Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 12 DE Janeiro 2009

A SELECÇÃO Nacional de Natação regressou ontem ao país com 32 medalhas na bagagem, sendo nove de ouro e igual número de prata e 14 de bronze, no final da sexta edição do Campeonato Africano da Zona IV, disputado na cidade sul-africana de Joanesburgo, envolvendo 326 nadadores de 13 países.

Campeonato de Natação da Cidade de Maputo (primeiro dia): Fixados dois novos recordes nacionais
No quadro de medalhas, Moçambique ficou em terceiro lugar, atrás da África do Sul, vencedora da competição, e do Zimbabwe, segundo, que amealharam 151 e 72 medalhas, respectivamente.


Nuno Gomes, do Ferroviário da Beira, foi o nadador mais destacado entre os moçambicanos, tendo amealhado oito ouros, enquanto Jannat Bique, do Clube Tubarões de Maputo, obteve um. Alias, foi com a contribuição de Nuno Gomes que Moçambique conseguiu o precioso terceiro lugar.

Deste modo, terminou de forma gloriosa a participação de Moçambique no campeonato regional, com os nadadores e treinadores satisfeitos pelo desempenho global do combinado nacional.

Se o dia de estreia foi suficiente com a conquista de apenas duas medalhas, uma de prata por Allan Bique nos 50 metros bruços (42.55 segundos) e outra de bronze por Nuno Gomes nos 400 livres (5.19.12 minutos), as jornadas seguintes foram de maior produção, com Nuno Gomes a destacar-se no escalão de infantis, onde compete pelo último ano.

O nadador beirense contabilizou, individualmente, seis medalhas de ouro e uma de bronze, fixando vários recordes nacionais e conseguindo, em simultâneo, rubricar alguns dos melhores tempos da história do campeonato regional.

O pequeno nadador ganhou medalhas de ouro nas provas de 100 costas, com o tempo de 1.13.70 minuto, 50 mariposa, com 30.17 segundos, 100 mariposa (1.09.46 minuto), 50 costas (33.51 segundos), 100 estilos (1.02.27 minuto) e 200 estilos (2.37.75 minutos), enquanto na jornada inaugural conquistou a medalha de bronze na prova de 400 metros livres, fazendo a marca de 5.19.12 minutos.

Neste escalão, o poderio dos nadadores nacionais foi vincado de provas de 100 mariposa e 100 estilos, nas quais os segundos classificados foram também de Moçambique. Com efeito, Igor Mogne recebeu a medalha de prata pelo segundo lugar na prova de mariposa, com o tempo de 1.16.48 minuto, enquanto Shakil Fakir ganhou a prata na especialidade de 100 metros de estilos com o tempo de 1.06.03 minuto.

Emídio Cuna foi outro nadador que apresentou bons tempos na competição, tendo ganho a medalha de bronze no escalão de iniciados, também na prova de 100 estilos, com o tempo de 1.18.55 minuto. O vencedor foi um atleta sul-africano, que fez a distância em 1.10.27 minuto.

Nos 200 estilos, também no escalão de iniciados, Allan Bique terminou em quarto lugar, com o tempo de 3.16.05 minutos, quando o sul-africano que ganhou a prova fez a distância em 3.07.82 minuto.

Na prova de estafetas de 4x50 livres, especialidade forte do nosso país, os nadadores Claude Champier, Shakil Fakir, Edson Coroa e Nuno Gomes amealharam a medalha de bronze, a seguir ao Zimbabwe e África do Sul, segundo e terceiro classificados, respectivamente.

Em femininos, Géssica Stagno esteve em destaque rubricando tempos animadores e conquistando medalhas para o nosso país. Na ausência de nadadoras como Ximene Gomes, Jéssica Vieira e Mónica Bernardo, foi Géssica Stagno que ombreou taco-a-taco com as diversas adversárias.

Stagno conquistou uma medalha de prata na prova de 50 mariposa, com o tempo de 32.54 minuto, e três medalhas de bronze nas especialidades de 100 mariposa (1.12.45 minuto), 100 estilos livres (1.05.30 minuto) e 200 estilos livres (2.49.85 minutos).

Géssica Cossa, no escalão de 13 e 14 anos, conquistou a medalha de prata com o tempo de 2.51.41 minutos na prova de 200 estilos livres, enquanto Faina Salate terminava no quinto lugar.

Na especialidade que melhor interpreta, 100 estilos livres, Faina Salate ganhou a medalha de bronze, aos percorrer a distância em 1.07.13, ficando o ouro com uma atleta da Suazilândia.

A nadadora Raquel Lourenço ganhou uma medalha de bronze na prova de 100 mariposa, em juvenis, com o tempo de 1.17.80 minuto, enquanto a sul-africana Joy Arendse terminou na primeira posição com 1.17.80 minuto.

Os tempos conseguidos pelos atletas moçambicanos estão entre os melhores da história desta competição, que se realizou pela sexta vez. Alguns nadadores nacionais não subiram ao pódio, mas a equipa técnica nacional está satisfeita com o desempenho dos atletas.

CUSTÓDIO MUGABE

publicado por Vaxko Zakarias às 15:23
 O que é? |  O que é? | favorito
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
15
17
18
21
24
25
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO