Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 23 DE Março 2009

FOI uma lição bem dada. O Ferroviário foi tão apático que não mereceu nada que a derrota diante do Textáfrica que, com as cartas na mesa, soube utilizar os seus melhores trunfos, sobretudo em situações em que o adversário foi encontrado em contrapé.

Os campeões nacionais já começaram a reforçar-se
O campeão não teve em conta que só os golos determinam a vitória num jogo de futebol e esteve convencido de que a qualquer momento apareceria a solução, mesmo sem se esforçar.

E enganou-se redondamente, porque quando despertou os “fabris” já haviam feito o resultado. Não entendemos por que é que Paulo Camargo mudou a estrutura da equipa. Danito Parruque, que joga no centro do terreno, foi deslocado para a ala esquerda, lugar que habitualmente é ocupado por Maurício, que esteve no banco de suplentes.

Do lado contrário, Tchaka foi ineficaz, dai que quem teve a emissão de encaixar as bolas na zona adversária foi o lateral Butana, que actuava nas suas costas.

Enquanto isto, Momed Hagy sentiu-se desapoiado para a transposição do jogo ofensivo a partir do meio-terreno, uma vez que tinha ao seu lado o inexperiente Dário. Não havia velocidade no ataque da equipa, visto que Danito Parruque, que habitualmente joga ao lado de Momed Hagy, não estava no lugar certo donde conseguisse desdobrar-se, tanto para apoiar o ataque, como para desfeitear as manobras ofensivas do adversário.

No entanto, o Textáfrica, que se defendeu bem, teve muitas recuperações de bola no meio-campo e saiu-se bem em contra-ataque, face à rapidez dos seus homens mais adiantados, sobretudo o sul-africano Surpris, encostado à esquerda do ataque, que foi a maior dor de cabeça para os “centrais” Jotamo e Tony Gravata.

Encetou fugas que muitas vezes deixaram a defensiva “locomotiva” desnorteada, muito bem apoiado pelo também sul-africano Mombush, à direita, e Ângelo, à frente dos “centrais”. Esta tripla criou furor e deixou o aviso para os outros.

O Textáfrica foi estrategicamente feliz no seu sistema de jogo (4x3x3), que se impôs ao tradicional 4x4x2 dos “locomotivas”. Com as alas inoperantes e muitas vezes descobertas, os “fabris” fizeram o melhor aproveitamento, sobretudo pela direita, quando saíssem em contra-ataque. Mombush apareceu várias vezes sozinho a fazer belíssimas combinações com Surpris, que sempre o acompanhou nas descidas para o ataque.

Num dos lances, Surpris usou da sua bem apurada técnica individual para arrancar um golo de belo efeito, aos 37 minutos, desequilibrando os “centrais” que, temidos, recuaram perante o seu avanço galopante, mandando de seguida um remate rasteiro que deixou Pinto boquiaberto. O Estádio da Machava “gelou” perante o júbilo de um minguado número de apoiantes “fabris” que viajaram com a equipa.

Com o 1-0 a favor dos visitantes as equipas foram ao intervalo e ficou-se à espera de mudanças sobretudo nos caseiros. Mas, Paulo Camargo manteve a equipa. Houve alguma tentativa de virar o resultado, mas o Textáfrica continuou a defender-se bem e, em algumas ocasiões, o Ferroviário foi ineficaz. O “central” Tony Gravata viu de longe Jerry em melhor posição na pequena área, bicou a bola para o seu isolamento, mas este rematou desenquadrado com a baliza. Luís ainda foi capaz de interceptar o esférico que embateu no poste, aos 50 minutos.

Foi o fim da história, pois o Textáfrica marcou dois minutos depois, na sequência de uma grande penalidade, bem cobrada pelo “capitão” Custódio, a castigar uma saída faltosa de Pinto contra Surpris, já isolado. E o Textáfrica só não marcou mais por falta de sorte.

FICHA TÉCNICA

ÁRBITRO: João Armando, auxiliado por Henriques Langa e Estrela Gonçalves. Quarto árbitro: Mateus Infante.

FER. MAPUTO – Pinto; Butana, Tony Gravata, Jotamo e Fredy; Tchaka, Dário (Artur Manhiça), Momed Hagy e Danito Parruque; Luís e Jerry.

TEXTÁFRICA: Tony; Loló, Zola, Mitó e Dondo; Gervásio, Custódio e Malate; Mombush, Ângelo e Surpris.

DISCIPLINA: Cartão amarelo para Tony e Custódio, ambos do Textáfrica.

Salvador Nhantumbo

publicado por Vaxko Zakarias às 13:01
 O que é? |  O que é? | favorito
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
21
22
28
29
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO