Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 16 DE Novembro 2011
Festa no golo de Jerry (C. Bila)

A SELECÇÃO Nacional de futebol carimbou, na noite de ontem, o apuramento para a fase de grupos da zona africana de qualificação para o Campeonato do Mundo a realizar-se no Brasil em 2014, ao golear, no Estádio Nacional do Zimpeto, as Comores, por 4-1, em partida da segunda “mão” das eliminatórias. No conjunto das duas mãos, o combinado nacional passou à próxima fase com uma vantagem de 5-1.

 

Os comandados de Gert Engels vão agora medir forças, no Grupo G, com o Egipto, Guiné-Conacri e Zimbabwe.

Ainda em relação ao jogo de ontem importa dizer que viveu-se uma noite de grande festa no Zimpeto. Moçambique não só ganhou como deu espectáculo. O público que acorreu em massa ao majestoso estádio merecia e viu compensado o tempo que despendeu para ir assistir aos “Mambas”. Sendo terça-feira dia de semana não se esperava que se registasse uma boa assistência, cerca de 10 mil espectadores. 

 

Como se esperava, a equipa moçambicana entrou assumindo as rédeas de jogo. O primeiro sinal de perigo foi dado por Paíto após uma boa incursão pela esquerda, o defesa cruzou, pena que não tivesse surgido alguém para dar o toque final.

 

 

Aos 21 minutos foi a vez de Telinho rematar com perigo, valeu a intervenção do keeper. A equipa moçambicana colheu os frutos do seu bom desempenho ofensivo aos 26 minutos quando Dominguez na cobrança de um livre directo bateu Mohamed Hassane. O primeiro golo dos “Mambas” após um bom movimento de Jerry que acabou sendo derrubado pelo “keeper” quando já não tinha mais ninguém pela frente. O certo é que se não foi Jerry a dar alegria aos adeptos, foi Dominguez que regressou à equipa após lesão.

 

 

No entanto, o golo surgiu numa altura em que a equipa nacional tinha passado por um lance de perigo junto à baliza de Kampango.

Mas para o bem de todos, o golo serviu para espevitar a turma nacional que voltou a não dar chances para o adversário elaborar lances de ataque. Aliás, foi Moçambique a estar perto do segundo golo com Jerry a rematar ao lado após uma boa troca de bola com Miro, no entanto a esférico saiu à defesa do guarda-redes, na recarga Miro teve também a oportunidade para dilatar o “score”.

 

 

Aos 44 minutos, Jerry redimiu-se com um belo golo de cabeça. O avançado aproveitou bem uma sobra após um cabeceamento de Whisky ao poste. É de salientar o excelente cruzamento de Miro pela direita.

 

 

Na segunda parte, a formação nacional entrou forte no ataque tal como tinha acontecido na etapa inicial. Boas trocas de bola com toda equipa em movimento sendo de destacar os recortes técnicos de Dominguez, Telinho, Miro e as cavalgadas de Zainadine Júnior.

 

Foi nesta toada de jogo que a Selecção Nacional chegou ao 3-0, aos 61 minutos, por intermédio de Whisky após um cruzamento geométrico de Miro. Com o golo, Moçambique cresceu e podia minutos depois ter avolumando o marcador, mas Dominguez, em boa posição de fora da área, chutou para o guarda-redes. Este lance nasce de mais uma boa incursão de Zainadine Júnior pela direita.

 

 

A ganhar por 3-0 e já com o apuramento na mão, os comandados de Gert Engels relaxaram e permitiram que as Comores, que não tinham feito nada para marcar, chegasse ao golo aos 72 minutos por intermédio de Youssouf Baki de cabeça. Kampango esteve mal no lance porque ao invés de aliviar a bola quis segurar algo que acabou sendo fatal.

 

 

No entanto, Moçambique não se abalou com o golo sofrido, voltou a ser senhor e dono do encontro. Foi criando alguns lances de ataque e encostando os ilhéus no seu meio reduto. Para refrescar a equipa, o técnico alemão fez entrar Clésio Bauque para o lugar de Miro e acertou em cheio ao fazer entrar o jovem visto que foi ele que aos 83 minutos fez de cabeça o quarto golo, fixando o resultado final em 4-1.

 

 

 No final a festa foi totalmente moçambicana. As bandeiras, as camisolas e os cachecóis voltaram a cintilar coisa que há muito não se via.

 

FICHA TÉCNICA


ÁRBITRO: Ruzive Ruzive (Zimbabwe), auxiliado por Alfred Zindove e Tapfumanei Mtengwa. Quarto árbitro: Ahmad Ahmad (Madagáscar).

 

MOÇAMBIQUE: Kampango; Mexer, Chico, Zainadine Júnior e Paíto; Whisky, Momed Hagi (Paito), Telinho, Miro (Clésio Bauque) e Dominguez; Jerry (Maninho).

 

COMORES: Mohamed Hassane; Abdou Nadjim, Rachidi Ibrahimi, Issimaila Iyad e Abdallah Mfoihaia; Mchangama Youssouf, Rachid Fouad (Mohamed Djamal), Ali Mourade e Youssuf Baki; Mahamoud Machangama e Ali Mmadi (Soule Halifa).   

 

DISCIPLINA: Cartão amarelo para Momed Hagi;  Mohamed Hassane.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

publicado por Vaxko Zakarias às 10:26
 O que é? |  O que é? | favorito
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
19
20
21
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO