Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 16 DE Outubro 2008

TÃO cedo os jogadores do Atlético Muçulmano não se esquecerão da excelente exibição rubricada ontem diante do Chingale de Tete.

Mito (Chingale) e Aníbal disputam o esférico nas alturas (F.Laíce)
Tudo correu de feição aos homens de Arnaldo Salvado, que suspenso pela Comissão de Disciplina da Liga Moçambicana de Futebol (LMF), assistiu ao jogo da bancada. A boa exibição da turma do Atlético ganha ainda maior brilho, já que produziu muitos golos, na vitória, por 4-1, que não merece qualquer tipo de contestação se se atender que foi a única equipa que mais procurou os três pontos.


O triunfo do Atlético começou a ser desenhado ainda não estava jogado o primeiro quarto de hora, quando Aníbal respondeu de cabeça a um cruzamento de Amade pela direita com peso, conta e medida. Estava feito o 1-0.

Esperava-se uma reacção dos “tetenses”, até porque estes vinham com excelentes indicações depois da boas exibições, em Maputo, frente o Desportivo e Costa do Sol, no entanto, enganaram-se redondamente, visto que foi o Atlético que continuou na mó de cima perante um adversário que não tinha pernas para acompanhar o ritmo de jogo da equipa da casa, com destaque para Amade e Danito Nhamposse nas alas que iam passeando a sua classe.

E foi nesta toada que os comandados de Salvado chegaram ao segundo, após uma jogada tirada a papel químico do primeiro. Amade sobe pelo lado direito e já perto da linha de fundo cruza novamente para Aníbal, que esteve em tarde inspirada, cabecear certeiro. Antes desse lance, os “muçulmanos” poderiam ter chegado ao golo, quando Eboh bem enquadrado com a baliza rematou por cima.

Diga-se, em abano da verdade, que só existiu uma equipa em campo, o Atlético, que na segunda parte, tal como na primeira, entrou a todo gás, à procura de alargar a vantagem. Este atrevimento foi coroado com um golo de belo efeito apontado com enorme mestria pelo “veterano” Danito Nhamposse, que frente-a-frente com Binó, fez a bola passar por cima, não dando quaisquer chances de defesa.

Com uma vantagem confortável no marcador, o Atlético abrandou o ritmo do jogo, mas houve ainda tempo para Eboh fazer o quarto, selando desta forma uma goleada, que foi reduzida já perto do fim por Mavó, que fez assim o tento de honra.

Aureliano Mabote fez uma exibição aceitável, pese embora tenha invalidado um golo do Chingale por suposto fora-de-jogo. O certo é que esta decisão deixou o banco dos tetentes à beira de um ataque de nervos. Aliás, no final da partida, Rui Évora, insurgiu-se veementemente contra a equipa de arbitragem e os dirigentes do Atlético contestando tal lance.

FICHA TÉCNICA

ÁRBITRO – Aureliano Mabote, auxiliado por Francisco Mabote e Nordino Momed. Quarto árbitro: Ruben Cossa.

ATLÉTICO MUÇULMANO: Pinto; Amade, Baúte, Gabito e Gito; Danito (Nguni); Délcio, Dino e Aníbal; Jojó (Manuelito) e Eboh.

CHINGALE: Binó; Paulo, Celso, Manuelito e Marito II; Miguel, Abertur, João (Patrício) e Hagy; Mavó e Magaba (Mito).

DISCIPLINA: Cartão amarelo para Mavó.

IVO TAVARES

publicado por Vaxko Zakarias às 13:51
 O que é? |  O que é? | favorito
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
18
19
22
25
26
31
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO