Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Segunda-feira, 16 DE Março 2009
NELINHO, o “patrão” do meio-campo “alvi-negro”
SE bem que o empate registado entre o Ferroviário de Nampula e Desportivo de Maputo se possa até certo ponto aceitar, o certo é que o resultado castiga os “locomotivas” locais, que mesmo não tendo pressionado tanto, em relação ao seu oponente, foi a equipa que mais e melhores oportunidades criou e desperdiçou principalmente na segunda parte, daí que merecia outra sorte neste embate que arrastou muita gente da capital do norte para o Estádio 25 de Junho.

Porém, foi a equipa do Desportivo que pressionou durante os primeiros trinta minutos, de tal maneira que ao longo desse período já beneficiava de cinco pontapés de canto contra nenhum dos visitados. Aliás, os treinados por Artur Semedo já deveriam ter aberto o activo logo aos oitos minutos, quando depois de uma jogada de “mestria”, Muandro chuta forte obrigando o guarda-redes contrário a fazer uma defesa difícil.

Os “locomotivas” de Nampula reagiram e poderiam ter chegado ao golo aos quarenta minutos, por intermédio de Leonel, que depois de combinar muito bem com Rafael, incompreensivelmente não conseguiu chutar a bola para a baliza defendida por Jaimito.

Sonho pode tornar-se realidade - esperança do esquerdino Muandro nas AFROTAÇAS
Esta reacção dos visitados terá surtido efeitos desejados, tendo em conta que a partir dela o Ferroviário de Nampula conseguiu “conter” a forte pressão que vinha sendo exercida sobre ele pelo Desportivo. Ou melhor dizendo, equilibrou o desenrolar dos acontecimentos no terreno, factor que foi decisivo para que a primeira parte terminasse empatada.

Já no segundo tempo, o Ferroviário entrou a pressionar e a criar várias oportunidades de golo, numa clara tentativa de chegar ao golo, mas além de o guarda-redes maputense continuar a exibir-se com autoridade, também os falhanços incríveis dos jogadores locais continuaram a “assumir” o protagonismo da partida.

As mutações no xadrez da equipa vieram dar outra dinâmica ao jogo, mas os desperdícios do lado dos “locomotivas” de Nampula, que todavia precisam de muito trabalho para se reencontrarem, nunca foram corrigidos.

Para mais, e diga-se de passagem, o grande falhanço dos treinados por Sérgio Faife aconteceu no minuto 93. É que, depois de um grande trabalho de Nando, cruza com “sabedoria” para Rafael, e este mesmo com a baliza completamente desguarnecida não consegue introduzir a bola, num momento em que já se gritava o golo da vitória.

Do lado da equipa do Desportivo, embora tenha tido o domínio na primeira parte do jogo, no segundo tempo foi a que menos rematou para a baliza contrário. O único remate com certo perigo foi feito pelo Imo, aos 79 minutos.

FICHA TÉCNICA

A equipa de arbitragem chefiada por Hélder Napido, auxiliado por Carlos Nhanengue e Salomão José, não realizou um trabalho que se possa louvar neste jogo.

Ferroviário de Nampula: Zacarias, Matofe, Elídio, Osvaldo, Zuma (Paíto), Zé, Ginho (Samuel), Nando, Marcos, Rafael e Leonel (Amisse).

Desportivo de Maputo: Jaimito, Nelson, Zainadine, Nelinho, Imo, Binó, Isac (Julinho), Muandro, Josué, Mexer e Secanhe.

Mouzinho de Albuquerque

publicado por Vaxko Zakarias às 12:09
 O que é? |  O que é? | favorito
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
21
22
28
29
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO