Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 29 DE Julho 2013

A SELECÇÃO Nacional de Futebol, os “Mambas”, derrotou na tarde de ontem, no Estádio da Machava a sua congénere da Namíbia, por 3-0, em desafio da primeira “mão” da segunda eliminatória de acesso ao CAN-Interno (CHAN) que terá lugar na África do Sul no próximo ano.

 

Esta vitória coloca os comandados de João Chissano em posição privilegiada para avançar à etapa seguinte, por sinal a última eliminatória rumo àquele evento continental.

 

Perante cerca de seis mil espectadores, a Selecção Nacional, cedo assumiu as rédeas da partida, embora de forma algo tímida, diante de uma formação namibiana pouco aguerrida e sem arte nem engenho para vingarem-se da derrota sofrida recentemente na Taça Cosafa/Castle.

 

 

O primeiro lance digno de realce foi criado por Telinho, que em resposta a um cruzamento bem tirado por Momed Hagy, fez a bola sair ligeiramente ao lado. A seguir foi Miro que “furou” a área namibiana para fazer um remate cruzado por cima. A Namíbia respondeu de livre, mas a bola foi parar às mãos do atento Soarito.

 

 

Moçambique dominava a partida, mas jogava sem ambição, o que fez com que incomodasse muito pouco a baliza namibiana. Aliás, no meio-campo ofensivo as coisas não corriam de feição, pois tinham um Telinho apagado e Sonito condicionado, fracas exibições, que foram minimizadas graças as boas actuações de Josimar e Mário.

 

Numa jogada aparentemente inofensiva, Moçambique ganha um penalte forçado, a castigar uma pretensa falta sobre Josimar. Miro foi chamado a cobrar, tendo feito com perfeição. Estava feito o 1-0 à passagem dos 29 minutos.

 

 

Depois do golo, a Selecção Nacional tornou-se mais adulta e as jogadas passavam a ser melhor pensadas, como foi o caso da bela jogada individual de Mário, cuja conclusão pecou pelo remate ter saído fraco. Doutro lado do campo, assistia-se a uma Namíbia totalmente desnorteada. Acusou claramente o golo sofrido.A primeira parte terminou com os “Mambas” a gerirem a magra vantagem com alguma tranquilidade.

 

Veio o segundo tempo com a Namíbia a entrar em força, o que fez com que João Chissano lançasse Diogo ao jogo no lugar do apagado Hagy. O técnico pretendia equilibrar a “balança”, mas o adversário estava mais perigoso e aos 55 minutos, Jerome viu o seu remate a sair por cima. Moçambique deu uma boa resposta e podia ter ampliado o “score” por intermédio de Telinho, no entanto denotou falta de pontaria, num lance em que se exigia mais do médio “muçulmano”.

 

Mas de novo de bola parada que Moçambique ampliou o marcador. Telinho executou da melhor forma um pontapé de canto e Dário Khan foi lá ao “primeiro andar” desferir um cabeceamento vitorioso quando estavam jogados 63 minutos. Tratou-se de um golpe duro para os namibianos que entraram para o segundo tempo dispostos a discutir a partida. A equipa desorientou-se, Moçambique passou as ser um verdadeiro “dono” do jogo, com o público a exercer a função de um verdadeiro 12º jogador.

 

 

Foi com toda naturalidade que os “Mambas” chegaram ao 3-0. Desta vez coube a Mário fazer gosto ao pé, num dia especial para o avançado visto que se estreou a marcar com a camisola nacional. Mário surgiu isolado na área e respondeu com categoria um centro com conta, peso e medida de Miro. Estava consumada a goleada aos 73 minutos.

 

 

A equipa visitante acreditava que podia, pelo menos, reduzir a desvantagem. No entanto, foi a equipa nacional que ficou perto de dilatar a vantagem.

O combinado nacional venceu o jogo por números que abrem boas perspectivas quanto ao desfecho da eliminatória.

 

 

FICHA TÉCNICA


ÁRBITRO: Stanley Hachiwa, auxiliado por Bruno Thembo, Kadwe Chansa.

 

Quarto árbitro foi Wilson Chewe. Comissário da CAF: David Bongani (RAS)

MOÇAMBIQUE: Soarito, Dário Khan, Miro, Mazive, Chico, Hagy (Diogo), Alvarito, Telinho, Josimar, Mário (Lanito) e Sonito (Belito).

 

NAMÍBIA: Efriani, Denzil, Marvin, Dacosta, Larry (Denis), Willy, Louis, Neville (Hotto), Chris, Martin, Jerome e Freedom.

 

DISCIPLINA: Amarelo para Marvin (Namíbia) e para Josimar (Moçambique).

 

GOLOS: Miro (29 min), Dário Khan (63 min) e Mário (73 min).

Fonte:Jornal Noticias
publicado por Vaxko Zakarias às 13:32
 O que é? |  O que é? | favorito
Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
16
20
21
26
27
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO