Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 27 DE Janeiro 2009

ESTA será uma semana verdadeiramente de invulgar expectativa para o futebol moçambicano.


Os representantes do país nas Afrotaças entram em acção, naquilo que constituirá a primeira grande avaliação das suas reais capacidades em relação ao ano de 2009. 


O Atlético Muçulmano, na sua estreia nas competições continentais, será o primeiro chamado à responsabilidade de prestigiar o nosso futebol, quando no sábado receber o Malanti Chiefs, da vizinha Suazilândia, para a Taça CAF, enquanto o Ferroviário, que disputa a Liga dos Campeões, apresentar-se-á no domingo, perante o Kampala City, do Uganda. Trata-se de embates referentes à primeira mão dos dezasseis-avos-de-final destas duas provas africanas de clubes.

Num ano em que a Selecção Nacional tem a gigantesca missão de tentar o apuramento para os Campeonatos Africano e Mundial de 2010, a terem lugar em Angola e na África do Sul, respectivamente, o comportamento dos nossos representantes nas Afrotaças será uma forma de aquilatar, do ponto de vista psicológico e competitivo, aquilo que os Mambas deverão fazer diante dos seus três adversários da derradeira fase de qualificação, designadamente Nigéria, Tunísia e Quénia.

Em mais uma participação na Liga dos Campeões, competição na qual já teve o privilégio de disputar a fase de grupos, na primeira edição do actual figurino, o Ferroviário fará com que o futebol regresse à catedral, no Estádio da Machava, na tarde de domingo.

O adversário, o Kampala City, não constitui nenhuma novidade entre nós, pois já cá esteve e, este ano, fa-lo-á perante um campeão moçambicano com um nível futebolístico bastante apurado e a assumir-se como favorito à transição para a etapa seguinte.

Os locomotivas, que foram buscar o técnico brasileiro Paulo Camargo à Liga Muçulmana, realizaram uma pré-época muito bem preenchida, que, por um lado, tinha em vista proporcionar ao treinador tempo e espaço para escolher o plantel desejado, tendo em conta a avalanche de atletas que acorreu à busca de sorte no Ferroviário, e, por outro, preparar precisamente a prova africana, à qual investirá todo o seu saber futebolístico de modo a chegar à fase de grupos.

O estágio na África do Sul foi descrito pelo técnico como tendo sido proveitoso, em vários prismas: a concentração dos jogadores para um rápido e melhor conhecimento mútuo, tendo em conta os novos ingressos, onde se destacam Mendes, Nené, Henning Comé e os regressados Fred e Pinto, este último guarda-redes; a realização de partidas com formações rotulados da terra do rand, precisamente para conferir a rodagem que, os atletas precisavam para fazer face à missão que lhes aguarda a partir deste domingo.

Um dia antes das emoções no Vale do Infulene, o campo do Atlético Muçulmano, localizado também na Machava, conhecerá o seu primeiro embate internacional de carácter oficial envolvendo os donos da casa. Mercê de uma temporada a todos os títulos magnífica, em que meritoriamente conquistou a Taça de Moçambique e sagrou-se vice-campeã nacional, a formação treinada por Arnaldo Salvado goza da sorte de o seu baptismo africano acontecer diante de um conjunto da modesta Suazilândia, o que a priori abre excelentes perspectivas para a sua transição.

Embora tenha perdido algumas unidades nucleares, que optaram por outros emblemas, o Atlético Muçulmano de forma alguma se rebaixa e promete uma carreira ao mesmo nível do ano transacto. Para o embate com o Malanti Chiefs, a turma moçambicana procurará, nesta primeira mão, explorar ao máximo o facto de actuar no seu terreno e perante os seus adeptos. Aliás, Salvado, depois de ter ido espiar o adversário, é de opinião que o Atlético reúne grandes possibilidades de ganhar a eliminatória, sendo importante que os seus atletas não se inibam face a uma prova continental.
publicado por Vaxko Zakarias às 15:12
 O que é? |  O que é? | favorito

ESTA será uma semana verdadeiramente de invulgar expectativa para o futebol moçambicano.


Os representantes do país nas Afrotaças entram em acção, naquilo que constituirá a primeira grande avaliação das suas reais capacidades em relação ao ano de 2009. 


O Atlético Muçulmano, na sua estreia nas competições continentais, será o primeiro chamado à responsabilidade de prestigiar o nosso futebol, quando no sábado receber o Malanti Chiefs, da vizinha Suazilândia, para a Taça CAF, enquanto o Ferroviário, que disputa a Liga dos Campeões, apresentar-se-á no domingo, perante o Kampala City, do Uganda. Trata-se de embates referentes à primeira mão dos dezasseis-avos-de-final destas duas provas africanas de clubes.

Num ano em que a Selecção Nacional tem a gigantesca missão de tentar o apuramento para os Campeonatos Africano e Mundial de 2010, a terem lugar em Angola e na África do Sul, respectivamente, o comportamento dos nossos representantes nas Afrotaças será uma forma de aquilatar, do ponto de vista psicológico e competitivo, aquilo que os Mambas deverão fazer diante dos seus três adversários da derradeira fase de qualificação, designadamente Nigéria, Tunísia e Quénia.

Em mais uma participação na Liga dos Campeões, competição na qual já teve o privilégio de disputar a fase de grupos, na primeira edição do actual figurino, o Ferroviário fará com que o futebol regresse à catedral, no Estádio da Machava, na tarde de domingo.

O adversário, o Kampala City, não constitui nenhuma novidade entre nós, pois já cá esteve e, este ano, fa-lo-á perante um campeão moçambicano com um nível futebolístico bastante apurado e a assumir-se como favorito à transição para a etapa seguinte.

Os locomotivas, que foram buscar o técnico brasileiro Paulo Camargo à Liga Muçulmana, realizaram uma pré-época muito bem preenchida, que, por um lado, tinha em vista proporcionar ao treinador tempo e espaço para escolher o plantel desejado, tendo em conta a avalanche de atletas que acorreu à busca de sorte no Ferroviário, e, por outro, preparar precisamente a prova africana, à qual investirá todo o seu saber futebolístico de modo a chegar à fase de grupos.

O estágio na África do Sul foi descrito pelo técnico como tendo sido proveitoso, em vários prismas: a concentração dos jogadores para um rápido e melhor conhecimento mútuo, tendo em conta os novos ingressos, onde se destacam Mendes, Nené, Henning Comé e os regressados Fred e Pinto, este último guarda-redes; a realização de partidas com formações rotulados da terra do rand, precisamente para conferir a rodagem que, os atletas precisavam para fazer face à missão que lhes aguarda a partir deste domingo.

Um dia antes das emoções no Vale do Infulene, o campo do Atlético Muçulmano, localizado também na Machava, conhecerá o seu primeiro embate internacional de carácter oficial envolvendo os donos da casa. Mercê de uma temporada a todos os títulos magnífica, em que meritoriamente conquistou a Taça de Moçambique e sagrou-se vice-campeã nacional, a formação treinada por Arnaldo Salvado goza da sorte de o seu baptismo africano acontecer diante de um conjunto da modesta Suazilândia, o que a priori abre excelentes perspectivas para a sua transição.

Embora tenha perdido algumas unidades nucleares, que optaram por outros emblemas, o Atlético Muçulmano de forma alguma se rebaixa e promete uma carreira ao mesmo nível do ano transacto. Para o embate com o Malanti Chiefs, a turma moçambicana procurará, nesta primeira mão, explorar ao máximo o facto de actuar no seu terreno e perante os seus adeptos. Aliás, Salvado, depois de ter ido espiar o adversário, é de opinião que o Atlético reúne grandes possibilidades de ganhar a eliminatória, sendo importante que os seus atletas não se inibam face a uma prova continental.
publicado por Vaxko Zakarias às 15:12
 O que é? |  O que é? | favorito
AS equipas de futebol de Sub-20 da Nigéria e da África do Sul júnior qualificaram-se domingo para as meias-finais do Campeonato Africano das Nações (CAN) da categoria que decorre no Ruanda

A Nigéria venceu a Costa do Marfim, em Kigali, por 3-0, e terminou líder do grupo B.

A África do Sul classificou-se na segunda posição do grupo apesar da derrota diante do Egipto, por 1-2.

As meias-finais, que serão disputadas amanhã, vão opor o Gana, primeiro do grupo A, à África do Sul, e a Nigéria aos Camarões, segundos do grupo A.
publicado por Vaxko Zakarias às 15:11
 O que é? |  O que é? | favorito
AS equipas de futebol de Sub-20 da Nigéria e da África do Sul júnior qualificaram-se domingo para as meias-finais do Campeonato Africano das Nações (CAN) da categoria que decorre no Ruanda

A Nigéria venceu a Costa do Marfim, em Kigali, por 3-0, e terminou líder do grupo B.

A África do Sul classificou-se na segunda posição do grupo apesar da derrota diante do Egipto, por 1-2.

As meias-finais, que serão disputadas amanhã, vão opor o Gana, primeiro do grupo A, à África do Sul, e a Nigéria aos Camarões, segundos do grupo A.
publicado por Vaxko Zakarias às 15:11
 O que é? |  O que é? | favorito

JOÃO Luís Caldeira, presidente da Federação Moçambicana de Boxe, prometeu ontem, em Maputo, no acto da tomada de posse do seu elenco, muito trabalho de modo a revestir a modalidade de todas as peças necessárias para que volte a merecer destaque no país.


A promessa foi feita na presença do Vice-Ministro da Juventude e Desportos, Dr. Cazé, que se fazia acompanhar do respectivo Director Nacional do Desporto, Inácio Bernardo, entre outros convidados da família desta modalidade. 


Na sua locução, Caldeira disse ser desejo do seu elenco ter um centro de estágio próprio para a preparação da selecção nacional, assim como uma gestão transparente e responsável dos fundos, entre outros projectos em manga que permitam o desenvolvimento da “nobre arte”.

Por seu turno, o Vice-Ministro da Juventude e Desportos afirmou que a sua instituição vai garantir o apoio necessário ao elenco ora empossado de modo que a modalidade consiga reconquistar o seu espaço na região e não só.

Chamou a atenção para que a Federação Moçambicana de Boxe trabalhe no sentido de se fazer representar nos órgãos internacionais, em especial na região, nas áreas de arbitragem.

A cerimónia de ontem foi manchada pela chegada tardia dos membros da direcção de João Luís Caldeira. Aliás, muitos deles nem foram a tempo de tomar posse, devendo-o fazer oportunamente.

Porém, Sinóia, um dos atrasados, foi o único a quem foi permitido tomar posse, por se considerar que é o símbolo do boxe moçambicano.

Eis o novo elenco: 

Assembleia-geral

Presidente: Danilo Jossubo

Vice-presidente: Hélder Mangujo

Relator: Casimiro Chachuio

Conselho Fiscal

Presidente: Leonildo Banze

Vice-presidente: Fernando Macombo

Relator: Albertina Buque

Direcção Executiva

Presidente: João Luís Caldeira

1º vice-presidente: Martins Rafael

2º presidente: Namoto Chipande

3º vice-presidente: Hélio Nhancale

Departamento Técnico e Alta Competição 

Presidente: António Paulo Mondlane

Vice-presidente: António Hélio

Relator: Lucas Sinóia

Regras e Arbitragem

Presidente: Filipe Limónio

Vice-presidente: Adão Chitache

Relator: Júlio Funjua.

Conselho Jurisdicional //

Presidente: Bartolomeu Paulo

Vice-presidente: Lucas Sinóia

Relator: Alexandre Viegas
publicado por Vaxko Zakarias às 15:10
 O que é? |  O que é? | favorito

JOÃO Luís Caldeira, presidente da Federação Moçambicana de Boxe, prometeu ontem, em Maputo, no acto da tomada de posse do seu elenco, muito trabalho de modo a revestir a modalidade de todas as peças necessárias para que volte a merecer destaque no país.


A promessa foi feita na presença do Vice-Ministro da Juventude e Desportos, Dr. Cazé, que se fazia acompanhar do respectivo Director Nacional do Desporto, Inácio Bernardo, entre outros convidados da família desta modalidade. 


Na sua locução, Caldeira disse ser desejo do seu elenco ter um centro de estágio próprio para a preparação da selecção nacional, assim como uma gestão transparente e responsável dos fundos, entre outros projectos em manga que permitam o desenvolvimento da “nobre arte”.

Por seu turno, o Vice-Ministro da Juventude e Desportos afirmou que a sua instituição vai garantir o apoio necessário ao elenco ora empossado de modo que a modalidade consiga reconquistar o seu espaço na região e não só.

Chamou a atenção para que a Federação Moçambicana de Boxe trabalhe no sentido de se fazer representar nos órgãos internacionais, em especial na região, nas áreas de arbitragem.

A cerimónia de ontem foi manchada pela chegada tardia dos membros da direcção de João Luís Caldeira. Aliás, muitos deles nem foram a tempo de tomar posse, devendo-o fazer oportunamente.

Porém, Sinóia, um dos atrasados, foi o único a quem foi permitido tomar posse, por se considerar que é o símbolo do boxe moçambicano.

Eis o novo elenco: 

Assembleia-geral

Presidente: Danilo Jossubo

Vice-presidente: Hélder Mangujo

Relator: Casimiro Chachuio

Conselho Fiscal

Presidente: Leonildo Banze

Vice-presidente: Fernando Macombo

Relator: Albertina Buque

Direcção Executiva

Presidente: João Luís Caldeira

1º vice-presidente: Martins Rafael

2º presidente: Namoto Chipande

3º vice-presidente: Hélio Nhancale

Departamento Técnico e Alta Competição 

Presidente: António Paulo Mondlane

Vice-presidente: António Hélio

Relator: Lucas Sinóia

Regras e Arbitragem

Presidente: Filipe Limónio

Vice-presidente: Adão Chitache

Relator: Júlio Funjua.

Conselho Jurisdicional //

Presidente: Bartolomeu Paulo

Vice-presidente: Lucas Sinóia

Relator: Alexandre Viegas
publicado por Vaxko Zakarias às 15:10
 O que é? |  O que é? | favorito
À EXCEPÇÃO de Nampula, que só conhecerá o vencedor da presente edição do Torneio de Futebol Infanto-Juvenil, Bebec, a 3 de Fevereiro próximo, as províncias de Maputo, Sofala e Zambézia apuraram no último fim-de-semana os respectivos campeões, à semelhança das cidades de Maputo e Matola.


O detentor do título, em Maputo-província, é o distrito de Marracuene, que derrotou Infulene, representante da Matola, por 3-0, na final realizada sábado. Este é o segundo título consecutivo conquistado por Marracuene, mas continua longe dos patamares do Infulene, que detém o maior número de troféus.


Enquanto isso, Ressano Garcia, representante do distrito da Moamba, venceu Xinavane, representante do distrito da Manhiça, por 4-0, para o apuramento do terceiro lugar.

Na Zambézia, concretamente na cidade de Quelimenae, 1º de Maio B ergueu a taça de campeão, derrotando Muthosane, por 1-0. O terceiro lugar coube ao 1º de Maio A, que venceu Coalane B, por 5-3, na marcação de grandes penalidades, depois do empate a um golo no fim do tempo regulamentar e prolongamento. 

Em femininos, 25 de Setembro revalidou o título batendo Acordos de Lusaka, por 2-1, vitória conseguida no prolongamento, depois do 1-1 no final dos 50 minutos regulamentares. Por seu turno, 3 de Fevereiro obteve o terceiro lugar, ao derrotar Brandão, também por 2-1.

Por último, na província de Sofala, concretamente na cidade da Beira, o título masculino caiu nas mãos do bairro de Chingussura, que superou Chota (1-0), tornando-se campeão pela terceira vez consecutiva. A terceira melhor equipa masculina do Bebec, na Beira, é Ponta Gêa, que triunfou no encontro com Nhaconjo, por 1-0. 

Em femininos, Ponta Gêa tornou-se campeã pela quarta vez consecutiva, ao vencer Nhaconjo, também por 1-0. O terceiro lugar pertenceu a Munhava Central, que bateu Chingussura por 4-3 na marcação de grandes penalidades, após o nulo no fim do tempo regulamentar e prolongamento. 

NDLAVELA E T3 DESTACAM-SE

O bairro de Ndlavela, na cidade da Matola, conquistou a prova masculina da presente edição com a suada vitória sobre o T3 (5-3) na marcação de grandes penalidades, depois do nulo ao fim dos 50 minutos regulamentares e no prolongamento. O bairro Trevo salvou a honra, conseguindo o precioso terceiro lugar, depois de uma também sofrida vitória diante da equipa do bairro da Liberdade.

Enquanto Ndlavela se sobrepunha a T3, em masculinos, acontecia o contrário em masculinos. T3 venceu à tangente a Ndlavela (1-0), conquistando o respectivo troféu. O terceiro lugar pertenceu ao Fomento, que também venceu dificilmente Matola F, por 4-3.

De salientar que Zimpeto e Hulene sagraram-se campeões em masculinos e femininos da cidade Maputo, tendo para o efeito vencido, sábado, Urbanização (1-0) e 25 de Junho (2-0), respectivamente.
publicado por Vaxko Zakarias às 15:09
 O que é? |  O que é? | favorito
À EXCEPÇÃO de Nampula, que só conhecerá o vencedor da presente edição do Torneio de Futebol Infanto-Juvenil, Bebec, a 3 de Fevereiro próximo, as províncias de Maputo, Sofala e Zambézia apuraram no último fim-de-semana os respectivos campeões, à semelhança das cidades de Maputo e Matola.


O detentor do título, em Maputo-província, é o distrito de Marracuene, que derrotou Infulene, representante da Matola, por 3-0, na final realizada sábado. Este é o segundo título consecutivo conquistado por Marracuene, mas continua longe dos patamares do Infulene, que detém o maior número de troféus.


Enquanto isso, Ressano Garcia, representante do distrito da Moamba, venceu Xinavane, representante do distrito da Manhiça, por 4-0, para o apuramento do terceiro lugar.

Na Zambézia, concretamente na cidade de Quelimenae, 1º de Maio B ergueu a taça de campeão, derrotando Muthosane, por 1-0. O terceiro lugar coube ao 1º de Maio A, que venceu Coalane B, por 5-3, na marcação de grandes penalidades, depois do empate a um golo no fim do tempo regulamentar e prolongamento. 

Em femininos, 25 de Setembro revalidou o título batendo Acordos de Lusaka, por 2-1, vitória conseguida no prolongamento, depois do 1-1 no final dos 50 minutos regulamentares. Por seu turno, 3 de Fevereiro obteve o terceiro lugar, ao derrotar Brandão, também por 2-1.

Por último, na província de Sofala, concretamente na cidade da Beira, o título masculino caiu nas mãos do bairro de Chingussura, que superou Chota (1-0), tornando-se campeão pela terceira vez consecutiva. A terceira melhor equipa masculina do Bebec, na Beira, é Ponta Gêa, que triunfou no encontro com Nhaconjo, por 1-0. 

Em femininos, Ponta Gêa tornou-se campeã pela quarta vez consecutiva, ao vencer Nhaconjo, também por 1-0. O terceiro lugar pertenceu a Munhava Central, que bateu Chingussura por 4-3 na marcação de grandes penalidades, após o nulo no fim do tempo regulamentar e prolongamento. 

NDLAVELA E T3 DESTACAM-SE

O bairro de Ndlavela, na cidade da Matola, conquistou a prova masculina da presente edição com a suada vitória sobre o T3 (5-3) na marcação de grandes penalidades, depois do nulo ao fim dos 50 minutos regulamentares e no prolongamento. O bairro Trevo salvou a honra, conseguindo o precioso terceiro lugar, depois de uma também sofrida vitória diante da equipa do bairro da Liberdade.

Enquanto Ndlavela se sobrepunha a T3, em masculinos, acontecia o contrário em masculinos. T3 venceu à tangente a Ndlavela (1-0), conquistando o respectivo troféu. O terceiro lugar pertenceu ao Fomento, que também venceu dificilmente Matola F, por 4-3.

De salientar que Zimpeto e Hulene sagraram-se campeões em masculinos e femininos da cidade Maputo, tendo para o efeito vencido, sábado, Urbanização (1-0) e 25 de Junho (2-0), respectivamente.
publicado por Vaxko Zakarias às 15:09
 O que é? |  O que é? | favorito

COM o objectivo central de apagar a pálida imagem que construiu na temporada passada, o Desportivo de Maputo começou da melhor maneira o seu estágio pré-competitivo na vizinha República da África do Sul, ao vencer o 1º de Agosto de Angola, no primeiro dos quatro jogos previstos até a próxima sexta-feira, dia em que termina a sua presença na terra do rand.


O jogo entre alvi-negros e militares teve lugar num dos campos do Centro de Alto-Rendimento da Universidade de Pretória, capital política do país que em 2010 vai tornar-se no primeiro de África a acolher o Campeonato do Mundo de Futebol. 


Diante dos vice-campeões angolanos e que no próximo sábado jogam em Luanda frente ao Renascense da República do Congo-Brazaville, para a primeira “mão” da pré-eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos, a equipa moçambicana criou muitas oportunidades de golo, esteve bem em algumas situações de abordagem ofensiva e alcançou um resultado satisfatório.

Foram boas as indicações deixadas pelo Desportivo que em 2009 procura fazer melhor que o nono lugar registado no Mocambola-2008 e ir longe na Taça de Moçambique. 

Ao intervalo, registava-se uma igualdade sem abertura de contagem.

No entanto, durante a primeira parte, pertenceu ao Desportivo a primeira grande oportunidade de golo. À entrada do segundo quarto de hora do jogo, Isac, que jogou a médio direito, ficou na cara do golo, mas depois não teve destreza suficiente para escolher o melhor ângulo para rematar, acabando por chutar ao lado. 

Mas melhor preparado e com mais semanas de trabalho, visto que já está a cumprir a sua pré-época desde Dezembro, a equipa militar de Angola, mormente treinada pelo nosso bem conhecido técnico russo Vitor Bondarenko, assumiu o jogo e passou a pressionar o último reduto alvi-negro.

Foi então que por duas vezes, o guarda-redes Jaimito teve que se aplicar a fundo para evitar o golo do 1º de Agosto que, entretanto, não utilizou Love Cabungula, o seu goleador-mor e melhor jogador do Girabola-2008, segundo a eleição feita pelas autoridades desportivas do país irmão. 

No último Campeonato Nacional da I Divisão de Angola, Love Cabungula marcou 15 golos, menos cinco que Santana, avançado que depois de ajudar o Petro Atlético de Luanda a conquistar o Girabola, transferiu-se há pouco e na sequência da reabertura do mercado para o Vitória de Guimarães, formação que actua da I Divisão de Portugal.

A não utilização de Love Cabungula, ao que apurámos, ficou a dever-se ao facto de Vitor Bondarenko ter dividido a equipa em duas partes, de forma a que os que não fossem utilizados diante do Desportivo jogassem, já no período da tarde, frente ao Super Sport United, campeão sul-africano que tem no internacional moçambicano Dominguez uma das suas principais referências. 

TRÊS GOLOS NA SEGUNDA PARTE

Já na segunda parte, o Desportivo, que entretanto e até então havia feito qualquer tipo de substituição, viria a chegar ao primeiro golo aos 54 minutos, na sequência de um pontapé de canto cobrado por Josué pela direita.

Livre de marcação e dentro da grande área e de costas para a baliza militar, Mexer recebeu de Josué e tocou de calcanhar e com a bola a fazer um arco que surpreendeu o guarda-redes angolano e a anichar-se no fundo das suas malhas. 

Galvanizado pelo golo e já com o avançado Binó em campo, que entrou para o lugar de Lalá, que dos juniores procura um lugar na equipa principal, o Desportivo podia ter chegado aos dois-a-zero.

Em mais uma cobrança de pontapé de canto e sempre pela esquerda, Josué levantou à meia-altura e com intensidade, com a bola a sobrevoar a área angolana. 

Nesta jogada, Binó perdeu o timing de encostar a cabeça e facturar.

Aos 63 minutos, o D`Agosto chegou ao empate na sequência de uma descida rápida pela direita e em que Maninho foi batido por um contrário que viria a centrar baixo para o dianteiro Tuábi tabelar com o pé direito e bater Jaimito. 

Quem terá gostado do oportunismo de Tuábi foi o nosso bem conhecido Vitor Bondarenko, visto que o jogador está em processo de transferência, ido do Desportivo da Huíla.

O golo da vitória dos alvi-negros aconteceu aos 72 minutos, novamente na sequência de um canto cobrado por Josué, mas desta feita pela direita e em que a defesa do 1º de Agosto foi batida com facilidade, na medida em que falhou na marcação a Nelson que vendo-se com o guarda-redes adversário pela frente, remata forte e com a bola a passar por baixo do corpo deste e anichar-se no fundo das suas malhas. 

Depois de muitas substituições, principalmente do lado moçambicano visto que do banco saíram para o campo seis jogadores, todos na segunda parte, o jogo oscilou qualitativamente, mas sem que tivesse chegado ao fim com a vontade do Desportivo em assegurar a vantagem no marcador e com o 1º de Agosto a querer chegar, pelo menos, ao golo de igualdade.

Às 10.00 horas de hoje, os alvi-negros defrontam o Wits University, formação da Premier League sul-africana. 

Na quarta e quinta-feira, a equipa de Artur Semedo fará jogos de controlo diante do Jomo Cosmos e Inter de Luanda, respectivamente da África do Sul e Angola.

A equipa regressa sexta-feira ao país.

Ontem foram utilizados os seguintes jogadores: Jaimito, Josué, Maninho (Julinho), Zainadine Jr., Mexer, Isac (Secanhe), Muandro (Mayunda), Nelinho, Nelson (Tchitcho), Lalá (Binó) e Aníbal (Bito). 

NARCISO NHACILA, em Joanesburgo
publicado por Vaxko Zakarias às 15:07
 O que é? |  O que é? | favorito

COM o objectivo central de apagar a pálida imagem que construiu na temporada passada, o Desportivo de Maputo começou da melhor maneira o seu estágio pré-competitivo na vizinha República da África do Sul, ao vencer o 1º de Agosto de Angola, no primeiro dos quatro jogos previstos até a próxima sexta-feira, dia em que termina a sua presença na terra do rand.


O jogo entre alvi-negros e militares teve lugar num dos campos do Centro de Alto-Rendimento da Universidade de Pretória, capital política do país que em 2010 vai tornar-se no primeiro de África a acolher o Campeonato do Mundo de Futebol. 


Diante dos vice-campeões angolanos e que no próximo sábado jogam em Luanda frente ao Renascense da República do Congo-Brazaville, para a primeira “mão” da pré-eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos, a equipa moçambicana criou muitas oportunidades de golo, esteve bem em algumas situações de abordagem ofensiva e alcançou um resultado satisfatório.

Foram boas as indicações deixadas pelo Desportivo que em 2009 procura fazer melhor que o nono lugar registado no Mocambola-2008 e ir longe na Taça de Moçambique. 

Ao intervalo, registava-se uma igualdade sem abertura de contagem.

No entanto, durante a primeira parte, pertenceu ao Desportivo a primeira grande oportunidade de golo. À entrada do segundo quarto de hora do jogo, Isac, que jogou a médio direito, ficou na cara do golo, mas depois não teve destreza suficiente para escolher o melhor ângulo para rematar, acabando por chutar ao lado. 

Mas melhor preparado e com mais semanas de trabalho, visto que já está a cumprir a sua pré-época desde Dezembro, a equipa militar de Angola, mormente treinada pelo nosso bem conhecido técnico russo Vitor Bondarenko, assumiu o jogo e passou a pressionar o último reduto alvi-negro.

Foi então que por duas vezes, o guarda-redes Jaimito teve que se aplicar a fundo para evitar o golo do 1º de Agosto que, entretanto, não utilizou Love Cabungula, o seu goleador-mor e melhor jogador do Girabola-2008, segundo a eleição feita pelas autoridades desportivas do país irmão. 

No último Campeonato Nacional da I Divisão de Angola, Love Cabungula marcou 15 golos, menos cinco que Santana, avançado que depois de ajudar o Petro Atlético de Luanda a conquistar o Girabola, transferiu-se há pouco e na sequência da reabertura do mercado para o Vitória de Guimarães, formação que actua da I Divisão de Portugal.

A não utilização de Love Cabungula, ao que apurámos, ficou a dever-se ao facto de Vitor Bondarenko ter dividido a equipa em duas partes, de forma a que os que não fossem utilizados diante do Desportivo jogassem, já no período da tarde, frente ao Super Sport United, campeão sul-africano que tem no internacional moçambicano Dominguez uma das suas principais referências. 

TRÊS GOLOS NA SEGUNDA PARTE

Já na segunda parte, o Desportivo, que entretanto e até então havia feito qualquer tipo de substituição, viria a chegar ao primeiro golo aos 54 minutos, na sequência de um pontapé de canto cobrado por Josué pela direita.

Livre de marcação e dentro da grande área e de costas para a baliza militar, Mexer recebeu de Josué e tocou de calcanhar e com a bola a fazer um arco que surpreendeu o guarda-redes angolano e a anichar-se no fundo das suas malhas. 

Galvanizado pelo golo e já com o avançado Binó em campo, que entrou para o lugar de Lalá, que dos juniores procura um lugar na equipa principal, o Desportivo podia ter chegado aos dois-a-zero.

Em mais uma cobrança de pontapé de canto e sempre pela esquerda, Josué levantou à meia-altura e com intensidade, com a bola a sobrevoar a área angolana. 

Nesta jogada, Binó perdeu o timing de encostar a cabeça e facturar.

Aos 63 minutos, o D`Agosto chegou ao empate na sequência de uma descida rápida pela direita e em que Maninho foi batido por um contrário que viria a centrar baixo para o dianteiro Tuábi tabelar com o pé direito e bater Jaimito. 

Quem terá gostado do oportunismo de Tuábi foi o nosso bem conhecido Vitor Bondarenko, visto que o jogador está em processo de transferência, ido do Desportivo da Huíla.

O golo da vitória dos alvi-negros aconteceu aos 72 minutos, novamente na sequência de um canto cobrado por Josué, mas desta feita pela direita e em que a defesa do 1º de Agosto foi batida com facilidade, na medida em que falhou na marcação a Nelson que vendo-se com o guarda-redes adversário pela frente, remata forte e com a bola a passar por baixo do corpo deste e anichar-se no fundo das suas malhas. 

Depois de muitas substituições, principalmente do lado moçambicano visto que do banco saíram para o campo seis jogadores, todos na segunda parte, o jogo oscilou qualitativamente, mas sem que tivesse chegado ao fim com a vontade do Desportivo em assegurar a vantagem no marcador e com o 1º de Agosto a querer chegar, pelo menos, ao golo de igualdade.

Às 10.00 horas de hoje, os alvi-negros defrontam o Wits University, formação da Premier League sul-africana. 

Na quarta e quinta-feira, a equipa de Artur Semedo fará jogos de controlo diante do Jomo Cosmos e Inter de Luanda, respectivamente da África do Sul e Angola.

A equipa regressa sexta-feira ao país.

Ontem foram utilizados os seguintes jogadores: Jaimito, Josué, Maninho (Julinho), Zainadine Jr., Mexer, Isac (Secanhe), Muandro (Mayunda), Nelinho, Nelson (Tchitcho), Lalá (Binó) e Aníbal (Bito). 

NARCISO NHACILA, em Joanesburgo
publicado por Vaxko Zakarias às 15:07
 O que é? |  O que é? | favorito

TENDO como horizonte o apuramento zonal para o Campeonato Africano de Basquetebol de Seniores Masculinos Líbia-2009, a Selecção Nacional inicia hoje o seu ciclo de preparação, com a concentração dos 15 atletas convocados nopavilhão do Estrela Vermelha, pelas 18.00 horas.


Com uma equipa praticamente renovada, comparativamente às edições anteriores, a selecção vai enfrentar uma qualificação zonal sempre incómoda, devido à presença da África do Sul, que nos dois últimos apuramentos se superiorizou a Moçambique, a primeira vez em Maputo e a segunda em Harare.


A partir dessa altura, criou-se uma grande rivalidade entre as duas formações, ao mesmo tempo que outros países, nomeadamente Zimbabwe e Zâmbia, começam a entrar na estrada da luta pela qualificação. A prova zonal ainda não tem data e local de realização definidos, mas sabe-se que deverá acontecer ao longo deste primeiro trimestre.

Os atletas convocados são os seguintes: Gerson Novela, André Velasco (bases), Fernando Manjate, Luís Barros, Sílvio Letela (extremos-base), Jerónimo Bispo, David Canivete Jr., Siade Cossa, Samir Adam (extremos), Octávio Magoliço, Stélio Nuaila (extremos-poste), Custódio Muchate, Sete Muianga, Ivan Macome e Edson Mondlane.
publicado por Vaxko Zakarias às 15:05
 O que é? |  O que é? | favorito

TENDO como horizonte o apuramento zonal para o Campeonato Africano de Basquetebol de Seniores Masculinos Líbia-2009, a Selecção Nacional inicia hoje o seu ciclo de preparação, com a concentração dos 15 atletas convocados nopavilhão do Estrela Vermelha, pelas 18.00 horas.


Com uma equipa praticamente renovada, comparativamente às edições anteriores, a selecção vai enfrentar uma qualificação zonal sempre incómoda, devido à presença da África do Sul, que nos dois últimos apuramentos se superiorizou a Moçambique, a primeira vez em Maputo e a segunda em Harare.


A partir dessa altura, criou-se uma grande rivalidade entre as duas formações, ao mesmo tempo que outros países, nomeadamente Zimbabwe e Zâmbia, começam a entrar na estrada da luta pela qualificação. A prova zonal ainda não tem data e local de realização definidos, mas sabe-se que deverá acontecer ao longo deste primeiro trimestre.

Os atletas convocados são os seguintes: Gerson Novela, André Velasco (bases), Fernando Manjate, Luís Barros, Sílvio Letela (extremos-base), Jerónimo Bispo, David Canivete Jr., Siade Cossa, Samir Adam (extremos), Octávio Magoliço, Stélio Nuaila (extremos-poste), Custódio Muchate, Sete Muianga, Ivan Macome e Edson Mondlane.
publicado por Vaxko Zakarias às 15:05
 O que é? |  O que é? | favorito

QUINZE jogadores de uma equipa de futebol da Nigéria morreram domingo a caminho de Abuja, capital do país, onde iam realizar um jogo.



Segundo fontes da Liga de futebol nigeriana, o autocarro que transportava o elenco do Jimeta, do estado de Adamawa, sofreu um acidente no trajecto entre a cidade de Jos, onde passara a noite, e Abuja.

Foram confirmadas as 15 mortes, mas não se sabe o estado dos restantes passageiros. O acidente ocorre um mês depois de nove jogadoras de uma equipa feminina e dois treinadores terem morrido da mesma forma.

Recentemente, a equipa do Brasil de Pelotas também perdeu dois jogadores - um deles o uruguaio Claudio Millar, maior artilheiro do clube - e o treinador dos guarda-redes nas vésperas da estreia do Campeonato Gaúcho. Boa parte do elenco ainda está sob cuidados médico.
publicado por Vaxko Zakarias às 15:02
 O que é? |  O que é? | favorito

QUINZE jogadores de uma equipa de futebol da Nigéria morreram domingo a caminho de Abuja, capital do país, onde iam realizar um jogo.



Segundo fontes da Liga de futebol nigeriana, o autocarro que transportava o elenco do Jimeta, do estado de Adamawa, sofreu um acidente no trajecto entre a cidade de Jos, onde passara a noite, e Abuja.

Foram confirmadas as 15 mortes, mas não se sabe o estado dos restantes passageiros. O acidente ocorre um mês depois de nove jogadoras de uma equipa feminina e dois treinadores terem morrido da mesma forma.

Recentemente, a equipa do Brasil de Pelotas também perdeu dois jogadores - um deles o uruguaio Claudio Millar, maior artilheiro do clube - e o treinador dos guarda-redes nas vésperas da estreia do Campeonato Gaúcho. Boa parte do elenco ainda está sob cuidados médico.
publicado por Vaxko Zakarias às 15:02
 O que é? |  O que é? | favorito

ACONTECEU na Croácia com o internacional Dino Drpic. Contou a namorada do jogador, Nives Celsius, num programa de televisão, que o jogador sempre teve a fantasia de fazer sexo no centro do relvado do Maksimir Stadium, em Zagreb. Encheu-se de coragem e realizou mesmo a fantasia


Dino conseguiu arranjar com que os funcionários do estádio ligassem as luzes para podermos ver o que estávamos a fazer e ele pôde cumprir o sonho de fazer sexo no meio de um relvado. Foi uma coisa muito atrevida, contou Nives Celsius durante a promoção do livro A verdade nua.


Ora, por causa desta história, o Dínamo Zagreb, dono do Maksimir Stadium, já colocou o jogador na lista de transferências, recusando também comentar o episódio. Dino Drpic terá agora, segundo se escreve em Inglaterra, a cobiça do Tottenham, onde jogam os croatas Modric e Corluka.

Esta não é a primeira vez que o casal Dino Drpic/Nives Celsius é notícia por razões que não têm nada a ver com o futebol. No último Verão o casal foi notícia quando um grupo de turistas lhe tentou tirar das mãos o filho, de cabelos loiros e compridos, por o ter confundido com Madeleine McCann, na ilha de Krk.
publicado por Vaxko Zakarias às 14:59
 O que é? |  O que é? | favorito

ACONTECEU na Croácia com o internacional Dino Drpic. Contou a namorada do jogador, Nives Celsius, num programa de televisão, que o jogador sempre teve a fantasia de fazer sexo no centro do relvado do Maksimir Stadium, em Zagreb. Encheu-se de coragem e realizou mesmo a fantasia


Dino conseguiu arranjar com que os funcionários do estádio ligassem as luzes para podermos ver o que estávamos a fazer e ele pôde cumprir o sonho de fazer sexo no meio de um relvado. Foi uma coisa muito atrevida, contou Nives Celsius durante a promoção do livro A verdade nua.


Ora, por causa desta história, o Dínamo Zagreb, dono do Maksimir Stadium, já colocou o jogador na lista de transferências, recusando também comentar o episódio. Dino Drpic terá agora, segundo se escreve em Inglaterra, a cobiça do Tottenham, onde jogam os croatas Modric e Corluka.

Esta não é a primeira vez que o casal Dino Drpic/Nives Celsius é notícia por razões que não têm nada a ver com o futebol. No último Verão o casal foi notícia quando um grupo de turistas lhe tentou tirar das mãos o filho, de cabelos loiros e compridos, por o ter confundido com Madeleine McCann, na ilha de Krk.
publicado por Vaxko Zakarias às 14:59
 O que é? |  O que é? | favorito
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
15
17
18
21
24
25
29
30
31
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO