Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo
Quarta-feira, 25 DE Fevereiro 2009

MUITA ansiedade reina à volta do Moçambola-2009, cuja cerimónia de abertura terá lugar a 7 de Março na cidade de Tete, quando um dos representantes da província, o Chingale, receber o Maxaquene.

Técnicos e dirigentes das equipas participantes concertam posições à procura de tapar uma e outra lacuna que ainda sobra na equipa para não passarem por situações de lamentações já depois do evento ter começado.

Contudo, tudo parece já estar nos pontos, tal como afirmam o técnico do Desportivo, Artur Semedo, e os dirigentes do Maxaquene e do HCB, abordados pela nossa Reportagem. Ora vejamos a posição de cada um deles a propósito do arranque da prova.

Teremos um Desportivo vencedor - Artur Semedo
Teremos um Desportivo vencedor - Artur Semedo


CONTRA o FC Lichinga teremos um Desportivo vencedor. Estamos ainda a prepararmo-nos e até lá estaremos em condições razoáveis para começarmos o campeonato com uma vitória, Artur Semedo, treinador dos alvi-negros traçando boas perspectivas para o primeiro desafio do Moçambola.

Sobre o FC Lichinga, Semedo disse não ter conhecimento da sua maneira de jogar e sobre os jogadores já que tem um novo treinador. Não sei nada sobre o FC Lichinga, porque ainda não o vi jogar. Certamente que tem um novo modelo de jogo, visto que tem um novo treinador. Mas nos últimos anos tem-se apresentado muito bem e demonstrado ser equilibrado, frisou.

José Costa, presidente do HCB do Songo
Não será fácil - José Costa, HCB

COMEÇAR com a Liga Muçulmana é sempre muito difícil, pois é uma das equipas candidatas à conquista do título. Penso que o facto de jogarmos fora de casa dificulta ainda mais a nossa tarefa”, José Costa, presidente do HCB do Songo, comentando o sorteio que os colocou diante dos muçulmanos na primeira ronda.

No entanto, o dirigente refere que o HCB tem condições para surpreender a Liga, até porque, de acordo com ele, o grupo está forte.

“Viremos a Maputo para contrariar ao máximo o favoritismo da Liga e lutar pelos três pontos. É dessa forma que iremos encarar todos os jogos com elevado espírito de vitória”, frisou.

Samuel Maibasse, porta-voz dos “tricolores”
É um terreno tradicionalmente difícil - Samuel Maibasse, Maxaquene


VAMOS iniciar o campeonato num terreno muito difícil e que por tradição temos muitas dificuldades em ganhar.

Teremos que estar atentos por forma a corrigir os erros cometidos anteriormente e começarmos a prova a ganhar, afinal este é o desejo do Maxaquene, palavras de Samuel Maibasse, porta-voz dos tricolores comentando o sorteio que colocou o Chingale no caminho do Maxaquene pelo terceiro ano consecutivo.

Maibasse deposita muita fé numa boa prestação da equipa tricolor, que, de acordo com ele, está a realizar um início de época muito bom e por isso estão criadas as condições para ir a Tete superar o Chingale
publicado por Vaxko Zakarias às 15:55
 O que é? |  O que é? | favorito
Todos os jornlista so elogiam as equipas do Maputo. Nunca as eqiopa do norte nem as dos ce3ntro. Kal e mesmo é mesmo o problema? Futebol bom, jogadores bons, são akele que militar nas equipas doSul? Acho que um jornalista na tem que ter escolha mais sim dizer as realidades.
Anónimo a 10 de Junho de 2009 às 12:47

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
14
15
20
21
22
26
27
28
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Joga se hoje em Lichinga ataça de Moçambiqui as fo...
Eu acho que já é o momento para a Federação Moçamb...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
MANOSTAXXMapa Europeu dos Salarios por Paíshttps:/...
Para auxiliar no treino nada melhor do que receita...
Entao e em 2016 nao havera????
Gostaria de salientar que a tentativa de mínimo nã...
blogs SAPO