Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 03 DE Dezembro 2008

A SELECÇÃO Nacional de Andebol Sénior Masculina conquistou no fim-de-semana o Torneio Internacional de Amizade, em Harare, ao vencer a sua congénere do Zimbabwe, por 29-17.

A equipa nacional mostrou desde o princípio ao fim ser a melhor em campo. Esteve sempre em vantagem e acabou superando, mesmo debaixo da pressão do público, sem dificuldades a formação zimbabweana, que não teve argumentos para fazer face ao melhor andebol do conjunto de Michaque Fumo.

O combinado nacional esteve constituído na sua maioria por jogadores do Maxaquene (7), campeão nacional, enquanto Costa do Sol (2), Matolinhas (1), Liga Muçulmana de Chimoio e Beira (1) e Sporting da Beira (1) contribuíram com a restante fatia.

Este jogo serviu de preparação para as eliminatórias da zona africana (VI) de apuramento para o Campeonato Africano.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:12
 O que é? |  O que é? | favorito

A SELECÇÃO Nacional de Andebol Sénior Masculina conquistou no fim-de-semana o Torneio Internacional de Amizade, em Harare, ao vencer a sua congénere do Zimbabwe, por 29-17.

A equipa nacional mostrou desde o princípio ao fim ser a melhor em campo. Esteve sempre em vantagem e acabou superando, mesmo debaixo da pressão do público, sem dificuldades a formação zimbabweana, que não teve argumentos para fazer face ao melhor andebol do conjunto de Michaque Fumo.

O combinado nacional esteve constituído na sua maioria por jogadores do Maxaquene (7), campeão nacional, enquanto Costa do Sol (2), Matolinhas (1), Liga Muçulmana de Chimoio e Beira (1) e Sporting da Beira (1) contribuíram com a restante fatia.

Este jogo serviu de preparação para as eliminatórias da zona africana (VI) de apuramento para o Campeonato Africano.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:12
 O que é? |  O que é? | favorito

ZIMBABWE ou Namíbia, deverá ser o próximo adversário da Selecção Nacional de Futebol (“os Mambas”) em mais um desafio de preparação com vista à sua participação na última fase de qualificação para o Campeonato do Mundo e de África, a realizarem-se na África do Sul e Angola, respectivamente, em 2010.

O próximo embate amigável dosMambasestá previsto para 11 de Fevereiro e terá como palco o Estádio da Machava.

Trata-se do segundo teste do combinado nacional antes da estreia frente à Nigéria, a 29 de Março, em desafio do Grupo D. No primeiro ensaio, disputado em Dar-es-Salaam, a equipa moçambicana perdeu com a Tanzania, por 0-1, num jogo em que o seleccionador nacional, Martin Nooij, aproveitou para fazer algumas experiências, ao preterir os serviços de alguns habituais titulares, como são os casos de Mano, Simão, Genito, Paíto e Kampango, e apostado mais em jogadores que evoluem no país, nomeadamente Faife, Mexer, Nito e Alvarito.

Prevê-se que no próximo embate Martin faça alinhar a sua melhor equipa, até porque pode vir a ser o último teste antes do primeiro exame diante das “Super Águias”, como é chamada a selecção da Nigéria.

Moçambique terá como adversários na fase de grupos de qualificação para o “Mundial” e CAN, para além da Nigéria, as selecções da Tunísia e Quénia.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:08
 O que é? |  O que é? | favorito

ZIMBABWE ou Namíbia, deverá ser o próximo adversário da Selecção Nacional de Futebol (“os Mambas”) em mais um desafio de preparação com vista à sua participação na última fase de qualificação para o Campeonato do Mundo e de África, a realizarem-se na África do Sul e Angola, respectivamente, em 2010.

O próximo embate amigável dosMambasestá previsto para 11 de Fevereiro e terá como palco o Estádio da Machava.

Trata-se do segundo teste do combinado nacional antes da estreia frente à Nigéria, a 29 de Março, em desafio do Grupo D. No primeiro ensaio, disputado em Dar-es-Salaam, a equipa moçambicana perdeu com a Tanzania, por 0-1, num jogo em que o seleccionador nacional, Martin Nooij, aproveitou para fazer algumas experiências, ao preterir os serviços de alguns habituais titulares, como são os casos de Mano, Simão, Genito, Paíto e Kampango, e apostado mais em jogadores que evoluem no país, nomeadamente Faife, Mexer, Nito e Alvarito.

Prevê-se que no próximo embate Martin faça alinhar a sua melhor equipa, até porque pode vir a ser o último teste antes do primeiro exame diante das “Super Águias”, como é chamada a selecção da Nigéria.

Moçambique terá como adversários na fase de grupos de qualificação para o “Mundial” e CAN, para além da Nigéria, as selecções da Tunísia e Quénia.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:08
 O que é? |  O que é? | favorito

Martin Nooij continua treinador da Selecção nacional de Moçambique. Até este momento ele não manifestou vontade de romper o contrato que expira no dia 31 de Julho de 2010 e enquanto não o fizer continuaremos a contar com os seus préstimos”, reacção de Filipe Johane, Secretário-Geral da Federação Moçambicana de Futebol, às notícias que têm sido vinculadas, nos últimos dias, que apontam que o técnico holandês poderá estar de saída.

Em relação a este assunto, Filipe Johane explicou que o contrato de Martin Nooij é faseado e como qualquer outro vínculo contratual pode ser rompido se uma das partes assim o entender. “Não posso assegurar que Martin fique, porque está previsto no contrato a rescisão por uma das partes (FMF e Martin Nooij) mediante o pagamento de uma indemnização”, frisou.

Sobre o facto de o seleccionador nacional estar a ser cobiçado por algumas selecções africanas, como é o caso do Senegal, o dirigente mostrou-se despreocupado, visto que, segundo ele, “é normal que num período em que a maior parte das selecções se prepara para a fase derradeira haja interesse em contratar este ou aquele treinador”.

Nesta época é normal que existam selecções interessadas em contratar treinadores. Martin fez uma boa campanha e é natural que desperte interesse. E se existe algo posso assegurar que ainda não tivemos nenhuma informação”, anotou.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:05
 O que é? |  O que é? | favorito

Martin Nooij continua treinador da Selecção nacional de Moçambique. Até este momento ele não manifestou vontade de romper o contrato que expira no dia 31 de Julho de 2010 e enquanto não o fizer continuaremos a contar com os seus préstimos”, reacção de Filipe Johane, Secretário-Geral da Federação Moçambicana de Futebol, às notícias que têm sido vinculadas, nos últimos dias, que apontam que o técnico holandês poderá estar de saída.

Em relação a este assunto, Filipe Johane explicou que o contrato de Martin Nooij é faseado e como qualquer outro vínculo contratual pode ser rompido se uma das partes assim o entender. “Não posso assegurar que Martin fique, porque está previsto no contrato a rescisão por uma das partes (FMF e Martin Nooij) mediante o pagamento de uma indemnização”, frisou.

Sobre o facto de o seleccionador nacional estar a ser cobiçado por algumas selecções africanas, como é o caso do Senegal, o dirigente mostrou-se despreocupado, visto que, segundo ele, “é normal que num período em que a maior parte das selecções se prepara para a fase derradeira haja interesse em contratar este ou aquele treinador”.

Nesta época é normal que existam selecções interessadas em contratar treinadores. Martin fez uma boa campanha e é natural que desperte interesse. E se existe algo posso assegurar que ainda não tivemos nenhuma informação”, anotou.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:05
 O que é? |  O que é? | favorito

A UNIVERSIDADE Eduardo Mondlane (UEM) viu reduzida a sua hegemonia em termos de representatividade nos Jogos do Ensino Médio e Superior, cuja terceira edição se realiza a partir de sábado na cidade de Tete. A universidade foi afastada no basquetebol masculino, o que acaba por favorecer a Universidade Pedagógica (UP), que venceu os “play-offs” para os quais aquela instituição se recusou a participar por considerá-los “fantasma”.

A UEM estará assim representada pelas modalidades de futebol de onze, voleibol masculino e feminino, uma vez considerado improcedente o seu recurso à decisão da Federação do Desporto para o Ensino Médio e Superior (FEDEMS) de submeter aos “play-offs” as quatro equipas primeiras classificadas do campeonato masculino de basquetebol, que acabou sendo disputado numa única volta, devido ao escasso tempo que nos separa dos Jogos de Tete.

A realização de exames finais previstos nos calendários escolares acabaram influenciando no não cumprimento do programa competitivo inicialmente previsto, razão pela qual a organização optou pelos “play-offs”, que a UEM, vencedora do campeonato, protestou.

A organização do evento, a nível da cidade de Maputo, efectuou provas de qualificação nas diversas modalidades seleccionadas, nomeadamente futebol de onze e de cinco, vulgo futsal, basquetebol masculino e feminino, atletismo, voleibol masculino e feminino. A UEM conseguiu apurar-se com maior número de disciplinas desportivas, designadamente futebol de onze masculino, voleibol masculino e feminino. Por seu turno, a Universidade São Tomás apurou-se em futsal, a UP qualificou-se em basquetebol masculino e a APolitécnica em basquetebol feminino. Nenhuma das universidades movimenta o atletismo, daí que a organização tenha decidido constitur uma selecção representativa da cidade de Maputo.

Aliás, o protesto da UEM surgiu depois de a organização, vendo-se sem espaço para a realização da segunda volta na fase de apuramento em basquetebol masculino, ter optado pela realização de “play-offs”, facto que Cremildo Gonçalves, do departamento desportivo daquela instituição de Ensino Superior, considera um atropelo ao regulamento segundo o qual só há “play-offs” quando existirem duas séries a disputarem uma dada prova.

Neste caso concreto, apenas foi uma única série a disputar a qualificação e, não havendo espaço para a segunda volta, o regulamento defende que se apura o vencedor do grupo”, frisou, acrescentando que “a UEM, ao apresentar o protesto, aguardou pela resposta, mas ficou surpreendida quando soube da realização dos play- offs no sábado e domingo, aos quais lhe foi aplicada falta de comparência”, lamentou.

O adversário da UEM seria a UP, que venceu o ISCTEM na final realizada domingo. Para chegar à final, o ISCTEM eliminou a Universidade São Tomás.

Cremildo Gonçalves contou que a UEM recebeu uma carta na segunda-feira a referir que foi afastada em basquetebol masculino.

A fonte questiona como seria possível a realização de “playoffs” perante um protesto que nem sequer teve resposta.

PLAY-OFFS” FORAM CONSENSUAIS


O VICE-presidente da FEDEMS, Johane Zonjo, esclareceu que a decisão da realização dos “play-offs” foi consensual e que foi tomada num encontro em que a UEM esteve representada, tendo igualmente acordado com a deliberação.

Zonjo disse que a UEM só se opôs à decisão depois dessa reunião, alegando questões técnicas do regulamento.

“Ao aparecer publicamente na Imprensa a dizer que não participaria nos ‘play-offs’ a UEM quis, criar pressão à organização para recuar da decisão da realização dos ‘play-offs’”, acusou, adicionando que, por motivos organizacionais, a organização necessitou de suspender algumas regras, das quais acabaram beneficiando a própria UEM.

Por exemplo, a própria UEM não inscreveu as suas equipas para a disputa da qualificação e jogou sem terem pago as respectivas taxas de inscrição. Este é um dos requisitos que deve ser observado e que sem a sua observância as equipas podem ser excluídas. Mas não o fizemos”, explicou Johane Zonjo.

  • Salvador Nhantumbo
publicado por Vaxko Zakarias às 11:55
 O que é? |  O que é? | favorito

A UNIVERSIDADE Eduardo Mondlane (UEM) viu reduzida a sua hegemonia em termos de representatividade nos Jogos do Ensino Médio e Superior, cuja terceira edição se realiza a partir de sábado na cidade de Tete. A universidade foi afastada no basquetebol masculino, o que acaba por favorecer a Universidade Pedagógica (UP), que venceu os “play-offs” para os quais aquela instituição se recusou a participar por considerá-los “fantasma”.

A UEM estará assim representada pelas modalidades de futebol de onze, voleibol masculino e feminino, uma vez considerado improcedente o seu recurso à decisão da Federação do Desporto para o Ensino Médio e Superior (FEDEMS) de submeter aos “play-offs” as quatro equipas primeiras classificadas do campeonato masculino de basquetebol, que acabou sendo disputado numa única volta, devido ao escasso tempo que nos separa dos Jogos de Tete.

A realização de exames finais previstos nos calendários escolares acabaram influenciando no não cumprimento do programa competitivo inicialmente previsto, razão pela qual a organização optou pelos “play-offs”, que a UEM, vencedora do campeonato, protestou.

A organização do evento, a nível da cidade de Maputo, efectuou provas de qualificação nas diversas modalidades seleccionadas, nomeadamente futebol de onze e de cinco, vulgo futsal, basquetebol masculino e feminino, atletismo, voleibol masculino e feminino. A UEM conseguiu apurar-se com maior número de disciplinas desportivas, designadamente futebol de onze masculino, voleibol masculino e feminino. Por seu turno, a Universidade São Tomás apurou-se em futsal, a UP qualificou-se em basquetebol masculino e a APolitécnica em basquetebol feminino. Nenhuma das universidades movimenta o atletismo, daí que a organização tenha decidido constitur uma selecção representativa da cidade de Maputo.

Aliás, o protesto da UEM surgiu depois de a organização, vendo-se sem espaço para a realização da segunda volta na fase de apuramento em basquetebol masculino, ter optado pela realização de “play-offs”, facto que Cremildo Gonçalves, do departamento desportivo daquela instituição de Ensino Superior, considera um atropelo ao regulamento segundo o qual só há “play-offs” quando existirem duas séries a disputarem uma dada prova.

Neste caso concreto, apenas foi uma única série a disputar a qualificação e, não havendo espaço para a segunda volta, o regulamento defende que se apura o vencedor do grupo”, frisou, acrescentando que “a UEM, ao apresentar o protesto, aguardou pela resposta, mas ficou surpreendida quando soube da realização dos play- offs no sábado e domingo, aos quais lhe foi aplicada falta de comparência”, lamentou.

O adversário da UEM seria a UP, que venceu o ISCTEM na final realizada domingo. Para chegar à final, o ISCTEM eliminou a Universidade São Tomás.

Cremildo Gonçalves contou que a UEM recebeu uma carta na segunda-feira a referir que foi afastada em basquetebol masculino.

A fonte questiona como seria possível a realização de “playoffs” perante um protesto que nem sequer teve resposta.

PLAY-OFFS” FORAM CONSENSUAIS


O VICE-presidente da FEDEMS, Johane Zonjo, esclareceu que a decisão da realização dos “play-offs” foi consensual e que foi tomada num encontro em que a UEM esteve representada, tendo igualmente acordado com a deliberação.

Zonjo disse que a UEM só se opôs à decisão depois dessa reunião, alegando questões técnicas do regulamento.

“Ao aparecer publicamente na Imprensa a dizer que não participaria nos ‘play-offs’ a UEM quis, criar pressão à organização para recuar da decisão da realização dos ‘play-offs’”, acusou, adicionando que, por motivos organizacionais, a organização necessitou de suspender algumas regras, das quais acabaram beneficiando a própria UEM.

Por exemplo, a própria UEM não inscreveu as suas equipas para a disputa da qualificação e jogou sem terem pago as respectivas taxas de inscrição. Este é um dos requisitos que deve ser observado e que sem a sua observância as equipas podem ser excluídas. Mas não o fizemos”, explicou Johane Zonjo.

  • Salvador Nhantumbo
publicado por Vaxko Zakarias às 11:55
 O que é? |  O que é? | favorito


ARRANCOU segunda-feira em Maputo o primeiro torneio de futebol infantil envolvendo crianças dos dez aos onze anos de alguns bairros da capital, uma iniciativa do Clube Ferroviário de Maputo que se prolongará até ao dia 20 no Estádio da Machava e Campo do Ferroviário da Baixa.

Dos jogos realizados na manhã do mesmo dia, destacam-se alguns resultados surpreendentes, nomeadamente a queda de alguns bairros tradicionalmente fortes em matéria de futebol infanto-juvenil, casos do Chamanculo, goleado pelo Colégio Arco Íris por 3-0. A equipa da Mafalala empatou com a formação da Munhuana (2-2) e o Ferroviário das Mahotas sofreu uma dura cilindrada do KK Eleven (6-0).

Enquanto isto, o AC Lumumba goleou Bedene FC por 3-0 e Casa Branca bateu Moniz FC, por 4-2. A formação do Fomento FC baqueou diante do Valência por 1-6 e, por último, Beira Mar e RTK não foram para além de um nulo.

Com este torneio, o Clube Ferroviário de Maputo pretende, para além de ocupar as crianças dos bairros que se situam na periferia dos campos do clube durante as férias escolares e ainda a reinserção das desamparadas, seleccionar perto de 50 para fazerem parte das equipas dos escalões de formação daquela colectividade.

O torneio, que é organizado pelo clube no âmbito do seu projecto de responsabilidade social denominado “Locomotiva de Esperança”, conta com o apoio dos Caminhos de Ferro de Moçambique e outras empresas, com maior destaque para o BCI-Fomento, que disponibilizou 50 mil dólares norte-americanos para a aquisição do material desportivo e de premiação e a cobertura de outros encargos inerentes à gestão do evento.

O torneio é orientado por atletas juniores e seniores, seccionistas, técnicos e dirigentes do clube, que estão distribuídos em várias áreas. Os atletas são os treinadores das equipas, os seccionistas delegados, os técnicos árbitros; os dirigentes organizadores; os clínicos socorristas e os roupeiros constituem o pessoal de apoio.

De salientar que o torneio está dividido por três fazes. A primeira irá até ao dia 9, a segunda 15 e a última dia 19.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:51
 O que é? |  O que é? | favorito


ARRANCOU segunda-feira em Maputo o primeiro torneio de futebol infantil envolvendo crianças dos dez aos onze anos de alguns bairros da capital, uma iniciativa do Clube Ferroviário de Maputo que se prolongará até ao dia 20 no Estádio da Machava e Campo do Ferroviário da Baixa.

Dos jogos realizados na manhã do mesmo dia, destacam-se alguns resultados surpreendentes, nomeadamente a queda de alguns bairros tradicionalmente fortes em matéria de futebol infanto-juvenil, casos do Chamanculo, goleado pelo Colégio Arco Íris por 3-0. A equipa da Mafalala empatou com a formação da Munhuana (2-2) e o Ferroviário das Mahotas sofreu uma dura cilindrada do KK Eleven (6-0).

Enquanto isto, o AC Lumumba goleou Bedene FC por 3-0 e Casa Branca bateu Moniz FC, por 4-2. A formação do Fomento FC baqueou diante do Valência por 1-6 e, por último, Beira Mar e RTK não foram para além de um nulo.

Com este torneio, o Clube Ferroviário de Maputo pretende, para além de ocupar as crianças dos bairros que se situam na periferia dos campos do clube durante as férias escolares e ainda a reinserção das desamparadas, seleccionar perto de 50 para fazerem parte das equipas dos escalões de formação daquela colectividade.

O torneio, que é organizado pelo clube no âmbito do seu projecto de responsabilidade social denominado “Locomotiva de Esperança”, conta com o apoio dos Caminhos de Ferro de Moçambique e outras empresas, com maior destaque para o BCI-Fomento, que disponibilizou 50 mil dólares norte-americanos para a aquisição do material desportivo e de premiação e a cobertura de outros encargos inerentes à gestão do evento.

O torneio é orientado por atletas juniores e seniores, seccionistas, técnicos e dirigentes do clube, que estão distribuídos em várias áreas. Os atletas são os treinadores das equipas, os seccionistas delegados, os técnicos árbitros; os dirigentes organizadores; os clínicos socorristas e os roupeiros constituem o pessoal de apoio.

De salientar que o torneio está dividido por três fazes. A primeira irá até ao dia 9, a segunda 15 e a última dia 19.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:51
 O que é? |  O que é? | favorito

OS semifinalistas do Torneio da Cosafa de Sub-20, que se realiza em Kimberly, uma localidade que se situa a 300 quilómetros de Joanesburgo, serão conhecidos hoje, data que encerra a fase de grupos. A Selecção Nacional da categoria, os “Mambinhas”, vai jogar a sua última cartada nesta fase novamente diante do Madagáscar, face à desqualificação das Ilhas Comores, que integrava com os dois países a série D.


As Comores foram suspensas por insuficiências do seu plantel.

Os “Mambinhas” e os malgaxes defrontaram-se inicialmente na segunda-feira, não tendo ido para além de um empate sem abertura da contagem. Isto leva a que o jogo de hoje seja de muito risco para os “Mambinhas” que, para poderem sonhar com a outra fase, precisam de conter o nervosismo e falta de pontaria que acusaram no primeiro encontro.

O técnico Amade Chababe Amade terá tomado as devidas precauções para que a equipa não claudique, o que a acontecer vai colocar os “Mambinhas” num lugar de descrédito no grupo das selecções do escalão a nível da região. Aliás, a promessa feita por Chababe foi de melhorar a prestação no torneio da Fundação Eduardo dos Santos (FESA), que se realizou no mês passado na cidade angolana Malange, em que os “Mambinhas” foram terceiros classificados num grupo de quatro equipas, tendo para o efeito derrotado a sua congénere da Suazilândia, por 2-0, depois de perderem com as Ilhas Maurícias pela mesma contagem. Angola foi o vencedor do torneio com duas vitórias diante dos suázis e mauricianos.

ANGOLA NA ROTA DE MOÇAMBIQUE

O mais provável é os “Mambinhas” cruzarem-se com a selecção de Angola, caso transitem para as meias-finais de sexta-feira. Os angolanos, isolados na liderança do Grupo B, sendo os únicos vitoriosos da série, decidem o acesso às meias-finais com a Suazilândia, uma equipa que bem conhecem, pois defrontara e derrotara no torneio da FESA. Nesta série está a Namíbia, que já concluiu os seus jogos.

O vencedor da série de Moçambique (D) defronta o da série B.

Na série A, a África do Sul é tida como certa nas meias-finais, pois está isolada no comando com duas vitórias e hoje mede forças com as Ilhas Seychelles, que conta com uma vitória, à semelhança da Zâmbia e do Lesoto, que igualmente jogam entre si. Os sul-africanos poderão cruzar-se com o Malawi ou Zimbabwe, que partilham a liderança da série C com uma vitória e um empate cada. Porém, as coisas podem complicar-se para o Malawi, pois defronta a não menosprezável selecção do Botswana. Por seu turno, o Zimbabwe cruza-se com as Ilhas Maurícias.

De salientar que as séries A e C contam com quatro equipas, enquanto a B integra três, mesmo número que a D deveria comportar, caso as Ilhas Comores não tivessem sido desqualificadas.

Amanhã é dia de descanso das equipas. As meias-finais serão disputadas na sexta-feira e sábado está reservado para o apuramento do terceiro classificado, entre os vencidos das “meias”, enquanto domingo é dia da grande final.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:41
 O que é? |  O que é? | favorito

OS semifinalistas do Torneio da Cosafa de Sub-20, que se realiza em Kimberly, uma localidade que se situa a 300 quilómetros de Joanesburgo, serão conhecidos hoje, data que encerra a fase de grupos. A Selecção Nacional da categoria, os “Mambinhas”, vai jogar a sua última cartada nesta fase novamente diante do Madagáscar, face à desqualificação das Ilhas Comores, que integrava com os dois países a série D.


As Comores foram suspensas por insuficiências do seu plantel.

Os “Mambinhas” e os malgaxes defrontaram-se inicialmente na segunda-feira, não tendo ido para além de um empate sem abertura da contagem. Isto leva a que o jogo de hoje seja de muito risco para os “Mambinhas” que, para poderem sonhar com a outra fase, precisam de conter o nervosismo e falta de pontaria que acusaram no primeiro encontro.

O técnico Amade Chababe Amade terá tomado as devidas precauções para que a equipa não claudique, o que a acontecer vai colocar os “Mambinhas” num lugar de descrédito no grupo das selecções do escalão a nível da região. Aliás, a promessa feita por Chababe foi de melhorar a prestação no torneio da Fundação Eduardo dos Santos (FESA), que se realizou no mês passado na cidade angolana Malange, em que os “Mambinhas” foram terceiros classificados num grupo de quatro equipas, tendo para o efeito derrotado a sua congénere da Suazilândia, por 2-0, depois de perderem com as Ilhas Maurícias pela mesma contagem. Angola foi o vencedor do torneio com duas vitórias diante dos suázis e mauricianos.

ANGOLA NA ROTA DE MOÇAMBIQUE

O mais provável é os “Mambinhas” cruzarem-se com a selecção de Angola, caso transitem para as meias-finais de sexta-feira. Os angolanos, isolados na liderança do Grupo B, sendo os únicos vitoriosos da série, decidem o acesso às meias-finais com a Suazilândia, uma equipa que bem conhecem, pois defrontara e derrotara no torneio da FESA. Nesta série está a Namíbia, que já concluiu os seus jogos.

O vencedor da série de Moçambique (D) defronta o da série B.

Na série A, a África do Sul é tida como certa nas meias-finais, pois está isolada no comando com duas vitórias e hoje mede forças com as Ilhas Seychelles, que conta com uma vitória, à semelhança da Zâmbia e do Lesoto, que igualmente jogam entre si. Os sul-africanos poderão cruzar-se com o Malawi ou Zimbabwe, que partilham a liderança da série C com uma vitória e um empate cada. Porém, as coisas podem complicar-se para o Malawi, pois defronta a não menosprezável selecção do Botswana. Por seu turno, o Zimbabwe cruza-se com as Ilhas Maurícias.

De salientar que as séries A e C contam com quatro equipas, enquanto a B integra três, mesmo número que a D deveria comportar, caso as Ilhas Comores não tivessem sido desqualificadas.

Amanhã é dia de descanso das equipas. As meias-finais serão disputadas na sexta-feira e sábado está reservado para o apuramento do terceiro classificado, entre os vencidos das “meias”, enquanto domingo é dia da grande final.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:41
 O que é? |  O que é? | favorito

AS formações de andebol do Maxaquene e Matchedje, em seniores masculinos e femininos, respectivamente, continuam a evidenciar um domínio gigantesco sobre os seus adversários da capital do país. No pretérito fim-de-semana voltaram a enriquecer a sua vitrina com mais troféus, desta vez, com o de campeão da cidade de Maputo.

O Maxaquene fechou com chave de ouro a prova, já que venceu na derradeira ronda o Costa do Sol, seu principal concorrente, por 29-22. Este triunfo acabou sendo uma espécie de vingança para os “tricolores”, se se atender que na primeira volta perderam naquele que foi o único “desaire” dos pupilos de Michaque Fumo.

O Maxaquene conquistou pela terceira vez consecutiva o referido título.

Já o Matchedje teve uma vitória ainda mais folgada, visto que não saiu derrotado nos dez jogos realizados. No último desafio, as “militares” venceram o Maxaquene B, por 44-10.

Nos confrontos com o Maxaquene A ganharam, por 30-21, na primeira volta, e 21-18, na segunda.

As pupilas de Zécks somaram o sexto título consecutivo, o que espelha o “gritante” domínio na capital do país.

Maxaquene e Matchedje, que estarão presentes no Campeonato Nacional, são os principais favoritos à conquista do “canecão”. O “Nacional” realiza-se de 14 a 21 do corrente mês na cidade da Beira, província de Sofala.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:37
 O que é? |  O que é? | favorito

AS formações de andebol do Maxaquene e Matchedje, em seniores masculinos e femininos, respectivamente, continuam a evidenciar um domínio gigantesco sobre os seus adversários da capital do país. No pretérito fim-de-semana voltaram a enriquecer a sua vitrina com mais troféus, desta vez, com o de campeão da cidade de Maputo.

O Maxaquene fechou com chave de ouro a prova, já que venceu na derradeira ronda o Costa do Sol, seu principal concorrente, por 29-22. Este triunfo acabou sendo uma espécie de vingança para os “tricolores”, se se atender que na primeira volta perderam naquele que foi o único “desaire” dos pupilos de Michaque Fumo.

O Maxaquene conquistou pela terceira vez consecutiva o referido título.

Já o Matchedje teve uma vitória ainda mais folgada, visto que não saiu derrotado nos dez jogos realizados. No último desafio, as “militares” venceram o Maxaquene B, por 44-10.

Nos confrontos com o Maxaquene A ganharam, por 30-21, na primeira volta, e 21-18, na segunda.

As pupilas de Zécks somaram o sexto título consecutivo, o que espelha o “gritante” domínio na capital do país.

Maxaquene e Matchedje, que estarão presentes no Campeonato Nacional, são os principais favoritos à conquista do “canecão”. O “Nacional” realiza-se de 14 a 21 do corrente mês na cidade da Beira, província de Sofala.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:37
 O que é? |  O que é? | favorito

CRISTIANO Ronaldo já é o legítimo proprietário de uma Bola de Ouro, aquela com que a prestigiada “France Football” distingue o melhor jogador do Mundo, neste caso de 2008. A revista francesa anunciou a escolha na madrugada de ontem, no seu sítio oficial na Internet, exactamente às 2.00 horas (3 em França).

O internacional português somou um total de 446 pontos, batendo largamente o argentino Lionel Messi (281) e o espanhol Fernando Torres (179), que completam o pódio. Entre os 96 jornalistas votantes na eleição, Ronaldo foi escolhido em 1.º por 77 - há um ano, Kaká foi eleito por 78, mas o brasileiro somou menos pontos: 444 em 480 possíveis.

Este é o corolário de um ano em que a estrela do Manchester United ganhou, colectivamente, ao serviço da equipa inglesa, a Premier League e a Liga dos Campeões. E, individualmente, arrebanhou os prémios de melhor jogador da Premier Legue, melhor marcador da Premier League e da Liga dos Campeões, melhor avançado da Liga dos Campeões, melhor jogador da Liga dos Campeões, Bota de Ouro europeu e Jogador do Ano FifPro! Uff...

Com tudo isto, o lógico e esperado é que Cristiano Ronaldo entre para o panteão do futebol. Afinal, a Bola de Ouro da “France Football” é o prémio com mais história daqueles que são atribuídos aos jogadores de futebol - antes do madeirense, Eusébio (1965) e Luís Figo (2000) foram os únicos portugueses a conquistar o troféu.

Em comparação com o troféu da publicação gaulesa, o Prémio de Melhor Jogador da FIFA é, ainda assim, de grande importância, mas incomparavelmente mais jovem, já que a primeira edição data de 1991, enquanto a Bola de Ouro remonta a 1956.

IGUALA FEITO DE MULLER E RONALDO “FENÓMENO”

Cristiano Ronaldo tornou-se o terceiro futebolista da história a conquistar a Bota de Ouro e a Bola de Ouro no mesmo ano, depois do alemão Gerd Muller, em 1970, e do brasileiro Ronaldo, em 1997.

Melhor marcador dos campeonatos europeus, com 31 golos ao serviço do Manchester United, que lhe valeram a Bota de Ouro.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:34
 O que é? |  O que é? | favorito

CRISTIANO Ronaldo já é o legítimo proprietário de uma Bola de Ouro, aquela com que a prestigiada “France Football” distingue o melhor jogador do Mundo, neste caso de 2008. A revista francesa anunciou a escolha na madrugada de ontem, no seu sítio oficial na Internet, exactamente às 2.00 horas (3 em França).

O internacional português somou um total de 446 pontos, batendo largamente o argentino Lionel Messi (281) e o espanhol Fernando Torres (179), que completam o pódio. Entre os 96 jornalistas votantes na eleição, Ronaldo foi escolhido em 1.º por 77 - há um ano, Kaká foi eleito por 78, mas o brasileiro somou menos pontos: 444 em 480 possíveis.

Este é o corolário de um ano em que a estrela do Manchester United ganhou, colectivamente, ao serviço da equipa inglesa, a Premier League e a Liga dos Campeões. E, individualmente, arrebanhou os prémios de melhor jogador da Premier Legue, melhor marcador da Premier League e da Liga dos Campeões, melhor avançado da Liga dos Campeões, melhor jogador da Liga dos Campeões, Bota de Ouro europeu e Jogador do Ano FifPro! Uff...

Com tudo isto, o lógico e esperado é que Cristiano Ronaldo entre para o panteão do futebol. Afinal, a Bola de Ouro da “France Football” é o prémio com mais história daqueles que são atribuídos aos jogadores de futebol - antes do madeirense, Eusébio (1965) e Luís Figo (2000) foram os únicos portugueses a conquistar o troféu.

Em comparação com o troféu da publicação gaulesa, o Prémio de Melhor Jogador da FIFA é, ainda assim, de grande importância, mas incomparavelmente mais jovem, já que a primeira edição data de 1991, enquanto a Bola de Ouro remonta a 1956.

IGUALA FEITO DE MULLER E RONALDO “FENÓMENO”

Cristiano Ronaldo tornou-se o terceiro futebolista da história a conquistar a Bota de Ouro e a Bola de Ouro no mesmo ano, depois do alemão Gerd Muller, em 1970, e do brasileiro Ronaldo, em 1997.

Melhor marcador dos campeonatos europeus, com 31 golos ao serviço do Manchester United, que lhe valeram a Bota de Ouro.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:34
 O que é? |  O que é? | favorito
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO