Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Terça-feira, 21 DE Julho 2009
Delegação de Manica, rainha dos jogos Escolares
JÁ se prognosticava, durante as finais do fim-de-semana, que Manica seria vencedora absoluta do IX Festival Nacional dos Jogos Desportivos Escolares e a confirmação foi feita ontem no encerramento do evento, no Estádio 1º de Maio, em Lichinga, quando a organização anunciou os resultados oficiais perante uma moldura humana maioritariamente dominada pelos jovens atletas das 11 províncias do país e crianças de escolas locais, que coloriram o recinto com os seus trajes característicos.

A cerimónia de encerramento foi dirigida pelo ministro da Educação e Cultura, Aires Aly, acompanhado pelo governador da província, Arnaldo Bimbe, e contemplou ainda várias actividades culturais e ginástica massiva, exibidas pela pequenada.

Entretanto, as contas que efectuámos domingo nas sete modalidades que corporizaram o evento já davam a indicação de que Manica estava em vantagem relativamente aos seus principais adversários na luta pela conquista do evento, nomeadamente Zambézia e cidade de Maputo, que foram ao Niassa como principais favoritos.

Porém, Manica veio ao de cima e impôs-se nas meias-finais. Na hora da verdade demonstrou maturidade e sabedoria, aplicando o golpe de misericórdia contra todos os prognósticos feitos.

Aliás, a consagração de Manica como vencedor aguardava apenas pelo desfecho das contas no atletismo, feitas ao longo da noite de domingo. Nesta modalidade a província do centro do país partilhou o domínio com o Niassa, sendo que obteve o título em femininos enquanto os anfitriões confirmavam a sua hegemonia em masculinos.

Com este desfecho, Manica acabou reunindo maior número de títulos/medalhas de ouro (cinco) na contagem geral, pois ganhou no futebol masculino, basquetebol, voleibol e xadrez femininos. Esteve igualmente próxima do ouro em voleibol e atletismo masculinos, competições nas quais fixou-se em segundo lugar, respectivamente atrás da Zambézia e do Niassa. Onde não se fez sentir o seu peso foi na modalidade de andebol, em que esteve fora das finais e nem sequer transitou da fase preliminar.

C. DE MAPUTO E ZAMBÉZIA FICARAM-SE PELOS PROGNÓSTICOS

Como já nos referimos, Zambézia e Maputo-Cidade eram, à partida, vistas como principais favoritas ao trono. Contudo, destas apenas a província do centro do país se revelou maior concorrente à conquista das várias modalidades, a começar pelo futebol, indo para o basquetebol e às outras modalidades colectivas.

Porém, contra todas as expectativas, a Zambézia foi cometendo infantilidades que mereceram mão à palmatória, ao ceder espaço a selecções como Manica, começando pela queda na final de futebol masculino, depois de dominar completamente uma das séries, curiosamente com concorrentes mais cotados. Manica destacou-se na outra série e, no derradeiro jogo, superou a Zambézia já na ponta final do jogo, vencendo por 2-1.

A esta queda juntaram-se outras no basquetebol e xadrez femininos, modalidades nas quais perdeu novamente nas finais com Manica, por 51-53 e 0-1, respectivamente. Quedou-se igualmente na final de andebol masculino com Maputo-Cidade, perdendo desta feita a hegemonia que detinha a favor de Manica.

Manica foi determinante na hora das grandes decisões, devido ao o espírito de equipa e inter-ajuda que revelou na sua forma de actuação nas diversas modalidades. Foi este segredo, associado à disciplina, que levou as selecções do planalto de Manica a conquistarem o pódio, que perseguiam desde a última edição, realizada na Zambézia em 2007, na qual fixaram-se em segundo lugar na classificação geral.

Por seu turno, Maputo-Cidade deixou os seus créditos por mãos alheias e perdeu assim a luta pela defesa do título, como vencedor absoluto, do festival realizado em Quelimane.

Obteve piores classificações em futebol e teve a maior decepção na final de basquetebol masculina, na qual não conseguiu assegurar a vantagem que detinha na ponta final da partida, abrindo espaço para que Zambézia invertesse a vantagem a seu favor nos últimos segundos (81-82). Foi um golpe difícil de digerir e não faltaram lágrimas aos maputenses, que com este resultado foram relegados na contagem global. Este resultado foi muito útil para Zambézia, que assim conseguiu um precioso segundo lugar, salvando a sua honra.

A sua história no nono festival resumiu-se a andebol masculino e ginástica, modalidades nas quais esteve no pódio. Para além do segundo lugar em basquetebol masculino, Maputo-Cidade foi segundo e terceiro em voleibol feminino e masculino, respectivamente.

NIASSA DÁ SALTO SIGNIFICATIVO

As indicações preliminares afastavam a hipótese do Niassa estar próximo dos lugares cimeiros, depois de não conseguir transitar das fases de apuramento na maior parte das modalidades. Contudo, a sorte esteve do seu lado e o seu destino começou a ser definido quando conseguiu o apuramento à final feminina de futebol, na qual venceu Gaza na marcação de grandes penalidades, depois de uma igualdade de duas bolas no tempo regulamentar.

Mas, na verdade, foi o atletismo que catapultou os anfitriões para o digno quarto lugar na contagem global, melhorando seis vezes a prestação que registou em Quelimane, ou seja o penúltimo lugar. A isto junta-se o terceiro lugar no xadrez feminino.

Quelimane obteve piores classificações em futebol e teve a maior decepção na final de basquetebol masculina
EM 2011 NA PROVÍNCIA DO MAPUTO

A PROVÍNCIA do Maputo será palco da próxima edição do Festival Nacional dos Jogos Desportivos Escolares, segundo deu a conhecer o Ministro da Educação e Cultura, Aires Aly, durante o discurso de encerramento do evento que vinha decorrendo do dia 10 até ontem em Lichinga.

Aires Aly disse na ocasião que Maputo-província foi o único concorrente, mas como manda a regra o festival é guiado pelo princípio de rotatividade entre as regiões do país.

A cidade de Maputo é a que mais edições acolheu desde a independência, nomeadamente a primeira edição, em 1978, a segunda em 1980, a terceira em 1982 e a quarta em 1998. Sofala, Nampula, Inhambane, Zambézia e finalmente Niassa acolheram as outras edições, respectivamente em 2001, 2003, 2005, 2007 e 2009.

CLASSIFICAÇÃO GERAL

PROVÍNCIA PONTUAÇÃO

MANICA 117

Zambézia 97

Maputo-Cidade 88

Niassa 79

Inhambane 78

Nampula 73

Maputo-Província 70

Sofala 60

Gaza 59

Tete 56

Cabo Delgado 27

Salvador Nhantumbo, em Lichinga

publicado por Vaxko Zakarias às 10:28
 O que é? |  O que é? | favorito
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
18
19
25
26
27
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO