Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 14 DE Outubro 2009

EM princípio, esta não devia ser uma decisão que nos levasse a preocupações transcendentais. Trata-se apenas da definição de lugares, pois a transição para os quartos-de-final, essa, está absolutamente garantida.

Noite de grande decisão pra selecção moçambicana de basquetebol(FRED RAZAFINTSALAMA)
No entanto, apesar da sua pequenez e até de ser pueril, não deixa de ser uma decisão que a Moçambique interessa, hoje, no Palácio dos Desportos de Antananarivo, a partir das 18.00 horas locais (17.00 de Maputo). Frente às malgaxes, que vêm tendo um comportamento irrepreensível neste Afrobásquete Madagáscar-2009, espera-se uma noite verdadeiramente infernal para a nossa selecção, que procura atingir o preconizado segundo lugar no Grupo A, facto cimentado após o triunfo de ontem diante da África do Sul por sete pontos (54-47).

Esta pequena decisão, que somente interessa aos dois conjuntos, acontece na véspera do início das grandes decisões, tendo em conta que, após o descanso de amanhã, na sexta-feira terão lugar os quartos-de-final, no sábado as meias e, no domingo, a ansiosamente aguardada final, cujos protagonistas ainda são uma autêntica incógnita, mas que terão já garantida a participação no Campeonato do Mundo, no próximo ano.

As possibilidades de a nossa selecção se classificar na segunda posição, atrás do Senegal, são mais consistentes comparativamente às da turma anfitriã. Disputadas quatro jornadas, Moçambique regista três vitórias e apenas uma derrota, ante as senegalesas, enquanto Madagáscar ganhou em duas ocasiões e perdeu em outras tantas, frente aos Camarões e ao Senegal, com este último na noite de ontem.

Entretanto, hoje, derradeiro dia da primeira fase, teremos no Grupo A, para além do Madagáscar-Moçambique, os embates África do Sul-Camarões e Senegal-Maurícias. Para o Grupo B, Angola, depois do grande desafio de ontem com as campeãs africanas, enfrenta Nigéria, enquanto Ruanda joga com Costa do Marfim e Mali tem pela frente Tunísia.

ÁFRICA DO SUL, 47-MOÇAMBIQUE, 54 : LEIA PARTIU A LOIÇA E… ARRUMOU A CASA!

NÃO! Não confundam Leia e Aleia. Existe Leia Dongue, jovem de 18 anos, do Desportivo, e a fazer o seu primeiro Afrobásquete, e Aleia Rachide, de APolitécnica, já com várias presenças na selecção. Neste caso, e na presente crónica, referimo-nos à “alvi-negra”, que teve ontem uma tarde estupenda, carregando a equipa às costas. Excelente tanto a marcar como a defender e a ganhar ressaltos em várias posições, Leia foi a principal obreira do sofrido triunfo moçambicano sobre as vizinhas sul-africanas, com um esquema defensivo que inicialmente baralhou as pupilas de Nazir Salé.

Nazir Sale com as suas pupilas no Afrobásquete de Sub-16

Bem a defender e rápida na contra-ofensiva, a África do Sul assumiu o jogo com naturalidade, mercê de uma disposição táctica em relação à qual Moçambique demorou a desmontar. A eficiência no tiro de curta distância, fortemente incentivado pela corpulenta Ledwaba, galvanizou a sua equipa, dado que também se assenhoreou do comando do marcador, embora não lograsse uma diferença muito grande.

Foram necessárias muitas rotações até que as moçambicanas assentassem perfeitamente a sua forma de jogar. O segundo período foi um bom prenúncio – saíram a vencer por quatro pontos (22-26), mercê de uma recuperação encetada quando a equipa passou a ganhar os ressaltos, após um momento em que tudo pertencia às adversárias.

O pós-intervalo trouxe um Moçambique completamente diferente. Aí, sim! Leia Dongue, com uma extraordinária inspiração, partiu a loiça e… arrumou a casa. Nos ressaltos, lá estava ela com determinação e a fazer pontos. Na boa combinação com Anabela Cossa, através de passes longos, punha as sul-africanas embasbacadas.

Foi uma fase que verdadeiramente marcou a contenda e lançou a nossa selecção para o triunfo, embora no quarto período tenha voltado novamente a sofrer, ao permitir que as adversárias, a espaços, encurtassem a distância. Mas, enfim, estamos mesmo habituados a ganhar sofrendo, num desafio em que os dois conjuntos se digladiaram nos triplos.

FICHA DO JOGO

Árbitro: Lassana Diakaté e Ojeabubu Kingsley

ÁFRICA DO SUL (47) – Cathywa (0), Samuels (0), Ledwaba (18), Mtswehi (0), Maloantoa (0), Modiselle (8), Moutwantse (4), Molema (4), Njokwemi (4), Khoabame (0), Monknatni (2) e Sathula (7)

Treinador: Daniels

MOÇAMBIQUE (54) – Valerdina Manhonga (4), Filomena Micato (0), Ana Flávia Azinheira (2), Anabela Cossa (5), Ana Branquinho (6), Cátia Halar (2), Leia Dongue (19), Aleia Rachide (9), Amélia Macamo (2), Marta Ganje (0), Odélia Mafanela (5) e Ondina Nhampossa (0)

Treinador: Nazir Salé

Marcha do marcador: 16-11, 22-26, 35-45, 47-54.

QUADRO DE RESULTADOS

GRUPO A

África do Sul-Moçambique (47-54)

Camarões-Maurícias (109-36)

Madagáscar-Senegal (39-90)

Classificação: 1º Senegal, 8 pontos; 2º Moçambique, 7; 3º Camarões, 7; 4º Madagáscar, 6; 5º África do Sul, 5 e Maurícias, 4.

GRUPO B

Costa do Marfim-Nigéria (44-41)

Ruanda-Tunísia (53-59)

Mali-Angola (63-51)

Classificação: 1ºMali, Angola, C. do Marfim 7 pontos; 2º Nigéria, 6; 3º Tunísia, 5; 4º Ruanda, 4.

ALEXANDRE ZANDAMELA, em Antananarivo

publicado por Vaxko Zakarias às 15:34
 O que é? |  O que é? | favorito
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
17
18
24
25
27
28
30
31
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO