Chelsea: Agradeço a oportunidade de ter trabalhado no Chelsea e no futebol inglês. Foi uma experiência muito valiosa. Lamento que a convivência com todos não tenha sido duradoura


Desejo sorte para o Chelsea nas três competições que está disputando, prossegue o ex-seleccionador nacional, numa nota em que é ainda divulgada uma tabela com os seus resultados no clube londrino. Em 41 jogos, teve 24 vitórias, 12 empates e 5 derrotas, quatro das quais na Premier League.


Scolari diz também que irá continuar para já em Inglaterra: Aproveito para informar que seguirei morando em Londres, e em breve atenderei a Imprensa.

INDEMNIZAÇÃO MILIONÁRIA

O despedimento do Chelsea não trouxe só más notícias para Luiz Felipe Scolari. O brasileiro tinha contrato por três épocas, cumpriu pouco mais de metade de uma, pelo que terá que ser indemnizado pelas restantes duas temporadas e meia.

O jornal Telegraph fez as contas e concluiu que a rescisão do treinador custará cerca de 15 milhões de libras, o que é pouco mais de 17 milhões de euros. Isto porque Scolari tinha um contrato de 7,70 milhões de euros por cada uma das três épocas.

A rescisão de Scolari saiu bem mais dispendiosa, de resto, do que Mourinho e Avram Grant. Pela rescisão dos dois anteriores treinadores o Chelsea terá pago 28 milhões de euros (valores a confirmar sexta-feira, quando for divulgado o relatório e contas).

Ora resta dizer que três treinadores em cerca de ano e meio não são só uma má notícia desportivamente. Pelas rescisões de Scolari, Mourinho e Avram Grant (este cinco meses após ter assinado contrato de quatro épocas) o Chelsea terá gasto cerca de 45 milhões.
publicado por Vaxko Zakarias às 11:10
 O que é? |  O que é? | favorito
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
14
15
20
21
22
26
27
28
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO