Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 05 DE Novembro 2008

A CASA de Moçambique em Portugal, através do seu respectivo presidente, Enoque João, anunciou segunda-feira a reedição do Troféu Mário Coluna, em Fevereiro de 2009, que se insere na homenagem ao antigo “capitão” do Benfica e da selecção portuguesa, o “Monstro Sagrado”.

Mário Coluna antigo “capitão” do Benfica e da selecção portuguesa, o “Monstro Sagrado”.
A segunda edição deste torneio terá lugar num dos países africanos falantes da língua portuguesa.

Maputo, Quarta-Feira, 5 de Novembro de 2008:: Notícias

O Troféu Mário Coluna foi lançado em Setembro último, na cidade de Viseu, em Portugal, pela Casa de Moçambique em Portugal, em coordenação com a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) e compreendeu a realização de um jogo amigável entre as selecções de Sub-20 de Moçambique e de Portugal, ganho pelos portugueses.

Para além do “amigável” entre as duas selecções, a homenagem culminou com a realização de uma gala, em Paços Ferreira, em que Mário Coluna foi distinguido juntamente com outros jogadores moçambicanos que se evidenciaram nas equipas portuguesas antes e depois da Independência Nacional, casos de Benjamim Wilson, Hilário Conceição, Matateu (a título póstumo), entre outros.

Coluna ainda foi homenageado pelo Benfica no Estádio da Luz, numa cerimónia dirigida pelo presidente do clube, José Filipe Vieira.

Falando na ocasião, o vice-presidente da FMF, Mário Samboco, frisou que a vida de um jogador não se resume apenas no campo e que a homenagem a Mário Coluna é uma retrospectiva que está a fazer-se em reconhecimento dos seus feitos como jogador e como moçambicano que se destacou além-fronteiras.

HOMEM DE CINCO SELECÇÕES

Mário Coluna revisitou a sua história e, chamado a intervir no acto do anúncio da reedição do torneio em sua homenagem, salientou que um dos aspectos marcantes da sua carreira futebolística tem a ver com o facto de ter sido um atleta disciplinado e dedicado, merecendo confiança em várias selecções que existiam em Portugal, nomeadamente selecção A e B, do resto de Europa, de Lisboa/Porto e militar, razão pela qual acabou sendo baptizado com a designação “homem das cinco selecções”.

O “Monstro Sagrado” destacou ainda o facto ter ficado na reserva desde que chegou a Portugal, em 1954, quando tinha 19 anos.

“Mal cheguei ao Benfica fui titular na equipa e depois na selecção portuguesa. Nunca fiquei na reserva”, sublinhou, ajuntando que a homenagem que lhe é dirigida não se restringe a si só, mas sim a outros jogadores moçambicanos que brilharam em Portugal.

Mário Coluna sublinhou que foi a carreira brilhante a nível internacional que possibilitou a sua admissão a membro da CAF e da FIFA, quando se tornou presidente da Federação Moçambicana de Futebol, há sensivelmente nove anos.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:42
 O que é? |  O que é? | favorito

A CASA de Moçambique em Portugal, através do seu respectivo presidente, Enoque João, anunciou segunda-feira a reedição do Troféu Mário Coluna, em Fevereiro de 2009, que se insere na homenagem ao antigo “capitão” do Benfica e da selecção portuguesa, o “Monstro Sagrado”.

Mário Coluna antigo “capitão” do Benfica e da selecção portuguesa, o “Monstro Sagrado”.
A segunda edição deste torneio terá lugar num dos países africanos falantes da língua portuguesa.

Maputo, Quarta-Feira, 5 de Novembro de 2008:: Notícias

O Troféu Mário Coluna foi lançado em Setembro último, na cidade de Viseu, em Portugal, pela Casa de Moçambique em Portugal, em coordenação com a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) e compreendeu a realização de um jogo amigável entre as selecções de Sub-20 de Moçambique e de Portugal, ganho pelos portugueses.

Para além do “amigável” entre as duas selecções, a homenagem culminou com a realização de uma gala, em Paços Ferreira, em que Mário Coluna foi distinguido juntamente com outros jogadores moçambicanos que se evidenciaram nas equipas portuguesas antes e depois da Independência Nacional, casos de Benjamim Wilson, Hilário Conceição, Matateu (a título póstumo), entre outros.

Coluna ainda foi homenageado pelo Benfica no Estádio da Luz, numa cerimónia dirigida pelo presidente do clube, José Filipe Vieira.

Falando na ocasião, o vice-presidente da FMF, Mário Samboco, frisou que a vida de um jogador não se resume apenas no campo e que a homenagem a Mário Coluna é uma retrospectiva que está a fazer-se em reconhecimento dos seus feitos como jogador e como moçambicano que se destacou além-fronteiras.

HOMEM DE CINCO SELECÇÕES

Mário Coluna revisitou a sua história e, chamado a intervir no acto do anúncio da reedição do torneio em sua homenagem, salientou que um dos aspectos marcantes da sua carreira futebolística tem a ver com o facto de ter sido um atleta disciplinado e dedicado, merecendo confiança em várias selecções que existiam em Portugal, nomeadamente selecção A e B, do resto de Europa, de Lisboa/Porto e militar, razão pela qual acabou sendo baptizado com a designação “homem das cinco selecções”.

O “Monstro Sagrado” destacou ainda o facto ter ficado na reserva desde que chegou a Portugal, em 1954, quando tinha 19 anos.

“Mal cheguei ao Benfica fui titular na equipa e depois na selecção portuguesa. Nunca fiquei na reserva”, sublinhou, ajuntando que a homenagem que lhe é dirigida não se restringe a si só, mas sim a outros jogadores moçambicanos que brilharam em Portugal.

Mário Coluna sublinhou que foi a carreira brilhante a nível internacional que possibilitou a sua admissão a membro da CAF e da FIFA, quando se tornou presidente da Federação Moçambicana de Futebol, há sensivelmente nove anos.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:42
 O que é? |  O que é? | favorito

JÁ está confirmado. O esperado combate pela paz entre Nelson Benjamim e Paulo Jorge passou de projecto para a realidade. E vai ter lugar no dia 9, portanto domingo, e não segunda-feira, Dia da Cidade de Maputo, como estava inicialmente programado.

O FERROVIÁRIO de Maputo sagrou-se sábado, no pavilhão anexo do Estrela Vermelha, campeão de boxe da cidade de Maputo(S. Costa)
O local? Ainda está por definir, porque o pavilhão anexo do Estrela Vermelha, onde se pensava realizar o encontro, chegou-se à conclusão de que não reúne as mínimas condições de segurança para o espectáculo tão almejado como este. E, mais! É que o boxe é uma modalidade que cá do lado das bancadas cria fricções, mesmo quando lá no ringue o assunto ainda é a nível de amizade.


Ontem, foi o dia da confirmação da peleja, por sinal, a mais agraciada a nível de premiação. O vencedor vai receber 50 mil meticais, enquanto o vencido terá 20 mil. Dinheiro que nunca foi posto na mesa de jogos, pelo menos nesta modalidade no país.

Numa conferência de Imprensa bastante concorrida, os dois pugilistas apareceram cada um acompanhado do seu treinador e a dado momento trocaram mimos, o que leva a crer que será um verdadeiro combate de boxe daqueles que não assistimos nos últimos tempos nos nossos ringues.

Nelson Benjamim disse, na ocasião, que “estou pronto para bater esse homem. Ele sabe que é procurado. Se ele diz que tem uma ambulância para mim, eu tenho um caixão já encomendado para ele”.

Calmo e sereno, respondendo a uma das perguntas sobre o que via em Paulo Jorge para tecer tais declarações, Nelson Benjamim afirmou: “Ele é um fraco. Eu nasci campeão e vou morrer campeão. Não tenho medo de ninguém. Há cerca de quatro meses no Brasil subi ao ringue e já tinha uma promessa de um contrato para jogar o boxe profissional. Por isso, quem pensa que estou destreinado está enganado”.

Paulo Jorge, por seu turno, disse que “estou muito leve. Quero virar Nelson Benjamim um saco móvel. Estou pronto para o combate. Se ele quiser que ponha as luvas agora mesmo que lhe vou esmagar para nunca mais se meter comigo”.

Paulo Jorge recordou-se de um episódio em que teve que desistir a um combate com Nelson Benjamim presenciado pela sua esposa.

“Tenho muito rancor deste homem. A minha esposa já não me respeita lá em casa porque uma vez desisti de um combate com ele. Por isso sempre que a minha mulher fala só me lembro dele e para manter ordem lá em casa tenho que dar um chuto de porrada para nunca mais voltar a desafiar-me. Ele vai mesmo parar no hospital. Peço à organização para que coloque a ambulância com o motor a funcionar para o transportar urgentemente para o hospital, porque se demorarem ainda chegará já morto”.

Shafi Sidat, da Sidat Sport, patrocinar da prova, deixou claro que quer ver um combate dentro das normas desportivas, por isso decidiu apoiar os dois pugilistas. “O boxe quando bem jogado é bonito. Sinto-me feliz quando vejo algumas pessoas a tentarem revitalizar este desporto, por isso vamos valorizar o boxe”.

A propósito das razões que o levaram a patrocinar o evento, este disse que “queremos festejar o Dia da Cidade de Maputo e a campanha eleitoral da melhora maneira. Achei igualmente que estes dois homens que decidiram se encontrar deviam ser valorizados e coloquei à disposição estes valores, que por sinal, são os mais altos da história do boxe moçambicano em termos de premiação”.

Há quem inclusivamente questionou se Shafi Sidat não tinha intenções de se candidatar à presidência da Federação Moçambicana de Boxe, cujas eleições terão lugar ainda este mês na província de Manica, este respondeu: “Se tiver que me candidatar tenho que pedir conselhos à minha família e ao meu partido. Apesar de já ter sido convidado para concorrer não acho oportuno. Mas se houver um candidato sério posso apoiá-lo. Eu sou um homem do futebol. Se tiver que me meter no boxe só se for para levar estes dois homens para baterem os que estão a mais no futebol”.

O patrocinador voltou a chamar a atenção para que o combate seja ordeiro e dentro daquilo que são as normas que regem a modalidade.

Este combate, que será precedido por tantos outros incluindo dois de femininos, como semi-profissional, vai ter seis assaltos de três minutos cada, sem capacetes e camisetes.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:28
 O que é? |  O que é? | favorito

JÁ está confirmado. O esperado combate pela paz entre Nelson Benjamim e Paulo Jorge passou de projecto para a realidade. E vai ter lugar no dia 9, portanto domingo, e não segunda-feira, Dia da Cidade de Maputo, como estava inicialmente programado.

O FERROVIÁRIO de Maputo sagrou-se sábado, no pavilhão anexo do Estrela Vermelha, campeão de boxe da cidade de Maputo(S. Costa)
O local? Ainda está por definir, porque o pavilhão anexo do Estrela Vermelha, onde se pensava realizar o encontro, chegou-se à conclusão de que não reúne as mínimas condições de segurança para o espectáculo tão almejado como este. E, mais! É que o boxe é uma modalidade que cá do lado das bancadas cria fricções, mesmo quando lá no ringue o assunto ainda é a nível de amizade.


Ontem, foi o dia da confirmação da peleja, por sinal, a mais agraciada a nível de premiação. O vencedor vai receber 50 mil meticais, enquanto o vencido terá 20 mil. Dinheiro que nunca foi posto na mesa de jogos, pelo menos nesta modalidade no país.

Numa conferência de Imprensa bastante concorrida, os dois pugilistas apareceram cada um acompanhado do seu treinador e a dado momento trocaram mimos, o que leva a crer que será um verdadeiro combate de boxe daqueles que não assistimos nos últimos tempos nos nossos ringues.

Nelson Benjamim disse, na ocasião, que “estou pronto para bater esse homem. Ele sabe que é procurado. Se ele diz que tem uma ambulância para mim, eu tenho um caixão já encomendado para ele”.

Calmo e sereno, respondendo a uma das perguntas sobre o que via em Paulo Jorge para tecer tais declarações, Nelson Benjamim afirmou: “Ele é um fraco. Eu nasci campeão e vou morrer campeão. Não tenho medo de ninguém. Há cerca de quatro meses no Brasil subi ao ringue e já tinha uma promessa de um contrato para jogar o boxe profissional. Por isso, quem pensa que estou destreinado está enganado”.

Paulo Jorge, por seu turno, disse que “estou muito leve. Quero virar Nelson Benjamim um saco móvel. Estou pronto para o combate. Se ele quiser que ponha as luvas agora mesmo que lhe vou esmagar para nunca mais se meter comigo”.

Paulo Jorge recordou-se de um episódio em que teve que desistir a um combate com Nelson Benjamim presenciado pela sua esposa.

“Tenho muito rancor deste homem. A minha esposa já não me respeita lá em casa porque uma vez desisti de um combate com ele. Por isso sempre que a minha mulher fala só me lembro dele e para manter ordem lá em casa tenho que dar um chuto de porrada para nunca mais voltar a desafiar-me. Ele vai mesmo parar no hospital. Peço à organização para que coloque a ambulância com o motor a funcionar para o transportar urgentemente para o hospital, porque se demorarem ainda chegará já morto”.

Shafi Sidat, da Sidat Sport, patrocinar da prova, deixou claro que quer ver um combate dentro das normas desportivas, por isso decidiu apoiar os dois pugilistas. “O boxe quando bem jogado é bonito. Sinto-me feliz quando vejo algumas pessoas a tentarem revitalizar este desporto, por isso vamos valorizar o boxe”.

A propósito das razões que o levaram a patrocinar o evento, este disse que “queremos festejar o Dia da Cidade de Maputo e a campanha eleitoral da melhora maneira. Achei igualmente que estes dois homens que decidiram se encontrar deviam ser valorizados e coloquei à disposição estes valores, que por sinal, são os mais altos da história do boxe moçambicano em termos de premiação”.

Há quem inclusivamente questionou se Shafi Sidat não tinha intenções de se candidatar à presidência da Federação Moçambicana de Boxe, cujas eleições terão lugar ainda este mês na província de Manica, este respondeu: “Se tiver que me candidatar tenho que pedir conselhos à minha família e ao meu partido. Apesar de já ter sido convidado para concorrer não acho oportuno. Mas se houver um candidato sério posso apoiá-lo. Eu sou um homem do futebol. Se tiver que me meter no boxe só se for para levar estes dois homens para baterem os que estão a mais no futebol”.

O patrocinador voltou a chamar a atenção para que o combate seja ordeiro e dentro daquilo que são as normas que regem a modalidade.

Este combate, que será precedido por tantos outros incluindo dois de femininos, como semi-profissional, vai ter seis assaltos de três minutos cada, sem capacetes e camisetes.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:28
 O que é? |  O que é? | favorito


O “capitão” do Rio Matola recebe o troféu de vencedor
A EQUIPA de cricket do Rio Matola, na província do Maputo, que caba de nascer em Agosto último, surpreendeu aos concorrentes mais assíduos das competições oficiais organizadas pela Associação Moçambicana da modalidade (AMC), ao conquistar a 7ª edição do Torneio Indian Cup, após uma final renhida com Mozambic Gujarat XI, que teve lugar domingo, no Parque dos Continuadores.

Rio Matola sagrou-se vencedor sem perder um único jogo, um excelente feito que não havia sido conseguido por outro clube até agora. Decidiu bater primeiro e marcou apenas 99 “runs”, num limite de 20 “overs” (120 lançamentos).

Estes “runs” foram os mais baixos até hoje marcados numa final e aparentemente parecia de todo impossível defendê-los. Surpreendentemente, deu uma reviravolta para defender os seus “runs” com “unhas e dentes” contra a forte oposição de Mozambic Gujarat XI, que presentemente é a melhor classificada no “ranking” doméstico.

No último “over”, Mozambic Gujarat necessitava de seis pontos em igual número lançamentos, com o seu último par de batedores, mas sucumbiu devido à pressão quando precisava de três pontos em igual lançamentos, face à excelente retirada através de “runs” pelos jogadores do Rio Matola.

E foi deste modo que Rio Matola acabou vencendo a grande final, que teve a honra de ser assistida pelo Ministro da Ciência e Tecnologia, Venâncio Massingue, na companhia do Alto-Comissário da Índia, Rajinder Bhagat, entre outros dignitários e amantes da modalidade.

De salientar que Rio Matola e Mozambic Gujarat chegaram à final após derrotar nas semi-finais Paradise Cricket Club e Grupo Desportivo Ismail por 53 e 28 “runs”, respectivamente.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:06
 O que é? |  O que é? | favorito


O “capitão” do Rio Matola recebe o troféu de vencedor
A EQUIPA de cricket do Rio Matola, na província do Maputo, que caba de nascer em Agosto último, surpreendeu aos concorrentes mais assíduos das competições oficiais organizadas pela Associação Moçambicana da modalidade (AMC), ao conquistar a 7ª edição do Torneio Indian Cup, após uma final renhida com Mozambic Gujarat XI, que teve lugar domingo, no Parque dos Continuadores.

Rio Matola sagrou-se vencedor sem perder um único jogo, um excelente feito que não havia sido conseguido por outro clube até agora. Decidiu bater primeiro e marcou apenas 99 “runs”, num limite de 20 “overs” (120 lançamentos).

Estes “runs” foram os mais baixos até hoje marcados numa final e aparentemente parecia de todo impossível defendê-los. Surpreendentemente, deu uma reviravolta para defender os seus “runs” com “unhas e dentes” contra a forte oposição de Mozambic Gujarat XI, que presentemente é a melhor classificada no “ranking” doméstico.

No último “over”, Mozambic Gujarat necessitava de seis pontos em igual número lançamentos, com o seu último par de batedores, mas sucumbiu devido à pressão quando precisava de três pontos em igual lançamentos, face à excelente retirada através de “runs” pelos jogadores do Rio Matola.

E foi deste modo que Rio Matola acabou vencendo a grande final, que teve a honra de ser assistida pelo Ministro da Ciência e Tecnologia, Venâncio Massingue, na companhia do Alto-Comissário da Índia, Rajinder Bhagat, entre outros dignitários e amantes da modalidade.

De salientar que Rio Matola e Mozambic Gujarat chegaram à final após derrotar nas semi-finais Paradise Cricket Club e Grupo Desportivo Ismail por 53 e 28 “runs”, respectivamente.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:06
 O que é? |  O que é? | favorito

O CLUBE de Desportos da Maxaquene parou ontem, literalmente, devido a uma manifestação promovida por um grupo de adeptos que pedia de viva voz a demissão do presidente daquela colectividade, Rafidine Mohomed, seu elenco e a comissão de sócios.

Fachada principal doCLUBE de Desportos da Maxaquene
O grupo de adeptos (pouco mais de trinta), trancou os portões, barrando a entrada de jogadores de futebol que tinham agendado mais um treino, entre outras pessoas a serviço do clube.


Os adeptos apontam como principal razão para tomarem tal atitude, o facto de os “tricolores” não estarem a conseguir corresponder com as exigências desportivas de um dos clubes da proa do país como é o Maxaquene e vêem como solução imediata a demissão de Rafindine Mohomed, acusando-o de estar, ano após ano, a “afundar” a agremiação.

Júlio António, porta-voz do grupo de adeptos descontentes, explicando os contornos da manifestação, disse que “exigimos a demissão de Rafindine Mohomed. Estamos cansados de ser enganados por ele e o seu elenco.

Todos os anos prometem melhores resultados e nunca conseguem nada. De há quatro anos para cá não temos visto nada de positivo. Não podemos aceitar que um clube como o Maxaquene ocupe o décimo lugar. Não é este o Maxaquene que queremos, por isso exigimos a sua demissão e dos seus seguidores”.

Afirmou mais adiante que a comissão de sócios deverá seguir o mesmo caminho da direcção pois há algum tempo que se distanciou dos verdadeiros adeptos e não tem feito nada para interagir com os dirigentes no sentido de os transmitir o descontentamento.

“A selecção zambiana está perfeitamente ao nosso alcance
Questionado sobre a razão de não terem contactado primeiro com a própria direcção, na pessoa do presidente, em vez de partirem para uma medida desta natureza, pondo em risco um dia de trabalho de todo um clube, Júlio António respondeu que “estamos cansados de promessas. Esta direcção tem cometido muitos erros.

Não se explica como permitiram as saídas de Whisky, Tony e Lama para o Ferroviário; Fanuel e Edgar para a Liga Muçulmana, alegando que estes jogadores não serviam quando, se formos a ver, estão a realizar uma boa época e até alguns deles têm sido chamados à Selecção Nacional. Alguma coisa está errada. Campira não tem jogado e não nos admira que seja o próximo a sair. O que é que presta para esta direcção?”

Segundo Júlio António, outro motivo que levou a que tomassem tal medida prende-se com o facto de nunca a direcção ter realizado uma Assembleia Geral de forma que os associados escolham uma nova direcção.

“Nunca se realizou uma assembleia em que nos seria dada a chance de discutir os problemas e elegermos uma nova direcção. Devia ter se realizado uma assembleia em Agosto, mas a direcção diz que fica para o próximo ano (Janeiro) porque a época já está no final”, sublinhou.

Os adeptos que se concentraram, enfurecidos, em frente ao portão principal do clube, destacaram ser legítimo que Rafindine Mohomed se afaste, até porque o seu mandato (quatro anos) acabou em Agosto.

DIRECÇÃO TEM TRABALHADO EM PROL DO CLUBE

Samuel Maibasse, porta-voz do Maxaquene, mostrou-se surpreendido com o cenário que tinha encontrado na manhã de ontem em frente das instalações do clube, porque no seu entender, a direcção tem feito tudo para dar alegria aos adeptos.

“É uma surpresa para mim. Não havia focos de se estar a preparar um boicote à direcção, que sempre mostrou total abertura para conversar com os adeptos ouvindo as suas preocupações. Esta direcção tem feito tudo para obter resultados condizentes com a grandeza do clube, mas infelizmente as coisas não têm corrido bem”, anotou.

Para Maibasse, a contratação do técnico português, Litos, para a próxima época, reflecte o quanto esta direcção está interessada no sucesso da equipa.

“Esta época não correu bem, agora é tempo de preparamos a próxima temporada, e é nesse sentido que já temos o técnico português no país a assistir aos jogos por forma a delinear melhor o futuro plantel”.

Comentando com relação ao facto dos adeptos exigirem a demissão do presidente, Maibasse referiu que a decisão será tomada no decurso da Assembleia Geral programada para Janeiro próximo.

publicado por Vaxko Zakarias às 14:27
 O que é? |  O que é? | favorito

O CLUBE de Desportos da Maxaquene parou ontem, literalmente, devido a uma manifestação promovida por um grupo de adeptos que pedia de viva voz a demissão do presidente daquela colectividade, Rafidine Mohomed, seu elenco e a comissão de sócios.

Fachada principal doCLUBE de Desportos da Maxaquene
O grupo de adeptos (pouco mais de trinta), trancou os portões, barrando a entrada de jogadores de futebol que tinham agendado mais um treino, entre outras pessoas a serviço do clube.


Os adeptos apontam como principal razão para tomarem tal atitude, o facto de os “tricolores” não estarem a conseguir corresponder com as exigências desportivas de um dos clubes da proa do país como é o Maxaquene e vêem como solução imediata a demissão de Rafindine Mohomed, acusando-o de estar, ano após ano, a “afundar” a agremiação.

Júlio António, porta-voz do grupo de adeptos descontentes, explicando os contornos da manifestação, disse que “exigimos a demissão de Rafindine Mohomed. Estamos cansados de ser enganados por ele e o seu elenco.

Todos os anos prometem melhores resultados e nunca conseguem nada. De há quatro anos para cá não temos visto nada de positivo. Não podemos aceitar que um clube como o Maxaquene ocupe o décimo lugar. Não é este o Maxaquene que queremos, por isso exigimos a sua demissão e dos seus seguidores”.

Afirmou mais adiante que a comissão de sócios deverá seguir o mesmo caminho da direcção pois há algum tempo que se distanciou dos verdadeiros adeptos e não tem feito nada para interagir com os dirigentes no sentido de os transmitir o descontentamento.

“A selecção zambiana está perfeitamente ao nosso alcance
Questionado sobre a razão de não terem contactado primeiro com a própria direcção, na pessoa do presidente, em vez de partirem para uma medida desta natureza, pondo em risco um dia de trabalho de todo um clube, Júlio António respondeu que “estamos cansados de promessas. Esta direcção tem cometido muitos erros.

Não se explica como permitiram as saídas de Whisky, Tony e Lama para o Ferroviário; Fanuel e Edgar para a Liga Muçulmana, alegando que estes jogadores não serviam quando, se formos a ver, estão a realizar uma boa época e até alguns deles têm sido chamados à Selecção Nacional. Alguma coisa está errada. Campira não tem jogado e não nos admira que seja o próximo a sair. O que é que presta para esta direcção?”

Segundo Júlio António, outro motivo que levou a que tomassem tal medida prende-se com o facto de nunca a direcção ter realizado uma Assembleia Geral de forma que os associados escolham uma nova direcção.

“Nunca se realizou uma assembleia em que nos seria dada a chance de discutir os problemas e elegermos uma nova direcção. Devia ter se realizado uma assembleia em Agosto, mas a direcção diz que fica para o próximo ano (Janeiro) porque a época já está no final”, sublinhou.

Os adeptos que se concentraram, enfurecidos, em frente ao portão principal do clube, destacaram ser legítimo que Rafindine Mohomed se afaste, até porque o seu mandato (quatro anos) acabou em Agosto.

DIRECÇÃO TEM TRABALHADO EM PROL DO CLUBE

Samuel Maibasse, porta-voz do Maxaquene, mostrou-se surpreendido com o cenário que tinha encontrado na manhã de ontem em frente das instalações do clube, porque no seu entender, a direcção tem feito tudo para dar alegria aos adeptos.

“É uma surpresa para mim. Não havia focos de se estar a preparar um boicote à direcção, que sempre mostrou total abertura para conversar com os adeptos ouvindo as suas preocupações. Esta direcção tem feito tudo para obter resultados condizentes com a grandeza do clube, mas infelizmente as coisas não têm corrido bem”, anotou.

Para Maibasse, a contratação do técnico português, Litos, para a próxima época, reflecte o quanto esta direcção está interessada no sucesso da equipa.

“Esta época não correu bem, agora é tempo de preparamos a próxima temporada, e é nesse sentido que já temos o técnico português no país a assistir aos jogos por forma a delinear melhor o futuro plantel”.

Comentando com relação ao facto dos adeptos exigirem a demissão do presidente, Maibasse referiu que a decisão será tomada no decurso da Assembleia Geral programada para Janeiro próximo.

publicado por Vaxko Zakarias às 14:27
 O que é? |  O que é? | favorito

ERNESTINO Gabriel, mais conhecido por Antoninho, foi considerado o melhor árbitro no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins do Grupo B, que terminou domingo último em Joanesburgo, África do Sul.

 Antoninho, foi considerado o melhor árbitro no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins do Grupo B
Com esta distinção, o já conceituado árbitro internacional moçambicano repete assim o feito alcançado no “Mundial” de Montevideu, Uruguai, em 2006, em que Moçambique se sagrou campeão do mundo.

Antoninho foi indicado para apitar alguns jogos decisivos para o apuramento do campeão e das selecções que passariam para o Grupo A, tais como Colômbia-Holanda, EUA-Colômbia e África do Sul-Colômbia, este último considerado o de maior risco da competição, visto que ficaria determinada a selecção que faria companhia as já apuradas, EUA e Holanda.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:52
 O que é? |  O que é? | favorito

ERNESTINO Gabriel, mais conhecido por Antoninho, foi considerado o melhor árbitro no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins do Grupo B, que terminou domingo último em Joanesburgo, África do Sul.

 Antoninho, foi considerado o melhor árbitro no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins do Grupo B
Com esta distinção, o já conceituado árbitro internacional moçambicano repete assim o feito alcançado no “Mundial” de Montevideu, Uruguai, em 2006, em que Moçambique se sagrou campeão do mundo.

Antoninho foi indicado para apitar alguns jogos decisivos para o apuramento do campeão e das selecções que passariam para o Grupo A, tais como Colômbia-Holanda, EUA-Colômbia e África do Sul-Colômbia, este último considerado o de maior risco da competição, visto que ficaria determinada a selecção que faria companhia as já apuradas, EUA e Holanda.

publicado por Vaxko Zakarias às 12:52
 O que é? |  O que é? | favorito

SEIS equipas, nomeadamente Manchester United, Villareal, Real Madrid, Juventus, Bayern de Munique e Arsenal podem hoje garantir presença nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões Europeus de Futebol com a disputa da quarta jornada.


Man. United segue na Taça
No Grupo E, o Manchester United, que enfrentará o Celtic em Glasgow, e o Villarreal, que viajará a Aalborg, estarão classificados se vencerem.

O Bayern de Munique, em pleno processo de recuperação, não poderá contar com a sua “estrela” Luca Toni para o jogo com a Fiorentina. Em caso de vitória, os alemães terão assegurado o lugar para os oitavos-de-final.

O Olympique de Lyon, que se desloca à Roménia, não deverá ter problemas contra um Steaua de Bucarest que tem denotado muitas fragilidades no Grupo F.
O Fenerbahce visitará um Arsenal, que com um empate apenas bastará para se apurar. Mas nas últimas duas partidas na Premier League, os “gunners” sofreram seis golos para o desgosto de Arséne Wenger.

Logo do   Panathinaikos
Noutra partida do Grupo G, o FC Porto, que caiu em casa frente ao Dínamo de Kiev (0-1), deverá jogar pela vitória a todo custo, se quiser continuar a acalentar esperanças de qualificação.

Por último, a Juventus de Turim, que levantou a cabeça depois do triunfo por 2-1, visitará o Real Madrid no Bernabéu sem muita pressão, dado que ambos conjuntos dominam sem problemas o Grupo H. Para o mesmo grupo, o Bate Borisov defronta o Zenit.

RESULTADOS DE ONTEM

GRUPO A: Cluj – Bordéus 1-2 e Roma-Chelsea 3-1

GRUPO B: Anorthosis-Inter de Milão 3-3 e Werder Bremen-Panathinaikos 0-3

GRUPO C: Sporting-Shakhtar 1-0 e Barcelona-Basileia 1-1

GRUPO D: Liverpool-Atlético 1-1 e Marselha-PSV Eindhoven 3-0

publicado por Vaxko Zakarias às 12:01
 O que é? |  O que é? | favorito

SEIS equipas, nomeadamente Manchester United, Villareal, Real Madrid, Juventus, Bayern de Munique e Arsenal podem hoje garantir presença nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões Europeus de Futebol com a disputa da quarta jornada.


Man. United segue na Taça
No Grupo E, o Manchester United, que enfrentará o Celtic em Glasgow, e o Villarreal, que viajará a Aalborg, estarão classificados se vencerem.

O Bayern de Munique, em pleno processo de recuperação, não poderá contar com a sua “estrela” Luca Toni para o jogo com a Fiorentina. Em caso de vitória, os alemães terão assegurado o lugar para os oitavos-de-final.

O Olympique de Lyon, que se desloca à Roménia, não deverá ter problemas contra um Steaua de Bucarest que tem denotado muitas fragilidades no Grupo F.
O Fenerbahce visitará um Arsenal, que com um empate apenas bastará para se apurar. Mas nas últimas duas partidas na Premier League, os “gunners” sofreram seis golos para o desgosto de Arséne Wenger.

Logo do   Panathinaikos
Noutra partida do Grupo G, o FC Porto, que caiu em casa frente ao Dínamo de Kiev (0-1), deverá jogar pela vitória a todo custo, se quiser continuar a acalentar esperanças de qualificação.

Por último, a Juventus de Turim, que levantou a cabeça depois do triunfo por 2-1, visitará o Real Madrid no Bernabéu sem muita pressão, dado que ambos conjuntos dominam sem problemas o Grupo H. Para o mesmo grupo, o Bate Borisov defronta o Zenit.

RESULTADOS DE ONTEM

GRUPO A: Cluj – Bordéus 1-2 e Roma-Chelsea 3-1

GRUPO B: Anorthosis-Inter de Milão 3-3 e Werder Bremen-Panathinaikos 0-3

GRUPO C: Sporting-Shakhtar 1-0 e Barcelona-Basileia 1-1

GRUPO D: Liverpool-Atlético 1-1 e Marselha-PSV Eindhoven 3-0

publicado por Vaxko Zakarias às 12:01
 O que é? |  O que é? | favorito
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
14
15
16
19
22
23
24
29
30
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO