Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quinta-feira, 17 DE Dezembro 2009

BEM arejada e com hábitos quotidianos que irrefutavelmente passam pela Barragem da Hidroeléctrica de Cahora Bassa ou, do ponto de vista desportivo, pelo seu clube, que foi a equipa-sensação do Moçambola-2009, a vila do Songo vive, esta semana, dias de verdadeiro sonho.

Os adeptos locais de futebol estão encantadíssimo, pois – e não é caso para menos – contrariamente ao que lhes acontece, em que o acompanhamento dos “Mambas” se resume àquilo que lêem nos jornais, vêem na televisão e ouvem na rádio, têm neste momento o privilégio de conviver com os jogadores, idolatrá-los e com eles fazer os inevitáveis prognósticos e conjecturas da participação de Moçambique no CAN Angola-2010, quando estamos a pouco menos de um mês do início desta grandiosa competição continental.

A escolha de Songo para o estágio interno da Selecção Nacional tem sido motivo de extraordinário orgulho dos seus residentes, assim como de toda a província de Tete. Porque são raras as deslocações dos “Mambas” para outros pontos do país, a presença no Songo, de certo modo, mudou o dia-a-dia da vila, ao acrescentar um elemento de curiosidade e que levou até junto à histórica e emblemática barragem nomes sonantes do futebol moçambicano, particularmente numa altura em que a equipa tem os olhos postos no Campeonato Africano das Nações.

Os treinos, nalguns dias com sessões de manhã e à tarde e, noutros, apenas matinais, são bastante movimentados e o novo Estádio 27 de Novembro, recentemente inaugurado, a ter motivos mais do que suficientes para deste modo construir a sua história, até porque, a partir do próximo ano, a formação da HCB realizará os seus jogos neste recinto.

O relvado é bom e o estádio, de uma forma geral, possui óptimas condições para o trabalho de uma selecção. Aliás, para além dos aspectos que têm a ver com a ambientação ao clima que se encontrará em Angola, a escolha de Songo tinha também em vista colocar os jogadores longe do bulício da capital, das preocupações familiares e do convívio com os amigos, sobretudo quando já se vive a lufa-lufa das festas.

Tendo desembarcado na segunda-feira, os “Mambas” foram obsequiados com um jantar pelo Conselho de Administração da Hidroeléctrica de Cahora Bassa, empresa que no Songo está a proporcionar à equipa excelentes condições de alojamento, alimentação e de trabalho, contribuindo dessa forma na árdua missão que todos temos pela frente no apoio à selecção.

Aliás, a HCB é uma das empresas integrantes do FUT-21, um programa concebido para, paralelamente ao fomento do futebol nas camadas de formação, angariar ajudas para os “Mambas”, situação coordenada pelo Ministério da Juventude e Desportos, em parceria com a Federação Moçambicana de Futebol, e que tem vindo a resultar plenamente.

No referido jantar, Paulo Muxanga, Presidente do Conselho de Administração da HCB, fez as honras da casa, manifestando a satisfação da sua empresa em acolher a turma nacional, tendo o Governador de Tete, Ildefonso Muanathata, expressado o seu regozijo pelo facto de tão ilustres figuras do futebol moçambicano escalarem a sua província numa altura especial da sua caminhada: preparação do CAN Angola-2010.

18 ATLETAS À DISPOSIÇÃO

À excepção dos jovens centrais “alvi-negros” Mexer e Zainadine Júnior, que se encontram em Portugal para o seu ingresso no Sporting, e do “canarinho” Ruben, ausente por razões desconhecidas, todos os outros atletas do Moçambola convocados por Mart Nooij se encontram no Sonho, num total de 18, alguns com a absoluta certeza de que farão parte da lista final de 23 jogadores a seguir viagem para terras angolanas.

A trabalhar no Songo encontram-se os guarda-redes Binó, Lamá e Pinto; os defesas Whisky, Fanuel, Campira e Mayunda; os meio-campistas Danito Parruque, Josimar, Momed Hagy, Carlitos, Nelinho, Alvarito e Mustafá; e os atacantes Hélder Pelembe, Jerry, Luís e Tony, este último do Ferrováruio da Beira.

Com tratamento super especial naquela vila tetense, os “Mambas”, amanhã, treinarão somente no período da manhã, estando a tarde reservada para uma visita à barragem. No sábado, defrontam Malawi e o regresso a Maputo está previsto para domingo. Na capital, com os treinos a decorrerem no campo da Liga Muçulmana, na Matola, trabalharão entre segunda e quarta-feira, sendo dispensados para a festa do Natal junto das respectivas famílias.

Durante a pausa natalícia, o seleccionador nacional dispensará 13 atletas e os seus lugares serão preenchidos por outros tantos a actuar no estrangeiro. É assim que, com todo o habitual “esquadrão” completo, a equipa partirá no dia 27 com destino a Bloemfontein, na África do Sul, para o derradeiro estágio e que incluirá desafios amigáveis. Os prováveis adversários são três, designadamente África do Sul, Tunísia e Gabão, devendo a escolha pertencer a Mart Nooij, em função de uma série de factores que ainda está a estudar com o seu adjunto, Miguel Chau.
publicado por Vaxko Zakarias às 14:49
 O que é? |  O que é? | favorito
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO