Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 28 DE Setembro 2009

O ATLÉTICO Muçulmano ainda não pode festejar a manutenção já que ontem não conseguiu melhor que um empate (2-2) na recepção do HCB de Songo, que esteve à frente do marcador por duas vezes, mas sempre permitiu a recuperação dos anfitriões.

O Atlético investiu para atingir os objectivos que traçou”, sublinhou, sem com isso tirar mérito à sua equipa que, no seu ponto de vista, fez uma época brilhante
Nesta partida dois dos quatro golos foram apontados na cobrança de grandes penalidade, primeiro aos 16 minutos, por Clarêncio, para o Atlético e segundo aos 50 minutos por Costa, para o HCB de Songo.


Logo cedo percebeu-se que as duas equipas não estavam dispostas a correrem riscos e por largo período da partida tenha se assistido a um jogo cuidadoso com os intervenientes a evitar mínimos erros.

Apesar das mudanças operadas na sua equipa, o Atlético continua sendo sombra daquilo que fez o ano passado enfrentando muitas dificuldades na construção de jogadas e apresentando uma defesa trémula e sem segurança. Aliás, foi na sequência disso que o HCB de Songo chegou ao primeiro golo quando Henry ganhou o esférico à entrada da grande área e centrou para Gito, que não perdoou. Os defensores do Atlético dividem entre si as responsabilidades no golo.

Entretanto, o golo até espevitou os “muçulmanos” que correram atrás de prejuízo e só demoraram três minutos para igualarem a partida na cobrança de uma grande penalidade convertida por Clarêncio aos 16 minutos.

Antes do intervalo destaque para duas situações: primeiro Patrício, após passe de James, cabeceou perigosamente, mas o guarda-redes dos hidroeléctricos, Dionísio, com uma palmada evitou o golo e já no fim da primeira parte foi Amílcar que teve tudo para fazer o tento, mas defronte de Samito atirou para fora.

No reatamento, o HCB só demorou cinco minutos para voltar a estar em vantagem quando, aos 50 minutos, Costa, na cobrança de uma grande penalidade, fez o 1-2.

Entretanto, a reacção dos “muçulmanos” voltou a ser eficaz e seis minutos depois do golo restabeleceu a igualdade na sequência de uma jogada bastante rápida com Moca a fazer um grande passe para o remate certeiro de Patrício.

E depois disso não se viu grandes situações de golo com a partida a terminar com a igualdade que sabe bem aos dois conjuntos.

O trabalho do trio de arbitragem dirigido por Ainade Ussene esteve à altura da partida.

FICHA TÉCNICA

ÁRBITRO: Ainade Ussene, auxiliado por Carlos Nhanengue e Carlos Paulino. O quarto árbitro foi Amosse Lázaro.

ATLÉTICO: Samito, Amad, Clarêncio, Baúte e James; Ngoni (Madeira), Délcio, Moca (Dino) e Danito Jojó); Patrício e Eboh.

HCB DE SONGO: Dionísio, Antoninho (3), Mucuapene, Costa (Venâncio) e Bila; Eládio, King, Henry (Paíto), Aulito (Joaquim); Amílcar e Gito.

ACÇÃO DISCIPLINAR: cartão amarelo para Baúte, pelo Atlético, e para Bila e Mucuapene, pelo HCB de Songo.

ATANÁSIO ZANDAMELA

publicado por Vaxko Zakarias às 12:20
 O que é? |  O que é? | favorito
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
19
20
21
25
26
27
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO