Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 23 DE Outubro 2008
presidente da FMF feizal sidat
O PRESIDENTE da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), Feizal Sidat, destacou a necessidade de os Mambas evitarem perder pontos em casa, como estratégia mais segura para conseguirem alcançar os objectivos que perseguem, nomeadamente a qualificação para o CAN e Mundial-2010.

Maputo, Quinta-Feira, 23 de Outubro de 2008:: Notícias

Destacou que o grupo de Moçambique não pode ser visto como o de morte, mas sim um dos fortes como os outros. Aliás, é de opinião de que todos os grupos são equilibrados, apesar da incontestável grandeza da Nigéria.

“Não há dúvidas que temos um colosso, que é a Nigéria. Teve um grupo acessível na fase anterior, daí que tenha vencido todos os jogos. Mas não terá a mesma sorte nesta fase”, frisou Sidat, ajuntando que o segredo para o sucesso dos Mambas passa por ganhar pontos em casa, respeitando todos os adversários e acima de tudo a si próprios.

Feizal Sidat voltou a chamar a atenção do Governo para que dê o seu apoio de modo que os Mambas tenham mais jogos particulares. “Pensamos realizar jogos amigáveis com selecções como o Gana e Egipto, que estão próximos dos nossos adversários do grupo, para nos prepararmos melhor. Mas isso requer finanças. Se quisermos ir longe temos que aceitar este tipo de desafios”, vincou.

O outro apelo lançado por Sidat é que o Moçambola-2009 comece mais cedo. “Este é o novo apelo que fizemos, pois o calendário do próximo ano será mais complicado e isso pode afectar a rodagem dos atletas”.

publicado por Vaxko Zakarias às 16:44
 O que é? |  O que é? | favorito
presidente da FMF feizal sidat
O PRESIDENTE da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), Feizal Sidat, destacou a necessidade de os Mambas evitarem perder pontos em casa, como estratégia mais segura para conseguirem alcançar os objectivos que perseguem, nomeadamente a qualificação para o CAN e Mundial-2010.

Maputo, Quinta-Feira, 23 de Outubro de 2008:: Notícias

Destacou que o grupo de Moçambique não pode ser visto como o de morte, mas sim um dos fortes como os outros. Aliás, é de opinião de que todos os grupos são equilibrados, apesar da incontestável grandeza da Nigéria.

“Não há dúvidas que temos um colosso, que é a Nigéria. Teve um grupo acessível na fase anterior, daí que tenha vencido todos os jogos. Mas não terá a mesma sorte nesta fase”, frisou Sidat, ajuntando que o segredo para o sucesso dos Mambas passa por ganhar pontos em casa, respeitando todos os adversários e acima de tudo a si próprios.

Feizal Sidat voltou a chamar a atenção do Governo para que dê o seu apoio de modo que os Mambas tenham mais jogos particulares. “Pensamos realizar jogos amigáveis com selecções como o Gana e Egipto, que estão próximos dos nossos adversários do grupo, para nos prepararmos melhor. Mas isso requer finanças. Se quisermos ir longe temos que aceitar este tipo de desafios”, vincou.

O outro apelo lançado por Sidat é que o Moçambola-2009 comece mais cedo. “Este é o novo apelo que fizemos, pois o calendário do próximo ano será mais complicado e isso pode afectar a rodagem dos atletas”.

publicado por Vaxko Zakarias às 16:44
 O que é? |  O que é? | favorito

AÍ está a Nigéria no grupo dos Mambas. Dos cabeças-de-série que tinham sido colocados no pote 1, Moçambique sempre torceu para não cruzar o caminho deste colosso do futebol africano e não só.

jogadores da Selecção Nacional de Futebol
É que a Nigéria, neste momento, está mais rodado que qualquer outra selecção africano, atendendo que para além de ter participado na fase anterior desta qualificação para o CAN e Mundial de 2010, esteve nos Jogos Olímpicos de Beijing até ao fim, perdendo na final com a Argentina de Leonel Messi, por 1-0.

O sorteio assim quis que os nigerianos cruzassem o caminho dos Mambas. E agora? E agora só nos resta demonstrar que somos uma das 20 melhores selecções africanas, porque a não sermos não estaríamos nesta fase, a terceira e última. O primeiro jogo, por sinal, será contra a Nigéria e em Maputo.

Esta é uma das vantagens que os Mambas têm para começar bem. O importante é que o jogo seja preparado com toda pompa e que o público assuma que os Mambas são capazes de fazer milagres.

Quem diria que a Costa do Marfim viria ao nosso país sofrer a bem sofrer? Este espírito de grupo e sacrifício deve prevalecer na nossa selecção para que as vitórias venham naturalmente e Moçambique continue a subir no “ranking” da CAF e FIFA. A Tunísia e o Quénia são outras selecções que fazem parte deste Grupo B com as quais Moçambique tem que prestar muita atenção e é com estes que devemos lutar taco-a-taco para o CAN, porque sonhar com o Mundial seria exigir demais.

Mas ninguém está proibido de sonhar! As selecções da Tunísia e do Quénia estão muito bem ao alcance dos Mambas. O que se deve ter em conta é que não podemos continuar a perder pontos em casa como aconteceu com o Botswana na anterior etapa.

Temos todos que nos unirmos porque a fase que se segue é de grande sacrifício, em que os primeiros classificados de cada qualificam-se para o “Mundial” e para o CAN seguem os três primeiros. Aqui a luta é não o último do grupo.

publicado por Vaxko Zakarias às 16:21
 O que é? |  O que é? | favorito

AÍ está a Nigéria no grupo dos Mambas. Dos cabeças-de-série que tinham sido colocados no pote 1, Moçambique sempre torceu para não cruzar o caminho deste colosso do futebol africano e não só.

jogadores da Selecção Nacional de Futebol
É que a Nigéria, neste momento, está mais rodado que qualquer outra selecção africano, atendendo que para além de ter participado na fase anterior desta qualificação para o CAN e Mundial de 2010, esteve nos Jogos Olímpicos de Beijing até ao fim, perdendo na final com a Argentina de Leonel Messi, por 1-0.

O sorteio assim quis que os nigerianos cruzassem o caminho dos Mambas. E agora? E agora só nos resta demonstrar que somos uma das 20 melhores selecções africanas, porque a não sermos não estaríamos nesta fase, a terceira e última. O primeiro jogo, por sinal, será contra a Nigéria e em Maputo.

Esta é uma das vantagens que os Mambas têm para começar bem. O importante é que o jogo seja preparado com toda pompa e que o público assuma que os Mambas são capazes de fazer milagres.

Quem diria que a Costa do Marfim viria ao nosso país sofrer a bem sofrer? Este espírito de grupo e sacrifício deve prevalecer na nossa selecção para que as vitórias venham naturalmente e Moçambique continue a subir no “ranking” da CAF e FIFA. A Tunísia e o Quénia são outras selecções que fazem parte deste Grupo B com as quais Moçambique tem que prestar muita atenção e é com estes que devemos lutar taco-a-taco para o CAN, porque sonhar com o Mundial seria exigir demais.

Mas ninguém está proibido de sonhar! As selecções da Tunísia e do Quénia estão muito bem ao alcance dos Mambas. O que se deve ter em conta é que não podemos continuar a perder pontos em casa como aconteceu com o Botswana na anterior etapa.

Temos todos que nos unirmos porque a fase que se segue é de grande sacrifício, em que os primeiros classificados de cada qualificam-se para o “Mundial” e para o CAN seguem os três primeiros. Aqui a luta é não o último do grupo.

publicado por Vaxko Zakarias às 16:21
 O que é? |  O que é? | favorito

TICO-TICO, “capitão” dos Mambas, disse que só ganhando os melhores se pode chegar mais longe, referindo-se ao facto de Moçambique ter calhado com a Nigéria, um dos colossos da África.
Maputo

Tico-Tico, “capitão” dos Mambas

Tico-Tico reconheceu que a missão para a qual os Mambas seguem é a mais difícil, porque calhou com algumas equipas com melhor gabarito a nível do continente. Reiterou, porém, que apesar de difícil, não é impossível, bastando para isso mais trabalho e crença no conjunto.

Afirmou que, fora das opções, o primeiro objectivo dos Mambas deve incidir no primeiro lugar do grupo e, para isso, a equipa deve mandar em todos os jogos que efectuar em casa, porque torna-se cada vez mais difícil conseguir melhores resultados fora nesta fase.

“Seria quase impossível ganhar fora. Mesmo que calhássemos num outro grupo, encontraríamos outros adversários com o nível mais apurado. O mais importante é tentar chegar o mais longe possível. E para chegar longe, temos que ganhar os
publicado por Vaxko Zakarias às 15:47
 O que é? |  O que é? | favorito

TICO-TICO, “capitão” dos Mambas, disse que só ganhando os melhores se pode chegar mais longe, referindo-se ao facto de Moçambique ter calhado com a Nigéria, um dos colossos da África.
Maputo

Tico-Tico, “capitão” dos Mambas

Tico-Tico reconheceu que a missão para a qual os Mambas seguem é a mais difícil, porque calhou com algumas equipas com melhor gabarito a nível do continente. Reiterou, porém, que apesar de difícil, não é impossível, bastando para isso mais trabalho e crença no conjunto.

Afirmou que, fora das opções, o primeiro objectivo dos Mambas deve incidir no primeiro lugar do grupo e, para isso, a equipa deve mandar em todos os jogos que efectuar em casa, porque torna-se cada vez mais difícil conseguir melhores resultados fora nesta fase.

“Seria quase impossível ganhar fora. Mesmo que calhássemos num outro grupo, encontraríamos outros adversários com o nível mais apurado. O mais importante é tentar chegar o mais longe possível. E para chegar longe, temos que ganhar os
publicado por Vaxko Zakarias às 15:47
 O que é? |  O que é? | favorito

O VICE-CAPITÃO dos Mambas, Dário Monteiro, é de opinião de que as 20 selecções que fazem parte desta fase partilham as mesmas possibilidades de se apurarem, uma vez que todas partem com zero ponto e as contas de qualificação são feitas no fim.

VICE-CAPITÃO dos Mambas, Dário Monteiro

Salientou que todos os jogos serão difíceis e que os adversários são iguais, apesar do reconhecimento que se tem por algumas selecções, como é caso da Nigéria.

“O mais importante é pontuar em cada jogo, tanto em casa como fora. Não devemos pensar única e exclusivamente em lutar para estar no CAN, porque partiremos todos com as mesmas possibilidades. Temos que pensar nas duas possibilidades”, defendeu.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:36
 O que é? |  O que é? | favorito

O VICE-CAPITÃO dos Mambas, Dário Monteiro, é de opinião de que as 20 selecções que fazem parte desta fase partilham as mesmas possibilidades de se apurarem, uma vez que todas partem com zero ponto e as contas de qualificação são feitas no fim.

VICE-CAPITÃO dos Mambas, Dário Monteiro

Salientou que todos os jogos serão difíceis e que os adversários são iguais, apesar do reconhecimento que se tem por algumas selecções, como é caso da Nigéria.

“O mais importante é pontuar em cada jogo, tanto em casa como fora. Não devemos pensar única e exclusivamente em lutar para estar no CAN, porque partiremos todos com as mesmas possibilidades. Temos que pensar nas duas possibilidades”, defendeu.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:36
 O que é? |  O que é? | favorito

O SUCESSO de Moçambique nesta fase depende de como os Mambas iniciarão a luta pela qualificação, o que passa por um resultado positivo no encontro com a Nigéria, em Maputo. Esta é a análise de Chiquinho Conde, técnico principal do Desportivo, e ex-capitão dos Mambas.

Chiquinho Conde, técnico principal do Desportivo

Chiquinho disse, comentando sobre o grupo onde Moçambique está inserido, que era de esperar que os Mambas não estariam num grupo de fracos, na qualidade de uma das selecções que conseguiram o apuramento na base de repescagem.

Salientou que, apesar de todos partirem nas mesmas circunstâncias, com possibilidades de se qualificarem como outros integrantes dos restantes grupos, é preciso ter em consideração que as melhores selecções da série dos Mambas são a Nigéria e a Tunísia.

“Para quem tem visão do que é o futebol africano, teoricamente Moçambique disputaria a transição para o CAN com o Quénia. Temos que ser realistas e colocar os pés bem assentes no chão e dizermos que somos a selecção menos cotada do grupo, pois o Quénia, apesar de ter igualmente sido repescado, conseguiu a melhor pontuação que os Mambas (10)”, disse, acrescentando que o Quénia de ontem já não é o de hoje.

Adiantou que as coisas serão mais complicadas para os Mambas pois, feitas as contas, partiram para a última fase acreditando na possibilidade de superar o Botswana e Madagáscar e fazer as contas com a Costa do Marfim.

“Mas na prática as coisas tornaram-se complicadas e conseguimos a transição à última hora. Temos que trabalhar mais para corrigir os erros cometidos e para tal é preciso apostar em jogos particulares com equipas grandes. Equipas com um nível igual ou superior aos nossos adversários. Vejamos que a Tunísia já fez um jogo amigável com a França”, advertiu

publicado por Vaxko Zakarias às 15:17
 O que é? |  O que é? | favorito

O SUCESSO de Moçambique nesta fase depende de como os Mambas iniciarão a luta pela qualificação, o que passa por um resultado positivo no encontro com a Nigéria, em Maputo. Esta é a análise de Chiquinho Conde, técnico principal do Desportivo, e ex-capitão dos Mambas.

Chiquinho Conde, técnico principal do Desportivo

Chiquinho disse, comentando sobre o grupo onde Moçambique está inserido, que era de esperar que os Mambas não estariam num grupo de fracos, na qualidade de uma das selecções que conseguiram o apuramento na base de repescagem.

Salientou que, apesar de todos partirem nas mesmas circunstâncias, com possibilidades de se qualificarem como outros integrantes dos restantes grupos, é preciso ter em consideração que as melhores selecções da série dos Mambas são a Nigéria e a Tunísia.

“Para quem tem visão do que é o futebol africano, teoricamente Moçambique disputaria a transição para o CAN com o Quénia. Temos que ser realistas e colocar os pés bem assentes no chão e dizermos que somos a selecção menos cotada do grupo, pois o Quénia, apesar de ter igualmente sido repescado, conseguiu a melhor pontuação que os Mambas (10)”, disse, acrescentando que o Quénia de ontem já não é o de hoje.

Adiantou que as coisas serão mais complicadas para os Mambas pois, feitas as contas, partiram para a última fase acreditando na possibilidade de superar o Botswana e Madagáscar e fazer as contas com a Costa do Marfim.

“Mas na prática as coisas tornaram-se complicadas e conseguimos a transição à última hora. Temos que trabalhar mais para corrigir os erros cometidos e para tal é preciso apostar em jogos particulares com equipas grandes. Equipas com um nível igual ou superior aos nossos adversários. Vejamos que a Tunísia já fez um jogo amigável com a França”, advertiu

publicado por Vaxko Zakarias às 15:17
 O que é? |  O que é? | favorito

“TEREMOS que trabalhar muito para vencermos estes adversários e conseguirmos os nossos objectivos.

António Chambal, vice-presidente para área de alta de competição da FMF
Dentro das nossas condições iremos dar todo o incentivo à equipa para realizar uma campanha sem sobressaltos. Faremos tudo para dar à nossa selecção a tranquilidade que precisa para realizar uma prestação que dignifique o país”, disse António Chambal, vice-presidente para área da alta competição da Federação Moçambicana de Futebol (FMF)


Falando sobre os adversários, reconheceu que todos são fortes. “É um grupo muito forte. Nigéria, Tunísia e Quénia são adversários de muito respeito sobretudo os dois primeiros. Aliás, a Nigéria é daqueles adversários que desejávamos não encontrar dos cabeças-de-série, mas sorteio é sorteio e não pudemos evitar escolher”, considerou.

Contudo, aquele dirigente é de opinião de que o facto de começar esta campanha em casa é sempre moralizante. “É muito importante começarmos em casa, pois temos mais possibilidades de ganhar de início o que é fundamental para a manutenção dos índices de confiança dos jogadores, pois permitirá que realizem os outros jogos com mais firmeza”, afiançou.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:00
 O que é? |  O que é? | favorito

“TEREMOS que trabalhar muito para vencermos estes adversários e conseguirmos os nossos objectivos.

António Chambal, vice-presidente para área de alta de competição da FMF
Dentro das nossas condições iremos dar todo o incentivo à equipa para realizar uma campanha sem sobressaltos. Faremos tudo para dar à nossa selecção a tranquilidade que precisa para realizar uma prestação que dignifique o país”, disse António Chambal, vice-presidente para área da alta competição da Federação Moçambicana de Futebol (FMF)


Falando sobre os adversários, reconheceu que todos são fortes. “É um grupo muito forte. Nigéria, Tunísia e Quénia são adversários de muito respeito sobretudo os dois primeiros. Aliás, a Nigéria é daqueles adversários que desejávamos não encontrar dos cabeças-de-série, mas sorteio é sorteio e não pudemos evitar escolher”, considerou.

Contudo, aquele dirigente é de opinião de que o facto de começar esta campanha em casa é sempre moralizante. “É muito importante começarmos em casa, pois temos mais possibilidades de ganhar de início o que é fundamental para a manutenção dos índices de confiança dos jogadores, pois permitirá que realizem os outros jogos com mais firmeza”, afiançou.

publicado por Vaxko Zakarias às 15:00
 O que é? |  O que é? | favorito

O SELECCIONADOR nacional adjunto da Nigéria, Daniel Amokachi, disse ontem que as selecções do Quénia e de Moçambique evoluíram muito nos últimos anos por isso merecerão especial atenção por parte do combinado nigeriano.

SELECCIONADOR nacional adjunto da Nigéria, Daniel Amokachi

“É certo que a nossa principal ameaça é a selecção da Tunísia, mas devemos reconhecer que as selecções de Moçambique e do Quénia estão a crescer de nível e vão jogar para ocupar a vaga do grupo no “Mundial” de 2010”, disse Amokachi.

Acrescentou que a Nigéria cometeu um grande erro no passado, quando subestimou selecções como Angola e Ruanda, atitude que hipotecou a qualificação ao “Mundial” de 2006 na Alemanha, a favor de Angola.

“Não vamos repetir esse erro” – precisou Amokachi.

publicado por Vaxko Zakarias às 14:05
 O que é? |  O que é? | favorito

O SELECCIONADOR nacional adjunto da Nigéria, Daniel Amokachi, disse ontem que as selecções do Quénia e de Moçambique evoluíram muito nos últimos anos por isso merecerão especial atenção por parte do combinado nigeriano.

SELECCIONADOR nacional adjunto da Nigéria, Daniel Amokachi

“É certo que a nossa principal ameaça é a selecção da Tunísia, mas devemos reconhecer que as selecções de Moçambique e do Quénia estão a crescer de nível e vão jogar para ocupar a vaga do grupo no “Mundial” de 2010”, disse Amokachi.

Acrescentou que a Nigéria cometeu um grande erro no passado, quando subestimou selecções como Angola e Ruanda, atitude que hipotecou a qualificação ao “Mundial” de 2006 na Alemanha, a favor de Angola.

“Não vamos repetir esse erro” – precisou Amokachi.

publicado por Vaxko Zakarias às 14:05
 O que é? |  O que é? | favorito

DOS cabeças-de-série, os Camarões são os que tiveram menos sorte, pois vão defrontar Marrocos, Togo e Gabão

Imagem Corporativa do CAN 2010
Marrocos é, como se sabe, cliente assíduo do Campeonato Africano, e conta já com duas presenças em “Mundiais” e mais uma não lhe ficaria mal. Já o Togo tem, nos últimos anos, dado mostras de que é uma potência emergente do Continente Africano. Foi uma das cinco selecções presentes na última Copa do Mundo realizada na Alemanha em 2010 e entra, por isso, para esta derradeira fase como um potencial candidato a ocupar o primeiro lugar, o único que dá acesso ao Campeonato do Mundo.

Também cabe destacar o duelo do Grupo “D”, entre o Gana e Mali, uma série que fica completa com o Benin e Sudão. O Gana terá apenas a forte concorrência do Mali, onde actua Frederick Kanouté, um dos melhores avançados da actualidade.

Logotipo do Mundial 2010
Já o campeão africano, Egipto, é o que mais motivos tem para sorrir e o que menos razões tem para inquietar-se. No Grupo “C”, os “Faraós” têm como opositores a Argélia como o mais difícil e depois a Zâmbia e o Ruanda que jogarão na sombra à procura de qualquer deslize.

O Grupo “B”, a Nigéria e Tunísia são os favoritos a liderar a série. Moçambique e Quénia, travarão, tudo indica, um lugar pelo terceiro, de forma a carimbarem o passaporte, pelo menos, para o CAN.

OS GRUPOS FICARAM ASSIM ORDENADOS

Grupo A: Togo, Camarões, Marrocos e Gabão

Grupo B : Moçambique, Nigéria, Quénia e Tunísia

Grupo C : Ruanda, Argélia, Egipto e Zâmbia

Grupo D : Ghana, Benin, Sudão e Mali

Grupo E: Costa do Marfim, Malawi, Burquina Faso e Guiné-Conacri

publicado por Vaxko Zakarias às 11:44
 O que é? |  O que é? | favorito

DOS cabeças-de-série, os Camarões são os que tiveram menos sorte, pois vão defrontar Marrocos, Togo e Gabão

Imagem Corporativa do CAN 2010
Marrocos é, como se sabe, cliente assíduo do Campeonato Africano, e conta já com duas presenças em “Mundiais” e mais uma não lhe ficaria mal. Já o Togo tem, nos últimos anos, dado mostras de que é uma potência emergente do Continente Africano. Foi uma das cinco selecções presentes na última Copa do Mundo realizada na Alemanha em 2010 e entra, por isso, para esta derradeira fase como um potencial candidato a ocupar o primeiro lugar, o único que dá acesso ao Campeonato do Mundo.

Também cabe destacar o duelo do Grupo “D”, entre o Gana e Mali, uma série que fica completa com o Benin e Sudão. O Gana terá apenas a forte concorrência do Mali, onde actua Frederick Kanouté, um dos melhores avançados da actualidade.

Logotipo do Mundial 2010
Já o campeão africano, Egipto, é o que mais motivos tem para sorrir e o que menos razões tem para inquietar-se. No Grupo “C”, os “Faraós” têm como opositores a Argélia como o mais difícil e depois a Zâmbia e o Ruanda que jogarão na sombra à procura de qualquer deslize.

O Grupo “B”, a Nigéria e Tunísia são os favoritos a liderar a série. Moçambique e Quénia, travarão, tudo indica, um lugar pelo terceiro, de forma a carimbarem o passaporte, pelo menos, para o CAN.

OS GRUPOS FICARAM ASSIM ORDENADOS

Grupo A: Togo, Camarões, Marrocos e Gabão

Grupo B : Moçambique, Nigéria, Quénia e Tunísia

Grupo C : Ruanda, Argélia, Egipto e Zâmbia

Grupo D : Ghana, Benin, Sudão e Mali

Grupo E: Costa do Marfim, Malawi, Burquina Faso e Guiné-Conacri

publicado por Vaxko Zakarias às 11:44
 O que é? |  O que é? | favorito
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
18
19
22
25
26
31
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO