Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 23 DE Janeiro 2009

DEPOIS do Ferroviário de Maputo e Liga Muçulmana, o Desportivo segue domingo para África do Sul, onde vai cumprir um estágio pré-competitivo de cinco dias, período durante o qual realizará jogos com equipas sul-africanas e angolanas.

Artur Semedo treinador do Desportivo do Maputo
Com efeito, a equipa “alvi-negra” deixa Maputo na manhã de domingo com destino a Joanesburgo, para na segunda-feira realizar o seu primeiro ensaio diante do 1º de Agosto, vice-campeão de Angola que esta época é orientado pelo nosso conhecido Víktor Bondarenko, que substituiu o português Victor Manuel depois de falhar o título.

Na terça-feira, a equipa de Artur Semedo jogará com o Wits University da “Premier Soccer League”, o campeonato sul-africano, para no dia seguinte treinar com o Jomo Cosmos, igualmente participante do campeonato principal daquele país.

O quarto jogo do Desportivo em terras sul-africanas será contra outra equipa angolana, o Inter de Luanda, que também se encontra na África do Sul a cumprir um estágio em preparação do “Girabola” 2009.

Tomás Inguane, membro da Direcção do Desportivo, disse ontem que a administração do clube está a criar condições para a equipa sénior realizar um mínimo de 10 jogos de preparação antes do arranque do “Moçambola” 2009.

Segundo o técnico principal do Desportivo, Artur Semedo, os cinco desafios permitirão avaliar a qualidade dos jogadores à sua disposição há três semanas, de forma que no regresso a Maputo possa definir os dispensados.

Em princípio, seguirão para África do Sul 28 jogadores, entre os quais alguns reforços oriundos doutros clubes e três jovens que este ano ascenderam à equipa principal, nomeadamente Lálá, Henriques e Sataca.

Semedo explicou ontem a jornalistas que o que pretende nos jogos previstos durante o estágio é potenciar a qualidade dos jogadores e o modelo de jogo que deseja ver a equipa desbobinar ao longo da época.

“Ainda estamos em período preparatório que só vai terminar quando estivermos para iniciar o nosso campeonato. Nós já vamos ter jogos, mas do ponto de vista metodológico ainda não estamos no período pré-competitivo. São jogos para avaliarmos a capacidade de aprendizagem que os jogadores vão tendo ao longo destas três semanas. Este é um período de aquisição dos pressupostos do nosso modelo do jogo”, fundamentou o treinador.

Artur Semedo ajuntou que juntamente com os seus colegas ainda não seleccionaram os jogadores a dispensar, devendo anunciar o plantel definitivo do Desportivo para a época 2009 logo que regressarem da África do Sul próximo fim-de-semana. Defende que tem à disposição jogadores com qualidade para honrarem a grandeza do Desportivo.

“Estou num processo de avaliação e do conhecimento do próprio plantel. Provavelmente daqui a dois ou três meses necessite dum outro tipo de jogadores para determinadas posições. Com o plantel que tenho é possível fazer um trabalho dentro dos objectivos que traçámos. Não vale a pena chorar, é potenciar o que temos para conseguir a melhor equipa possível”, observou.

No entender do técnico, o estágio de cinco dias na África do Sul é importante para a consolidação da equipa, até porque vai realizar jogos com adversários doutros campeonatos com um ritmo relativamente superior aos “alvi-negros”.

Nesta viagem o conjunto moçambicana não se vai preocupar apenas com os resultados, mas sobretudo com os níveis de rendimento e de resposta que a equipa vai apresentar nos cinco jogos.

“Embora estejamos em ritmos diferentes a mim me importa a minha equipa, aquilo que ela é capaz de fazer neste momento para tirar ilações do onze ideal do Desportivo. É uma boa altura para os jogadores aumentarem níveis de rendimento e poderem buscar outras experiências e outros conhecimentos”, defendeu.

Ressalvou ainda que neste seu regresso ao Desportivo não se vai cingir por fazer melhor que o ano passado. Em 2008 o Desportivo, primeiro sob comando técnico de Antero Cambaco e depois de Chiquinho Conde, terminou o “Moçambola” em nono lugar e foi precocemente afastado da Taça de Moçambique, fazendo uma época a todos níveis confrangedora.

“Não quero ficar em oitavo lugar. Vou lutar pelo título, embora saiba das dificuldades que vamos ter. Jamais lutarei pelo segundo lugar. Poderei ficar em segundo ou terceiro em função das dificuldades, mas a minha luta será pelo primeiro lugar”, rematou.

Após regressar da África do Sul a equipa deverá realizar um jogo de preparação no dia 3 de Fevereiro, para entre 7 de Fevereiro e 7 de Março participar na Taça de Honra, competição que movimenta as principais equipas da cidade de Maputo e o Atlético Muçulmano, de Maputo-província.

CUSTÓDIO MUGABE

publicado por Vaxko Zakarias às 14:35
 O que é? |  O que é? | favorito

DEPOIS do Ferroviário de Maputo e Liga Muçulmana, o Desportivo segue domingo para África do Sul, onde vai cumprir um estágio pré-competitivo de cinco dias, período durante o qual realizará jogos com equipas sul-africanas e angolanas.

Artur Semedo treinador do Desportivo do Maputo
Com efeito, a equipa “alvi-negra” deixa Maputo na manhã de domingo com destino a Joanesburgo, para na segunda-feira realizar o seu primeiro ensaio diante do 1º de Agosto, vice-campeão de Angola que esta época é orientado pelo nosso conhecido Víktor Bondarenko, que substituiu o português Victor Manuel depois de falhar o título.

Na terça-feira, a equipa de Artur Semedo jogará com o Wits University da “Premier Soccer League”, o campeonato sul-africano, para no dia seguinte treinar com o Jomo Cosmos, igualmente participante do campeonato principal daquele país.

O quarto jogo do Desportivo em terras sul-africanas será contra outra equipa angolana, o Inter de Luanda, que também se encontra na África do Sul a cumprir um estágio em preparação do “Girabola” 2009.

Tomás Inguane, membro da Direcção do Desportivo, disse ontem que a administração do clube está a criar condições para a equipa sénior realizar um mínimo de 10 jogos de preparação antes do arranque do “Moçambola” 2009.

Segundo o técnico principal do Desportivo, Artur Semedo, os cinco desafios permitirão avaliar a qualidade dos jogadores à sua disposição há três semanas, de forma que no regresso a Maputo possa definir os dispensados.

Em princípio, seguirão para África do Sul 28 jogadores, entre os quais alguns reforços oriundos doutros clubes e três jovens que este ano ascenderam à equipa principal, nomeadamente Lálá, Henriques e Sataca.

Semedo explicou ontem a jornalistas que o que pretende nos jogos previstos durante o estágio é potenciar a qualidade dos jogadores e o modelo de jogo que deseja ver a equipa desbobinar ao longo da época.

“Ainda estamos em período preparatório que só vai terminar quando estivermos para iniciar o nosso campeonato. Nós já vamos ter jogos, mas do ponto de vista metodológico ainda não estamos no período pré-competitivo. São jogos para avaliarmos a capacidade de aprendizagem que os jogadores vão tendo ao longo destas três semanas. Este é um período de aquisição dos pressupostos do nosso modelo do jogo”, fundamentou o treinador.

Artur Semedo ajuntou que juntamente com os seus colegas ainda não seleccionaram os jogadores a dispensar, devendo anunciar o plantel definitivo do Desportivo para a época 2009 logo que regressarem da África do Sul próximo fim-de-semana. Defende que tem à disposição jogadores com qualidade para honrarem a grandeza do Desportivo.

“Estou num processo de avaliação e do conhecimento do próprio plantel. Provavelmente daqui a dois ou três meses necessite dum outro tipo de jogadores para determinadas posições. Com o plantel que tenho é possível fazer um trabalho dentro dos objectivos que traçámos. Não vale a pena chorar, é potenciar o que temos para conseguir a melhor equipa possível”, observou.

No entender do técnico, o estágio de cinco dias na África do Sul é importante para a consolidação da equipa, até porque vai realizar jogos com adversários doutros campeonatos com um ritmo relativamente superior aos “alvi-negros”.

Nesta viagem o conjunto moçambicana não se vai preocupar apenas com os resultados, mas sobretudo com os níveis de rendimento e de resposta que a equipa vai apresentar nos cinco jogos.

“Embora estejamos em ritmos diferentes a mim me importa a minha equipa, aquilo que ela é capaz de fazer neste momento para tirar ilações do onze ideal do Desportivo. É uma boa altura para os jogadores aumentarem níveis de rendimento e poderem buscar outras experiências e outros conhecimentos”, defendeu.

Ressalvou ainda que neste seu regresso ao Desportivo não se vai cingir por fazer melhor que o ano passado. Em 2008 o Desportivo, primeiro sob comando técnico de Antero Cambaco e depois de Chiquinho Conde, terminou o “Moçambola” em nono lugar e foi precocemente afastado da Taça de Moçambique, fazendo uma época a todos níveis confrangedora.

“Não quero ficar em oitavo lugar. Vou lutar pelo título, embora saiba das dificuldades que vamos ter. Jamais lutarei pelo segundo lugar. Poderei ficar em segundo ou terceiro em função das dificuldades, mas a minha luta será pelo primeiro lugar”, rematou.

Após regressar da África do Sul a equipa deverá realizar um jogo de preparação no dia 3 de Fevereiro, para entre 7 de Fevereiro e 7 de Março participar na Taça de Honra, competição que movimenta as principais equipas da cidade de Maputo e o Atlético Muçulmano, de Maputo-província.

CUSTÓDIO MUGABE

publicado por Vaxko Zakarias às 14:35
 O que é? |  O que é? | favorito

O CAMPEONATO Nacional de Natação de Verão já produziu nove recordes nacionais de categoria, dos quais seis individuais e três colectivos ao fim de três jornadas. Maior destaque continua à volta do nadador do Ferroviário da Beira, Nuno Gomes, que agora contabiliza cinco máximos, dois dos quais conseguidos na jornada em alusão.

Campeonato Nacional de Natação de Verão: Batidos nove recordes de categoria
Nuno Gomes, da categoria de infantis, bateu recordes nas provas de 100 metros estilos e 800 livres, no primeiro dia de competições, 400 metros livres, no segundo, 50 livres e 200 mariposa, no terceiro. O outro recorde pertence a Érico Cuna, pré-iniciado do Golfinhos de Maputo, nos 50 metros costas.

O nadador “locomotiva” é, desta feita, o mais premiado até à terceira jornada ao subir cinco vezes ao pódio da categoria, das quais igualmente fixou novos máximos, enquanto Érico Cuna esteve duas vezes no topo do escalão, uma das quais fruto dum recorde.

Enquanto Nuno Gomes e Érico Cuna são os notáveis a nível individual, torna-se mais evidente que a luta pelo título terá, a nível colectivo, os rivais de sempre, nomeadamente Golfinhos e Ferroviário, ambos de Maputo.

NUNO GOMES VOLTA A BISAR

O atleta Nuno Gomes bisou com novos tempos nos 50 metros livres e 200 mariposa, onde fez 27,21 segundos e 2.34.46 minutos. Os anteriores tempos estavam fixados em 28,15 segundos e 2.59.69 minutos, respectivamente registados em 2008 e 2005. O anterior registo, nos 50 livres, pertencia a ele, enquanto o de 200 mariposa era de Kevin Faftine, ex-Desportivo de Maputo.

Antes de bater estes dois preciosos tempos, o jovem nadador havia melhorado o seu anterior recorde nos 400 metros livres de 5.06.66 minutos para 4.48.19 minutos.

PARTILHA EM ESTAFETAS

Enquanto, a título individual, Nuno Gomes está sozinho na liderança de recordes, regista-se, em estafetas, a partilha de recordes entre o Golfinhos e os Ferroviário de Maputo e da Beira, cada um com um máximo de categoria.

O Golfinhos melhorou o seu anterior recorde, nos 4x50 metros estilos, registado em 2007 em iniciados masculinos, de 2.40.89 metros para 2.39.88 minutos. Por seu turno, o Ferroviário de Maputo quebrou o recorde do Desportivo, também da capital do país, na prova de 4x100 metros estilos em juvenis masculinos. Fixou o novo tempo em 4.14.07, contra os anteriores 4.21.38, conseguidos pelos “alvi-negros” em 2005.

Por último, o Ferroviário da Beira quebrou o recorde nos 4x100 metros livres, com a marca de 4.46.94 minutos, superando os 4.54.73 do Golfinhos, registados em 2008.

Entretanto, a jornada de hoje está reservada a provas de 1500 livres desde o escalão de infantis até ao de seniores, em ambos os sexos.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:42
 O que é? |  O que é? | favorito

O CAMPEONATO Nacional de Natação de Verão já produziu nove recordes nacionais de categoria, dos quais seis individuais e três colectivos ao fim de três jornadas. Maior destaque continua à volta do nadador do Ferroviário da Beira, Nuno Gomes, que agora contabiliza cinco máximos, dois dos quais conseguidos na jornada em alusão.

Campeonato Nacional de Natação de Verão: Batidos nove recordes de categoria
Nuno Gomes, da categoria de infantis, bateu recordes nas provas de 100 metros estilos e 800 livres, no primeiro dia de competições, 400 metros livres, no segundo, 50 livres e 200 mariposa, no terceiro. O outro recorde pertence a Érico Cuna, pré-iniciado do Golfinhos de Maputo, nos 50 metros costas.

O nadador “locomotiva” é, desta feita, o mais premiado até à terceira jornada ao subir cinco vezes ao pódio da categoria, das quais igualmente fixou novos máximos, enquanto Érico Cuna esteve duas vezes no topo do escalão, uma das quais fruto dum recorde.

Enquanto Nuno Gomes e Érico Cuna são os notáveis a nível individual, torna-se mais evidente que a luta pelo título terá, a nível colectivo, os rivais de sempre, nomeadamente Golfinhos e Ferroviário, ambos de Maputo.

NUNO GOMES VOLTA A BISAR

O atleta Nuno Gomes bisou com novos tempos nos 50 metros livres e 200 mariposa, onde fez 27,21 segundos e 2.34.46 minutos. Os anteriores tempos estavam fixados em 28,15 segundos e 2.59.69 minutos, respectivamente registados em 2008 e 2005. O anterior registo, nos 50 livres, pertencia a ele, enquanto o de 200 mariposa era de Kevin Faftine, ex-Desportivo de Maputo.

Antes de bater estes dois preciosos tempos, o jovem nadador havia melhorado o seu anterior recorde nos 400 metros livres de 5.06.66 minutos para 4.48.19 minutos.

PARTILHA EM ESTAFETAS

Enquanto, a título individual, Nuno Gomes está sozinho na liderança de recordes, regista-se, em estafetas, a partilha de recordes entre o Golfinhos e os Ferroviário de Maputo e da Beira, cada um com um máximo de categoria.

O Golfinhos melhorou o seu anterior recorde, nos 4x50 metros estilos, registado em 2007 em iniciados masculinos, de 2.40.89 metros para 2.39.88 minutos. Por seu turno, o Ferroviário de Maputo quebrou o recorde do Desportivo, também da capital do país, na prova de 4x100 metros estilos em juvenis masculinos. Fixou o novo tempo em 4.14.07, contra os anteriores 4.21.38, conseguidos pelos “alvi-negros” em 2005.

Por último, o Ferroviário da Beira quebrou o recorde nos 4x100 metros livres, com a marca de 4.46.94 minutos, superando os 4.54.73 do Golfinhos, registados em 2008.

Entretanto, a jornada de hoje está reservada a provas de 1500 livres desde o escalão de infantis até ao de seniores, em ambos os sexos.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:42
 O que é? |  O que é? | favorito

O PAÍS conta desde quarta-feira com a Associação de Gestores Desportivos - OKHALIHA -, designação que em língua Em/akwa significa “realizar e cuidar”.

Elenco da associação de gestores desportivos
A agremiação, presidida por José Gabriel Dava, terá como principal tarefa cuidar do bem desportivo, criando condições para garantir a qualidade competitiva e segurança nos recintos desportivos.

Com a criação da associação, pretende-se que haja uma intervenção profissionalizada no desporto para dar vitalidade às actividades desportivas.

O presidente da Mesa da Assembleia da agremiação, Rui Tadeu, explicou que a designação “cuidar” enquadra-se na preocupação que os gestores desportivos devem ter em relação ao “assunto desporto”.

Tadeu realçou que o desporto necessita de carinho e cuidado, daí que a associação de que faz parte vai envidar esforços para cuidar e dar segurança às pessoas.

“Vamos cuidar de todos aqueles que nos confiam. O Governo e os agentes económicos já estão a dar passos em apoio ao desenvolvimento desportivo e cabe-nos cuidar de nós e do assunto desportivo”, sublinhou, ajuntando que “temos que ser interventivos e inclusivos”.

GESTÃO DESPORTIVA CIÊNCIA EMERGENTE

Por seu turno, o presidente empossado, José Gabriel Dava, salientou que a gestão desportiva é uma ciência emergente no país, geralmente feita por voluntários, daí que se confundem o dirigente e o gestor desportivo.

“Felizmente já existe este ramo ao nível de ensino para acomodar os interesses desportivos”, comentou Dava, para quem OKHALIA junta-se a outros sistemas desportivos para acomodar e sossegar o público que assiste os jogos, por forma que tenha tudo cuidado e acompanhe tranquilamente o espectáculo desportivo.

“Não queremos apenas ser uma associação, mas um parceiro para toda actividade desportiva”, prometeu.

Por seu turno, o vice-presidente da associação, Edmundo Ribeiro, afirmou que uma das prioridades da associação é a elaboração do regulamento interno, que definirá o perfil de membro. Algumas das acções imediatas da associação estarão viradas às acções de formação, prática profissional e investigação científica.

O OKHALIHA vai brevemente lançar um concurso público para a definição do seu símbolo e promoverá uma campanha visando angariar mais membros e recursos.

Na agenda da associação constam igualmente intercâmbios e troca de ideias com associações internacionais em busca de experiência, tendo para o efeito contactado com Portugal e Brasil.

A Associação de Gestores Desportivo de Moçambique será representado no congresso da Associação Afro-Ibero-Americana de gestão desportiva, a realizar-se em 2010, num país a indicar.

Inácio Bernardo novo director dos Desportos
O director nacional dos Desportos, Inácio Bernardo, afirmou, na ocasião, que a questão de infra-estruturas desportivas que estão projectados no país, alguns dos quais já em construção, virá colmatar a lacuna que existe na área de gestão desportiva.

Referiu-se ao facto de o último Conselho Consultivo do Ministério da Juventude e Desportos, realizado no ano passado, ter vincado a necessidade de a questão da gestão desportiva caminhar, daí que foi debatida a nomeação de secretários-gerais efectivos nas federações das modalidades prioritárias.

“A formação de mais agentes desportivos nos deixa mais sossegados”, comentou Inácio Bernardo, em alusão à criação da associação de gestão desportiva.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:29
 O que é? |  O que é? | favorito

O PAÍS conta desde quarta-feira com a Associação de Gestores Desportivos - OKHALIHA -, designação que em língua Em/akwa significa “realizar e cuidar”.

Elenco da associação de gestores desportivos
A agremiação, presidida por José Gabriel Dava, terá como principal tarefa cuidar do bem desportivo, criando condições para garantir a qualidade competitiva e segurança nos recintos desportivos.

Com a criação da associação, pretende-se que haja uma intervenção profissionalizada no desporto para dar vitalidade às actividades desportivas.

O presidente da Mesa da Assembleia da agremiação, Rui Tadeu, explicou que a designação “cuidar” enquadra-se na preocupação que os gestores desportivos devem ter em relação ao “assunto desporto”.

Tadeu realçou que o desporto necessita de carinho e cuidado, daí que a associação de que faz parte vai envidar esforços para cuidar e dar segurança às pessoas.

“Vamos cuidar de todos aqueles que nos confiam. O Governo e os agentes económicos já estão a dar passos em apoio ao desenvolvimento desportivo e cabe-nos cuidar de nós e do assunto desportivo”, sublinhou, ajuntando que “temos que ser interventivos e inclusivos”.

GESTÃO DESPORTIVA CIÊNCIA EMERGENTE

Por seu turno, o presidente empossado, José Gabriel Dava, salientou que a gestão desportiva é uma ciência emergente no país, geralmente feita por voluntários, daí que se confundem o dirigente e o gestor desportivo.

“Felizmente já existe este ramo ao nível de ensino para acomodar os interesses desportivos”, comentou Dava, para quem OKHALIA junta-se a outros sistemas desportivos para acomodar e sossegar o público que assiste os jogos, por forma que tenha tudo cuidado e acompanhe tranquilamente o espectáculo desportivo.

“Não queremos apenas ser uma associação, mas um parceiro para toda actividade desportiva”, prometeu.

Por seu turno, o vice-presidente da associação, Edmundo Ribeiro, afirmou que uma das prioridades da associação é a elaboração do regulamento interno, que definirá o perfil de membro. Algumas das acções imediatas da associação estarão viradas às acções de formação, prática profissional e investigação científica.

O OKHALIHA vai brevemente lançar um concurso público para a definição do seu símbolo e promoverá uma campanha visando angariar mais membros e recursos.

Na agenda da associação constam igualmente intercâmbios e troca de ideias com associações internacionais em busca de experiência, tendo para o efeito contactado com Portugal e Brasil.

A Associação de Gestores Desportivo de Moçambique será representado no congresso da Associação Afro-Ibero-Americana de gestão desportiva, a realizar-se em 2010, num país a indicar.

Inácio Bernardo novo director dos Desportos
O director nacional dos Desportos, Inácio Bernardo, afirmou, na ocasião, que a questão de infra-estruturas desportivas que estão projectados no país, alguns dos quais já em construção, virá colmatar a lacuna que existe na área de gestão desportiva.

Referiu-se ao facto de o último Conselho Consultivo do Ministério da Juventude e Desportos, realizado no ano passado, ter vincado a necessidade de a questão da gestão desportiva caminhar, daí que foi debatida a nomeação de secretários-gerais efectivos nas federações das modalidades prioritárias.

“A formação de mais agentes desportivos nos deixa mais sossegados”, comentou Inácio Bernardo, em alusão à criação da associação de gestão desportiva.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:29
 O que é? |  O que é? | favorito

A EQUIPA do Bairro do Zimpeto é a única, até aqui, apurada para a final da XX edição do Torneio de Futebol Infanto-Juvenil ao nível da cidade de Maputo, mercê do triunfo, ontem, no campo do Desportivo, sobre Luís Cabral por 1-0.

 Torneio de Futebol Infanto-Juvenil da Cidade de Maputo, vulgo Bebec
O outro finalista somente será encontrado hoje, na conclusão do jogo entre Inhagóia e Urbanização, interrompido já no fim devido a actos de vandalismo, protagonizados por um adepto da formação da Urbanização.

Em relação ao Zimpeto, esta é a primeira vez que chega à final, um feito de grande orgulho para o bairro, que por várias vezes tentou, sem sucesso, chegar a esta fase. Aliás, o prognóstico que vinha sendo avançado apontava para uma final inédita, facto que poderá consumar-se em caso de vitória da Urbanização sobre Inhagóia, que procura o seu segundo título.

Na segunda partida da tarde de ontem, Inhagóia e Urbanização estavam empatados a um golo, quando o guarda-redes do segundo time agrediu um oponente, alegando uma acção injuriosa deste. O árbitro estava próximo do acontecimento e, como castigo, mandou o referido “keeper” para fora do rectângulo, para alguns minutos de reflexão.

A seguir à decisão do juiz, um adepto da Urbanização invadiu o campo, insistindo para que o guarda-redes continuasse na baliza, acto secundado por outros apoiantes do bairro. Elementos da equipa técnica tentaram, em vão, travar a situação, até que o árbitro decidiu interromper a partida, alegando falta de condições para o seu prosseguimento.

25 DE JUNHO TENTA RENOVAR

O campeão de femininos será encontrado entre 25 de Junho e Hulene, que disputarão a final de amanhã. A equipa do 25 de Junho, que eliminou Munhuana com uma vitória por 2-0, está à procura da renovação do título, enquanto Hulene, que afastou Polana Caniço, derrotando-o por 2-1, quer fazer história.

A formação do 25 de Junho resolveu o problema ainda na primeira parte, em que marcou os dois tentos. Por seu turno, Hulene teve que se esforçar mais, pois viu a vantagem com que vinha da primeira parte a ser reduzida na derradeira fase do jogo, mas esteve à altura de controlar o resto do tempo.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:17
 O que é? |  O que é? | favorito

A EQUIPA do Bairro do Zimpeto é a única, até aqui, apurada para a final da XX edição do Torneio de Futebol Infanto-Juvenil ao nível da cidade de Maputo, mercê do triunfo, ontem, no campo do Desportivo, sobre Luís Cabral por 1-0.

 Torneio de Futebol Infanto-Juvenil da Cidade de Maputo, vulgo Bebec
O outro finalista somente será encontrado hoje, na conclusão do jogo entre Inhagóia e Urbanização, interrompido já no fim devido a actos de vandalismo, protagonizados por um adepto da formação da Urbanização.

Em relação ao Zimpeto, esta é a primeira vez que chega à final, um feito de grande orgulho para o bairro, que por várias vezes tentou, sem sucesso, chegar a esta fase. Aliás, o prognóstico que vinha sendo avançado apontava para uma final inédita, facto que poderá consumar-se em caso de vitória da Urbanização sobre Inhagóia, que procura o seu segundo título.

Na segunda partida da tarde de ontem, Inhagóia e Urbanização estavam empatados a um golo, quando o guarda-redes do segundo time agrediu um oponente, alegando uma acção injuriosa deste. O árbitro estava próximo do acontecimento e, como castigo, mandou o referido “keeper” para fora do rectângulo, para alguns minutos de reflexão.

A seguir à decisão do juiz, um adepto da Urbanização invadiu o campo, insistindo para que o guarda-redes continuasse na baliza, acto secundado por outros apoiantes do bairro. Elementos da equipa técnica tentaram, em vão, travar a situação, até que o árbitro decidiu interromper a partida, alegando falta de condições para o seu prosseguimento.

25 DE JUNHO TENTA RENOVAR

O campeão de femininos será encontrado entre 25 de Junho e Hulene, que disputarão a final de amanhã. A equipa do 25 de Junho, que eliminou Munhuana com uma vitória por 2-0, está à procura da renovação do título, enquanto Hulene, que afastou Polana Caniço, derrotando-o por 2-1, quer fazer história.

A formação do 25 de Junho resolveu o problema ainda na primeira parte, em que marcou os dois tentos. Por seu turno, Hulene teve que se esforçar mais, pois viu a vantagem com que vinha da primeira parte a ser reduzida na derradeira fase do jogo, mas esteve à altura de controlar o resto do tempo.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:17
 O que é? |  O que é? | favorito

MUITA juventude com sangue nas guelras, eis como se pode caracterizar a composição da Selecção Nacional de Basquetebol de Seniores Masculinos, que na próxima terça-feira, dia 27, inicia os trabalhos de preparação com vista à sua participação nas eliminatórias zonais de apuramento para o Campeonato Africano da modalidade, a ser disputado na Líbia.

A nóvel formação da Real Sociedade
A data e o local da realização da prova de qualificação da Zona VI ainda não são conhecidos, mas a Federação Moçambicana de Basquetebol decidiu dar início à preparação da selecção na terça-feira, no pavilhão do Estrela Vermelha, a partir das 18.00 horas.

No apuramento para o Afrobásquete de Angola, em 2007, a turma moçambicana ficou pelo caminho, a favor da África do Sul, mas acabou tomando parte na maior competição da bola-ao-cesto continental na qualidade de convidada. Desta vez, rumo à Líbia, como será? É a questão que se coloca aos 15 atletas convocados, cujos nomes são os seguintes:

Gerson Novela, André Velasco (bases), Fernando Manjate, Luís Barros, Sílvio Letela (extremos/base), Jerónimo Bispo, David Canivete Jr., Siade Cossa, Samir Adam (extremos), Octávio Magoliço, Stélio Nuaila (extremos/poste), Custódio Muchate, Sete Muianga, Ivan Macome e Edson Mondlane (postes).

publicado por Vaxko Zakarias às 12:06
 O que é? |  O que é? | favorito

MUITA juventude com sangue nas guelras, eis como se pode caracterizar a composição da Selecção Nacional de Basquetebol de Seniores Masculinos, que na próxima terça-feira, dia 27, inicia os trabalhos de preparação com vista à sua participação nas eliminatórias zonais de apuramento para o Campeonato Africano da modalidade, a ser disputado na Líbia.

A nóvel formação da Real Sociedade
A data e o local da realização da prova de qualificação da Zona VI ainda não são conhecidos, mas a Federação Moçambicana de Basquetebol decidiu dar início à preparação da selecção na terça-feira, no pavilhão do Estrela Vermelha, a partir das 18.00 horas.

No apuramento para o Afrobásquete de Angola, em 2007, a turma moçambicana ficou pelo caminho, a favor da África do Sul, mas acabou tomando parte na maior competição da bola-ao-cesto continental na qualidade de convidada. Desta vez, rumo à Líbia, como será? É a questão que se coloca aos 15 atletas convocados, cujos nomes são os seguintes:

Gerson Novela, André Velasco (bases), Fernando Manjate, Luís Barros, Sílvio Letela (extremos/base), Jerónimo Bispo, David Canivete Jr., Siade Cossa, Samir Adam (extremos), Octávio Magoliço, Stélio Nuaila (extremos/poste), Custódio Muchate, Sete Muianga, Ivan Macome e Edson Mondlane (postes).

publicado por Vaxko Zakarias às 12:06
 O que é? |  O que é? | favorito

A CORRIDA “Água da Namaacha”, na sua segunda edição, inserida nas festividades do aniversário da cidade da Matola, terá lugar no dia 7 de Fevereiro, de acordo com os promotores

LICHINGA, capital provincial do Niassa foi palco da prova de 15 km de estrada
Para o efeito, as inscrições estarão abertas a partir de segunda-feira em locais ainda por definir na cidade de Maputo, e a participação é livre, uma vez que o evento tem por objectivo incentivar a juventude à prática do atletismo.

A avaliar por aquilo que foi a primeira edição, a organização prevê que venham a participar nesta segunda perto de 500 corredores, entre populares, federados, veteranos e portadores de deficiência de ambos os sexos.

Haverá premiação monetária aos que se vierem a destacar.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:38
 O que é? |  O que é? | favorito

A CORRIDA “Água da Namaacha”, na sua segunda edição, inserida nas festividades do aniversário da cidade da Matola, terá lugar no dia 7 de Fevereiro, de acordo com os promotores

LICHINGA, capital provincial do Niassa foi palco da prova de 15 km de estrada
Para o efeito, as inscrições estarão abertas a partir de segunda-feira em locais ainda por definir na cidade de Maputo, e a participação é livre, uma vez que o evento tem por objectivo incentivar a juventude à prática do atletismo.

A avaliar por aquilo que foi a primeira edição, a organização prevê que venham a participar nesta segunda perto de 500 corredores, entre populares, federados, veteranos e portadores de deficiência de ambos os sexos.

Haverá premiação monetária aos que se vierem a destacar.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:38
 O que é? |  O que é? | favorito

O TORNEIO de futebol denominado “O Treinador” arranca hoje em Maputo, envolvendo seis equipas, nomeadamente Desportivo, Ferroviário, Costa do Sol, Maxaquene, Atlético Muçulmano e Bravos do Maqui de Angola.

Para esta tarde, a partir das 14.00 horas, no campo dos “canarinhos”, o Atlético Muçulmano defronta o Maxaquene e o Desportivo bate-se com o Bravos do Maqui.

FC Bravos do Maquis
O evento, a ser disputado em séries, só termina na próxima terça-feira. A série “A” é constituída pelo Ferroviário, Desportivo e Bravos, enquanto a “B” é composta pelo Costa do Sol, Atlético e Maxaquene. Os vencedores das séries vão disputar a final e segundo o regulamento da prova serão permitidas cinco substituições, estando o bilhete de entrada ao preço único de 30 mil meticais.

Este torneio aparece numa boa oportunidade, pois servirá de preparação para as provas que avizinham, sobretudo as “Afrotaças”, competições nas quais o nosso país far-se-á representar pelo Ferroviário, na Liga dos Campeões, e Atlético Muçulmano, na Taça CAF.

Eis o calendário dos jogos desta prova, que é promovida pela Direcção da Associação de Treinadores da Cidade de Maputo, em coordenação com a Direcção Nacional da mesma agremiação.

Hoje

14.00h – Atlético-Maxaquene

16.00h – Desportivo-Bravos

Amanhã

14.00h – Costa do Sol-Atlético

16.00h –Ferroviário-Desportivo

Domingo

14.00h – Bravos-Ferroviário

16.00h –Maxaquene-Costa do Sol

Terça-feira

14.30h – Jogo entre treinadores

15.30h – Homenagem aos treinadores

16.00h – Final

publicado por Vaxko Zakarias às 11:35
 O que é? |  O que é? | favorito

O TORNEIO de futebol denominado “O Treinador” arranca hoje em Maputo, envolvendo seis equipas, nomeadamente Desportivo, Ferroviário, Costa do Sol, Maxaquene, Atlético Muçulmano e Bravos do Maqui de Angola.

Para esta tarde, a partir das 14.00 horas, no campo dos “canarinhos”, o Atlético Muçulmano defronta o Maxaquene e o Desportivo bate-se com o Bravos do Maqui.

FC Bravos do Maquis
O evento, a ser disputado em séries, só termina na próxima terça-feira. A série “A” é constituída pelo Ferroviário, Desportivo e Bravos, enquanto a “B” é composta pelo Costa do Sol, Atlético e Maxaquene. Os vencedores das séries vão disputar a final e segundo o regulamento da prova serão permitidas cinco substituições, estando o bilhete de entrada ao preço único de 30 mil meticais.

Este torneio aparece numa boa oportunidade, pois servirá de preparação para as provas que avizinham, sobretudo as “Afrotaças”, competições nas quais o nosso país far-se-á representar pelo Ferroviário, na Liga dos Campeões, e Atlético Muçulmano, na Taça CAF.

Eis o calendário dos jogos desta prova, que é promovida pela Direcção da Associação de Treinadores da Cidade de Maputo, em coordenação com a Direcção Nacional da mesma agremiação.

Hoje

14.00h – Atlético-Maxaquene

16.00h – Desportivo-Bravos

Amanhã

14.00h – Costa do Sol-Atlético

16.00h –Ferroviário-Desportivo

Domingo

14.00h – Bravos-Ferroviário

16.00h –Maxaquene-Costa do Sol

Terça-feira

14.30h – Jogo entre treinadores

15.30h – Homenagem aos treinadores

16.00h – Final

publicado por Vaxko Zakarias às 11:35
 O que é? |  O que é? | favorito

O MINISTRO da Juventude e Desportos, David Simango, recebeu ontem o recém-nomeado Ministro da Juventude e Desportos da Guiné-Bissau, Baciro Dja, que se encontra em Maputo a participar numa conferência destinada à problemática da Defesa e Segurança.

Ministro da Juventude e Desportos da Guiné-Bissau, Baciro Dja
No encontro, Simango e Dja discutiram alguns aspectos relacionados com a cooperação entre os dois países, nas áreas da Juventude e do Desporto, concluindo ser necessário um maior incremento nesse relacionamento, que até agora se vem desenvolvendo no âmbito da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), da qual ambos são membros de pleno direito.

O ministro moçambicano deu a conhecer ao seu homólogo guineense que o nosso país vai acolher em 2010 os Jogos da CPLP e espera da Guiné-Bissau o necessário apoio para o êxito do evento, assim como a sua participação. Por seu turno, o governante visitante solicitou apoio a Moçambique no capítulo da legislação, tanto juvenil como desportiva.

Baciro Dja integra a nova equipa governamental da Guiné-Bissau, encabeçada pelo Primeiro-Ministro Carlos Gomes Júnior e saída das recentes eleições legislativas ganhas pelo PAIGC. A anterior Ministra da Juventude e Desportos, Maria Adiatu Djaló, responde agora pela pasta dos Negócios Estrangeiros e das Comunidades.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:29
 O que é? |  O que é? | favorito

O MINISTRO da Juventude e Desportos, David Simango, recebeu ontem o recém-nomeado Ministro da Juventude e Desportos da Guiné-Bissau, Baciro Dja, que se encontra em Maputo a participar numa conferência destinada à problemática da Defesa e Segurança.

Ministro da Juventude e Desportos da Guiné-Bissau, Baciro Dja
No encontro, Simango e Dja discutiram alguns aspectos relacionados com a cooperação entre os dois países, nas áreas da Juventude e do Desporto, concluindo ser necessário um maior incremento nesse relacionamento, que até agora se vem desenvolvendo no âmbito da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), da qual ambos são membros de pleno direito.

O ministro moçambicano deu a conhecer ao seu homólogo guineense que o nosso país vai acolher em 2010 os Jogos da CPLP e espera da Guiné-Bissau o necessário apoio para o êxito do evento, assim como a sua participação. Por seu turno, o governante visitante solicitou apoio a Moçambique no capítulo da legislação, tanto juvenil como desportiva.

Baciro Dja integra a nova equipa governamental da Guiné-Bissau, encabeçada pelo Primeiro-Ministro Carlos Gomes Júnior e saída das recentes eleições legislativas ganhas pelo PAIGC. A anterior Ministra da Juventude e Desportos, Maria Adiatu Djaló, responde agora pela pasta dos Negócios Estrangeiros e das Comunidades.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:29
 O que é? |  O que é? | favorito

DEPOIS do grande reconhecimento, pelo Estado moçambicano, com a atribuição do Título Honorífico de Heroína do Trabalho, seguida do lançamento da sua biografia, o movimento de homenagem a Lurdes Mutola, pela sua retirada do galarim do atletismo mundial após duas décadas de glória, não pára, sinónimo do inequívoco reconhecimento do país face aos feitos da nossa menina de ouro.

Selo imortaliza feitos e exemplo de Mutola
Ontem, foi a vez do lançamento do selo comemorativo pelos Correios de Moçambique, uma edição produzida a pedido do Ministério da Juventude e Desportos, como forma de perpetuar o exemplo de trabalho, entrega e abnegação da campeã olímpica e mundial que durante anos a fio pulverizou os 800 metros e elevou bem alto o nome do nosso país.

Ausente da cerimónia por se encontrar na África do Sul, Lurdes foi representada na cerimónia pela irmã, Joana Mutola, que não escondeu o seu regozijo por mais esta valorização da esplêndida e inigualável obra da “jovem africana, moçambicana e tímida com tudo e todos”, parafraseando o Ministro da Juventude e Desportos, David Simango, quando fazia referência à estreia de Mutola nos Jogos Olímpicos, facto que acontece em Setembro de 1988, em Seul, com o mundo longe de vaticinar que estaria em presença de uma futura rainha dos 800 metros.

A emissão do selo, cuja circulação começou ontem mesmo a nível nacional e internacional, enquadra-se na responsabilidade social dos Correios de Moçambique, conforme referiu a respectiva presidente do Conselho de Administração, Angélica Dimas, adiantando que a sua empresa se sentia orgulhosa por se juntar a este vasto programa de homenagem à nossa menina de ouro.

Este facto foi igualmente salientado pelo Vice-Ministro dos Transportes e Comunicações, Ernesto Augusto, para quem o furor de Mutola catapultou o país para patamares invejáveis no concerto das nações e, através do desporto, contribuiu sobremaneira para a agenda nacional de combate à pobreza.

Usando da palavra na ocasião, o ministro David Simango começou por traçar o historial da campeoníssima, afirmando que quando desafiou o néon da capital coreana, com apenas 15 anos, o “turbo”de Moçambique era então uma figura desconhecida, no entanto, já a revelar-se destemida e a prenunciar que efectivamente atingiria voos mais altos.

Aliás, disse, quatro anos depois, nos Jogos Olímpicos de Barcelona-92, Mutola, uma vez mais, vincou as suas promissoras potencialidades, que seriam traduzidas com a primeira medalha olímpica para o nosso país, de bronze, em Atlanta-96. Em Sidney-2000, Moçambique atingiu a sua expressão máxima quando Lurdes conquistou a medalha de ouro nos 800 metros.

UMA CARREIRA RECHEADA DE ÊXITOS

“A carreira de Lurdes Mutola, recheada de êxitos, com títulos olímpicos e mundiais, múltiplas competições internacionais de grande prestígio, tem sido um grande exemplo para a juventude em todo o mundo, pela sua perseverança, trabalho árduo, humildade e sobretudo a confiança e espírito de conquista em cada competição. Ganhar uma medalha de ouro olímpica é para os predestinados. E Lurdes Mutola é realmente uma predestinada”, vincou Simango.

Segundo ele, no ano em que a sua carreira olímpica completava duas décadas e por vontade própria ela decidiu colorar o ponto final, Moçambique e o seu povo souberam prestar o devido e necessário tributo à sua emblemática e prodigiosa menina de ouro. “Na verdade, nenhuma ocasião será demais para reafirmar o orgulho que o povo moçambicano sente pela sua Heroína do Trabalho. Por isso, o lançamento do selo postal é mais uma forma de imortalizar o seu nome, os seus feitos, o seu exemplo de trabalho, entrega e abnegação”.

O ministro reiterou que, tal como o programado, as outras actividades em redor da homenagem irão acontecer, destacando a atribuição do título de Doutora Honoris Causa, pela Universidade Pedagógica, e o “Meeting”** Internacional Lurdes Mutola, que, segundo ele, marcará o regresso da nossa rainha ao Parque dos Continuadores, ao lado de conhecidas estrelas mundiais.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:10
 O que é? |  O que é? | favorito

DEPOIS do grande reconhecimento, pelo Estado moçambicano, com a atribuição do Título Honorífico de Heroína do Trabalho, seguida do lançamento da sua biografia, o movimento de homenagem a Lurdes Mutola, pela sua retirada do galarim do atletismo mundial após duas décadas de glória, não pára, sinónimo do inequívoco reconhecimento do país face aos feitos da nossa menina de ouro.

Selo imortaliza feitos e exemplo de Mutola
Ontem, foi a vez do lançamento do selo comemorativo pelos Correios de Moçambique, uma edição produzida a pedido do Ministério da Juventude e Desportos, como forma de perpetuar o exemplo de trabalho, entrega e abnegação da campeã olímpica e mundial que durante anos a fio pulverizou os 800 metros e elevou bem alto o nome do nosso país.

Ausente da cerimónia por se encontrar na África do Sul, Lurdes foi representada na cerimónia pela irmã, Joana Mutola, que não escondeu o seu regozijo por mais esta valorização da esplêndida e inigualável obra da “jovem africana, moçambicana e tímida com tudo e todos”, parafraseando o Ministro da Juventude e Desportos, David Simango, quando fazia referência à estreia de Mutola nos Jogos Olímpicos, facto que acontece em Setembro de 1988, em Seul, com o mundo longe de vaticinar que estaria em presença de uma futura rainha dos 800 metros.

A emissão do selo, cuja circulação começou ontem mesmo a nível nacional e internacional, enquadra-se na responsabilidade social dos Correios de Moçambique, conforme referiu a respectiva presidente do Conselho de Administração, Angélica Dimas, adiantando que a sua empresa se sentia orgulhosa por se juntar a este vasto programa de homenagem à nossa menina de ouro.

Este facto foi igualmente salientado pelo Vice-Ministro dos Transportes e Comunicações, Ernesto Augusto, para quem o furor de Mutola catapultou o país para patamares invejáveis no concerto das nações e, através do desporto, contribuiu sobremaneira para a agenda nacional de combate à pobreza.

Usando da palavra na ocasião, o ministro David Simango começou por traçar o historial da campeoníssima, afirmando que quando desafiou o néon da capital coreana, com apenas 15 anos, o “turbo”de Moçambique era então uma figura desconhecida, no entanto, já a revelar-se destemida e a prenunciar que efectivamente atingiria voos mais altos.

Aliás, disse, quatro anos depois, nos Jogos Olímpicos de Barcelona-92, Mutola, uma vez mais, vincou as suas promissoras potencialidades, que seriam traduzidas com a primeira medalha olímpica para o nosso país, de bronze, em Atlanta-96. Em Sidney-2000, Moçambique atingiu a sua expressão máxima quando Lurdes conquistou a medalha de ouro nos 800 metros.

UMA CARREIRA RECHEADA DE ÊXITOS

“A carreira de Lurdes Mutola, recheada de êxitos, com títulos olímpicos e mundiais, múltiplas competições internacionais de grande prestígio, tem sido um grande exemplo para a juventude em todo o mundo, pela sua perseverança, trabalho árduo, humildade e sobretudo a confiança e espírito de conquista em cada competição. Ganhar uma medalha de ouro olímpica é para os predestinados. E Lurdes Mutola é realmente uma predestinada”, vincou Simango.

Segundo ele, no ano em que a sua carreira olímpica completava duas décadas e por vontade própria ela decidiu colorar o ponto final, Moçambique e o seu povo souberam prestar o devido e necessário tributo à sua emblemática e prodigiosa menina de ouro. “Na verdade, nenhuma ocasião será demais para reafirmar o orgulho que o povo moçambicano sente pela sua Heroína do Trabalho. Por isso, o lançamento do selo postal é mais uma forma de imortalizar o seu nome, os seus feitos, o seu exemplo de trabalho, entrega e abnegação”.

O ministro reiterou que, tal como o programado, as outras actividades em redor da homenagem irão acontecer, destacando a atribuição do título de Doutora Honoris Causa, pela Universidade Pedagógica, e o “Meeting”** Internacional Lurdes Mutola, que, segundo ele, marcará o regresso da nossa rainha ao Parque dos Continuadores, ao lado de conhecidas estrelas mundiais.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:10
 O que é? |  O que é? | favorito

A DOIS meses do começo da etapa decisiva de qualificação para CAN e Mundial de 2010, em que os Mambas iniciam diante da Nigéria, a 29 de Março, no Estádio da Machava, o Seleccionador Nacional, Mart Nooij, debate-se com sérios problemas para reunir todos os elementos principais do grupo, tendo em vista o desafio particular com o Malawi, previsto para 11 de Fevereiro, em Maputo.

Técnico dos Mambas Mart Noiij
A questão prende-se com a indisponibilidade dos atletas do Ferroviário e do Atlético Muçulmano, assim como de Dominguez, do Supersport United, devido às Afrotaças.

Apesar de 11 de Fevereiro ser uma data-FIFA, portanto, os clubes obrigados a ceder os jogadores às selecções dos seus países, a verdade é que três/quatro dias depois realiza-se a segunda “mão” dos dezasseis-avos-de-final da Liga dos Campeões e da Taça CAF, competições em relação às quais aquelas três formações possuem objectivos concretos, nomeadamente o apuramento para a fase de grupos.

Aliás, no caso específico das turmas moçambicanas, ambas realizam a segunda “mão” fora de portas e, na altura do encontro dos Mambas, estarão certamente a iniciar as suas viagens rumo ao Uganda (Ferroviário) e a Suazilândia (Atlético Muçulmano).

Em face desta contrariedade, Mart Nooij adiou o anúncio da convocatória, que estava previsto para segunda-feira, pois é obrigado, agora, a fazer alguns remendos para enfrentar os malawianos, na abertura da temporada 2009 da Selecção Nacional.

Segundo o programado pela Federação Moçambicana de Futebol, outra partida está no horizonte dos Mambas, tendo como adversário o Zimbabwe, tudo isto na perspectiva de conferir à equipa uma carga de jogos que lhe permite defrontar os nigerianos sem grandes défices competitivos.

Quanto à divulgação da lista dos convocados, espera-se quer o técnico holandês o faça ainda no decorrer desta semana.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:37
 O que é? |  O que é? | favorito

A DOIS meses do começo da etapa decisiva de qualificação para CAN e Mundial de 2010, em que os Mambas iniciam diante da Nigéria, a 29 de Março, no Estádio da Machava, o Seleccionador Nacional, Mart Nooij, debate-se com sérios problemas para reunir todos os elementos principais do grupo, tendo em vista o desafio particular com o Malawi, previsto para 11 de Fevereiro, em Maputo.

Técnico dos Mambas Mart Noiij
A questão prende-se com a indisponibilidade dos atletas do Ferroviário e do Atlético Muçulmano, assim como de Dominguez, do Supersport United, devido às Afrotaças.

Apesar de 11 de Fevereiro ser uma data-FIFA, portanto, os clubes obrigados a ceder os jogadores às selecções dos seus países, a verdade é que três/quatro dias depois realiza-se a segunda “mão” dos dezasseis-avos-de-final da Liga dos Campeões e da Taça CAF, competições em relação às quais aquelas três formações possuem objectivos concretos, nomeadamente o apuramento para a fase de grupos.

Aliás, no caso específico das turmas moçambicanas, ambas realizam a segunda “mão” fora de portas e, na altura do encontro dos Mambas, estarão certamente a iniciar as suas viagens rumo ao Uganda (Ferroviário) e a Suazilândia (Atlético Muçulmano).

Em face desta contrariedade, Mart Nooij adiou o anúncio da convocatória, que estava previsto para segunda-feira, pois é obrigado, agora, a fazer alguns remendos para enfrentar os malawianos, na abertura da temporada 2009 da Selecção Nacional.

Segundo o programado pela Federação Moçambicana de Futebol, outra partida está no horizonte dos Mambas, tendo como adversário o Zimbabwe, tudo isto na perspectiva de conferir à equipa uma carga de jogos que lhe permite defrontar os nigerianos sem grandes défices competitivos.

Quanto à divulgação da lista dos convocados, espera-se quer o técnico holandês o faça ainda no decorrer desta semana.

publicado por Vaxko Zakarias às 10:37
 O que é? |  O que é? | favorito
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
15
17
18
21
24
25
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO