Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 19 DE Maio 2009

OS campeonatos Nacionais dos países europeus estão na sua ponta final. Nos principais já são conhecidos os respectivos campeões e alguns foram apurados no último fim-de-semana, como são os casos de Manchester United, na Inglaterra, e do Inter de Milão, na Itália.

Manchester festeja mais um título
Mas há ainda a destacar a luta por lugares que dão acesso às competições europeias.

O Benfica, em Portugal, foi um dos que conseguiu essa proeza ao garantir o terceiro lugar depois do FC Porto, campeão, e do Sporting, vice-campeão. Porém, vejamos como foi a jornada do último fim-de-semana nos campeonatos mais aliciantes da Europa.

CAMPEÃO PERDE, ATLÉTICO SORRI

O já coroado campeão FC Barcelona perdeu por 2-1 no reduto do Mallorca, enquanto o Atlético de Madrid deu um passo gigantesco rumo ao apuramento para a “Champions League”, ao bater em casa o Valência, por 1-0.

O Mallorca ainda esteve a perder, face a mais um golo de Samuel Eto'o, mas o Barcelona, que fez alinhar vários habituais suplentes, permitiu a recuperação do adversário na segunda parte. Arango e Santana assinaram os tentos insulares, antes de Eto'o desperdiçar uma grande penalidade em cima do minuto 90.

Mais razões para sorrir teve o Atlético de Madrid, que ficou mais perto de jogar a próxima edição da “Champions League”, sendo agora quarto classificado após bater o Valência, por 1-0. A partida ficou resolvida aos 30 minutos, quando César Sánchez derrubou Sérgio Agüero na área do Valência e Diego Forlán não perdoou na conversão do penalte.

DOIS ÚLTIMOS

As esperanças do Málaga CF em ainda chegar aos lugares de acesso à edição inaugural da Liga dos Campeões sofreram um revés com a derrota por 2-1 no terreno do Real Sporting de Gijón, conjunto que passou a somar os mesmos pontos que o Osasuna. O Numancia levou a melhor na batalha dos dois últimos classificados ante o Recreativo de Huelva, vencendo por 1-0 e abandonando a "lanterna vermelha" às custas dos visitantes, que viram André Lamas ser expulso aos 88 minutos, momentos antes de José Barkero converter o penalte decisivo.

O Real Betis Balompié está agora três pontos acima da zona de despromoção, mercê do triunfo por 2-0 na recepção ao Almería, ao passo que um sucesso, por 1-0, do Espanyol ante o Athletic Club Bilbao ajudou o clube de Barcelona a livrar-se da zona de perigo. Um golo de Nikola Zigić aos 86 minutos valeu ao Real Racing Club uma vitória em casa, por 3-2, frente ao Valladolid.

A MODÉSTIA DE GUARDIOLA

O treinador do FC Barcelona, Josep Guardiola, acredita que os jogadores que deram ao clube catalão a quinta "dobradinha" da sua história teriam conquistado os dois troféus com ou sem ele como treinador.

CHAVES DO SUCESSO

Depois de ter visto a sua equipa repleta de segundas figuras perder por 2-1 neste domingo, na visita ao reduto do Mallorca, Guardiola foi elogioso para aqueles que ajudaram a ganhar o 19º título dos "blaugrana". "Estou certo que com outro grupo de jogadores eu não estaria aqui agora a falar como vencedor do campeonato, mas eles ganhariam na mesma, mesmo que fosse outro o treinador", disse o jovem técnico de 38 anos.

"As chaves do sucesso são o talento, a humildade e a vontade de trabalharem no duro, independentemente do jogo a disputar. Vencemos a Liga e a Taça de Espanha no espaço de três dias e estamos muito satisfeitos com o trabalho desenvolvido. Tivemos tantos jogos nos últimos meses que não houve tempo para saborear o sucesso conseguido durante esse período".

FORTE OPOSITOR

Depois de ter falhado a conquista do título na semana passada devido a um golo perto do fim do Villarreal, o Barça viu essa mesma equipa bater o Real Madrid, por 3-2, no El Madrigal no sábado, com Guardiola a reconhecer a luta dada pelos campeões da época passada.

"Não posso negar que esta época está a ser uma grande temporada para nós, mas gostaria de dar os parabéns ao Real Madrid porque eles obrigaram-nos a jogar sempre no limite”, acrescentou.

“Eles deram-nos uma lição para o futuro, que é a de termos de lutar sempre até ao final. Fosse outra equipa a perseguir-nos e se calhar teríamos conquistado o título mais cedo”.

TRIPLA

Com dois títulos conquistados na sua primeira época como treinador ao mais alto nível, Guardiola ambiciona agora a conquista de uma histórica tripla ante o Manchester United na final da “Champions League”, a 27 de Maio.

“A conquista do título vai permitir concentrarmo-nos na “Champions League”, explicou o antigo médio do Barça, que confirmou que não vai correr riscos em relação a jogadores para a final.

“A minha ideia é que a maior parte da equipa não volte a jogar até à partida em Roma. Não quero correr riscos, pois vários são os jogadores que sei que não vão poder jogar. Chegámos aqui depois de termos dado tudo do ponto de vista emocional e físico. Falei com os jogadores em questão e eles concordaram que assim poderão estar prontos para jogar a final”.

SIR ALEX DE OLHOS NO FUTURO

A reforma é a última coisa que está na cabeça de Sir Alex Ferguson na ressaca dos festejos do 11º título da “Premier League” conquistado pelo técnico de 67 anos ao serviço do Manchester United FC, isto depois do nulo registado no sábado contra o Arsenal.

NOVO OBJECTIVO

Enquanto os adeptos do clube de Old Trafford festejavam com os seus ídolos – que vão defrontar o Barcelona na final da “Champions League” - Ferguson ambiciona somar mais títulos e suplantar o registo total de 18 campeonatos de Inglaterra que a equipa partilha com os arqui-rivais do Liverpool.

“Vai ser ainda mais especial quando os ultrapassarmos”, disse Sir Alex. “Queremos melhorar ainda mais e somos capazes disso. A nossa equipa é jovem e no próximo ano vamos tentar ganhar outra vez”.

FIRME NO CARGO

Este foi o terceiro título consecutivo do United e Sir Alex assegura que a sua sede de títulos não acabou. “Não penso na reforma”, acrescentou. “Vou continuar como treinador e apenas a minha saúde me vai dizer quando será a altura de parar”.

A defesa do título parecia estar em causa aquando da derrota em casa, por 4-1, ante o Liverpool, a que seguiu outro desaire na visita ao Fulham. No entanto, um triunfo obtido nos descontos sobre o Aston Villa foi o início de uma série de sete triunfos seguidos que os manteve a coberto de qualquer surpresa.

“SENTIMENTO INCRÍVEL”

O avançado Wayne Rooney, cuja grande forma coincidiu com esta série triunfal do United, afirmou: "É um sentimento incrível. Foi ainda melhor que na época passada, porque o Liverpool nos deu muita luta este ano". Antes do início do actual formato da “Premier League”, o United estava a 11 títulos do Liverpool e mesmo Sir Alex afirmou-se surpreendido por estarem agora empatados.

"Quando aqui cheguei eles eram a melhor equipa do mundo", admitiu o técnico escocês. "Nunca pensei que iríamos conquistar 11 campeonatos, nem no melhor dos meus sonhos".

MOMENTO-CHAVE

Sir Alex admitiu que a sua equipa estava num mau momento quando perdeu ante o Liverpool, mas apontou o difícil triunfo, por 1-0, na visita ao Stoke City FC, a 26 de Dezembro, como o momento-chave da temporada, pois a vitória foi alcançada logo a seguir ao triunfo na Taça Intercontinental.

"Vencer esse jogo tão perto do final quando tínhamos acabado de chegar do Japão foi um duro teste que vencemos. Foi um grande resultado".

MOURINHO ELOGIA JOGADORES

Mourinho treinador do Chelsea
Depois de ter questionado o desejo dos seus jogadores em festejarem a vitória na Serie A até altas horas da madrugada deste sábado, o treinador do Inter de Milão, José Mourinho, só podia ter palavras elogiosas para os seus jogadores, que deram mais uma grande alegria aos seus adeptos ao baterem em San Siro o Siena, por 3-0.

"ALGO DE MARAVILHOSO"

“Estou um bocado zangado porque a equipa devia estar na cama", disse o treinador português depois da derrota do AC Milan, por 2-1, na visita ao reduto da Udinese Calcio e que confirmou o Inter como campeão.

Algumas garrafas de champanhe e poucas horas de sono depois, Luís Figo e os restantes companheiros entraram no relvado de San Siro sob um enorme aplauso das bancadas e obtiveram a sua 24ª vitória da temporada graças aos golos de Cambiasso (45 minutos), Mario Balotelli (52') e Zlatan Ibrahimović (76').

"Treino um grande grupo de pessoas", disse Mourinho depois do encontro. "É algo de maravilhoso ser o líder de uma equipa tão fantástica".

LONGA ESPERA

"Não queria festejar ontem (sábado), mas depois os meus jogadores disseram que esperaram dez meses por este momento", acrescentou. "Foi importante tanto para os jogadores como para os adeptos e fiquei contente por ver todos tão felizes. Não foi fácil vencer e é maravilhoso estar aqui em San Siro a ver a alegria de toda a gente e, acima de todos, a do presidente Massimo Moratti. Tudo isto é fantástico".

FAMÍLIA

Depois de três "scudettos" sob o comando de Roberto Mancini, este título é o primeiro de Mourinho e logo na sua época de estreia na Serie “A”. "Quero manter a calma", afirmou.

"Estou muito feliz por dentro, mas quero controlar as minhas emoções. Os adeptos estavam a cantar o meu nome e disse para pararem, mas admito que me fizeram saltar de alegria um bocado. Agora temos que pensar na próxima época. Temos de ser mais fortes porque estou certo que as outras equipas se vão reforçar. Gostava de ter alguns jogadores novos, mas estou satisfeito com os que tenho. Eles são amigos, mais que isso, são uma família".

"ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO"

Este triunfo colocou o Inter empatado com o Milan com 17 campeonatos e Moratti expressou o desejo que Mourinho volte a reconquistar o título como já fez ao serviço do FC Porto e do Chelsea FC.

"Vai ser muito difícil", disse o técnico de 46 anos. "Alguém disse que era óbvio que nós iríamos ganhar este "scudetto", mas a Juventus na primeira parte da época e o Milan na segunda foram uma grande ameaça. Respeito o seu trabalho e se, durante a época, os provoquei, fi-lo seguindo uma estratégia de comunicação. Nunca pretendi desrespeitar alguém. Respeito estes dois clubes e o facto de sermos melhores que eles faz-me feliz e orgulhoso do que a minha equipa conseguiu".

BENFICA GARANTE TERCEIRO LUGAR

É em África, integrado na digressão de final de época, que Oscar Cardozo festeja hoje os 25 anos
Dois golos madrugadores, da autoria de Óscar Cardozo e Angel Di María, ajudaram o Benfica a vencer domingo em Braga por 3-1, com os "encarnados"** a assegurarem assim o terceiro lugar da Liga portuguesa.

O FC Porto já tinha se sagrado campeão na semana passada e o Sporting também já tinha assegurado o segundo lugar.

publicado por Vaxko Zakarias às 13:53
 O que é? |  O que é? | favorito
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
16
17
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO