Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 24 DE Agosto 2009

SEM nenhuma grande penalidade falhada e com o seu guarda-redes Rockssana a defender com classe o remate de Amílcar, após um outro desperdiçado pelo seu colega Dangalira, o Ferroviário da Beira fez festa em Tete, perante a HCB de Songo, numa partida em que as equipas entraram com características diferentes: os donos da casa mais ofensivos e os forasteiros pautando pela contenção do esférico e a progredir quando fosse possível.

Akil Marcelino treinador do Ferroviário da Beira
Face à pressão contrária, a turma de Mussá Osman, após 20 minutos, começou a abrir brechas no seu meio campo, permitindo a subida dos “locomotivas”, que dominaram o jogo e por diversas vezes estiveram próximos de inaugurar o marcador.

Na segunda parte, o Ferroviário surgiu ainda mais determinado e a pressionar sem tréguas a HCB, um tanto ou quanto fragilizada. Aos 55 minutos, os beirenses viram o seu esforço compensado, com Óscar a fazer o golo, depois de receber o esférico num lance que envolveu os seus colegas Tony e Timbe, com destaque para este último que, depois de passar por Mucuapene, foi até à linha do fundo para desmarcar Óscar.

A HCB não cruzou os braços. Começou a desbobinar um futebol mais inteligente, aproveitando os deslizes do adversário, pois este começou a reter a bola no seu meio campo, em sinal claro de defender o resultado que lhe era favorável.

Só que, aos 82 minutos, numa jogada de contra-ataque, os tetenses conseguiram levar o esférico até à área contrária, para, numa autêntica confusão aí gerada, Amílcar atirar para o golo. Os jogadores da Beira tentaram concentrar-se junto ao árbitro assistente, reclamando uma deslocação de Amílcar, mas sem sucesso, pois o árbitro validou o golo.

A partir daqui, as duas equipas foram mais cautelosas, procurando “queimar” o tempo e desse modo forçar o prolongamento. E assim aconteceu, mas os 30 minutos transcorreram com a igualdade a prevalecer.

Nas grandes penalidades, Antoninho colocou a HCB a ganhar, para Óscar empatar. Seguiu-se Dangalira, que atirou por cima do travessão, tendo, por sua vez, Ninito feito o 1-2 para os beirenses. Depois foi Amílcar, permitindo uma defesa com classe do guarda-redes Rockssana, para Sérgio e Nené fazerem o resultado final.

A equipa de arbitragem realizou um trabalho normal.

FICHA TÉCNICA

Árbitro: Samuel Chirindza, coadjuvado por Alfredo Sitói e Eduardo Mugoma. Quarto árbitro: Ribeiro Manuel

HCB – Dionísio; Bila, Venâncio, Mucuapene e Antoninho; Eládio, Costa, Dangalira e Jordão; Henry e Amílcar. Foram ainda usados Aurito, Gito e Stanley.

FER. BEIRA – Rockssana; Nenito, Edson, Cândido e Barrigana; Nené, Óscar, Timbe e Mupoga; Tony e Betinho. Suplentes utilizados: Sérgio, Degato e Cláudio.

Acção disciplinar: cartão amarelo para Óscar.

BERNARDO CARLOS

publicado por Vaxko Zakarias às 13:27
 O que é? |  O que é? | favorito
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
16
17
21
22
23
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO