Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Sexta-feira, 24 DE Outubro 2008

UMA vez rainhas, sempre rainhas. É este o lema que a Direcção do Desportivo quer ver patente na sua equipa no Campeonato Africano de Basquetebol em seniores femininos, prova em que as moçambicanas entram na condição de detentoras do título.

Cássimo Mohomed, director para a área de basquetebol do Desportivo
Cássimo Mohomed, director do Departamento de Basquetebol, está consciente de que a missão não será fácil, mas assume desde já que na capital queniana, Nairobi, estará presente um Desportivo com um objectivo único: revalidar o título mais cobiçado da bola-ao-cesto do Continente Africano a nível de clubes em seniores femininos.

Maputo, Sexta-Feira, 24 de Outubro de 2008:: Notícias

“Uma equipa que parte para um campeonato como detentora do título não pode pensar noutra coisa que não seja procurar voltar a conquistá-lo, até porque nem ficaria bem não assumir esta posição quando sabemos que somos actualmente os campeões africanos e temos uma equipa em condições para repetir o feito do ano passado”, frisou.

Segundo aquele dirigente, os preparativos para essa missão honrosa e ao mesmo tempo escrupulosa está a decorrer a bom ritmo. “Estamos neste momento a envidar esforços no sentido de conseguir patrocínios que garantam as despesas relacionadas com as viagens, alojamento e alimentação. Não está a ser fácil conseguir estes apoios, mas acredito que vamos assegurar o dinheiro que precisamos para proporcionar a nossa delegação uma viagem confortável”, anotou.

Questionado se a viagem do Desportivo estaria em risco, este respondeu: “Não, não está em risco. Esta hipótese está posta de lado. É impossível não estarmos em Nairobi para defender o título. Havemos de conseguir o dinheiro necessário, afinal esta é uma direcção que tem vivido um pouco disto, sem muitas ajudas de empresas a apoiar. Desdobra-se sempre para proporcionar as melhores condições aos atletas”, arrematou.

REFORÇOS EM MANGA

Para defender o título com maior galhardia, a turma “alvi-negra” será reforçada com pelo menos cinco atletas, sendo duas nacionais e três estrangeiras, que de acordo com Cássimo poderão vir em princípio de equipas africanas ou da América do Sul.

“Vamos reforçar a nossa equipa com algumas jogadoras estrangeiras, cujos nomes e países de proveniência não posso mencionar, porque, como deve perceber, estamos em fase de negociações. Mas devo lhe assegurar que é nosso desejo reforçarmo-nos com três atletas do Continente Africano ou Americano. Mas, como disse, estamos em fase de negociação. Poderemos, por alguma eventualidade, ter que recorrer ao mercado europeu. Pretendemos também garantir a contratação de duas atletas que jogam no país, mas é impossível falar de nomes nesta altura”, disse.

Questionado se o Desportivo voltaria a optar pelo préstimo das senegalesas Salimata Diatta ou Anta Sy, atletas que tiveram um papel fundamental na conquista da prova rainha do básquete feminino, este respondeu: “não vamos contar com estas atletas porque têm compromissos com os seus clubes nas provas da EUROLIGA que se disputam por estas alturas”.

Ainda sobre esta “operação”, o homem forte do básquete “alvi-negro” afiançou que Diarra Dessai, actualmente a residir na cidade de Quelimane, voltará a juntar-se ao “team” tal como o fez na anterior edição disputada na cidade de Maputo.

Cássimo que se mostrou muito confiante na revalidação do título, falou ainda sobre o decurso dos treinos da equipa: “Está tudo a correr bem. As atletas têm vindo a realizar treinos bidiários sem nenhum tipo de sobressaltos, sob a orientação do técnico Nazir Salé.

FIRST BANK, DJOLIBA E 1º DE AGOSTO ADVERSÁRIOS A TER EM CONTA

Maputo, Sexta-Feira, 24 de Outubro de 2008:: Notícias

Sem temer nenhum adversário, mas com muito respeito por todos, Cássimo apontou o First Bank da Nigéria, o Djoliba do Mali e o 1º de Agosto de Angola como sendo os potenciais adversários do Desportivo na luta pela conquista do ceptro.

“Existe um grupo de três equipas que podem nos causar alguns problemas, como são os casos do First Bank, Djoliba e 1º de Agosto. São equipas que vêm demonstrando igualmente qualidades para chegarem ao título”, admitiu.

Alertou ainda para o facto de poder aparecer um “outsider” (equipa-surpresa), como foi o caso do Desportivo, que acabou por se sagrar campeão quando ninguém fazia prever. “Temos que estar à espera também daquelas equipas que aparecerem e acabam por surpreender. Se se lembrar, na edição passada o Desportivo não era apontado como favorito, mas acabou por conquistar o campeonato. Por isso, temos que estar preparados”, sublinhou.

A 14ª edição do Campeonato Africano de Basquetebol Sénior Feminino realiza-se de 20 a 29 de Novembro em Nairobi, Quénia.

publicado por Vaxko Zakarias às 11:33
 O que é? |  O que é? | favorito
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
18
19
22
25
26
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO